16/04/2019
Por Edilson Silva em RN

Governo inicia segunda etapa do “Água Doce” com meta de atender 9 mil famílias

Para promover o acesso à água de qualidade de forma perene a nove mil famílias que vivem em localidades com escassez hídrica no semiárido potiguar, O Governo do RN, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), iniciou a segunda etapa Programa Água Doce (PAD).

Por meio de um convênio com Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR), serão investidos 10 milhões na implantação de 35 sistemas dessalinização em 24 municípios do Estado. O primeiro lote vai contemplar seis municípios: Pureza, Macau, João Câmara, Pedro Avelino e Pendências.

Durante essa semana, a equipe de mobilização social e sustentabilidade ambiental do PAD/RN realizaram reuniões de capacitação com as comunidades a serem beneficiadas e para a elaboração do acordo de gestão, um documento que define as regras de uso dos sistemas. Nesses acordos, a comunidade escolhe quem vai operar o dessalinizador, o horário e a quantidade de água a ser retirada por cada família, por exemplo.

Esse trabalho é realizado antes das obras físicas, como explica a consultora do PAD na Semarh, Marcia Egina: “O modelo adotado pelo programa requer a participação dos usuários, eles são treinados para manusear as tecnologias e fazer gestão compartilhada do benefício. Nossa intenção é estimular a autonomia das comunidades e frisar a importância dos cuidados técnicos, sociais e ambientais, visando garantir o funcionamento, a longo prazo, dos sistemas de abastecimento que receberão”.

Seu José Cícero Gomes, agricultor de Sebastião Andrade II, em Macau, disse, durante o treinamento, que todos da comunidade estão muito felizes e empolgados com a benfeitoria: “Todo mundo prometeu que vai cuidar muito bem da máquina, pois a felicidade é enorme de não depender mais de carro pipa” comemorou.

Entre os 35 sistemas que serão implantados nessa fase, dois serão movidos à energia solar e dois funcionarão como unidades demonstrativas (UD), onde a água do rejeito é aproveitada para a criação de tilápias e produção de erva-sal (atriplex), utilizada na produção de feno para a alimentação de ovinos e caprinos da região. A UD de Caatinga Grande, em São José do Seridó, também será revitalizada.

As comunidades que receberão os equipamentos foram escolhidas de acordo com o critério adotado pelo MMA que é o Índice de Condições de Acesso à Água (ICCA). Este índice leva em consideração os seguintes fatores: pluviometria, intensidade de pobreza, taxa de mortalidade infantil e o índice de desenvolvimento Humano (IDH).

Dilma Lucas, Coordenadora do PAD/RN, explica que as comunidades são indicadas por esse índice, porém para receberem o sistema existem outros requisitos. “A comunidade deve contar com no mínimo 20 famílias, já deve ter um poço perfurado com uma vazão em torno de 1000l/h, a salinidade da água desse poço tem que ser superior a 1000mg/l de sólidos totais dissolvidos e o terreno onde o dessalinizador será implantado deve ter decreto de domínio público emitido pela prefeitura”.

As obras civis de implantação dos sistemas iniciam na próxima segunda-feira (22). A empresa vencedora da licitação foi a EDS Energia e Desenvolvimento Sustentável LTDA.


09/04/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Boas chuvas foram registradas no fim de semana no RN; confira o boletim pluviométrico

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) destaca os municípios que tiveram registro de chuvas durante o fim de semana, em todas as regiões do estado.

Como nas semanas anteriores,  as regiões Oeste e Central tiveram o maior volume de chuvas. Destaque para Riacho da Cruz, Martins, Umarizal, São João do Sabugi e Parelhas. Confira abaixo boletim pluviométrico em outras cidades.

OESTE POTIGUAR

Riacho Da Cruz(Emater) 73,8
Martins(Particular) 73,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 60,2
Jose Da Penha(Emater) 48,4
Francisco Dantas(Emater) 42,0
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 40,7
Paraná(Emater) 40,0
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 39,7
Caraúbas(Particular) 32,9
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 31,1
Pendencias(Ana) 29,7
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 28,0
Apodi(Prefeitura) 25,0
Mossoró(Prefeitura) 25,0
Major Sales(Prefeitura) 21,1
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 20,5
Pilões(Prefeitura) 20,0
Severiano Melo(Prefeitura) 19,0
Messias Targino(Prefeitura) 16,3
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 16,2
Pau Dos Ferros(Particular) 15,0
Apodi(Base Fisica Emparn) 12,5
Venha Ver(Emater) 12,0
João Dias(Emater) 11,0
Encanto(Prefeitura) 10,0
Lucrécia(Emater) 9,5
Baraúna(Emater) 4,9
Upanema(Prefeitura) 4,6
Janduís(Emater) 3,6
Patu(Particular) 2,4
Areia Branca(Emater) 2,0
Campo Grande(Particular 2) 1,4
Assu(Emater/st. Casa Forte) 1,2
Coronel João Pessoa(Emater) 0,3

CENTRAL POTIGUAR

São João Do Sabugi(Emater) 62,0
Parelhas(Emater) 45,0
Angicos(Prefeitura) 37,4
Guamaré(Lagoa Doce) 20,0
Fernando Pedroza(Emater) 19,4
Florânia(Sitio Jucuri) 18,4
Lajes(Olho Dagua Dois Irmaos) 15,7
Equador(Particular) 14,4
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 8,7
São Jose Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 7,6
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 6,8
Pedro Avelino(Particular) 6,7
São José Do Seridó(Associação Usuários Água) 6,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 5,0
Acari(Particular) 4,7
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 4,6
Cerro Cora(Emater) 2,6
São Vicente(Emater(ex-particular)) 1,3
Santana Do Matos(Emater) 1,0
São Fernando(Emater) 0,5

AGRESTE POTIGUAR

Santa Maria(Sind.trab.rurais) 35,0
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 24,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 22,5
Jacana(Emater) 19,4
Sitio Novo(Prefeitura) 18,5
Parazinho(Emater – Ex-particular) 17,5
Serrinha(Emater) 16,6
Rui Barbosa(Emater) 13,4
João Câmara(Centro Saúde) 8,0
Boa Saúde(Emater) 5,7
Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 5,0
Tangara(Emater) 2,3
Monte Alegre(Emater) 2,0

LESTE POTIGUAR

Pedra Grande(Emater) 16,5
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 2,3
Montanhas(Prefeitura) 2,2
Natal 0,3


02/04/2019
Por Edilson Silva em RN

Reservatórios do RN estão com 24,5% da capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos de água. Segundo o Relatório de Situação Volumétrica, divulgado nesta segunda-feira (1º), as reservas hídricas totais superficiais acumulam 1.081.453.341m³, o correspondente a 24,51% do total que as bacias hidrográficas potiguares conseguem acumular, que é de 4.411.787.259m³.

Em termos comparativos, no mesmo dia 1º de abril em 2018, as reservas hídricas totais superficiais do estado somavam 520.292.353m³, correspondentes a 11,79% do máximo que conseguem acumular. Entre os reservatórios monitorados, quatro já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz.

Outros reservatórios já se encontram com mais de 70%, casos de Mendubim, em Assú, com 93,09% do seu volume total; Marcelino Vieira, com 81,31%; Rodeador, em Umarizal, com 79,59%; e Apanha Peixe, em Caraúbas em 71,83%.


02/04/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Emparn divulga boletim pluviométrico de chuvas no Rio Grande do Norte

O fim de semana foi de chuva em todas as regiões do RN. Em pelo menos cinco municípios, a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou precipitações de mais de 100 milímetros. No Oeste Potiguar, região com maiores volumes, quatro pluviômetros da Emparn superaram a marca entre a sexta-feira (29) e esta segunda-feira (1º).

Segundo maior volume do período no RN, o município de Portalegre teve 108,5 milímetros. Em Riacho da Cruz, o volume foi de 108,3 mm. Em Mossoró, principal cidade do interior do estado, a chuva foi de 106,5 milímetros e causou problemas nas avenidas e ruas. Em Pau dos Ferros, o pluviômetro anotou 101 milímetros de chuvas.

Apesar de a região Oeste ter concentrado mais a chuva, o maior volume do fim de semana foi registrado em Timbaúba dos Batistas, na Central Potiguar, com 137 milímetros.

No Leste Potiguar, os destaques foram Extremoz, com 98,4 mm, e Natal, com 96,6 mm. Na capital, as chuvas mais intensas começaram na noite desse domingo (31) e se mantiveram até a manhã desta segunda-feira (1º). O volume acumulado causou alagamentos nas vias e danificou semáforos.

Já no Agreste Potiguar, o melhor número foi em Monte Alegre, com 84 milímetros.

MESORREGIÃO OESTE POTIGUAR
Portalegre (Particular) 108,5
Riacho Da Cruz(Emater) 108,3
Mossoró (Prefeitura) 106,5
Pau Dos Ferros(Particular) 101,0
Campo Grande(Particular 2) 99,7
Paraú (Prefeitura) 99,4
Campo Grande(Particular) 94,3
Major Sales(Prefeitura) 84,4
Viçosa(Prefeitura) 82,4
Coronel João Pessoa(Emater) 81,2
Encanto(Prefeitura) 75,0
Felipe Guerra(Prefeitura) 73,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 71,2
Baraúna(Emater) 69,7
João Dias(Emater) 65,0
São Rafael(Emater) 64,6
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 64,0
São Rafael(Particular Ii) 63,4
Olho D’água Dos Borges(Particular) 60,8
Rafael Godeiro(Emater) 59,7
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 58,1
Paraná(Emater) 58,0
Janduís(Emater) 55,8
Tenente Ananias(Emater-st Mororó) 49,0
Severiano Melo(Prefeitura) 48,5
Patu(Particular) 48,0
Porto Do Mangue(Prefeitura) 47,1
Messias Targino(Prefeitura) 44,6
Caraúbas(Particular) 43,3
Riacho De Santana(Emater) 37,0
Areia Branca(Emater) 34,6
Ipanguaçu(Emater) 33,3
Apodi(Prefeitura) 30,0
Pilões(Prefeitura) 26,0
Jose Da Penha(Emater) 23,6
Apodi(Base Física Emparn) 22,7
Lucrécia(Emater) 22,7
Rafael Fernandes(Emater) 22,3
Francisco Dantas(Emater) 22,0
Grossos 21,1
Carnaubais(Emater) 20,0
Jucurutu(Emater) 18,5
Martins(Particular) 18,5
Água Nova(Prefeitura) 18,0
Assu(Emater/st. Casa Forte) 17,4
Ipanguaçu(Base Física Da Emparn) 17,3
Dr. Severiano(Emater) 15,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 12,0
Itajá(Emater) 8,0
Upanema(Prefeitura) 7,3
Tibau(Prefeitura) 4,9
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 3,2

MESORREGIÃO CENTRAL POTIGUAR
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbaúba) 137,0
São Fernando(Emater) 90,4
São João Do Sabugi(Emater) 90,0
Caicó(Emater) 86,5
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 84,0
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 64,3
São José Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 62,0
Caicó(Acude Itans) 61,6
Caicó(Acude Mundo Novo-emparn) 59,0
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 51,6
Cruzeta(Base Física Da Emparn) 51,5
Equador(Particular) 40,7
Florânia(Sitio Jucuri) 39,0
Fernando Pedroza(Emater) 38,0
Acari(Particular) 37,1
São Vicente(Emater(ex-particular)) 36,9
São José Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 35,3
Pedro Avelino(Base Física Da Emparn) 32,9
Santana Do Seridó(Emater) 29,9
Parelhas(Emater) 27,0
Pedro Avelino(Particular) 25,9
Angicos(Prefeitura) 23,4
Cerro Corá(Emater) 20,0
Lajes(Prefeitura) 17,5
Santana Do Matos(Emater) 17,5
Guamaré(Lagoa Doce) 16,2
São Bento Do Norte(Prefeitura) 15,0
Macau(Posto Nosso Barco) 11,4
Jardim De Angicos(Emater) 10,6
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 9,3
Lajes(Olho D’água Dois Irmãos) 5,0

MESORREGIÃO AGRESTE POTIGUAR
Monte Alegre(Emater) 84,0
Vera Cruz(Emater) 74,4
São Pedro(Emater) 46,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 43,0
João Câmara(Centro Saude) 33,1
Rui Barbosa(Emater) 32,1
Coronel Ezequiel(Particular) 30,0
Parazinho(Emater – Ex-particular) 26,1
Jaçanã(Emater) 17,5
Sítio Novo(Prefeitura) 15,0
Tangará(Emater) 11,3
Santa Cruz(Emater) 1,7

MESORREGIÃO LESTE POTIGUAR
Extremoz(Emater) 98,4
Natal 96,6
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 75,1
Baía Formosa(Destilaria Vale Verde) 70,5
Goianinha(Emater) 56,1
Espírito Santo(Prefeitura) 50,6
Maxaranguape(Particular) 50,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Física Da Emparn) 48,7
Ceará Mirim 40,0
Montanhas(Prefeitura) 8,8


31/03/2019
Por Edilson Silva em RN

Homem morre após ser atingido por raio durante pescaria no interior do RN

Um homem morreu nesta sexta-feira (29) após ser atingido por um raio, enquanto pescava na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no município de São Rafael, interior potiguar. Segundo a polícia, ele estava com amigos no Sítio Umburanas, zona rural da cidade, e, quando puxava uma rede de pesca, foi atingido pela descarga elétrica.

Joel Gomes de Lima tinha 27 anos. Os amigos dele o socorreram ao Hospital Municipal de São Rafael, mas, ao chegar lá, Joel morreu. Ele teve uma parada cardiorrespiratória, em decorrência do raio. O corpo dele foi levado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) de Caicó, Seridó potiguar.


28/03/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Confira volume de chuvas entre terça e quarta, especialmente, no interior do RN

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn)segue registrando chuvas, especialmente, no interior potiguar. Entre essa terça-feira (26) e quarta-feira (27), na região Oeste, destaque para Tibau (52 milímetros), Baraúna (39,7 milímetros) e Apodi (23,3 milímetros); na Central, muita água em São Vicente (113,4 milímetros), Pedro Avelino (53 milímetros), Caicó (52 milímetros) e Angicos (47 milímetros); no Agreste, Bento Fernandes (66 milímetros) e Parazinho (52,3 milímetros); na mesorregião Leste, Baía Formosa (17,6 milímetros), Espírito Santo (14,7 milímetros) e Extremoz (10,5 milímetros). Na capital potiguar, apenas 4 milímetros.

Confira outros municípios abaixo:

OESTE POTIGUAR

Tibau(Prefeitura) 52,0
Baraúna(Emater) 39,7
Apodi(Prefeitura) 23,3
Serra Do Mel(Prefeitura) 14,8
Pendências(Ana) 10,5
Itaú(Particular) 10,0
João Dias(Emater) 10,0
Assu(Emater/st. Casa Forte) 8,2
Apodi(Base Fisica Emparn) 7,6
Portalegre(Particular) 2,0
Jucurutu(Emater) 1,5
São Rafael(Emater) 0,5
São Rafael(Particular Ii) 0,3

CENTRAL POTIGUAR

São Vicente(Emater(ex-particular)) 113,4
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 53,0
Caico(Acude Mundo Novo-emparn) 52,0
Angicos(Prefeitura) 47,0
São Fernando(Emater) 36,0
São Bento Do Norte(Prefeitura) 32,0
Caico(Emater) 25,0
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 24,0
Cerro Cora(Emater) 21,9
Caico(Acude Itans) 12,3
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 12,3
Santana Do Matos(Emater) 10,5
Florânia(Sitio Jucuri) 7,6
Pedro Avelino(Particular) 7,6
Santana Do Serido(Emater) 4,5
Acari(Particular) 1,8
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 0,6

AGRESTE POTIGUAR

Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 66,0
Parazinho(Emater – Ex-particular) 52,3
Serrinha(Emater) 14,3
São Pedro(Emater) 5,2
Monte Alegre(Emater) 2,0
João Câmara(Centro Saude) 1,2

LESTE POTIGUAR

Baia Formosa(Destilaria Vale Verde) 17,6
Espírito Santo(Prefeitura) 14,7
Extremoz(Emater) 10,5
Canguaretama(Emater/barra De Cunhau) 8,6
Ceará-Mirim 7,0
Montanhas(Prefeitura) 5,9
Natal 4,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 1,7


25/03/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

RN tem o fim de semana mais chuvoso do ano; em Martins, chuva de 172,5 milímetros ‘enche’ cachoeira

O último fim de semana foi o mais chuvoso de 2019 e também com chuvas mais bem distribuídas. O monitoramento da Emparn, realizado de sexta (22) até hoje (25), mostra que choveu mais forte nas regiões Oeste e Central do estado, mas também, foram registradas chuvas nas regiões Agreste e Litoral Leste. Na região Oeste choveu com mais intensidade em Martins, 172,5 milímetros e João Dias onde choveu 120mm. A Cachoeira da Umarizeira, que estava seca há anos, encheu e formou uma forte correnteza.

Em 2016, o G1 esteve no interior do estado para mostrar a situação das cidades que sofriam com a seca. Em Martins, um guia turístico mostrou à reportagem o local em que corria a cachoeira que, na época, estava sem água.

Na região Central choveu neste fim de semana 145mm em São João do Sabugi e 77mm em Florânia. Esse volume mais intenso nas regiões Oeste e Central, é uma característica do principal sistema que provoca chuva no semiárido nordestino nesta época do ano, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Em Martins, que registrou 172,5 milímetros só neste fim de semana, a média para o mês de março inteiro é de 302 milímetros, com esse volume do fim de semana já choveu em março deste ano, 336 milímetros, ou seja, já choveu acima da média do município para o mês de março.

A previsão para o restante da semana é de mais chuva em todas as regiões potiguares. Mas deve chover com menos intensidade no litoral Leste e região Agreste. Já nas regiões Central e Oeste, a previsão é de chuvas mais intensas devido a atuação da Zona Convergência Intertropical (ZCIT).

G1


25/03/2019
Por Edilson Silva em RN

Registrada primeira sangria de 2019 de açude público do RN

Localizado no município de Ipanguaçu, o açude Pataxó é o primeiro reservatório público do Rio Grande do Norte a transbordar em 2019. A sangria aconteceu na última sexta-feira, 22, após as fortes chuvas que caíram na região. 

O açude tem armazenamento é de 15,017 milhões de metros cúbicos, segundo informações da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh). A última sangria do açude foi em 16 de abril de 2018.

Com informações do Agora RN


21/03/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

RN tem maior alta nas exportações em 5 anos

O Rio Grande do Norte registrou no primeiro bimestre a maior alta nas exportações dos últimos cinco anos. Entre janeiro e fevereiro, o estado enviou para o mercado internacional mais de 667 mil toneladas de produtos, resultando numa movimentação de US$ 92,4 milhões negociados. Isso representa um crescimento de 44,3% em comparação com o que foi exportado no primeiro bimestre de 2018.

O bom desempenho do setor exportador, no entanto, não foi acompanhado pelas importações potiguares, que registraram um leve decréscimo de 2,1% em relação ao que foi importado durante o mesmo intervalo do ano passado.

Neste primeiro bimestre, o RN importou 49,5 mil toneladas de produtos, o que representa um volume de US$ 23,1 milhões. No primeiro bimestre de 2018, o total chegou a US$ 23,6 milhões.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (20) pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, através da edição 42 do Boletim dos Pequenos Negócios, que pode ser conferido na íntegra no portal do www.rn.sebrae.com.br/ na seção ‘Estudos e Pesquisas’. A publicação traz uma síntese dos principais indicadores da conjuntura econômica do estado e, nesta edição, o informativo foi modernizado e ampliado com mais conteúdo para marcar a primeira versão com os indicadores de 2019.

De acordo com o boletim, o estado exportou no bimestre 64,6 mil toneladas de melão, o que resultou num volume de US$ 41,5 milhões negociados. As melancias foram o segundo item mais exportado. Ao todo, foram enviadas ao exterior 26,1 mil toneladas e um total comercializado de US$ 12,4 milhões. O terceiro produto foi o sal marinho (US$ 12 milhões), castanhas de caju (US$ 3,4 milhões) e querosene de aviação (US$ 2,8 milhões). Os principais destinos da pauta de exportação potiguar foram a Holanda, Reino Unido e Estados Unidos.

No que se refere às importações do bimestre, o RN importou 44,7 mil toneladas de trigo e misturas com centeio, o equivalente a US$ 9,7 milhões negociados. Esse foi o item mais demando pelo RN no mercado internacional. O cloreto de vinila apareceu no segundo lugar do ranking de importações (US$ 1,1 milhão), seguido do polietileno (US$ 1,1 milhão). Foram importados também US$ 668 mil em copolímeros de etileno e ácido acrílico e outros US$ 638 mil com a aquisição de bombas centrífugas. Esses produtos vieram principalmente de países, como Argentina, Estados Unidos e China.

Por Agência Sebrae


18/03/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

RN registra mais de 3 mil formalizações de MEI no bimestre

O Rio Grande do Norte teve um início de ano com um incremento na abertura de novos negócios. O número de formalizações como Microempreendedor Individual (MEI) chegou a 3.028 novas empresas entre janeiro e fevereiro. Os números são da Receita Federal e mostram a evolução dos negócios registrados nessa categoria jurídica entre as empresas optantes pelo Simples Nacional no estado. Com isso, o RN fechou o bimestre com 104.301 microempreendedores.

Esse segmento tem mostrado a relevância para a economia potiguar, por ser a principal porta de entrada de empreendedores no meio empresarial formal e também por movimentar a economia, com geração de renda. Hoje, os negócios enquadrados como MEI representam 68% das 157.736 empresas optantes pelo Simples no estado.


09/03/2019
Por Edilson Silva em RN

Reservatórios do RN devem acumular 50% do volume após inverno

O interior do Rio Grande do Norte está entrando na sua quadra invernosa. Os mananciais potiguares, em algumas regiões, já começaram a ter aumento de volume. Entre os 45 reservatórios monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas (Igarn), que possuem capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, a estimativa definida pelo setor de monitoramento é que, seguindo a perspectiva de um inverno dentro do normal, as reservas hídricas superficiais possam terminar o período de chuvas com, aproximadamente, 50% do total que conseguem acumular, que é de 4,411 bilhões de metros cúbicos.

O diretor-presidente do Igarn, Caramurú Paiva, ressalta que caso se confirme uma quadra invernosa dentro da normalidade e os reservatórios atinjam os 50% das reservas hídricas superficiais totais, o estado do Rio Grande do Norte atingirá sua melhor situação de abastecimento desde 2013, quando, ao final do inverno no interior, acumulou 45,01% da capacidade total das bacias hidrográficas. “Em 2014, acumulou 39,93%; em 2015, 26,99%; em 2016, 20,18%; em 2017, 17,72%; e 2018, 31,50%”, relembra o diretor.


08/03/2019
Por Edilson Silva em RN

Governo do RN inicia distribuição de sementes para 52,5 mil agricultores

O Governo do RN, por intermédio da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), inicia nesta quinta-feira, 7, a distribuição de sementes aos agricultores familiares cadastrados no Programa Banco de Sementes. O abastecimento dos bancos coincide com a consolidação da quadra chuvosa, prevista para este mês de março, período considerado propício ao plantio pelos especialistas.

Para o secretário de Agricultura, Guilherme Saldanha, as sementes chegam em uma boa hora com a consolidação das chuvas e devem atender as necessidades do pequeno produtor rural. “A governadora Fátima Bezerra é sensível a causa da agricultura familiar, e manteve o compromisso de dar continuidade a esse projeto tão importante de desenvolvimento social e econômico rural. As sementes chegam ao agricultor no momento certo, para que ele possa plantar seu roçado e manter sua produção de subsistência e comercializar seu excedente”, ressalta Saldanha.

Atualmente, o Rio Grande do Norte conta com 1.614 bancos de sementes, distribuídos por 159 municípios do Estado. Juntos eles atendem 52.565 agricultores cadastrados pelo Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RN). Para aquisição das sementes foram investidos R$ 7,8 milhões, provenientes do Tesouro Estadual.

Segundo o coordenador de Agropecuária da Sape, Antônio Carlos Magalhães, as sementes de milho, feijão, sorgo e arroz são destinadas principalmente ao plantio de subsistência e forragem animal. As variedades distribuídas são adaptadas às condições do semiárido do nosso Estado, permitindo precocidade e produção com baixo índice pluviométrico. São resultantes de um longo trabalho de pesquisas realizadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e pela Empresa de Pesquisas Agropecuárias do RN (Emparn).

“Este ano o Programa vai distribuir cerca de 700 toneladas de sementes. A reposição dos estoques de cada banco é aferida pelos técnicos da Emater no final de cada safra. A filosofia do Programa requer que os agricultores realimentem os bancos com as sementes produzidas, entretanto, a dificuldade em virtude da seca tem exigido que o Governo reponha plenamente esses estoques” explica Magalhães.

A distribuição das sementes fica sob a responsabilidade da Emater, por meio das suas 10 Gerências Regionais espalhadas pelo território potiguar que, em seguida, encaminham diretamente aos Bancos de Sementes de seus respectivos locais. Nesta primeira etapa de distribuição, as sementes a serem distribuídas são provenientes da Emparn, para atender as regionais do oeste: Pau dos Ferros, Mossoró e Umarizal. Nas duas semanas seguintes, serão atendidas as demais regionais: Assú, Caicó, Currais Novos, João Câmara, Santa Cruz, São Paulo do Potengi e São José de Mipibu.


01/03/2019
Por Edilson Silva em RN

RN: Caern prepara esquema especial de atuação de equipes no carnaval

Para o período de Carnaval 2019, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) preparou um esquema especial de atuação de equipes para todo o Estado. O objetivo da companhia é garantir que as necessidades da população de todas as sejam atendidas nos dias de folia, mantendo os serviços em funcionamento.

REGIONAL SERIDÓ

Na Regional Seridó, será mantido o mesmo esquema de rodízio que já vem funcionando por causa da escassez de água. Em todos os dias de Carnaval, haverá equipes de plantão nas cidades de Caicó, Currais Novos e Parelhas. Em casos de necessidade em outras cidades, serão convocadas as equipes locais. Para entrar em contato com a Caern na Regional, basta ligar para o 115 ou para o telefone 3421-9993.


23/02/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Previsão: semiárido potiguar terá chuvas dentro da média

Meteorologistas do Nordeste e do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), divulgaram nesta sexta (22), os o resultado das discussões e análises realizadas durante todo o dia de ontem (21), na sede da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN – Emparn. Para o semiárido potiguar, que abrange as regiões Central, Oeste e boa parte do Agreste, o volume de chuva deve ficar dentro da média, para o trimestre março, abril e maio.

A análise dos campos atmosféricos e oceânicos de grande escala (vento em superfície e em altitude, pressão ao nível do mar, temperatura da superfície do mar, entre outros), e dos resultados de modelos numéricos globais e regionais e de modelos estatísticos de diversas instituições de meteorologia do Brasil (FUNCEME, INMET, CPTEC/INPE) e do exterior indicou o período de março, abril e maio de 2019 na região Nordeste do Brasil as chuvas deverão ocorrer próximo da média climatológica.

Média de chuva (volume acumulado nos meses de março, abril e maio)

Mesorregião Chuva Média (mm)
Oeste 479,2
Central 378,3
Agreste 343,2
Leste 533,8
Estado 433,6

No Rio Grande do Norte, 92% do território é semiárido; engloba a região Central, Oeste e quase toda região Agreste. Portanto, saber como será o inverno é importante porque interfere diretamente em vários setores da economia, como agricultura, agropecuária e também no abastecimento de água.

De acordo com o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, durante a Reunião Climática, “foi observado que no Oceano Pacífico Equatorial há a continuidade do Fenômeno EL Niño com intensidade fraca, mas ocupando uma grande área na superfície desse oceano. A permanência dessa condição vem ocorrendo de acordo com os resultados dos modelos de previsão de anomalia de TSM, e projetam que essa condição permanecerá nos próximos meses”.

Os meteorologistas também observaram que o Oceano Atlântico Sul em média se manteve mais aquecido que a parte norte deste oceano. Essa condição termodinâmica no comportamento do   Oceano Atlântico é necessária para que ocorra o deslocamento e a manutenção da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT-Principal Sistema meteorológico causador das chuvas no Norte do Nordeste no período de fevereiro a maio), para posições mais ao sul da Linha do Equador, favorecendo assim, a ocorrência de chuvas regulares sobre a região Nordeste durante o período de março a maio de 2019.  Na Reunião Climática de janeiro, em Fortaleza/CE, a previsão foi de chuvas na média até acima da média para os meses de fevereiro, março e abril. E vem chovendo bem desde o início de fevereiro, até hoje (22), já são 105 municípios com volume acumulado de chuvas de normal a acima do normal, o que para os meteorologistas já caracteriza o início do período chuvoso no sertão potiguar.

Participaram da elaboração desse prognóstico para o período chuvoso no semiárido nordestino, representantes da Emparn, APAC (Agência Pernambucana de Águas e Clima), AESA (Agência Executiva de Águas do Estado da Paraíba), INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia), CPTEC/INPE e UFERSA (Universidade Federal Rural do Semiárido).

A previsão de que vai chover na média, já é bom prognóstico diante de um cenário de anos de seca, situação que melhorou um pouco no ano passado quando a média de chuva no Estado ficou apenas 7% abaixo da média. Bem diferente dos seis anos anteriores (2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017), que foram secos e choveu bem abaixo da média.


22/02/2019
Por Edilson Silva em RN

MPC recomenda a prefeitos de municípios em crise não gastar com festas de Carnaval

Procuradores do Ministério Público de Contas do Rio Grande do Norte (MPC/RN) recomendam a prefeitos de municípios em situação de emergência, que apresentem gasto com despesa de pessoal acima do limite legal ou que estejam em atraso quanto ao pagamento de salários evitem utilizar recurso público municipal para contratações relacionadas a eventos artísticos, culturais e festivos, incluindo a contratação de artistas, serviços de “buffets” e montagens de estruturas para eventos. O documento é assinado pelo procurador-geral do MPC, Thiago Martins Guterres, e pelos procuradores Ricart César Coelho dos Santos e Luciano Ramos.

Os procuradores justificam o Decreto nº 28.325, de 12 de setembro de 2018, assinado pelo governador do Rio Grande do Norte, que declarou situação de emergência em 152 municípios afetados por Desastres Naturais Relacionados com a Intensa Redução das Precipitações Hídricas em decorrência da Estiagem (seca), pelo prazo de 180 dias, cujos prejuízos teriam causado ao setor agropecuário do Rio Grande do Norte, incluindo-se a pesca, uma perda anual de receita da ordem de R$ 4,3 bilhões de reais, o que representa uma redução em torno de 50% na contribuição para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

O MPC também menciona a Portaria nº 291, de 15 de outubro de 2018, do Ministério da Integração Nacional – Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, que reconheceu a situação de emergência em 147 municípios do Estado do Rio Grande do Norte e ainda a anunciada intenção da governadora Fátima Bezerra de renovar a declaração da situação de emergência nos mencionados municípios.

Sobre o comprometimento dos municípios com os gastos de pessoal, a peça aponta relatório do Corpo Técnico do Tribunal de Contas do Estado mostrando que os índices da despesa total com pessoal de diversas Prefeituras dos Municípios do RN, inclusive os referentes ao 6º Bimestre de 2018, vêm extrapolando recorrentemente o limite legal estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal, o que impõe a proibições aos gestores, e a adoção das providências necessárias para eliminar o percentual excedente.

“Considerando que tal contexto fático é absolutamente incompatível com a realização de despesas públicas relacionadas com a promoção de festas carnavalescas, juninas, ou quaisquer outras, vez que diante da escassez de recursos, os órgãos Executivos municipais já endividados além do limite legal, e em estado de emergência, não podem priorizar gastos públicos não essenciais em detrimento de investimentos em áreas essenciais”, diz a recomendação.

Segundo os procuradores, a realização de despesas dessa natureza, em pleno estado de emergência ou grave descumprimento do limite legal de despesa do ente municipal, consubstancia flagrante violação ao arcabouço constitucional e legal, em vista da premente necessidade de medidas destinadas à diminuição das despesas públicas e a utilização racional dos recursos como forma de prevenir danos sociais futuros decorrentes da sua escassez, evitar a intensificação da estagnação econômica e do nível de pobreza presente nos municípios norte-riograndenses e, consequentemente, dos desequilíbrios interregionais e intra-regionais.

Confira aqui íntegra da Recomendação:


21/02/2019
Por Edilson Silva em RN

RN: Meteorologistas apresentarão previsões da quadra chuvosa

A partir de hoje (21) será realizada na sede da Emparn, a II Reunião de Análise Climática para o Semiárido do Nordeste Brasileiro. A reunião vai contar com a participação de meteorologistas dos centros de pesquisa da região Nordeste e do Centro de Pesquisa Tempo e Estudos Climáticos.

Durante a reunião, os meteorologistas vão analisar e discutir o comportamento das condições oceânico-atmosféricas e qual a influência delas na ocorrência de chuva no semiárido, no período de março a maio, inverno no sertão potiguar.


20/02/2019
Por Edilson Silva em Assu, RN

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está apenas com 20% da capacidade

As cidades atendidas pela adutora Médio Oeste, Triunfo Potiguar, Paraú, Campo Grande, Messias Targino, Janduís e Patu continuam em rodízio porque a captação na barragem Armando Ribeiro ainda não atingiu nível suficiente para o abastecimento ser regular.

Em função do baixo volume da Armando Ribeiro a cidade de Patu vem apresentando irregularidade no abastecimento. A Armando Ribeiro está com apenas 20% de sua capacidade, mesmo com as boas chuvas registradas neste início de 2019, e no ano passado chegou a entrar no volume morto.

A redução no nível da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves vem trazendo dificuldades também para o abastecimento das cidades atendidas pela Adutora Sertão Central, a partir do Canal do Pataxó. As cidades de Angicos, Fernando Pedrosa, Lajes, Caiçara, Pedra Preta, Cachoeira do Sapo, Jardins de Angicos, Riachuelo e a comunidade de Mulugum são os locais afetados pelo abastecimento irregular.

Com a situação de escassez hídrica, a Caern providenciou o bombeamento da água do rio Piranhas-Açu para o Canal do Pataxó, porque a redução do nível na barragem não permitia mais que a água chegasse naturalmente, por gravidade. Atualmente a situação está controlada, mas a redução no nível da barragem pode impactar o abastecimento no futuro.

Cidades que ainda não tiveram problemas, mas em caso de redução considerável do volume de água da barragem terão que ter avanço nas bombas que captam água são Carnaubais, Pendências e Alto do Rodrigues. Estas três cidades captam diretamente do Rio Piranhas/Açu. O mesmo ocorre com a cidade de São Rafael, que poderá ter sua captação mudada dentro da barragem Armando Ribeiro caso não haja mudança no volume de água. Com informações do Portal Grande Ponto.


19/02/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Artesãos potiguares venderam cerca de R$ 661 mil na Fiart 2019

Com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas-RN) e Governo Cidadão via empréstimo com o Banco Mundial, os cerca de 250 artesãos, que participaram da Feira Internacional de Artesanato (Fiart), venderam R$ 660.584,00 mil em produtos, nos 10 dias do evento. A Fiart foi realizada no Centro de Convenções de Natal, entre o dia 31 de janeiro e 03 de fevereiro.

Foram mais de 7 mil produtos vendidos de todas as tipologias como Esculturas, brinquedos, pinturas, roupas, objetos decorativos, utensílios, cama, mesa e banho. O espaço do Governo ocupou uma área de 1.400 metros quadrado, com seis salões de mestres e cerca de 50 estandes.

“Esse número de vendas mostra o quanto o artesanato potiguar é importante para economia. Em apenas 10 dias esses artesãos venderam milhares de produtos. Precisamos investir em mais espaços de comercialização para que o artesão comercialize na sua região e que ele ganhe autonomia financeira. O Proarte-RN vai buscar atuar na interiorização do artesanato, de modo articulado a interiorização do Turismo, para que nosso artesanato seja ainda mais valorizado, dentro e fora do estado”, ressaltou a secretária da Sethas-RN, Iris de Oliveira.

Esse ano foram beneficiados artesãos de 44 municípios, 43 associações, 05 cooperativas, 12 empreendimentos solidários, além de instituições públicas como a Fundase-RN com artesanato dos socioeducandos, o “Projeto Tranforme-se” com artesanato produzido pelas internas da penitenciária João Chaves e a Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecafes).

Atualmente, o artesanato potiguar consolida-se como uma fonte de renda para famílias que buscam melhorias nas condições socioeconômicas. Buscando incentivar essa cadeia produtiva, o Programa do Artesanato do Estado do Rio Grande do Norte (Proarte-RN), atua na valorização, divulgação e comercialização dos trabalhos realizados por artesãos independentes, associações, cooperativas e grupos de produções dos 167 municípios. O programa também incentiva a participação dos artesãos potiguares em feiras, exposições e eventos, realiza o cadastro dos artesãos e emite a Carteira Nacional do Artesão.


17/02/2019
Por Edilson Silva em RN

Rio Grande do Norte lidera a produção de energia eólica no Brasil

O Rio Grande do Norte atingiu novo recorde energético ao alcançar 4 GW em potência instalada a partir de parques eólicos. A marca foi alcançada na quinta-feira, 14, com a entrada em operação comercial de dois parques de propriedade da Companhia Paranaense de Energia (Copel), localizados no município de São Bento do Norte, no litoral potiguar.

Com a entrada em operação dos novos empreendimentos, o estado passa a ter 151 parques eólicos em funcionamento. A geração de energia por fonte eólica já representa 86% de toda a potência instalada do estado potiguar. Uma conquista iniciada há mais de dez anos, a partir da atuação do senador Jean Paul Prates (PT-RN), que, à época, era secretário estadual de Energia do Rio Grande do Norte.

Nesta função, ele encabeçou uma campanha junto ao Ministério das Minas e Energia para que as fontes renováveis passassem a ser incluídas nos leilões de energia do Brasil.

A conquista dos 4 GW garante a manutenção do Rio Grande do Norte como líder absoluto em três quesitos: maior capacidade eólica instalada no Brasil, maior geração de energia por fonte eólica do país e a maior matriz eólica nacional.

A notícia foi bastante comemorada pelo senador Jean Paul Prates, que além de precursor das fontes renováveis no Rio Grande do Norte é também fundador e ex-presidente do CERNE (Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia), instituição de apoio e monitoramento do setor energético no Nordeste Setentrional.

“Considero que essa é uma marca histórica, mais uma que o Rio Grande do Norte atinge, sempre à frente nas conquistas do setor eólico nacional. Isso reforça a responsabilidade do Estado em ser o protagonista e o líder desse setor. Pretendo continuar perseverando, ajudando o RN a se organizar para receber novos empreendimentos, manter o status de melhor ambiente operacional e de investimentos para energia eólica do Brasil. Queremos manter o RN na frente”, ressaltou o Senador.


12/02/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Semana terá céu parcialmente nublado e chuva em todo RN

A previsão do tempo da Empresa de Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) mostra que o céu ficará parcialmente nublado e pode ter pancadas de chuva em todas as regiões do estado nesta semana.

De acordo com a Emparn, a instabilidade se deve pela presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Nesta terça-feira (12), as temperaturas em Natal e região metropolitana podem variar entre 24° C e 32° C. Em Mossoró, Currais Novos e Pau dos Ferros, as mínimas também são 24° C e as máximas podem chegar a 36º C.




Facebook


Twitter