26/03/2015
Por Edilson Silva em Jucurutu, Política

Câmara de Vereadores de Jucurutu encaminha “Moção de Pesar” à família de “Dedé de Lila”

1002698_1376663952553023_1941599302_n

A Vereadora, Paula Mércia Medeiros de Souza Tôrres, esposa do Médico Urologista Dr. Saint-Clair Tôrres, encaminhou durante sessão da última terça – feira, 24 de Março/2015, Moção de Pesar, com respeito e sinceros sentimento em face do falecimento do Senhor José Virgílio Pereira (Dedé de Lilá),agricultor e pai da funcionária, Eliane Moreira Pereira.

A parlamentar usou das atribuições que lhe confere o artigo nº 155 item XII do Regimento Interno da Câmara Municipal de Jucurutu e encaminhou a moção que foi aprovada  por unanimidade de votos e subscrito por todos os vereadores que compõe o legislativo do município que estavam presentes na Sessão Ordinária do último dia 24/03.

O Senhor (Dedé de Lila) como era popularmente conhecido, uma pessoa de bem, caráter admirável, bom companheiro e acima de tudo um pai de família exemplar, sendo motivo de orgulho para sua família, parentes e amigos, que recordarão com saudades da pessoa simples e amigável que foi. Nesse momento de dor este Poder Legislativo, deixa externado sua imensa gratidão, desejando que descanse em paz, ao lado do nosso bom Deus com a infinita certeza do dever cumprido aqui na terra, e que todos os seu familiares e amigos, sintam-se completamente abraçados e amparados por Deusdestacou a parlamentar na Moção de Pesar.

José Virgílio Pereira, “Dedé de Lila” faleceu na última quarta – feira (18/03) e era esposo da servidora pública, Maria Helenice e pai de Virgílio (Músico e Membro Integrante do Conselho Tutelar), Helimário Moreira (Secretário de Finanças da Igreja Católica em Jucurutu) e de Eliane Moreira (Esposa deste blogueiro).

Do Blog: Como parte integrante desta família, queremos agradecer a Moção de Pesar de autoria da Vereadora Paula Tôrres em face do falecimento do sogro “Dedé de Lila” bem como aos demais vereadores que por unanimidade de votos aprovaram na sessão de ontem, 24/03 o que comove profundamente os familiares.

Por Edilson Silva – Contatos (84) 9629 7591 – e – mail – edilson104@hotmail.com


26/03/2015
Por Edilson Silva em Mundo

Copiloto aparentemente provocou queda de avião de forma deliberada

noticia_123689

O copiloto do avião da Germanwings que caiu nos Alpes franceses, matando todas as 150 pessoas a bordo, aparentemente provocou a queda de forma deliberada, disse um procurador francês nesta quinta-feira (26).

O alemão Andreas Lubitz, de 28 anos, que assumiu o controle do Airbus A320 após o capitão deixar a cabine, se recusou a reabrir a porta e operou os controles que fizeram a aeronave descer, disse o procurador Brice Robin durante entrevista coletiva.

O procurador francês disse que Lubitz não era conhecido como terrorista e não existe base para considerar a queda como um incidente terrorista. Gravações sugerem que os gritos dos passageiros começaram pouco antes do impacto final, completou.

Mais cedo nesta quinta-feira, um procurador alemão disse que somente um dos dois pilotos do avião estava na cabine na hora em que caiu.

A confirmação foi feita após reportagem do jornal The New York Times afirmando que as gravações de voz do jato alemão mostravam que um dos pilotos havia deixado a cabine e não conseguiu retornar a seu lugar antes da queda do avião.

“Um estava na cabine e o outro não estava”, disse Christoph Kumpa, no escritório da procuradoria alemã em Duesseldorf, à Reuters, por telefone, acrescentando que a informação foi repassada por investigadores na França.

Os investigadores ainda estavam estudando nesta quinta-feira as gravações de voz da caixa-preta, enquanto as buscas prosseguiam em um desfiladeiro onde o avião caiu, a 100 quilômetros da cidade de Nice.

A gravação não deixa claro o que levou o piloto a deixar a cabine ou por que ele não conseguiu retornar enquanto a aeronave estava em queda numa região remota dos Alpes franceses.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Natal

Cover do Zé Bonitinho em Natal lamenta morte de Jorge Loredo

noticia_123694

Há 16 anos o advogado, Adelson Freitas dos Reis, de 49 anos, resolveu encarar o personagem mais conhecido do humorista Jorge Loredo, o popular Zé Bonitinho. O ator morreu na manhã de hoje (26), no Rio de Janeiro, deixando muitos fãs tristes.  “O Brasil perdeu um grande artista, estou de luto”, lastima Adelson, cover do Zé Bonitinho em Natal.

Tudo começou quando Adelson resolveu ir a um baile à fantasia na cidade do Recife, ele já admirava bastante Jorge Loredo e resolveu ir vestido de Zé Bonitinho. A fantasia fez sucesso e o advogado levou o prêmio de melhor figurino.

Adelson Freitas contou que na mesma festa, foi confundido com o ator. “No momento que entrei no clube, o diretor TV Tribuna pediu a um segurança para me levar até o camarote da TV, onde estavam todas as mulheres que trabalhavam com Zé Bonitinho”, disse.

Além da caracterização, outras semelhanças unem o Zé Bonitinho oficial e o de Natal. “Ele era advogado e pernambucano, eu também sou advogado e pernambucano”, conta.

O cover ainda disse que só encontrou com o ídolo apenas uma vez, durante uma peça de Jorge em um teatro no Recife, mas que sempre estava em contato.  “Todo aniversário, eu ligava e falava com ele. Mandava presentes, ele gostava muito das redes de Caicó”, lembra.

O Zé Bonitinho de Natal é bastante conhecido por fazer presença em grandes eventos e festas, não só na capital potiguar, mas também em outros países. Adelson já foi a três Copas do Mundo, uma Copa América na Argentina e as Olimpíadas em Londres, todos vestido do personagem.

Adelson lamentou não poder estar presente no velório do artista, mas afirmou que vai continuar imitando ele. “Agora é que eu vou continuar representando, para deixar ele na memória do povo brasileiro”, disse.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Brasil, Policial

Operação desarticula quadrilha suspeita de fraudar R$ 19 bilhões da Receita

A Policia Federal (PF) deflagrou hoje (26) a Operação Zelotes, com o objetivo de desarticular organizações que atuavam no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) — o antigo Conselho de Contribuintes da Receita —, manipulando o trâmite de processos e o resultado de julgamentos. O prejuízo estimado aos cofres da União pode chegar a R$ 19 bilhões, valor economizado pelas empresas envolvidas, segundo a PF. Participam também da operação o Ministério Público Federal, a Corregedoria do Ministério da Fazenda e a Receita Federal.

As investigações começaram em 2013, quando foi descoberta uma organização que “atuava no interior do órgão, patrocinando interesses privados, buscando influenciar e corromper conselheiros com o objetivo de conseguir a anulação ou diminuir os valores dos autos de infrações da Receita Federal”. De acordo com a PF, servidores repassavam informações privilegiadas obtidas dentro do conselho para escritórios de assessoria, consultoria ou advocacia em Brasília, São Paulo e em outras localidades, para que esses realizassem a captação de clientes e intermediassem a contratação de “facilidades” dentro do Carf.

As investigações identificaram que, em diversas ocasiões, foi constatado tráfico de influência no convencimento de empresas devedoras ao Fisco. “Eram oferecidos manipulação do andamento de processo, pedidos de vista, exame de admissibilidade de recursos e ainda decisões favoráveis no resultado de julgamentos de recursos a autos de infrações tributárias, por meio da corrupção de conselheiros”, informou a PF.

Outra destaque da investigação, segundo os agentes, é que o grupo utilizava outras empresas para dissimular as ações e o fluxo do dinheiro, que era lavado, retornava como patrimônio aparentemente lícito para essas empresas.

A PF informou ainda que os investigados responderão pelos crimes de advocacia administrativa fazendária, tráfico de influência, corrupção passiva, corrupção ativa, associação criminosa, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O termo Zelotes, que dá nome à Operação, tem como significado o falso zelo ou cuidado fingido. Refere-se a alguns conselheiros julgadores do Carf que não estariam atuando com o zelo e a imparcialidades necessários.

Via No minuto.com


26/03/2015
Por Edilson Silva em Policial, Política, RN

Banda Grafith e Cavaleiros do Forró estão proibidas de contratos com o poder público

2_1094-1024x406 (1)

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, o Procurador-Geral Adjunto do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Jovino Pereira, disse que, além da prisão do ex-prefeito de Macau, Flávio Veras, e do afastamento do atual chefe de gabinete da Prefeitura, Francisco Guimarães, as investigações da Operação Máscara Negra resultaram na proibição das empresas envolvidas de serem contratadas pelo poder público.

Segundo Jovino, Flávio foi preso por agir como mentor, em reiteradas práticas de crimes como peculato, desvio de verbas públicas e ausência de licitação na contratação de bandas para eventos como o carnaval.

Para o MP, Veras continuou, até hoje, cuidando dessas contratações.

Para o MP, apesar de afastado o ex-prefeito continuou com a mesma influência para praticar os crimes contra a administração pública.

Os promotores presentes revelaram a existência de um empresário local atuando como laranja de Flávio Veras.

“As acusações de agora são todas relativas ao Carnaval de 2011, com uma cifra de R$ 1,515 milhão. No entanto, as investigações sobre a realização de outras festas promovidas em Macau continuam sendo investigadas”, explicou a promotora de Macau, Isabel Menezes.

As investigações do MPRN também se estendem aos eventos promovidos na cidade de Guamaré

Estão proibidas de se apresentar em eventos pagos com dinheiro público os grupos musicais Cavaleiros do Forró, Deixe de Brincadeira, Forró da Pegação, Banda Grafith. Esse grupos musicais estão impedidos de participar de procedimento licitatório e firmar contrato com pessoa jurídica de direito público, sendo tal medida informada especialmente ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Municípios de Macau e Guamaré.

E as pessoas envolvidas, como Francisco Gaspar da Silva Paraíba Cabral, estão proibidas de entrarem na Prefeitura de Macau.

Via O Jornal de Hoje


26/03/2015
Por Edilson Silva em Política

Advogados pedem à PGR investigação contra Aécio Neves

10300218_807686702651040_5680406565623015205_n

O Sindicato dos Advogados de São Paulo (SASP) enviou a Procuradoria-Geral da República (PGR), nesta quinta-feira (26), uma petição para que o senador Aécio Neves (PSDB),  citado nas investigações da Operação Lava Jato, seja investigado por ter, supostamente, recebido dinheiro ilícito, conforme delações premiadas do doleiro Alberto Youssef.

Segundo o delator, o PSDB, por meio do senador Aécio Neves, dividia uma das diretorias de Furnas com o ex-deputado José Janene, já falecido, por intermédio de uma “irmã” do senador tucano. Youssef afirmou que essa diretoria teria contratado a empresa Bauruense, que pagaria valores mensais entre US$ 100 mil e US$ 120 mil a políticos durante o período de 1994 a 2001.

Para o  presidente do sindicato, Adilmar Assis, com a quebra de sigilo surgiram situações novas relacionadas às empresas Furnas e Baruense. Por isso, a entidade defende que sejam tomadas providências em relação às denúncias feitas pelo doleiro.

“O Ministério Público entendeu que não haviam elementos para iniciar uma investigação, mas nós analisamos juridicamente as denúncias e entendemos que uma investigação deve sim ser instaurada”, explica.

“Na dúvida, não se pode favorecer os que estão sendo denunciados, mas sim a própria sociedade”, completa Assis.

O documento afirma que os elementos trazidos pelo delator denotam a suspeita de cometimento de condutas ilícitas gravíssimas que se contrapõem ao interesse do público.  Com base nisso, o texto defende que o procurador Rodrigo Janot não arquive as denúncias.

Assis afirma ser dever do Ministério Público, como fiscal da lei, dar uma resposta para a sociedade. “É importante frisar que não estamos pedindo a condenação de ninguém, pedimos apenas que as denúncias não sejam arquivadas”, explica.

O sindicato entende que o senador tucano também deveria defender a investigação.

“Se ele não tem nada a ver com as acusações que comprove. Ele como ocupante de um cargo público deve se apresentar e demonstrar que não tem qualquer responsabilidade por essas acusações mencionados na delação”, comentou.

O deputado estadual Rogério Correia e o deputado federal Padre João, ambos do PT, também solicitaram à PGR a reabertura do inquérito contra Aécio no âmbito da Operação Lava Jato, com base na delação premiada do doleiro Alberto
Youssef. O requerimento está no gabinete de Janot e espera análise.

Por Danielle Cambraia


26/03/2015
Por Edilson Silva em Jucurutu

Projeto Jucurutu Unido Contra as Drogas mantem sua luta em prol de uma Jucurutu sem drogas

Jucurutu-contra-as-drogas-Sec-Mul-de-Esportes-Lazer-e-Turismo-CORRETO

O Projeto Jucurutu Unido Contra as Drogas vem, incansavelmente, lutando pela conscientização dos nossos jovens para que, cada vez mais, eles saibam dizer não às “DROGAS”.  

Além desse trabalho de conscientização, também pleiteamos, junto à Prefeitura Municipal, vagas em clínicas especializadas para pessoas dependentes químicas, que queiram, de livre e espontânea vontade, se livrar do vício, como é o caso de dois jucurutuenses que foram, já neste ano de 2015, se internar. Um deles permanece na clínica e está muito bem. O outro desistiu do tratamento e voltou para sua casa, mas encontra-se trabalhando e sem usar qualquer tipo de entorpecente, e está reestruturando sua família: a esposa e duas filhas crianças.

No mais, o Projeto Jucurutu Unido Contra as Drogas, que está em seu segundo ano de existência, agradece a todos os que, de alguma forma, vêm contribuindo para o bom andamento de nossas ações.

Via Blog PM Jucurutu


26/03/2015
Por Edilson Silva em Natal, Policial

Polícia Militar captura dois foragidos da justiça em Natal‏

Luiz-Renan-da-Silva-308x410

Uma equipe do Batalhão de Choque (BPChoque) da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PMRN), que fazia um patrulhamento tático de rotina na comunidade de Coqueiros, capturou na madrugada desta quinta-feira (26), na Avenida Jaguarari, no Bairro de Lagoa Nova, em Natal, Luiz Renan da Silva Oliveira, 23 anos. Na abordagem, a PM identificou que Luiz Renan possuía um mandado em aberto de prisão por tráfico de drogas, expedido pela Comarca de Caicó.

O infrator foi encaminhado à Delegacia de Plantão zona Sul onde ficou a disposição da justiça. Ontem (25) a noite, a PM já havia capturado Elvis de Araújo Torres, 25 anos, também foragido da justiça.

A polícia localizou o infrator na Travessa Recanto do Sul, na Cidade Alta, em Natal. Durante um patrulhamento de rotina, policiais militaresencontraram o acusado em atitude suspeita e constataram que havia um mandado de prisão em seu desfavor. Elvis de Araújo também foi conduzido a Delegacia de Plantão zona Sul para as providências legais.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Brasil, Policial, Política

Já está no gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o pedido para que a Justiça Federal investigue Aécio Neves

images-cms-image-000425371

Já está no gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o pedido dos deputados federais Adelmo Leão e Padre João, e do deputado estadual Rogério Correia, todos do PT mineiro, para que a Justiça Federal investigue se há envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no caso Furnas; a análise do requerimento não tem prazo pré-determinado; denúncia foi feita pelo doleiro Alberto Youssef e divulgada em vídeo; ele afirmou que recolhia propinas na empresa Bauruense, subcontratada de Furnas, para o deputado José Janene (PP-PR), falecido; e afirmou ter ficado sabendo que a diretoria da empresa era de responsabilidade do então deputado Aécio Neves.

Minas 247 – O pedido para que o senador Aécio Neves seja investigado no caso Furnas pela Justiça Federal está nas mãos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O requerimento foi apresentado pelos deputados federais Adelmo Leão e Padre João, e pelo deputado estadual Rogério Correia, todos do PT mineiro, e ainda será analisado, mas sem prazo para o início da apreciação.

O documento traz o depoimento gravado em vídeo do doleiro Alberto Youssef, delator na Operação Lava Jato e apontado como líder do esquema de corrupção envolvendo Petrobras, políticos e empreiteiras.

Em delação premiada, ele afirmou que recolhia propinas na empresa Bauruense, subcontratada de Furnas, para o deputado José Janene (PP-PR), já falecido. Furnas é uma subsidiária da Eletrobrás e vinculada ao Ministério de Minas e Energia.

Youssef disse ainda que, numa das viagens a Bauru, ficou sabendo que a diretoria da empresa, ocupada por Dimas Toledo, era de responsabilidade do então deputado Aécio Neves, apontando o senador como beneficiário do esquema. Apesar do relato, Youssef negou ter tido contato com Aécio, que foi deputado federal por Minas entre 1987 e 2003.

“O partido (PP) tinha a diretoria, mas quem operava a diretoria era o Janene em comum acordo com o então deputado Aécio Neves”, disse Youssef em fevereiro.

Mesmo depois do depoimento, a procuradoria-geral da República entendeu que não havia elementos suficientes para abrir uma investigação contra Aécio no âmbito do esquema Petrobras. Em petição ao Supremo Tribunal Federal (STF), no começo de março, Rodrigo Janot pediu arquivamento do procedimento.

No despacho, o procurador-geral argumentou que “a referência que se fez ao senador Aécio Neves diz com supostos fatos no âmbito da administração de Furna”. “Assim, do que se tem conhecimento, são fatos completamente diversos e dissociados entre si”, alegou.

Ao comentar sobre as acusações, na semana passada, Aécio divulgou nota na qual desqualifica o pedido de investigação contra ele e disse que a PGR deve investigar a ‘Lista de Furnas’ – suposto esquema de corrupção que veio à tona em 2006, no qual políticos e partidos teriam recebido dinheiro para ‘caixa dois’ de campanha.

O parlamentar afirmou que a lista “é uma das mais conhecidas fraudes políticas do país, reconhecida como falsa em 2006 pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios”.

“Em 2011 o PSDB apresentou denúncia contra o deputado petista à PGR, e espera que as autoridades investiguem a natureza da relação de Correia com Nilton Monteiro, processado e condenado por falsificação de inúmeros documentos. São muitas as provas da relação entre os dois, que lançam graves suspeitas sobre o parlamentar”, disse Aécio (leia mais).

Correia rebateu a declaração de que Furnas seria uma “fraude”. “Se não havia um esquema de desvio de recursos em Furnas, o que o doleiro Alberto Youssef foi fazer em Bauru?”, questionou. O petista também disse que Aécio tenta cassar seu mandato e persegue “quem ousou denunciá-lo”, como é o caso de Nilton Monteiro. Correia propôs ainda fazer acareação com o senador tucano (leia mais).


26/03/2015
Por Edilson Silva em Paraíba, Policial

Homem é perseguido, provoca acidente e é assassinado dentro de carro na Paraíba

FOTO-DO-CARRO-UNO-2

Um homem de 41 anos foi assassinado dentro do próprio carro na manhã da última quarta-feira (25), no bairro Tibiri II, na cidade de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa. Eliomar dos Santos Barbosa, 41 anos, foi morto com vários tiros.

Segundo a Polícia Militar, a vítima dirigia um veículo Fiat Uno quando percebeu que estava sendo perseguida por dois homens em uma motocicleta. Ainda de acordo com a PM, Eliomar acelerou o automóvel e durante a fuga bateu em um carro que estava parado.

O carro da vítima perdeu velocidade devido o acidente foi quando, conforme a Polícia Militar, os homens numa moto se aproximaram e efetuaram vários tiros contra Eliomar dos Santos, que morreu na hora. Os suspeitos fugiram sem deixar pistas. O caso será investigado pelo Núcleo de Homicídios de Santa Rita.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Natal, Religião

Mercado do Peixe se prepara para Semana Santa

A Semana Santa se aproximando e existe a expectativa do aumento do consumo de pescado, que tradicionalmente, nesse período, é eleito como prato principal na mesa das famílias. Para receber a população com qualidade, a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), iniciou ações de reparos na estrutura do Mercado do Peixe, localizado no bairro das Rocas.

As melhorias incluem revisão da parte elétrica, manutenção da câmara refrigerada, pintura, desinsetização, limpeza e iluminação do entorno.

