RN

Maior rede de escola do RN contabiliza mais de 420 aprovados, 23 primeiros lugares e destaque em universidades nacionais

 

A maior rede de escola do Rio Grande do Norte, o Over Colégio e Curso, contabiliza um resultado extremamente positivo no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2021. Foram mais de 420 aprovados e com destaque em universidades nacionais. O Over contou com um estudante da terceira série aprovado em Engenharia Aeroespacial na Universidade de São Paulo (USP).

 

Outro destaque foi o estudante que conseguiu a maior nota do Brasil em Matemática.

 

No grande balanço do Sisu, com o DNA Over vieram os os primeiros lugares de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal de Campina Grande.

 

Para o professor Carlos André, diretor da escola, o resultado do Over mostra a eficiência da equipe e a qualidade e compromisso do time de alunos da escola. “Terminamos esse Sisu fazendo uma grande comemoração. Celebrando mais de 420 alunos aprovados, estudantes com destaque nacional, o que mostra a qualidade do ensino ministrado pela nossa escola, e sobretudo consolidando a marca de resultado Over. Como em todos os anos, tivemos um excepcional resultado em Medicina e conseguimos um total de 23 primeiros lugares”, analisou, chamando atenção para o alto índice de aprovação, mesmo com toda adversidade provocada pela pandemia da Covid-19.

 

Compartilhe aqui:

Ambulantes recebem cestas básicas do RN Chega Junto no Combate à Fome

 

Campanha de arrecadação de alimentos do Governo do Estado em parceria com Assurn atende hoje profissionais que foram diretamente afetados pelo isolamento social causado pela pandemia O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) e da Defesa Civil do Estado, vai entregar até o próximo sábado 5 mil cestas básicas dentro do Programa RN Chega Junto no Combate à Fome.

 

Nesta semana as entregas se concentram na Região Metropolitana de Natal atendendo, além da capital, mais cinco municípios que fazem o cinturão no entorno: Extremoz, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Parnamirim e Ceará-Mirim.

 

De acordo com a coordenadora estadual da Gestão SUAS (COGESUAS) da Sethas, Muriele Medeiros, hoje foram atendidas oito entidades com a doação de 1.702 cestas de alimentos. “São entidades e organizações civis que atendem ao público específico do edital do Programa RN Chega Junto no Combate à Fome”, ressaltou.

 

Foram atendidos trabalhadores(as) ambulantes que atuam nas áreas de turismo, cultura, bares e restaurantes. Segundo Muriele Medeiros, esses profissionais e suas famílias foram afetadas mais diretamente pelas medidas de isolamento social em decorrência da paralisação de suas atividades produtivas.

 

Pela manhã, a entrega foi no Conselho Comunitário da Redinha e aos Trabalhadores e Trabalhadoras do Mercado da Redinha, Associação dos Barraqueiros e Ambulantes da Praia de Ponta Negra e Associação dos Trabalhadores Informais de Ponta Negra. Na próxima semana serão entregues cestas básicas nos territórios Agreste e Litoral sul e Trairí.

 

A campanha RN Chega Junto no Combate à Fome é uma parceria do Governo do Estado com a Associação de Supermercados do RN (Assurn). E para abrir inciativa, o Governo anunciou a doação de 35 mil certas básicas e a Assurn, duas mil.

 

É fácil participar da campanha. Quem quiser pode doar alimentos não perecíveis nos supermercados associados à Assurn das redes Supershow, Nordestão, Supercoop, Rede Mais, Favorito e Bom Dia.

 

As doações de alimentos podem ser feitas pela sociedade civil e empresas. Os alimentos arrecadados vão compor as cestas que serão entregues às secretarias municipais de assistência social e organizações não-governamentais, responsáveis pela distribuição às famílias de acordo com o cadastro enviado à Sethas.

 

Participam da campanha RN Chega Junto no Combate à Fome, Sethas, Defesa Civil, Gabinete Civil do Governo do Estado (GAC), Controladoria Geral do Estado (Control), Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh), Secretaria de Estado do Turismo (Setur) Secretaria de Estado da Administração (Sead), Fundação José Augusto (FJA), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário de Agricultura Familiar (Sedraf), Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Policia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN).
SERVIÇO:

 

Entregas dia 20 de abril

Total de cestas: 1.702

 

Entidades beneficiadas:

• Ambulantes das Praias de Natal e Grande Natal;
• Conselho Comunitário da Redinha – Trabalhadores e Trabalhadoras do Mercado da Redinha;
• Comunhão e Caridade Ave Luz;
• Conselho Comunitário Quiosqueiros e Barraqueiros;
• Associação dos Trabalhadores Informais de Ponta Negra;
• Secretaria Municipal de Assistência Social de Parnamirim;
• Associação dos Motoristas Autônomos por Aplicativo – AMAPP/RN;
• Associação Unidos Venceremos de Ponta Negra

 

Compartilhe aqui:

Jovem que chegou a dormir na rua em 2020, ingressou em Direito na UFRN

 

Aprovado pelo Sisu no curso de direito da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), campus Natal, Vitório da Silva Ferreira, 17 anos, tem uma história de superação.

 

O jovem que acabou de concluir o ensino médio na Escola Estadual Berilo Wanderley, no bairro de Neópolis, chegou a dormir na rua por problemas familiares em casa. Foram dois meses passando noites no chão do estacionamento de uma farmácia no bairro de Capim Macio, na Zona Sul da capital potiguar, na busca pelo sonho da aprovação.

 

“Eu chegava aqui por volta das 20h e deitava no chão. Não era fácil, tinha pedras, tinha frio, e eu me enrolava com um casaco e forrava o chão com algumas roupas”, relata o estudante ao olhar para o lugar que dormiu de abril a junho de 2020, durante a pandemia do novo coronavírus.

 

Ao amanhecer do dia, Vitório ia ao campus da UFRN, local onde comia e utilizava a internet para estudar. “A UFRN tem o wi-fi aberto e isso me possibilitava estudar para o Enem. Assistia às aulas do Berilo e também aulas gratuitas no Youtube. Também aproveitava o banheiro do setor de aulas 3 para tomar banho e lavar roupa”, completa.

 

Durante esse período, o jovem estudante recebeu algumas cestas básicas da escola em que estava matriculado, o que garantiu a alimentação durante os dois meses. “Eu usava o microondas que um vigilante da UFRN tinha e garantia minhas alimentações do dia”, relembra, emocionado.

 

Fonte G1RN

 

Compartilhe aqui:

Governo inicia entrega de cestas básicas do RN Chega Junto no Combate à fome

 

O Governo do Rio Grande do Norte iniciou, nesta segunda-feira (19), a entrega da primeira parcela de cestas básicas dentro do Programa RN Chega Junto no Combate à Fome, que vai doar alimentos a famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade agravada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

 

Até sábado, a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), executora do Programa, deverá entregar 5 mil cestas de alimentos dentro da ação emergencial de segurança alimentar e nutricional do Governo do Estado em parceria com a Associação dos Supermercados do RN (Assurn).

 

A organização e logística de recebimento e entrega de alimentos são feitas pela Sethas e Defesa Civil do Estado RN, com a participação e colaboração de vários órgãos estaduais, dentre os quais a Controladoria Geral do Estado, o Gabinete Civil e Secretaria de Administração. A Sethas, a Defesa Civil e a Semjidh começaram nesta segunda feira, 19 de abril, a entrega de 986 cestas básicas para 13 entidades representativas de grupos LGBTQI+ com sede em Natal e na Região Metropolitana.

 

As entidades são as seguintes: Articulação Aids no RN, Rede Afro LGBTIQ+, Grupo Habeas Corpus Potiguar, Liga Norteriograndense de Apoio e Combate à Aids, Associação Potiguar de Gays, Travestis e Lésbicas (ASPOGLAT), Sidadania, Associação Potiguar Pela Livre Orientação Sexual, Associação de Travestis e Transexuais Reencontrando, Grupo Afirmação Homossexual Potiguar, Associação Vidas Positivas (AVIP), Associação LGBT de Extremoz (ALEX), Grupo Oxente de Libertação Homossexual, Associação Nacional de Cidadãs Positihivas – MNCP Brasil.

 

As solicitações para recebimento das cestas foram demandadas e serão entregues por organizações não-governamentais ou secretarias municipais de assistência social, as quais vão fazer a distribuição às famílias de acordo com o cadastro enviado à SETHAS.

 

No lançamento da Campanha, na sexta-feira, 12 de abril, o Estado anunciou a doação de 35 mil cestas básicas com um investimento de R$ 1,873 milhão, e a Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (ASSURN), parceira na iniciativa, doou duas mil cestas através das redes de supermercados Supershow, Nordestão, Supercoop, Rede Mais, Favorito e Bom Dia.

 

CAMPANHA

 

O RN Chega Junto no Combate à Fome é mais uma parceria do Governo com a Assurn na área da segurança alimentar, iniciada em 2020 por meio das campanhas RN+ Unido, RN Chega Junto e RN Chega Junto Solidariedade Natalina.

 

Na nova versão da RN Chega Junto, a proposta é arrecadar alimentos doados pela sociedade civil e também por empresas.

 

Nos supermercados das redes da Assurn, em 68 municípios potiguares, haverá locais para a doação de itens alimentícios. Há duas formas de fazer doações para a campanha: itens avulsos, à escolha dos clientes, ou de uma cesta básica mínima no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) montada com selo de identificação.

 

Qualquer pessoa que quiser pode fazer sua doação nas redes da Assurn. A campanha conta com material de divulgação como cartazes, banners e adesivos.

 

Logo depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia mundial pelo novo coronavírus, o Governo criou os programas emergenciais RN+ Unido, RN Chega Junto e RN Chega Junto Solidariedade Natalina em 2020, com ações na área da segurança alimentar e nutricional. O Governo garantiu até agora a doação de 104.662 mil cestas básicas que totalizam 1,3 mil toneladas de alimentos.

 

A campanha conta a participação da Sethas, Gabinete Civil do Governo do Estado (GAC), Controladoria Geral do Estado (Control), Defesa Civil do RN, Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh), Secretaria de Estado do Turismo (Setur) Secretaria de Estado da Administração (Sead), Fundação José Augusto (FJA), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário de Agricultura Familiar (Sedraf), Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Policia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN).

 

Compartilhe aqui:

Maior reservatório do RN recebe aporte hídrico e acumula 53% da capacidade

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

 

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (19), indica que as chuvas pelo interior do estado aumentaram as reservas hídricas superficiais totais, que acumulam 1.895.370.192 m³, correspondentes a 43,3% da sua capacidade total. Na última quarta-feira (14), as reservas hídricas do RN estavam com 1.866.000.752 m³, equivalentes a 42,63% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³.

 

A maior barragem do RN, Armando Ribeiro Gonçalves, recebeu bom aporte hídrico e acumula 1.258.136.519 m³, percentualmente, 53,02% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Na última quarta-feira (14) o manancial estava com 1.233.307.878 m³, equivalentes a 51,97% da sua capacidade.

 

A Barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, também continua recebendo água e acumula 167.271.860 m³, correspondentes a 27,89% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No dia 14 de abril, o manancial estava com 162.751.240 m³, percentualmente, 27,14% da sua capacidade.

 

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 198.840.187 m³, correspondentes a 67,91% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Na semana passada a barragem estava com 198.628.627 m³, equivalentes a 67,83% do seu volume total.

 

O açude Flechas, localizado em José da Penha, novamente foi o manancial que teve maior aumento percentual de volume, acumula 3.552.738 m³, equivalentes a 39,7% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Para efeito comparativo, na última quinta-feira o reservatório estava com 2.806.450 m³, correspondentes a 31,36% do seu volume total.

 

Outro açude que continua aumentando de volume é o de Marcelino Vieira, que acumula 8.145.862 m³, percentualmente, 72,73% da sua capacidade total, que é de 11.200.125 m³. No dia 14 de abril, o reservatório estava com 7.439.531 m³, correspondentes a 66,42% do seu volume total.

 

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.390.000 m³, equivalentes a 77% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. Na última quarta-feira, o reservatório estava com 5.226.667 m³, correspondentes a 74,67% do seu volume total.

 

Localizado em Severiano Melo, o açude Malhada Vermelha acumula 1.321.142 m³, percentualmente, 17,53% da sua capacidade total, que é de 7.537.478 m³. Na semana passada o reservatório estava com 1.221.134 m³, correspondentes a 16,20% do seu volume total.

 

O açude Itans, localizado em Caicó, acumula 3.113.093 m³, equivalentes a 4,1% da sua capacidade total, que é de 75.839.349 m³. Na última quinta-feira, o reservatório estava com 3.028.373 m³, correspondentes a 3,99% do seu volume total.

 

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 8.735.355 m³, percentualmente, 19,66% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Na semana passada o açude estava com 8.689.294 m³, correspondentes a 19,56% do seu volume total.

 

O reservatório Boqueirão de Parelhas acumula 14.935.448 m³, equivalentes a 17,61% da sua capacidade total, que é de 84.792.119 m³. No dia 14 de março o manancial estava com 14.862.089 m³, correspondentes a 17,53% da sua capacidade.

 

Outros reservatório que tiveram pequeno aumento de volume, foram: Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, que passou de 68,54% para 69,3%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, que passou de 71,67% para 72,33%; Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, que passou de 18,83% para 19,04%; Tourão, localizado em Patu, que passou de 20,04% para 20,51%; Rodeador, localizado em Umarizal, que passou de 56,42% para 56,74%Mendubim, localizado em Assu, que passou de 67,74% para 67,95%; Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos, que passou de 25,63% para 26,26% e Zangalheiras, localizado em Jardim do Seridó, que passou de 6,34% para 6,44%.

 

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem com menos de 10% da sua capacidade, sendo considerados em nível de alerta, são os já citados, Itans e Zangarelhas, e o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, que está com apenas 0,98% da sua capacidade.

 

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que permanecem secos, são: Inharé, localizado em Santa Cruz, e o Trairi, localizado em Tangará.

 

Situação das Lagoas

 

A lagoa de Extremoz está completamente cheia com os 11.019.525 m³, que correspondem à sua capacidade total. Na semana passada a lagoa estava com 10.801.106 m³, que correspondiam a 98,02% do seu volume total.

 

Já a lagoa do Bonfim acumula 42.063.950 m³, percentualmente, 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. No dia 14 de abril, o manancial estava com 42.014.190 m³, correspondentes a 49,86% do seu volume total.

 

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.854.618 m³, equivalentes a 88,98% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. Na semana passada o manancial estava com 9.723.956 m³, percentualmente, 87,80% do seu volume total.

 

Compartilhe aqui:

RN registrou chuvas em pelo menos 60 municípios entre o fim de semana e o começo da segunda-feira

 

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em pelo menos 60 cidades pelo estado no período entre a última sexta-feira(16) e a manhã dessa segunda-feira(19). Felipe Guerra, Rodolfo Fernandes, Jucurutu, no Oeste, seguido de Caicó e Santana do Matos, no Seridó, e Extremoz, no agreste, registraram os maiores volumes pluviométricos.

 

Confira abaixo:

 

OESTE POTIGUAR

 

Felipe Guerra(Prefeitura) 84,0
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 70,0
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 65,1
Caraúbas(Particular) 48,9
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 46,0
Severiano Melo(Prefeitura) 45,0
Campo Grande(Particular 2) 24,9
Campo Grande(Particular) 24,8
Ipanguaçu(Emater) 23,2
São Rafael(Emater) 22,2
São Rafael(Particular Ii) 20,9
Pendências(Ana) 20,2
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 19,1
Janduís(Emater) 18,6
Itajá(Emater) 18,0
Mossoró(Prefeitura) 16,8
Viçosa(Prefeitura) 16,8
Martins(Particular) 11,5
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 9,5
Riacho Da Cruz(Emater) 7,5
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 5,7
João Dias(Emater) 5,0
José Da Penha(Emater) 4,7
Rafael Godeiro(Emater) 3,4
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 3,0
Baraúna(Emater) 2,0
Pau Dos Ferros(Particular) 2,0

 

CENTRAL POTIGUAR

 

Caicó(Acude Itans) 75,1
Santana Do Matos(Emater) 69,6
São João Do Sabugi(Emater) 55,0
Florânia(Sitio Jucuri) 46,4
Parelhas(Emater) 36,5
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 29,8
São Vicente(Emater(ex-particular)) 29,4
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 27,2
São José Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 23,7
Acari(Particular) 23,5
Santana Do Seridó(Emater) 21,0
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 19,0
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 9,6
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 9,2
Cerro Corá(Emater) 7,7
São José Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 6,0
São Bento Do Norte(Prefeitura) 5,0
Macau(Posto Nosso Barco) 0,6
Lajes(Prefeitura) 0,3

 

AGRESTE POTIGUAR

 

Lagoa D’anta(Prefeitura) 39,0
João Câmara(Centro Saude) 21,3
Parazinho(Emater – Ex-particular) 19,3
Tangará(Emater) 17,1
Vera Cruz(Emater) 16,3
Serrinha(Emater) 14,2
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 13,1
Monte Alegre(Emater) 12,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 6,0
Boa Saúde(Emater) 4,0
Sítio Novo(Prefeitura) 2,5
Santa Cruz(Emater) 1,6
Ielmo Marinho(Prefeitura) 1,5

 

LESTE POTIGUAR

 

Extremoz(Emater) 81,4
Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 42,1
Ceará-Mirim(Agroindustria-fz Limoeiro) 21,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 17,4
Montanhas(Prefeitura) 8,3

 

Compartilhe aqui:

Segurança Pública: Governo do RN chega à marca de 1.000 vidas salvas

 

O Governo do Rio Grande do Norte atingiu neste domingo (18) a expressiva marca de 1.000 vidas salvas na área da segurança pública. O número é referente à diferença do total de pessoas que foram assassinadas ao longo da administração anterior, comparando com o mesmo período da gestão da professora Fátima Bezerra.

 

No período de 1º de janeiro de 2015 a 18 de abril de 2017, a diferença das Condutas Violentas Letais Intencionais, os chamados CVLIs, atingiu e ultrapassou a marca de 1.000 vidas salvas. Naquele momento, a administração passada somava 4.407 mortes violentas, contra 3.402 mortes ocorridas entre 1º de janeiro de 2019 a 18 de abril deste ano – totalizando, assim, uma diferença de 1.005 mortes a menos.

 

“É resultado de muito trabalho, de todas as forças de segurança, no Estado, e com contribuições da sociedade. Evitamos, com esse brilhante trabalho, a dor de muitas centenas de famílias. Esses números, devemos ver exatamente como vidas que não foram interrompidas e, portanto, sofrimento que não chegou aos lares de muitas famílias. Há muito trabalho a ser feito, e esse resultado mostra que estamos no caminho correto — a busca pela preservação de vidas, pois cada vida que salvamos justifica o esforço”, disse a governadora, professora Fátima Bezerra.

 

Já nesta segunda-feira (19), ao se fazer a mesma comparação de dias de administração entre as duas gestões (840 dias de trabalho), o total já é de 1.009 vidas salvas.

 

“É uma marca histórica. Não é todo dia que alcançamos 1.000 vidas salvas. E isto, em menos de dois anos e meio de gestão da professora Fátima Bezerra”, enfatizou o titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), coronel Francisco Araújo Silva.

 

“É importante também enaltecer a abnegação de todos os agentes de segurança pública que laboram diuturnamente no território potiguar. Graças ao empenho e compromisso de homens e mulheres que compõem a Polícia Militar, a Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Técnico-Científico de Perícia, estamos podendo melhorar a segurança pública em nosso estado, sem esquecer, também, de exaltar o apoio da Secretaria Estadual da Administração Penitenciária (SEAP), as Guardas Municipais, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Penal Federal, as Forças Armadas e o Ministério Público Estadual (GAECO). Juntas, todas as forças de segurança pública que atuam no Estado colaboram para a segurança de todos os potiguares”, acrescentou.

 

Como fatores estratégicos e de atuação que ajudaram o atual governo a atingir a marca de 1.000 vidas salvas, o coronel Araújo listou várias ações, como a integração entre as forças de segurança, mais investimento na área de inteligência (com atuação mais forte na repressão qualificada de delitos), maior resolutividade dos crimes de homicídio, melhor análise das áreas mais críticas de violência e melhor distribuição do efetivo, recomposição dos efetivos com a realização de concursos públicos, melhor planejamento e emprego destas forças, reaparelhamento das frotas e de unidades de enfrentamento da criminalidade, aquisição (por meio de convênios e emendas parlamentares individuais e coletivas) de equipamentos de proteção e armas de fogo e munições e a inclusão do RN em convênios firmados com o Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) que possibilitam ações integradas de enfrentamento da criminalidade e violência.

 

Compartilhe aqui:

RN inicia os preparativos para o Primeiro Rally de Kitesurf de longa distância

 

Primeira equipe técnica do Sertões Kitesurf desembarcou no Rio Grande do Norte nessa sexta-feira (16). A equipe está realizando visitas de reconhecimento nas cidades que farão parte do circuito do I Rally de Kitesurfe do Mundo, que ocorrerá de 8 a 14 de outubro deste ano. Os velejadores irão percorrer cerca de 500 Km para desbravar as águas do litoral de São Miguel do Gostoso/RN até Preá/CE. Nessa sexta-feira, a secretária de Turismo do RN, Aninha Costa, participou da primeira reunião realizada com os seis municípios potiguares que integram o percurso.

 

“O kitesurfe é um dos esportes que mais cresce no mundo e o Rio Grande do Norte possui as condições perfeitas para a prática durante ano inteiro. Essa é uma importante ação de promoção do Governo do RN que conseguiu trazer a largada do Rally dos Sertões e o protagonismo de sediar o 1º Sertões Kitesurf”, disse Aninha Costa.

 

“Nosso objetivo aqui é unir forças e fazer um grande evento, e divulgar as belezas naturais desse estado. Um dos propósitos dos Sertões é mostrar um Brasil que é pouco conhecido, desbravando lugares antes nunca explorados. Agora com o novo desafio de desbravar os mares”, disse Fernando Garcia, Gerente de Produção do Sertões.

 

Participaram desta primeira reunião os representantes dos municípios de São Miguel do Gostoso, Pedra Grande, São Bento do Norte, Macau e Areia Branca. O Sertões Kitesurf é uma competição inédita em formato de travessia de longa distância de 500 km, com características de um rally de endurance.

 

 

Compartilhe aqui:

Campanha MP Solidário distribui mais de 600 cestas básicas a instituições potiguares

 

Nesta semana, a campanha MP Solidário fez as primeiras distribuições de cestas básicas a sete instituições beneficentes e sindicais do Rio Grande do Norte. Foram entregues 635 cestas, no valor de quase R$ 30 mil, arrecadados por meio de doações recebidas desde o final de março. A campanha segue aceitando contribuições para amparar os setores sociais em maior vulnerabilidade durante a pandemia da covid-19.

 

As primeiras distribuições contemplaram as entidades Toca de Assis, Centro Sócio Pastoral de Mãe Luiza, Central Única de Favelas no RN (Cufa), Fórum Vila em Movimento e Comunidade das Campinas. Também receberam cestas básicas os sindicatos dos músicos e dos trabalhadores em hotelaria.

 

A campanha é uma iniciativa do MPRN, do MPF/RN e do MPT-RN e conta com o apoio da Associação do Ministério Público do RN (Ampern), do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Sindsemp) e da seccional RN do Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério Público da União, Conselho Nacional do Ministério Público e Escola Superior do MPU (SindMPU).

 

Como ajudar

 

A campanha é aberta para participação do público em geral. Os valores em dinheiro devem ser transferidos para a conta da Ampern (Agência 1588-1, Conta 70023-1, CNPJ 09.390.006/0001-97, Banco do Brasil). Não existem valores pré-determinados. Cada cidadão pode contribuir com a quantia que puder. Todas as doações ajudam. O MPRN disponibiliza o telefone (84) 99972-3633 para esclarecimento de dúvidas.

 

Compartilhe aqui:

Filho de lavadeira passa em 1º lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó: ‘É por você, mainha’

 

O primeiro sinal de um aprovado no Sisu é a cabeça raspada e a testa riscada com o nome do curso. O de Luiz Gustavo de Oliveira, de 19 anos, é Medicina. E, no caso dele, representa muita superação. Além de toda a adaptação necessária em um ano de pandemia, ele contou com uma ajuda especial: a dedicação da mãe, dona Francileide Marques, que trabalha como lavadeira e também como boleira.

 

São cerca de 14 horas de trabalho por dia para conseguir ajudar nos estudos do filho. “Eu acordava muito cedo para lavar roupa. Lavava, passava. Quando dava umas 5h30, já soltava as roupas para ir para os bolos. Minha casa é pequena. Eu carregava a batedeira para dentro do meu quarto, cobria com um pano de prato e fechava as portas para ele não ouvir”, conta a mãe.

 

Por causa da dificuldade financeira dos pais, Luiz Gustavo contou com a ajuda de uma tia, que financiava os estudos dele. Em 2019, concluiu o Ensino Médio, concorreu também ao curso de Medicina, mas não passou.

 

No ano passado, conseguiu uma bolsa de estudos em um cursinho da cidade. Foram várias noites de sono perdidas, mas a recompensa veio. O jovem fez o Enem e atingiu 940 pontos. Com apenas 19 anos, foi aprovado em primeiro lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó.

 

“Eu encontrava as vezes com Luiz indo de bicicleta para a escola. Eu passava de carro para ir trabalhar e achava ele no caminho”, relata o professor Rhodriggo Mendes

 

“Sábados, domingos, que ficava ali fazendo simulados, algo extremamente cansativo. E agora, estou colhendo os frutos. Isso é o que vem na minha mente”, diz o rapaz.

 

A história de Luiz Gustavo é praticamente a mesma de milhares de potiguares que tentam, através dos estudos, dar uma vida melhor aos pais.

 

“Minha mãe e meu pai acordam às 4h da manhã para começar a trabalhar em um trabalho que às vezes vai acabar umas 22h, 22h30. Isso é muito cansativo para ela. O mais rápido que eu conseguir tirar minha mãe dali, eu vou tirar. Essa era minha motivação. Era ver meus pais, saber que o que eles estavam fazendo era muito mais difícil do que eu estava fazendo, que era estudar”, afirma o jovem.

 

“É por você mainha, por você pai, vocês que trabalham muito por mim e estão orgulhosos de mim. Isso tudo é por vocês”, declarou Luiz.

 

“É muita felicidade, muita gratidão. Eu sabia que esse dia ia chegar”, disse Francileide. “Estou me sentindo feliz”, resumiu o pai do novo universitário, José Procópio.

 

Compartilhe aqui:

Ceasa-RN adere à campanha nacional de arrecadação de alimentos

 

Com o objetivo de levar segurança alimentar para famílias em vulnerabilidade social de Natal e amenizar os efeitos da pandemia da Covid-19, a administração das Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) aderiu à campanha nacional de arrecadação de alimentos promovida da Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento (Abracen) intitulada “Projeto Ceasa Amiga”.

 

A campanha foi lançada pela Associação no último dia 09 e incentiva as Ceasas de todo o Brasil a arrecadarem doações de alimentos não perecíveis para montagem de cestas básicas que serão distribuídas para famílias em vulnerabilidade social. Além disso, a Abracen vai disponibilizar R$ 200 mil que serão divididos entre as Ceasas para aquisição de cestas básicas.

 

A Ceasa-RN iniciará a sua campanha na segunda-feira (19) e disponibilizará pontos em locais estratégicos para que clientes, permissionários e colaboradores possam depositar suas doações. A campanha seguirá até o dia 29 e contará com apoio da Associação e do Sindicato de permissionários da Ceasa-RN. No dia 30, a Administração fará o ato simbólico de doação e anunciará as comunidades que serão contempladas com as doações.

 

“Estamos dando as mãos nessa campanha nacional para levar alimento para as famílias que estão sofrendo com as consequências da pandemia. É uma ação social importante no contexto que estamos vivenciando e que irá garantir comida no prato dessas famílias”, pontua o diretor-presidente, Flávio Morais.

 

A Ceasa-RN já executa um programa de segurança alimentar intitulado de “Cesta Solidária” que distribui kits de hortifrutis doados pelos permissionários. Esses kits são montados com verduras, legumes, frutas e hortaliças que são separadas, higienizadas e organizadas em sacolões que são distribuídos para famílias em situação de vulnerabilidade social da Grande Natal e Instituições Filantrópicas e sem fins lucrativos. As entregas são feitas de segunda a sexta-feira para moradores de bairros como: Bom Pastor, Felipe Camarão, Favela do Fio, Favela do Detran e instituições como Lar da Vovozinha, Instituto Juvino Barreto,  Lar do Idoso, entre outras.

 

Compartilhe aqui:

Chuvas voltam a trazer recarga para os reservatórios do RN

 

As chuvas ocorridas nos últimos dias, no interior do RN, voltaram a trazer aporte hídrico para os reservatórios potiguares. Segundo os dados recebidos, nesta quarta-feira (14), pelo setor de Monitoramento Quali Quantitativo do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), o manancial que teve maior aumento percentual foi o açude Flechas, localizado em José da Penha, que acumula 2.806.450 m³, correspondentes a 31,36% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Nesta última segunda-feira (12), o manancial estava com 1.741.650 m³, equivalentes a 19,46% da sua capacidade.

 

Outro reservatório que recebeu bom volume de água foi o açude de Marcelino Vieira, que acumula 7.439.531 m³, percentualmente, 66,42% da sua capacidade total, que é de 11.200.125 m³. Há dois dias atrás, o manancial estava com 6.684.488 m³, correspondentes a 59,68% da sua capacidade.

 

O açude de Encanto voltou a receber aporte hídrico e está novamente cheio, com os 5.192.538 m³, que compõem a sua capacidade total. Na última segunda-feira, o reservatório estava com 4.940.678 m³, o correspondente a 95,15% do seu volume total.

 

O açude Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, acumula 1.221.134 m³, equivalentes a 16,2% da sua capacidade total, que é de 7.537.478 m³. Dois dias atrás o reservatório estava com 787.038 m³, correspondentes a 10,44% do seu volume total.

 

Dos 3 maiores reservatórios do RN, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o maior deles, recebeu aporte hídrico e acumula 1.233.307.878 m³, correspondentes a 51,97% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No último dia 12 de abril, o manancial estava com 1.229.922.154 m³, equivalentes a 51,83% da sua capacidade.

 

O segundo maior reservatório do RN, Santa Cruz do Apodi, também recebeu água e acumula 162.751.240 m³, percentualmente, 27,14% da sua capacidade, que é de 599.712.000 m³. Na última segunda-feira, a barragem estava com 161.031.070 m³, equivalentes a 26,85% do seu volume total.

 

Outros reservatórios monitorados pelo Igarn, que receberam aporte hídrico, foram: Santana, localizado em Rafael Fernandes, que passou de 73,67% para 74,67%; Rodeador, localizado em Umarizal, que passou de 55,85% para 56,42%; Carnaúba, localizado em São João do Sabugi, que passou de 41,57% para 42,53%; Sabugi, também em São João do Sabugi, que passou de 30,35% para 30,85%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, que passou de 67,78% para 68,54%; Brejo, localizado em Olho-d’Água do Borges, que passou de 18,21% para 18,83%; Tourão, localizado em Patú, que passou de 19,40% para 20,04%; Bonito II, localizado em São Miguel, que passou de 15,80% para 15,99%; a Barragem de Pau dos Ferros, que passou de 20,76% para 21,17% e o açude de Pilões, que passou de 39,98% para 40,59% da sua capacidade total.

 

Compartilhe aqui:

MPRN, MPF/RN, MPT-RN, Ampern e Sindsemp lançam campanha de arrecadação para ajudar famílias necessitadas

 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN), o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN), a Associação do Ministério Público do RN (Ampern) e do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Sindsemp) lançaram uma campanha conjunta de arrecadação de dinheiro para ajudar famílias necessitadas durante a pandemia da Covid-19.

 

A campanha é aberta para participação do público em geral. O montante arrecadado será destinado a comprar cestas básicas, que serão entregues a entidades para distribuição às famílias necessitadas.

 

Os valores em dinheiro devem ser transferidos para a conta da Ampern (Agência 1588-1, Conta 70023-1, CNPJ 09.390.006/0001-97, Banco do Brasil ou pelo Pix: Chave de celular (84) 99408-3145). Não existem valores pré-determinados. Cada cidadão pode contribuir com a quantia que puder. Todas as doações ajudam.

 

O MPRN disponibiliza o telefone (84) 99972-3633 para esclarecimento de dúvidas.

 

Compartilhe aqui:

Apresentador Sikêra Júnior divulga fake news sobre repasses federais ao Rio Grande do Norte

 

O apresentador da Rede TV, Sikêra Júnior, divulgou fake news sobre repasses federais ao Rio Grande do Norte. Em um vídeo publicado nas redes sociais nesta segunda-feira 12, o âncora do programa Alerta Nacional afirmou que o Estado potiguar recebeu R$ 18,3 bilhões da União em 2020, sendo R$ 1,8 bi para o combate à Covid-19.

 

“O Rio Grande do Norte recebeu 18,3 bilhões. Para o combate à Covid, a sua governadora recebeu R$ 1,8 bilhão. Procure dela, tá? Benefícios ao cidadão: a governadora do RN recebeu R$ 5,5 bilhões. É muito dinheiro, não é? Vai ter que mostrar onde foi que usou. Hospital de campanha… deve tá de pé. Muitos respiradores, deve ter comprado. Eu vou cobrar, tá? Eu quero um extrato”, disse Sikêra Júnior.

 

Algumas das informações divulgadas pelo apresentador são falsas. O Governo do Estado não paga auxílio emergencial, portanto, não recebeu R$ 5,5 bilhões destinados aos benefícios dos cidadãos, como disse o apresentador. O governo federal também não transferiu R$ 1,8 bilhão para o combate à Covid-19, mas sim R$ 1,1 bilhão. Um levantamento feito pela Controladoria Geral do Estado (Control) mostra que no ano passado o governo federal repassou ao Fundo Estadual de Saúde para enfrentamento da Covid-19 no Rio Grande do Norte R$ 308,2 milhões.

 

Isso representa menos de 20% do orçamento da Secretaria Estadual da Saúde (Sesap) no ano passado, que teve despesa liquidada na ordem de R$ 1,61 bilhão (não computada a intraorçamentária). Desse valor, 64% são oriundos da arrecadação estadual, 19% vieram das transferências constitucionais para o SUS e 1% de outras fontes, entre elas doações efetuadas pelo Ministério Público do Trabalho, Tribunais Regionais Federais, Pessoas Físicas e Jurídicas.

 

O levantamento, contendo o detalhamento da execução do Orçamento de 2020, publicado em Nota Técnica, aponta que o governo federal transferiu R$ 1,1 bilhão em decorrência da pandemia.

 

A União também transferiu, em função da pandemia, além dos valores para a saúde, recursos para as áreas de assistência social (R$ 9,3 milhões), cultura (Lei Aldir Blanc – R$ 32,1 milhões) e o resto para compensar queda de arrecadação própria dos estados e municípios em 2020.

 

Bolsonaro propagou fake news sobre pagamento da folha de servidores; Fátima Bezerra e TCE-RN rebateram

 

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) participou de uma entrevista coletiva neste fim de semana e comentou a CPI da Covid, que possui a finalidade de apurar ações e omissões do governo federal na pandemia. A CPI somente será instalada após ordem do ministro Luís Roberto Barroso (STF) ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM). Durante a entrevista, Bolsonaro disse que todos os prefeitos e governadores também devem ser investigados e usou o Rio Grande do Norte como exemplo, afirmando que o Estado potiguar utilizou R$ 900 milhões enviados para o combate à Covid-19 no pagamento dos servidores públicos – o que foi rebatido pela governadora do RN, Fátima Bezerra (PT).

 

Bolsonaro apontou que enviou recursos para todos os Estados e Municípios para serem utilizados no combate à pandemia. “Quem é que sumiu com o dinheiro? Fui eu? Eu mandei dinheiro para todo mundo. Qual o objetivo do dinheiro? Não é preparar a rede hospitalar? Quantos Estados e Municípios prepararam? Não sei quantos”, indagou Bolsonaro.

 

Questionado por um repórter, o presidente afirmou que todos os governadores e prefeitos devem ser investigados. “Todo mundo. Se é para fazer CPI, é para ver… por exemplo, eu vi ontem uma matéria, não sei qual imprensa foi, que o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte levantou que R$ 900 milhões, que foi do ano passado do governo federal para aquele Estado, foi para pagar folha de servidores. Se é legal ou não é, ao meu entender, parece que esse dinheiro não foi usado para combater a Covid, só isso”, disse Bolsonaro.

 

Na noite deste domingo 11, a governadora do RN, Fátima Bezerra (PT), usou o Twitter para rebater a fala do presidente. “Passei o final de semana como sempre trabalhando, dedicada a salvar vidas da nossa população, e me deparo com ataques do presidente da República ao Governo do RN sem qualquer lastro fático ou que se assemelhe à verdade. É deplorável a maior autoridade do país se prestar a esse tipo de ilação, quando, em uma pandemia sem precedentes, deveria estar voltado a viabilizar mais vacinas e a proteger o povo brasileiro”, escreveu a gestora estadual.

 

“O presidente só pode estar no mínimo mal assessorado, dado o descuido com a checagem das informações que externou sobre o RN. Aliás, não é só o RN que tem sido vítima de calúnias e difamações deste tipo, através da propagação de fake News. Mas nosso Governo não tem o que temer”, pontuou Fátima. Ela finaliza a postagem afirmando que pedirá uma retratação. “Agimos dentro dos princípios da Constituição, com seriedade e honestidade. Tanto que nosso jurídico já foi acionado e está encaminhando o devido processo legal para reposição da verdade”.

 

Já o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) publicou nesta segunda-feira 12 esclarecimentos acerca da repercussão das informações do levantamento que traz uma avaliação dos impactos da pandemia do coronavírus nas finanças do Rio Grande do Norte. O documento detalhada dados consolidados sobre as transferências federais feitas para o Estado em 2020.

 

Segundo o TCE, no dia 31 de março, o auditor de controle externo Evandro Alexandre Raquel, diretor de Administração Direta, concedeu entrevista ao programa Repórter 98, na rádio 98 FM. Na ocasião, ele informou que o Governo do Estado realizou, dentro da rubrica de recursos ordinários, Fonte 100, pagamentos na ordem de R$ 900 milhões para custear a folha de pessoal dos servidores da Saúde no ano de 2020.

 

“Em nenhum momento, o Auditor afirmou que esse valor de R$ 900 milhões foi pago com recursos enviados pela União exclusivamente para auxiliar o Estado diretamente no enfrentamento à Covid-19, uma vez que dentro dos recursos enviados existiam valores de livre alocação, conforme disposição legal, além de que a fonte 100 engloba também arrecadação própria”, explicou o TCE. A explicação foi publicada em nota oficial à imprensa.

 

Ainda de acordo com a Corte de Contas, o Boletim Extraordinário mostra que o Estado recebeu do Governo Federal R$ 1,1 bilhão em transferências extraordinárias em 2020, destinados às ações de saúde, assistência social e compensação financeira em razão da queda na arrecadação. Do total de recursos, a maior parte (R$ 750,9 milhões) é de livre alocação.

 

O valor de R$ 750,9 milhões, segue o TCE, foi incorporado à Fonte 100, que congrega os recursos ordinários do Estado, incluindo a arrecadação própria, e foi transferido por força da Lei Complementar 173/2020, que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, bem assim, pela Medida Provisória nº. 938/2020, que dispôs sobre o apoio financeiro para compensar a queda no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

 

Após as explicações do TCE, o secretário estadual de Planejamento, Aldemir Freire, fez comentários, através do perfil no Twitter, no que diz respeito aos gastos públicos estaduais de enfrentamento da pandemia. “TCE acaba de jogar uma pá de cal na fake news bolsonarista: @GovernodoRN não desviou recursos da Covid-19 p pagar folha. Pagamento da folha da saúde utilizou a mesma fonte que sempre utilizamos desde janeiro de 2019: a famosa Fonte 100. Seria estranho se fosse utilizado outra fonte”, escreveu.

 

Pagamento dos servidores

 

Em junho de 2019, a atual gestão quitou o décimo terceiro de 2017, no total de R$ 30 milhões, utilizando recursos próprios oriundos dos royalties. Ainda em 2019, em agosto, vendeu a conta da folha de pagamento dos servidores ao Banco do Brasil, tendo na oportunidade que pagar os R$ 102 milhões não repassados pelo governo anterior.

 

Em fevereiro de 2020 quitou novembro de 2018, no total de R$ 95 milhões, utilizando recursos próprios da arrecadação do ICMS e repasse constitucional do FPE. Em janeiro de 2021, utilizando recursos arrecadados do Super Refis, iniciou o pagamento do débito do 13°/2018, destinando R$ 90 milhões para quitar o débito com os servidores que recebem até R$ 3.500,00 líquidos.

 

Assim, aponta o levantamento, a atual gestão já utilizou R$ 317 milhões para quitar compromissos com folha de salários em atraso.

 

Agora RN

 

Compartilhe aqui:

Cientistas da UFRN desenvolvem fonte alternativa de energia

 

Em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2020-2029, a UFRN assumiu como visão de futuro sua consolidação, dentre outras situações, como uma Universidade inovadora e socialmente referenciada. Pois bem, nova carta-patente concedida à Instituição no último dia 30 mostra que o caminho está sendo pavimentado para a consolidação. Um grupo de cientistas recebeu o registro de propriedade industrial de um processo de síntese de pós, materiais estes utilizados para “alimentar” um dispositivo eletroquímico capaz de gerar energia de forma limpa a partir do hidrogênio e do ar. E, ponto importante: a tecnologia está pronta para ser adaptada para utilização em escala industrial.

 

Para tanto, os pesquisadores utilizaram esse processo em materiais compósitos à base de diferentes substâncias, como cobaltita de lantânio, com a técnica da combustão assistida por microondas. Umas das inventoras, Dulce Araújo, destacou que o reconhecimento da descoberta representa uma importante contribuição ao desenvolvimento científico e tecnológico.

 

“De pronto, é mais uma fonte alternativa de energia em substituição ao combustível fóssil. Utilizamos esse processo dos compósitos voltado para a aplicação como “condutor” oxidante de células a combustível de óxido sólido, que são, por si só, dispositivos de conversão de energia de elevado rendimento e sem a geração de resíduos”, explica a docente do Programa de Pós-graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM). Uma célula a combustível de óxido sólido é um dispositivo capaz de transformar energia proveniente de reações químicas que ocorrem nos eletrodos em energia elétrica.

 

Rubens Maribondo do Nascimento pontua que o processo patenteado tem uma rota mais simples que a maioria dos demais e que permite a obtenção de materiais com boas características. Também autor da patente, o docente identifica que, com um processo eficiente e simples como o desenvolvido, há a redução de custos, situações que contribuem para a ampliação do campo de aplicação das células a combustível de óxido sólido.

 

O documento emitido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) tem a denominação Processo para obtenção de nanocompósitos à base de cobaltita de lantânio e óxidos de terras raras e havia sido depositado em 2011. Além de Dulce e Rubens, Moisés Rómolos Cesário, Daniel Araújo de Macedo, Braulio Silva Barros e Antonio Eduardo Martinelli também são inventores, envolvendo dessa maneira também pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Química.

 

A caminhada que culmina na carta-patente é longa, bem mais do que propriamente o tempo dos dez anos. Para Moisés, autor da tese que rendeu como fruto o patenteamento, aspectos como dedicação, perseverança e disciplina são fundamentais para construir um espírito crítico e de reflexão, contribuindo para consolidação de ideias como as que resultam num pedido de patente. “No meu ponto de vista, uma formação de nível pós-graduação de alto nível está intimamente relacionada a um espírito pesquisador-cientista que envolva esses aspectos no cotidiano. O objetivo do inventor é a concretização de ideias e a busca por novos desafios, predisposição essencial para um desenvolvimento sustentável e ambiental”, frisa o hoje pesquisador na University of the Littoral Opal Coast, na França.

 

Para o diretor da Agência de Inovação (AGIR), Daniel de Lima Pontes, a importância do patenteamento se reflete em quatro aspectos principais e o primeiro deles é propiciar a propriedade moral e financeira da tecnologia desenvolvida na Universidade. “A patente é o título de propriedade de um dado invento, assim como a escritura é para o instrumento que reconhece a propriedade de um bem tangível, como um imóvel. Um segundo aspecto é que a propriedade torna possível que apenas o titular ou terceiros com a sua permissão possam explorar economicamente o invento. Desta forma, através do sistema de patentes é possível obter recursos financeiros para novamente investir no desenvolvimento de novas tecnologias ou incrementos”, coloca.

 

Dentro da Universidade, a Agência de Inovação (AGIR) é a unidade responsável pela avaliação dos requisitos de patenteabilidade, tais quais a novidade, capacidade inventiva, aplicação industrial e suficiência descritiva. Daniel Pontes esclarece que outro aspecto no processo de patenteamento é justamente o reconhecimento da capacidade inventiva de um grupo de pesquisadores ou laboratórios no desenvolvimento de tecnologias em uma dada área do conhecimento, o que atrai investimento de empresas interessadas em novos desenvolvimentos.

 

“Por fim, há a importância que as patentes possuem na divulgação do conhecimento e auxílio na inovação, embora este viés seja ainda pouco explorado no Brasil por parte das empresas e instituições de pesquisa. Um dos critérios para deferimento de um pedido de patente é a suficiência descritiva do relatório descritivo. Portanto, o inventor precisa informar os detalhes técnicos de como produzir o invento. Assim, após o período de sigilo do relatório descritivo, todos têm acesso à descrição, facilitando assim que outros pesquisadores estudem o invento em detalhes para propor novos incrementos tecnológicos”, identifica o diretor.

 

Além de avaliar os requisitos de patenteabilidade, cabe à AGIR a proteção e gestão dos ativos de propriedade intelectual da UFRN, como patentes e programas de computador. Em tempos de pandemia, as orientações e explicações a respeito dos aspectos para patentear uma determinada invenção são dadas através do e-mail patente@agir.ufrn.br ou via aplicativos de mensagens, pelo telefone 99167 6589. As notificações de invenção, por sua vez, são feitas através do Sigaa, através da aba “pesquisa”. Em seguida, a equipe da AGIR entra em contato com o inventor para dar prosseguimento aos trâmites.

 

Compartilhe aqui:

RN: IPVA de veículos com placas de final 3 e 4 vence nesta terça-feira

 

Os proprietários de veículos com final de placas 3 e 4 têm até esta terça-feira (13) para aproveitar o desconto de 5% ao quitar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de uma única vez. O prazo vale também para quem optar pelo parcelamento, que pode ser feito em até cinco parcelas, sem acréscimos. O calendário de pagamentos do IPVA 2021 no Rio Grande do Norte continua sendo seguido normalmente e quem perder as datas poderá pagar o tributo com juros. As datas de pagamento são organizadas segundo o número final da placa dos veículos.

 

A Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) lembra os boletos estão disponíveis na internet, no site do Detran-RN (http://www.detran.rn.gov.br/). Como não há mais o envio do carnê aos contribuintes, a guia pode ser gerada a qualquer momento e, mesmo após o vencimento, o documento é automaticamente corrigido e os valores são atualizados. Isso vale também os condutores que parcelaram o IPVA no mês passado e que agora vão quitar a segunda parcela.

 

O subdiretor de controle de IPVA da SET-RN, Carlos Alberto Gomes, destaca que neste mesmo boleto já vem deduzido o desconto oferecido aos participantes da campanha Nota Potiguar, que concede uma redução de até 10% no valor integral do imposto para quem acumulou pontos no ano passado, independente da opção pelo pagamento em cota única ou parcelado.

 

Para gerar o boleto, o motorista precisa acessar o site www.detran.rn.gov.br/ e clicar na opção ‘consulta de veículos’. Em seguida, inserir a placa do veículo e o Renavam, sem pontos e hífens. Para finalizar, o último passo é escolher a geração de guia. Para os usuários do aplicativo Nota Potiguar, a geração também é simples. Basta abrir o app e escolher a opção IPVA, que fica na tela inicial, e o documento é gerado no próprio dispositivo.

 

O calendário com todas as datas dos demais veículos está disponível no site da SET-RN (www.set.rn.gov.br), no menu superior do portal. O cronograma de vencimentos segue até julho. Em todo o Rio Grande do Norte, cerca de 530 mil veículos estão aptos a pagar o IPVA deste ano. Desse total, 30,2 mil condutores foram contemplados com os descontos oferecidos pela Nota Potiguar, o que representa um valor total de descontos da ordem de R$ 2,5 milhões.

 

Compartilhe aqui:

Poucos reservatórios do RN receberam aporte hídrico das últimas chuvas

 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (12), indica que somente alguns poucos reservatórios da Região Oeste receberam recarga das últimas chuvas.

 

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que é a soma dos volumes dos reservatórios monitorados pelo Igarn, acumulam 1.857.506.562 m³, percentualmente, 42,44% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No último relatório, do dia 5 de abril, as reservas hídricas somavam 1.863.164.796 m³, equivalentes a 42,57% da sua capacidade total.

 

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.229.922.154 m³, correspondentes a 51,83% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Já no dia 5 de abril, o manancial estava com 1.235.565.027 m³, percentualmente,  52,07% do seu volume total.

 

A segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi, teve pequeno aumento de volume e acumula 161.031.070 m³, equivalentes a 26,85% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 159.109.668 m³, correspondentes a 26,53% do seu volume total.

 

A barragem Umari, terceira maior do Estado, localizada em Upanema, acumula 198.628.627 m³, equivalentes a 67,83% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No último relatório, o manancial estava com 199.051.746 m³, percentualmente, 67,98% do seu volume total.

 

Entre os reservatórios que receberam aporte hídrico, está o açude de Marcelino Vieira, que acumula 6.684.488 m³, correspondentes a 59,68% da sua capacidade total, que é de 11.200.125 m³. No dia 5 de março, o manancial estava com 6.246.075 m³, equivalentes a  55,77% do seu volume total.

 

Outro açude que vem recebendo água é o Flechas, localizado em José da Penha, que acumula 1.741.650 m³, percentualmente, 19,46% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. No relatório anterior ele estava com 1.535.088 m³, correspondentes a 17,15% do seu volume total.

 

O açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, acumula 5.608.040 m³, correspondentes a 67,78% da sua capacidade total, que é de 8.273.877 m³. No dia 5 de março, o reservatório estava com 5.566.017 m³, percentualmente, 67,27% do seu volume total.

 

O reservatório Riacho da Cruz II acumula 6.871.656 m³, equivalentes a 71,55% da sua capacidade total, que é de 9.604.200 m³. No último relatório ele estava com 6.860.388 m³, correspondentes a 71,43% da sua capacidade.

 

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.388.554 m³, equivalentes a 20,76% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No relatório anterior, o reservatório estava com 11.567.882 m³, percentualmente, 21,09% da sua capacidade.

 

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, acumula 8.689.294 m³, equivalentes a 19,56% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No dia 5 de março, ele estava com 8.735.355 m³, correspondentes a 19,66% do seu volume total.

 

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade e, portanto, são considerados em nível de alerta, são: Itans, localizado em Caicó, com 3,99%; Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,54% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 1%.

 

Já os mananciais, monitorados pelo Igarn, que permanecem secos, são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará. O reservatório Passagem das Traíras, continua em reforma na sua estrutura.

 

Situação das Lagoas

 

A lagoa de Extremoz recebeu mais água das últimas chuvas e acumula 10.801.106 m³, correspondentes a 98,02% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³. No relatório anterior, o manancial estava com 10.764.702 m³, percentualmente, 97,69% do seu volume total.

 

A lagoa do Bonfim acumula 42.014.190 m³, equivalentes a 49,86% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. No último relatório, o manancial estava com 42.213.231 m³, correspondentes a 50,09% da sua capacidade.

 

A lagoa do Boqueirão recebeu aporte hídrico e acumula 9.702.179 m³, equivalentes a 87,61% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. No dia 5 de março, o manancial estava com 9.615.071 m³, percentualmente, 86,82% do seu volume total.

 

Compartilhe aqui:

Detran inicia campanha de arrecadação de alimentos para famílias carentes

 

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou, nesta segunda-feira (12), uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis que serão destinados às famílias carentes que estão sendo afetadas economicamente pela crise ocasionada pela pandemia da covid-19. A medida tem como foco sensibilizar os usuários e servidores do Órgão para, quando forem realizar serviços presenciais nas unidades do Detran, sejam doados alimentos não perecíveis.

 

No momento, as unidades do Detran que estão com alguns serviços presenciais em andamento são as situadas nas cidades de Natal e Mossoró. Nessa situação, os setores de provas prática e teóricas de habilitação de condutores estão atendendo o público dentro de um protocolo de segurança sanitária estabelecido pelas autoridades de saúde.

 

De acordo com o coordenador de Habilitação de Condutores do Detran, Jonas Godeiro, a ação solidária vai ter pontos de arrecadação nas unidades de Natal e Mossoró. Todo o alimento arrecado será dividido em cestas básicas e entregues às famílias que estão passando necessidade. “Nosso objetivo é unir o Detran e seus usuários numa campanha humanista onde a nossa doação venha a ajudar e levar algum alento aos que mais sofrem com essa pandemia, que são justamente àquelas famílias mais vulneráveis economicamente”, explicou.

 

O procedimento para fazer a doação é simples. O usuário dos serviços do Detran quando forem realizar algum procedimento no órgão podem levar a doação. Nos locais de aplicação de provas teórica e prática de habilitação contam com estande de doação onde o servidor do Detran recebe o alimento e o acondiciona no local adequando. O plano é de todos os meses o Detran organizar a logística de distribuição dos alimentos que chegarão aos que mais precisam. “Pedimos a sensibilidade de todos, funcionários e usuários, nós podemos ajudar e vamos ajudar”, concluiu Jonas.

 

Compartilhe aqui:

Ipanguaçu é segundo município do RN a aprovar projeto de auxílio emergencial durante pandemia

 

O município de Ipanguaçu, no Oeste potiguar, aprovou projeto de lei de transferência de renda, com uma espécie de auxílio emergencial próprio, durante a pandemia da Covid-19. Inicialmente, cerca de 100 pessoas deverão ser contempladas com seis parcelas de R$ 220. A cidade é a segunda no estado a aprovar um auxílio do tipo.

 

Ipanguaçu é o segundo município no Rio Grande do Norte a aprovar projeto de transferência de renda durante a pandemia. Segundo a prefeitura, serão usados recursos que antes teriam como destino a realização de eventos. A primeira parcela deverá ser paga em maio.

 

O Programa de Benefício Eventual Municipal foi aprovado na última sexta-feira (9), na Câmara Municipal. Porém, ao contrário do modelo adotado pelo governo federal e outros municípios, a lei prevê que os beneficiários deverão prestar uma contraprestação de serviço de interesse da comunidade, além de se matricular em cursos ofertados pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

 

“O projeto fala justamente da qualificação. A gente pretende qualificar esse profissional para que ele possa adquirir um trabalho e garantir seu sustento. E outra pessoa entraria no programa no lugar dele”, afirmou o prefeito Valderedo Bertolo do Nascimento.

 

Ipanguaçu tem cerca de 15,6 mil habitantes. De acordo com a prefeitura, participará do programa quem estiver desempregado há mais de seis meses e morar no município. O benefício será pago a apenas uma pessoa da família. Segundo a prefeitura, quem recebe Bolsa Família e o auxílio emergencial do governo federal também poderá receber o recurso municipal.

 

“A gente vai fazer o cadastro dessas pessoas e atender as 100 famílias mais carentes do município. Mas à medida que tivermos disponibilidade financeira vamos aumentar o programa para atender mais pessoas”, afirmou ainda o prefeito.

 

G1RN

 

Compartilhe aqui:

RN recebe nova leva de vacinas contra Covid-19

 

O Governo do Rio Grande do Norte e a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) receberam nesta quinta-feira (8) uma carga de 69 mil vacinas contra a Covid-19. As doses que serão distribuídas aos municípios amanhã (9) estão divididas entre 32 mil da CoronaVac/Butantan e 37 mil da AstraZeneca/Fiocruz.

 

Seguindo a orientação do Ministério da Saúde, as vacinas serão direcionadas para a 1ª dose em idosos e trabalhadores das forças de segurança, que tiveram a vacinação iniciada nesta quinta-feira, e a 2ª dose para completar o esquema vacinal de trabalhadores de saúde e idosos de 74 a 70 anos.

 

As doses da AstraZeneca/Fiocruz serão divididas, de acordo com a nota técnica do ministério, entre a segunda dose para trabalhadores da saúde e a ampliação da primeira dose para idosos acima dos 65 anos. Já as CoronaVac/Butantan têm a destinação a completar o esquema vacinal de profissionais da saúde e idosos entre 70 e 74 anos, além de aplicação da primeira dose entre membros da segurança pública e pessoas entre 65 e 69 anos.

 

Com essa nova carga entregue no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, o RN completa 754.690 doses recebidas. Até a tarde de hoje, foram aplicadas 458.910 vacinas, em mais de 370 mil potiguares, que receberam pelo menos a primeira dose.

 

De acordo com a plataforma RN+ Vacina, 48% da população prevista para a 2ª meta do plano de vacinação potiguar já foi atingida com pelo menos uma vacina tomada. A meta de cobertura estimada pela Sesap é de 90% do público, representando 681.363 potiguares.

 

Compartilhe aqui: