28/04/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu

Jucurutu: População foi às ruas contra Reforma da Previdência

Moradores do município de Jucurutu no interior do estado do Rio Grande do Norte participaram na manhã desta sexta, 28 de abril de uma manifestação popular contra as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo governo de Michel Temer.

O ato teve início por volta das 8h da manhã com concentração em frente à Escola Municipal Joel Lopes Galvão no Bairro Stª. Izabel e contou com presença de agricultores, estudantes, servidores, universitários, professores, moto taxistas, sindicatos, trabalhadores em geral entre outros que estão temerosos com o futuro do Brasil.

Com cartazes, apitos e carro de som as pessoas chamaram a atenção de quem passava por Jucurutu. O movimento percorreu ruas e avenidas da cidade com paradas nos pontos principais do percurso.

As manifestações estão acontecendo em todo o país.

Veja nas imagens da internauta Carol:


28/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Política

População de Caicó sai às ruas em protesto contra as reformas da Previdência e Trabalhista

A população do município de Caicó atendeu ao chamado das ruas e também aderiu a greve geral que acontece nesta sexta-feira (28/04) no Brasil. A mobilização iniciou na praça da alimentação, percorreu as principais ruas da cidade e foi finalizada no cruzamento das avenidas Coronel Martiniano com a Seridó, no centro da cidade seridoense. O evento contou com a participação de representante de várias instituições da cidade, trabalhadores das iniciativas pública e privada, e da população.

Para o servidor público caicoense, Antônio Araújo, “o que estão fazendo com o nosso Brasil é uma coisa vergonhosa e lastimável. Estão mexendo com o trabalhado, com a minoria, e a população precisa ir às ruas contra essas reformas. Vamos mudar o salário dos deputados, dos senadores, e não do povo trabalhador. Chega de tanta corrupção neste país”, disse ele.

Veja nas imagens do Blog Seridó:


28/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Fátima defende democratização dos meios de comunicação

A senadora Fátima Bezerra defendeu, nesta quinta-feira, 27, na audiência pública da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), que debateu a situação das rádios comunitárias no Brasil, a democratização dos meios de comunicação.

“Infelizmente, a mídia monopolizada mostra apenas um lado do fato. Isto é um crime! A Constituição garante que a mídia tem que zelar pelo princípio da pluralidade, mas não temos isto. É inaceitável você ver o controle da mídia nas mãos de 4 a 5 famílias. Espero que possamos trazer a democracia de volta e com ela possamos agilizar a democratização dos meios de comunicação”, afirmou a senadora.


28/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Política

Greve: Imagens do #ForaTemer em Caicó/RN

Wllana Dantas registrou momentos do #ForaTemer em Caicó/RN.

Nas imagens caicoenses saem pelas ruas em protesto contra a Reforma da Previdência.

Veja: 


28/04/2017
Por Edilson Silva em Esporte, Policial

Goleiro Bruno é transferido para a Penitenciária de Três Corações, MG

O goleiro Bruno Fernandes foi transferido no início da noite desta quinta-feira (27) para a Penitenciária de Três Corações (MG). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), detalhes sobre a transferência não seriam divulgados por motivo de segurança. Bruno se apresentou espontaneamente no início da tarde na Delegacia Regional de Varginha depois que o mandado de prisão foi expedido pela Justiça. Em nota, a SEAP disse ainda que Bruno Fernandes ocupará uma cela individual, com medida de 4,5m por 4,5m. O espaço possui cama, pia e vaso sanitário de alvenaria.

O jogador se apresentou pela segunda vez na Delegacia de Polícia Civil de Varginha quase 48 horas após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que revogou liminar que o mantinha o atleta, atualmente no Boa Esporte, em liberdade. Bruno se apresentou por volta de 13h45. Ele passou por exames de corpo delito com o médico legista dentro da própria delegacia e por volta de 15h30 foi levado para o Presídio de Varginha.


28/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Política

Greve: Caicoenses também estão nas ruas

Centenas de manifestantes se concentraram a partir das 08hs da manhã desta sexta-feira (28), na Praça José Augusto, no centro da cidade de Caicó de onde partiram em mobilização pelas ruas. Eles protestam contra a reforma trabalhista e da previdência que está tramitando no Congresso Nacional em Brasília.

Em Caicó, os manifestantes percorrerão as principais ruas e avenidas com carros de som e usando apitos, cartazes. Muitos estão com os rostos pintados de verde e amarelo e segurando bandeiras do brasil.

A caminhada terminará na Praça Dix-Sept Rosado, também no centro aonde acontecerá um ato político com falas de líderes sindicais e de movimentos sociais. Músicos locais também se apresentarão.

Durante a caminhada, alunos e professores de escolas particulares, estaduais e municipais, também estão participando.


28/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Temer da Lava Jato espera que greve seja maior e mais radical que a de março

Michel Temer (Ficha Suja) considera que a greve geral marcada para esta sexta-feira (28) será relevante e maior que a ocorrida em março, quando houve paralisações de ônibus e metrô.

O Palácio do Planalto detectou aumento das adesões desde o início desta semana, com pico nos últimos dois dias, de acordo com monitoramento encomendado pelo governo.

Auxiliares do presidente admitem que será uma manifestação “de volume” e apostam em radicalização, com piquetes e bloqueio de acesso a aeroportos como o de Congonhas (SP) para que os protestos pareçam de mais impacto. As informações são dos jornalistas Gustavo Uribe e Marina Dias, da Folha de são Paulo.


28/04/2017
Por Edilson Silva em Policial

Criador do jogo da baleia azul é preso

A divulgação recente sobre casos de suicídio motivados por um jogo tem alarmado pais e mães de adolescentes que se envolveram na ‘brincadeira’ que pode levar a morte. A mídia tem feito um trabalho excepcional de tentar divulgar sobre os perigos oferecidos para quem se envolve no game.

O que muitas pessoas não sabem é que o criador e proliferador da ideia já está preso. Ao que parece o jogo teria sido criado na Rússia, por um jovem, que se aproveita dos momentos de vulnerabilidade das pessoas para incentivá-las ao suicídio. Segundo informações descobertas recentemente, o homem já teria sido identificado por outros crimes online, e estaria preso desde 2015.

A ideia de criar um jogo composto por cinquenta passos a serem cumpridos teria sido inventado por ele para poder aliciar sobretudo adolescentes que estivessem passando por um momento crítico. Conheça o homem responsável pela criação do jogo macabro:O russo Philip Budeikin, de 21 anos, foi detido pela polícia.


28/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Greve esvazia Congresso e gera corrida de parlamentares ao aeroporto

A greve geral convocada em todo o país para esta sexta-feira (28) provocou nesta quinta (27) uma corrida de parlamentares ao aeroporto de Brasília e esvaziou o Congresso, que teve um dia improdutivo tanto nas comissões como em plenário.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Natal

Escolas católicas suspendem aulas na sexta de greve geral

As escolas católicas de Natal vão aderir à greve geral desta sexta-feira, 28, e suspendem as aulas. Em atendimento ao pedido dos bispos do estado, as instituições protestam contra as reformas da Previdenciária e da legislação trabalhista.

Em nota, a Rede Salesiana de Escolas considerou “que tais medidas atingem diretamente os direitos do povo brasileiro, a muito conquistados, além de representarem um atentado real contra a vida e dignidade da população, sobretudo dos mais pobres”.

Outra escola católica, o Colégio Nossa Senhora das Neves disse que “se soma aos milhões de brasileiros que estão na luta por seus direitos conquistados e garantidos na Constituição Federal que, por sua vez, se encontram ameaçados pelas Reformas Trabalhistas e da Previdência, na forma como estão sendo impostas”.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Greve geral é legítima, diz Ministério Público do Trabalho

RIO – O Ministério Público do Trabalho (MPT) divulgou uma nota assinada pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, na qual considera legítima a greve geral anunciada para esta sexta-feira. “A greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal”, diz o comunicado.

A nota ressalta ainda “a legitimidade dos interesses que se pretende defender por meio da anunciada Greve Geral como movimento justo” e também reafirma a posição institucional do MPT “contra as medidas de retirada e enfraquecimento de direitos fundamentais dos trabalhadores contidas no Projeto de Lei que trata da denominada ‘Reforma Trabalhista'”.

O comunicado foi emitido depois que o presidente Michel Temer decidiu cortar o ponto dos servidores federais que aderirem ao movimento dessa sexta-feira. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que faria o mesmo com os servidores municipais e divulgou, também nesta quarta-feira, um vídeo dizendo que a greve não é justa: “só quem não quer trabalhar é que vai fazer greve”, diz ele no pronunciamento.

Leia, na íntegra a nota do MPT.

“O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO, considerando a Greve Geral anunciada para o dia 28.04.2017, vem a público:

I – DESTACAR que a Greve é um direito fundamental assegurado pela Constituição Federal, bem como por Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil, “competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender” ( art. 9º da CF/88);

III – REAFIRMAR a posição institucional do Ministério Público do Trabalho – MPT contra as medidas de retirada e enfraquecimento de direitos fundamentais dos trabalhadores contidas no Projeto de Lei que trata da denominada “Reforma Trabalhista”, que violam gravemente a Constituição Federal de 1988 e Convenções Fundamentais da Organização Internacional do Trabalho;

IV – RESSALTAR o compromisso institucional do MPT com a defesa dos Direitos Sociais e com a construção de uma sociedade livre, justa, solidária e menos desigual”.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Educação

Família decide “adotar” jovem que vai ingressar no curso de Medicina e não tinha onda ficar em Caicó

Não demorou muito para o jovem natalense Anderson Ferreira encontrar uma família para adotá-lo em Caicó. Sua história foi contada no RNTV desta quarta-feira (26), e causou comoção em muitas pessoas.

Anderson já tem onde ficar, a partir de Julho quando estará ingressando no Curso de Medicina da UFRN. Anderson será recebido, de braços abertos por uma servidora pública, que disse ao Blog do Marcos Dantas preferir ter sua identidade preservada.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Política, RN

O RN tem quatro deputados que são contra os trabalhadores

O texto principal da proposta de reforma trabalhista foi aprovado no plenário da Câmara dos Deputados na noite de ontem quarta-feira (26), na surdina, na calada da noite, quase na hora do futebol da poderosa Globo. Agora, o projeto de lei 6787/16, que muda os direitos dos trabalhadores, segue para o Senado.

A votação serviu para que os potiguares comecem a enxergar quais deputados estão a favor do povo. Quatro, pelo menos já sabemos que são contra os trabalhadores.

Votaram contra os trabalhadores:

Rogério Marinho

Fábio Faria

Felipe Maia

Betinho Rosado


27/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Câmara aprova projeto da reforma trabalhista

O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira (27), a votação do projeto de lei da reforma trabalhista (PL 6787/16, do Poder Executivo). O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para prever, entre outras medidas, a prevalência do acordo sobre a lei, regras para o trabalho intermitente e o fim da contribuição sindical obrigatória e da ajuda do sindicato na rescisão trabalhista. A matéria será enviada ao Senado.

Aprovada na forma do substitutivo do relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), a proposta estabelece que a convenção coletiva e o acordo coletivo de trabalho prevalecerão sobre a lei em 16 pontos diferentes, como jornada de trabalho, banco de horas anual, intervalo mínimo de alimentação de meia hora, teletrabalho, regime de sobreaviso e trabalho intermitente. Poderão ser negociados ainda o enquadramento do grau de insalubridade e a prorrogação de jornada em ambientes insalubres, sem licença prévia do Ministério do Trabalho.

Em negociações sobre redução de salários ou de jornada, deverá haver cláusula prevendo a proteção dos empregados contra demissão durante o prazo de vigência do acordo. Esses acordos não precisarão prever contrapartidas para um item negociado.

O texto determina que mudanças na duração do trabalho e nos intervalos de alimentação não serão consideradas como normas de saúde, higiene e de segurança do trabalho, proibidas de serem negociadas por acordo.

Além dessas normas, não poderão ser reduzidas ou suprimidas várias outras, como as garantidas pela Constituição e aquelas da CLT relativas a direitos de mulheres no ambiente de trabalho.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Governo do RN paga complemento para servidores que recebem mais de r$ 4 mil

O Governo do RN conclui a folha no próximo sábado (29), quando deposita o complemento salarial dos 22.131 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. A montante é equivalente a R$ 67.115.164,89.

Esta faixa salarial já havia recebido uma parcela de R$ 4 mil no dia 21 de abril, uma soma de R$ 88,5 milhões. É importante destacar ainda que, desde o dia 13, mais de 80% dos servidores tiveram seus vencimentos depositados integralmente.


27/04/2017
Por Edilson Silva em Política, Religião

A posição da CNBB sobre a greve geral convocada para o dia 28

Brasília (RV) – “Consideramos fundamental que se escute a população”, afirma o Secretário Geral da CNBB,  Dom Leonardo Steiner, ao comentar a convocação de uma greve geral para o dia 28 de abril, contra as reformas da Previdência e trabalhista apresentadas pelo Poder Executivo e em tramitação no Congresso Nacional.

Às vésperas da 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que tem início neste dia 26 em Aparecida (SP), o Bispo auxiliar de Brasília (DF) concedeu uma entrevista tratando da posição da entidade sobre as manifestações. Dom Leonardo considera “fundamental que se escute a população em suas manifestações coletivas”.

Qual é a posição da CNBB sobre a anunciada greve geral do dia 28 de abril?

A partir de 26 de abril, os bispos estarão reunidos em assembleia geral, em Aparecida (SP). A assembleia é a instância suprema da Conferência e dela pode sair novo posicionamento. Posso agora, reafirmar o que o Conselho Permanente da CNBB já declarou em Nota: “Convocamos os cristãos e pessoas de boa vontade, particularmente nossas comunidades, a se mobilizarem ao redor da atual Reforma da Previdência, a fim de buscar o melhor para o nosso povo, principalmente os mais fragilizados”.

Nesse sentido, consideramos fundamental que se escute a população em suas manifestações coletivas. Claro que nosso olhar se dá na perspectiva da evangelização e nossa posição brota das exigências do Evangelho. E isso significa reafirmar a busca do diálogo, da paz e do entendimento. Na afirmação dos bispos está a orientação de que esses momentos sejam marcados pelo respeito à vida, ao patrimônio público e privado, fortalecendo a democracia.

Qual o impacto de uma greve geral neste momento? 

Certamente o conteúdo das manifestações se dará no sentido de defesa dos direitos dos trabalhadores do campo e da cidade, de modo muito particular dos mais pobres. O movimento sinaliza que a sociedade quer o diálogo, quer participar, quer dar sua contribuição. Reformas de tamanha importância não podem ser conduzidas sem esse amplo debate.

O Congresso Nacional e o Poder Executivo, infelizmente, têm se mostrado pouco sensível ao que a sociedade tem manifestado em relação às reformas. Os brasileiros e brasileiras desejam o bem do Brasil e para construir uma nação justa e fraterna querem participar das discussões e encaminhamentos.

É oportuno apresentar propostas de reformas na atual conjuntura?

O Brasil vive um momento particular de sua história, uma crise ética. Há situações de enorme complexidade nos quais estão envolvidos personagens do cenário político, sem falar da crise econômica que atinge a todos. Como encaminhar mudanças sem o respaldo da sociedade? Propostas de reformas que tocam na Constituição Federal, no sistema previdenciário, na CLT merecem estudo, pesquisa e aprofundamento. Sem diálogo não é possível criar um clima favorável que vise o bem do povo brasileiro.

(CNBB)


27/04/2017
Por Edilson Silva em Notas

Centrais do Cidadão não funcionarão nesta sexta

Considerando a greve geral amplamente divulgada pela imprensa, marcada para esta sexta-feira (28), aliada à paralisação dos serviços de transporte público e a expectativa de ocorrência de manifestações sociais de grandes proporções, o que pode trazer entraves no atendimento à população e no deslocamento dos servidores, a Secretaria de Estado do Trabalho da Habitação e Assistência Social (Sethas-RN) determinou que não haverá expediente nas unidades das Centrais do Cidadão na referida data. O atendimento será retomado normalmente no próximo dia 2 de maio, exceto na Central do Via Direta, em Natal, que já funcionará no sábado (29).


26/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Justiça determina volta de ex-primeira dama à prisão em regime fechado

Por dois votos a um, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou hoje (26) a volta à prisão da ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral.

O tribunal julgou recurso do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) que pedia o retorno de Adriana ao regime de prisão preventiva. Ela está em prisão domiciliar, concedida pela 7ª Vara Federal Criminal, porque tem filho menor de 12 anos e a lei brasileira garante o direito de prisão domiciliar a mães de filhos na primeira infância.

O parecer do MPF reforça recurso da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro e destaca que as causas que originaram a prisão de Adriana ganharam ainda mais robustez com o prosseguimento das investigações, não havendo razões para conversão da prisão preventiva em domiciliar.

Investigada na Operação Calicute, Adriana Ancelmo foi presa em dezembro passado, acusada de corrupção e lavagem de dinheiro em organização criminosa liderada pelo marido, que está preso em regime fechado desde novembro do ano passado.

O desembargador federal Abel Gomes votou pela volta da ré ao presídio e disse que os o fatos que levaram à prisão da ex-primeira dama continuam inalterados e que o direito que mães de filhos pequenos têm à prisão domiciliar não pode servir de blindagem para graves crimes.

“A concessão [da prisão domiciliar a mães de menores] não é automática. A prisão sempre trará sofrimentos familiares, traumas”, disse Gomes.

Ao votar pela revogação da prisão domiciliar, o desembargador Paulo Espírito Santo disse que a Justiça não pode fugir aos fatos. “Ela [Adriana] pode até estar arrependida, mas foi muita coisa o que ela e o marido fizeram contra o Rio de Janeiro”, disse o magistrado, que considera a prisão domiciliar da ex-primeira-dama “um privilégio”.

Já o desembargador Ivan Athié votou pela manutenção da prisão domiciliar. “Ela está presa. Continua em prisão preventiva. Em nenhum momento foi identificado que a ré tentou obstaculizar as investigações ou ameaçar testemunhas”, justificou.

Athié argumentou que os filhos de Adriana precisam da mãe e não podem ser punidos com a volta dela à prisão. Além disso, segundo ele, a prisão domiciliar gera maior economia para o Estado.

Benefício

No dia 24 de março, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu habeas corpus permitindo que Adriana ficasse em prisão domiciliar. Ela havia recebido o benefício no dia 17 de março, em decisão do juiz federal Marcelo Bretas, mas a medida havia sido cassada, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Desdobramento da Operação Lava Jato, a Operação Calicute desvendou um esquema de corrupção e fraudes envolvendo funcionários públicos de alto escalão, grandes empreiteiras, pessoas físicas e jurídicas especializadas na lavagem de dinheiro, além de políticos no Rio de Janeiro.

Cabral está preso desde de 17 de novembro, acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa.


26/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção: Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da “Reforma Trabalhista” é acusado de fraude e trapaças

O relator da “reforma” que destrói os direitos trabalhista, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), é investigado pelo STF por relação com empresa terceirizada fraudulenta, acusado de participar de prestadora de serviços que coagia empregados demitidos a renunciar às verbas rescisórias e a devolver a multa do FGTS. Através das fraudes, segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), a companhia se apropriou ilegalmente de R$ 338 mil devidos a mais de 150 trabalhadores.

É essa gente “de bem” que está revogando os direitos do povo brasileiro. Jamais esqueceremos e lutaremos para reverter este retrocesso.


26/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Aprovação do governo Temer despenca e chega a 4%

A nova edição da pesquisa Barômetro Político, realizada pela consultoria Ipsos, mostra que 75% dos entrevistados classificaram como ruim ou péssimo o governo Temer e apenas 4% disseram ser um governo ótimo ou bom. É o pior índice desde que Michel Temer assumiu a Presidência, em maio de 2015. No último mês, de março, 62% achavam que o governo era ruim ou péssimo – e 6% achavam que era ótimo ou bom.

A aprovação pessoal a Temer também caiu para 10% dos entrevistados que aprovam a atuação de Temer, contra 17% no mês anterior, por outro lado, 87% responderam que desaprovam Temer, enquanto em março eram 78%.

Aumentou, também, a proporção de pessoas que acreditam que o Brasil esteja no rumo errado: 92% dos entrevistados e em março eram 90%.

A enquete, feita durante a primeira quinzena de abril nas cinco regiões do país e entrevistou 1.200 pessoas. Este foi justamente o período de debate mais intenso sobre as propostas de reforma trabalhista e da Previdência pretendidas pelo governo Temer.

Para Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs e responsável pela pesquisa, a brusca queda de popularidade de Temer – a maior entre os políticos -, se deve principalmente à pauta das reformas, que causa insegurança na população. “Há um temor enorme de perda de direitos e existe percepção grande de que reformas beneficiam os mais ricos e o governo”, avalia.

“O brasileiro já se sentia desamparado por conta da instabilidade econômica e da crise moral do Brasil. Agora, pelas reformas, se sente inseguro em relação ao futuro. Isso em um contexto em que Temer já tinha uma imagem desfavorável de político tradicional, ” afirmou Cersosimo.


Página 1 de 46812345...102030...Última »


Facebook


Twitter