Educação

Matrículas para o ano letivo 2023 do Centro Educacional São Miguel (CESM) já estão abertas; veja como fazer

 

O período de matrícula escolar para o ano letivo de 2023 no Centro Educacional São Miguel (CESM) já está aberto. A confirmação das vagas, tanto para matrícula inicial quanto para rematrícula, seguirá no período de 05 a 20 de dezembro/2022.

 

Horários:

 

Manhã das 7h30min às 11h

Tarde das 13h30min às 17h

 

Compartilhe aqui:

MEC divulga prazos para inscrições no Sisu, Prouni e Fies em 2023

 

O Ministério da Educação (MEC) tornou público os calendários para as inscrições nos primeiros processos seletivos de 2023 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A pasta também informou que os três editais, que detalharão o cronograma completo e as regras de cada um, serão publicados em janeiro.

 

Já o resultado da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que interfere nos processos seletivos, será divulgado em fevereiro. Os estudantes poderão ter acesso às suas notas pela internet.

 

As inscrições para o Sisu, dedicado a selecionar estudantes para universidades e instituições públicas de ensino superior em todo o país, serão realizadas entre 28 de fevereiro e 3 de março. A classificação se dá com base no desempenho do Enem de 2022. O resultado final será divulgado em 7 de março.

 

No caso do Prouni, por meio do qual são ofertadas bolsas de estudo para alunos de baixa renda estudarem em universidades particulares, as inscrições se iniciam em 7 de março e se encerram em 10 de março. São válidas para o processo seletivo as notas do Enem de 2022 e de 2021. O resultado da primeira chamada será divulgado em 14 de março e da segunda chamada no dia 28 de março.

 

Já o Fies estará com inscrições abertas entre 14 e 17 de março. Trata-se de um fundo voltado para o financiamento integral ou parcial das mensalidades do curso de escolha do beneficiado. Dessa forma, o aluno pode arcar com custos de forma reduzida ou apenas após completar sua formação. Podem participar do processo seletivo os estudantes que realizaram alguma edição do Enem realizada desde 2010. O resultado da chamada única será conhecido em 21 de março.

 

Todos os processos de inscrição ocorrem exclusivamente pela internet. Ainda não há informações relacionadas ao quantitativo de vagas de cada processo seletivo. O MEC informou que elas serão divulgadas em datas mais próximas à abertura das inscrições.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

Enade: estudantes têm até sábado para preencher questionário

Alunos que farão o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022 têm até sábado (26) para preencher o Questionário do Estudante. O instrumento, que é obrigatório, deve ser respondido até as 23h59 (horário de Brasília) por meio da página do Enade.

 

A prova do exame será aplicada no domingo, 27 de novembro. Apenas após responder o questionário é que o estudante conseguirá visualizar seu Cartão de Confirmação da Inscrição, que contém as informações sobre o local de prova.

 

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), até o último domingo (20), 405.201 mil estudantes já haviam preenchido o questionário. Esse número representa 67,75% dos 598.116 estudantes concluintes inscritos no exame.

 

“O questionário deve ser respondido exclusivamente pelo estudante, não sendo admitidas quaisquer manipulações, influências ou pressões de terceiros”, alertou o Inep. Ele destacou ainda que as respostas específicas de cada participante são sigilosas e serão tratadas em conjunto com as respostas dos demais, por curso de graduação, para a geração de estatísticas e indicadores educacionais.

 

Regularidade

 

A realização da prova e o preenchimento do Questionário do Estudante asseguram a regularidade dos estudantes inscritos junto ao Enade. O não cumprimento de um desses instrumentos impossibilita a colação de grau.

 

Em 2022, o Enade avaliará cursos de bacharelado das áreas de administração, administração pública, ciências contábeis, ciências econômicas, direito, jornalismo, psicologia, publicidade e propaganda, relações internacionais, secretariado executivo, serviço social, teologia e turismo.

 

Também serão avaliados os cursos superiores de tecnologia das áreas de comércio exterior, design de interiores, design gráfico, design de moda, gastronomia, gestão comercial, gestão da qualidade, gestão pública, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais.

 

Avaliação

 

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, bem como o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

 

Aplicado pelo Inep desde 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), composto também pela avaliação de cursos de graduação e pela avaliação institucional. Juntos, eles formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e instituições de educação superior brasileiras.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

Educação do RN lança período de matrículas antecipadas para Necessidades Educacionais Especiais

 

Nesta quinta-feira (17), a Secretaria Estadual de Educação realiza o lançamento das matrículas antecipadas para o ano letivo de 2023. São destinadas aos estudantes com necessidades educacionais específicas (NEE). O evento acontece em Natal com a presença de educadores de todo o estado. O período desta etapa da matrícula escolar 2023 iniciará no dia 21 de novembro.

 

Realizada desde o ano de 2004, a matrícula antecipada garante mais tempo ao sistema educacional do Estado para o planejamento e execução de melhorias que se fizerem necessárias para atender ao estudante, no que se refere à acessibilidade física, pedagógica, linguística, informacional, entre outros, para assegurar a inclusão escolar com o atendimento de suas necessidades educacionais específicas. “Um momento muito importante para todo nosso planejamento estratégico e inclusivo”, explica Maria do Carmo Severo, subcoordenadora da Subcoordenadoria de Educação Especial da SEEC.

 

O ato de lançamento da matrícula é seguido por mesas temáticas que debaterão sobre a educação especial. O evento terá como público-alvo secretários de Educação do Estado e dos munícipios do RN, gestores das Diretorias Regionais de Educação e Cultura (DIREC), coordenadores pedagógicos, supervisores de educação especial e diversidade e técnicos da pasta de educação especial. A seccional do RN da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) é parceria da SEEC na realização do evento.

 

A matrícula antecipada pode ser feita na Escola ou na própria residência do estudante através do Sistema Integrado de Gestão de Educação (SIGEduc), que estará aberto do dia 21 de novembro ao dia 9 de dezembro. Em 2022, mais de 7.400 estudantes com NEE tiveram sua matrícula garantida na rede estadual de ensino.

 

Compartilhe aqui:

Conheça a história do açude Itans, citado na prova do Enem 2022

 

Um reservatório de águas de 86 anos, completamente ligado à história da cidade de Caicó, na região do Seridó, no Rio Grande do Norte, o açude Itans foi o foco de uma das questões da prova de ciências humanas e suas tecnologias no Enem 2022, aplicada neste domingo (13).

 

Planejado desde o início do século 20, o reservatório teve sua construção iniciada em 1932, no leito do rio Barra Nova, por iniciativa do ministro da Viação e Obras Públicas, José Américo de Almeida.

 

A obra foi concluída no fim de 1935 e inaugurada oficialmente em 3 de fevereiro de 1936 como salvação para uma população de sertanejos que sofria com as secas características do semiárido brasileiro.

 

O texto usado no Enem foi extraído de um livro do seridoense Francisco de Medeiros Valle, publicado em 1994, que contou suas memórias sobre a construção. O autor comparava o cenário de homens trabalhando na obra ao movimento de formigas sob o sol escaldante.

 

 

A cidade de Caicó se desenvolveu em volta do reservatório e atualmente conta cerca de 70 mil habitantes. O açude, porém, vive tempos difíceis.

 

“O Itans é uma referência, demarcou a história do Seridó. Caicó se desenvolveu ao redor do Itans. Mas hoje ele tem mais história que uso para a cidade”, conta o engenheiro agrônomo Procópio Lucena, que é presidente da comissão de alocação de águas do açude Itans.

 

Com o passar dos anos, o açude foi assoreado e perdeu parte da sua capacidade de armazenamento.

 

Atualmente, ele pode guardar até 75,8 milhões de metros cúbicos de água, mas está no seu volume morto, com cerca de 2,8 milhões de metros cúbicos – ou 3,8% da capacidade. A medição foi feita no último dia 11 de novembro pela Secretaria de Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte.

 

Segundo Procópio Lucena, a última sangria do açude ocorreu em 2009. Há oito anos a cidade de Caicó não é mais abastecida pelo reservatório. Em 2016, ele voltou a ser usado apenas por alguns dias, por causa da falta de água na região.

 

As poucas águas do Itans têm servido exclusivamente para abastecimento das pessoas que moram às suas margens, além da psicultura e da irrigação de plantações ao redor.

 

Segundo o secretário de recursos hídricos do Rio Grande do Norte, João Maria Cavalcanti, o reservatório recebe pouca água por causa de outros barramentos construídos ao longo do rio, que corre da Paraíba no sentido ao Rio Grande do Norte.

 

“Hoje o Itans tem dificuldade de encher em razão dos vários barramentos no rio Barra Nova. Pactuamos não utilizar essa água, e a cidade de Caicó vem sendo abastecida por Jardim de Piranhas. Anualmente nos reunimos para acordar a alocação de águas do reservatório de Coremas – Mãe D’água, da Paraíba”, conta.

 

Ainda de acordo com o secretário, o açude não deverá ser contemplado pelas águas da transposição do Rio São Francisco, que vão chegar ao estado por Jardim de Piranhas.

 

Segundo Procópio Lucena, há mais de 1.200 barramentos construídos ao longo do Rio Barra Nova, que atualmente dificultem que a água da chuva chegue ao Itans.

 

Para o representante da comissão responsável pela alocação da água do Itans, há outros problemas, como a falta de planos de segurança da barragem, manutenção e ações de emergência.

 

“Infelizmente o reservatório Itans não tem nada destes instrumentos e legalmente é obrigado tê-los para maior segurança”, afirma.

 

Embora ele considere que as obras do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Denocs), como é o caso do reservatório, sejam seguras, é preciso haver esses planos especialmente porque o reservatório se encontra próximo à cidade.

 

Ele ainda defende que a parede do Itans, que tem cerca de 1.300 metros, deixe de ser usada para passagem de veículos – inclusive carros pesados – para ser aproveitada por pedestres, que possam caminhar no local e contemplar a vista.

 

g1 RN

 

Compartilhe aqui:

Enem 2022: tema da redação é sobre valorização de povos tradicionais no Brasil

 

Os estudantes que participam do primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (13) deverão escrever uma redação sobre os “desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”. A informação foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

O tema é o mesmo para participantes da versão impressa e digital da prova. Segundo informações do Inep, os alunos devem escrever um texto dissertativo-argumentativo em até 30 linhas.

 

“As ideias defendidas precisam estar embasadas por explicações fundamentadas e por argumentações sobre o assunto. Para isso, é apresentada uma situação-problema, além de textos motivadores, a partir dos quais os conceitos devem ser desenvolvidos, em até 30 linhas”, explicou o instituto por meio de nota.

 

Para a correção das provas, são escolhidos profissionais que “atendem a critérios de formação, como graduação em letras e linguística, e continuada, com exigência mínima de mestrado para as funções de supervisor e subcoordenador”, informa o Inep. Cada redação pode passar por até quatro correções até ser definida a nota final.

 

Neste domingo, primeiro dia de aplicação do exame, os estudantes farão provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias.

 

No próximo domingo (20), serão propostas as questões de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias.

 

G1

 

Compartilhe aqui:

Primeiro dia de provas do ENEM acontece neste domingo (13); veja detalhes

 

Neste final de semana, cerca de 3,4 milhões de estudantes em todo o Brasil irão realizar o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio, popularmente conhecido como ENEM. Serão feitas duas provas, com 180 questões totais e mais uma redação, em dois domingos diferentes: 13 e 20 de novembro.

 

Neste domingo (13), o primeiro dia do exame contará com 45 questões de linguagens (40 de português e 5 de inglês ou espanhol). 45 questões de ciência humanas e uma redação.

 

No segundo dia de provas, marcado para 20 de novembro, os estudantes irão se deparar com 45 questões de matemática e 45 questões de ciências da natureza.

 

Os portões abrem às 12h (horário de Brasília), com fechamento marcado para às 13h. É importante frisar que os estudantes devem chegar cedo nos locais de prova, pois não será permitida a entrada após o fechamento dos portões. As provas iniciam às 13h30, e terminam às 19h no primeiro dia (13 de novembro), e 18h30 no segundo dia (20 de novembro).

 

É permitido que o candidato saia em posse do Caderno de Questões, mas somente nos 30 minutos que antecedem o final da prova.

 

Os locais de prova podem ser vistos no Cartão de Confirmação de Inscrição dos participantes, disponível em https://enem.inep.gov.br/participante/. Nele também constam informações como solicitações de atendimento especializado e o idioma escolhido para a prova de língua estrangeira.

 

Para a realização da prova, é obrigatória a apresentação do RG ou de qualquer outro documento oficial com foto. Além disso, a única caneta aceita na resolução do cartão resposta é a esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

 

Além destes itens, os estudantes também podem levar lanches, água em garrafa transparente e álcool em gel. Não é permitido o uso de óculos escuros, bonés e chapéus. Telefones celulares e demais equipamentos eletrônicos devem ser desligados e guardados no envelope porta-objetos antes de se entrar na sala de provas.

 

O ENEM 2022 é a porta de entrada para o ingresso em instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. A nota do exame é utilizada para concorrer em vagas disponibilizadas via Sisu e Prouni, além de ser adotada no processo seletivo próprio de muitas instituições.

 

No Rio Grande do Norte, o IFRN (Instituto Federal do Rio Grande do Norte) utiliza a prova do ENEM para o acesso a suas vagas de nível superior, lançando um edital de abertura de vagas após a realização do exame. A UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), a UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) e a UFERSA (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) também utilizam a nota do ENEM para ingresso via SISU.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

Enem 2022: Organização orienta que participantes levem lanche e água

 

Embora não seja obrigatório, é recomendado que os participantes levem lanche, água e/ou outras bebidas, com exceção de bebidas alcoólicas que não são permitidas e podem levar à eliminação do candidato.

 

É recomendado ainda que se leve o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante.

 

Caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, também, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

Enem começa domingo com prova de redação

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 começa a ser aplicado no próximo domingo (13). Além das provas de linguagens e ciências humanas, os estudantes farão a única prova subjetiva do exame, a de redação. Os cerca de 3,4 milhões de estudantes terão cinco horas e meia para responder a todas as questões.

 

Ir bem na redação pode ser um diferencial para o candidato. As notas dessa prova variam de 0 a mil. Os candidatos que zeram a prova não podem participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, ou o Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior.

 

Compartilhe aqui:

Educandário Santa Teresinha anuncia abertura de matrículas para o ano de 2023; aulas iniciam no dia 25 de janeiro

 

Uma das escolas de maior renome e excelência em educação no Seridó potiguar e no Rio Grande do Norte, o Educandário Santa Teresinha anuncia o processo de abertura de novas matrículas para o ano letivo de 2023, um período que ocorre em três etapas diferentes e conta com descontos e sorteio de kits didáticos para os estudantes matriculados.

 

Com o tema: “Iluminando mentes e corações”, a equipe da escola – que conta com 97 anos de história – explica que o intuito deste novo projeto é fidelizar a matrícula dos alunos do município e captar novos estudantes interessados no projeto educacional e de transformação social do Educandário.

 

Etapas de matrícula

 

As matrículas ocorrem em três etapas diferentes entre o ano de 2022 e 2023 como uma forma de abranger o maior número de pais que desejam renovar as matrículas de seus filhos ou inserí-los pela primeira vez na escola. Confira as datas e benefícios:

 

1° etapa – 21 a 30 de novembro de 2022

 

Benefícios: não sofre reajuste na 1° parcela da mensalidade, além disso, os pais concorrerão a kits de materiais diáticos utilizados pela escola em todos os segmentos de ensino (nível I ao pré-universitário).

 

2° etapa – 01 a 30 de novembro de 2022

 

Benefícios: não sofre reajuste na 1° parcela da mensalidade, além disso, os pais concorrerão a kits de materiais diáticos utilizados pela escola em todos os segmentos de ensino (nível I ao pré-universitário).

 

3° etapa – janeiro de 2023

 

Não há benefícios nesta etapa

 

Pioneirismo educacional

 

Reconhecida pela sua excelência no ensino, o Educandário Santa Teresinha apresenta o calendário letivo do próximo ano, com início no dia 25 de janeiro para os estudos do 3° ano do Ensino Médio e 31 de janeiro para os demais níveis de ensino.

 

“É um ano letivo que precia contar com 200 dias, e para que tudo aconteça de uma forma muito tranquila, contemplando também os feriados escolares, nós iniciamos dentro desse planejamento”, explica a Irmã Neves, diretora.

 

Além do foco na educação formal e na Base Nacional Comum Curricular, a escola investe em novas melhorias e tecnologias educacionais que agregam ao conhecimento dos estudantes. Halyson Rodrigo, que é coordenador pedagógico da instituição, destaca a presença de disciplinas como “Robô Ciência”, a primeira e única escola da cidade que traz aulas de robótica para os seus alunos.

 

A escola também adota os materiais didáticos desenvolvidos pela SAS, empresa referência em produção de conteúdos educacionais no Brasil, assim como em um programa de educação bilíngue, momento em que os estudantes têm aulas de inglês todos os dias para desenvolver a fluência no idioma a partir da parceria com a International School, empresa que recebeu o reconhecimento seis vezes consecutivas de melhor programa bilíngue do Brasil.

 

O coordenador destaca ainda que, apesar de todo o investimento educacional, também há um investimento humano e relacional, buscando sempre um equilíbrio entre a vida acadêmica e pessoal, para que o processo de ensino e aprendezagem possa caminhar com empatia, paciência e respeito mútuo. “A estrutura de cuidar das pessoas está no DNA da escola”, conclui.

 

Para mais informações acesse o site da instituição:

 

Home

 

Compartilhe aqui:

MEC cria grupo para detalhar tabela de pontos para o Enem

 

O Ministério da Educação (MEC) criou um grupo de trabalho para estabelecer como será a chamada “Tabela de Aderência” no âmbito da reformulação que está sendo planejada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A tabela será utilizada no Sistema de Bonificação do exame, com a pontuação que servirá de referência para as vagas em cada curso.

 

A Portaria nº 826 detalha competências e composição do grupo, que terá prazo de um ano para a conclusão dos trabalhos. Caberá ao grupo elaborar um relatório detalhando a tabela abrangendo cursos técnicos de nível médio e cursos superiores. Se necessário, serão elaboradas minutas com normativos.

 

Composição

 

O grupo será composto por representantes e suplentes de diversas diretorias ligadas ao ministério – em especial ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – e do Conselho Nacional de Educação (CNE).

 

As reuniões serão bimestrais por videoconferência, e os resultados dos trabalhos serão relatados à Diretoria de Políticas e Regulação da Educação Profissional e Tecnológica e ao secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, a quem caberá a apreciação e a aprovação do relatório.

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

IFRN oferta mil vagas de ensino técnico

 

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Proen/IFRN) publicou, nesta quarta-feira (26), o Edital nº 48/2022, que anuncia o processo seletivo para cursos técnicos de nível médio na modalidade subsequente. As oportunidades são para ingresso no primeiro semestre letivo de 2023.

 

São 1080 vagas, ofertadas por 13 campi do Instituto, destinadas a quem já concluiu o ensino médio e está em busca de uma formação profissionalizante. As vagas são divididas por listas geral e específicas (cotas) de concorrência.

 

As inscrições para o processo seletivo têm início às 14h do dia 31 de outubro e vão até as 23h59 de 21 de novembro de 2022. A ação deve ser realizada, exclusivamente, de forma on-line, na Área do Candidato do site da Fundação de Apoio ao IFRN (Funcern), realizadora do processo seletivo. Segundo o Edital nº 48/2022, no formulário de inscrição, o candidato deverá informar o número de um documento oficial de identificação e do próprio CPF.

 

Os candidatos poderão solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, no período de 31 de outubro a 6 de novembro de 2022. Para isso, deve-se acessar a Área do Candidato e preencher o formulário de requerimento de isenção, informando o número do NIS.

 

O processo seletivo contará com a aplicação de três provas: Língua Portuguesa (com 20 questões de múltipla escolha); Matemática (também com 20 questões de múltipla escolha); e Produção Textual Escrita. Todas as questões serão baseadas em conteúdos do ensino médio.

 

O cartão de inscrição para a realização da prova estará disponível a partir do dia 11 de dezembro deste ano. Nele, estarão indicados o dia e o local das provas, que serão aplicadas das 13h às 17h. O resultado final será divulgado no dia 16 de fevereiro de 2023.

 

A autodeclaração dos candidatos como negros ou indígenas, feita no ato da inscrição do processo seletivo, será confirmada através de um procedimento de heteroidentificação. A ação será realizada por uma comissão responsável pela validação das informações apresentadas e ocorre de acordo com resolução específica, aprovada pelo Conselho Superior do Instituto (Consup/IFRN).

 

Conforme o Edital, a aferição de cor-etnia negra (preta ou parda) não se refere à apresentação de documentos, como Certidão de Nascimento, ou à ascendência do candidato, ou seja, quem são seus pais, avós ou bisavós. A confirmação ocorrerá, apenas, com base nas características físicas do próprio candidato.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

UFRN e UERN abrem processos seletivos para contratação de professores substitutos

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) divulgaram nesta semana editais de processo seletivo para contratação de prrofessores substitutos.

UFRN

 

Na UFRN, o edital prevê vagas para cadastro de reserva noscampi de NatalMacaíbaSanta CruzCurrais Novos e Caicó, com regimes de trabalho de 20 ou 40 horas semanais.

 

As inscrições podem ser feitas pela internet (clique AQUI) a partir da próxima quinta-feira (3) até o dia 14 de novembro. A taxa é de R$ 50.

 

A remuneração total varia entre R$ 2.566,20 e R$ 6.200,14, de acordo com a vaga pretendida e também com o regime de trabalho contratado e a titulação do aprovado. A validade do processo seletivo é de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período.

 

A UFRN informou que as provas serão realizadas presencialmente em sessão pública, mas que pode ocorrer, a critério da unidade acadêmica, por videoconferência.

 

As provas poderão ocorrer no período de 12 a 16 de dezembro ou de 6 a 10 de fevereiro de 2023, sendo aplicadas no município de lotação do Departamento ou Unidade Acadêmica Especializada da vaga ofertada, segundo informou a UFRN.

 

O processo seletivo constará de dois tipos de avaliações, realizadas na seguinte ordem: didática (caráter eliminatório e classificatório) e títulos (caráter classificatório).

 

Nas áreas de conhecimento em que o número de candidatos ultrapasse 12 inscritos, será aplicada prova escrita com questões de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, como primeira avaliação.

UERN

 

Na UERN, estão sendo ofertadas 27 vagas para contratação temporária de professores. As oportunidades são para os campi de MossoróAssu, Caicó, Natal, Patu e Pau dos Ferros. (Veja AQUI o edital)

 

As inscrições para o processo seletivo podem ser feitas desde quinta (27) até o dia 6 de novembro e são realizadas exclusivamente através do e-mail selecao.progep@uern.br. No e-mail, é preciso colocar no título “Inscrição Edital nº 009/2022–PROGEP/UERN”.

 

O candidato deverá enviar a Ficha de Inscrição (Anexo I) devidamente preenchida e os documentos constantes no item 2.3 do Edital, todos digitalizados no formato PDF e em documento único.

 

Para o campus de Mossoró, há vagas para as áreas de música, medicina, ciências contábeis, pedagogia, educação física, ciências sociais e/ou ciências humanas, gestão ambiental, letras, matemática e química.

 

No campus de Assu, as áreas com vagas disponíveis são economia e letras – língua inglesa. No campus de Caicó, há oportunidade pra quem é da área de enfermagem. No campus de Patu, há disponibilidade para a área de letras língua portuguesa e libras.

 

No campus de Natal, há vagas para as áreas de ciências da religião e direito. Por fim, no campus de Pau dos Ferros, há opções para as áreas de economia, educação física e Libras.

 

g1 RN

 

Compartilhe aqui:

RN tem 3º maior aumento de inscritos no Enem do Nordeste

 

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), porta de entrada para as universidades públicas e ingresso ao ensino superior,acontece em novembro. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o RN registrou o terceiro maior crescimento no número de inscritos para o Enem, somando 86.422 cadastrados. No comparativo ao ano de 2021, que teve 80.427, ocorreu um aumento de 7, 45%, taxa que está acima da média nacional de 0,2 %, mas ainda menor em relação aos números registrados em edições anteriores.

 

O primeiro lugar no ranking de taxas de crescimento é ocupado por Sergipe. Apesar de apresentar o segundo menor total de inscritos este ano, o estado apresentou a maior taxa de crescimento com 16,86% pessoas a mais de inscrições. Em números absolutos, o estado saltou de 49.116 inscritos em 2021 para 57.396 inscritos na edição deste ano.

 

Mantendo a variação positiva, Alagoas saiu de  57.663 para 62.723 inscrições no Enem deste ano. Em percentual, o crescimento foi o segundo maior entre os estados nordestinos, somando  8,78%. Ainda, segundo mostram os dados do INEP, o Piauí  registrou 4,31% de pessoas a mais no exame, crescendo de 79.867 para  83.308 participantes. Aumentos também foram registrados no Maranhão e Ceará que tiveram, respectivamente, 1,92% e  1,26%  de inscritos a mais para a prova deste ano.

 

Por outro lado, três estados do Nordeste apresentaram baixa nas inscrições em relação a 2021. Liderando  o grupo, está a Bahia que neste ano apresenta o maior número de cadastrados para realizar o exame. O estado, contudo, apresentou a queda mais elevada nas inscrições, com 2,76%. Na sequência, aparece   Pernambuco que passou de 190.664 inscrições para 186.837, ou seja, diminuiu em   2,01%. Por último, na Paraíba, o total de inscritos reduziu 1,56%, baixando de 103.091 para 101.483 .

 

Cenário Nacional

 

Ao todo, 3.396.632 devem prestar o Enem neste ano. Dos inscritos, 3.331.566 farão a versão impressa, e 65.066, a digital. Entre os participantes, 2.028.353 (59,7%) são isentos da taxa de inscrição e 1.368.279 (40,3%), pagantes. O exame vai ser aplicado nos dias 13 e 20 de novembro, com a mesma divisão de áreas de conhecimento das edições anteriores.

 

As mulheres são maioria entre os inscritos, representam 61,3% do total, no exame impresso, e 54,1%, no Enem Digital. Em relação à faixa etária, a maior parte dos que farão a prova impressa é formada por pessoas de 18 anos (27,8%). Em seguida, está o grupo de participantes com 21 a 30 (22,1%), que, no caso do Enem Digital, corresponde à maioria (33%). Inscritos com 18 anos são 23,4% dos que realizarão o exame em computador.

 

Quem está se preparando para o Enem pode acessar todas as provas e os gabaritos de edições anteriores no site do Inep, para se preparar para as provas. Também estão disponíveis as cartilhas do participante, com dicas de como estruturar o texto da redação e explicações sobre a correção.

 

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco preparado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que reúne questões de provas de anos anteriores. No sistema, é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. O banco seleciona as questões de maneira aleatória.

 

Desde 2009, é utilizado como mecanismo de acesso à educação superior. As notas podem ser usadas, por exemplo, para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para obter bolsas em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).

 

Números

 

Estados com queda no Nordeste 

 

Bahia – 2,76 %

Pernambuco – 2,01%

Paraíba – 1,56%

 

Estados com taxas de crescimento no Nordeste 

 

Sergipe – 16,86%

Alagoas –  8,78%

RN –  7,45%

Ceará – 1,26%

Maranhão –  1,92%

Piauí –  4,31%

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

Alunas do curso de Sistemas de Informação vão relatar suas experiências no mercado de trabalho em evento no Ceres/UFRN Caicó

 

O Departamento de Computação e Tecnologia (DCT) do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres/UFRN) realiza, no dia 24 de outubro, a Roda de conversa: meninas relatando sobre suas experiências no mercado de trabalho de TI com intuito de trocar ideias sobre esse nicho de mercado. O evento é aberto ao público e acontece no Anfiteatro do Ceres, às 14h. As inscrições serão realizadas até o dia do evento pelo Sigaa ou por uma lista de frequência que será passada na hora.

 

A roda de conversa conta com a participação de quatro egressas do curso que estão no mercado de trabalho e irão relatar suas experiências: Renata Kelly, desenvolvedora Android do Ifood, Ana Carolina, desenvolvedora iOS da Catho online, Jaiane Júlia, analista de sistemas da Capgemini, e Aline Haiara, coordenadora de desenvolvimento da Viggo Sistemas. O objetivo é mostrar as ferramentas que são utilizadas no mercado de trabalho de TI e entender sobre comportamento em entrevistas do mercado, plataformas, linguagens de programação e metodologia para desenvolvimento de software.

 

“A iniciativa surgiu dentro da campanha Outubro Rosa, que é voltada para a saúde da mulher, então resolvemos trabalhar em outra área para o gênero, com uma roda de conversa. Algumas das meninas do grupo do BSI (bacharelado em Sistemas de Informação) disseram que queriam um evento que falasse sobre o mercado de trabalho. Por mais que haja muitas no mercado, tem outras que almejam entrar e ainda estão com dúvidas”, conta a professora e coordenadora do evento, Karliane Vale.

 

O mercado de trabalho de tecnologia da informação vem crescendo de forma gradativa ao longo dos anos, mas, com a chegada da pandemia, no ano de 2020, houve um aquecimento nesse nicho. O trabalho desenvolvido pelas pessoas da área de tecnologia da informação é dinâmico, tanto quando se trata de ferramentas quanto de local de trabalho. A diversidade de plataformas e ferramentas utilizadas e o home office são realidade nesta área, ampliar a visão do grupo sobre esse espaço profissional faz parte da proposta da iniciativa, sobretudo no que diz respeito ao protagonismo feminino.

 

Compartilhe aqui:

Ufersa abre seleção com seis vagas para professor substituto; veja

 

Estarão abertas entre os dias 18 e 27 de outubro de 2022 as inscrições para processo seletivo que oferece seis vagas para professor substituto da Universidade Federal Rural do Semi-árido (Ufersa). Há vagas para profissionais das áreas de Agronomia, Matemática, Engenharia Química, Ciência da Computação, Engenharia de Produção e Direito.

 

As inscrições devem ser realizadas por meio do site sistemas.ufersa.edu.br/concursos/publico.

 

O candidato poderá efetuar alterações ou correções em sua inscrição até o dia 27 de outubro de 2022, através do e-mail inscricoes.cpps@ufersa.edu.br, não sendo permitida nenhuma retificação após esta data.

 

Compartilhe aqui:

Inscrições para 240 vagas em cursos de especialização no IFRN começam nesta segunda-feira 17

 

A Coordenação de Acesso Discente do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Cadis/IFRN) publicou na última sexta-feira 14 o Edital nº 42/2022, referente ao processo seletivo para os Cursos Superiores de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de Especialização. A Coordenação de Acesso Discente do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Cadis/IFRN) publicou na última sexta-feira 14 o Edital nº 42/2022, referente ao processo seletivo para os Cursos Superiores de Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de Especialização.

 

Ao todo, são ofertadas 240 vagas distribuídas entre os cursos de Ensino de Ciências Naturais na Educação Básica, no Campus Caicó; Educação Ambiental e Geografia do Semiárido e Ensino de Ciências Naturais na Educação Básica, no Campus João Câmara; Ensino de Ciências Naturais e Matemática, no Campus Macau; e Ensino de Ciências Naturais e Matemática e Ensino de Teatro, no Campus  Parnamirim.

 

Distribuição das vagas 

 

No mínimo 20% das vagas disponibilizadas aos cursos ofertados são destinadas aos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas de acordo com a Resolução nº 03/2017-CONSUP/IFRN. No mínimo 5% das vagas disponibilizadas aos cursos ofertados são destinadas a Pessoas com Deficiência conforme Resolução nº 05/2017-CONSUP/IFRN. No mínimo 50% das vagas disponibilizadas aos cursos ofertados são destinadas a professores efetivos em exercício docente na rede pública de ensino ou profissionais efetivos da rede pública de ensino.

 

A autodeclaração dos candidatos negros (pretos ou pardos) e indígenas realizada no ato da inscrição do processo seletivo será confirmada mediante procedimento realizado por Comissão de Heteroidentificação constituída, conforme dispõe a Resolução nº 88/2022-CONSUP/IFRN.

 

Mais informações podem ser consultadas no edital ou através do telefone (84) 4005-4228.

 

 

Compartilhe aqui:

Enem: falta exatamente um mês para a aplicação da primeira prova

 

A aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 será em um mês. Este ano, as provas serão realizadas nos dias 13 e 20 de novembro. Ao todo, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 3.396.632 pessoas estão inscritas para as provas deste ano.

 

Os participantes do Enem farão provas de linguagens, ciências humanas e redação no primeiro dia de aplicação. Os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para resolver as questões. No segundo dia de aplicação, resolverão questões de matemática e de ciências da natureza, em 5 horas de aplicação. As provas serão objetivas, com exceção da redação, que deverá ser escrita a mão, tanto na versão impressa quanto na versão digital.

 

Acessibilidade

 

O Enem oferecerá recursos de acessibilidade e tratamento pelo nome social para participantes que fizeram as devidas solicitações. Entre os atendimentos disponíveis estão prova em braile, tradutor intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), videoprova em Libras (vídeo com a tradução de itens em Libras) e prova com letra ampliada.

 

Como nas duas últimas edições, o Enem 2022 terá a versão impressa e a versão digital. Do total de inscritos, 3.331.566 farão a prova em papel, e 65.066, em computador. Os participantes receberão informações sobre a inscrição e sobre os locais de prova através do Cartão de Confirmação da Inscrição, que poderá ser acessado na internet. O cartão ainda será divulgado pelo Inep.

 

Dados

 

De acordo com a autarquia, as mulheres são maioria entre os inscritos, representam 61,3% do total, no exame impresso, e 54,1%, no Enem Digital. Em relação à faixa etária, a maior parte dos que farão a prova impressa é formada por pessoas de 18 anos (27,8%). Em seguida, está o grupo de participantes com 21 a 30 (22,1%), que, no caso do Enem Digital, corresponde à maioria (33%). Inscritos com 18 anos são 23,4% dos que realizarão o exame em computador.

 

Quem está se preparando para o Enem pode acessar todas as provas e os gabaritos de edições anteriores no site do Inep, para se preparar para as provas. Também estão disponíveis as cartilhas do participante, com dicas de como estruturar o texto da redação e explicações sobre a correção.

 

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco preparado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que reúne questões de provas de anos anteriores. No sistema, é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. O banco seleciona as questões de maneira aleatória.

 

Desde 2009, é utilizado como mecanismo de acesso à educação superior. As notas podem ser usadas, por exemplo, para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para obter bolsas em instituições particulares pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).

 

Agência Brasil

 

Compartilhe aqui:

Enem: o que fazer a um mês da prova?

 

Falta um mês para o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM). Nos dias 13 e 20 de novembro, milhões de alunos se reunirão ao redor do Brasil para realizar a prova mais importante para o estudante de ensino médio, a que permite a entrada no ensino superior. Nesse período, é comum se sentir ansioso e um tanto perdido com a quantidade de cursos e assuntos pendentes ou para revisão. Além disso, a pressão emocional pode ser um gatilho para mais ansiedade. Pensando nisso, a Tribuna do Norte entrou em contato com especialistas para ajudar os ansiosos nessa reta final com dicas.

 

Controlar as emoções

 

De acordo com o psicólogo e professor de psicologia da Universidade Potiguar (UnP), Daniel Carvalho, controlar as emoções  é fundamental. O autoconhecimento é importante para identificar e lidar com os sentimentos. Medo, ansiedade, angústia e insegurança podem estar misturados nas mentes do estudantes. “Tentar para um pouco e refletir quais são as emoções que eu sinto quando penso que aquela prova está chegando?”, explica.

 

“Pensando racionalmente  nisso e conseguindo identificar, eu posso pensar: nossa por que estou com medo? Eu estudei tudo que era necessário? Eu fiz tudo que era preciso? Esse medo não tem razão de existir”, reflete. Para o psicólogo, analisar as emoções faz com que o estudante tome atitudes direcionadas para sanar a ansiedade. “Quando a gente identifica essas emoções, faz essa autoreflexão, essa busca pelo autoconhecimento, isso nos ajuda bastante nessa identificação e também a racionalizar emoções”, complementa.

 

Tempo de lazer

 

“Tempo de lazer e descanso é essencial, principalmente nessa reta final, até porque o grande esforço já foi feito ao longo da trajetória de estudos e desenvolvimento”, afirma. Atividades de lazer, como ir ao cinema, passar tempo com amigos e família também são formas de manter o equilíbrio e a estabilidade emocional. “Pensar em quais são aquelas atividades prazerosas que nos trazem satisfação e que nos fazem até desligar um pouco do ambiente de estudos”, disse.

 

Esses são momentos que trazem relaxamento. O entretenimento, quando caminha em conjunto dos estudos, pode auxiliar no aprendizado, além de proporcionar boas lembranças, mesmo em meio a tensão que envolve o vestibular. “Isso faz com que a gente possa também desanuviar da nossa cabeça, desses pensamentos repetitivos que podem gerar mais angustia, mais insegurança”, finaliza.

 

Além dele, a Coordenadora Educacional do Ensino Médio no Centro de Educação Integrada (CEI), Karoline Leite, repercute o mesmo ponto. Para ela, é preciso conciliar os estudos com outras atividades de lazer. “O ideal é que o estudante consiga conciliar atividades escolares com o lazer, pois, desta forma, conseguirá manter o equilíbrio entre a sua aprendizagem e o emocional”, aponta.

 

Excesso de estudo

 

Ainda de acordo com Daniel Carvalho, o ideal é controlar o volume de estudos. “Não é ideal que a agente tenha um volume de estudos muito grande para que a gente possa intercalar com outras atividades. O lazer, o sono, uma alimentação balanceada”, afirma. Esse período mais próximo do Exame, é interessante que os alunos possam focar na resolução de questões. “A idéia é que, nesse pré-prova, a gente utilize muito para revisão de questões, realização de questões de outras atividades, outras provas”, explica.

 

No geral, manter hábitos saudáveis, como, ter boas noites de sono, principalmente no dia que antecede a prova, ter uma alimentação balanceada e a  prática de exercícios físicos também podem ajudam a controlar a ansiedade e a, consequentemente, evitar desgastes antes da prova.  “Podemos pontuar o que a neurociência evidencia, a importância do sono e do lazer para a consolidação da aprendizagem”, complementa a coordenadora.

 

Ainda dá tempo aprender?

 

Para Karoline Leite, sim. Embora o tempo seja curto, ainda é possível aprender. Mesmo assim, retorna-se ao ponto anterior, estudar demais não é a solução. Isso acontece quando o aluno não se organiza com antecedência e quer “compensar” o tempo perdido. “Sim! A aprendizagem é constante e jamais se esgota.  Isso acontece quando o mesmo não se organizou de forma assertiva, priorizando outras atividades, contudo o tempo torna-se limitado, posto que a data da prova está se aproximando”, afirma.

 

Foco nas habilidades

 

Segundo a coordenadora, o estudante pode partir das competências e habilidades que mais se alinham ao curso que pretende seguir. “ Um bom ponto de partida é fazer relações das áreas de conhecimento alinhadas ao projeto de vida de cada estudante”, sugere. Para isso, é necessário ter em mente o que seguir, a profissão ou a área. “É muito importante não apenas saber o curso que deseja cursar, bem como conhecer a forma que cada universidade distribui a pontuação das áreas de conhecimento, de modo que possa eleger suas prioridades na reta final de preparação”, completa.

 

É hora da prova

 

O ENEM 2022 contou com cerca de 3,4 milhões de inscritos, 10% a mais do que em 2021. A prova é realizada em dois domingo e tem duração de 5 horas no primeiro dia e 5h30 no segundo dia. Pode ser um momento assustados, pois é o método usado no Brasil para ingresso nas universidades. Durante a prova, é necessário concentração e estratégia.

 

Dicas

 

Veja as dicas preparadas pela coordenadora Karoline Leite:

 

1. Quando receber o caderno de provas, examine-o, certifique-se de que está completo e leia atentamente as instruções;

2.  Leia atentamente as questões. O aluno não deve, necessariamente, respondê-las na ordem;

3.  Não deixe a redação para o final de tudo;

4. Tente não passar mais de 3 minutos em cada questão;

5. Leve água e lanches rápidos;

6. A cada 1 hora de prova, alongue-se;

7. Não esqueça de reservar um tempo para a marcação do cartão-resposta;

8. E o mais importante: Não tenha excesso de cobranças. Lembre-se de que fez o melhor que pôde.

 

Tribuna do Norte

 

Compartilhe aqui:

Desmanche: Bolsonaro promove corte milionário em institutos e universidades federais

 

O governo de Jair Bolsonaro (PL) deu mais um golpe contra a educação no Brasil e confirmou sua intenção de inviabilizar o funcionamento dos institutos e universidades federais. Decreto federal formaliza verdadeiro confisco no âmbito de todo o Ministério da Educação (MEC) no valor de R 2.399 bilhões.

 

Esse total foi dividido em R$ 1.340 bilhão, anunciado entre julho e agosto, e R$ 1.059 bilhão agora. O bloqueio, segundo a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), impacta, inclusive, nos recursos frutos de emendas parlamentares. Na prática, toda emenda que ainda não tenha sido empenhada, será retirada do limite.

 

A Andifes e a União Nacional dos Estudantes (UNE) protestaram contra a medida que fortalece o desmanche na educação do país.

Leia a íntegra da nota divulgada pela diretoria executiva da Andifes:

 

Considerando a já preocupante situação financeira vivenciada pelas universidades federais, agravada pela edição de novo Decreto, a Diretoria da Andifes está convocando uma reunião extraordinária de seu conselho pleno, para o dia de amanhã, 06/10, às 10h, em modalidade remota, para discutir o contexto e debater as ações e providências.

 

Na última sexta-feira, dia 30/10, às vésperas do primeiro turno das eleições, o Governo Federal publicou uma norma (o Decreto 11.216, que altera o Decreto nº 10.961, de 11/02/2022, que se refere à execução do orçamento deste ano em curso) sacramentando novo contingenciamento no orçamento do Ministério da Educação. Dessa vez, no percentual de 5,8%, resultando em uma redução na possibilidade de empenhar despesas das universidades no importe de R$ 328,5 milhões. Este valor, se somado ao montante que já havia sido bloqueado ao longo do ano, perfaz um total de R$ 763 milhões em valores que foram retirados das universidades federais do orçamento que havia sido aprovado para este ano.

 

Na tarde de ontem, fomos chamados pelo Secretário da Educação Superior, Wagner Vilas Boas de Souza, para reunião, juntamente com o secretário adjunto da SESu, Eduardo Salgado, e, na manhã dessa quarta-feira, a diretoria executiva da Andifes e sua secretaria executiva ouviram o seguinte detalhamento deste contingenciamento:

 

– Que na data de ontem (04/10) o MEC foi comunicado pelo Ministério da Economia destas “limitações de empenho” e que imediatamente tomou a iniciativa de marcar esta reunião com a Andifes;

 

– Que o decreto formaliza o contingenciamento no âmbito de todo o MEC de R$ 2.399 bilhões (R$ 1.340 bilhão anunciado entre julho e agosto e R$ 1.059 bilhão agora). Esse bloqueio impacta, inclusive, nos recursos frutos de emendas parlamentares – RP9. Na prática, toda emenda que ainda não tenha sido empenhada, será retirada do limite;

 

– Por uma análise preliminar deste novo Decreto, este contingenciamento afetou praticamente todos os ministérios, mas o mais afetado foi o Ministério da Educação, que arcou com quase metade da limitação das despesas;

 

– Diferentemente do que ocorreu por ocasião do outro bloqueio ocorrido em agosto, quando os cortes no MEC foram assimilados em uma ação orçamentária específica do FNDE, desta vez as limitações foram distribuídas em todas as unidades do MEC (incluindo universidades federais, institutos federais, Capes), que sofreram o mesmo corte linear de 5,8%;

 

– Conforme consta no Anexo II do decreto, no dia 1º de dezembro deste ano, os valores serão descontingenciados e os limites de empenho serão retomados. Mas não há garantia de que não possa haver uma nova normatização que mude este quadro.

 

A diretoria da Andifes, que já buscava reverter os bloqueios anteriores para o restabelecimento do orçamento aprovado para 2022, sem os quais o funcionamento das universidades já estava comprometido, aduziu que este novo contingenciamento coloca em risco todo o sistema das universidades. Falou ainda da surpresa com esse critério de limitações de empenhos no mês de outubro, quase ao final do exercício, que afetará despesas já comprometidas, e que, em muitos casos, deverão ser revertidas, com gravíssimas consequências e desdobramentos jurídicos para as universidades federais. Que essa limitação estabelecida pelo Decreto, que praticamente esgota as possibilidades de pagamentos a partir de agora, é insustentável. Pediu-se, por fim, que, dada a gravíssima situação, fosse considerada a hipótese de o MEC absorver essa restrição de gastos das universidades com outras rubricas da pasta, tal como ocorreu no bloqueio anterior.

 

Lamentamos, por fim, a edição deste Decreto que estabelece limitação de empenhos quase ao final do exercício financeiro, mais uma vez inviabilizando qualquer forma de planejamento institucional, quando se apregoa que a economia nacional estaria em plena recuperação. E lamentamos também que seja a área da educação, mais uma vez, a mais afetada pelos cortes ocorridos.

 

 

 

Compartilhe aqui: