31/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Dia Mundial sem Tabaco analisa relação do tabagismo com a covid-19

A relação entre tabagismo e covid-19 é o tema sugerido pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e adotado pelo Brasil para comemorar, neste domingo (31), o Dia Mundial Sem Tabaco. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas, anualmente, em todo o mundo. Mais de 7 milhões dessas mortes são decorrentes do uso direto do tabaco e cerca de 1,2 milhão se devem ao fato de os não fumantes serem expostos ao fumo passivo.

A médica Tania Cavalcante, do Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Costa (Inca), é mestre em saúde pública e coordena a política nacional de controle do trabalho, por meio da Comissão Nacional para a Implementação da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco e de seus Protocolos (Conicq), da qual é a secretária executiva. Cento e oitenta e um países integram a Convenção Quadro, além do Brasil.

Falando à Agência Brasil, a sanitarista explicou que o país decidiu abordar o tema por essa linha da relação com o novo coronavírus porque entende que é preciso avançar mais no controle do tabagismo. “Porque os fumantes têm um risco maior de evoluírem com complicações, demandarem mais UTIs, respiradores mecânicos. Você vai ter uma pressão maior por conta do tabagismo nos sistemas de saúde”.

A secretária executiva da Conicq afirmou que o fumante integra o grupo vulnerável às complicações da covid-19. Estudos mostram que o fumante que contraiu a doença tem um risco duas vezes maior de ser internado em unidades de terapia intensiva (UTIs), de precisar de ventilação mecânica e de ir a óbito do que uma pessoa não fumante infectada.

Uma justificativa para isso é que doenças causadas pelo tabagismo, como câncer, doenças cardiovasculares (infarto, hipertensão), doenças pulmonares (enfizema, bronquite) e diabetes também relacionada ao hábito de fumar, todas aparecem como grupo de risco e de complicações pela covid-19, citou a especialista do Inca.


28/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Primeira etapa da Campanha de vacinação contra a Aftosa será feita em junho no RN

Seguindo a orientação do Ministério da Agricultura, a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa terá início no dia 01 de junho e segue até o fim do mês. A declaração dos rebanhos poderá ser realizada até 15 de julho em um dos escritórios do IDIARN, Emater ou Secretárias de Agricultura do seu município. .

Em virtude da pandemia de Covid-19, estaremos orientando diariamente sobre como o produtor deve adquirir a vacina, imunizar e declarar os animais, mantendo todos os cuidados necessários para proteger a sua saúde. Juntos contra a aftosa e o Coronavírus.


25/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

OMS suspende testes com a cloroquina para tratamento da Covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta segunda-feira (25) a decisão de suspender “temporariamente” os testes com a cloroquina e a hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19.

A medida foi tomada por preocupações com a segurança do remédio, após a divulgação de um grande estudo, com 96 mil pacientes, publicado pela revista científica “The Lancet” na última sexta-feira (22).

Na pesquisa, foi constatado que, além de não ter eficácia comprovada na cura da Covid-19, os dois medicamentos aumentavam a chance dos pacientes morrerem ou terem arritmias cardíacas graves.

“Os autores relataram que, entre pacientes com a Covid-19 que usaram a droga, houve uma maior taxa de mortalidade”, informou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A decisão, tomada no âmbito da iniciativa internacional Solidariedade, agora vai estudar todos os dados disponíveis para verificar a suspensão total ou a retomada do uso da droga para os casos de Covid-19.

O líder da OMS, no entanto, voltou a ressaltar que tanto a cloroquina como a hidroxicloroquina são seguras para seus usos já consolidados e estudados, como nos casos de malária, lúpus e outras doenças autoimunes. Ou seja, a suspensão é apenas voltada para os casos de pacientes que contraíram o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Para acelerar a cura da Covid-19, diversos medicamentos já usados para tratamento de outras enfermidades estão sendo testados em pacientes que contraíram o vírus. Além da cloroquina e da hidroxicloroquina, são usados antirretrovirais, como o remdesivir, e a heparina.

(Agência Italiana de Notícias – ANSA)


23/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Religião, Saúde

Bispos da Igreja Católica em Caicó, Mossoró e Natal decidem na segunda (25) se reabrem Igrejas

Os bispos católicos, Dom Jaime Vieira Rocha (Arquidiocese de Natal), Dom Mariano Manzana (Diocese de Mossoró) e Dom Antônio Carlos Cruz Santos (Diocese de Caicó), que representam a Província Eclesiástica do Rio Grande do Norte, se reunirão de forma virtual na próxima segunda-feira (25), para tratar sobre a Portaria do Governo do Estado que flexibilizou a abertura dos templos religiosos.

A orientação do Governo, é que as reuniões religiosas devem ter limitação da quantidade de pessoas, distanciamento entre elas, uso de máscaras, álcool em gel e álcool líquido a 70%, entre outras medidas.

Na manhã deste sábado, Dom Jaime enviou o seguinte comunicado ao clero da Arquidiocese de Natal:

“No Diário Oficial do Estado do RN deste sábado, 23 de maio de 2020, foi publicada a Portaria Nº 004/2020-GAC/SESAP, que estabelece as recomendações sanitárias em vista da reabertura dos templos religiosos. O referido documento será analisado pelos bispos da Província Eclesiástica de Natal (Natal, Mossoró e Caicó), nesta próxima segunda-feira (25), por meio de reunião virtual. Até lá, permanecem inalteradas as disposições e entendimentos emanados para todo o território da Arquidiocese de Natal. O Senhor Arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, pede que todos se mantenham atentos e no aguardo das novas orientações”.


23/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Vacina desenvolvida pela China mostra resultados promissores

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China publicou nesta sexta-feira (22), na revista médico-científica The Lancet, que uma vacina ainda em fase de testes mostrou-se eficaz em ajudar a resposta do sistema imunológico ao novo coronavírus.

Segundo a publicação, a vacina é segura para o uso humano e foi testada em 108 voluntários. A resposta imunológica criada pelo medicamento, no entanto, ainda não pode ser avaliada. Os resultados finais dos testes clínicos serão divulgados em seis meses. A vacina será a primeira no mundo a atingir a fase 1 de testes clínicos – um processo dividido em quatro etapas que assegura a eficácia e segurança de novos medicamentos e vacinas.

A vacina é feita a partir de uma versão atenuada do vírus SARS-CoV-2, e é aplicada de forma intramuscular. “Esses resultados representam um marco importante. Os testes mostram que uma única dose produz anticorpos específicos em 14 dias, o que a torna uma candidata para investigações futuras”, afirmou o professor Wei Chen, do instituto de Biotecnologia de Pequim, responsável pelo estudo.

“Os desafios propostos pela Covid-19 não têm precedentes, e a habilidade de acionar o sistema imunológico não significa, necessariamente, que estaremos protegidos da Covid-19. Ainda estamos longe de ter essa solução disponível para todos”, afirmou Chen, no artigo publicado.


22/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Saúde

Caicó chega a 29 casos confirmados de Covid-19

A Secretaria de Saúde de Caicó informou na noite desta sexta-feira (22) através de boletim, que mais 5 pessoas testaram positivo para COVID-19, totalizando 29 casos confirmados.

Homem de 21 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Norte. Ele foi diagnosticado por teste PCR no HRS.

Homem de 25 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.

Mulher de 27 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ela foi diagnosticada por teste rápido.

Homem de 64 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Oeste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.

Homem de 48 anos, com sintomas leves, em isolamento domiciliar, sem comorbidade e residente na Zona Leste. Ele foi diagnosticado por teste rápido.


22/05/2020
Por Edilson Silva em Laginhas, Saúde

Distrito de Laginhas tem o primeiro caso de Covid-19

Mais um caso de Covid-19 foi confirmado pela Secretaria de Saúde, em Caicó. Uma mulher que reside no Distrito de Laginhas, zona rural da cidade, testou positivo para a doença.

Mais detalhes devem ser divulgados no Boletim Covid publicado todas as noites. Agora, Caicó registra 25 casos confirmados de Covid-19.

Sidney Silva


22/05/2020
Por Edilson Silva em Currais Novos, Saúde

Morre o primeiro currais-novense de Coronavírus

A Secretaria Municipal de Saúde de Currais Novos e o do Setor de Vigilância Epidemiológica, confirmam nesta quinta-feira (21/05) o registro do primeiro óbito de um currais-novense com Covid-19 .

O Paciente, do sexo masculino, tinha 72 anos e estava internado em Caicó, no Hospital Regional do Seridó, desde o último dia 09 de maio, vindo a óbito na noite de hoje (21). O paciente apresentava quadro de leucemia o que veio a ser agravado em virtude da infecção pelo novo Coronavírus.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Saúde

Dois pacientes com sintomas suspeitos de Covid-19 morrem no Hospital Regional em Caicó

Dois pacientes que estavam internados no Hospital Regional do Seridó, com sintomas suspeitos de Covid-19, morreram na tarde desta quinta-feira (21).

Um deles era um homem de 55 anos, natural de Caicó e o outro, também, do sexo masculino e com 30 anos, natural de São Vicente. Ambos foram internados na unidade no dia 20 de maio e ocupavam leitos de UTI.

A diretora do Hospital, Maura Sobreira disse ao Blog Sidney Silva que nesses casos, não repassam informação. Apenas quando ocorre a morte de pessoas com confirmação de Covid-19.

Sidney Silva


21/05/2020
Por Edilson Silva em São Rafael, Saúde

FALTA DE LEITO: Prefeitura de São Rafael confirma morte de idoso de 80 anos com covid-19

Um senhor de 80 anos residente na cidade de São Rafael que poderia ter sido transferido para um leito do HRS (Caicó), mas devido à regionalização teria de ser socorrido para o HRTM (Mossoró), o que acabou não acontecendo, faleceu vítima de infecção do coronavírus. De acordo com o chefe do executivo de São Rafael, o Hospital Regional em Mossoró não tinha vaga para receber o paciente de 80 anos.

NOTA DE PESAR

A Prefeitura de São Rafael vem por meio desta nota, manifestar profundo pesar e condolências pelo falecimento do Sr. Asclepíades Jales de Macêdo, de 80 anos, o sentimento de perda é irreparável.

A equipe da prefeitura que lutou até o fim para preservar a vida encontra-se em profundo estado de sentimento junto a família e com o povo de São Rafael.

Neste momento de dor e saudade, unimo-nos aos familiares e amigos, rogando a Deus que conforte seus corações.

Prefeitura de São Rafael/RN


21/05/2020
Por Edilson Silva em RN, Santa Cruz, Saúde

No RN, maior imagem católica do mundo recebe máscara de prevenção ao coronavírus

A maior imagem católica do mundo, que fica no Santuário de Santa Rita de Cássia, no município de Santa Cruz, recebeu simbolicamente uma máscara para conscientizar ainda mais a população da importância da utilização do equipamento de proteção individual, durante a pandemia do coronavírus.

A ação é da Prefeitura da cidade e visa intensificar a utilização das máscaras por parte da população para que minimize a chance de contágio da Covid-19 no município.

A máscara foi colocada nesta quinta-feira (21), na véspera do Dia de Santa Rita de Cássia, dia 22 de maio, data em que a cidade de Santa Cruz acolheria cerca de 100 mil pessoas para participam da procissão da padroeira, um dos momentos de fé de maior repercussão no estado.

Com a pandemia de Coronavírus, a festa de Santa Rita acontece de forma online, organizada pela Paróquia de Santa Rita de Cássia.


21/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Esperança: vacina experimental contra o Coronavirus é testada em humanos e gera bons resultados

Há esperança. A Moderna, empresa norte-americana, anunciou que uma vacina contra o Coronavírus foi testada em humanos de mostrou “segura e bem tolerada em geral”.

Os cientistas realizaram um teste com 45 pessoas saudáveis e segundo eles o teste gerou níveis de anticorpos neutralizantes. A empresa já tinha testado em animais.

Após os testes inicias em pessoas, as autoridades americanas autorizaram que o estudo avance para a segunda fase que deve testar 600 voluntários saudáveis para ajustar a dose.

“Estamos investindo para aumentar a capacidade de fabricação e maximizar a quantidade de doses que podemos produzir para ajudar a proteger o maior número possível de pessoas contra o SARS-CoV-2”, declarou Stéphane Bancel, diretor-executivo da Moderna.


21/05/2020
Por Edilson Silva em São Rafael, Saúde

Morre paciente de São Rafael com sintomas suspeitos de Covid-19

O paciente ao qual nos referimos no post anterior, Asclepíades Jales de Macedo, de 80 anos, morreu na noite desta quarta-feira (20), antes mesmo de ser removido para a UTI do Hospital Regional do Seridó em Caicó. Uma unidade do Samu já estava na unidade hospitalar de São Rafael, mas, o paciente não resistiu.

A vaga no Hospital de Caicó surgiu quando o nome dele entrou no sistema de regulação, o que só aconteceu por volta das 15hs28min desta quarta.

Ao que parece, houve erro no ingresso das informações do paciente na unidade solicitante, uma demora excessiva.

O senhor Asclepíades Jales de Macedo, tinha sintomas suspeitos de Covid-19 e foi feito o teste, mas, ainda era aguardado o resultado do exame.

Via Sidney Silva


18/05/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Campanha contra gripe inicia nova etapa de vacinação, público-alvo são professores e adultos de 55 a 59 anos de idade

Começa hoje (18) a segunda etapa da terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que pretende imunizar até o dia 5 de junho mais 36,1 milhões de pessoas, número que corresponde a 90% do público-alvo dessa etapa.

Nesta etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos de idade. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

De acordo com o balanço mais atualizado do Ministério da Saúde, 60,5% do grupo prioritário tinham sido vacinados contra a influenza nas duas primeiras fases da campanha, o que corresponde a um total de 39,6 milhões de doses da vacina aplicadas.

Fases anteriores

Em levantamento divulgado no início da semana passada, o ministério informou ter distribuído 63,2 milhões de doses da vacina. Até então, na segunda fase da campanha, iniciada em 16 de abril e encerrada no dia 8 de maio, apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo foram vacinados. O número era 10 milhões inferior ao total de pessoas do grupo pretendido.

A segunda fase da campanha teve como público-alvo povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% desse público.

AGÊNCIA BRASIL


17/05/2020
Por Edilson Silva em RN, Saúde

Coronavírus no RN: 136 mortes e 3.004 casos confirmados

O Rio Grande do Norte registra 3.004 casos confirmados e 136 mortes pelo novo coronavírus até este sábado (dia 16 de maio). Os dados foram revelados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), mas o boletim epidemiológico detalhado não foi divulgado até a publicação desta matéria.

De acordo com a Sesap, nas últimas 24 horas foram registradas 14 mortes e 218 novos casos de Covid-19. Ainda existem 66 óbitos em investigação em 30 cidades do RN.

Os casos suspeitos deram um salto de 8.988 na sexta (15) para 9.852 neste sábado (16). O Estado registra ainda 872 pacientes recuperados da doença.

De acordo com a Sesap, o aumento exponencial dos dados comprovam a importância do isolamento social. De acordo com os dados monitorados pelo Laboratório de Inovação e Tecnologia em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN), neste sábado a marca é de 42,89%.

Há também aumento diário de internações nos serviços de saúde do Estado. Atualmente, há 374 pessoas internadas com suspeita ou confirmação da doença, sendo 200 em leitos críticos e 174 em leitos clínicos em hospitais das redes pública e privada.

A ocupação dos leitos para casos críticos permanece em quadro de lotação. Até a manhã de hoje, em Natal, o Hospital Giselda Trigueiro tinha 21 dos 23 leitos ocupados; o Hospital Pedro Germano 14 leitos ocupados de 15 e o Hospital Rio Grande, que é conveniado com o SUS para atendimento a pacientes com Covid-19, seis dos sete leitos disponíveis ocupados.

Em Mossoró, a taxa de ocupação é de 88,5% dos leitos adultos críticos. No Hospital Tarcísio Maia, dos 15 leitos existentes, 13 estão ocupados; já no Hospital São Luiz, 18 estão ocupados. No Hospital Regional do Seridó, localizado no município de Caicó, estão ativos 18 leitos, sendo 10 ocupados. Já em Pau dos Ferros, não existia taxa de ocupação nos quatro leitos disponíveis.


17/05/2020
Por Edilson Silva em Natal, Saúde

Sem acreditar no covid-19, homem morre infectado pelo vírus em Natal

O motorista de aplicativo Rafael Michelson de Souza Gonçalves, de 29 anos, morreu com Covid-19 em Natal. Obeso, diabético e hipertenso, ele foi internado na última quarta-feira (13) e morreu na noite de sexta (15). Familiares de Rafael contaram que ele não acreditava na doença.

Na tarde deste sábado (16), amigos foram até a casa da mãe de Rafael prestar uma homenagem. Eles levaram fotos do amigo e fizeram uma oração. “Que Deus abençoe vocês e livre vocês dessa doença maldita que tirou o meu filho de mim. Eu aconselhava muito o meu filho sobre essa doença, mas ele não acreditava. Se cuidem, se previnam, para que a mãe de vocês não venha a passar pelo que eu tô passando hoje”, disse Maria do Socorro de Souza Gonçalves, mãe de Rafael.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública, o Rio Grande do Norte registrava neste sábado (16) 3.004 casos confirmados e 136 mortes por Covid-19.

Segundo a família, Rafael sentiu os primeiros sintomas no dia 8 de maio. Ele procurou a UPA do Pajuçara, foi atendido e liberado. Ele disse para a família que estava com dengue. “Ele chegou a me dizer que estava com dengue, mas eu creio que ele já sabia o que era, mas não quis me dizer”, contou a mãe.

A prima de Rafael, Alice de Souza Honorato, conta que depois dessa primeira consulta ele continuou a vida normalmente, sem se isolar. Na quarta-feira (13) ele tomou café da manhã na casa dos tios, que são do grupo de risco, e seguiu para a UPA porque estava tossindo muito. “A partir daí ele não voltou mais pra casa. Foi transferido pro Hospital Municipal de Natal e morreu depois de uma parada cardíaca”, disse Alice.

Ainda de acordo com informações da família, Rafael ofereceu resistência pra ser entubado no hospital. “Eu conversava com ele por chamada de vídeo, ele não queria deixar os médicos entubarem ele”, contou Alice. “Ele não acreditava nessa doença. Antes dele ser internado nunca usou máscara, álcool em gel, nada disso”, disse a prima.

Rafael deixou uma filha de 8 anos. A declaração de óbito confirma a causa da morte como Covid-19.

É uma dor muito forte. Vocês não queiram saber a dor de uma mãe perder um filho. Essa maldita dessa doença tira a vida da pessoa como se ela fosse um indigente. A pessoa não tem direito nem a um velório digno, como se estivesse podre. Mas eu creio que o meu Deus recebeu ele de braços abertos”, disse dona Maria do Socorro.

Tudo isso poderia ser diferente se ele tivesse se cuidado, se tivesse procurado o tratamento desde o início, se tivesse sido entubado. É muito triste ver alguém tão jovem partir assim. E é muito impressionante que tenha quem não acredite na gravidade dessa doença”, disse a prima.

G1 RN


16/05/2020
Por Edilson Silva em Mundo, Saúde

“Liga Anti-Máscara” protestou contra medidas sanitárias na pandemia de gripe espanhola entre 1918 e 1919

Assim como na atual pandemia de COVID-19, muita gente se recusou a seguir orientações de autoridades sanitárias para evitar a propagação da gripe espanhola entre 1918 e 1919. Em São Francisco, nos Estados Unidos, surgiu até mesmo uma “Liga Anti-Máscara”. Os adeptos do movimento não queriam usar o acessório de forma obrigatória, pois alegavam que isso violaria seus direitos constitucionais.

O primeiro caso de gripe espanhola em São Francisco foi registrado em setembro de 1918. De acordo com relatos da época, as autoridades da cidade demoraram a agir para conter a pandemia. Somente três semanas após o primeiro diagnóstico é que foram decretadas medidas como o fechamento de escolas de locais de lazer, além da proibição da aglomeração de pessoas. Naquele momento a cidade já registrava mais de 3,7 mil doentes e 70 mortos.

Em outubro daquele ano, autoridades sanitárias da cidade determinaram o uso obrigatório de máscaras. Quem desobedecesse a medida, podia ser preso ou multado. Estima-se que cerca de 80% da população da cidade tenha cumprido a ordem após as primeiras semanas de vigência da determinação. Mas, mesmo com o bom índice de adesão, centenas de pessoas foram detidas por desobedecer a medida.

No mês seguinte, houve um relaxamento precipitado das restrições ao comércio na cidade. Restaurantes, hotéis e casas de espetáculos voltaram a funcionar, reunindo grande público. O uso das máscaras continuava a ser obrigatório, mas muita gente passou a ignorar a determinação.

Em 21 de novembro, foi revogada a obrigatoriedade do uso do acessório na cidade. Para comemorar, uma multidão arrancou as máscaras do rosto, jogando-as no chão. Depois disso, o número de casos de gripe espanhola voltou a crescer. Após duas semanas, o prefeito de São Francisco pediu que as pessoas voltassem a usar máscaras de forma voluntária. Como não havia mais obrigatoriedade, estima-se que apenas 10% dos habitantes tenham aderido à medida.

Com o número de casos crescendo, em janeiro de 1919 a obrigatoriedade foi novamente instituída em São Francisco. Naquele momento, a medida foi recebida com resistência. Foi quando surgiu a Liga Anti-Máscara. Um protesto do grupo no final do mesmo mês chegou a reunir mais de duas mil pessoas. Uma semana após a manifestação, a medida foi novamente revogada. A cidade registrou uma das mais altas taxas per capita de gripe espanhola nos Estados Unidos. Foram 45 mil infectados e mais de 3 mil mortos.

Fonte: BBC Brasil


15/05/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Saúde

Nelson Teich: não aceitei mudar minha biografia por causa da cloroquina

O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão nesta sexta-feira (15) e disse que foi o “dia mais triste” da sua vida. “Não vou manchar a minha história por causa da cloroquina“, afirmou ele, que tem discordâncias com Jair Bolsonaro, favorável o uso do medicamento contra a covid-19 mesmo sem comprovação científica. A declaração foi publicada na CNN.

Bolsonaro alega que “é direito do paciente” decidir sobre o seu tratamento. Vale ressaltar que a Apsen é a empresa farmacêutica responsável pela produção do remédio e tem como dono um eleitor bolsonarista, o empresário Renato Spallicci.

Nesta semana, Bolsonaro “emparedou” o ministro. “Votaram em mim para eu decidir, essa decisão passa por mim. Acredito no trabalho dele, mas essa questão eu vou resolver”, disse ele, que não tem formação na área médica.

É o segundo ministro da Saúde que deixa o governo em plena pandemia do coronavírus. Luiz Henrique Mandetta saiu do cargo, após divergências com Bolsonaro, que diferentemente do ex-ministro, defende a reabertura de algumas atividades econômica e classificou a covid-19 como uma “gripezinha”.




Facebook


Twitter