18/10/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Prêmio de Empreendedorismo levará estudantes a São Paulo

Em sua IV edição, o Prêmio de Empreendedorismo Inovador do IFRN se concretiza como um celeiro de novos talentos. Como parte da V Semana de Ciência, Tecnologia e Extensão do IFRN (Secitex), neste ano, o evento acontece no auditório da Estação das Artes e conta com a participação de 70 estudantes de todos os campi do Instituto.

A abertura do evento, em seu primeiro dia, foi realizada pelo professor João Teixeira, Diretor de Inovação Tecnológica do IFRN. Em sua fala, destacou a importância do Prêmio como uma das ações que promove o espírito empreendedor, sensibilizando o aluno para que possa desenvolver novas ideias e produtos.

Em seguida, os alunos assistiram a uma palestra com o Marcelo Bandiera, sócio da SABER INOVAR, uma empresa de consultoria empresarial de Natal, focada na educação e no empreendedorismo.

Marcelo Bandiera parabenizou a equipe promotora do prêmio, salientando a sua importância como algo que promove a cultura dos alunos no campo do empreendedorismo e a mudança de visão de negócios, em que cada um passa a ver que não é necessário grandes ideias para inovar, mas arregaçar as mangas e agir. A coordenação da Incubadora ITMO, do Campus Mossoró, também apresentou aos participantes casos de sucesso de empreendedorismo.

Durante o Prêmio de Empreendedorismo, os estudantes se dividem em equipes e são orientados no processo de criar e planejar o lançamento de um produto que possa ser utilizado no mercado local ou fora dele. A ideia precisa estar focada na solução para um problema social, podendo ser vinculada a uma incubadora tecnológica. “O RN é o 5º colocado em número de incubadoras ativas e o IFRN lidera 50% desse número. Por suas ações, o Instituto é referência em incubação de novas empresas”, destacou João.


18/10/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Governo discute Lei para regulamentar Parcerias Público-Privadas

O Governo do RN realizou nesta quarta-feira, 16, o Seminário “Experiências e Oportunidades em Parecerias Público-Privadas”. Durante a aberta do evento, a governadora Fátima Bezerra alertou que é urgente o Estado se tornar mais produtivo e isso exige uma legislação específica para atrair investimentos. “Uma política referente às PPPs se faz necessária para estabelecermos marcos regulatórios e dar garantia jurídica aos investimentos. São medidas que estamos discutindo agora e que irão fundamentar um projeto de Lei que seguirá para apreciação e votação pela Assembleia Legislativa”, considerou.

Fátima destacou a importância de o seminário envolver diversos setores da sociedade. Estavam presentes no evento: representantes do setor privado; Fiern e Fecomércio; do Judiciário; Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas; do Banco Mundial; o vice-governador Antenor Roberto; secretários de Estado, Fernando Mineiro (SEGRI), Aldemir Freire (Seplan), Jaime Calado (Sedec), Gustavo Coelho (Infraestrutura); Carlos Eduardo Xavier (SET), representantes da secretaria de Estado do Turismo, do Gabinete Civil, da Caern e diretor geral do DER, Manoel Marques.

“Aqui estamos construindo uma proposta para o RN crescer e se desenvolver, um marco regulatório moderno e eficiente, para gerar emprego, trabalho e renda para a população”, disse a governadora lembrando que a atual gestão já iniciou o processo de fazer o Estado mais competitivo com a substituição do antigo Proadi pelo Proedi. “Tínhamos uma legislação atrasada, que não servia mais ao Estado. Com ela perdemos 20 mil empregos e empresas, inclusive de origem local, se transferiram para Estados vizinhos. O novo Proedi, inverte esse processo e oferece incentivos extremamente favoráveis à manutenção das empresas aqui e para atração de novos investimentos”, explicou.

O secretário de estado do Planejamento Aldemir Freire avaliou que as PPPs e concessões se inserem no contexto para reversão da crise fiscal e financeira. “Para o Estado buscar investimentos hoje é preciso revisar marcos regulatórios e fazer parcerias com estados, municípios e capital privado.  Sozinho o Estado não tem disponibilidade do volume de investimentos que necessita.”

