RN

Com 100% dos leitos ocupados, UPA de Parnamirim manda pacientes para Caicó

 

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança, a única de Parnamirim, na Grande Natal, atingiu na manhã desta terça-feira (23) 100% de ocupação dos leitos – tanto os gerais quanto os mais críticos. Com isso, a unidade precisou fechar o atendimento, por até 6 horas, para pacientes das classificações “azul” e “verde”.

 

Apenas os pacientes mais graves, das classificações “laranja” e “vermelho”, estão sendo acolhidos, mas precisam aguardar liberação de leitos para internação ou são encaminhados para outros hospitais.

 

De acordo com o diretor da UPA, Henrique Costa, a maioria dos pacientes internados está com Covid-19, sendo quatro intubados. Ao todo, a unidade dispõe de 28 leitos, sendo que 15 estão preenchidos com casos de coronavírus. Além disso, a equipe médica foi reforçada.

 

Henrique afirmou que dois pacientes devem ser transferidos nas próximas horas para Caicó, o que vai liberar dois leitos na UPA. Eles serão transferidos de avião para o interior porque não há leitos disponíveis na Grande Natal.

 

“Estamos com dois pacientes para serem transferidos para Caicó. Estamos encaminhando para a Base Aérea, de onde serão transportados através de avião para a gente dar condição de saúde mais adequada”, complementou.

 

Agora RN

Compartilhe aqui:

Nota dos bispos do RN sobre a pandemia da Covid-19

 

PROVÍNCIA ECLESIÁSTICA DO RIO GRANDE DO NORTE

 

NOTA

 

Queridos irmãos e irmãs,

 

Como Bispos das Igrejas Particulares de Natal, Mossoró e Caicó, voltamos a nos dirigir ao querido povo de Deus que está no Rio Grande do Norte.

 

A Pandemia da Covid-19 apresenta, nesse período, um agravamento e requer de todos a união pela vida. Vivemos em um tempo de muito compromisso para com todos e com nós mesmos, no enfrentamento da doença que atinge de forma rápida e a nossa gente.

 

A nossa responsabilidade social deve ser prioridade, especialmente quanto ao convívio diário com a nossa família, ambiente de trabalho, nas missas e com todos os nossos irmãos que partilham conosco a caminhada pela vida.

 

Com o objetivo de vencer a batalha, devemos intensificar todas as medidas de controle da transmissão do vírus e manter rigorosamente os protocolos necessários de distanciamento social, uso de álcool em gel, verificação de temperatura e uso correto da máscara, como instrumentos para garantir a nossa proteção e de todos que amamos e queremos manter em nossa companhia.

 

A nossa preocupação será sempre pelo bem comum e, para isso, devemos mobilizar a todos para que, em seu dia a dia, mantenham com muito zelo e persistência o uso desses cuidados, contribuindo com o bem maior: a saúde, e, juntos, vencermos essa luta contra a Covid-19.

 

É grande a nossa preocupação com a vida e, nesse propósito de preservação, apelamos a consciência de todos e a cada um irmão e irmã em particular que possa refletir a importância de contribuir com muito zelo nos cuidados necessários e, acima de tudo, compreender que está em nossas mãos amenizar com nossas atitudes o impacto avassalador da doença que precisa do ato individual de amor ao irmão mais vulnerável no seu processo de prevenção e cura.

 

Caros irmãos e irmãs, façamos a nossa parte que exige apenas a atenção e os cuidados com você e com todas as pessoas que estão em seu entorno.

 

Como pastores do Povo de Deus que nos foi confiado, manifestamos nossa solidariedade e orações às famílias que passam pelo sofrimento da perda de seus entes queridos e ressaltamos a importância da sensibilidade de todos para a prática da “oração a luz do Evangelho” e dos gestos concretos de assistência aos mais necessitados.

 

Essa é uma forma de amar e dizer ao outro que caminhemos juntos e lutemos juntos para alcançar o bem comum, a vida em plenitude.

 

Por fim, pedimos aos senhores padres, que esta nota seja lida em todas as missas, no próximo final de semana, dias 27 e 28 de fevereiro.

 

Invocando a intercessão das nossas Santas Padroeiras, Nossa Senhora da Apresentação, Santa Luzia e Sant’Ana, enviamos a nossa paternal benção no Senhor.

 

Natal (RN), 23 de fevereiro de 2021.

 

Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo de Natal

 

Dom Mariano Manzana
Bispo de Mossoró

 

Dom Antônio Carlos Cruz
Bispo de Caicó

 

Compartilhe aqui:

Com novas variantes da covid-19 no RN, hospitais enfrentam superlotação de leitos

 

O Rio Grande do Norte tem enfrentado um novo aumento de casos da covid-19 e uma consequente superlotação de leitos para tratamento da doença. No fim de semana, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) confirmou, por meio de pesquisa realizada pelo Instituto de Medicina Tropical (IMT), que duas novas variantes da covid-19 já circulam no estado potiguar. Esse registro coloca o RN em alerta, já que as duas linhagens do SARS-CoV-2 são associadas a possível maior dispersão e transmissibilidade do vírus. A confirmação vem no momento em que o estado potiguar registra mais de 80% de ocupação dos leitos críticos.

 

No início desta segunda-feira (22), o Regula RN, plataforma que monitora a situação de leitos, mostrou que a ocupação geral de UTIs no estado está em 84,1%. A situação mais crítica é na região metropolitana, que tem 89,9% dos leitos ocupados. No domingo (21), esse percentual chegou a ultrapassar os 90%. Na região Oeste, a ocupação está em 80,2%, enquanto que o Seridó registra taxa de 68,6%.

 

Dos 20 hospitais do RN que atuam no tratamento de pacientes com a covid-19, nove estão com 100% dos leitos ocupados, são eles: Hospital de Campanha de Natal, Hospital Universitário Onofre Lopes, Hospital Regional Tarcísio Maia, Hospital Manoel Lucas de Miranda, Hospital Maternidade do Divino Amor, Hospital Municipal Aluízio Bezerra, Hospital Regional Alfredo Mesquita, Hospital Regional de João Câmara e Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal. Há ainda três unidades com ocupação em 90%, como o Hospital João Machado (96,5%), Hospital Giselda Trigueiro (96,2%) e o Hospital Regional Dr. Cleodon (90%).

 

De acordo com a mais recente atualização epidemiológica da Sesap, o RN está com o acumulado de 160.671 casos da covid-19 e outros 78.856 seguem como suspeitos. Um total de 3.482 potiguares já perderam a vida em decorrência do coronavírus.

 

Após a confirmação das novas variantes da covid-10 no RN, a secretaria emitiu um alerta sobre a importância dos cuidados. “O Governo do Estado e a Sesap reforçam a importância de intensificar todas as medidas de controle da transmissão do vírus, evitando aglomerações, intensificando as medidas de vigilância, isolamento de todos os sintomáticos, o reforço do isolamento social, o uso correto da máscara em todos os espaços públicos e privados para que a gente consiga conter essa segunda onda e reduzir o número de casos e consequentemente de internação, nesse momento em que a lotação dos hospitais públicos e privados encontram-se nos seus limites máximos”, disse o secretário de Saúde, Cipriano Maia.

 

As duas linhagens do SARS-CoV-2 são associadas a possível maior dispersão e transmissibilidade do vírus, o que faz o estado entrar em alerta. As linhagens P1 e P2 foram identificadas em amostras coletadas entre os meses de dezembro de 2020 e janeiro e fevereiro de 2021. 23 amostras pertencem à linhagem P1, destas 15 delas são da cidade do Natal, duas de João Pessoa-PB, uma de Ingá-PBce uma de Conde-PB. Outras quatro são de pacientes da cidade de Manaus (AM), que foram internados no Hospital Universitário Lauro Wanderley em João Pessoa. Além disso, 46 amostras confirmam que a linhagem P2, inicialmente com comprovação de circulação no Rio de Janeiro, já circula no RN.

 

O secretário também reforçou que o sistema de saúde está em intenso estresse, os trabalhadores com sinais de esgotamento nesse contexto com o aumento de casos. “E essa notícia só reforça e confirma o acerto das medidas tomadas pela governadora e exige, cada vez mais, que todos os municípios intensifiquem as ações propostas no decreto e com isso a gente possa frear a transmissibilidade. Intensificar as ações de controle na atenção básica, na vigilância de cada município, para assim a gente conseguir ter êxito e reverter essa situação que assola o Brasil e o Estado do Rio Grande do Norte. O apelo é para que possamos reforçar todas as medidas, na parceria do governo com a sociedade para que possamos intensificar as medidas de controle”, disse ele.

 

Ações intensificadas

 

Diante do crescimento da taxa de ocupação de leitos Covid no Rio Grande do Norte, com percentual acima dos 80%, o Governo do Estado, através da Sesap, informou que está trabalhando para abertura de 39 novos leitos críticos de UTI Covid na Região Metropolitana de Natal: 09 no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), 10 no Hospital Giselda Trigueiro, 10 no Hospital de Campanha de Natal (com disponibilização de equipamentos), 05 leitos no município de São Gonçalo do Amarante e 05 em Parnamirim. Desses leitos, 13 já estão disponíveis, seis leitos no HUOL e sete no Hospital de Campanha de Natal. E 26 leitos críticos em processo de operacionalização para ser disponibilizado o mais breve possível no sistema de Regulação do Estado.

 

O Governo do Estado entrará em parceria com os hospitais municipais fornecendo kits completos de UTI (monitores, ventiladores e bombas de infusão), o que garante a abertura dos leitos.  “Estamos numa força tarefa, finalizando os reparos estruturais para a montagem dos leitos com todo o suporte necessário”, afirma Maura Vanessa Sobreira, Secretária Adjunta da Sesap.

 

Compartilhe aqui:

ALRN registra 46 casos de Covid-19; três deputados são infectados

 

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte tem 46 casos casos confirmados de Covid-19, uma preocupação para servidores e parlamentares. No ano passado, cinco funcionários da ALRN morreram por causa da doença.

 

Entre os casos confirmados de Covid-19 na Assembleia, três são parlamentares: Getúlio Rêgo (DEM), Kelps Lima (Solidariedade) e Isolda Dantas (PT). Os três se recuperam em casa, cumprindo o isolamento.

 

Getúlio Rêgo testou positivo há duas semanas, quando cancelou a agenda política e publicou comunicado em uma rede social. “Estou clinicamente bem, apenas com alguns sintomas gripais”, postou. Por telefone, neste sábado (20), o deputado comemorou a recuperação. “Estou sem febre, respirando normal, recuperando o apetite. A doença é muito debilitante, mas a gente está cumprindo os protocolos, isolado. Já estou no 14º dia, e, graças a Deus, a evolução está muito boa”.

 

Compartilhe aqui:

UFRN confirma presença de novas variantes do coronavírus no RN

 

O Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) participou do sequenciamento genético do coronavírus, observando que novas variantes do vírus estão circulando no RN. A diretora do IMT-UFRN, Selma Maria Bezerra Jerônimo, alertou ainda sobre o “aumento importante” na quantidade de testes positivos para covid-19 desde dezembro de 2020, chegando a 64% de exames positivos realizados pela unidade em fevereiro de 2021.

 

A pesquisa que confirmou a circulação de novas variantes do coronavírus foi realizada por meio do sequenciamento genético e está analisando 91 amostras do SARS-CoV-2, provenientes do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Com materiais genéticos coletados nos meses de dezembro de 2020 e janeiro e fevereiro de 2021, foi possível identificar a linhagem P1 que foi inicialmente encontrada em Manaus (AM), além da linhagem P2 , descrita no Rio de Janeiro e que está se disseminando pelo Brasil.

 

Selma Jerônimo ressalta que as amostras foram coletadas em dezembro de 2020 e as variantes vêm circulando no Nordeste desde esse período, o que mostra a importância da manutenção da vigilância. Além disso, como as novas mutações do vírus estão associadas a uma possível maior dispersão, ela também reforça a importância das medidas de prevenção, como distanciamento social, higiene das mãos e uso de máscaras.

 

A pesquisa foi financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pelo Ministério da Educação (MEC), com a colaboração de pesquisadores do Laboratório de Bioinformática do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC-MCTI), Ana Tereza Vasconcelos; do IMT-UFRN, Selma Jerônimo e Francisco Freire; do Departamento de Biologia Celular e Genética (DBG-UFRN), Lucymara Fassarella Agnez Lima e Katia Castanho Scortecci; além do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

 

A inciativa é ainda parte da Rede Corona-ômica-RJ da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) e da Corona-ômica-BR, que é financiada pelo MCTI, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Os resultados do estudo foram comunicados às Secretarias de Saúde do Município de Natal e do Estado do RN, para que tomassem conhecimento e efetuassem as medidas cabíveis.

 

UFRN

Compartilhe aqui:

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves permanece com mais de 50% da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quinta-feira (11), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam 1.852.570.178 m³, correspondem a 42,33% da capacidade total de reservação dos mananciais potiguares monitorados. No dia 11 de fevereiro de 2020, as reservas hídricas do RN somavam 950.421.609 m³, percentualmente, 21,77% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior manancial localizado no RN, acumula 1.210.736.386 m³, equivalentes a 51,02% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No início de fevereiro do ano passado o reservatório estava com 524.843.309 m³, correspondentes a 22,12% da sua capacidade.

Já Santa Cruz do Apodi, segunda maior barragem do Estado, reserva 163.794.460 m³, correspondentes a 27,31% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 109.976.674 m³, equivalentes a 18,34% do seu volume máximo.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 205.186.974 m³, equivalentes a 70,07% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 82.769.791 m³, que correspondiam a 28,27% do seu volume total.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.209.226 m³, equivalentes a 20,44% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava seco.

O reservatório Marechal Dutra, localizado em Acari, reserva 8.781.416 m³, correspondentes a 19,77% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período de fevereiro o manancial estava com 3.016.254 m³, percentualmente, 6,79% da sua capacidade.

O açude de Lucrécia acumula 6.121.330 m³, equivalentes a 24,73% da sua capacidade total, que é de 24.754.574 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 1.376.245 m³, que correspondiam a 5,56% da sua capacidade.

Já o açude Mendubim, localizado em Assu, acumula 55.480.211 m³, o correspondente a 70,72%, dos 77.357.134 m³, que são a sua capacidade total. No mesmo período de fevereiro o manancial estava com 55.966.636 m³, percentualmente, 72,35% do seu volume total.

O reservatório Dourado, localizado em Currais Novos, reserva 4.939.317 m³, equivalentes a 47,85% da sua capacidade total, que é de 10.321.600 m³. No mesmo período do ano passado o açude estava com 305.736 m³, que correspondiam a 2,96% do seu volume máximo.

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.040.000 m³, correspondentes a 72% dos 7.000.000 que compõem a sua capacidade total. No mesmo período do ano passado o reservatório estava seco.

O reservatório Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, represa 7.766.667 m³, equivalentes a 77,67% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos. No mesmo período de fevereiro do ano passado o açude estava com 6.533.333 m³, percentualmente, 65,33% da sua capacidade.

Os reservatórios, monitorados pelo Igarn, que estão com níveis acima dos 60% são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 73,01; Encanto, localizado em Encanto, com 62,52%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 58,27%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 57,31% e Morcego, localizado em Campo Grande, com 52,83%.

Os mananciais monitorados pelo Igarn, que estão com volumes inferiores a 10%, por tanto na situação de nível de alerta, são: Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,77%; Flechas, localizado em José da Penha, com 4,86%; Itans, localizado em Caicó, com 4,33% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,56%.

Nos açudes que estão completamente secos são apenas dois: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará. O reservatório Passagem das Traíras, permanece em obras não sendo possível a acumulação de água no reservatório.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.182.251 m³, correspondentes a 92,4% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.063.950 m³, equivalentes a 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.375.524 m³, correspondentes a 84,66% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Compartilhe aqui:

RoLeo: nova atração da TV Tropical estreia neste sábado

A espera acabou. A TV Tropical estreia, neste sábado (6), uma nova atração que promete conquistar a todos pela qualidade e inovação. Comandado por um velho conhecido do povo potiguar, Leo Souza, o programa tem a missão de contar as histórias do povo do Rio Grande do Norte e conectar, cada vez mais, o telespectador à cultura e às raízes do nosso estado. Com uma tecnologia multiplataforma, o ‘RoLeo Tropical’ começa às 13h30 e pode ser acompanhado pela televisão, pelo Portal da Tropical e pelas redes sociais: YouTubeFacebook e Instagram @tvtropicalrn

“A gente se conecta sempre com uma boa conversa. Por trás de toda pessoa, há uma história, não se pode subestimar. A gente se reconhece através da realidade do outro”, comenta emocionado o apresentador Leo Souza. Ele está de volta às telinhas após dois anos de estudo e trabalho que renderam novas histórias e reconhecimento nacional. “Estamos animados com a repercussão que tivemos durante o anúncio e primeiras gravações do novo programa. Esperamos atender as expectativas dos internautas e também telespectadores, levando conteúdo de qualidade com entrevistas simples de pessoas reais e entretenimento diferenciado para a televisão”, complementa. 

A proposta é fazer um programa 100% regional, em uma emissora que é genuinamente potiguar e que valoriza a sua terra. Com uma hora e meia de reportagens, a apresentação de entrevistas, projetos e cenários construídos por Leo Souza tem um formato especial. “Diferente do que fiz ao longo dos anos, a TV Tropical tem investido na pesquisa de conteúdo, que deu um peso de qualidade no que apresentamos. Só para ter ideia, uma equipe viaja antes para os destinos, pesquisa e conhece as pautas e só depois chegamos com a equipe do programa para a captação. Isso ninguém nunca fez”, acrescentou.

Em conversa com a reportagem do Portal da Tropical, Leo Souza já adiantou um spoiler do que vem por aí no programa de estreia: “Criamos um quadro para esse recomeço na tv aberta chamado ‘RN Profundo’. A ideia é mostrar as histórias de vida que há por trás das pessoas que vivem em lugares inóspitos do nosso estado. Neste sábado vamos até à comunidade do Calabouço, em um vale que fica entre o RN e a Paraíba. Vamos contar a história do João, um garoto autodidata que pegou o tronco de uma árvore, criou uma rabeca, colocou crinas de cavalo e aprendeu a tocar sozinho”, relata o apresentador. 

Para conhecer a história de João, o jovem músico autodidata, e de tantos outros potiguares, basta acompanhar o RoLeo, todo sábado, a partir das 13h30, na tela da TV Tropical.

Compartilhe aqui:

Reservas hídricas do RN iniciam fevereiro com mais de 42% da capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quinta-feira (04), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam 1.875.075.520 m³, correspondentes a 42,84% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 04 de fevereiro de 2020, o volume das reservas hídricas superficiais do RN era de 959.530.700 m³, equivalentes a 21,92% da capacidade total de acumulação das reservas Estaduais. 

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.222.022.132 m³, equivalentes a 51,5% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Já no mesmo período do ano passado, o manancial acumulava 531.601.489 m³, que correspondiam a 22,40% do seu volume total.  

Já a segunda maior barragem do Estado, Santa Cruz do Apodi, está represando 165.185.420 m³, correspondentes a 27,54% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No início de fevereiro de 2020 o reservatório acumulava 110.937.375 m³, equivalentes a 18,50% da sua capacidade. 

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 207.091.010 m³, equivalentes a 70,72% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Em 04 de fevereiro de 2020, a barragem acumulava 83.300.650 m³, correspondentes a 28,45% do seu volume total. 

A barragem de Pau dos Ferros acumula atualmente 11.523.050 m³, correspondentes a 21,01% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No início de fevereiro do ano passado o reservatório estava seco de acordo com o monitoramento do Igarn. 

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, acumula 8.976.419 m³, equivalentes a 20,21% do seu volume total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo perído do ano passado o manancial estava com 3.006.307 m³, correspondentes a 6,77% da sua capacidade. 

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, está represando 1.623.500 m³, correspondentes a 14,94% do seu volume total, que é de 10.865.000 m³. No início de fevereiro do ano passado o manancial estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade. 

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 12.406.360 m³, correspondentes a 57,96% da sua capacidade total, que é de 21.403.850 m³. O reservatório estava com 12.614.978 m³, correspondentes a 58,94% da sua capacidade total, em fevereiro do ano passado. 

O açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, está represando 4.918.970 m³, correspondentes a 59,45% da sua capacidade total, que é de 8.273.877 m³. O manancial estava com 2.723.583 m³, correspondentes a 32,92% da sua capacidade no mesmo período do ano passado. 

O reservatório Morcego, localizado em Campo Grande, acumula 3.671.235 m³, equivalentes a 54,73% do seu volume total, que é de 6.708.331 m³. No início de fevereiro de 2020 o manancial estava com 1.984.267 m³, correspondentes a 29,58% da sua capacidade. 

O açude de Encanto está represando 3.256.623 m³, correspondentes a 62,72% da sua capacidade total, que é de 5.192.538 m³. O reservatório estava com 3.842.240 m³, correspondentes a 74% da sua capacidade, no início de fevereiro de 2020. 

O reservatório Pataxó, localizado em Ipanguaçu, acumula 7.641.236 m³, equivalentes a 50,88% da sua capacidade total, que é de 15.017.379 m³.  O manancial estava com 9.825.286 m³, correspondentes a 65,43% do seu volume total, no início de fevereiro do ano passado.

Os reservatórios, monitorados pelo Igarn, que estão com volumes superiores a 70% das suas capacidades, além  de Umari, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 72,67%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 78,5% e Mendubim, localizado em Assu, com 72,45% do seu volume total. Passagem das Traíras, em São José do Seridó, ainda permanece em obras não podendo acumular grande quantidade de água.

Já os reservatórios considerados em nível de alerta, que estão com menos de 10% das suas capacidades, monitorados pelo Igarn, são: Flechas, localizado em José da Penha, com 4,93%; Itans, localizado em Caicó, com 7,32%; Esguicho, em Ouro Branco, com 0,62% e Zangalheiras, em Jardim do Seridó, com 7,03% da sua capacidade total.   

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.327.864 m³, correspondentes a 93,72% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.262.991 m³, equivalentes a 50,15% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. 

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.484.409 m³, correspondentes a 85,64% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. 

Fonte: Portal Grande Ponto

Compartilhe aqui:

Potiguares relatam visão de objeto e estrondo no céu

Moradores de vários municípios do Rio Grande do Norte relataram ter visto um objeto e escutado um estrondo no céu, na noite desta quarta-feira (3). Para astrônomos, o evento possivelmente foi a entrada de um meteorito na atmosfera.

O caso aconteceu por volta das 22h. Há relatos de moradores de João Câmara, Parazinho, Touros, São Miguel do Gostoso e Parnamirim – na região metropolitana de Natal, no entanto, o barulho não foi tão grande.

“Era como se fosse uma pedra que vinha com fogo se desfazendo, com uma coloração azul”, afirmou a dona de casa Jeane Damasceno Nascimento, que viu o fenômeno em Parnamirim.

Para o professor José Dias do Nascimento, que atua na área de Astronomia e Astrofísica do departamento de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o objeto era um meteorito que se desfez ao entrar na atmosfera.

O mesmo posicionamento teve o professor da UFRN e astrônomo José Renan de Medeiros. “É um fenômeno pouco comum na região. Um fragmento de um asteroide, ou cometa, que visitou nossos sistema solar. Devido à velocidade altíssima, além da queima, há o estrondo. Se sobrou algum pequeno fragmento dessa pedra, ele não oferece risco de contaminação”, afirmou.

G1RN

Compartilhe aqui:

Itep oferece emissão de RG sem agendamento nas sextas-feiras de fevereiro

Durante todas as sextas-feiras do mês de fevereiro – iniciando já no próximo dia 5 – o Instituto Técnico Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) irá atender 100 pessoas sem agendamento para a emissão da carteira de identidade.

A ação, chamada de ‘Sexta100’, visa atender aquelas pessoas que estão tendo dificuldade em conseguir realizar o agendamento online através do site central.rn.gov.br. Isso acontece devido ao grande número de populares que buscam esse serviço todos os dias. Para se ter uma ideia dessa demanda, mesmo diante da pandemia da covid19, em 2020 o Itep produziu mais de 15 mil RGs por mês, uma média diária de cerca de 750 por dia.

A ‘Sexta100’ acontecerá, inicialmente, nas unidades da Central do Cidadão do Shopping Estação (zona Norte) e Shopping Via Direta, com os atendimentos ocorrendo no mesmo dia. “A partir das 11h vamos começar a entregar as senhas. Serão atendidas 10 pessoas a cada meia hora, das 12h às 17h. Para evitar aglomeração, quando distribuirmos as 100 senhas, vamos pedir para as outras pessoas agendarem durante a semana ou voltarem na próxima sexta”, destacou Marcela Aurila, diretora do Instituto de Identificação do Itep. Lembrando que apenas a própria pessoa poderá retirar a senha e ser atendida, sendo impossibilitado passar a senha para outra.

Com essa iniciativa, não haverá atendimentos agendados para as sextas-feiras de fevereiro. Como é a primeira edição da ação, ajustes podem ser feitos nos outros dias para um melhor atendimento para a população.

O que fazer para emitir uma carteira de identidade

Qualquer cidadão brasileiro, nato, pode solicitar uma carteira de identidade (1ª, 2ª ou 3ª via). Basta agendar o atendimento, que é feito pela internet diariamente a partir das 12h no site central.rn.gov.br (menos para as sextas-feiras do mês de fevereiro). Após o agendamento, o sistema irá direcionar o solicitante a um dos postos de atendimento do Itep, que funcionam nas Centrais do Cidadão. São 21 em todo o Rio Grande do Norte.

O Itep concede isenções na emissão de Carteira de Identidade no caso da primeira via e na emissão da segunda via para pessoas que tiveram documentos perdidos ou danificados por ocasiões de enchentes no território do Rio Grande do Norte, o mesmo ocorre para as vítimas de roubo ou furto, caso no qual o interessado deverá requerer a segunda via dentro do prazo de 30 dias a partir do evento, apresentando boletim de ocorrência, identificando o documento furtado ou roubado.

Para aquelas pessoas inscritas no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal, que também têm direito ao documento de forma gratuita, o interessado precisará apresentar cópia do registro do programa e ter renda per capita de até R$ 178. O serviço é feito em qualquer posto de atendimento do Itep.

Em casos normais, que não se encaixam e nenhum dos citados anteriormente, a 2ª e 3ª via custam, respectivamente, R$ 25 e R$ 35. A documentação exigida para a emissão de uma carteira de identidade é a seguinte: certidão de nascimento ou casamento (original); duas fotos 3×4; CPF; e comprovante de residência.

Compartilhe aqui:

Decreto proíbe eventos de carnaval no Rio Grande do Norte

O Governo do Estado, proibiu através do Decreto 30.369, de 1º de fevereiro de 2021, em todo o território potiguar, festas ou eventos comemorativos de carnaval, incluindo prévias e similares, promovidos por entes públicos ou de iniciativa privada.

O documento publicado no Diário Oficial do Estado, desta terça (02), ainda trás vedação ao financiamento ou apoio por parte do Governo a eventos festivos neste período e, também, a suspensão dos pontos facultativos nos órgãos da administração direta e indireta estadual, antes previstos para os dias 15, 16 e 17 de fevereiro.

O Decreto prevê que seja realizada fiscalização nos municípios quanto à proibição das festas e eventos, coibindo aglomerações e a obrigatoriedade do uso da máscara.

A justificativa está no aumento do número dos casos de infecção e de reinfecção pela COVID-19 no Brasil e no Estado do Rio Grande do Norte e ainda por causa recomendação emitida no dia 21 de janeiro, pelo Comitê de Especialistas da SESAP para o Enfrentamento da Pandemia pela COVID-19, que orienta a suspensão imediata de todas as atividades relacionadas ao Carnaval, seja em ambientes fechados ou abertos, incluindo carnaval de rua, clubes, shoppings e afins, no Rio Grande do Norte, bem como a suspensão do ponto facultativo do período no Estado.

*Leia aqui o Decreto

Compartilhe aqui:

Após período de dispensa, Detran informa que carros comprados na pandemia precisam fazer emplacamento no RN

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Norte informou que os proprietários que compraram veículos entre 19 de fevereiro e 30 de novembro de 2020 estão obrigados a fazer o emplacamento deles a partir desta segunda-feira (1).

Antes, os veículos estavam permitidos a circular sem placas, por conta da medidas de restrição pela pandemia da Covid-19.

Para poder transitar legalmente, será necessário agora o emplacamento.

Segundo o órgão, os proprietários podem se dirigir a qualquer unidade do Detran, sem necessidade de agendamento prévio pelo site.

Compartilhe aqui:

Após denúncias, Ministério Público do RN fiscaliza pontos de vacinação contra covid-19

Equipes do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) fizeram, nesta quinta-feira (21), visitas surpresa em locais de vacinação contra a covid-19. De acordo com o órgão, o objetivo é averiguar se as pessoas que estão sendo vacinadas se enquadram no previsto no plano de vacinação.

Desde ontem (20), quando foi iniciada a campanha de vacinação em todo o estado, denúncias relatam casos de pessoas que receberam a primeira dose da vacina mesmo sem se enquadrarem no grupo prioritário para a primeira fase da imunização. Segundo o MPRN, os casos serão analisados individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade.

“O MPRN está atento às eventuais irregularidades na vacinação contra a Covid-19 e fará outras visitas surpresa nos pontos de vacinação em Natal e demais municípios do Estado. O objetivo é coibir o chamado “fura fila”. Tomaremos todas as medidas judiciais e extrajudiciais possíveis para coibir ou, no caso de já ter sido cometida alguma fraude, responsabilizar os agentes públicos envolvidos e os beneficiários. Vamos requisitar as listas dos vacinados, entre outras medidas. É lamentável que se veja esse tipo de ilícito num momento tão sensível e grave”, ressaltou o procurador-geral de Justiça do RN, Eudo Leite.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) estabeleceu que a primeira fase da vacinação no RN contempla apenas profissionais de saúde que estejam na linha de frente de combate ao coronavírus e ainda idosos residentes em instituições de longa permanência. Alguns planos municipais autorizam a vacinação de outros grupos de pessoas, o que será observado de forma individualizada pelo MPRN.

O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para o recebimento de denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada. Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

Compartilhe aqui:

Técnica de Enfermagem é a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no RN

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos. Ela trabalha na linha de frente no Hospital Giselda Trigueiro, referência em doenças infectocontagiosas.

“É uma emoção muito grande. Depois de ver tanto sofrimento de perto… a vacina chegou a ser um sonho pra gente e hoje é a esperança de que vai dar tudo certo. Uma felicidade muito grande”, disse Maria das Graças. A vacina foi aplicada pela secretária adjunta de Saúde Pública (Sesap), Maura Sobreira, que é enfermeira.

Compartilhe aqui:

Governo renova decreto de calamidade pública pela pandemia da Covid-19 no RN

O governo do Rio Grande do Norte renovou por 90 dais o decreto de calamidade pública pela pandemia do novo coronavírus, em publicação no Diário Oficial desta terça-feira (19) – mesmo dia em que o estado realizou uma cerimônia simbólica para início da vacinação contra a doença.

O último decreto de calamidade sobre o assunto havia sido publicado pelo governo do estado em 19 de outubro de 2020. O Rio Grande do Norte se encontra em estado de calamidade em saúde desde março do ano passado, com o início da pandemia.

Compartilhe aqui:

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves permanece com mais de 50% da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (18), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.243.465.049 m³, que correspondem a 52,4% da sua capacidade total que é de 2.373.066.510 m³. No dia 18 de janeiro de 2020, o manancial acumulava 550.374.210 m³, equivalentes a 23,19% da sua capacidade total.

As reservas hídricas superficiais totais do Estado acumulam 1.914.191.968 m³, que correspondem a 43,73% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período do ano passado as reservas estaduais, dos reservatórios monitorados pelo Igarn, eram de 977.582.375 m³, equivalentes a 22,33% do volume máximo de águas do Estado.

Confira os dados dos demais reservatórios:

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, acumula 168.662.820 m³, percentualmente 28,12% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. Em meados de janeiro de 2020 o reservatório estava com 113.133.263 m³, correspondentes a 18,86% da sua capacidade.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 211.745.321 m³, que equivalem a 72,31% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de janeiro do ano passado o manancial estava com 84.495.083 m³, percentualmente, 28,86% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 9.542.403 m³, correspondentes a 21,48% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. Em janeiro de 2020 o manancial estava completamente seco.

O Açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 1.676.950 m³, equivalentes a 15,43% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³.  No dia 18 de janeiro de 2020 o reservatório estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 11.478.218 m³, correspondentes a 20,93% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³.  Em janeiro do ano passado o reservatório estava seco.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, além da Armando Ribeiro Gonçalves e Umari, outros 12 ainda permanecem com mais de 50% da sua capacidade: Dourado, localizado em Currais Novos, com 51,68%; Beldroega, localizado em Paraú, com 51,76%; Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, com 53,15%; Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com 54,03%; Morcego, localizado em Campo Grande, com 55,91%; Rodeador, localizado em Umarizal, com 60,06%; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 61,23%; Encanto, localizado no município de Encanto, com 63,11%; Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 70,67%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 73,01%, Mendubim, localizado em Assu, com 74,36% e Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 79,67% do seu volume total.

Entre os mananciais monitorados pelo Igarn, 4 estão em nível de alerta, acumulando menos de 10% da sua capacidade. São eles: Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,76% Flechas, localizado em José da Penha, com 5,53%; Itans, localizado em Caicó, com 8,13% e Zangalheiras, localizado em Jardim do Seridó, com 7,8%.

Os açudes que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.546.283 m³, correspondentes a 95,71% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.698.071 m³, equivalentes a 50,67% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.702.179 m³, correspondentes a 87,61% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

Compartilhe aqui:

Governo do RN inicia distribuição de vacinas contra a Covid para municípios do interior e Grande Natal

Bombeiros e policias militares deram início, ainda no final da madrugada e início da manhã desta terça-feira (19), ao trabalho de transporte e escolta das vacinas contra a Covid-19 para seis regionais de saúde no interior do estado e mais cinco cidades da Grande Natal.

Este primeiro lote, vai atender 39.258 potiguares com duas doses da vacina, aplicadas entre um intervalo de 28 dias, priorizando os grupos prioritários: trabalhadores de saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas).

Compartilhe aqui:

Vacinas recebidas pelo RN até agora só dão para imunizar 10% dos idosos que vivem no Estado

As vacinas contra a Covid-19 recebidas até agora pelo Rio Grande do Norte são suficientes para imunizar apenas 10% dos idosos que vivem no Estado, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para fechar o primeiro ciclo de imunização, o Estado precisa receber mais doses, principalmente considerando que profissionais de saúde estão no grupo prioritário, independente da idade.

Nesta segunda-feira (18), o Rio Grande do Norte recebeu do Ministério da Saúde 82,4 mil doses da Coronavac, o que dá para vacinar 41 mil pessoas – já que serão duas doses. Em contrapartida, o RN tem 392 mil habitantes com mais de 65 anos, de acordo com o mais recente estudo, de 2019.

As pessoas com mais de 60 anos formam o principal grupo de risco para a Covid-19. Nesta faixa etária, a mortalidade é maior que nos outros pacientes. No Rio Grande do Norte, a maioria dos óbitos por Covid-19 entre os homens aconteceu naqueles pacientes que têm entre 70 e 74 anos de idade.

Já entre as mulheres, são mais afetadas as que têm mais de 80 e menos de 84 anos de idade. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a campanha de vacinação contra a Covid-19 deve começar nesta terça-feira (19) às 10h.

A imunização estava prevista para iniciar nesta segunda (18) às 17h, mas o voo que trará as doses da vacina para o Estado atrasou.

Do Agora RN

Compartilhe aqui:

Fátima acompanha envio de vacina e confirma chegada ao RN nesta segunda-feira

A governadora Fátima Bezerra está em São Paulo onde acompanha a separação e envio das doses de vacina para o Rio Grande do Norte. Ela confirmou que o carregamento deve desembarcar em solo potiguar nesta segunda-feira (18).

Em vídeo compartilhado nas redes sociais, ela mostrou o lote que será enviado ao estado. “É um momento muito emocionante. A largada está sendo dada”, afirmou.

O 1º carregamento de vacinas está sendo embarcado agora para os Estados. É um momento histórico. Viva a ciência! Viva o SUS! #VemVacina #DefendaoSUS pic.twitter.com/HL2VgW8z9p

— Fátima Bezerra (@fatimabezerra) January 18, 2021

Ao mostrar a carga coberta com a bandeira do RN, Fátima afirmou: “Ainda hoje chegará ao RN para salvar vidas”. Contudo, a vacinação só deve começar na próxima quarta-feira (20), mesmo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, liberando o início da campanha para esta segunda-feira.

Neste primeiro momento, o RN vai receber 82 mil doses, que serão destinadas aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente no combate à covid-19 e para idosos que estão em abrigos.

Compartilhe aqui:

RN receberá 82.440 doses da vacina nesta segunda (18)

O Rio Grande do Norte receberá nesta segunda-feira, 82.440 doses da vacina Coronavac do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac.

O Ministério da Saúde distribuirá quase 6 milhões de doses da vacina para todos os estados e o Distrito Federal. As caixas já estão no Departamento de Logística da Saúde (DLOG), em São Paulo, segundo nota divulgada pela pasta.

A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass também farão o transporte gratuito das caixas de vacinas para todos os estados que necessitem de transporte aéreo.

Depois que o Governo Federal entregar as vacinas aos estados, os governos estaduais irão se encarregar de levar as vacinas até os municípios em parceria com o Ministério da Defesa.

Os primeiros voos sairão de São Paulo, primeiramente para o Distrito Federal e para as capitais de 10 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, a vacinação começa em todo o país na quarta-feira (20), às 10h.

Compartilhe aqui: