UFRN deixa de pagar cerca de 8,4 mil bolsas e auxílios por bloqueios

 

Cerca de 8,4 mil bolsas e auxílios de permanência estudantil deixarão de ser pagos por conta de bloqueios orçamentários na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), conforme divulgado pela assessoria. Os pagamentos são referentes aos meses de novembro e dezembro e devem afetar estudantes de todos os campi da instituição. Por mês, a UFRN paga cerca de R$ 3 milhões em auxílios. Ao todo, acumula um contingenciamento de R$ 30 milhões, caso o novo bloqueio não seja revertido.

 

As bolsas oferecidas na Universidade são divididas entre apoio técnico, ensino, pesquisa e extensão. Nesse caso, são 2.817 estudantes de baixa renda que recebem algum desses tipos de bolsa. Além disso, a instituição distribui cerca de 5.632 auxílios, divididos em:  1.112 auxílios alimentação, 1.668 moradia, 2.745 auxílios para transporte, 96 auxílios creche e 21 auxílios atleta. O pagamento das bolsas dos mês anterior seria feito no começo deste mês, até o 5º dia útil. Já os auxílios são pagos com antecedência, para o mês seguinte.

 

De acordo com diretor de contabilidade e finanças, Danilo Bessa, para que as bolsas e auxílios sejam pagos, é preciso que o Ministério da Educação reverta o cenário. “Para que eles sejam pagos, a gente precisa que o MEC consiga reverter esse cenário. No próprio comunicado que o MEC fez, eles informam que já encaminharam ofícios ao Ministério da Economia para que fossem revisto esses limites, mas  até o momento não houve nenhum retorno”, explica.

 

Além disso, o contingenciamento afeta as despesas de custeio, de outubro a dezembro, referentes a  de mão de obra terceirizada para a manutenção dos campi – cerca de R$ 6 milhões por mês – além dos custos com energia, que giram em torno de R$ 1,5 milhão por mês. Essas duas ultimas despesas representam 50%  desse orçamento.

 

A mão de obra terceirizada se distribui em diversos contratos para diferentes atividades, como vigilância, limpeza, manutenção predial e motoristas. No total, mais de 1,5 mil famílias seriam afetadas no caso do não pagamento dos contratos com as empresas terceirizadas, que pode resultar em atrasos salariais.  “A gente tem um risco de descontinuidade”, afirma Bessa.

 

No caso da energia elétrica, caso os pagamentos não sejam feitos, a UFRN pode entrar em 2023 com quatro faturas em aberto. “Se a gente entrar, na nossa estimativa, devendo quatro competências de energia elétrica, só aí a gente está falando de ordem de R$ 6 milhões de reais e da terceirização, se a gente não conseguir cobrir os últimos dois meses, estamos falando de mais um valor aproximado de R$ 6 – R$ 7 milhões de reais”, pontua o diretor.

 

Entre mão de obra e energia, estima-se um déficit de mais de R$ 10 milhões. Existe, ainda, o impacto sobre o não pagamento de produtos e serviços para as residências universitárias, que atendem cerca de 900 estudantes, além do impacto no Restaurante Universitário, que atende, em média, 3 mil estudantes em carentes ou em situação de vulnerabilidade, diariamente.

 

Bloqueios deixam UFRN com saldo negativo

 

Ainda segundo o diretor, Danilo Bessa, a Universidade não tem de onde tirar verba para cobrir os custos. “Infelizmente não. Nesse bloqueio que foi realizado agora no dia 1º a gente ficou com saldo negativo, ou seja,  agora a gente vai precisar ir lá, cancelar aquele empenho para que a gente possa reverter esse saldo negativo”, explica. Isso significa que a instituição precisa buscar compromissos já assumidos.

 

Isso porque o Governo Federal tem autonomia de bloquear dotações orçamentárias já utilizadas. “A gente empenha, por exemplo, os contratos por estimativa. Então, como são despesas contratuais que, normalmente, tem um valor fixo por mês, a gente chega no início ou no fim do ano prevendo a despesa para todo o exercício. Quando acontece movimento desse em que eles bloqueiam um recurso que já esteja todo utilizado, não estava na minha conta, mas o Governo pode ir lá e deixar minha conta negativa”, detalha.

 

Estudantes buscam alternativas para despesas

 

Para os estudantes, os auxílios são fundamentais para garantir a permanência na graduação. Semestralmente, os alunos precisam se inscrever,  comprovar com uma série de documentos a situação financeira de suas famílias para ter direito ao valor, que varia de acordo com o tipo de auxílio, o mais alto deles é R$ 250, para moradia. No caso das bolsas de ensino, pesquisa, extensão e apoio técnico, é preciso desenvolver atividades no contra-turno da graduação. O valores giram em torno de R$ 400, em sua maioria.

 

Muitos estudantes se deslocam do interior ou de outros estados para cursarem a graduação em Natal, como é o caso da estudante de jornalismo, Camila Silva, 28, que se mudou de Bom Jesus, interior do estado,  depois de dois anos de viagens diárias para a universidade. Ela usa o valor que recebe como bolsista de apoio técnico para custear despesas básicas (aluguel, alimentação, transporte e contas de luz).

 

“O valor que eu recebo como bolsista de apoio técnico é usado pra custear as minhas despesas de moradia em Natal, já que eu sou do interior, moro aqui sozinha. Quando eu soube do corte e da falta de previsão para o pagamento desse mês já bateu o desespero de não saber como vou me manter nos próximos dias”, relata.

 

A estudante conta que ainda recebe ajuda da família, mas que tem sido difícil arcar com as despesas nos ultimos meses e não sabe o que fazer. “Não sei o que vou fazer. Eu me recuso a desistir, mas a única garantia que tenho esse mês é o acesso ao RU, mas todo o resto que eu preciso pra me manter em Natal e frequentar a universidade vai ficar prejudicado.  Como vou para a UFRN se não tiver dinheiro nem pra passagem de ônibus?”, questiona.

 

Assim como ela, o estudante de bachalerado em Tecnologia da Informação, Wederson Cunha, 21, recebe auxílio da Universidade. “Esse valor é um incentivo para que eu possa me manter na capital, haja vista a situação financeira da minha família. Esse valor do auxílio ajuda bastante, uso o dinheiro pra pagar parte do aluguel e geralmente almoço e janto no RU”, comenta.

 

Wederson conta que o próximo passo é conversar com a família para decidir o que fazer a partir de agora. “Fica muito difícil pra família me manter aqui em Natal sozinho, então o auxílio ajuda bastante. Planejo conversar com meus familiares, buscar alternativas pra suprir essa falta”, diz. Ele diz que não depende do auxílio para continuar a graduação, mas que o valor contribui para sua permanência.

 

Já para estudante de jornalismo, Aryela Souza, 22, que saiu de Currais Novos para morar na capital potiguar, a busca por um estágio se tornou urgente, mas não pretende desistir da graduação. “Eu não vou desistir. Eu não tenho estágio e já estava querendo encontrar um, essa busca agora se tornou mais importante, até urgente”, afirma. Preocupa-se ainda com as férias,  pois precisa ficar em Natal para cumprir as atividades da bolsa. “Vai ficar difícil continuar aqui em Natal sozinha sem o auxílio e a minha bolsa de apoio técnico”, complementa.

 

Internamente, na manhã desta segunda-feira (5), a UFRN iniciou um diálogo com Diretório Central dos Estudantes (DCE) para explicar como os contingenciamentos impactam no pagamento das despesas de custeio, em consequência, de bolsas e auxílios de permanência estudantil. Na ocasião, o representante do DCE, Lorran Silva, afirmou que haverá mobilização estudantil para tentar reverter a situação.

 

Tribuna do Norte

Compartilhe aqui:

Potiguar traz medalha de ouro para o Brasil

 

A ginasta potiguar Júlia Moreno de Lima Bessa, 14 anos, conquistou três medalhas para o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Ginástica Rítmica, realizado na última semana na cidade de Paipa, na Colômbia.

 

Júlia Moreno, que é aluna do Complexo Educacional Contemporâneo, em Natal, participou da competição representando a Seleção Brasileira na modalidade individual. A atleta conquistou medalhas de ouro nas provas de bola, por equipe e no geral individual e conjunto.

 

Além disso, Júlia se destacou na categoria AC4, de 13 a 14 anos, conquistando para o Brasil o título de terceiro lugar. Sob o comando da treinadora Gilmara dos Santos Lira, a esportista também foi destaque nos Jogos da Juventude e no Campeonato Brasileiro de 2022.

 

“Essa é a minha primeira conquista em solo internacional. Meu coração está transbordando de tanta alegria, por ter a oportunidade de representar a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano. Essas conquistas são resultado de muito treino e de muita disciplina. Todo o esforço e dedicação valeram a pena”, comentou a atleta.

 

Segundo a diretora do Contemporâneo, Marianny Andrade Arcanjo, a conquista de Júlia representa um marco para a ginástica e para o esporte potiguar. “Júlia fez história e esse é só o início de uma trajetória de muitas outras vitórias. Ela já inspirava outras atletas dentro da escola, mas agora vai ser uma referência também em todo o Estado”, disse a diretora.

 

Júlia Moreno já retornou para o Brasil e deve chegar à capital potiguar ainda no dia (16).

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

INSS deve paralisar atividades nesta quarta-feira por falta de recursos

 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alertou o governo federal que deve paralisar as atividades nesta quarta-feira, (7), devido aos recentes bloqueios orçamentários.

 

Conforme reportagem da CNN Brasil, em ofício, ao qual o veículo teve acesso, enviado ao secretário de Orçamento Federal, do Ministério da Economia, Ariosto Antunes Culau, o órgão afirma que “a falta dos recursos causará grave prejuízo ao funcionamento desta Autarquia, ocasionando suspensões de contratos, a partir da próxima quarta-feira, dia 07/12/2022, bem como deslocamentos de servidores de forma imediata, impactando, consequentemente, no atendimento à população e na prestação dos serviços essenciais do INSS”, diz trecho do documento.

 

Isso poderá levar ao fechamento de agências, suspensão de perícias, atrasos em pagamentos do INSS e interrupção de contratos com terceirizados.

 

De acordo com a CNN Brasil, o ofício é assinado pelo presidente do INSS, Guilherme Gastaldello, e foi encaminhado à Secretaria de Orçamento na sexta-feira (2) com o assunto o “impacto das restrições orçamentárias no âmbito do INSS”.

 

Atualmente, há cerca de 18 mil pessoas trabalhando no INSS. Entre funcionários do instituto, ouvidos pela CNN, o cenário é descrito como “fim do mundo” ou, tecnicamente, um shutdown, termo em inglês que significa “desligar”, e que assombra diversos órgãos públicos neste fim de ano devidos aos bloqueios de recursos, anunciados pelo Ministério da Economia.

 

INSS tem pedido recomposições orçamentárias há algum tempo, a ponto de alertar para dificuldade de realizar pagamentos de aposentadorias em dezembro. Esses apelos, no entanto, não teriam tido resultado.

 

Tanto que, no ofício, Gastaldello afirma que, apesar dos esforços do INSS e da parceria do Ministério do Trabalho, que, segundo o presidente do instituto, “auxiliou com orçamento enquanto foi possível”, o órgão irá adotar medidas de “caráter emergencial”.

 

Além dos bloqueios, explica que a mudança de cenário se dá também por causa da “informação de que as demandas de créditos suplementares não serão atendidas em razão do cenário restritivo resultante da avaliação de receitas e despesas primárias do 5º bimestre”.

 

Compartilhe aqui:

Smartverso.co, Instituto Riachuelo e Sebrae promovem curso gratuito de criação de fotos e vídeos profissionais para bordadeiras e artesãos do Seridó

 

A empresa Smartverso.co, em parceria com o Instituto Riachuelo e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) promovem um curso presencial e gratuito para bordadeiras e artesãos da região do Seridó que visa formar os profissionais para a criação de fotos e vídeos profissionais. O curso ocorre nesta quarta-feira (07), das 10h às 17h na Casa do Artesão de Caicó, com 15 participantes.

 

Segundo Leila Maria, uma das responsáveis pela Smartverso, a ideia surgiu há quatro anos, quando criou a produtora Smart Histórias Visuais, “quando as pessoas viam os vídeos profissionais captados e editados com smartphones, naturalmente me perguntavam ‘Leila, como vocês fazem isso?’, ‘Quero fazer igual!‘”, conta. A partir daí a iniciativa de disponibilizar cursos e oficinas foi se intensificando.

 

A parceria com o Instituto Riachuelo sempre foi frutífera desde o início do trabalho na produtora, especialmente com editoriais de moda e captações em tempo real de eventos. “Em um desses trabalhos, viajamos ao RN para conhecer o Instituto Riachuelo. Ali eu me apaixonei pelos artesãos, além dos incríveis produtores de algodão agroecológico“, explica Leila, que volta ao estado novamente para a formação que ocorre no Seridó e em Natal.

 

E foi durante as homenagens ao Dia da Costureira que a fundadora do Smartverso decidiu elaborar estratégias digitais na área: “se os artesãos divulgarem os produtos com conteúdo smart, vão se destacar mais nas redes sociais e crescer com isso”, destaca. “Então meu squad de criadores elaborou um projeto para Marcella Kanner. Aí ela amou e autorizou na hora! Enfim, surgiu a iniciativa da oficina com as bordadeiras e artesãos”, acrescenta Leila.

 

Aprendizados

 

A formação na Casa do Artesão busca instruir os profissionais para as técnicas de filmagem, fotografia e iluminação. “O Smartverso.co vai aperfeiçoar a forma como os artesãos fotografam e filmam com o smartphone. Vamos ensinar algumas técnicas profissionais de captação e edição para que as fotos e os vídeos expressem mais sentimentos, mais beleza e mais vida”, explica Leila. O intuito é expandir a utilização das redes sociais e possibilitar um maior engajamento virtual no trabalho das artesãos e bordadeiras.

 

O foco do curso é aprimorar técnicas nas áreas de:

 

  • Conceito artístico
  • Iluminação
  • Foco
  • Enquadramento
  • Decupagem
  • Edição
  • Finalização

 

Participantes

 

Com um número de participantes limitados a 15 por curso, para dar maior atenção à formação de cada profissional, a iniciativa pretende expandir cada vez mais a independência das pessoas no uso das redes sociais na divulgação de seus trabalhos. “As turmas desta jornada são limitadas e já estão completas. Mas vale dizer que a intenção do projeto é se adaptar à realidade local, conforme a necessidade dos participantes”, destaca Leila Maria.

 

Por meio do Sebrae e do Instituto Riachuelo, foram selecionadas 30 pessoas de Caicó e São Gonçalo do Amarante para participar da oficina. “São os próprios artesãos ou seus jovens familiares, o que torna a iniciativa ainda mais especial, pois pode significar um despertar profissionalizante“, acrescenta a fundadora do Smartverso.co.

 

Para Leila, a formação é fundamental para o crescimento profissional dos profissionais da área do artesanato e bordado, especialmente na dominação das técnicas de produção audiovisual. “É a possibilidade de expandir o valor artístico dos artesãos por meio das imagens. A combinação adequada de luz, sombra, movimento e ângulo revela detalhes minuciosos e enche a visão de quem usa as redes sociais“, defende.

 

Compartilhe aqui:

Brasil goleia a Coreia do Sul e avança para as quartas de final

 

O Brasil venceu a Coreia do Sul  por 3×0 em jogo válido pelas oitavas de final, na tarde desta segunda-feira (5), no Estádio 974, na Copa do Catar.

 

Com o resultado, a seleção brasileira avança para as quartas de final e vai enfrentar a Croácia, que derrotou o Japão durante disputa de pênaltis.

 

O primeiro gol da partida foi marcado por Vinicius Jr. Em seguida, foi a vez de Neymar, de pênalti. Richarlison marcou o terceiro. Ao 35 minutos, Paquetá ampliou a vitória para o Brasil. Mas viria outro gol, ainda no primeiro tempo.

 

No segundo tempo a Coreia cresceu por conta do jogo decidido. E Alisson ainda fez duas ótimas defesas, mas aos 30 minutos, a bola caiu nos pés de Sheung-Ho, que bateu forte. Ela desviou em Thiago Silva e não deu para o goleiro Alisson, que ficou sem defesa. Final da partida, Brasil 4 x 1 Coreia do Sul.

 

Foto: REUTERS/Kim Hong-Ji

 

Compartilhe aqui:

Seridoense lança primeira obra literária “Famílias Pioneiras dos Açores e do Seridó”

 

O engenheiro eletricista José Roberto Bezerra de Medeiros, de Caicó, após décadas de trabalho dedicadas a cargos de gestão e presidência das concessionárias de distribuição de energia elétrica como a Neoenergia Cosern e a Neoenergia Coelba, agora, segue outro rumo, o da literatura. No dia 08 de dezembro será lançada a primeira obra do autor, “Famílias Pioneiras dos Açores e do Seridó”, na Galeria Fernando Chiriboga, no 3º piso do Midway Mall, das 18h às 21h. Evento é voltado para todo o público e convidados. Também haverá lançamento em Caicó e a data será divulgada em breve.

 

Resultado de pesquisas históricas e genealógicas para a comprovação da ascendência sefardita (termo usado para referir aos descendentes de judeus originários de Portugal e Espanha) de sua família e de outras tantas que compõem a teia familiar formadora da sociedade dos sertões do Seridó do Rio Grande do Norte, o livro convida para uma tocante viagem no tempo, dividida em 17 capítulos em mais de 500 páginas, nas quais são traçados relevantes contextos históricos das famílias pioneiras dos Açores (região de Portugal) e do Seridó (região do RN), com revelações de como se formaram e como se relacionaram nos dois lados do Atlântico.

 

Famílias Pioneiras dos Açores e do Seridó” é fruto de um trabalho minucioso, que foi costurado com precisão, os fatos históricos importantes desde as Grandes Navegações dos Açores ao Brasil e perpassa até os relatos sombrios da Inquisição, na qual antepassados sefarditas do povo seridoense sofreram perversos suplícios. José Roberto iniciou suas pesquisas há alguns anos e, a escrita da obra, ocorreu no início do período pandêmico, quando se viu inquieto quanto a história dos seus descendentes e formação das famílias do Seridó do RN. “No verão de 2020, após uma conversa com minha irmã Luciane Maria Bezerra de Medeiros, que tem muita afinidade com estudos genealógicos e já vinha pesquisando as origens da nossa família, embarcamos longe nesse papo sobre genealogias. Eu fiquei inquieto, aprofundei, fiz pesquisas e partimos para esta aventura com a finalidade de chegarmos aos nossos antepassados, suas histórias, mas, neste percurso, percebi que poderia contribuir, inclusive, com a história do RN, com ênfase nos seridoenses”, relata José Roberto.

 

As histórias impressas na obra, trazem hábitos, costumes, fé, devoção e os elos familiares, entregando ao leitor, uma fiel delineação das sociedades açoriana e seridoense no período da Idade Moderna. A revisora da obra e irmã do autor, Leila Maria Medeiros de Chiriboga, descreve o livro como “uma obra de inestimável valor, que vem contribuir grandemente para a compreensão de importantes acontecimentos que marcam a história do nosso Seridó. Retrata, sobretudo, a saga dos valentes colonizadores da região, que deixaram sua terra natal em busca de um novo porvir”.

 

Resumo da Obra

 

Nos primórdios da segunda metade dos anos 1400, o jovem português Rui Vaz de Medeiros desembarcou no arquipélago da Madeira, localizado no oceano Atlântico. Passados alguns anos, já casado e com filhos, transferiu-se para a ilha de São Miguel, nos Açores, arquipélago do mesmo oceano.

 

Ao lado de outros desbravadores, igualmente encantados por aquelas paragens, Rui Vaz de Medeiros lá se fixou e constituiu uma grande família.

 

Os irmãos micaelenses Rodrigo de Medeiros Rocha e Sebastião de Medeiros Matos, que se instalaram no segundo terço do século XVIII no Seridó – região dos sertões da Paraíba e do Rio Grande do Norte, no Nordeste do Brasil – seriam seus descendentes?

 

Para responder a essa e a outras questões, descreve-se no livro a epopeia das famílias pioneiras que colonizaram a ilha de São Miguel e o Seridó, revelando-se como foram formadas e como se relacionaram nos dois lados do Atlântico.

 

As narrativas mostram como viviam os antepassados de Rodrigo e de Sebastião. Dentre eles, o príncipe africano Jorge Velho, casado com a portuguesa África, um certo alemão de sobrenome Pavão, casado com uma mulher espanhola (de quem a história não revela o nome) e também os espanhóis Marcos Afonso e Inês de Xerez, cujas netas e filha – queimada na fogueira – sofreram nas garras da Inquisição. Por fim, revelam a vida dos primeiros seridoenses naqueles remotos tempos: suas origens, seus costumes, seus descendentes…

 

Informações técnicas

 

Autor: José Roberto Bezerra de Medeiros

Capa: Fernando Chiriboga

Projeto Gráfico e diagramação: Leila Maria Medeiros de Chiriboga

Revisão: Leila Maria Medeiros de Chiriboga, Aline Dantas de Medeiros, Alice Dantas de Medeiros e Diogo Emanuel Bezerra Nelson

Serviço – Lançamento do livro “Famílias Pioneiras dos Açores e do Seridó”

Data: 08/12/2022

Local: Galeria Fernando Chiriboga – Midway Mall 3º piso

Horário: das 18h às 21h

Evento aberto ao público e convidados

 

Compartilhe aqui:

Brasil encara a Coreia do Sul nesta segunda (5) pelas oitavas de final da Copa

 

Passado o susto, é hora de voltar ao plano original. Nesta segunda-feira (5/12), a Seleção Brasileira entra em campo no estádio 974, em Doha, no Catar, para a partida de oitavas de final da Copa do Mundo 2022 contra a Coreia do Sul. Quem vencer, passa para as quartas e mantém vivo o sonho do título.

 

Para o jogo desta segunda, Tite voltará a utilizar a equipe que iniciou as partidas contra Sérvia e Suíça. No último compromisso, diante de Camarões, o treinador optou por uma equipe de reservas e o resultado foi amargo: derrota por 1 x 0.

 

A principal notícia para o jogo dessa segunda é o possível retorno de Neymar, após sair mancando logo na estreia diante da Suíça com uma lesão no tornozelo. Em entrevista coletiva, o treinador do Brasil condicionou a volta do jogador em caso de boa apresentação no treino realizado nesse domingo (4/12).

 

As laterais são hoje o setor que mais causam dores de cabeça ao treinador brasileiro. Dos quatro convocados para a função, dois estão no departamento médico. Alex Sandro e Alex Telles se contundiram e não entrarão em campo. Danilo foi confirmado de volta ao time e deve começar como titular após sentir o tornozelo durante o jogo contra a Sérvia.

 

Metrópoles

 

Compartilhe aqui:

Francês decola em voo de asa-delta na PB para o RN, cai próximo a Jucurutu e é salvo por policiais militares; Resgate durou 6h

 

Blog Jair Sampaio – Ontem por volta das 15 horas, o francês por nome Patrick, que partiu de Uiraúna-PB, estava em voo de Asa Delta quando já na zona rural entre Triunfo Potiguar e Jucurutu perdeu o contato com sua esposa, que estava em solo, e rapidamente ela fez contato com a Polícia Militar, que de pronto iniciou as buscas entre as serras da região.

 

Uma equipe do GTO/Jucurutu, designada para a missão, conseguiu localizar o francês, por volta das 21 horas. À polícia, o homem informou que caiu do voo de Asa-delta e ficou sem comunicação, tendo em vista a região montanhosa que compreende os municípios de Jucurutu e Triunfo Potiguar dificultou os sinais de telefonia e o impedia o socorro.

 

De acordo com informações apuradas pelo blog Jair Sampaio, a vítima conseguiu fazer o primeiro contato com a esposa já depois das 18 horas, momento em que a polícia chegou nessa localização Patrick não estava, sendo preciso retornar à cidade, neste caso escolheram ir a Triunfo, e assim pediram nova localização, e dessa vez o homem foi localizado e assim resgatado com vida e levado a cidade de Jucurutu.

 

Depois de estar em local seguro e ao lado da esposa, o francês agradeceu o empenho dos policiais militares, que se embrenharam no mato para salvá-lo com vida, destacando o compromisso dos homens de farda com a vida de outrem. Sem compreender bem as palavras pronunciadas pelo casal, os militares contaram com a ajuda do tradutor do Google.

 

Servir e proteger, sempre!!!

 

Compartilhe aqui:

Igreja Católica da Nova Barra de Santana receberá bênção especial de inauguração no dia 19 de dezembro

 

A igreja da Nova Barra de Santana em Jucurutu receberá sua bênção especial de inauguração no dia 19 de dezembro. A programação começa as 16h30 com procissão saindo da velha Barra de Santana com a imagem da padroeira.

 

As 18 horas teremos missa e benção da nova igreja, presidida pelo bispo Dom Antônio Carlos Cruz Santos.

 

Compartilhe aqui:

Chuvas são registradas no interior do RN

 

Fortes chuvas foram registradas no interior do Rio Grande do Norte nas últimas horas.

 

Em Parelhas, a população comemorou a chuva intensa durante a noite. A água era tão forte que formou correnteza nas ruas da cidade.

 

De acordo com o boletim da Emparn, 24 municípios potiguares registraram chuvas nas últimas 24 horas. Em Santana do Seridó, o acumulado foi de 52 milímetros e em Parelhas o total foi de 42 milímetros.

 

Compartilhe aqui:

Pobreza tem alta recorde e atinge 63,5 milhões de brasileiros em 2021, diz IBGE

 

O contingente de brasileiros abaixo da linha de pobreza atingiu o patamar de 29,4% da população — ou 62,5 milhões de pessoas — em 2021, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em pesquisa divulgada nesta sexta-feira (2). Destas, cerca de 17,9 milhões (ou 8,4% da população) estavam em situação de extrema pobreza.

 

Os números apurados representam um recorde desde o início da série histórica, em 2012.

 

Entre 2020 e 2021, segundo o IBGE, o aumento nos dois grupos foi de 22,7% e 48,2%, respectivamente. Em números fechados, o contingente de pessoas abaixo da linha de pobreza passou a incluir mais 11,6 milhões de brasileiros; o de extrema pobreza, 5,8 milhões.

 

Os critérios para definição das ditas “linhas” de pobreza e extrema pobreza são definidos pelo Banco Mundial. No primeiro grupo, são considerados rendimentos per capita mensais de US$ 5,50, dentro da lógica da paridade de poder de compra — ou seja, quanto cada moeda pode comprar em termos internacionais. No Brasil, equivale a R$ 486.

 

A linha de extrema pobreza já é de US$ 1,90, ou R$ 168 mensais per capita.

 

Nos números consolidados pelo IBGE, a proporção de crianças menores de 14 anos abaixo da linha de pobreza atingiu o maior patamar da série histórica, a 46,2%. A de pretos e pardos, em 37,7%, é quase o dobro da proporção de brancos, de 18,6%.

 

No recorte por regiões do país, Nordeste e Norte lideravam as maiores proporções de pessoas pobres da população regional, com 48,7% e 44,9%, respectivamente. No Sudeste e no Centro-Oeste, um em cada cinco habitantes estavam abaixo da linha de pobreza. Já no Sul, o percentual foi de 14,2%.

 

A pesquisa do IBGE ainda apurou que o Índice de Gini — instrumento que mede o grau de concentração de renda — aumentou e voltou ao patamar de 2019, o segundo maior da série, indo a 0,544. O auge foi em 2018, quando atingiu 0,545.

 

Quanto mais próximo de zero, maior é a igualdade de renda.

 

CNN

 

Compartilhe aqui:

Conselho Permanente da CNBB aprova atualização do Diretório de Comunicação

 

Foi aprovada, por unanimidade, a atualização do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, o Documento 99 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Reunido a partir desta quarta-feira, 23, até amanhã, 24, o Conselho Permanente da CNBB decidiu positivamente em relação ao processo realizado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação e o Grupo de Reflexão em Comunicação (Grecom).

 

O bispo auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, ressaltou que o material aprovado não é um novo diretório, mas o mesmo documento aprovado em 2014 com as atualizações necessárias. São quatro as principais: incluir o magistério do Papa Francisco sobre comunicação; abordar novos elementos sobre a dinâmica de comunicação na atualidade, especialmente no que tange à comunicação digital; situar melhor a comunicação como uma realidade estratégica no processo de evangelização, e não apenas como ferramenta; e ajustar e harmonizar a linguagem, evitando contradições entre termos, parágrafos e assim por diante.

 

O doutor em Comunicação e coordenador do Grecom, Moisés Sbardelotto, contextualizou o trabalho feito pelo grupo, no “esforço de qualificar e atualizar o Diretório”, considerando que a comunicação é um processo muito rápido e dinâmico. Além do magistério do Papa Francisco, Sbardelotto apontou como contribuições as reflexões sobre fenômenos atuais, como o período da pandemia, os aspectos negativos do ambiente digital, a desinformação, problemáticas novas que surgiram na última década e a necessidade de o diretório apontar luzes também do ponto de vista pastoral. Acompanharam a apresentação e votação os pesquisadores e membros do Grecom, Aline Amaro, Irmã Joana Puntel, Ricardo Alvarenga e Marcus Tullius.

 

Colocado em votação, após ser encaminhado com antecedência aos bispos para contribuições e indicações de mudanças, o texto foi aprovado sem ressalvas, nem votos contrários. O arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo destacou que o trabalho da Comissão e da Assessoria de Comunicação da CNBB tem aberto “um novo caminho” no contexto da comunicação estratégica.

 

Aprovado em 2014, o Diretório de Comunicação é o principal documento de comunicação publicado pela Igreja no Brasil e norteia o seu pensamento sobre o campo comunicacional. Conforme o próprio texto, tem “o objetivo motivá-la a atualizar e aprofundar os conhecimentos e referências, tanto de seus pastores quanto de seus fiéis, sobre a natureza e a importância da comunicação para a vida da comunidade eclesial, nos processos de evangelização e no diálogo com a sociedade, tendo presentes as mudanças pelas quais o mundo vem passando, entre as quais encontra-se o avanço acelerado das tecnologias.” (DCIB, n. 3)

Processo de atualização do Diretório 

 

O processo de atualização foi iniciado em dezembro de 2021, durante reunião ordinária do Grecom, considerando a necessidade de incorporar novas reflexões surgidas desde a sua publicação. Na ocasião, os membros do Grecom tiveram a oportunidade de se dividir em subgrupos para que possam começar a revisão, cada um, de um capítulo específico.

 

Na primeira reunião de 2022, os membros trouxeram se alternaram na leitura e revisão de cada um dos capítulos do subsídio, dando suas contribuições a respeito do que deverá ser acrescentado ou modificado no Diretório, a fim de torná-lo mais atual. Foram feitas as devidas considerações sobre o volume de atualizações para que o Diretório permanecesse com o seu cerne. 

“Não vamos fazer um novo Diretório, mas vamos atualizá-lo da melhor forma possível”, considerou dom Mol.

 

Entre os meses de abril e outubro de 2022, foi feita a partir do envio das alterações prévias para todos os membros e um rico processo de discussão durante as reuniões mensais. Em todos os encontros foi feita a avaliação pontual das correções, com as possibilidades de aprovação, desaprovação ou indicação de emendas.

 

São integrantes do Grecom os pesquisadores Andréia Gripp, Joana Puntel, Moisés Sbardelotto, Aline Amaro, Marcus Tullius, Mozahir Salomão Bruck, Ricardo Alvarenga, os assessores da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, Manuela Castro e Tiago Sibula, e o presidente da Comissão para a Comunicação, dom Joaquim Mol. 

 

Pastoral da Comunicação – PASCOM BRASIL

 

Compartilhe aqui:

Brasil enfrenta Camarões tentando manter 100% de aproveitamento

 

A seleção brasileira encerra sua participação na primeira da Copa do Catar, a partir das 16h (horário de Brasília) desta sexta-feira (2) no Estádio de Lusail, em partida contra Camarões. Após vitórias sobre a Sérvia e a Suíça nas rodadas anteriores, a expectativa é de que o Brasil some mais três pontos de forma a encerrar sua participação no Grupo G com 100% de aproveitamento.

 

Com a classificação para as oitavas de final já assegurada, o técnico Tite decidiu poupar os jogadores considerados titulares, o que também lhe permitirá observar atletas que tiveram poucas oportunidades de mostrar serviço.

 

“Só posso mensurar quantos atletas posso utilizar em sequência com eles produzindo em campo. É uma oportunidade de alto nível de eles competirem. É um risco? Sim, mas uma oportunidade para mostrarem toda sua qualidade”, declarou o treinador em entrevista coletiva na última quinta-feira (1).

 

Compartilhe aqui:

Matrículas para o ano letivo 2023 do Centro Educacional São Miguel (CESM) já estão abertas; veja como fazer

 

O período de matrícula escolar para o ano letivo de 2023 no Centro Educacional São Miguel (CESM) já está aberto. A confirmação das vagas, tanto para matrícula inicial quanto para rematrícula, seguirá no período de 05 a 20 de dezembro/2022.

 

Horários:

 

Manhã das 7h30min às 11h

Tarde das 13h30min às 17h

 

Compartilhe aqui:

Previsão para o próximo trimestre é de chuvas com volumes de normal a acima do normal

 

O ano de 2022 vem apresentando bons volumes de chuvas no Rio Grande do Norte e a previsão é que, para este último mês do ano, dezembro e os primeiros meses de 2023, o cenário permaneça com volumes de chuva de normal a acima do normal. Dados do Sistema de Monitoramento Hidrometereológico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registram tendência do Fenômeno La Niña com o esfriamento das águas do oceano Pacífico, na faixa equatorial e o aquecimento do oceano Atlântico associado a atuação de sistemas metereológicos. Essas condições são determinantes para a formação e ocorrência de chuvas.

 

Diante desse cenário apresentado pela tendência dos oceanos Pacífico e Atlântico, os próximos meses, dezembro/22, janeiro e fevereiro de 2023, é de que as chuvas ocorram dentro da condição de normal a acima do normal, com grande variabilidade nas distribuições temporal espacial pois os sistemas meteorológicos (Vórtices Ciclônicos de Ar Superior, Frentes Frias e Linhas de Instabilidade), que atuam nesse período são transientes e de baixa previsibilidade tanto no local e tempo de atuação”, comentou o chefe da unidade instrumental de Metereologia da Emparn, Gilmar Bristot.

 

Sobre as temperaturas, a média prevista para o Estado no próximo trimestre deve variar entre a mínima de 27,6ºC e 36,4°C. “O potiguar já tem sentido gradativamente mais calor em relação aos meses anteriores. No dia 21 o verão começa no Hemisfério Sul. Neste período é esperada a diminuição das nuvens no céu e há o consequente aumento da exposição solar”, explicou o meteorologista.

 

Análise dos próximos três meses

Pela climatologia, dezembro, primeiro mês da pré-estação chuvosa no Rio Grande do Norte, é o que menos chove no segundo semestre. A previsão chuvas médias no estado é de 16 milímetros (mm). Para as regiões Oeste, Central, Agreste e Leste o volume de chuva esperada é de 16,8mm, 15,4mm, 11,6mm 20,4mm, respectivamente “Normalmente as chuvas observadas em dezembro apresenta valores entre 1,0mm a 20, 30 mm, com maiores valores apresentados na região do Alto Oeste, Vale do Assú e Litoral Leste”, explicou Bristot.

 

Para janeiro de 2023, a média prevista para o estado é de 67,3mm. Bristot explica que “o mês apresenta índices que variam entre 20mm a 100mm em algumas áreas localizadas nas regiões Oeste e Litoral Leste. Na maior parte do estado predominam valores entre 20mm a 40mm. As chuvas deverão ficar próximo do normal”.

 

Já em fevereiro de 2023, primeiro mês da estação chuvosa, o volume de chuvas começa a elevar no interior, com acumulados entre 100mm e 150mm nas regiões Oeste e Seridó Potiguar. A média esperada é de 88,4mm para o estado, 116,7mm para o Oeste Potiguar, 89,3mm para o Litoral Leste Potiguar, 81,8mm para região Central Potiguar.

 

O sistema de monitoramento pode ser acessado pelo site emparn.rn.gov.br, aba meteorologia ou meteorologia.emparn.rn.gov.br

 

Compartilhe aqui:

Vereador Rubinho apresenta Moção de Pesar aos familiares de Maria Gomes de Araújo

 

Carecem palavras para descrever a figura dessa pessoa que era tão querida na comunidade Boi Selado, conciliando de forma admirável sua função de esposa, mãe, avó, bisavó e amiga de todos, seu espírito acolhedor era marcante em seus traços.

 

Em nome da Câmara Municipal de Jucurutu, manifestamos aos familiares e amigos as nossas sinceras condolências, reiterando que não poderíamos deixar de expressar o nosso pesar. Manifestamos nossos profundo respeito e rogamos a Deus para que traga conforto aos corações enlutados, desejando que a Sra. Maria Gomes de Araújo descanse em paz, ao lado do nosso bom Deus.

 

Compartilhe aqui:

Seleção Brasileira tem problemas em série contra Camarões

 

A seleção brasileira ganhou um novo desfalque por lesão para o último jogo da primeira fase da Copa do Mundo do Catar. O lateral-esquerdo Alex Sandro, que saíra de campo mais cedo na partida diante da Suíça reclamando de dores, passou por exame de imagem na manhã desta terça-feira que apontou para uma lesão muscular no quadril esquerdo. Com isso, ele está vetado para a partida diante de Camarões.

 

O médico da seleção, Rodrigo Lasmar, não informou o prazo de recuperação previsto para o atleta. Segundo Lasmar, Alex Sandro “segue em tratamento para que nós possamos recuperá-lo o quanto antes”.

 

Com a lesão de Alex Sandro, o Brasil fica sem seus dois alas titulares para a próxima partida. Danilo, que sofreu entorse no jogo de estreia na Copa do Mundo, diante da Sérvia, permanece realizando fisioterapia para se recuperar de uma lesão no ligamento medial do tornozelo esquerdo. Nesta terça, ele esteve no CT da seleção brasileira em Doha e ficou apenas aos cuidados dos médicos.

 

Para a partida diante de Camarões, Alex Telles deverá assumir a vaga pela esquerda. No lado direito, Tite poderá manter Éder Militão improvisado, ou então promover a estreia de Daniel Alves.

 

Além deles, o atacante Neymar é outro que está entregue à equipe médica. O jogador nem sequer tem ido ao CT – nesta terça, ele ficou no hotel realizando trabalho de fisioterapia. Nenhum dos três jogadores têm previsão de retorno.

 

Tite


O técnico Tite afirmou que, mesmo com a vitória sobre a Suíça, a seleção sentiu a ausência do atacante Neymar (desfalque por causa de uma lesão no tornozelo direito). Porém, o treinador destacou o fato de a equipe ter outras opções para continuar triunfando na competição, como nesta segunda-feira (28) no Estádio 974, pelo Grupo G da Copa do Catar.

 

“Claro que o Neymar tem atributos diferentes. Ele, em um momento mágico, dribla e clareia. Ele tem essa qualidade”, declarou o comandante da seleção em entrevista coletiva. “Então [a seleção] sente sim a ausência do Neymar. O poderio da equipe sente. Porém, temos atletas que podem dar conta do recado”.

 

Segundo Tite, as opções que existem para substituir ausências importantes, como a de Neymar, são fruto do trabalho realizado nos últimos quatro anos na equipe canarinho: “Há um leque de opções porque há um processo de quatro anos de construção. Quem venceu hoje foi o processo, foi o tempo de quatro anos de uso de atletas para que eles possam desenvolver, ter a naturalidade, mesmo jovens, aproveitando em seus clubes e dando oportunidade”.

 

Outro assunto abordado na entrevista foi a opção por escalar o zagueiro Éder Militão como titular da lateral direita. O jogador do Real Madrid (Espanha) venceu a disputa com Daniel Alves pela vaga de Danilo, que desfalcou o Brasil por lesão. “Você tem dois jogadores com diferentes características. Um de imposição [Militão], eu digo que ele tem turbo, consegue chegar na frente com uma consistência de marcação muito forte. O outro um articulador, um exímio construtor, que é o Dani”, afirmou. “Essa foi a ideia, de ter um jogador para conter os jogadores de lado [da Suíça]”.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

TSE marca diplomação de Lula e Alckmin para 12 de dezembro

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou que a diplomação do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, e do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, será realizada no dia 12 de dezembro, às 14h, no plenário da Corte.

 

A diplomação é uma cerimônia organizada pela Justiça Eleitoral para formalizar a escolha dos eleitos nas eleições e marca do fim do processo eleitoral. Com o diploma eleitoral em mãos, os eleitos podem tomar posse no dia 1° de janeiro de 2023. O documento será assinado e entregue pelo presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes.

 

O TSE é responsável pela diplomação dos candidatos à Presidência da República. Os deputados, senadores e governadores são diplomados pelos tribunais regionais eleitorais (TREs).

 

De acordo com o tribunal, a cerimônia seguirá recomendações sanitárias, como uso de máscara de proteção facial e distanciamento social.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

MEC divulga prazos para inscrições no Sisu, Prouni e Fies em 2023

 

O Ministério da Educação (MEC) tornou público os calendários para as inscrições nos primeiros processos seletivos de 2023 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A pasta também informou que os três editais, que detalharão o cronograma completo e as regras de cada um, serão publicados em janeiro.

 

Já o resultado da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que interfere nos processos seletivos, será divulgado em fevereiro. Os estudantes poderão ter acesso às suas notas pela internet.

 

As inscrições para o Sisu, dedicado a selecionar estudantes para universidades e instituições públicas de ensino superior em todo o país, serão realizadas entre 28 de fevereiro e 3 de março. A classificação se dá com base no desempenho do Enem de 2022. O resultado final será divulgado em 7 de março.

 

No caso do Prouni, por meio do qual são ofertadas bolsas de estudo para alunos de baixa renda estudarem em universidades particulares, as inscrições se iniciam em 7 de março e se encerram em 10 de março. São válidas para o processo seletivo as notas do Enem de 2022 e de 2021. O resultado da primeira chamada será divulgado em 14 de março e da segunda chamada no dia 28 de março.

 

Já o Fies estará com inscrições abertas entre 14 e 17 de março. Trata-se de um fundo voltado para o financiamento integral ou parcial das mensalidades do curso de escolha do beneficiado. Dessa forma, o aluno pode arcar com custos de forma reduzida ou apenas após completar sua formação. Podem participar do processo seletivo os estudantes que realizaram alguma edição do Enem realizada desde 2010. O resultado da chamada única será conhecido em 21 de março.

 

Todos os processos de inscrição ocorrem exclusivamente pela internet. Ainda não há informações relacionadas ao quantitativo de vagas de cada processo seletivo. O MEC informou que elas serão divulgadas em datas mais próximas à abertura das inscrições.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui: