24/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Aposentadoria de parlamentares é dez vezes maior que média do INSS

Os 535 parlamentares aposentados pelo Congresso Nacional receberam, em média, R$ 14.153,36 no mês de agosto. O valor é quase dez vezes maior do que a média paga aos trabalhadores comuns, aposentados pelo INSS, que é de R$ 1.473,12.

O Senado Federal gastou no mês passado R$ 987,9 mil para pagar aposentadorias de 59 políticos. A média que cada um ganhou foi ainda maior: R$ 16.744,38.


22/09/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Política

Caravana de Fátima, Zenaide e Haddad percorre Jucurutu e região

A candidata ao Governo do RN, Fátima Bezerra (PT), juntamente com a candidata ao Senado, Zenaide Maia (PHS), passou nesta sexta-feira, (21) pelo município de Jucurutu.

Nas ruas e avenidas os jucurutuenses saudaram e acenaram para as candidatas e sua comitiva.

Veja nas imagens:


21/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Reunido com empreendedores, Fernando destaca necessidade de fomentar as vocações econômicas regionais

A FIERN entregou recentemente aos candidatos ao Governo do RN a edição atualizada do MAIS RN, um estudo que sugere metas e ações estratégicas para a construção de cenários mais animadores para o Rio Grande do Norte até 2035. O advogado seridoense Fernando Bezerra teve oportunidade de acompanhar esse planejamento, como assessor da FIERN.

Quando foi diretor-presidente da ADESE – Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó, Fernando também acompanhou a construção do Plano de Desenvolvimento Sustentável do Seridó. Agora, candidato a deputado estadual pelo Solidariedade, Fernando defende que o Estado se aproprie desses e de outros estudos para redefinir suas prioridades de gestão, no que tange o fomento ao desenvolvimento econômico e às vocações regionais, ocasionando geração de emprego e renda, principalmente para o interior.

“O Plano de Desenvolvimento Sustentável do Seridó, por exemplo, abrange um elenco estruturado de dados, indicadores e propostas que conduzirão o processo de desenvolvimento sustentado e permanente dessa região. O gestor estadual não precisa inventar a roda, é só observar o que está dando certo em cada região e pôr em prática o que já foi apontado nos estudos feitos pelas entidades empresariais, universidades e sociedade organizada”, observou Fernando. O candidato a deputado esteve reunido com empreendedores caicoenses na noite desta quinta-feira (20), no auditório da Casa do Empresário.

Ele exemplificou que, no Seridó, é preciso impulsionar a indústria de confecções, a mineração, o turismo e as energias renováveis, o que também impactará positivamente no comércio e serviços. “Mas para ter investimentos a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RN deve estar minimamente estruturada. Hoje, o secretário não tem condições de viajar para contatar novos investidores. É preciso articular esta secretaria com a de Agricultura, valorizar ainda a EMPARN e a EMATER, para que tenha desenvolvimento no campo e na cidade. Um deputado contribui com tudo isso quando trata de forma séria a discussão do orçamento do Estado”, reforçou Fernando.


21/09/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Política

Caravana #FátimaPeloRN em Jucurutu nesta sexta (21)

Caravana de Fátima Bezerra segue hoje rumo ao Seridó. A candidata ao Governo do Estado do RN passará por Jucurutu nesta sexta (21). Confira todo o trajeto desses dois dias.


20/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Vídeo: Irritado, Álvaro Dias chama Bolsonaro de vagabundo

Deu no Antagonista:

Uma câmera de celular flagrou Alvaro Dias irritado durante ato de campanha no Paraná, após ouvir de um eleitor:

“Amigo, no final, colabora com o Bolsonaro.”

O presidenciável do Podemos reagiu:

“Deus me livre! Vocês querem destruir o Brasil? Isso [Bolsonaro] não sabe nada, isso é um bandido! Trinta anos [no Congresso], só fez pra ele e pra família. [Não fez] Nada! Isso é um vagabundo total! E ele tá quase morto. Tá quase morto. Não ganha [de] ninguém no segundo turno. Vocês estão enganados, vocês estão enganados. E eu tô bravo, eu tô bravo.”

Dias tirou uma foto com um grupo de mulheres, mas logo prosseguiu:

“Vocês querem honestidade, ou querem pilantragem? Malandro das praias cariocas não vai fazer nada pelo Paraná, não. Eu vou dizer: ele é vagabundo. Se não fosse a facada, eu estaria destruindo ele hoje. Ele é vagabundo.”

O eleitor comentou:

“A gente entende, mas é que tem outros piores.”

“É, mas tem que votar no melhor, hein, não tem que votar no pior”, insistiu Dias.

O eleitor desejou-lhe “boa sorte”, ao que o candidato disse “valeu”.

Após cumprimentar outras pessoas, Dias ainda tentou amenizar o clima pedindo  “desculpa [por] alguma coisa” e ouviu “não tem problema”.

O candidato afirmou então que “foi um desabafo”.


19/09/2018
Por Edilson Silva em Política, Religião

Debate TV Aparecida: Candidatos a presidente se enfrentam nesta quinta-feira

TV Aparecida e a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) realizam nesta quinta-feira (20), às 21h30, um debate entre candidatos à Presidência da República nas eleições 2018.

O HuffPost Brasil fará a cobertura em tempo real, com live tweeting. Propostas e embates serão detalhados nas postagens e também na página do HuffPost no Facebook e em textos no site.

Este será o primeiro debate com a presença de Fernando Haddad, enfim oficializado candidato do PT após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter a candidatura barrada.

Também participarão os candidatos Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSol), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede).

A TV Aparecida deve informar nesta quarta-feira (19) se o candidato Jair Bolsonaro (PSL), que sofreu um ataque com faca e está hospitalizado, será representado de alguma forma.

O evento será realizado no Santuário Nacional, em Aparecida (SP).

A transmissão será feita pela TV Aparecida, com retransmissão pela TV Cultura. Também será possível acompanhar o debate pelo rádio, na Rede Aparecida e na Rede Católica de Rádio, e pela internet, no Portal A12, do Santuário Nacional.

Regras e blocos

A TV Aparecida informou que convidou os candidatos de partidos ou coligações com no mínimo 5 parlamentares no Congresso Nacional, como exige a legislação. Quanto aos demais candidatos, as emissoras têm autonomia para convidar ou não.

O debate será mediado pela jornalista Joyce Ribeiro e terá 3 horas de duração, com encerramento à 00h30.

O programa será dividido em 5 blocos. Na primeira parte, todos os candidatos responderão a uma mesma pergunta, feita por um arcebispo indicado pela presidência da CNBB.

O segundo e o quarto blocos serão destinados a confronto direto entre os candidatos, com tema livre. No terceiro bloco, as perguntas serão feitas por jornalistas indicados pela Rede Aparecida de Comunicação.

No quinto e último bloco, os candidatos responderão a perguntas formuladas por bispos indicados pela CNBB e farão, ainda, as considerações finais.


17/09/2018
Por Edilson Silva em Política

CNT/MDA: Bolsonaro está com 28,2% e Haddad tem 17,6%, na frente de Ciro com 10,8%

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa ao Palácio do Planalto com 28,2%das intenções de voto, afirma pesquisa do instituto MDA encomendada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) divulgada nesta segunda-feira (17).

Em segundo lugar, aparece Fernando Haddad (PT), com 17,6% da preferência dos entrevistados. A margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Ciro Gomes (PDT) vem em terceiro, com 10,8%.

Intenção de voto estimulada para presidente: 

Jair Bolsonaro (PSL): 28,2%
Fernando Haddad (PT): 17,6%
Ciro Gomes (PDT): 10,8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6,1%
Marina Silva (Rede): 4,1%
João Amoêdo (Novo): 2,8%
Alvaro Dias (Podemos): 1,9%
Henrique Meirelles (MDB): 1,7%
Cabo Daciolo (Patriota): 0,4%
Guilherme Boulos (PSOL): 0,4%
Vera (PSTU): 0,3%
José Maria Eymael (DC): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Branco/Nulo: 13,4%
Indeciso: 12,3%

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre 12 e 15, em 137 municípios de 25 unidades da federação. Ela está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-04362/2018 e tem nível de confiança de 95%.

Este é o primeiro levantamento do instituto desde que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi indeferida pelo TSE e Fernando Haddad foi oficialmente indicado em seu lugar.


17/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Haddad dobra as intenções de votos, assume o segundo lugar e vai a 16% em nova pesquisa BTG Pactual

Fernando Haddad (PT) pula de 8% para 16% nas intenções de votos em nova pesquisa do banco FSB/BTG Pactual divulgada na madrugada desta segunda-feira (17). Jair Bolsonaro (PSL), que tinha 30% no último levantamento subiu para 33%, comprovando a polarização entre os dois candidatos.

Ciro Gomes (PDT), chegou a 14%, ante 12% da semana anterior. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 6%. Marina Silva (Rede) tem 5%.

O levantamento foi realizado entre os dias 15 e 16 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Rejeição

Marina Silva segue na dianteira na lista de maior rejeição –  ou seja, a porcentagem de quem não votaria “de jeito nenhum” no candidato/candidata -, mas caindo de 64% para 58%. Alckmin caiu em termos de rejeição, passando de 61% para 53%, mas segue sendo o segundo mais rejeitado. O tucano é seguido por Meirelles, que teve queda de 52% para 48%, mesmo percentual de Haddad, que também caiu de 52% para 48%, e Eymael. Ciro Gomes viu sua rejeição cair de 51% para 46%, enquanto Bolsonaro viu sair de rejeição de 51% dos eleitores para 45%.

Revista Fórum


16/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Grupo ‘Mulheres unidas contra Bolsonaro’ é recuperado e volta ao ar no Facebook

Após sofrer ataques e sair do ar na manhã deste domingo (16), o grupo do Facebook “Mulheres unidas contra Bolsonaro” foi retomado pelas administradoras e voltou. Segundo nota oficial, “no momento não estão sendo aceitos novos participantes e publicações na página”.

Com cerca de 2 milhões de participantes, o grupo havia sido invadido e a capa alterada com imagem de apoio ao candidato do PSL à presidência. O rápido crescimento da mobilização de mulheres ganhou repercussão. Além do grupo na rede social, as mulheres estão organizando atos em todo o país no dia 29/9.

NOTA OFICIAL DA ADMINISTRAÇÃO DO GRUPO OFICIAL:

O grupo foi recuperado, estamos limpando nossa casa, retirando todos que pensam que é através do uso da força que se ganha voto. Vivemos em uma democracia (constantemente ameaçada) e não iremos recuar. Pedimos que todas as nossas incansáveis e guerreiras participantes permaneçam ao nosso lado e sigam denunciando os invasores de nossa página. 
Nesse momento não estamos aceitando novas participantes e publicações na página. Pedimos a compreensão de todas para que possamos retornar à normalidade.

Pedimos que não mandem mensagem INBOX, ADICIONEM ou MARQUEM moderadoras e administradoras em postagens para facilitar nosso trabalho.

Essa mensagem está liberada para que divulguem em suas redes sociais caso achem necessário.

JUNTAS SOMOS MAIS FORTES!
NÃO SEREMOS CALADAS!
Divulguem nossas #
#MulheresUnidasContraBolsonaro #MUCBvive #EleNao


16/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Crivella vira réu por suposto benefício a líderes evangélicos

A Justiça do Rio de Janeiro acatou denúncia do Ministério Público (MP) e tornou o prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (PRB), réu por suposto crime de improbidade administrativa. Se for considerado culpado, o prefeito poderá ter seus direitos políticos suspensos.

A decisão é do juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública da Capital e diz respeito a uma ação movida em julho pelo Ministério Público. O motivo foi uma reunião de líderes evangélicos no Palácio da Cidade, sede da prefeitura, no dia 4 daquele mês. No encontro, Crivella teria oferecido auxílio em cirurgias de cataratas e varizes para fiéis e assistência a pastores que tivessem problemas de IPTU em seus templos. Além disso, exaltou o pré-candidato a deputado federal pelo PRB Rubens Teixeira.


15/09/2018
Por Edilson Silva em Política, Religião

‘Populismo deve servir às pessoas e não incitar o ódio’, diz Papa Francisco

O Papa Francisco recomendou um populismo do tipo cristão, depois de ser atacado por políticos italianos por defender os imigrantes. A uma multidão de cerca de 100 mil pessoas reunidas para uma missa ao ar livre, Francisco afirmou neste sábado que “o único populismo possível” é o do modelo cristão, que “ouve e serve ao povo, sem gritar, acusar e incitar brigas”.

O papa falou em Palermo, capital da Sicília, neste sábado. Centenas de milhares de imigrantes resgatados no mar Mediterrâneo nos últimos anos foram levados para os portos da ilha. Francisco defendeu com firmeza os direitos dos imigrantes.

O novo governo populista da Itália tem tentado desencorajar a chegada de mais imigrantes ao país. O ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, insiste que as pessoas que forem resgatadas no mar de barcos de traficantes não terão permissão de entrada na Itália. A posição de Salvini sobre a imigração contrasta com os pedidos de solidariedade de Francisco, mas pesquisas de opinião indicam que sua popularidade está aumentando.


12/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Segundo Ibope, transferência de votos de Lula para Haddad se estabiliza

O potencial de transferência de votos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para Fernando Haddad (PT) se estabilizou na última semana, depois de ter aumentado consideravelmente entre os dias 20 de agosto e 5 de setembro, segundo série de pesquisas Ibope divulgadas desde o início oficial da campanha nas eleições 2018.

Nas últimas três pesquisas, o instituto perguntou aos entrevistados se, com Lula, condenado e preso na Lava Jato, fora da disputa e declarando apoio ao ex-prefeito de São Paulo, eles com certeza votariam, poderiam votar ou não votariam de jeito nenhum em Haddad.

A parcela que votaria “com certeza” no ex-prefeito está agora em 23%, apenas um ponto porcentual acima do resultado obtido na semana anterior.

Antes disso, havia ocorrido uma elevação de nove pontos porcentuais, de 13% para 22%, entre 20 de agosto e 5 de setembro. Os que “poderiam votar” são 15% (eram 17% há uma semana). Os porcentuais se referem ao universo total de entrevistados pelo Ibope, não apenas aos que simpatizam com Lula.

Os que não votariam em Haddad apoiado por Lula em nenhuma hipótese são a maioria absoluta do eleitorado: 54% (eram 53% no levantamento anterior). A rejeição ao ex-prefeito sobe quanto maior é a renda e a escolaridade dos entrevistados. No segmento com curso superior, é de 63%, e chega a 73% entre os que recebem mais de cinco salários mínimos. Na região Sudeste, seis em cada dez eleitores rejeitam a possibilidade de votar no petista.

Já no Nordeste, Haddad tem alto potencial de crescimento: lá, 38% do eleitorado declara intenção de votar nele “com certeza” quando é citado como o candidato de Lula.

Se o potencial de transferência de votos se concretizar, os adversários que mais terão a perder serão Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB). Aproximadamente metade do eleitorado dos três é formada por pessoas que admitem seguir a orientação de Lula e votar em Haddad. Já entre os admiradores de Jair Bolsonaro (PSL) a chance de migração é mínima: 88% afirmam que não votariam no petista de jeito nenhum.

O Ibope fez a pergunta sobre a potencial de Haddad com o apoio de Lula porque, desde o início oficial da campanha eleitoral, as chances de o ex-presidente poder de fato se candidatar eram nulas. A lei da Ficha Limpa impede que condenados em segunda instância concorram a cargos públicos. Lula foi condenado em duas instâncias e está preso por corrupção e lavagem de dinheiro desde o dia 7 de abril.

O Tribunal Superior Eleitoral indeferiu o registro da candidatura do ex-presidente na madrugada do dia 1o, e deu um prazo para a substituição. Nesta terça, Haddad foi oficializado como novo titular da chapa petista.


11/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Carta de Lula ao Povo Brasileiro

Curitiba, 11 de setembro de 2018

Meus amigos e minhas amigas,

Vocês já devem saber que os tribunais proibiram minha candidatura a presidente da República. Na verdade, proibiram o povo brasileiro de votar livremente para mudar a triste realidade do país.

Nunca aceitei a injustiça nem vou aceitar. Há mais de 40 anos ando junto com o povo, defendendo a igualdade e a transformação do Brasil num país melhor e mais justo. E foi andando pelo nosso país que vi de perto o sofrimento queimando na alma e a esperança brilhando de novo nos olhos da nossa gente. Vi a indignação com as coisas muito erradas que estão acontecendo e a vontade de melhorar de vida outra vez.

Foi para corrigir tantos erros e renovar a esperança no futuro que decidi ser candidato a presidente. E apesar das mentiras e da perseguição, o povo nos abraçou nas ruas e nos levou à liderança disparada em todas as pesquisas.

Há mais de cinco meses estou preso injustamente. Não cometi nenhum crime e fui condenado pela imprensa muito antes de ser julgado. Continuo desafiando os procuradores da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro e o TRF-4 a apresentarem uma única prova contra mim, pois não se pode condenar ninguém por crimes que não praticou, por dinheiro que não desviou, por atos indeterminados.

Minha condenação é uma farsa judicial, uma vingança política, sempre usando medidas de exceção contra mim. Eles não querem prender e interditar apenas o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva. Querem prender e interditar o projeto de Brasil que a maioria aprovou em quatro eleições consecutivas, e que só foi interrompido por um golpe contra uma presidenta legitimamente eleita, que não cometeu crime de responsabilidade, jogando o país no caos.

Vocês me conhecem e sabem que eu jamais desistiria de lutar. Perdi minha companheira Marisa, amargurada com tudo o que aconteceu a nossa família, mas não desisti, até em homenagem a sua memória. Enfrentei as acusações com base na lei e no direito. Denunciei as mentiras e os abusos de autoridade em todos os tribunais, inclusive no Comitê de Direitos Humanos da ONU, que reconheceu meu direito de ser candidato.

A comunidade jurídica, dentro e fora do país, indignou-se com as aberrações cometidas por Sergio Moro e pelo Tribunal de Porto Alegre. Lideranças de todo o mundo denunciaram o atentado à democracia em que meu processo se transformou. A imprensa internacional mostrou ao mundo o que a Globo tentou esconder.

E mesmo assim os tribunais brasileiros me negaram o direito que é garantido pela Constituição a qualquer cidadão, desde que não se chame Luiz Inácio Lula da Silva. Negaram a decisão da ONU, desrespeitando o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos que o Brasil assinou soberanamente.

Por ação, omissão e protelação, o Judiciário brasileiro privou o país de um processo eleitoral com a presença de todas as forças políticas. Cassaram o direito do povo de votar livremente. Agora querem me proibir de falar ao povo e até de aparecer na televisão. Me censuram, como na época da ditadura.

Talvez nada disso tivesse acontecido se eu não liderasse todas as pesquisas de intenção de votos. Talvez eu não estivesse preso se aceitasse abrir mão da minha candidatura. Mas eu jamais trocaria a minha dignidade pela minha liberdade, pelo compromisso que tenho com o povo brasileiro.

Fui incluído artificialmente na Lei da Ficha Limpa para ser arbitrariamente arrancado da disputa eleitoral, mas não deixarei que façam disto pretexto para aprisionar o futuro do Brasil.

É diante dessas circunstâncias que tenho de tomar uma decisão, no prazo que foi imposto de forma arbitrária. Estou indicando ao PT e à Coligação “O Povo Feliz de Novo” a substituição da minha candidatura pela do companheiro Fernando Haddad, que até este momento desempenhou com extrema lealdade a posição de candidato a vice-presidente.

Fernando Haddad, ministro da Educação em meu governo, foi responsável por uma das mais importantes transformações em nosso país. Juntos, abrimos as portas da Universidade para quase 4 milhões de alunos de escolas públicas, negros, indígenas, filhos de trabalhadores que nunca tiveram antes esta oportunidade. Juntos criamos o Prouni, o novo Fies, as cotas, o Fundeb, o Enem, o Plano Nacional de Educação, o Pronatec e fizemos quatro vezes mais escolas técnicas do que fizeram antes em cem anos. Criamos o futuro.

Haddad é o coordenador do nosso Plano de Governo para tirar o país da crise, recebendo contribuições de milhares de pessoas e discutindo cada ponto comigo. Ele será meu representante nessa batalha para retomarmos o rumo do desenvolvimento e da justiça social.

Se querem calar nossa voz e derrotar nosso projeto para o País, estão muito enganados. Nós continuamos vivos, no coração e na memória do povo. E o nosso nome agora é Haddad.

Ao lado dele, como candidata a vice-presidente, teremos a companheira Manuela D’Ávila, confirmando nossa aliança histórica com o PCdoB, e que também conta com outras forças, como o PROS, setores do PSB, lideranças de outros partidos e, principalmente, com os movimentos sociais, trabalhadores da cidade e do campo, expoentes das forças democráticas e populares.

A nossa lealdade, minha, do Haddad e da Manuela, é com o povo em primeiro lugar. É com os sonhos de quem quer viver outra vez num país em que todos tenham comida na mesa, em que haja emprego, salário digno e proteção da lei para quem trabalha; em que as crianças tenham escola e os jovens tenham futuro; em que as famílias possam comprar o carro, a casa e continuar sonhando e realizando cada vez mais. Um país em que todos tenham oportunidades e ninguém tenha privilégios.

Eu sei que um dia a verdadeira Justiça será feita e será reconhecida minha inocência. E nesse dia eu estarei junto com o Haddad para fazer o governo do povo e da esperança. Nós todos estaremos lá, juntos, para fazer o Brasil feliz de novo.

Quero agradecer a solidariedade dos que me enviam mensagens e cartas, fazem orações e atos públicos pela minha liberdade, que protestam no mundo inteiro contra a perseguição e pela democracia, e especialmente aos que me acompanham diariamente na vigília em frente ao lugar onde estou.

Um homem pode ser injustamente preso, mas as suas ideias, não. Nenhum opressor pode ser maior que o povo. Por isso, nossas ideias vão chegar a todo mundo pela voz do povo, mais alta e mais forte que as mentiras da Globo.

Por isso, quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim, que votem no companheiro Fernando Haddad para Presidente da República. E peço que votem nos nossos candidatos a governador, deputado e senador para construirmos um país mais democrático, com soberania, sem a privatização das empresas públicas, com mais justiça social, mais educação, cultura, ciência e tecnologia, com mais segurança, moradia e saúde, com mais emprego, salario digno e reforma agrária.

Nós já somos milhões de Lulas e, de hoje em diante, Fernando Haddad será Lula para milhões de brasileiros.

Até breve, meus amigos e minhas amigas. Até a vitória!

Um abraço do companheiro de sempre,

Luiz Inácio Lula da Silva


11/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Fernando visita seis municípios e destaca propostas de desenvolvimento regional

Em agenda de campanha, o candidato a deputado estadual do Solidariedade, Fernando Bezerra, visitou seis municípios no último final de semana: Florania, Equador, Santana do Seridó, Carnaúba dos Dantas, São Fernando e Timbaúba dos Batista. Uma oportunidade de conversar com seridoenses das zonas urbanas e rural sobre convivência com o semiárido e propostas de desenvolvimento territorial. Fernando esteve acompanhado da candidata ao Senado, Magnólia Figueiredo, e dos candidatos a deputado federal, Arthur Dutra e José Pedro.

Na feira livre de Florania, Fernando destacou a importância de defender na Assembleia Legislativa o investimento em pesquisas, tecnologias e gerenciamentos de projetos que melhorem a produção agropecuária e assegurem trabalho e renda no ambiente rural. “O orçamento estadual tem que priorizar o fortalecimento da EMPARN, EMATER, SEMARH”, exemplificou Fernando.

O candidato já foi diretor da ADESE – Agência de Desenvolvimento Sustentável do Seridó e assessora a Federação das Indústrias do RN. Em Santana do Seridó, Fernando ressaltou a necessidade de debater políticas públicas que fomentem o desenvolvimento econômico a partir da instalação de um ambiente seguro para negócios.


11/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Facada em Bolsonaro não acertou o eleitor

A facada em Jair Bolsonaro não acertou o eleitor. O deputado esperava disparar na primeira pesquisa pós-atentado. O Datafolha mostrou que ele se manteve na liderança, mas não conseguiu subir acima da margem de erro. Mais importante: sua rejeição continua nas alturas. Nas simulações de segundo turno, ele só não perde de lavada para o candidato do PT.

A pesquisa mostra um empate quádruplo na disputa pelo segundo lugar. Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Fernando Haddad estão emparelhados entre 13% e 9% das intenções de voto. No entanto, os números não devem ser tomados pelo valor de face. Neste momento, o que vale é observar as curvas, que mostram quem sobe e quem desce na corrida presidencial.


11/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Beto Richa (PSDB) e esposa são presos em Curitiba

O ex-governador do Paraná e candidato ao Senado Beto Richa (PSDB) foi preso nesta terça-feira (11), em sua casa em Curitiba, em operação coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do estado.

Fernanda Richa, esposa de Beto, e Deonlison Roldo, seu ex-chefe de gabinete, também foram presos.

Esta operação é a primeira a atingir de forma tão dura o principal núcleo tucano no Brasil. O fato levanta a suspeita de que entre agora, o início das eleições e o segundo turno, a Polícia Federal (PF) possa vir a intensificar as suas ações, buscando interferir no processo eleitoral.

As três prisões são temporárias, com validade de cinco dias. Os mandados de prisão contra Beto Richa e Fernanda Richa foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Comate ao Crime Organizado (Gaeco).

Richa também é alvo da 53ª etapa da operação Lava Jato, que foi deflagrada nesta terça-feira (11) e cumpre 36 mandados judiciais em Salvador (BA), São Paulo (SP), Lupianópolis (PR) Colombo (PR) e Curitiba (PR).

A operação, batizada de “Piloto”, de acordo com a Polícia Federal (PF), tem o objetivo de apurar suposto pagamento milionário de vantagem indevida no ano de 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht. A operação investiga propina em duplicação de estradas.


10/09/2018
Por Edilson Silva em Política

ONU reafirma: Lula tem o direito de ser candidato

O Comitê de Direito Humanos da ONU reafirmou, nesta segunda-feira (10), em nova decisão liminar, o direito de o ex-presidente Lula ser candidato à Presidente da República nas eleições deste ano. A informação foi  dada pelos advogados de defesa, Valeska Teixeira e Cristiano Zanin, na saída da sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde foram visitar Lula, mantido preso político desde o dia 7 de abril.

Segundo os advogados de Lula, a ONU afirmou que todos os poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário -, são obrigados a acatar as decisões do Comitê.

A nova decisão reforça as duas anteriores, de 22 de maio e 17 de agosto, e deixa bem claro que o Brasil está vinculado ao cumprimento dessas liminares do Comitê, afirmaram os advogados, que receberam a notícia após a visita da manhã.

No dia 17 de agosto, o Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) acolheu pedido liminar feito pela defesa do ex-presidente Lula para garantir sua participação nas eleições deste ano.

Na ocasião, a determinação do Comitê foi clara, o Estado Brasileiro tinha a obrigação de tomar “todas as medidas necessárias para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido político”.

As autoridades brasileiras devem, ainda, segundo o Comitê, tomar medidas para “não impedir que o autor [Lula] concorra nas eleições presidenciais de 2018 até que todos os recursos pendentes de revisão contra sua condenação sejam completados em um procedimento justo e que a condenação seja final”.

Em nota, o presidente do Senado, Eunicio de Oliveira, afirmou, no dia 23 de agosto, que “o Brasil é signatário do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos e de seus Protocolos Facultativos, assinados na ONU em 16 de dezembro de 1966”. O Pacto está em pleno vigor, disse ele na nota.


10/09/2018
Por Edilson Silva em Política

General Mourão, vice de Bolsonaro, é acusado de corrupção

Segundo o coronel da reserva Rubens Pierrotti, um dos responsáveis pelo processo de desenvolvimento do Simulador de Apoio de Fogo (SAFO) do Exército Brasileiro, o recém candidato a vice presidente de Bolsonaro, general Mourao, possui relações indevidas com a empresa espanhola que desenvolveu o projeto do simulador, tendo privilegiado a empresa vencedora no processo de licitação.

A relação do Exército Brasileiro com a empresa espanhola Tecnobit possui uma série de controvérsias e teorias de corrupção desde o início nos anos do governo do PT. Segundo Pierrotti, desde o princípio se desenrolaram processos que acabavam favorecendo mais a Tecnobit, como movimentos que dificultaram o acesso ao edital do projeto para outras empresas que não a espanhola.

A ligação entre o exército e a empresa acabou se prejudicando por atrasos e quebra de contratos, e Mourão foi chamado “para resolver a situação”. Essa resolução passou por jantares e mordomias pagas pela empresa que reforçam a acusação de possíveis processos ilegais entre a Tecnobit e o general do exército.

Como vice de Bolsonaro não podemos esperar muito menos. Sua candidatura está a serviço de mais ataques a população, além de ser uma das que contribuiu para o golpe institucional, possui cara e propostas totalmente reacionárias. Mourão é conhecido por suas posições em defesa da intervenção militar e da ditadura, mostrando como a chapa se coloca a favor de mais repressão e corte de direitos.

Com informações do El País


10/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Zenaide percorre 18 cidades do Médio e Alto Oeste no fim de semana

Um fim de semana de muitas manifestações de apoio e revelações de carinho e atenção por onde passou a candidata ao Senado, Zenaide. O sábado e domingo foram dedicados as regiões do Médio e Alto Oeste do Estado. Ao todo foram 18 cidades visitadas pela Caravana do Coração, onde Zenaide estava acompanhada da candidata ao Governo, Fátima Bezerra, e demais candidatos da coligação.

Neste domingo (09), Zenaide passou pelas cidades de Martins, Serrinha dos Pintos, Portalegre, Umarizal, Rafael Godeiro, Almino Afonso, Patú, Messias Targino e Janduís.

No Sábado (08), as cidades visitadas foram de Riacho de Santana, José da Penha, Major Sales, Luís Gomes, Marcelino Vieira, Alexandria, Antônio Martins, João Dias e Olho D’Água dos Borges. Em Olho D’Água dos Borges, a programação foi encerrada com grande comício e a declaração de apoio da prefeita Maria Helena.

Em cada município, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, ex-vereadores, lideranças políticas garantiam o apoio ao projeto da candidatura ao Senado de Zenaide. “Foi muita emoção nesses dois dias. Cada gesto, cada palavra, cada abraço me deixa com a certeza que serei eleita Senadora e farei muito pelo meu Estado e pelo meu País”, declarou.


08/09/2018
Por Edilson Silva em Política

Na primeira pesquisa como candidato de Lula, Haddad dispara com 14% e já aponta segundo turno

Foi divulgada ontem, 7 de setembro, a primeira pesquisa XP/Ipespe realizada após o início do horário eleitoral gratuito. Ao todo, 2.000 pessoas foram entrevistadas por telefone entre os dias 3 e 5 de setembro – um dia antes, portanto, da agressão sofrida por Bolsonaro em Juiz de Fora.

No primeiro cenário, Lula (PT) aparece com 33% da preferência popular. Jair Bolsonaro (PSL) chega a 22% das intenções de voto, seguido por Ciro Gomes (PDT) com 8%, Geraldo Alckmin (PSDB) 7%, Marina Silva (Rede) 6% e João Amoêdo com 5% e Álvaro Dias (Podemos) com 3% das intenções de voto.

Henrique Meirelles, Guilherme Boulos, Cabo Daciolo apresentam apenas 1% das intenções. José Maria Eymael, Vera Lucia e João Goulart Filho não apresentaram pontuação nesta pesquisa.

No cenário apresentado, votos em branco e nulo atingem apenas 10% da preferência dos eleitores.

Contudo, no terceiro cenário Haddad é apresentado como o candidato de Lula. Nesse caso, o ex-prefeito de São Paulo sobe para o segundo lugar com 14% dos votos. Jair Bolsonaro cai para 20% e Ciro Gomes vai para o terceiro lugar com 10%, seguido por Marina Silva e Geraldo Alckmin, ambos com 8% das intenções de voto.

A XP Investimentos, patrocinadora da pesquisa, é controlada pelo Banco Itaú. Detalhes sobre a pesquisa podem ser vistos aqui.


Página 1 de 10412345...102030...Última »


Facebook


Twitter