Segundo o secretário da Semsur, Raniere Barbosa, “o Mercado do Peixe é um dos locais mais procurados nesse período, nós buscamos proporcionar uma maior segurança, higienização ao longo dos anos. Estas medidas beneficiam o consumidor que busca produtos e espaço com qualidade”, afirma.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Paraíba

MPF denuncia ex-prefeito de Junco do Seridó (PB) e mais oito pessoas por dispensa indevida de licitação

O Ministério Público Federal em Patos (MPF) denunciou o ex-prefeito do Município de Junco do Seridó (PB) Osvaldo Balduíno Guedes Filho e outras oito pessoas por dispensa indevida de licitação, crime previsto no artigo 89, caput e parágrafo único, da Lei 8.666/1993 (que trata de licitações e contratos administrativos).

A denúncia também é contra Evaristo Junior de Brito, Ricardo Simplício Mota, Jaqueline Ferreira Barros, Manoel Galdino Filho, Marcos Tadeu Silva, Gerfeson Rodrigues da Silva, José Sizenando da Costa e Paulo Ferreira Montenegro. As nove pessoas estão envolvidas em simulação de licitação para executar o Convênio 2075/2006, firmado entre o mencionado município e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com a finalidade de perfurar cinco poços tubulares profundos nos sítios Brandão, Salamandra, Massaranduba, Ramadinha e Chãzinha.

Explica o MPF que, para a execução do Convênio 2075/2006, previa-se a liberação de R$ 100 mil em recursos federais, mais contrapartida municipal de R$ 3 mil. Para executar a obra foi realizado o Convite nº 19/2007 (um tipo de licitação), do qual sagrou-se vencedora a Construtora Mavil Ltda., com proposta no valor de R$ 102.540,20, sendo o contrato assinado em 9 de novembro de 2007. A vigência do convênio era inicialmente de 30 de junho de 2006 a 23 de maio de 2008, mas depois esta última data foi prorrogada até 26 de setembro de 2011.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Brasil, Política

Senadora Fátima registra abertura de inquérito contra Agripino

11050656_737787196318645_5093333978275557544_n

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) destacou, em Plenário, nesta quarta-feira (25), a abertura de inquérito para investigar o presidente do Democratas, senador José Agripino (RN). A pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de inquérito para investigar se o senador praticou o crime de corrupção.

A senadora fez questão de deixar claro que, ao registrar o fato, não tinha a intenção de condenar antecipadamente ninguém. “Ao contrário do que fez o nobre colega, por diversas vezes, julgando e condenando seus adversários a partir apenas de denúncias ou indícios, principalmente quando essas denúncias envolviam pessoas ligadas ao meu partido, eu não vou me antecipar”, destacou Fátima.

A senadora informou que o pedido de inquérito por parte do procurador-geral foi feito com base na delação premiada do empresário do Rio Grande Norte George Olímpio, preso durante a Operação Sinal Fechado, do Ministério Público daquele estado. Em depoimento gravado, veiculado pela imprensa, George Olímpio diz que o senador pelo DEM cobrou R$ 1 milhão de reais para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular no estado, que na época era governado pelo DEM.

Fátima fez questão de lembrar que o senador, que agora é investigado por corrupção, participou das últimas manifestações de rua, justamente contra esse tipo de crime, quando chegou a pedir o impeachment da presidente Dilma, sem nenhuma base jurídica. Mas acrescentou que o senador não tem que temer que o Partido dos Trabalhadores aja com ele da mesma forma:

“Graças à presidente Dilma e a muitos outros que tombaram na luta contra o arbítrio da ditadura militar e em favor da redemocratização do país, hoje vivemos em um Estado Democrático de Direito, com instituições democráticas sólidas, que garantem, ao senador Agripino e a quem quer que seja acusado de algum crime, o devido processo legal, resguardado seu direito de ampla defesa, o que ele fará em juízo”.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Policial

Projeto que aumenta pena para quem induzir menor a roubar é aprovado na Câmara

O projeto de lei que aumenta a pena para quem induzir um menor ou com ele praticar um roubo foi aprovado ontem (25) pela Câmara dos Deputados.

Um acordo possibilitou a aprovação da matéria apresentada pelo deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) em substituição ao texto do Senado. Com a aprovação, a proposta retorna para nova deliberação do Senado.

O projeto modifica o Código Penal. O texto também estabelece que no caso de roubo qualificado pela lesão corporal de natureza grave o crime passa a ser hediondo.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Natal, Policial

Defur prende homem suspeito de roubar clínica em Natal

presoclinica

Policias civis da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (Defur) prenderam Gustavo da Rocha Dias (21 anos), em cumprimento a um mandado de prisão, na manhã desta quarta-feira (25). Ele já vinha sendo investigado pela prática de vários roubos a residências e pontos comerciais, em Natal. Gustavo da Rocha é investigado por ter participado de um roubo em uma clínica, no bairro de Capim Macio, em 21 de março.

“No dia 03 de fevereiro, o acusado roubou pertences de algumas vítimas, que estavam no bairro de Capim Macio. As testemunhas conseguiram identificar características do acusado e isto ajudou no procedimento de investigação”, detalhou o delegado Herlânio Cruz, titular da Defur. A equipe de policiais civis efetuou a prisão do acusado, quando ele estava no bairro de Mãe Luíza, e apreendeu um revólver 38, seis munições e diversos objetos como celulares, bijouterias e equipamentos eletrônicos.


26/03/2015
Por Edilson Silva em Brasil, Política

Com maior número de investigados na Lava Jato, PP adia convenção

Com maior número de citados na lista de investigados por desvios na Petrobras, integrantes da cúpula do PP decidiram adiar a convenção nacional do partido prevista para o próximo dia 9 para daqui a seis meses. Segundo a Agência Estado, a decisão, tomada na noite de ontem em reunião da Executiva Nacional, foi influenciada pelo envolvimento de alguns dos principais nomes na Operação Lava Jato.

A ideia é manter o partido coeso “neste momento de exposição”. O PP é o que tem o maior número de investigados, com 32, dos quais, três senadores, 18 deputados e 11 ex-deputados. Entre eles está o próprio presidente nacional, senador Ciro Nogueira (PI).


25/03/2015
Por Edilson Silva em Jucurutu, Política

Câmara de Vereadores de Jucurutu encaminha “Moção de Pesar” à família de “Dedé de Lila”

moção

A Vereadora, Paula Mércia Medeiros de Souza Tôrres, esposa do Médico Urologista Dr. Saint-Clair Tôrres, encaminhou durante sessão da última terça – feira, 24 de Março/2015, Moção de Pesar, com respeito e sinceros sentimento em face do falecimento do Senhor José Virgílio Pereira (Dedé de Lilá), agricultor e pai da funcionária, Eliane Moreira Pereira.

A parlamentar usou das atribuições que lhe confere o artigo nº 155 item XII do Regimento Interno da Câmara Municipal de Jucurutu e encaminhou a moção que foi aprovada  por unanimidade de votos e subscrito por todos os vereadores que compõe o legislativo do município que estavam presentes na Sessão Ordinária do último dia 24/03.

O Senhor (Dedé de Lila) como era popularmente conhecido, uma pessoa de bem, caráter admirável, bom companheiro e acima de tudo um pai de família exemplar, sendo motivo de orgulho para sua família, parentes e amigos, que recordarão com saudades da pessoa simples e amigável que foi. Nesse momento de dor este Poder Legislativo, deixa externado sua imensa gratidão, desejando que descanse em paz, ao lado do nosso bom Deus com a infinita certeza do dever cumprido aqui na terra, e que todos os seu familiares e amigos, sintam-se completamente abraçados e amparados por Deus, destacou a parlamentar na Moção de Pesar.

José Virgílio Pereira, “Dedé de Lila” faleceu na última quarta – feira (18/03) e era esposo da servidora pública, Maria Helenice e pai de Virgílio (Músico e Membro Integrante do Conselho Tutelar), Helimário Moreira (Secretário de Finanças da Igreja Católica em Jucurutu) e de Eliane Moreira (Esposa deste blogueiro).

Do Blog: Como parte integrante desta família, queremos agradecer a Moção de Pesar de autoria da Vereadora Paula Tôrres em face do falecimento do sogro “Dedé de Lila” bem como aos demais vereadores que por unanimidade de votos aprovaram na sessão de ontem, 24/03 o que comove profundamente os familiares.

Por Edilson Silva – Contatos (84) 9629 7591 – e – mail – edilson104@hotmail.com


Página 2 de 17512345...102030...Última »


Facebook


Twitter