25/05/2020
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Serra de João do Vale na zona rural de Jucurutu registra chuva de 100mm

O fim de semana foi de chuva em vários municípios da região do Seridó. Na zona rural de Caicó ela chegou a 120 mm, no sítio Caridade.

Confira alguns registros :

Sítio Riachão, zona rural de Caicó – 90 mm

Serra de João do Vale, Chã dos Félix, zona rural de Jucurutu – 100mm

Sítio Caridade , zona rural de Caicó – 120 mm

Sitio São Jerônimo em São Fernando – 100 mm

Sítio Besta Brava/São Fernando – 98mm.


24/05/2020
Por Edilson Silva em Religião

Mensagem para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Propomos na íntegra a Mensagem do Papa Francisco para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

« “Para que possas contar e fixar na memória” (Ex 10, 2).
A vida faz-se história 
»

Desejo dedicar a Mensagem deste ano ao tema da narração, pois, para não nos perdermos, penso que precisamos de respirar a verdade das histórias boas: histórias que edifiquem, e não as que destruam; histórias que ajudem a reencontrar as raízes e a força para prosseguirmos juntos. Na confusão das vozes e mensagens que nos rodeiam, temos necessidade duma narração humana, que nos fale de nós mesmos e da beleza que nos habita; uma narração que saiba olhar o mundo e os acontecimentos com ternura, conte a nossa participação num tecido vivo, revele o entrançado dos fios pelos quais estamos ligados uns aos outros.

1. Tecer histórias

O homem é um ente narrador. Desde pequenos, temos fome de histórias, como a temos de alimento. Sejam elas em forma de fábula, romance, filme, canção, ou simples notícia, influenciam a nossa vida, mesmo sem termos consciência disso. Muitas vezes, decidimos aquilo que é justo ou errado com base nos personagens e histórias assimiladas. As narrativas marcam-nos, plasmam as nossas convicções e comportamentos, podem ajudar-nos a compreender e dizer quem somos.

O homem não só é o único ser que precisa de vestuário para cobrir a própria vulnerabilidade (cf. Gn 3, 21), mas também o único que tem necessidade de narrar-se a si mesmo, «revestir-se» de histórias para guardar a própria vida. Não tecemos apenas roupa, mas também histórias: de facto, servimo-nos da capacidade humana de «tecer» quer para os tecidos, quer para os textos. As histórias de todos os tempos têm um «tear» comum: a estrutura prevê «heróis» – mesmo do dia-a-dia – que, para encalçar um sonho, enfrentam situações difíceis, combatem o mal movidos por uma força que os torna corajosos, a força do amor. Mergulhando dentro das histórias, podemos voltar a encontrar razões heroicas para enfrentar os desafios da vida.

O homem é um ente narrador, porque em devir: descobre-se e enriquece-se com as tramas dos seus dias. Mas, desde o início, a nossa narração está ameaçada: na história, serpeja o mal.

2. Nem todas as histórias são boas

«Se comeres, tornar-te-ás como Deus» (cf. Gn 3, 4): esta tentação da serpente introduz, na trama da história, um nó difícil de desfazer. «Se possuíres…, tornar-te-ás…, conseguirás…»: sussurra ainda hoje a quem se utiliza do chamado storytelling para fins instrumentais. Quantas histórias nos narcotizam, convencendo-nos de que, para ser felizes, precisamos continuamente de ter, possuir, consumir. Quase não nos damos conta de quão ávidos nos tornamos de bisbilhotices e intrigas, de quanta violência e falsidade consumimos. Frequentemente, nos «teares» da comunicação, em vez de narrações construtivas, que solidificam os laços sociais e o tecido cultural, produzem-se histórias devastadoras e provocatórias, que corroem e rompem os fios frágeis da convivência. Quando se misturam informações não verificadas, repetem discursos banais e falsamentepersuasivos, percutem com proclamações de ódio, está-se, não a tecer a história humana, mas a despojar o homem da sua dignidade.

Mas, enquanto as histórias utilizadas para proveito próprio ou ao serviço do poder têm vida curta, uma história boa é capaz de transpor os confins do espaço e do tempo: à distância de séculos, permanece atual, porque nutre a vida.

Numa época em que se revela cada vez mais sofisticada a falsificação, atingindo níveis exponenciais (o deepfake), precisamos de sapiência para patrocinar e criar narrações belas, verdadeiras e boas. Necessitamos de coragem para rejeitar as falsas e depravadas. Precisamos de paciência e discernimento para descobrirmos histórias que nos ajudem a não perder o fio, no meio das inúmeras lacerações de hoje; histórias que tragam à luz a verdade daquilo que somos, mesmo na heroicidade oculta do dia a dia.

3. A História das histórias

A Sagrada Escritura é uma História de histórias. Quantas vicissitudes, povos, pessoas nos apresenta! Desde o início, mostra-nos um Deus que é simultaneamente criador e narrador: de facto, pronuncia a sua Palavra e as coisas existem (cf. Gn 1). Deus, através deste seu narrar, chama à vida as coisas e, no apogeu, cria o homem e a mulher como seus livres interlocutores, geradores de história juntamente com Ele. Temos um Salmo onde a criatura se conta ao Criador: «Tu modelaste as entranhas do meu ser e teceste-me no seio de minha mãe. Dou-Te graças por me teres feito uma maravilha estupenda (…). Quando os meus ossos estavam a ser formados, e eu, em segredo, me desenvolvia, recamado nas profundezas da terra, nada disso Te era oculto» (Sal 139/138, 13-15). Não nascemos perfeitos, mas necessitamos de ser constantemente «tecidos» e «recamados». A vida foi-nos dada como convite a continuar a tecer a «maravilha estupenda» que somos.

Neste sentido, a Bíblia é a grande história de amor entre Deus e a humanidade. No centro, está Jesus: a sua história leva à perfeição o amor de Deus pelo homem e, ao mesmo tempo, a história de amor do homem por Deus. Assim, o homem será chamado, de geração em geração, a contar e fixar na memória os episódios mais significativos desta História de histórias: os episódios capazes de comunicar o sentido daquilo que aconteceu.

O título desta Mensagem é tirado do livro do Êxodo, narrativa bíblica fundamental que nos faz ver Deus a intervir na história do seu povo. Com efeito, quando os filhos de Israel, escravizados, clamam por Ele, Deus ouve e recorda-Se: «Deus recordou-Se da sua aliança com Abraão, Isaac e Jacob. Deus viu os filhos de Israel e reconheceu-os» (Ex 2, 24-25). Da memória de Deus brota a libertação da opressão, que se verifica através de sinais e prodígios. E aqui o Senhor dá a Moisés o sentido de todos estes sinais: «Para que possas contar e fixar na memória do teu filho e do filho do teu filho (…) os meus sinais que Eu realizei no meio deles. E vós conhecereis que Eu sou o Senhor» (Ex 10, 2). A experiência do Êxodo ensina-nos que o conhecimento de Deus se transmite sobretudo contando, de geração em geração, como Ele continua a tornar-Se presente. O Deus da vida comunica-Se, narrando a vida.

O próprio Jesus falava de Deus, não com discursos abstratos, mas com as parábolas, breves narrativas tiradas da vida de todos os dias. Aqui a vida faz-se história e depois, para o ouvinte, a história faz-se vida: tal narração entra na vida de quem a escuta e transforma-a.

Também os Evangelhos – não por acaso – são narrações. Enquanto nos informam acerca de Jesus, «performam-nos»[1] à imagem de Jesus, configuram-nos a Ele: o Evangelho pede ao leitor que participe da mesma fé para partilhar da mesma vida. O Evangelho de João diz-nos que o Narrador por excelência – o Verbo, a Palavra – fez-Se narração: «O Filho unigénito, que é Deus e está no seio do Pai, foi Ele quem O contou» (1, 18). Usei o termo «contou», porque o original exeghésato tanto se pode traduzir «revelou» como «contou». Deus teceu-Se pessoalmente com a nossa humanidade, dando-nos assim uma nova maneira de tecer as nossas histórias.

4. Uma história que se renova

A história de Cristo não é um património do passado; é a nossa história, sempre atual. Mostra-nos que Deus tomou a peito o homem, a nossa carne, a nossa história, a ponto de Se fazer homem, carne e história. E diz-nos também que não existem histórias humanas insignificantes ou pequenas. Depois que Deus Se fez história, toda a história humana é, de certo modo, história divina. Na história de cada homem, o Pai revê a história do seu Filho descido à terra. Cada história humana tem uma dignidade incancelável. Por isso, a humanidade merece narrações que estejam à sua altura, àquela altura vertiginosa e fascinante a que Jesus a elevou.

Vós «sois uma carta de Cristo – escrevia São Paulo aos Coríntios –, confiada ao nosso ministério, escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo; não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne que são os vossos corações» (2 Cor 3, 3). O Espírito Santo, o amor de Deus, escreve em nós. E, escrevendo dentro de nós, fixa em nós o bem, recorda-no-lo. De facto, re-cordar significa levar ao coração, «escrever» no coração. Por obra do Espírito Santo, cada história, mesmo a mais esquecida, mesmo aquela que parece escrita em linhas mais tortas, pode tornar-se inspirada, pode renascer como obra-prima, tornando-se um apêndice de Evangelho. Assim as Confissões de Agostinho, o Relato do Peregrino de Inácio, a História de uma alma de Teresinha do Menino Jesus, os Noivos prometidos (Promessi sposi) de Alexandre Manzoni, os Irmãos Karamazov de Fiódor Dostoevskij… e inumeráveis outras histórias, que têm representado admiravelmente o encontro entre a liberdade de Deus e a do homem. Cada um de nós conhece várias histórias que perfumam de Evangelho: testemunham o Amor que transforma a vida. Estas histórias pedem para ser partilhadas, contadas, feitas viver em todos os tempos, com todas as linguagens, por todos os meios.

5. Uma história que nos renova

Em cada grande história, entra em jogo a nossa história. Ao mesmo tempo que lemos a Escritura, as histórias dos Santos e outros textos que souberam ler a alma do homem e trazer à luz a sua beleza, o Espírito Santo fica livre para escrever no nosso coração, renovando em nós a memória daquilo que somos aos olhos de Deus. Quando fazemos memória do amor que nos criou e salvou, quando metemos amor nas nossas histórias diárias, quando tecemos de misericórdia as tramas dos nossos dias, nesse momento estamos a mudar de página. Já não ficamos atados a lamentos e tristezas, ligados a uma memória doente que nos aprisiona o coração, mas, abrindo-nos aos outros, abrimo-nos à própria visão do Narrador. Nunca é inútil narrar a Deus a nossa história: ainda que permaneça inalterada a crónica dos factos, mudam o sentido e a perspetiva. Narrarmo-nos ao Senhor é entrar no seu olhar de amor compassivo por nós e pelos outros. A Ele podemos narrar as histórias que vivemos, levar as pessoas, confiar situações. Com Ele, podemos recompor o tecido da vida, cosendo as ruturas e os rasgões. Quanto nós, todos, precisamos disso!

Com o olhar do Narrador – o único que tem o ponto de vista final –, aproximamo-nos depois dos protagonistas, dos nossos irmãos e irmãs, atores juntamente connosco da história de hoje. Sim, porque ninguém é mero figurante no palco do mundo; a história de cada um está aberta a possibilidades de mudança. Mesmo quando narramos o mal, podemos aprender a deixar o espaço à redenção; podemos reconhecer, no meio do mal, também o dinamismo do bem e dar-lhe espaço.

Por isso, não se trata de seguir as lógicas do storytelling, nem de fazer ou fazer-se publicidade, mas de fazer memória daquilo que somos aos olhos de Deus, testemunhar aquilo que o Espírito escreve nos corações, revelar a cada um que a sua história contém maravilhas estupendas. Para o conseguirmos fazer, confiemo-nos a uma Mulher que teceu a humanidade de Deus no seio e – diz o Evangelho – teceu conjuntamente tudo o que Lhe acontecia. De facto, a Virgem Maria tudo guardou, meditando-o no seu coração (cf. Lc 2, 19). Peçamos-Lhe ajuda a Ela, que soube desatar os nós da vida com a força suave do amor:

Ó Maria, mulher e mãe, Vós tecestes no seio a Palavra divina, Vós narrastes com a vossa vida as magníficas obras de Deus. Ouvi as nossas histórias, guardai-as no vosso coração e fazei vossas também as histórias que ninguém quer escutar. Ensinai-nos a reconhecer o fio bom que guia a história. Olhai o cúmulo de nós em que se emaranhou a nossa vida, paralisando a nossa memória. Pelas vossas mãos delicadas, todos os nós podem ser desatados. Mulher do Espírito, Mãe da confiança, inspirai-nos também a nós. Ajudai-nos a construir histórias de paz, histórias de futuro. E indicai-nos o caminho para as percorrermos juntos.

Roma, em São João de Latrão, na Memória de São Francisco de Sales, 24 de janeiro de 2020.

[Franciscus]

[1] Cf. Bento XVI, Carta enc. Spe salvi (30/XI/2007), 2: «A mensagem cristã não era só “informativa”, mas “performativa”. Significa isto que o Evangelho não é apenas uma comunicação de realidades que se podem saber, mas uma comunicação que gera factos e muda a vida».


23/05/2020
Por Edilson Silva em RN

Governo do RN nega flexibilização na abertura de templos e igrejas

O Governo do Rio Grande do Norte esclareceu que a Portaria Nº 004/2020-GAC/SESAP, publicada no Diário Oficial deste sábado (23) apenas regulamenta as orientações do Decreto Nº 29.583, de 1º de abril de 2020, que permite apenas o funcionamento das atividades de oração de forma individualizada. Com isso, as atividades coletivas em templos e igrejas permanecem suspensas. O texto orienta e enfatiza as medidas de higiene e segurança que devem ser adotadas para garantir a não propagação do coronavírus.

De acordo com a Portaria, é permitida a abertura desses estabelecimentos exclusivamente para orações individuais, respeitadas as recomendações da autoridade sanitária, especialmente o distanciamento mínimo de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas, a limitação de 1 (uma) pessoa para cada 5 m² (cinco metros quadrados) de área do estabelecimento e frequência não superior a 20 (vinte) pessoas.

Ainda segundo a publicação, o dirigente do templo é responsável por assegurar o controle e a higienização do local, bem como por orientar os frequentadores acerca dos riscos de contaminação, sob pena de responsabilização pessoal. As pessoas do grupo de risco para o novo coronavírus (COVID-19), devem ser atendidas exclusivamente em domicílio.A portaria traz também as medidas sanitárias que devem ser seguidas para as transmissões online dos cultos e celebrações religiosas, no interior dos estabelecimentos.

fiscalização das igrejas, templos, espaços religiosos e afins compete às equipes de vigilância sanitária e às equipes de segurança pública. Nos termos do Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020, o descumprimento das medidas de saúde para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) decretadas no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte enseja ao infrator a aplicação de multa diária de até R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), sem prejuízo da adoção de medidas administrativas como a apreensão, interdição e o emprego de força policial, bem como da responsabilização penal, pela caracterização de crime contra a saúde pública, tipificado no art. 268 do Código Penal, e civil.

Coronavírus no Rio Grande do Norte

O momento de combate ao novo coronavírus exige ainda mais articulação entre cidadãos, empresas, instituições e prefeituras, junto ao Governo do Estado, para aumentar o isolamento social que é a única forma de reduzir a disseminação do vírus e a crescente ocorrências de casos de Covid-19 que levam a óbitos.

Os números oficiais apurados até o final da última quinta-feira, 21, registram 420 pessoas internadas, entre casos confirmados e suspeitos. A fila da regulação, ou seja, as pessoas que estão aguardando internação em leitos específicos para o novo coronavírus (Covid-19), tinha até o final da manhã desta sexta-feira, 22, um total de 13 pacientes com prioridade 1 (UTI), 6 com prioridade 2 (semi-uti) e 50 pessoas com prioridade 3 (enfermaria e estabilização).

Este quadro de superlotação aproxima a rede hospitalar do colapso. A taxa de ocupação de leitos críticos e clínicos na rede pública é de 96% em Natal e região Metropolitana; 97% em Mossoró; 58% no Seridó e 25% em Pau dos Ferros. “A pandemia cresce e invade, inclusive, hospitais não específicos para Covid-19 como é o caso do Hospital Santa Catarina em Natal”, informou Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado, em entrevista coletiva.

“Estamos abrindo leitos, mas se não aumentar o isolamento social, vamos chegar ao colapso em breve. A sociedade tem que fazer valer os decretos e as orientações. Cada um é responsável por isso. A administração pública pode fazer muita coisa e está fazendo, mas, efetivamente, quem faz acontecer o isolamento é cada um de nós”, pontuou o secretário.

Portal N10


23/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Religião, Saúde

Bispos da Igreja Católica em Caicó, Mossoró e Natal decidem na segunda (25) se reabrem Igrejas

Os bispos católicos, Dom Jaime Vieira Rocha (Arquidiocese de Natal), Dom Mariano Manzana (Diocese de Mossoró) e Dom Antônio Carlos Cruz Santos (Diocese de Caicó), que representam a Província Eclesiástica do Rio Grande do Norte, se reunirão de forma virtual na próxima segunda-feira (25), para tratar sobre a Portaria do Governo do Estado que flexibilizou a abertura dos templos religiosos.

A orientação do Governo, é que as reuniões religiosas devem ter limitação da quantidade de pessoas, distanciamento entre elas, uso de máscaras, álcool em gel e álcool líquido a 70%, entre outras medidas.

Na manhã deste sábado, Dom Jaime enviou o seguinte comunicado ao clero da Arquidiocese de Natal:

“No Diário Oficial do Estado do RN deste sábado, 23 de maio de 2020, foi publicada a Portaria Nº 004/2020-GAC/SESAP, que estabelece as recomendações sanitárias em vista da reabertura dos templos religiosos. O referido documento será analisado pelos bispos da Província Eclesiástica de Natal (Natal, Mossoró e Caicó), nesta próxima segunda-feira (25), por meio de reunião virtual. Até lá, permanecem inalteradas as disposições e entendimentos emanados para todo o território da Arquidiocese de Natal. O Senhor Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, pede que todos se mantenham atentos e no aguardo das novas orientações”.


23/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Vacina desenvolvida pela China mostra resultados promissores

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China publicou nesta sexta-feira (22), na revista médico-científica The Lancet, que uma vacina ainda em fase de testes mostrou-se eficaz em ajudar a resposta do sistema imunológico ao novo coronavírus.

Segundo a publicação, a vacina é segura para o uso humano e foi testada em 108 voluntários. A resposta imunológica criada pelo medicamento, no entanto, ainda não pode ser avaliada. Os resultados finais dos testes clínicos serão divulgados em seis meses. A vacina será a primeira no mundo a atingir a fase 1 de testes clínicos – um processo dividido em quatro etapas que assegura a eficácia e segurança de novos medicamentos e vacinas.

A vacina é feita a partir de uma versão atenuada do vírus SARS-CoV-2, e é aplicada de forma intramuscular. “Esses resultados representam um marco importante. Os testes mostram que uma única dose produz anticorpos específicos em 14 dias, o que a torna uma candidata para investigações futuras”, afirmou o professor Wei Chen, do instituto de Biotecnologia de Pequim, responsável pelo estudo.

“Os desafios propostos pela Covid-19 não têm precedentes, e a habilidade de acionar o sistema imunológico não significa, necessariamente, que estaremos protegidos da Covid-19. Ainda estamos longe de ter essa solução disponível para todos”, afirmou Chen, no artigo publicado.


23/05/2020
Por Edilson Silva em Natal, RN

Salatiel de Souza da Tv Tropical (Record RN) está com covid-19

O ex-vereador Salatiel de Souza, 47 anos, apresentador do Café com Notícia na 98FM e do Cidade Alerta, na TV Tropical, testou positivo para covid-19.

O resultado saiu nesta sexta (22).


22/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Saúde

Caicó chega a 29 casos confirmados de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Caicó informou na noite desta sexta-feira (22) através de boletim, que mais 5 pessoas testaram positivo para COVID-19, totalizando 29 casos confirmados.

Homem de 21 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Norte. Ele foi diagnosticado por teste PCR no HRS.

Homem de 25 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.

Mulher de 27 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ela foi diagnosticada por teste rápido.

Homem de 64 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.

Homem de 48 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Leste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.


22/05/2020
Por Edilson Silva em Laginhas, Saúde

Distrito de Laginhas tem o primeiro caso de Covid-19

Mais um caso de Covid-19 foi confirmado pela Secretaria de Saúde, em Caicó. Uma mulher que reside no Distrito de Laginhas, zona rural da cidade, testou positivo para a doença.

Mais detalhes devem ser divulgados no Boletim Covid publicado todas as noites. Agora, Caicó registra 25 casos confirmados de Covid-19.

Sidney Silva


22/05/2020
Por Edilson Silva em Sem categoria

Caicó: Funcionária da IV URSAP morre de coronavírus

Morre Maria das Graças Bezerra, conhecida como Gracinha que trabalhava na Unicat, vítima de coronavírus.

NOTA DO HRS

O Hospital Regional do Seridó Telecila Freitas Fontes informa o 5° óbito por COVID-19 na unidade. A SESAP e direção da unidade hospitalar lamentam profundamente e reforçam a importância da população seguir todas as orientações recomendadas diariamente.


22/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Jucurutu, Religião

Pastoral da Comunicação (PASCOM) realiza Reunião Diocesana pela plataforma Google Meeting

A PASCOM – Pastoral da Comunicação Diocesana realizou nesta sexta (22), uma reunião on-line pela plataforma Google Meeting. O objetivo foi a troca de experiências sobre a comunicação neste período de pandemia e divulgação da Live do Rural Debate que irá ao ar hoje, 22/05 pelo Sistema Rural de Comunicação (Caicó, Parelhas e Currais Novos) onde abordará o Dia Mundial das Comunicações Sociais. Estarão presentes Dom Antônio Carlos Cruz, Bispo da Diocese de Caicó/RN, Pe. Marcos (Coordenador Diocesano da Pascom/Caicó), Padre Jerffeson (Diocese de Caruaru) e Ir. Joelma (Regional Nordeste 2).


22/05/2020
Por Edilson Silva em Currais Novos, Saúde

Morre o primeiro currais-novense de Coronavírus

A Secretaria Municipal de Saúde de Currais Novos e o do Setor de Vigilância Epidemiológica, confirmam nesta quinta-feira (21/05) o registro do primeiro óbito de um currais-novense com Covid-19 .

O Paciente, do sexo masculino, tinha 72 anos e estava internado em Caicó, no Hospital Regional do Seridó, desde o último dia 09 de maio, vindo a óbito na noite de hoje (21). O paciente apresentava quadro de leucemia o que veio a ser agravado em virtude da infecção pelo novo Coronavírus.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Saúde

Dois pacientes com sintomas suspeitos de Covid-19 morrem no Hospital Regional em Caicó

Dois pacientes que estavam internados no Hospital Regional do Seridó, com sintomas suspeitos de Covid-19, morreram na tarde desta quinta-feira (21).

Um deles era um homem de 55 anos, natural de Caicó e o outro, também, do sexo masculino e com 30 anos, natural de São Vicente. Ambos foram internados na unidade no dia 20 de maio e ocupavam leitos de UTI.

A diretora do Hospital, Maura Sobreira disse ao Blog Sidney Silva que nesses casos, não repassam informação. Apenas quando ocorre a morte de pessoas com confirmação de Covid-19.

Sidney Silva


21/05/2020
Por Edilson Silva em São Rafael, Saúde

FALTA DE LEITO: Prefeitura de São Rafael confirma morte de idoso de 80 anos com covid-19

Um senhor de 80 anos residente na cidade de São Rafael que poderia ter sido transferido para um leito do HRS (Caicó), mas devido à regionalização teria de ser socorrido para o HRTM (Mossoró), o que acabou não acontecendo, faleceu vítima de infecção do coronavírus. De acordo com o chefe do executivo de São Rafael, o Hospital Regional em Mossoró não tinha vaga para receber o paciente de 80 anos.

NOTA DE PESAR

A Prefeitura de São Rafael vem por meio desta nota, manifestar profundo pesar e condolências pelo falecimento do Sr. Asclepíades Jales de Macêdo, de 80 anos, o sentimento de perda é irreparável.

A equipe da prefeitura que lutou até o fim para preservar a vida encontra-se em profundo estado de sentimento junto a família e com o povo de São Rafael.

Neste momento de dor e saudade, unimo-nos aos familiares e amigos, rogando a Deus que conforte seus corações.

Prefeitura de São Rafael/RN


21/05/2020
Por Edilson Silva em Jucurutu, Policial

Caminhão de concreto usinado se envolve em acidente entre Caicó e Jucurutu

Um caminhão de concreto usinado tombou na RN-118, estrada que liga os municípios de Caicó e Jucurutu. Não tem ninguém gravemente ferido.

O acidente se deu na tarde desta quinta feira, 21, próximo à comunidade Aroeira. Há risco de mais acidentes devido o concreto derramado na pista.

Jair Sampaio


21/05/2020
Por Edilson Silva em RN, Santa Cruz, Saúde

No RN, maior imagem católica do mundo recebe máscara de prevenção ao coronavírus

A maior imagem católica do mundo, que fica no Santuário de Santa Rita de Cássia, no município de Santa Cruz, recebeu simbolicamente uma máscara para conscientizar ainda mais a população da importância da utilização do equipamento de proteção individual, durante a pandemia do coronavírus.

A ação é da Prefeitura da cidade e visa intensificar a utilização das máscaras por parte da população para que minimize a chance de contágio da Covid-19 no município.

A máscara foi colocada nesta quinta-feira (21), na véspera do Dia de Santa Rita de Cássia, dia 22 de maio, data em que a cidade de Santa Cruz acolheria cerca de 100 mil pessoas para participam da procissão da padroeira, um dos momentos de fé de maior repercussão no estado.

Com a pandemia de Coronavírus, a festa de Santa Rita acontece de forma online, organizada pela Paróquia de Santa Rita de Cássia.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Auxílio emergencial: Além de militares, jovens de classe média e servidores receberam indevidamente

Enquanto dez milhões de brasileiros ainda aguardam o processamento de seus pedidos para ter acesso à primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, o governo identificou que filhos de famílias de classe média (maiores de 18 anos), estudantes universitários, mulheres de empresários e servidores públicos aposentados e seus dependentes receberam o benefício sem ter direito. De acordo com o jornal O Globo desta quinta-feira (21).

O grupo se soma a militares que obtiveram indevidamente o benefício. A irregularidade foi possibilitada pela falta de checagem mais rigorosa dos dados sobre a renda familiar, um dos critérios para ter acesso à ajuda federal. Segundo integrantes do governo, fraudadores omitiram a renda do domicílio no cadastro feito na Caixa Econômica Federal.

A informação não foi checada porque a Dataprev, responsável pelo cruzamento de dados e autorização do pagamento, não utilizou a base de dependentes dos contribuintes que declaram Imposto de Renda (IR) para saber, por exemplo, se o requerente é filho de um servidor público.

Foi analisado apenas o CPF da pessoa e se ela não tinha declarado renda superior a R$ 28,5 mil em 2018, um dos requisitos definidos na lei que criou o benefício.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Paraíba

Barragem em Imaculada, no Sertão, apresenta risco de rompimento, diz MPPB

A barragem Pedra Lisa, localizada em Imaculada, no Sertão da Paraíba, apresenta problemas estruturais e corre o risco iminente de rompimento total, comprometendo a segurança e a vida de ribeirinhos dos municípios de Imaculada e Olho D´ Água, de acordo o Ministério Público da Paraíba (MPPB). Por conta disto, o MPPB ajuizou uma ação civil pública contra o Estado da Paraíba e a empresa Viga Engenharia Ltda, responsável pela obra, para que sejam adotadas providências urgentes.

Segundo o MPPB informou nesta quarta-feira (20), inspeções realizadas por órgãos técnicos identificaram estes problemas. De acordo com as promotoras de Justiça Artemise Leal e Ana Raquel Beltrão, os problemas estruturais na barragem e o risco de rompimento foram agravados com o grande volume de chuvas recentes, em que se verificou o transbordamento do reservatório.

A barragem Pedra Lisa, localizada no distrito Palmeira, no município de Imaculada, faz parte de um conjunto de cinco barragens executadas pelo Governo do Estado com recursos próprios, dentro do programa “Mais Trabalho”. Ela foi inaugurada em junho de 2018 para beneficiar cerca de 13 mil habitantes, que há anos sofriam com a falta d’água causada pela estiagem.

A ação judicial requer a concessão da tutela de urgência para que o Estado e a empresa apresentem, no prazo máximo de 24 horas, um relatório elaborado por perito técnico independente, com reconhecida expertise, sobre a estabilidade da barragem, e que elaborem e submetam imediatamente à aprovação dos órgãos competentes (Aesa, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Ministério Público) um plano de ação que garanta a total estabilidade e segurança do reservatório.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Esperança: vacina experimental contra o Coronavirus é testada em humanos e gera bons resultados

Há esperança. A Moderna, empresa norte-americana, anunciou que uma vacina contra o Coronavírus foi testada em humanos de mostrou “segura e bem tolerada em geral”.

Os cientistas realizaram um teste com 45 pessoas saudáveis e segundo eles o teste gerou níveis de anticorpos neutralizantes. A empresa já tinha testado em animais.

Após os testes inicias em pessoas, as autoridades americanas autorizaram que o estudo avance para a segunda fase que deve testar 600 voluntários saudáveis para ajustar a dose.

“Estamos investindo para aumentar a capacidade de fabricação e maximizar a quantidade de doses que podemos produzir para ajudar a proteger o maior número possível de pessoas contra o SARS-CoV-2”, declarou Stéphane Bancel, diretor-executivo da Moderna.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Economia, Jucurutu

Quinta Verde – Frutas & Verduras é no Supermercado Floraci – Rede Seridó

Quinta Verde – Frutas & Verduras é no Supermercado Floraci – Rede Seridó. Ofertas válidas somente hoje, 21/05/2020. #SupermercadoFloraci #RedeSeridó #Jucurutu


21/05/2020
Por Edilson Silva em São Rafael, Saúde

Morre paciente de São Rafael com sintomas suspeitos de Covid-19

O paciente ao qual nos referimos no post anterior, Asclepíades Jales de Macedo, de 80 anos, morreu na noite desta quarta-feira (20), antes mesmo de ser removido para a UTI do Hospital Regional do Seridó em Caicó. Uma unidade do Samu já estava na unidade hospitalar de São Rafael, mas, o paciente não resistiu.

A vaga no Hospital de Caicó surgiu quando o nome dele entrou no sistema de regulação, o que só aconteceu por volta das 15hs28min desta quarta.

Ao que parece, houve erro no ingresso das informações do paciente na unidade solicitante, uma demora excessiva.

O senhor Asclepíades Jales de Macedo, tinha sintomas suspeitos de Covid-19 e foi feito o teste, mas, ainda era aguardado o resultado do exame.

Via Sidney Silva




Facebook


Twitter