Fernando Mineiro, secretário de Estado de Gestão de Projetos, também registra a importância da aprovação de uma legislação regulamentando o estabelecimento de PPPs e concessões. “Os esforços para fazer o RN crescer vêm sendo realizados por nós em várias frentes. Temos o consórcio de governadores do Nordeste, parcerias com prefeituras e um diálogo profícuo com o setor privado”, afirmou. Exemplo do resultado destes entendimentos é a missão dos governadores do Nordeste a quatro países da Europa – Alemanha, França, Itália e Espanha – no próximo mês de novembro, com a finalidade de atrair investimentos.

Jaime Calado, secretário de Desenvolvimento Econômico, esclareceu que a modernização da gestão pública no RN leva em conta experiências exitosas em outros Estados. “Ganhamos tempo com modelos já vitoriosos e fica mais difícil errar. A nossa legislação sobre PPPs e concessões precisa ser aprovada o mais breve possível e deve ser exequível e eficiente.”

A representante do Banco Mundial no Projeto Governo Cidadão, Fátima Amazonas, enfatizou que é preciso inovar nas formas de fazer negócios. Ela citou que os objetivos para as PPPs devem ser, principalmente, as áreas de infraestrutura e serviços.

A governadora Fátima Bezerra recomendou aos participantes do seminário, que irão elaborar a minuta do projeto de Lei das PPPs, que a proposta precisa trazer um ciclo de investimentos para o RN dialogando com a sociedade e com a iniciativa privada. “A necessidade deste seminário é justificada pelo motivo do Governo não ter, até então, uma legislação específica. Tinha apenas para a construção da Arena das Dunas. A nova legislação deve se pautar na garantia e na qualidade da prestação dos serviços públicos”, orientou.


18/10/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Mercados institucionais garantem escoamento da produção da agricultura familiar

A Emater-RN e a Sedraf estão expondo, durante a Festa do Boi, os mercados institucionais. São vários programas e projetos que estimulam a produção no campo e possibilitam às famílias rurais venda certa dessa produção.

São exemplos o Programa de Aquisição de Alimentos, nas modalidades “Leite” e “Compra Direta”, as feiras da agricultura familiar, o Programa Estadual de Sementes Crioulas e o Programa Estadual de Compras Governamentais da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Pecafes), além da estrutura da Central de Comercialização da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Cecafes).

Nesta quarta feira, a Central das Cooperativas da Agricultura Familiar do Rio Grande do Norte (Cooafarn) e a Cecafes, com apoio da Emater-RN, realizaram uma degustação de vários pratos típicos para os grupos que visitaram a Fazenda Modelo, no Parque Aristófanes Fernandes, em especial assentados do município de Ceará Mirim. Entre os pratos, o baião de dois feito com arroz vermelho e feijão macassar, e alimentos à base de mandioca.


07/10/2019
Por Edilson Silva em Economia

Com trabalho por conta própria em nível recorde, número de MEIs ultrapassa a marca de 9 milhões

O número de microempreendedores individuais (MEIs) no país ultrapassou pela primeira vez a marca de 9 milhões. Somente neste ano, o número de brasileiros decidiram optar por essa modalidade de atuação no mercado de trabalho já chega a quase 1,3 milhão.

Segundo dados do Portal do Empreendedor do governo federal, o número total de registros de MEIs atingiu 9,031 milhões no final de setembro, o que representa uma alta de 16,7% na comparação com o final do ano passado (7,74 milhões) e de 21,6% em 12 meses (no final de setembro de 2018 eram 7,42 milhões).


02/10/2019
Por Edilson Silva em Economia

Senado mantém abono salarial para quem ganha até dois mínimos

Pressionado pela queda no quórum, o governo sofreu uma derrota na votação de um dos destaques da reforma da Previdência. Na madrugada desta quarta-feira (2), o Plenário do Senado derrubou a restrição do abono salarial a quem ganha até R$ 1.364,43. Com a retirada do ponto da proposta de emenda à Constituição (PEC), a economia com a reforma da Previdência cai para R$ 800,2 bilhões nos próximos dez anos.

Com a derrota, o abono salarial continuará a ser pago aos trabalhadores – com carteira assinada há pelo menos cinco anos – que recebem até dois salários mínimos. A restrição do pagamento do abono salarial geraria economia de R$ 76,2 bilhões ao governo nos próximos dez anos, segundo o Ministério da Economia.

O governo precisava de 49 votos para derrubar o destaque apresentado pelo Cidadania e manter a restrição ao abono salarial, que constava do texto aprovado pela Câmara dos Deputados e pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, mas teve sete votos a menos que o necessário. O destaque obteve 42 votos sim (que manteria o texto da Câmara) e 30 votos não (que retiraria o ponto da reforma), mas a maioria foi insuficiente para manter a restrição.

Destaques rejeitados

Logo depois da derrota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), encerrou a sessão e marcou a continuação da votação dos destaques para as 11h desta quarta-feira. Antes de perder a votação do abono salarial, o governo tinha conseguido derrubar dois destaques com maioria folgada. Um destaque de autoria do Podemos foi retirado mediante acordo.

De autoria do MDB, o primeiro destaque rejeitado foi uma emenda de redação que impediu que o texto-base da PEC da reforma da Previdência fosse alterado e voltasse para a Câmara. O governo venceu a votação por 75 a 0.

O segundo destaque rejeitado, apresentado pelo PT, buscava restabelecer a aposentadoria por periculosidade para profissões de risco, como motoboys, vigilantes, guardas municipais e de trânsito, seguranças e agentes que manuseiam explosivos. A proposta foi derrubada por 71 votos a 3.

Um destaque do Podemos que buscava restabelecer a autorização para que prefeituras criassem regimes próprios de Previdência para os servidores foi retirado pelo partido, depois de dúvidas se a proposta alteraria o mérito da reforma da Previdência e acarretaria o retorno do texto para a Câmara dos Deputados.

Agência Brasil


28/09/2019
Por Edilson Silva em Economia

Bandeira tarifária de outubro será amarela, diz Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na tarde de hoje (28) que a bandeira tarifária de outubro será amarela. Dessa forma, a tarifa sofre acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos. A medida representa uma redução em relação aos meses de agosto e setembro, quando a agência adotou a bandeira tarifária vermelha, no patamar 1, com acréscimo de R$ 4 para cada 100 kWh consumidos.

Segundo a agência, a mudança da bandeira vermelha para amarela ocorre pela previsão do aumento das chuvas em outubro. “A previsão hidrológica para o mês sinaliza elevação das vazões afluentes aos principais reservatórios, o que também permitirá reduzir a oferta de energia suprida pelo parque termelétrico”, disse a Aneel, em nota.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos com base nas condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico– GSF, na sigla em inglês, e o preço da energia (PLD). Segundo a agência, o cenário favorável reduziu o preço da energia para o patamar mínimo, o que “diminui os custos relacionados ao risco hidrológico e à geração de energia de fontes termelétricas”, possibilitando a manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual.


28/09/2019
Por Edilson Silva em Economia

Petrobras aumenta em 2,5% preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira (27), um reajuste de 2,5% no preço do litro da gasolina vendida nas refinarias para as distribuidoras. O novo valor já está valendo, mas o preço final ao consumidor dependerá de cada posto de combustível. O preço do diesel não foi reajustado.

O último reajuste da gasolina foi em 19 de setembro, de 3,5%. Em sua página na internet, a Petrobras explica como funciona o mecanismo e as decisões de formação de preços dos combustíveis por ela vendidos.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica a estatal em nota.

Agência Brasil


25/09/2019
Por Edilson Silva em Economia

Após lei da micro e pequena empresa, emissão de alvarás de funcionamento triplica

Após atualização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, em agosto, cerca de 211 alvarás de funcionamento foram emitidos pela Prefeitura do Natal no primeiro mês de vigência. Os números são da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), responsável pela emissão do documento, que identificou entre os dias 19 de agosto a 19 de Setembro, um elevado número de empresas que buscaram o órgão para se legalizar.

A modernização na lei facilitou a emissão de alvarás para Micro e Pequena Empresas, Empresas de Pequeno Porte e Microempreendedores Individuais, redefinindo o prazo das emissões de alvarás, aumentando a validade para 1 ano e 6 meses o alvará provisório.


24/09/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Sistema FIERN participa de rodada de negócios sobre energias renováveis no Sebrae

O Sistema FIERN participou, na tarde desta segunda-feira, 23, do Encontro de Negócios do Setor Fotovoltaico, realizado na sede do Sebrae-RN. O evento foi criado para mostrar as vantagens desse tipo de sistema elétrico e facilitar a contratação de financiamento para essa operação.

Para isso reuniu os agentes financeiros com linhas de crédito voltadas para essa matriz, avaliadores de viabilidade de projetos de instalação e as empresas que fazem a instalação e manutenção dos painéis fotovoltaico para retirar as dúvidas de quem pretende adotar esse sistema.

Durante o evento, técnicos do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis fizeram estudos de viabilidade para implantação dos painéis fotovoltaicos, que ajudam no momento da contratação da implantação para os participantes. A engenheira eletricista CTGAS-ER, Daniela Dantas Reis, explicou o processo. “Hoje aqui o CTGAS-ER participa fazendo análise técnico-econômica para os clientes que desejam ter um suporte de informações de uma instituição que é imparcial no mercado.

Pegamos os dados dos clientes, temos um software apropriado para fazer simulação dos estudos do sombreamento e qual seria a potência gerada por essa micro geração, a partir daí temos uma informação bastante segura para passar para o cliente a respeito desse empreendimento que querem fazer em sua empresa”.


18/09/2019
Por Edilson Silva em Economia, Seridó

Encontro de Doceiras do Seridó contará com representação de dez municípios

Acari, Caicó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Equador, Florânia, São Fernando, São João do Sabugi e Timbaúba dos Batistas já confirmaram que terão representação no 1° Encontro de Doceiras do Seridó. A doçaria seridoense conta com mais de cinquenta receitas diferentes e grande parte delas será comercializada no evento que acontecerá em Caicó-RN, nos próximos dias 27 e 28 de setembro.

A programação incluirá comercialização e degustação dos produtos, feira de doces e artesanato, premiação dos melhores doces do Seridó, lançamento de cordel e de documentário, palestras, oficinas e apresentações culturais. Outro destaque será a participação de instituições como o SESI, SENAC e IFRN de Currais Novos, com estandes para atendimento e orientações para as doceiras.

“A doçaria é um patrimônio cultural do Seridó e uma oportunidade de negócios para muitas famílias. O evento pretende incentivar essa cadeia produtiva”, destaca Juscelino Kubitichek, organizador. O evento é uma realização da JK Promoções e Referência Comunicação, com apoio do Sebrae-RN, SESI, SENAC, IFRN Currais Novos, Paróquia de Sant’Ana, Município de Caicó e Rede Seridó.


03/09/2019
Por Edilson Silva em Economia

Sebrae: mais de 5,4 milhões de pessoas dependem da renda de um MEI

A renda obtida como microempreendedor individual (MEI) é a única fonte de recursos de 1,7 milhão de famílias, diz a 6ª pesquisa Perfil do MEI, feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). De acordo com a pesquisa, isso significa que 5,4 milhões de pessoas no país, considerando quatro pessoas por família, dependem da renda de um MEI.

Os dados mostram ainda que a renda média familiar desse segmento alcançou R$ 4,4 mil, o equivalente a pouco mais de quatro salários mínimos.

A pesquisa entrevistou 10.339 microempreendedores individuais entre 1º de abril e 28 de maio deste ano em todos os estados brasileiros. Segundo o Sebrae, a sondagem alcança 95% de nível de confiança e 1% de margem de erro, delineando as principais características desses empreendedores.

Os números mostram que a atividade de microempreendedor individual é a única fonte de renda de 76% dos entrevistados. De acordo com os dados, 61% dos MEI se formalizaram atraídos pelos benefícios do registro (ter uma empresa formal, possibilidade de emitir nota, poder fazer compras mais baratas), 25% por conta dos benefícios previdenciários e 14% por outros motivos diversos.

“Os resultados do levantamento mostram que 33% dos MEI estavam na informalidade (como empreendedores ou empregados) antes de optarem pelo registro como microempreendedor. Deste universo, 48% empreendiam sem CNPJ por 10 anos ou mais”, disse a assessoria do Sebrae.

De acordo com o levantamento, a formalização foi responsável direta pelo aumento das vendas dos negócios para 71% dos entrevistados, enquanto 72% indicaram melhoria nas condições de compra junto aos fornecedores.

“Os jovens, na faixa etária de 18 a 29 anos de idade, lideram o ranking dos que procuram autonomia financeira como MEI (41%). Contudo, o percentual de microempreendedores cai à medida que o empreendedor envelhece. Entre 30 a 39 anos, (37%); dos 40 a 49 (32%) e os com mais de 50 anos registram 21%”, diz a pesquisa.

Os dados mostram ainda que 40% dos entrevistados usam a própria residência como local de trabalho. A pesquisa revela que, nos municípios mais carentes, é mais comum o microempreendedor individual atuar em um estabelecimento comercial (49%). “Essa opção, no geral, soma 28%, enquanto os MEI atuante na casa ou empresa do cliente são 17%. Os ambulantes são 11% e os que atuam em feiras, shopping popular e outros locais representam 4%”, diz a pesquisa.

Agência Brasil


26/08/2019
Por Edilson Silva em Economia

Começam os saques do Fundo PIS para quem não tem conta na Caixa

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta segunda-feira (26) os recursos das cotas do Fundo PIS para cotistas que não têm conta no banco e que tenham a partir de 60 anos de idade.

São 10,4 milhões de trabalhadores com direito ao saque das cotas do PIS em todo o Brasil. O pagamento das contas poderá movimentar até R$ 18,3 bilhões, estima a Caixa Econômica Federal.

A liberação do Fundo PIS-Pasep começou no dia 19 de agosto, para cotistas com conta na Caixa e no Banco do Brasil. No dia 20 foi a vez dos cotistas do Pasep com conta em outros bancos e saldo até R$ 5 mil. E, no dia 22, para os demais cotistas do Pasep, que tiveram o saque liberado nas agências. Cotistas sem conta na Caixa, com idade até 59 anos, poderão sacar o dinheiro a partir de 2 de setembro (sexta-feira). Não há prazo final para os saques.


17/08/2019
Por Edilson Silva em Economia

Sine oferece vagas de emprego em Natal e interior

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) está oferecendo 19 oportunidades de trabalho para diversos cargos nas cidades de Natal e região metropolitana, Mossoró e Currais Novos.

Para concorrer às vagas, o candidato deve se cadastrar no Portal Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho e Emprego, atravé do site empregabrasil.mte.gov.br. O cadastro também pode ser feito em qualquer agência do Sine em Centrais do Cidadão de Natal e do interior, das 8h às 14h.

Os documentos necessários para o cadastro são a Carteira de Trabalho, número do PIS, carteira de identidade (RG), CPF e comprovante de residÊncia.

Confira as vagas disponibilizadas pelo Sine:

Natal e Grande Natal 
Auxiliar de contabilidade – 1
Frentista – 2
Gerente comercial – 2
Instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança – 1
Mecânico de afinação de motores diesel – 2
Oficial de manutenção predial – 1
Recepcionista de hotel – 1
Técnico em manutenção elétrica – 1
Técnico em segurança do trabalho – 1
Torneiro mecânico – 1

Mossoró e região
Auxiliar de operação – 1
Costureira – 1
Mecânico de manutenção hidráulica – 1
Vendedor pracista – 2

Currais Novos
Consultor de vendas – 1


16/08/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

RN lidera no Nordeste o ranking de empreendedorismo formal

Apesar de o Nordeste ter a segunda maior taxa de informalidade no Brasil de acordo com o ‘Estudo do Empreendedorismo Informal no Brasil, elaborado em maio pelo Sebrae Nacional, o Rio Grande do Norte dá sinais de ir na contramão desse quadro, que indica uma fragilidade da economia.

O estado tem um índice de formalidade dos negócios de 19,5%, juntamente com Alagoas, de acordo com a pesquisa do Sebrae. Um dos grandes responsáveis pela saída desse contingente de negócios da informalidade tem sido a figura jurídica do MEI, que completou, no mês passado, dez anos em vigor no Brasil.

Nos últimos sete meses, o Rio Grande do Norte obteve a quinta melhor posição no índice de formalização de Microempreendedores Individuais (MEI), com um acréscimo de quase 11 mil empreendedores registrados no período, o que representa uma taxa de 10,8%, com base nos  dados da Receita Federal.   As primeiras posições estão entre estados geograficamente maiores e mais populosos: Ceará (11,9%) e Bahia (11,8%).

O aumento de negócios enquadrados nessa categoria jurídica minimiza o fosso de competitividade entre nossas empresas e as de outras regiões com indicadores mais formais, como as regiões Sul e Sudeste. Com isso, o Rio Grande do Norte chega a um total de 112.222 MEIs formalizados. No Brasil, já são mais de 8,7 milhões de empreendedores registrados.

Do Sebrae


16/08/2019
Por Edilson Silva em Economia

Carrefour e Walmart abrem 1.520 novas vagas de emprego para diversos cargos

Ótimas oportunidades abertas. A Walmart e o Grupo Carrefour abriram nada menos que 1.541 vagas de emprego para candidatos de ensino fundamental, médio e superior. As chances são destinadas para todo o país.

Com mais de 360 mil colaboradores, o Grupo Carrefour está presente na vida de mais de 100 milhões de consumidores da Europa, Ásia e América Latina. Há mais de 40 anos no Brasil, o Carrefour possui lojas nos formatos Carrefour Hipermercado, Carrefour Bairro, Carrefour Express, Carrefour Drogaria, Carrefour Posto, Atacadão e Supeco.

A Walmart chegou no Brasil em 1995 e, de lá para cá, não para de expandir suas unidades. A primeira loja no país foi uma unidade do Sam’s Club, em São Caetano do Sul, na grande São Paulo. Hoje, a empresa está presente em 18 estados, no Distrito Federal, e também no e-commerce, o Walmart.com. “Temos lojas nos formatos hipermercado, supermercado, atacado, lojas de vizinhança e clube de compras. O faturamento anual da rede foi de R$ 29,4 bilhões em 2016,” disse a empresa. São 471 lojas físicas, com nove bandeiras diferentes, com lojas nas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul. Respeitando a diversidade cultural, climática e de costumes de nosso país, cada uma de nossas bandeiras trabalha de acordo com a realidade das localidades em que se encontram.

Cargos abertos – Walmart – 860 vagas

Auxiliar De Hortifruti/FLV – Metrô São Judas

Auxiliar De Peixaria – Metrô São Judas

Açougueiro – Metrô São Judas

Vendedor De Eletro/Linha Branca – Metrô São Judas

Operador De Caixa – Santo André

Assistente Administrativo De Logística – Jaboatão Dos Guararapes

Jovem Aprendiz – Barra Funda

Separador De Mercadorias – Nova Santa Rita/RS

Jovem Aprendiz – Nova Santa Rita

Vendedor De Cartão e Serviços – Fortaleza-CE

Vendedor De Cartão e Serviços – Curitiba-PR

Repositor De Mercadorias – Vera Cruz / BA

Encarregado De Mercearia – Diadema

Operador De Loja Intermitente – Aricanduva

Operador De Caixa – Ribeirão Preto

Vendedor De Cartões – Linha Amarela – Rio De Janeiro

Vendedor De Cartões E Serviços – São José Dos Campos

Repositor – Novo Hamburgo

Operador De Caixa – Novo Hamburgo

Técnico De Manutenção – (Gravataí)

Auxiliar Administrativo – Maxxi Santa Maria – RS

Auxiliar De Perecíveis – Montenegro

Auxiliar De Limpeza – Nacional Super-Santo Antonio Da Patrulha

Fiscal De Prevenção De Perdas – Santa Rosa

Operador De Loja – Taquara

Fiscal De Prevenção E Perdas – (Caxias Do Sul)

Vendedor De Eletro – Rio De Janeiro

Agente De Cartões Santa Maria/RS

Operador De Caixa – Ijui Bonifácio

VENDEDOR ELETRO/LINHA BRANCA SANTA MARIA

Vendedor De Cartões – Ribeirão Preto

OPERADOR DE CAIXA – PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Auxiliar De Padaria – Aricanduva

GERENCIADOR AÇOUGUE – CAMBORIÚ/SC

Repositor – PCD – Rio De Janeiro – Linha Amarela

Auxiliar Administrativo – Itapevi

Vendedor Externo – Osasco

Auxiliar De Operações – Itapevi; entre muitas outras;

Além dos salários oferecidos pela empresa, os funcionários contarão com assistência médica, assistência odontológica, auxílio-farmácia, cesta básica, participação nos lucros, previdência privada, refeição no local ou auxílio-alimentação, seguro de vida, vale-transporte, entre outros.

Os interessados em concorrer a uma das vagas podem manifestar o interesse acessando o site de recrutamento, selecionar a vaga desejada e cadastrar o currículo. Para aumentar as chances de conquista da vaga, recomenda-se realizar a inscrição o quanto antes, uma vez que as vagas são rotativas e podem ser preenchidas a qualquer momento, sem aviso prévio.

Grupo Carrefour – 660 vagas

De acordo com o site de recrutamento InfoJobs, a empresa oferece nada menos que 838 vagas de emprego. “Queremos nos desenvolver junto dos brasileiros, por isso, acreditamos que valorizar nossos colaboradores é fundamental. Temos de acreditar em novos talentos e investir no desenvolvimento daqueles que já estão conosco, a fim de construir uma empresa sólida e apta a fazer parte da vida de milhões de pessoas”, informa a empresa.

  • Operador de Loja – Carrefour Express;
  • Operador de Loja – Carrefour Market;
  • Operador de Caixa;
  • Atendente de Ecommerce;
  • Auxiliar Administrativo Logística;
  • Operador de Atendimento – Call Center;
  • Assistente Administrativo Posto;
  • Balconista de Farmácia;
  • Farmacêutico;
  • Vendedor Frentista;
  • Atendente de Loja – Drogaria;
  • Açougueiro;
  • Assistente de RH;
  • Agente de Fiscalização;
  • Assistente de Abastecimento;
  • Vendedor de Eletrodomésticos, entre outros cargos.

Além dos salários oferecidos pela empresa, os funcionários contarão com assistência médica, assistência odontológica, auxílio-farmácia, cesta básica, participação nos lucros, previdência privada, refeição no local ou auxílio-alimentação, seguro de vida, vale-transporte, entre outros.

Os interessados em concorrer a uma das vagas podem manifestar o interesse acessando o site de recrutamento, selecionar a vaga desejada e cadastrar o currículo. Para aumentar as chances de conquista da vaga, recomenda-se realizar a inscrição o quanto antes, uma vez que as vagas são rotativas e podem ser preenchidas a qualquer momento, sem aviso prévio.


16/08/2019
Por Edilson Silva em Economia, RN

Processo seletivo do Sine emprega mais de 200 jovens do interior do RN

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-RN), vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), empregou 293 jovens sem experiência profissional do interior do Estado. O processo seletivo para atendente de mesa e auxiliar de cozinha foi realizado em nove municípios polos: Mossoró, Assú, Caicó, Currais Novos, Santa Cruz, São José de Mipibu, Serra de São Bento, João Câmara e Macau.

As vagas foram ofertadas para Rede de Restaurantes Madero, especializado em sanduíches gourmet, que será inaugurado em Natal, no mês de setembro. O processo de seleção teve mais de mil inscritos que passaram por entrevista, dinâmicas em grupos, entre outras etapas. Os selecionados possuem idade entre 18 a 26 anos e ensino fundamental completo. O diferencial do processo foi a não obrigatoriedade de apresentar experiências nas funções almejadas.

Para subsecretária do Trabalho, Karla Veruska, o processo seletivo e a parceria com o Restaurante Madero foram muito importantes para retomada do trabalho executado pelo Sine Estadual. “O Governo do Estado tem se preocupado com o resgate do Sine e entende que a atuação eficiente da captação de vagas contribui no processo de seleção e contratação dos candidatos. A procura dos candidatos foi bastante positiva. A empresa contou com um grande número de inscrições.”, disse.

A secretária da Sethas, Iris Oliveira, ressalta a importância dessa ação do Sine. “Essa foi uma inciativa muito importante que confluiu com o projeto do governo de estimular o primeiro emprego. Trata-se de uma primeira ação nesse sentido que vai garantir aos jovens do interior, que não têm as mesmas oportunidades dos jovens da capital, uma inserção no mercado de trabalho com qualidade, proteção, direitos garantidos, carteira assinada e treinamento. Uma parte dos jovens selecionados já iniciaram o treinamento em Curitiba. Isso é muito importante para o Estado, pois é geração de emprego e renda”, ressalta.

Além disso, a ação do Sine contribui para as políticas públicas voltadas para os trabalhadores jovens, pois gera oportunidade de emprego para aquele jovem sem experiência que nunca teve a oportunidade de trabalhar. O subsecretário de Juventude, Gabriel Medeiros, ressalta a importância dessa ação para os jovens do interior do Estado.  “Esse processo de destinação dos esforços do Sine e do Governo do Estado para garantir capacidade de entrada no mercado de trabalho para a juventude constitui uma iniciativa fundamental e muito bem direcionada ao enfrentamento do desemprego entre os jovens. É uma iniciativa focada em uma das principais características das dificuldades da vida da juventude do Rio Grande do Norte”, disse.

Os 293 jovens selecionados já estão sendo encaminhados para treinamento remunerado, que acontecerá na cidade de Curitiba (PR), sede da rede de restaurantes e deve durar de 30 a 40 dias. As próximas seleções para o Restaurante Madero acontecerão nos meses de setembro e outubro deste ano.


16/08/2019
Por Edilson Silva em Economia, Religião

Santa Cruz será sede do encontro nacional da Pastoral do Turismo em 2020

O município de Santa Cruz será a sede do 7º Encontro Nacional da Pastoral do Turismo, entre os dias 21 e 24 de agosto de 2020. Essa escolha foi deliberada em reunião da PASTUR Brasil, nesta quinta-feira (15), em Salvador/BA, onde acontece o 2º Congresso Latino Americano da Pastoral do Turismo.

O padre Vicente Fernandes, que é pároco da Paróquia de Santa Rita de Cássia, e acumula também a função de Reitor do Santuário da maior estátua católica do mundo, comemorou o acolhimento da proposta dentro da PASTUR Nacional. Este será o primeiro evento nacional que a paróquia recebe em sua história, coroando o título de cidade santuário e o sucesso do turismo-religioso.


09/08/2019
Por Edilson Silva em Economia

Sem aumento real, Comissão aprova salário mínimo de R$ 1.040 para 2020

Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta quinta-feira (8) projeto de lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que estabelece salário mínimo de R$ 1.040 em 2020. O aumento nominal será de 4,2% na comparação com o valor atual do mínimo (R$ 998). Não houve ganho acima da inflação o que significa que não há ganho real com o novo salário.

A variação é a mesma prevista para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Para os dois anos seguintes, a proposta sugere que a correção também siga apenas a variação do INPC. O texto ainda precisa ser aprovado em sessão conjunta do Congresso Nacional antes de seguir para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O relatório da proposta da LDO de 2020 (PLN5/2019) incluiu a permissão para que o Executivo autorize reajuste salarial para o funcionalismo público em 2020. A medida contraria o governo que, na proposta original enviada ao Congresso em abril, prevê a possibilidade de aumento apenas aos militares.

Constitucionalmente, deputados e senadores deveriam ter aprovado a LDO pelo Congresso antes do recesso legislativo. No entanto, o recesso, que começaria dia 18 de julho, foi antecipado após a conclusão da votação do primeiro turno da reforma da Previdência sem a análise do parecer na CMO.


29/07/2019
Por Edilson Silva em Economia

Selo Arte anima produtores de queijo

Os produtores de Queijo  têm alta expectativa de aumentar o mercado para seus produtos nos próximos anos.

Eles acreditam que o Selo Arte, recentemente criado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), resultará na ampliação da base de produtores locais e na inovação da fabricação, inclusive para atender a gastronomia que cria pratos com alimentos tipicamente brasileiros.


27/07/2019
Por Edilson Silva em Economia

Aneel anuncia bandeira tarifária vermelha para agosto e conta ficará mais cara

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, hoje (26), que a bandeira tarifária para o mês de agosto será a vermelha, no patamar 1, onde há uma cobrança extra de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a cobrança foi da bandeira tarifária amarela, quando há um acréscimo de para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a agência, a medida foi tomada pela possibilidade de aumento no acionamento das usinas termelétricas, que têm custo de geração de energia mais alto. Também pesou na decisão, a diminuição do volume de chuvas, com a chegada da estação seca.

“Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios”, disse a Aneel.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos.

A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

Agência Brasil




Facebook


Twitter