Policial

Operação Semana Santa começa nesta quinta-feira (14) nas rodovias federais do País

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia hoje (14) a Operação Semana Santa 2022 nas estradas do. A exemplo de todos os anos, a operação tem por objetivo promover a segurança nos deslocamentos pelas rodovias federais.

 

O efetivo será reforçado até domingo (17), de forma a aumentar o policiamento ostensivo. Serão também implementadas ações em locais e horários nos quais as estatísticas demonstram haver maior incidência de acidentes graves e maior fluxo de veículos.

 

Em algumas localidades, o horário de maior fluxo projetado para a movimentação de viajantes é a manhã do dia 14 e a tarde do dia 15, para a ida; e a manhã do dia 17 e do dia 18, para a volta.

Dicas de segurança

 

A PRF dá algumas dicas para os motoristas que pegarão a estrada neste feriado. Atenção às regras de trânsito e cuidados com o automóvel são fundamentais para uma viagem segura.

 

“É importante que se faça a conferência dos itens de segurança do veículo, calibrando os pneus e observando os sulcos dos pneus, checando o bom funcionamento dos limpadores de para-brisas e testando o funcionamento da iluminação,como faróis, lanternas traseiras, setas, luzes de freio e ré”.

 

O uso do cinto de segurança é obrigatório a todos no carro: motoristas e passageiros. É também sugerido que os viajantes fiquem atentos para as regras de uso da cadeirinha para as crianças. “É fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico”.

 

A PRF também alerta para a importância de descanso do motorista: “A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção. Eventuais paradas no acostamento devem ser feitas apenas em caso de emergência, com pisca-alerta ligado e triângulo a pelo menos 30 metros do veículo”.

 

As ultrapassagens proibidas são as grandes responsáveis pelos acidentes graves nos trechos de pista simples. “Somente ultrapasse quando a sinalização permitir e quando tiver certeza de que a manobra é segura”.

 

No caso de motociclistas, a PRF destaca a obrigatoriedade do uso de capacetes, tanto para o motoristas quanto para quem esteja na garupa. “Sempre com a viseira baixa”, acrescenta, ao lembrar que a viseira evita que insetos, fumaça e poeira afetem a visão do condutor. São indicadas roupas como capa ou macacão impermeáveis, para o caso de chuvas, durante o percurso.

 

Compartilhe aqui:

Bebê que teve boca tapada com fita adesiva para ‘não chorar’ enquanto mãe mexia no celular vai para abrigo

 

A bebê de 6 meses que teve a boca tapada pela mãe com uma fita adesiva enquanto chorava, no Bairro Alto da Glória, em Sinop, no norte do estado, foi encaminhada para um abrigo. A mãe deve responder pelo crime de maus-tratos, de acordo com o delegado Sérgio Ribeiro.

 

O vídeo foi gravado na semana passada, pelo pai da bebê de seis meses. Ele chegou em casa e encontrou a filha, na cama, com a boca tampada com uma fita adesiva, enquanto a mãe estava no quarto ao lado manuseando o celular. O pai registrou uma denúncia à polícia.

 

O vídeo repercutiu nas redes sociais. Ele retirou o adesivo da criança e cobrou explicações da mãe da bebê, que estava mexendo no celular numa sala ao lado. O caso chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar de Sinop, que começou a acompanhar o caso, que é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Sinop.

 

Segundo a conselheira tutelar, a mãe da criança tem 18 anos e enfrenta problemas psicológicos. Ela foi levada para a casa da mãe dela para ser encaminhada a um psiquiatra em Guarantã do Norte.

 

De acordo com a polícia, o pai, de 26 anos, contou que filmou a atitude da mãe em um “momento de bobeira”.

 

Nas imagens, é possível ver a bebê deitada em uma cama, chorando com a boca tapada com fita. Em seguida, o pai retira o adesivo e questiona a mãe do motivo dela ter feito aquilo, mas ela permanece em silêncio.

 

Aos conselheiros, a avó da criança disse que a bebê é bem tratada e que esse foi um caso pontual, pois a jovem teve uma gravidez complicada e está com depressão.

 

Por segurança devido à repercussão do caso, a família foi para uma fazenda, a 130 km da cidade.

 

G1

 

Compartilhe aqui:

Polícia Federal vê indícios de crime e aponta atuação ‘direta’ e ‘consciente’ de Bolsonaro ao vazar dados

 

A Polícia Federal afirmou ao Supremo Tribunal Federal (STF) ter reunido elementos “da atuação direta, voluntária e consciente” do presidente Jair Bolsonaro no vazamento de dados sigilosos de um inquérito sobre ameaças às urnas eletrônicas.

 

A PF também informou que há indícios de crime na conduta de Bolsonaro, do tenente-coronel Mauro César Barbosa Cid – ajudante de ordens do presidente – e do deputado federal Filipe Barros (PSL-PR). Os três participaram da transmissão em rede social em que foram divulgados os detalhes sigilosos da investigação.

 

A análise consta em um relatório enviado ao Supremo em novembro pela delegada Denisse Ribeiro. O documento se tornou público nesta sexta (28), depois que o ministro do STF Alexandre de Moraes decidiu retirar o sigilo do inquérito.

 

Compartilhe aqui:

Influenciadora é presa após pagar hospedagem de hotel com cartão clonado

 

A influenciadora digital Ingrid Caroline Borges Gonçalves, de 20 anos, foi presa em flagrante, na última segunda-feira (24/1), após tentar pagar a hospedagem de um hotel no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, com um cartão clonado.

 

Segundo a Polícia Civil, ela foi autuada em flagrante por tentativa de estelionato.  No momento da prisão, a jovem tentava fazer check-in de apartamento reservado para temperado na Avenida General San Martin, no Leblon, na Zona Sul do Rio.

 

Ingrid tem mais de 189 mil seguidores em uma única rede social, local em que ela costuma compartilhar as viagens que faz. Ela também é estudante de direito.

 

A influencer pagou fiança e foi liberada para responder ao processo em liberdade.

 

A influencer publicou uma nota negando o caso.

 

Compartilhe aqui:

Acidente entre caminhão e ônibus de banda de forró deixa um morto em rodovia do RN

 

Um acidente foi registrado, neste sábado (30), na BR-406, nas proximidades da cidade de Macau, interior do Rio Grande do Norte. A colisão entre o ônibus da banda de forró Na Pegada do Coyote e um caminhão semi-reboque resultou em uma pessoa morta e duas feridas.

 

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no início da manhã. Os dois veículos bateram lateralmente. Pelo menos 13 pessoas estavam dentro do ônibus.

 

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi identificada como Tiago Paulino da Silva, de 31 anos. Ele era integrante da equipe técnica da banda. O corpo dele foi removido para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) de Natal.

 

Outras duas pessoas tiveram ferimentos leves e também foram encaminhados para um hospital na capital potiguar.

 

A pista foi interditada parcialmente pela PRF para remoção do ônibus.

 

Compartilhe aqui:

Finados: PRF reforça fiscalização em rodovias no RN; veja dicas para viagem segura

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia nesta sexta-feira a Operação Finados 2021. Durante todo o feriado prolongado, a instituição reforçará o policiamento ostensivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade. O intuito é garantir aos usuários das rodovias federais segurança, conforto e fluidez do trânsito.

 

O somatório desses esforços e ações estratégicas da PRF tem finalidade preventiva, visto que, historicamente, há um aumento relevante do fluxo de veículos e de ônibus de passageiros nas rodovias do país durante esse período. Esses são fatores que contribuem para o aumento da violência no trânsito, podendo provocar elevação na quantidade de acidentes nas estradas.

 

Diante disso, com a Operação Finados 2021, que se estende até o dia 02 de Novembro, a PRF intensifica a fiscalização de trânsito com o aumento do efetivo e de rondas ostensivas. As ações desenvolvidas pela PRF na Operação serão focadas: na prevenção para a diminuição da gravidade dos acidentes; em uma resposta rápida para garantir fluidez ao trânsito; em aumentar a percepção de segurança nas rodovias federais; no combate às infrações de trânsito, em especial às condutas geradoras de acidentes como: as ultrapassagens indevidas e proibidas, dirigir sob influência de álcool, dirigir com velocidade incompatível, transitar pelo acostamento, dentre outras; no enfrentamento à criminalidade.

 

Boas condutas para uma viagem segura

 

  • A PRF recomenda algumas condutas para a realização de uma viagem segura:

 

  • Planeje sua viagem e faça a revisão de seu veículo. É fundamental verificar a presença e o funcionamento de todos os equipamentos obrigatórios. Verifique também toda a documentação do veículo e do condutor.

 

  • Todos os ocupantes do veículo devem portar documento de identificação, inclusive crianças e adolescentes.

 

  • Respeite os limites de velocidade estabelecidos para a via e obedeça às placas de sinalização. Onde não existir sinalização ou se esta estiver prejudicada mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves os acidentes.

 

  • O condutor e todos os passageiros do veículo DEVEM utilizar o cinto de segurança. Crianças menores de 7 anos e meio de idade devem estar utilizando o equipamento obrigatório compatível (bebê conforto, cadeirinha e/ou assento de elevação). Em caso de autuação o condutor será penalizado e o veículo ficará retido até a regularização da infração.

 

  • Ultrapasse sempre pela esquerda (somente em locais permitidos) e onde haja todas as condições necessárias para execução da manobra com segurança. Antes de iniciar uma ultrapassagem, certifique-se da distância e da visibilidade do veículo que pretende ultrapassar e dos que vêm em sentido contrário. Se outro veículo o estiver ultrapassando ou tiver sinalizado a intenção de fazê-lo, dê a preferência e aguarde a vez. Sinalize toda a manobra com antecedência. Redobre a atenção ao ultrapassar ônibus e caminhões. Por se tratar de veículos grandes e pesados, é preciso se certificar que há espaço suficiente para realizar uma ultrapassagem segura. Ao ser ultrapassado não acelere, não mude a trajetória do veículo e mantenha distância segura do veículo à frente.

 

  • Mantenha uma distância segura do veículo que vai à frente, a fim de se evitar colisões traseiras nos casos de freadas bruscas.

 

  • Cuidado com os pedestres, principalmente em perímetros urbanos cortados por rodovias. Redobre a atenção e reduza a velocidade sempre que verificar a presença de pedestres nos acostamentos e às margens das rodovias.

 

  • É importante também sempre levar água, frutas e alimentos não perecíveis no interior do veículo, para situações inesperadas como congestionamentos e interdições de pista.

 

  • Caso ocorra chuva durante sua viagem, acione os limpadores de pára-brisa, diminua a velocidade e aumente a distância em relação ao veículo que segue à sua frente. Evite estacionar no acostamento, caso tenha que parar, procure um local seguro afastado da pista de rolamento.

 

  • Ocupantes de motocicletas: devem sempre usar o capacete e manter distância das laterais traseiras dos veículos, eliminando assim o chamado “ponto cego”. Antes de mudar de faixa de rolamento usar os retrovisores. Não trafegue próximo a caminhões. O deslocamento de ar produzido por esses veículos pode desestabilizar a motocicleta. Sempre circule com o farol ligado, para facilitar a visualização da motocicleta pelos pedestres e pelos veículos que estão no sentido contrário.

 

  • Trafegue sempre com os faróis acesos, mesmo durante o dia. Isso aumenta a visibilidade aos demais condutores e principalmente aos pedestres, além de melhorar a percepção de distância aproximada.

 

Compartilhe aqui:

LEI SECA: Blitz em vaquejada multa 67 motoristas por embriaguez ao volante

 

Na madrugada de sábado (23) para este domingo (24), a Operação Lei Seca realizou uma blitz na cidade de Tangará, no interior potiguar, onde ocorria uma vaquejada. Durante a fiscalização, 67 motoristas foram autuados por embriaguez ao volante.

 

Ao todo, 428 condutores foram abordados. Dos 67 que foram autuados por alcoolemia, 64 deles se recusaram a fazer o teste e 3 fizeram com resultado positivo, ocasionando a prisão de 1 destes.

 

Todos os 67 condutores terão que pagar multa de R$ 2.934,70, além de terem o direito de dirigir suspenso por 12 meses.

 

De acordo com o capitão Isaac Paiva, coordenador da Operação Lei Seca no RN, também foram flagradas outras 69 irregularidades e removidos 11 veículos ao pátio do Detran.

 

Compartilhe aqui:

Sérgio Reis e Otoni de Paula são alvo de operação da Polícia Federal

 

CNN – O cantor Sérgio Reis e o deputado Otoni de Paula (PSC – RJ) são alvos de uma operação da Polícia Federal (PF) autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (20).

 

Os mandados atendem a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que apura manifestações contra as instituições. Ao todo, são 29 mandados de busca e apreensão

 

A PF faz buscas no Rio e em Brasília, ao menos em quatro endereços ligados ao cantor, na casa e no gabinete do deputado.

 

Em atualização

 

Compartilhe aqui:

Atentado: Polícia identifica adolescentes que planejavam ataques a escolas no RN

 

Policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Polícia (9ª DRP) de Santa Cruz identificaram e localizaram, neste domingo (15), adolescentes que planejavam ataques a escolas no município de Campo Redondo, no interior do Rio Grande do Norte. A ação investigativa ocorreu em conjunto com a 6ª Delegacia Regional de Polícia de Itumbiara/GO e a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos de Goiás (DERCC).

 

A operação, que foi coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI-MJSP), através do Laboratório de Operações Cibernéticas (CIBERLAB), contou com a participação da Agência de Investigações de Segurança Interna da Polícia de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos (Homeland Security Investigations – HSI).

 

Segundo as investigações, pelo menos quatro adolescentes realizavam esse planejamento de invasão a duas escolas. Dentre eles, estão dois primos, um residente na cidade de Campo Redondo e outro em Itumbiara/GO. Na ação, seriam utilizadas armas químicas, conhecidas como “coquetel molotov”.

 

Ainda durante as investigações, apurou-se que os jovens já haviam escolhido pela internet as roupas que seriam utilizadas e, em seguida, testariam os equipamentos que seriam usados por eles durante a ação nas escolas.

 

As equipes se deslocaram até as residências e localizaram os adolescentes. Os responsáveis por eles foram acionados e os apresentaram na delegacia, onde houve a confirmação dos fatos apurados.  Além disso, foi confirmado pelos familiares que o adolescente residente em Itumbiara estaria com viagem marcada para interior do Rio Grande do Norte.

 

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

 

Compartilhe aqui:

Irmã Flordelis é presa no Rio acusada de mandar matar o marido

 

Após o Ministério Público do Rio de Janeiro pedir a prisão preventiva, a ex-deputada federal Flordelis foi presa na noite desta sexta-feira (13).

 

Acusada de ser a mandante do assassinato do marido, Anderson do Carmo, Flordelis perdeu o mandato na quarta-feira (11), quando a Câmara aprovou a cassação da ex-deputada por 437 votos a favor e 7 contrários.

 

Eram necessários pelo menos 257 votos favoráveis para a cassação ser aprovada. Flordelis está, portanto, inelegível por oito anos a partir do fim desta legislatura, em 31 de janeiro de 2023.

 

“Com a perda do mandato de parlamentar, a situação jurídica da ré deve ser revista, para sanar a desproporcionalidade que havia entre as medidas cautelares impostas e os fatos imputados e as condutas que a ré praticou para interferir na instrução e se furtar no momento da aplicação da lei penal”, diz o Ministério Público no pedido de prisão.

 

Antes de ser presa, Flordelis fez uma live nesta sexta pedindo uma corrente de orações. “É um momento de clamor. É um momento de oração”, disse ela, acrescentando ser inocente.

 

“Tenham convicção de que eu não cometi crime algum. Eu sou inocente. Aconteça o que acontecer, ainda que me levem para prisão, lá eu serei adoradora. Eu irei adorar o nome do senhor Jesus”, afirmou.

 

Em abril, Flordelis disse ao jornal Folha de S.Paulo não acreditar em sua cassação e que não desistiria da política.

 

“Quem me colocou na política foi Deus, e eu não vou desistir por que hoje eu tô passando por um período difícil”, disse.

 

Folha

 

Compartilhe aqui:

STF aponta que Roberto Jefferson faz parte de ‘núcleo político’ de ‘milícia digital

 

Em decisão que embasou a prisão preventiva do ex-deputado federal Roberto Jefferson, o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), aponta que publicações em redes sociais feitas pelo presidente nacional do PTB indicam a incidência de crimes contra a honra, racismo e homofobia.

 

No documento, ao qual a CNN Brasil teve acesso, a investigação da Polícia Federal identifica o dirigente partidário como integrante do “núcleo político” de uma organização criminosa que tem como objetivo “desestabilizar as instituições republicanas”.

 

Ela salienta a vinculação de Roberto Jefferson “diante de reiteradas manifestações” com o objetivo de “atacar integrantes de instituições públicas, desacreditar o processo eleitoral brasileiro, reforçar o discurso de polarização e de ódio”, promovendo “o descrédito dos poderes da República”.

 

A decisão também observa que o presidente nacional do PTB “ofendeu a dignidade e o decoro” de ministros do STF e de senadores integrantes da CPI da Pandemia, bem como “induziu a discriminação a pessoas de procedência chinesa” e incitou “a discriminação a pessoas em razão de orientação sexual”.

 

“A autoridade policial defende que as medidas pleiteadas destinam-se a fazer cessar a prática criminosa e a obter dados que sejam aptos a promover o esclarecimento dos fatos”, esclarece.

 

A decisão aponta que a prisão preventiva e a busca e apreensão são necessárias para “auxiliar a Polícia Federal na identificação do modo de agir de outros integrantes ainda não alcançados pela investigação”.

 

O presidente nacional do PTB foi preso na manhã desta sexta-feira (13) na cidade de Comendador Levy Gasparian, a 130 Km da cidade do Rio de Janeiro. Ele será encaminhado à Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

 

Na decisão, o ministro Alexandre de Moraes também determinou a busca e apreensão de armas e munições do ex-deputado federal e o bloqueio de contas nas redes sociais associadas ao dirigente partidário.

 

Ele determinou ainda a expedição de ofícios ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para que sejam tomadas “providências cabíveis”, “em virtude da possível utilização da condição de presidente de partido político – com a consequente utilização de recursos do fundo partidário – para incorrer nas condutas em análise”.

 

“Dessa maneira, oficie-se o excelentíssimo corregedor-geral da Justiça Eleitoral e o vice-procurador-geral Eleitoral para que informem as medidas tomadas, para fins de posterior análise de imposição de medida cautelar referente à suspensão do exercício de função pública ou de atividade de natureza econômica ou financeira quando houver justo receio de sua utilização para a prática de infrações penais”, salientou.

 

Compartilhe aqui:

CORRUPÇÃO: Investigação contra Flávio Bolsonaro no caso das ‘rachadinhas’ volta a andar

 

A TV Globo apurou outros detalhes. Os promotores tiraram da acusação 16 itens que foram invalidados pelo STJ e reapresentaram apenas com as provas consideradas válidas.

 

Entre as válidas, está o relatório de inteligência do Coaf – que mostra a movimentação suspeita de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, no valor de R$ 1,2 milhão no período de um ano.

 

Mensagens de texto entre Queiroz e Danielle Mendonça da Nóbrega, ex-mulher do miliciano Adriano da Nóbrega, morto no ano passado.

 

Segundo o MP, as mensagens mostram que o ex-policial recebeu dinheiro da rachadinha por meio da mãe e da mulher – que foram funcionárias de Flávio.

 

Também segue válido o depoimento de uma ex-funcionária de Flávio, que confirmou a devolução de parte do salário.

 

Senador Flávio Bolsonaro (Patriota) durante sessão da CPI da Covid — Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

 

Depois de receber o pedido do MP, a desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo mandou notificar os acusados para apresentar uma defesa prévia.

 

O processo da rachadinha está no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio – que é a segunda instância – até que o STF decida se Flávio Bolsonaro tem ou não foro privilegiado.

 

No pedido feito à Justiça, agora, o Ministério Público do Rio argumentou que não precisa esperar essa definição porque a continuidade da investigação não interfere na discussão do foro.

 

 

Compartilhe aqui:

Jucurutu: Nota de Pesar da Polícia Militar pelo falecimento do 2º Sargento PM RR Agenor

 

É com imenso pesar, que a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte comunica o falecimento do 2º Sargento PM RR AGENOR BATISTA DOS SANTOS, aos 56 anos de idade.

 

O Sgt Agenor é natural de Jucurutu/RN, ingressou na corporação no ano de 1984, trabalhou no 10º BPM, em Assú/RN, e atualmente estava na Reserva Remunerada há pouco mais de um mês.

 

O Praça foi acometdo de um problema de saúde vindo a falecer nesta sexta-feira, 06 de agosto de 2021.

 

A Polícia Militar lamenta a morte deste honrado profssional de segurança pública, externando aos amigos, companheiros de trabalho e familiares, os nossos sentimentos de mais profundo pesar.

 

Compartilhe aqui:

Supremo Tribunal Federal (STF) rejeita pedido de liberdade para DJ Ivis, indiciado por agressões à ex-mulher

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes rejeitou nesta quinta-feira (28) um pedido de liberdade de Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis.

 

O cantor está detido em um presídio de Fortaleza (CE) desde o último dia 14 em razão das agressões contra a ex-mulher Pamella Holanda, registradas em vídeo e denunciadas pela vítima no início do mês.

 

Na última terça (26), o cantor foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará por três crimes. Além da lesão corporal à ex-mulher, que motivou a prisão, o cantor também vai responder por ameaça e injúria.

 

O pedido de habeas corpus protocolado no STF afirma que a prisão é ilegal porque DJ Ivis não descumpriu as outras medidas protetivas impostas pela Justiça.

 

Gilmar Mendes negou o pedido por questões processuais. Segundo o ministro, a ação não poderia ser analisada porque há outro pedido de liberdade sendo analisado por outra instância da Justiça.

 

Além disso, diz o magistrado, o autor do pedido não apresentou documento comprovando que o processo foi autorizado pelo artista.

 

Em suma, concluo que se trata de habeas corpus ajuizado em evidente supressão de instância, não autorizado pelo paciente [DJ Ivis] e destituído dos elementos mínimos que permitam sequer saber se os fundamentos do decreto prisional indicados na petição inicial coincidem com as informações constantes do processo“, escreveu.

 

G1

 

Compartilhe aqui:

DJ Ivis teve seus cabelos raspados ao chegar na prisão e Justiça negou o pedido de habeas corpus de DJ Ivis no último sábado

 

Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, teve seus cabelos raspados ao chegar na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, no Ceará. O produtor musical foi preso na última quarta-feira (14/7) pelas agressões contra sua ex-mulher, Pamella Holanda, inclusive na frente da filha de nove meses do casal.

 

A Justiça negou o pedido de habeas corpus de DJ Ivis no último sábado (17/7) e ele permanecerá preso por tempo indeterminado à disposição do Poder Judiciário. Caso ele seja condenado por lesão corporal, a pena máxima é de três anos em regime aberto ou semiaberto. O presídio de Aquiraz é de segurança máxima.

 

Coluna Léo Dias – Metrópoles

 

Compartilhe aqui:

Candidato é preso ao tentar fraudar concurso da Polícia Civil do RN

 

Um homem foi preso ao tentar fraudar as provas do concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte que ocorreram, nesse domingo (11), em Natal. De acordo com a PCRN, trata-se de um candidato alagoano, de 41 anos de idade. O nome não foi revelado.

 

O caso aconteceu durante o exame intelectual, que é a primeira etapa da seleção pública. A polícia não informou o tipo de equipamento usado pelo candidato na fraude. Ainda segundo corporação, a investigação corre em sigilo, por essa razão, o delegado responsável preferiu não revelar mais detalhes para não prejudicar outras diligências.

 

Também não foi informada se há suspeita de participação de outras pessoas na tentativa de fraude.

 

“O inquérito policial foi instaurado e as investigações estão tramitando no Departamento de Combate à Corrupção (DECCOR). A PCRN informa que o certame segue o curso normalmente e reforça seu compromisso com a transparência perante a sociedade, em especial os candidatos, destacando que, caso sejam verificadas quaisquer outras práticas ilícitas, as medidas administrativas e criminais necessárias serão adotadas, com a responsabilização do(s) autor(es)”, informou a corporação em nota.

 

Concurso

 

Ao todo, o concurso teve 61.042 candidatos inscritos para concorrer às 301 vagas oferecidas – 230 para agente, 24 para escrivão e 47 para delegado.

 

O edital foi lançado em novembro de 2020 e a previsão era de que as provas fossem aplicadas nos dias 07 e 14 de março. Porém, por causa da pandemia da Covid-19, a seleção foi suspensa em fevereiro e retomada em maio.

 

O salário oferecido para agente e escrivão é de R$ 4.731,91 e para delegado, R$ 16.670,59.

 

Compartilhe aqui:

Segurança pública do RN recebe mais R$ 15,4 milhões em veículos e equipamentos

 

A partir desta sexta-feira, 09, os órgãos do sistema estadual de segurança do RN – Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Itep – passam a contar com novos equipamentos e veículos. O investimento é de R$ 15 milhões viabilizado por convênios com o Governo Federal, emendas parlamentares e contrapartida do Governo do Estado. No ato de entrega, no pátio da Escola de Governo em Natal, a governadora Fátima Bezerra disse que “a segurança pública continua sendo prioridade da nossa administração. Hoje estamos entregando mais viaturas e equipamentos. Trabalhamos muito para destravar convênios, articular emendas junto à bancada federal e garantir as contrapartidas do Estado”.

 

Fátima Bezerra reforçou que a administração estadual atual também trabalha para recuperar e reestruturar as instalações físicas dos prédios ocupados pelos órgãos do sistema de segurança. Inclusive adquirindo mobiliário compatível com as necessidades do setor. “Investir e dar melhores condições para os órgãos de segurança não é favor. É direito à cidadania. Estas ações são resultado de gestão de uma equipe preparada, que dá conta, com celeridade e eficiência, para trazer estes benefícios ao povo do RN”, afirmou.

 

Ela citou ainda outras medidas de valorização do sistema de segurança como a promoção de mais de 5 mil policiais na atual gestão, a contratação de mil policiais militares, agentes da polícia penitenciária e realização de concurso público para delegados, agentes e escrivães da Polícia Civil, para o Itep e para oficiais da PM. “Trabalhamos para reduzir cada vez mais os índices de insegurança e trazer paz aos norte-rio-grandenses”, enfatizou.

 

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Francisco Araújo, citou outros investimentos em infraestrutura como a rede de transmissores no interior para permitir comunicação ágil. “Hoje temos rádios exclusivos da polícia com rede de torres de transmissão no interior, o que agiliza e fortalece nosso trabalho”. Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro explicou que hoje foram entregues 4 caminhões tanque auto bomba e mais um foi adquirido e está em fase de finalização de montagem. Este investimento é feito com recursos próprios e somam R$ 3 milhões.

 

O vice-governador Antenor Roberto destacou que além dos equipamentos e veículos, o mobiliário adequado que o sistema se segurança está recebendo dá dignidade aos policiais. Odon Junior, prefeito de Currais Novos agradeceu a destinação de uma caminhonete 4×4 para o policiamento naquele município: “Currais Novos é atendida pela 3ª Companhia de Polícia, e agora vamos ter um reforço no policiamento com este veículo e equipamentos que estamos recebendo”. “Estas ações melhoram a segurança no RN. São benefícios e ações concretas para o povo. Sou testemunha do trabalho da governadora Fátima Bezerra e parabenizo pelo cuidado que tem com o povo do RN”, pontuou o deputado federal Rafael Motta.

 

O ato de entrega contou com a participação também dos secretários de Estado da Administração Penitenciária (Seap), Pedro Florêncio, do Turismo, Ana Costa, secretário adjunto da Sesed, Osmir Monte, comandante da PM, coronel Alarico Azevedo, Delegada Geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva, diretor do Itep Marcos Brandão, deputado federal Rafael Motta e deputado estadual Hermano Morais.

 

EQUIPAMENTOS ENTREGUES PARA A PM, PC, CBM e ITEP

 

●    Investimento de R$ 15.475.905,74 – Recursos próprios: R$ 2.534.000,00. Recursos convênio SENASP: R$ 12.941.905,74.

 

●    POLÍCIA MILITAR:

o    16 caminhonetes 4×4
o    5.400 algemas
o    60 pistolas calibre .40 (ponto quarenta)
o    160 rádios portáteis + 1680 baterias
o    Munições não letais
o    Máquina de recarga de munição
o    Instrumentos de proteção para cavalos

 

●    POLÍCIA CIVIL:

o    1.371 algemas

 

●    CORPO DE BOMBEIROS:

o    4 caminhões ABTS (Auto Bomba Tanque Salvamento)
o    1 viatura (carro) para programa Bombeiro Mirim
o    171 luvas para combate a incêndio
o    170 botas de combate a incêndio
o    155 capacetes de combate a incêndio

 

●    ITEP:

o    1 Vídeocomparador
o    Equipamentos de perícia
o    2 Flatscan (Scanner raio-x)

 

●    PARA TODOS OS ÓRGÃOS (mobiliário):

o    569 Mesas
o    1545 Cadeiras escritório
o    494 Armários de aço

 

Compartilhe aqui:

CORRUPÇÃO: Presidente da CPI da Pandemia decreta prisão de ex-diretor do Ministério da Saúde

 

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), decretou a prisão do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde (MS) Roberto Ferreira Dias, por perjúrio.

 

Na avaliação de Aziz, Dias mentiu à CPI, mesmo tendo jurado falar a verdade. Mesmo sob protestos de alguns senadores e da advogada de Dias, presente à reunião, o ex-funcionário do MS saiu da sala acompanhado pela Polícia Legislativa. Dias foi encaminhado pela Polícia Legislativa para a delegacia do departamento, no Senado. Lá, é fixado o valor da fiança.

 

O ex-diretor negou ter pedido vantagens a Luiz Paulo Dominguetti para a aquisição de 400 milhões de doses de vacina contra a covid-19. Ele também negou ter marcado um encontro com Dominguetti, vendedor autônomo da empresa Davati Medical Supply, em um restaurante de Brasília. Segundo Dias, o encontro foi acidental.

 

O surgimento de áudios, na tarde de hoje, vazados pela imprensa e divulgados na CPI embasaram a decisão de Aziz. Os áudios mostram uma conversa de Dominguetti com outra pessoa, na qual ele confirma o encontro com Dias no dia 25, quando ambos estiveram juntos no restaurante.

 

Compartilhe aqui:

CORRUPÇÃO: PF deflagra operação Rebotalho no combate a desvio de recursos públicos federais destinados ao tratamento de Covid-19 em Natal/RN

 

A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União e o MPF/RN, deflagrou a Operação Rebotalho, nesta manhã (1/7), para apurar a possível prática dos crimes de dispensa indevida de licitação e peculato na aquisição de respiradores usados pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal/RN.

 

Cerca de 20 policiais federais e 4 servidores da CGU estão cumprindo 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 14ª Vara Federal – Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, nos municípios de Natal/RN, Goiânia/GO e Aparecida de Goiânia/GO.

 

A operação decorre de inquérito policial instaurado em novembro de 2020, com base em auditoria da CGU, que identificou indícios de montagem e direcionamento da dispensa de licitação, além de superfaturamento no montante de R$ 1,4 milhão.

 

Os elementos de prova já colhidos indicam que os aparelhos respiradores adquiridos pela SMS Natal/RN são sucateados, chegando a 15 anos de uso, e parte deles possui origem clandestina, haja vista a empresa fabricante ter informado que os números de série não correspondem a equipamentos por ela produzidos.

 

Ficou também evidenciado que os bens foram adquiridos por valor muito superior ao praticado pelo mercado, ocasionando prejuízo ao erário em  mais de R$ 1 milhão. Em face disso, visando a reparação do dano causado aos cofres públicos, a Justiça Federal autorizou o bloqueio desses valores em contas dos envolvidos.

 

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de dispensa indevida de licitação e peculato, e, se condenados, poderão cumprir penas de até 17 anos de reclusão.

 

*** Sobre o nome da operação, fez-se alusão ao estado dos equipamentos adquiridos pelo ente público. “Rebotalho” tem por significado algo que não tem mais valor ou utilidade.

 

Compartilhe aqui:

Câmara do Rio cassa por unanimidade o mandato do vereador Dr. Jairinho

 

O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro cassou, por unanimidade, o mandato do vereador Jairo Santos Souza Júnior, conhecido como Dr. Jarinho, por quebra de decoro parlamentar. É a primeira vez na história que um parlamentar é cassado na Câmara carioca.

 

Dr. Jairinho é acusado na Justiça pela morte do enteado, o menino Henry Borel, de 4 anos, no dia 8 de março. Investigações policiais apontam que o menino foi espancado em casa pelo padrasto. Ele está com a prisão preventiva decretada pela Justiça desde o dia 8 de abril, junto com a mãe do menino, Monique Medeiros.

 

“Por decisão unânime, após indícios suficientes de envolvimento na morte do menino Henry, a peça conclui a presença de elementos suficientes para apurar a conduta incompatível com decoro parlamentar. Não restou alternativa a esta Casa que não fosse à instauração para investigar a quebra de decoro”, avaliou o relator do processo na Comissão de ética e Decoro Parlamentar, o vereador Luiz Ramos Filho (PMN).

 

Ramos Filho ao ler o relatório disse que o pedido de cassação foi baseado nos resultados da perícia técnica e depoimentos prestados à polícia. “Jairinho responde por homicídio triplamente qualificado, tortura e agressões contra o menino Henry”.

 

Compartilhe aqui: