RN

Projeto troca plástico por cadeiras de rodas em Natal

 

Uma ação social do Colégio CEI (Romualdo Galvão e Roberto Freire) vai beneficiar pelo menos dez pessoas com a doação de cadeiras de rodas. Ao longo dos últimos seis meses, cerca de dois mil alunos foram mobilizados para o projeto “Eu CEI ser Consciente: Um abraço à campanha Tampinha da Inclusão”, além de pais, funcionários e professores, que arrecadaram 105 mil tampinhas de plásticos. A ideia é vender todo o material para que o valor seja revertido na compra de cadeiras de rodas. Os beneficiados serão escolhidos por meio de parcerias com instituições filantrópicas de Natal.

 

A diretora pedagógica do Colégio CEI, Cristine Rosado, diz que o objetivo é também mostrar aos estudantes que projetos como esse podem transformar a vida de outras pessoas. “Não negando a importância dos projetos assistenciais, quem tem fome precisa comer obviamente, mas a gente procura também projetos que transformem vidas. Aqui a gente tem um projeto de cisterna que dá água a quem não tem e agora iniciamos esse projeto que vai dar cadeiras de rodas para as pessoas que precisam”, comenta a diretora.

 

Rosado acrescenta que o engajamento dos alunos foi essencial para o sucesso da campanha. “Os alunos passavam nos condomínios, apertavam a campainha e pediam as tampinhas, pediam nas mesas dos restaurantes. Além disso, os profissionais também traziam nas bolsas as tampinhas, pediam também aos familiares que guardassem as tampinhas e assim foi acontecendo. A gente está bem feliz com o resultado, estamos realizados. E não para por aqui, queremos continuar com esse projeto”, destaca.

 

Durante os meses da campanha, foram arrecadadas tampas de sorvetes, margarinas, portes, garrafas e de demais materiais plásticos. Como forma de incentivar os alunos e aumentar as arrecadações para a campanha, a escola fez um trabalho de conscientização para destacar a importância de ações como essa e distribuiu coletores em todas as salas. Ainda como forma de engajar os alunos foi criado um ranking para avaliar as turmas que mais arrecadavam por semana, como detalha o professor Tairone Almeida.

 

“Foi interessante porque estamos falando de atitudes muito simples, como coletar uma tampinha, um pedaço de plástico pequeno, e quando a gente faz uma coisa simples como essa e que traz uma mudança lá na frente, a gente pode ver que a capacidade de mobilizar as pessoas para uma atitude solidária não precisa de coisas complexas. Foi uma ação que envolveu demais os alunos, eu postava um ranking semanal e eles gostavam, isso também incentivou”, destaca.

 

Tairone afirma que a ação, que teve a intermediação do vereador Tércio Tinoco, ajudou não só as pessoas que receberão as cadeiras, mas também contribuiu na preservação do meio ambiente. “Falar de reutilização, reúso, reciclagem, é falar de ciências. E os nossos alunos têm uma formação voltada para essa consciência socioambiental crítica, então falar desse assunto em sala de aula é algo comum. Falar desse assunto e trazer a prática com ações simples como essa, mas com um grande impacto, faz muita diferença”, diz.

 

Uma das alunas que se envolveu no projeto foi Liz Tinôco, de 13 anos. A estudante do 7º ano do CEI Romualdo foi uma das líderes de coleta. “Foi uma experiência muito legal porque é um simples ato que pode ajudar muitas pessoas. Nas salas a gente sempre promovia a ação para fazer com que mais alunos também participasse, quando eu ia nos restaurantes também ficava juntando as tampinhas. Foi muito legal”, conta.

 

A diretora pedagógica Cristine Rosado diz que agora a ideia é seguir promovendo ações como a Tampinha da Inclusão nos próximos anos. “Nesse ano a gente vai poder proporcionar a compra de 10 cadeiras e quem sabe no ano que vem a gente não dobra essa meta”, diz. Ainda segundo a gestora, o objetivo é seguir promovendo pautas de inclusão, sustentabilidade e inclusão entre os estudantes. “Inclusão é uma temática central. Para a pessoa ser incluída ela precisa dos artefatos e essa campanha contribui para isso”, complementa.

 

 

Tribuna do Norte

 

 

Compartilhe aqui:

IGARN promove capacitação para a melhoria dos processos de regularização

 

O Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), em parceria com o Sebrae, realizou na tarde desta segunda-feira (07) o Workshop “Regularização de Uso dos Recursos Hídricos e Licenças de Obras Hidráulicas”, no auditório do Sebrae, em Lagoa Nova.

 

O Workshop teve como objetivo capacitar empresas filiadas e técnicos do Sebrae e Emater para a realização dos procedimentos necessários à regularização de obras e do uso da água e assim aumentar a eficiência nas solicitações e análises dos processos de outorga e licença.

 

O diretor-presidente do Igarn, Auricélio Costa, iniciou o evento falando sobre a importância da parceria para a otimização dos processos de regularização.

 

“Essa parceria que nós estamos iniciando aqui, como treinamento, pode se desdobrar no dia a dia em blocos de processos, que poderão tramitar de forma mais célere, ajudando a fomentar ainda mais o setor produtivo do nosso estado”, disse Auricélio Costa.

 

“Essa integração com o Igarn é estratégica para o desenvolvimento dos pequenos negócios, Possibilita que possamos dar mais celeridade aos processos, através de uma equipe treinada e preparada para trazer tudo o que for necessário da melhor maneira possível”, disse o diretor-técnico do Sebrae, João Hélio.

 

O subcoordenador de Outorgas e Licenciamento do Igarn, Nelson Césio, explicou sobre a importância da regularização dos usuários de água junto ao instituto.

 

“A regularização de uso dos recursos hídricos é importante para a realização de um diagnóstico de oferta e demandas de água no RN, tanto de fontes superficiais, quanto subterrâneas, de forma que o balanço hídrico seja sempre positivo, para que a atual e as futuras gerações tenham água para o uso em quantidade e qualidade suficientes”.

 

A técnica do Igarn, Radimilla Avelino, falou sobre os conteúdos ministrados e algumas partes do processo de regularização que geram mais dúvidas e erros.

 

“Estamos trabalhando aqui o que são usos insignificantes, quais são os tipos de obras que precisam de licença e as que estão dispensadas (que também precisam de um documento emitido pelo Igarn). Também estamos explicando como preencher requerimentos e planilha de irrigação, entre outros procedimentos que causam erros constantes e o atraso de processos, tanto de licenças, quanto para outorgas de uso da água”, explicou.

 

A analista técnica do Sebrae em Mossoró, Marcione Fernandes, participou do workshop e vai levar os conteúdos vistos para a sua equipe na cidade.

 

“Recebemos demandas constantes de produtores rurais em busca de outorgas de uso da água. Vim aqui conhecer melhor sobre a temática da regularização por outorga, para que possamos orientar melhor o produtor”, disse.

 

Vitória Avelino, estagiária da Qualital Consultoria e Engenharia Ambiental, também esteve presente buscando adquirir mais conhecimento sobre os processos de regularização.

 

“Acho interessante o tema, pois contribui para o meu conhecimento, que estou começando agora no mercado. Eu já tinha ouvido muito falar sobre outorga, mas não sabia muito o que era, então vim para conhecer mais e saber dos procedimentos”.

 

 

 

Compartilhe aqui:

RN tem 5 cidades em rodízio e uma em colapso de água

 

Há nove anos, a cidade de Ipueira, localizada a 321 km de Natal, vivia um de seus momentos mais graves das últimas décadas com relação à seca. A cidade chegou a ter um “cartão de água”, parecido a um cartão de vacina, que dava direito aos munícipes de receber 40l de água potável por dia. “Vale água e sobrevivência”, escrevia manchete da Tribuna do Norte de setembro de 2013. Na época, nove cidades estavam em colapso de abastecimento. Com a melhora nas chuvas nos últimos anos, principalmente em 2022, apenas uma cidade está em colapso e outras cinco em rodízio no Estado. Com pelo menos três grandes projetos de segurança hídrica em andamento, a perspectiva é melhorar esse cenário ainda mais nos próximos anos.

 

Segundo informações da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), apenas o município de Serra do Mel, no Oeste do Estado, está em colapso de abastecimento. Esse é o grau mais elevado por parte da companhia para caracterizar uma cidade em situação de dificuldade de acesso a água. Outras cinco cidades estão em rodízio de abastecimento. O Ministério do Desenvolvimento Regional reconheceu ontem  situação de emergência em Bento Fernandes e Riacho de Santana, por conta da estiagem.

 

“Estar em colapso é quando a cidade tem sua fonte de abastecimento esgotada. Isso pode ser um poço, um manancial superficial, ou uma soma disso. Dependendo da fonte que leva a água, a gente considera que a cidade está em colapso. Em Serra do Mel, por exemplo, havia poços que apresentaram contaminação, fechamos, e não existe outra fonte de abastecimento”, aponta o diretor de operações e manutenções da Caern, Thiago Índio Brasil.

 

Ainda de acordo com o gestor, uma cidade é colocada em rodízio, na maioria dos casos, para preservação de mananciais. “Quando temos uma situação de sustentabilidade do manancial, quando se sabe que o próximo inverno vai demorar a chegar e a quantidade de água que tem nele não vai ser suficiente com o funcionamento normal da cidade para chegar até a próxima quadra invernosa. O que a gente faz: diminuímos a captação para manter o sistema funcionando até chegar a próxima recarga hídrica daquele manancial”, comenta Thiago Índio. O gestor explica ainda que uma cidade pode ser colocada em rodízio em razão de manutenções da companhia.

 

Em Jardim do Seridó,  localizada a 242 km de Natal, por exemplo, o rodízio acontece aos finais de semana. O abastecimento de água já preocupa moradores e gestores municipais. Segundo Iago Oliveira, secretário de Agricultura e Meio Ambiente, a cidade recebe águas do açude Gargalheiras (Acari) e do Boqueirão (Parelhas) e a perspectiva é de que só haja água para até o mês de fevereiro.

 

“Temos uma situação relativamente preocupante devido a esse racionamento de água e o nível de evaporação. Nesse ano tivemos um período chuvoso bem extenso, que deu para que a população da zona rural conseguisse fazer um bom armazenamento de água. Procuramos buscar alternativas para eles, como prestar serviço de máquina para aumentar e fazer níveis de reservatórios, os barreiros, para terem água em grande quantidade. Essa água pode ser usada para o gado e plantações, não é potável”, explica.

A cidade possui dois caminhões pipa, cada um com 12 mil litros de capacidade, para auxiliar a área rural. A demanda é de 10 a 15 abastecimentos por dia para famílias em situação de vulnerabilidade. A perspectiva é também furar 10 poços nos próximos meses para amenizar uma eventual seca.

 

Em Ipueira, que há nove anos vivia uma de suas secas mais graves da história pelas páginas da TN, a situação melhorou e o “cartão da água” já não existe mais. Segundo o atual secretário de Recursos Hídricos de Ipueira, Mateus Ferreira, há quatro poços na cidade. O açude que abastece a cidade, o Martelo, recebeu boas águas esse ano e não preocupa os moradores.

 

“Temos um reservatório aqui que as chuvas desse ano nos possibilitam pelo menos dois anos de tranqulidade. O açude encheu pelo menos 70%”, comenta.

 

Projetos

 

Pelo menos três grandes projetos estão em andamento para  mitigar a segurança hídrica no Rio Grande do Norte para evitar que cenas como a de pessoas indo buscar água em baldes e sofrendo para realizar atividades básicas do dia-a-dia, como tomar banho, cozinhar e lavar roupas não se repitam.

 

Um desses é o Projeto de Integração do Rio São Francisco (PSIF), que beneficiará quatro estados do Nordeste, incluindo o RN. As primeiras águas chegaram em abril deste ano, pelo primeiro eixo, com perspectivas de ampliação dos testes e a utilização da água propriamente dita pelos potiguares. A obra é do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional. As obras no Ramal do Apodi, segunda porta de entrada no RN, também já começaram.

 

Há ainda o Projeto Seridó, desenvolvido pelo Ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), que começou a sair do papel. Serão investidos de R$ 600 milhões na construção de uma infraestrutura hídrica que, quando concluída, vai levar água a cerca de 300 mil pessoas em 22 municípios do Rio Grande do Norte. O Projeto Seridó terá implantação de sistemas adutores para captação de água em reservatórios já existentes no sul da região, atendendo a pequenas demandas, e para retirada e transferências de água armazenada nas barragens de Oiticica e Armando Ribeiro Gonçalves, no caso de demandas mais significativas previstas até o ano de 2070.

 

Na cidade de Jucurutu, a 250 quilômetros da capital Natal, foram iniciados os assentamentos dos tubos, a partir de escavações já realizadas. As obras estão sendo executadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa pública vinculada ao MDR.

 

Outro desses projetos é a Barragem de Oiticica, que teve sua entrega adiada para 2023, conforme noticiou a Tribuna do Norte na última sexta-feira (28).  O projeto encareceu em R$ 93,7 milhões e ainda aguarda a conclusão.

 

Inverno foi 21,4% da média, diz Emparn

 

O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou ocorrência de chuvas com índice 21,4% acima da média esperada. Choveram no RN de janeiro a maio de 2022, 756,7 milímetros (mm) enquanto que o esperado para o período era 611,6mm.

 

Segundo a Emparn, na região Central Potiguar a chuva ultrapassou 25,2% do volume esperado. Choveu 554,8mm enquanto que o esperado era 443,0mm. Em termos numéricos, o Oeste Potiguar foi a que mais acumulou chuva com 766,5 mm, representando 21,6% acima da média esperada para o período.

 

O sistema registrou também que em mais de 100 municípios do RN já choveu o volume esperado para o ano inteiro. Muitos municípios apresentam condições normais de chuva ou chuvosa ou muito chuvosa. Ipanguaçu, Vila Flor, Campo Grande e Arês são exemplos de municípios com volumes que ultrapassaram 1000mm  durante o ano.

 

O inverno foi positivo por dois aspectos: o oceano Pacífico manteve a condição do fenômeno La Nina presente em praticamente todos os meses e continua presente e com previsão de que essa condição de águas mais frias permaneça pelo menos até meados de 2023. Outro aspecto foi a questão das águas do Atlântico Sul estarem mais aquecidas do que o Atlântico Norte. Isso favorece a presença da Zona de Convergência Intertropical e manteve a regularidade das chuvas, principalmente a partir de março até junho, julho”, aponta o chefe da unidade de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

Barragens têm água para esperar inverno no Estado

 

As principais barragens e mananciais do Rio Grande do Norte acumulam água pelo menos até o próximo inverno de 2023, segundo avaliação do diretor-presidente do Instituto da Gestão das Águas do RN (Igarn), Auricélio Costa. Segundo ele, atualmente as barragens acumulam 52% de sua capacidade, considerando o volume total. Esse percentual é referente a 47 reservatórios com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos.

 

“Tivemos um inverno que foi levemente acima da média e permitiu um acúmulo de água de 50 a 55% do volume médio dos reservatórios. Se considerarmos que estamos no final do ano, ter sese volume de agua é algo bom, confortável, que permite que o RN chegue ao próximo inverno com água suficiente para o abastecimento humano e produção agropecuária”, avalia Costa.

 

No último Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais divulgado pelo Igarn, na segunda-feira (31), a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.356.554.714 m³, percentualmente, 57,16% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No dia 19 de outubro de 2021, o reservatório estava com 1.202.836.364 m³, correspondentes a 50,69% da sua capacidade total.

 

“Alguns reservatórios começam a decair, secar naturalmente, com a infiltração da água no solo, a evaporação, e o gasto da água em si. Seja pela Caern por meio das adutoras ou pelo uso na irrigação. Até o próximo inverno teremos um período de decaimento, normal. Acredito que chegaremos ao próximo inverno de 30 a 35% de água total nos reservatórios”, cita

 

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, acumula 240.818.870 m³, equivalentes a 40,16% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 228.300.230 m², percentualmente, 38,07% da sua capacidade total.

 

A barragem Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari, acumula 2.608.424,00 m³, o que representa apenas 5,87% do volume total, que é de 44.421.480,00m³.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

VÍDEO: PRF usa bombas de gás e spray de pimenta e encerra protesto que bloqueava BR-101 na entrada de Natal

 

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) dispersaram, por volta das 11h40 desta terça-feira (1º), manifestantes bolsonaristas que bloqueavam a BR-101 em Parnamirim, na Grande Natal. O trânsito na via foi liberado após mais de 12 horas de interdição. Pelo menos uma pessoa foi presa durante a ação por se recusar a deixar a via.

 

Para desobstruir a via, a PRF mobilizou uma tropa de choque. Com spray de pimenta e uso da força, os policiais dispersaram manifestantes e já haviam liberado o sentido contrário mais cedo.

 

Compartilhe aqui:

Escândalo do “Orçamento Secreto” no RN: Municípios multiplicam procedimentos para justificar verbas federais

 

O Ministério Público Federal (MPF) informou nesta terça-feira 25 que determinou o envio aos órgãos responsáveis de um relatório que confronta as verbas federais recebidas pelos municípios do Rio Grande do Norte – oriundas de emendas parlamentares, inclusive do recente “orçamento secreto” – com o número de procedimentos alegadamente efetuados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nessas cidades, no período de janeiro de 2015 a julho de 2022.

 

O relatório foi produzido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais/UFRN), teve como fontes órgãos e plataformas oficiais e tentou responder a duas questões básicas: primeiro se há algum procedimento de saúde, dentre os ofertados pelo SUS, cuja quantidade executada seja incompatível com a população do município e, segundo, se os municípios onde foram registradas essas ocorrências apresentam também alguma correlação histórica com os repasses de emendas parlamentares recebidas.

 

Em relação à primeira questão, o documento destaca casos como os do município de Olho D’água do Borges, onde registrou-se a aferição de pressão arterial equivalente a 228 vezes em cada habitante no ano de 2020. Em Fernando Pedroza realizou-se um número de “dispensações de medicamentos” (entrega do remédio ao paciente) 226 vezes superior ao da população, no ano de 2017. Já em Antônio Martins houve proporcionalmente 120 testes de glicemia para cada habitante, ao longo apenas dos sete primeiros meses de 2022 (o relatório traz dados até julho deste ano), “o que equivale a realizar o teste a cada 42 horas em toda a população”.

 

Nesses mesmos sete meses, em Carnaúba dos Dantas, foram registrados o equivalente a 108 “atendimentos de urgência em atenção primária com remoção” por morador. Já em 2017, Riacho de Santana realizou 117 exames de urina por habitante.

 

O relatório foi produzido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais/UFRN), teve como fontes órgãos e plataformas oficiais e tentou responder a duas questões básicas: primeiro se há algum procedimento de saúde, dentre os ofertados pelo SUS, cuja quantidade executada seja incompatível com a população do município e, segundo, se os municípios onde foram registradas essas ocorrências apresentam também alguma correlação histórica com os repasses de emendas parlamentares recebidas.

 

Segundo o procurador da República Fernando Rocha, que acompanha o trabalho do grupo de cooperação, o levantamento alerta para a necessidade de mais investigações, tanto do MPF quanto por parte de outros órgãos de controle, até se concluir sobre a possibilidade, ou não, da prática de crimes contra os cofres públicos. “Não podemos ainda apontar responsáveis, nem especificar as irregularidades, mas claramente os números demonstram existir algo muito, muito errado”, enfatiza.

 

Fernando Rocha observa que, levando em conta os dados coletados, “é possível identificar que a partir de 2020 – que coincide com a execução das denominadas emendas de relator RP9 (o chamado “orçamento secreto”) – nos diversos municípios pesquisados houve um brusco e acentuado aumento dos procedimentos de saúde, muitos dos quais incompatíveis com as médias populacionais”.

 

Agora RN

 

Compartilhe aqui:

Com regras definidas, emissão de passagens gratuitas para eleitores começa nesta terça-feira; saiba o que fazer

 

O Governo do Estado definiu as regras para que os eleitores do Rio Grande do Norte tenham acesso gratuito aos locais de votação no próximo domingo (30), quando ocorre o segundo turno das eleições deste ano. O funcionamento será distinto para quem utiliza o transporte urbano entre os municípios da Região Metropolitana de Natal e para o intermunicipal rodoviário com destino às demais cidades do interior. Nesse último caso, as passagens devem obrigatoriamente serem adquiridas previamente até às 22h do dia 28, mediante título de eleitor. A estimativa é que o governo invista em torno de R$ 400 mil para assegurar que os potiguares tenham gratuidade no deslocamento até o domicílio eleitoral.

 

A operacionalização do passe livre foi anunciada no fim da tarde desta segunda-feira (24), durante uma coletiva de imprensa, que reuniu na Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN), a diretora geral do DER, Natécia Nunes, o secretário da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, a assessora jurídica do Gabinete Civil, Luciana Daltro, e empresários do setor de transporte, representados pela Fetronor, Sintra, Astomp e Aspetrans. Todos os detalhes apresentados aos jornalistas constarão em Portaria que será publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE).

 

Segundo Carlos Eduardo Xavier, os eleitores de Natal e região poderão utilizar livremente, durante o domingo (30), os ônibus e vans do transporte alternativo metropolitano sem necessidade de apresentação de qualquer documento. “Será utilizado o sistema já existente com aumento de 30% da frota que normalmente fica em operação. O governo quer garantir o acesso de todos os cidadãos aos locais de votação”, diz o secretário.

 

O mesmo vai ocorrer com o transporte intermunicipal que interliga as principais cidades do interior do Rio Grande do Norte e capital. Não serão criados trajetos ou linhas extras. O serviço será o mesmo com trechos já ofertado regularmente pelas empresas, no entanto, a frota poderá ter um acréscimo de 100% conforme o aumento da demanda. De acordo com informações das empresas, foram emitidos cerca de 15 mil bilhetes no primeiro turno das eleições e a estimativa é que esse número pode chegar até 30 mil com a gratuidade.

 

Para retirar as passagens gratuitas de ida e volta, o usuário deverá comparecer presencialmente nos guichês das empresas, rodoviárias e associações de transporte alternativo. Os interessados precisam levar documentos e o título, já que os bilhetes vão constar do nome, CPF, título, zona e seção. A emissão também deve ser feita a partir desta terça-feira (25), a partir das 7h até às 22h, encerrando às 22h da sexta-feira (28). No caso da volta, a data limite será às 17h do dia 31. Não será possível o usuário chegar no dia da votação e solicitar a gratuidade. O benefício terá de ser requisitado previamente.

 

O controle do número de beneficiados com a medida será feito a partir da quantidade de passagens emitidas e, no caso do transporte metropolitano, aferição dos equipamentos de leitura dos cartões de passagens. Os  recursos para o custeio dessa finalidade virão do Tesouro Estadual, através da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas).

 

Compartilhe aqui:

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 58,25% da sua capacidade total

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado quarta-feira (19), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.382.289.222 m³, percentualmente, 58,25% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No dia 19 de outubro de 2021, o reservatório estava com 1.202.836.364 m³, correspondentes a 50,69% da sua capacidade total.

 

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do RN, acumula 243.600.790 m³, equivalentes a 40,62% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 228.300.230 m², percentualmente, 38,07% da sua capacidade total.

 

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 185.300.374 m³, correspondentes a 63,28% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de outubro de 2021, o reservatório estava com 184.031.016 m³, equivalentes a 62,85% da sua capacidade total.

 

A barragem de Pau dos Ferros está em uma situação muito melhor que a do ano passado e acumula 41.554.519 m³, percentualmente, 75,77% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 22.951.910 m³, equivalentes a 41,85% da sua capacidade total.

 

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.221.275 m³, percentualmente, 20,44% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No mesmo período de 2021, o reservatório estava com 1.737.081 m³, equivalentes a 15,99% da sua capacidade total.

 

O açude Dourado, localizado em Currais Novos, acumula 906.726 m³, correspondentes a 8,78% da sua capacidade total, que é de 10.321.600 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 1.882.410 m³, equivalentes a 18,24% da sua capacidade total.

 

Para saber sobre os volumes de outras barragens do RN acesse: http://sistemas.searh.rn.gov.br/monitoramentovolumetrico.

 

*Situação das Lagoas*

 

A lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da zona norte da capital, está com 7.283.472 m³, correspondentes a 66,1% do seu volume máximo, que é de 11.019.525 m³.

 

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 43.677.000 m³, percentualmente, 51,83% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

 

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.876.395 m³, equivalentes a 89,18% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

 

Compartilhe aqui:

Passagens gratuitas para eleitores serão emitidas a partir de terça-feira; saiba o que fazer

 

A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor) anunciou que a emissão das passagens para os eleitores que vão votar no interior do Rio Grande do Norte será iniciada na próxima terça-feira (25). O segundo turno das eleições está marcado para o domingo, dia 30 de outubro.

 

“Devido a não publicação do decreto regulamentando a entrega das passagens gratuitas para o 2° turno das eleições para o interior por parte do Governo do Estado, a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste – FETRONOR informa que a distribuição prevista para ter início a partir da segunda-feira (24), será iniciada na terça-feira, dia 25 de outubro”, destacou em nota.

 

Para os usuários do transporte rodoviário, na ligação para as cidades do interior, a gratuidade vai valer para viagens de 7h da manhã do sábado (29) até 7h da manhã de segunda-feira (31).

 

“O cliente deve se dirigir à TRANSPASSE, na Rodoviária de Natal, para a retirada da passagem, onde deve apresentar o título de eleitor, comprovando que vai viajar para o município onde vota – haverá a conferência do local no momento da emissão da passagem. A gratuidade valerá para as empresas Expresso Cabral, Alves, Jardinense, Riograndense e Nordeste”, explicou a Fetronor.

 

Ainda segundo a federação das empresas, o atendimento na Transpasse será realizado das 5h às 20h ao longo da semana. Entre as regras para obter o tíquete, o passageiro precisa comprovar o local de votação (confira todas as regras aqui).

 

Para o sistema metropolitano, que circula entre Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Macaíba e Extremoz, a gratuidade valerá ao longo do domingo (30). “Os clientes poderão embarcar sem qualquer restrição em todas as linhas operadas pelas empresas Trampolim da Vitória, Litorânea, Cidade das Dunas, Via Sul, Santa Maria e Guanabara”, esclareceu.

 

O Governo do Rio Grande do Norte decretou a gratuidade nos transportes intermunicipal e metropolitano, que são gerenciados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN), após parecer favorável do ministro Luís Roberto Barroso, do STF. A decisão autorizou prefeitos, governadores e empresas a oferecerem transporte gratuito no dia do segundo turno das eleições.

 

Em Natal, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) ainda não definiu se terá transporte gratuito no próximo dia 30. De acordo com a pasta, análises financeira e jurídica serão feitas para definir se vai haver a liberação.

 

Portal da Tropical

 

Compartilhe aqui:

Websérie exibe o interior potiguar em detalhes

 

Exibir o interior potiguar para além de suas belezas naturais. É o objetivo da websérie “Acorde Poesia”, um projeto de turismo cultural idealizado pelos produtores Alexandre Santos e Zellito Coringa, que estréia nesta sexta-feira (21), às 20h, no canal da ZCRIAR no Youtube. A série trará sete programas com duração aproximada de seis minutos cada, tendo como tema o turismo local e o trabalho autoral de poetas e poetisas potiguares que estão em busca de espaço para a divulgação de suas obras.

 

A série vai circular pelos municípios de Carnaubais, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Galinhos, Guamaré, e Jandaíra. Cada episódio vai contar a história de fundação da respectiva cidade. A ideia dos programas é valorizar a cultura e os atrativos turísticos  locais, pois retrata através de imagens e textos, os  municípios onde os artistas residem. Como recorte geográfico dessa primeira temporada, os espectadores internautas poderão conhecer esse que já reconhecido como novo pólo turístico do estado.

 

Para o músico Zelitto Coringa, que assina a produção executiva da série, o projeto também contribui nos segmentos cultural e artístico com a divulgação do trabalho de escritores, poetas, músicos e artistas que estão tendo a oportunidade de ter os seus produtos veiculados para um público que poderá consumir (comprar/contratar) seus trabalhos.

 

A equipe da websérie é composta por pelo documentarista Alexandre Santos, a fotógrafa Meysa Medeiros, e a jornalista e apresentadora Érica Lima. A fotógrafa destacou os desafios logísticos e de produção. ”Visitar os municípios e cumprir o cronograma de gravação foi bastante corrido, mas bastante produtivo, no final valeu muito a pena pois a série ficou linda de se ver”, disse.

 

A produção espera que a série funcione para atrair turistas regionais do RN e estados vizinhos para conhecer os locais retratados no programa. “Acorde Poesia” é um projeto patrocinado pelo Sebrae, através do Edital de Economia Criativa 2022, e contou com as parcerias das prefeituras e iniciativas privadas presentes em alguns municípios.

 

Serviço: Lançamento da websérie “Acorde Poesia”. Sexta, às 20h, no canal da ZCRIAR, no Youtube.

 

Compartilhe aqui:

Governo do RN nomeia 360 novos policiais civis aprovados em concurso

 

O governo do Rio Grande do Norte nomeou 360 novos policiais civis aprovados no último concurso da corporação em uma edição extra do Diário Oficial do Estado, publicada na noite de sábado (16).

 

Foram nomeados 276 agentes, 45 delegados e 39 escrivães de Polícia Civil aprovados no curso de formação que começou no mês de maio. Eles terminaram a formação no início de setembro.

 

A publicação da nomeação cumpre um calendário divulgado ainda em setembro pelo governo, que previa a nomeação dos candidatos no dia 15 de outubro e a posse nos cargos no dia 15 de novembro.

 

A nomeação dos candidatos no segundo semestre de 2022, durante o período eleitoral, só foi possível por causa de um Termo de Acordo assinado pelos órgãos estaduais e pelo Ministério Público do RN e homologado judicialmente. O termo reconhece “interesse público demonstrado e inexistência de proibição legal”, segundo a Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol).

 

Em maio, diante da possibilidade de os candidatos aprovados no curso de formação só serem convocados em 2023, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) entrou com uma ação civil pública com pedido de tutela antecipada para determinar que o estado nomeasse os candidatos ainda em 2022.

 

Na ação, o MP reconheceu que a Lei das Eleições proíbe que os agentes públicos nomeiem servidores públicos nos três meses que o antecedem o pleito, até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade.

 

Ainda assim, o MP alegava urgência devido o déficit de policiais na corporação. “O MPRN frisa que a recomposição do efetivo policial civil, longe de ser uma decisão administrativa discricionária, configura medida urgente e imperativa com vistas não apenas de evitar o colapso e viabilizar uma melhor prestação do serviço público, mas também de expandir esse serviço à nova realidade normativa”, disse o órgão em nota que divulgou a ação. https://7515252e8fa8f31395a52141daa984ec.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

 

Ainda na ação, o MP afirmava que um levantamento da própria Polícia Civil apontou déficit de 75,09% de policiais civis no Rio Grande do Norte. Além disso, haveria 145 policiais civis aptos à aposentadoria voluntária, dos quais 29 estão próximos à idade limite de 75 anos.

 

O edital do concurso público da Polícia Civil foi publicado no dia 25 de novembro de 2020. As provas seriam realizadas em março de 2021, no entanto, foram suspensas por causa da pandemia da Covid-19. O processo foi retomado no final de maio do mesmo ano e as provas foram realizadas em julho de 2021.

 

g1 RN

 

Compartilhe aqui:

Duas cidades do RN entram em situação de emergência por causa da seca

 

Dois municípios do Rio Grande do Norte entraram em situação de emergência por causa da estiagem. Além destas cidades, a Defesa Civil Nacional também listou outras 9 que enfrentam o mesmo problema. A portaria foi publica nesta quinta-feira (13) no Diário Oficial da União.

 

Estão na lista Condeúba, na Bahia; Beberibe, no Ceará; Amparo, na Paraíba; Limoeiro e Tacaimbó, em Pernambuco; São Lourenço do Piauí, no Piauí; São Miguel e Severiano Melo, no Rio Grande do Norte; Poço Verde, em Sergipe; e Vargem Alta, no Espírito Santo.

 

Após declarados em situação de emergência pela Defesa Civil, o Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), destinará verbas para as cidades afetadas.

 

Compartilhe aqui:

Governo do RN transfere ponto facultativo do Dia do Servidor para 14 de novembro

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte transferiu o ponto facultativo do Dia do Servidor Público nos órgãos da Administração Pública Estadual Direta e Indireta para o dia 14 de novembro de 2022. O Decreto nº 32.056, que estabelece a transferência do ponto facultativo, foi publicado na edição desta sexta-feira (7) do Diário Oficial do Estado.

 

A publicação também destaca que caberá aos dirigentes dos órgãos e entidades a preservação e o funcionamento dos serviços essenciais afetos às respectivas áreas de competência.

 

Com a transferência da data – comemorada tradicionalmente em 28 de outubro, os servidores públicos do Governo do RN terão o ponto facultativo acompanhado do feriado nacional da Proclamação da República, que é celebrado em 15 de novembro.

 

Origem

 

O Dia do Servidor Público surgiu através do Conselho Federal do Serviço Público Civil, recordando a criação das leis que regem os direitos e deveres dos servidores públicos – Decreto Lei nº 1.713, de 28 de outubro de 1939.

 

Decreto N° 32.056 – http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20221007&id_doc=789731

 

Compartilhe aqui:

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 59,56% da sua capacidade

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através do Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

 

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado quarta-feira (05), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.413.441.522 m³, percentualmente, 59,56% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de 2021, o manancial acumulava 1.202.836.364 m³, correspondentes a 50,69% da sua capacidade.

 

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, acumula 247.078.190 m³, equivalentes a 41,2% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período de outubro do ano passado, o manancial estava com 228.300.230 m³, percentualmente, 38,07% da sua capacidade total.

 

Já a barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 189.743.125 m³, equivalentes a 64,8% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de 2021, o manancial estava com 184.031.016 m³, correspondentes a 62,85% da sua capacidade total.

 

A barragem de Pau dos Ferros permanece acumulando 42.495.849 m³, percentualmente, 77,48% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No comparativo com o mesmo período de 2021, o manancial acumulava 22.951.910 m³, equivalentes a 41,85% da sua capacidade total.

 

O açude Sabugi, localizado em São João do Sabugi, acumula 18.888.407 m³, correspondentes a 30,55% da sua capacidade total, que é de 61.828.970 m³. No mesmo período de 2021, o reservatório estava com 12.158.109 m³, percentualmente, 19,66% da sua capacidade total.

 

Para saber sobre os volumes de outras barragens do RN acesse: http://sistemas.searh.rn.gov.br/monitoramentovolumetrico.

 

Situação das Lagoas 

 

A lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da zona norte da capital, está com 7.376.774 m³, correspondentes a 66,94% do seu volume máximo, que é de 11.019.525 m³.

 

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 43.894.540 m³, percentualmente, 52,09% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

 

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.007.070 m³, equivalentes a 90,36% da sua capacidade total, que é de  11.074.800 m³.

 

Compartilhe aqui:

“Eleição não terminou, vamos trazer Lula de volta à Presidência”, diz Fátima Bezerra

 

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), foi reeleita para o cargo nas eleições deste domingo 2. Após a vitória em primeiro turno, Fátima agradeceu aos aliados e aos eleitores.

 

“Minha palavra é gratidão ao povo do Rio Grande do Norte, por ter me feito governadora de novo no primeiro turno”, começou ela. “Tive uma vida pautada na honestidade e na vontade de servir ao povo. Mais uma vez o RN mostra o protagonismo das mulheres na política. Tivemos mulheres que fizeram história como Nísia Floresta e Celina Guimarães. Quebraram paradigmas e combateram o machismo. Continuamos nos inspirando no exemplo delas”, pontuou Fátima.

 

“Os próximos 4 anos da minha vida vou me dedicar mais ainda para que o RN possa avançar, com geração de emprego, cidadania, e mais direitos”, afirmou a governadora.

 

Por fim, Fátima Bezerra falou sobre o segundo turno das eleições presidenciais, que será disputado entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL).

 

“Faço um chamamento. A eleição não terminou, está começando. Teremos pela frente 30 dias decisivos. Vou conclamar o povo do RN para nos dedicarmos para trazer Lula de volta à Presidência”, disse a governadora.

 

Compartilhe aqui:

FOTOS E VÍDEO: 96 FM inaugura estúdio multiplataforma e dá início a nova fase de produção de conteúdo

 

A 96 FM inaugurou na noite desta segunda-feira (5) o novo estúdio multiplataforma da emissora, marcando início de uma nova fase de produção de conteúdo para mídias on e offline. A estreia do espaço foi feita no Jornal das 6 especial, com a presença de Bruno Giovanni e Luciano Kleiber, além de Enio Sinedino, Gustavo Negreiros e Dinarte Assunção.

 

A estreia, no entanto, marcou a apresentação de apenas um dos espaços do novo estúdio, que tem ambientes também para a produção de podcasts, entrevistas e debates, e programas com perfis voltados para redes sociais.

 

“O estúdio é multiplataforma porque foi pensado e desenvolvido para gerar conteúdos em diferentes formatos, com o objetivo de ter ainda mais conexões com o público, esteja ele no rádio, do Youtube, no Instagram ou mesmo nos espaços de podcast”, ressaltou Enio Sinedino, diretor-geral da 96.

 

Por isso, o estúdio marca também o início de uma nova fase na produção de conteúdo, que deixa de ser voltado apenas para o dial e o Youtube, onde a 96 já é líder absoluta. “É um projeto audacioso, revolucionário, que vai nos permitir entregar ao nosso público ainda mais qualidade nos conteúdos produzidos e nas parcerias publicitárias”, ressaltou Enio.

 

Um dos idealizadores do estúdio, Bill Boy, diretor artístico da 96, ressaltou que o projeto trouxe tudo de mais moderno em tecnologia. “Traçamos um objetivo, que é ampliar a produção de programas e informativos e, com as metas definidas, buscamos exemplos de sucesso em todo o Brasil e também no exterior, desenvolvendo um estúdio que vai ser exemplo não só para o Rio Grande do Norte, mas para todo o país”, acrescentou Bill Boy.

 

Além da produção de conteúdo para internet e redes sociais, o novo estúdio da 96 também será palco para o Meio Dia RN e o Jornal 96, além do próprio Jornal das 6, permitindo mais qualidade de imagem e audio, interação e informação (com produção de reportagens e vídeos). Além disso, todos os programas da emissora terão novas identidades visuais e possibilidades de parcerias comerciais, acompanhando o novo momento da 96 na geração de conteúdo.

 

 

Compartilhe aqui:

Nova conta de luz entra em vigor no RN neste dia 1º de setembro

 

A Cosern inicia nesta quinta-feira, dia 1º de setembro, a entrega da nova fatura de energia elétrica com maior detalhamento sobre consumo, custo e impostos aos mais de 1,5 milhão de clientes em todo o Rio Grande do Norte. O documento segue as regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para todas as distribuidoras no país, que passarão a utilizar a Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica (NF3e).

 

A nova conta de luz traz mais informações sobre o consumo de cada unidade, o valor das tarifas — Tarifa de Energia (TE) e Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) — e os impostos — PIS/Cofins, que são federais, e ICMS, estadual. Esses dados antes eram apresentados em três colunas e agora são mostrados em dez, de maneira mais detalhada. Além disso, há um QR Code que pode ser utilizado para verificar a autenticação digital.

 

“A nova conta de energia elétrica traz as informações sobre o serviço de forma mais segura, fácil e transparente para a distribuidora, o Fisco e os nossos clientes. Essa mudança representa mais um avanço na digitalização dos processos para que sejam cada vez mais eficientes, além de incentivar o relacionamento com os consumidores por meio digital”, afirma Leonardo Moura, superintendente de Processos Comerciais da Neoenergia.

 

A fatura traz outras mudanças, como o uso do termo “Código do Cliente” em substituição a “Conta Contrato”, que aparece na parte superior direita do documento. Esse número permite o acesso às informações pessoais nos canais de atendimento da companhia, em que o cliente pode fazer solicitações, negociações e consultar informações sobre a conta e serviços diversos.

 

As informações são apresentadas na fatura com uma fonte maior, facilitando a leitura, e tem novidades como um campo para as informações sobre o medidor de consumo e o aumento do quadro que mostra avisos de débito, atendendo a uma demanda verificada em pesquisas. A entrega da fatura continua sendo feita nos mesmos formatos: impressa, por e-mail para quem optou pela fatura digital, ou ainda por meio dos canais de atendimento da Neoenergia, como os sites das distribuidoras, SMS e WhatsApp.

 

O novo modelo segue, além das determinações do Confaz sobre a Nota Fiscal de Energia Elétrica Eletrônica, as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do setor, e da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), instituição da qual as concessionárias da Neoenergia fazem parte.

 

Compartilhe aqui:

Reservas hídricas do RN finalizam agosto com 52% da sua capacidade total

 

O Relatório do volume dos principais reservatórios estaduais monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) divulgou nesta segunda-feira (29) que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.317.049.230 m³, percentualmente, 52,94% da sua sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³.

 

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.478.455.016 m³, correspondentes a 62,3% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No dia 17 de agosto, o manancial estava com 1.500.126.181 m³, percentualmente, 63,21% da sua capacidade total.

 

Segundo maior manancial do RN, a barragem Santa Cruz do Apodi acumula 255.451.845 m³, equivalentes a 42,6% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 258.824.725 m³, equivalentes a 43,16% da sua capacidade total.

 

Compartilhe aqui:

Ilustrador potiguar desenvolve narrativas visuais sobre a saudade de filhos que perderam os pais

 

Oito histórias do livro “Histórias que meu pai contava”, escrito por Aureliano, foram selecionadas para se transformar em quadrinhos que estão sendo publicados nas redes sociais, em formato de narrativa visual. Ao final do mês, todas serão disponibilizadas em um e-book gratuito para download através do link bit.ly/ebookpai.

 

Os quadrinhos compõem uma narrativa visual sobre a paternidade, retratando histórias que os pais, ou figuras paternas, contavam para os filhos ou que os filhos tenham ouvido sobre eles. “Quando recebi os depoimentos que as pessoas enviaram, fui lendo e tentando traduzir os sentimentos colocados naquelas histórias, sempre entendendo que depois que a gente vai embora, o que fica são as nossas histórias”, detalha Aureliano.

 

O convite para produzir a iniciativa partiu de uma identificação do ilustrador com o tema da saudade e da vivência do luto e da parceria já desenvolvida em diversas iniciativas junto ao Morada da Paz. Uma delas foi a publicação do livro “A viagem do barco azul”, que convida o leitor a navegar por um processo de despedida que transcende a dor e a saudade, transformando-a em arte.

 

A obra retrata a vida da sua avó, dona Noêmia, e buscou mostrar a história de uma mulher simples que tinha medo de morrer, mas que partiu de forma serena, com ilustrações e narrativa lúdica. O livro foi lançado em 2021, contou com tiragem impressa e também foi disponibilizado no formato digital, podendo ser acessado no link bit.ly/barcoazul.

 

“São essas histórias que são passadas para frente, como uma forma de celebrar quem a gente foi e quem foram as pessoas que a gente ama em vida. A gente vive através dessas histórias”, acrescenta Aureliano.

 

Sobre a nova proposta, o ilustrador utilizou muito a experiência anterior para contar as novas histórias com carinho e sensibilidade. “Meu trabalho sempre reflete muito sobre a questão do luto, tanto com o romance ‘Madame Xanadu’, quanto com ‘A viagem do barco azul’, tentando encontrar esse lugar da ausência na nossa vida”, pontua Aureliano.

 

Travessias

 

Para o mês dos pais, a iniciativa das homenagens compõe o manifesto “Travessias”, idealizado pelo Morada da Paz, sendo um convite para explorar os sentidos como forma de guiar e ressignificar a travessia do luto e a vivência da saudade. O tema para o mês dos pais se chama “Histórias que meu pai contava” e tem a proposta de reforçar a preservação das memórias daqueles que partiram, na qual os filhos compartilharam de histórias contadas por seus pais, ou figuras paternas.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

Conta da Caern terá novo layout e pagamento por PIX

 

A partir do dia 1º de setembro, a Caern passa a emitir uma conta com layout diferente do conhecido pelos consumidores. O novo modelo traz informações mais detalhadas sobre consumo, análise de água e um novo gráfico de histórico de consumo.

 

A fatura foi construída após sugestões recebidas de agências reguladoras, tendo em vista que o modelo atual vinha sendo utilizado há mais de dez anos. O processo de leitura e emissão imediata de fatura contará com a mesma tecnologia e também não haverá alteração nas datas de leitura. O cliente pode consultar o novo modelo e serviços disponíveis na Agência Virtual, em caern.com.br.

 

PIX

 

Com a nova conta o consumidor terá a opção de pagar a sua conta com o pix. A nova modalidade de pagamento traz mais praticidade. O pix será disponibilizado como um QRCode no canto superior direito.

 

Compartilhe aqui: