Cultura

Festival vai Premiar Sanfoneiros Potiguares

 

Até o dia à 27 de agosto, a Oficina Livre de Música estará com inscrição abertas para seu mais novo festival, trata-se do Prêmio Sanfona Potiguar, uma ação cultural que vai garimpar, registrar e premiar as obras dos sanfoneiros potiguares cuja finalidade é realizar a produção de um EP e um e Songbook com os vencedores para fins de exposição nas plataformas de distribuição e marketing digital.

 

O festival vai premiar com troféu as 3 obras mais votadas escolhidos exclusivamente na etapa votação popular e para isso receberão cachê na fase de Estúdio e terão seus direitos autorais garantidos. O Concurso será composto pelas seguintes etapas: acolhimentos dos inscritos, habilitação, votação popular, resultado final e produção em estúdio.

 

A inscrição é inteiramente gratuita e para participar, os candidatos deverão ter a idade mínima de 14 anos, ser natural do Rio Grande do Norte ou ser cidadão potiguar com comprovação de 2 anos e enviar um áudio com até 3 músicas gravadas em MP3 de forma audível através do site oficinalivredemusica.com.br.

 

O Prêmio Sanfona Potiguar é um projeto cultural de música contemplado no Edital Nº 05 de Economia Criativa do Sebrae/RN e tem o objetivo de movimentar a cadeia produtiva em diversos setores culturais.

 

Outras informações poderão ser adquiridas pelos site: oficinalivredemusica.com.br ou pelos contatos: (84)3222-2871 WhatsApp (84) 9 9859-0024/ instagram: @oficinalivredemusica – oficinalivredemusica.com.br

 

Compartilhe aqui:

Prefeitura de Mossoró publica edital para credenciamento de quadrilhas para Mossoró Cidade Junina Virtual

 

As quadrilhas juninas de Mossoró também serão valorizadas no Mossoró Cidade Junina 2021 Virtual. A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), publicou no Jornal Oficial de Mossoró (JOM), nesta sexta-feira (28), um edital de credenciamento de quadrilhas juninas para compor a programação artístico-cultural do evento. Os grupos locais terão representação no Polo de Cultura Popular e receberão incentivos financeiros.

 

A apresentação das quadrilhas selecionadas ocorrerá por meio de exibição presencial de dança, estando limitada a quatro componentes, ou seja, dois pares, devido às medidas sanitárias de combate à pandemia da Covid-19. O credenciamento possibilita, mas não obriga a contratação de todos os interessados que preencham as condições do Edital.

 

“Nós elaboramos o Chamamento via edital, especialmente vinculado também a questão do Cidade Junina Virtual, cujo objetivo é ter a participação das quadrilhas juninas do município de Mossoró. Ter uma representação dos festejos juninos dentro do Polo de Cultura Popular vinculando-se a característica de que todos os festejos juninos surgem a partir das quadrilhas, da animação das quadrilheiros. Contemplar a participação das quadrilhas juninas tanto com participação dos Regionais, que são as bandas que acompanham as quadrilhas com toda execução musical, e com a representação das quadrilhas, mas não podemos reunir um número significativo de brincantes e fechamos para dois casais para ter a representação das quadrilhas”, explicou o secretário de Cultura Etevaldo Almeida.

 

O credenciamento ficará aberto até o dia 2 de junho de 2021 por está condicionado à realização do Mossoró Cidade Junina 2021 Virtual. O período de inscrição será do dia 31 de maio a 2 de junho de 2021, dias úteis, das 7h30 às 13h, exceto em feriados e pontos facultativos, devendo ser entregues o envelope na Secretaria Municipal de Cultura (prédio da Biblioteca Municipal), na Praça da Redenção Dorian Jorge Freire, 17 – Centro. A documentação exigida e todos os critérios podem ser consultados na íntegra no edital.

 

A seleção das propostas será realizada em duas etapas: Habilitação e Publicação do Resultado. Na Habilitação será feita a análise para conferência dos documentos e será realizada pela Comissão já previamente constituída. Os habilitados na terão seus nomes publicados no Jornal Oficial de Mossoró.

 

A Prefeitura de Mossoró pagará cachê aos contratados no valor de R$ 2.000,00, sendo que o pagamento será efetuado a um responsável financeiro de cada quadrilha junina pela participação no MCJ 2021 Virtual e os recursos são incentivos para continuidade das manifestações culturais dos grupos juninos. O valor foi definido a partir de consulta aos quadrilheiros, considerando as atuais circunstâncias financeiras e sanitárias, bem como pelo formato selecionado da exibição das quadrilhas e festivais de quadrilha passados. Desses valores serão deduzidos os impostos legalmente previstos.

 

“O objetivo também é trabalhar o cachê para que os quadrilheiros também sejam contemplados com recursos do Mossoró Cidade Junina. Para que possam estar pautando no âmbito da consolidação das quadrilhas juninas recursos para se pensar no que eles trabalham a partir da necessidade deles enquanto quadrilheiros”, destacou.

 

Compartilhe aqui:

Orquestra Sinfônica do RN abre inscrições para Concurso Jovens Solistas

 

Uma semana com programação diversa para a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN. Entre live, homenagem, webnário e lançamento de concurso, a orquestra vem se reinventando em meio a pandemia, mantendo a arte e entregando conteúdo ao público através do projeto Movimento Sinfônico. Para este sábado (29), no Programa Formação acontece o webnário “A história da Orquestra Sinfônica do RN”, com a palestra do violista, Miguel Kolodiuk, às 17h, ao vivo pelo YouTube.

 

Para mergulhar nos aspectos históricos do tema proposto, o seminário virtual, mediado por Tatiane Fernandes, tem as participações especiais de Linus Lerner, Olga Aranha, Ticiano D’Amore, André Muniz, Luís Antônio Paiva, Sônia Santos e Paulo Albino.

 

Já o Concurso Jovens Solistas Aldo Parisot, promovido pela OSRN, está com inscrições abertas através do site www.osrn.com.br até o dia 20 de junho. Com o intuito de estimular o estudo e aprimorar a formação musical de diversos instrumentistas brasileiros, visando oportunizar, encontrar e destacar jovens solistas nascidos no Rio Grande do Norte, o concurso acontece em duas etapas: Etapa Estadual (RN) e Etapa Nacional. Realizado integralmente de forma remota, a etapa seletiva conta com especialistas e votação popular nas etapas finais e premiação em dinheiro para os vencedores.

 

Com essa ação, destaca-se o alinhamento do projeto Movimento Sinfônico com a agenda 2030 da ONU, em especial os objetivos do desenvolvimento sustentável. Dentre eles, estimular uma educação de qualidade e reduzir desigualdades, facilitando a ampla participação de jovens músicos das diversas classes sociais, entre outros.

 

E para quem perdeu o lançamento da homenagem a Sivuca – 15 anos de saudade, com a OSRN interpretando, no formato mosaico, a obra Feira de Mangaio, pode conferir o vídeo no canal oficial da orquestra, no YouTube. Uma curiosidade: a primeira orquestra sinfônica que o mestre Sivuca atuou em conjunto foi a do estado do RN.

 

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. E a temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Companhia Energética do Rio Grande do Norte – Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais. Apoio G7 Comunicação.

 

Concurso Jovens Solistas Aldo Parisot – Etapa Estadual

 

Confira regulamento e inscrições: www.osrn.com.br

 

Webnário |A história da OSRN – Programa Formação

Quando: 29 de maio (sábado), às 17h

 

Compartilhe aqui:

Projeto Casa das Palavras lança Prêmio Antônio Francisco de Literatura de Cordel

 

Com o objetivo de estimular a leitura e a produção literária no Rio Grande do Norte, o Projeto Casa das Palavras lança, neste sábado, o Prêmio Antônio Francisco de Literatura de Cordel, que acontecerá no mês de junho.

 

Patrocinado pela Cosern, Instituto Neoenergia e Governo do Estado, através da Lei Câmara Cascudo e Fundação José Augusto, o prêmio homenageia o mestre Antônio Francisco, nome reconhecido nacionalmente como um dos grandes poetas do Brasil. O tema desta primeira edição será “O sonho de cada um e quando todos sonham juntos!”

 

Dividido em três categorias – Ensino Fundamental II; Estudante do Ensino Médio e Universitário; e Livre -, o Prêmio distribuirá aos vencedores mais de R$ 12 mil em prêmios, sendo R$ 2.000 para o primeiro, R$ 1.200 para o segundo e R$ 800 para o terceiro colocado de cada categoria.

 

O lançamento ocorrerá na 5ª edição da Jornada Potiguar de Leitura e Educação, que acontece neste sábado, 08, de forma virtual. As inscrições do Prêmio Antônio Francisco de Literatura de Cordel serão abertas na primeira quinzena de maio pela página da Casa das Palavras no Facebook https://www.facebook.com/casadaspalavras.

 

Compartilhe aqui:

Extremoz: Com recursos próprios, vereadores Damares de Sales e Ricardo Caridade mandam pintar e revitalizar a estátua do menino do grude

 

Em contribuição com a cultura de Extremoz, os vereadores Damares Sales e Ricardo Caridade decidiram mandar pintar e revitalizar a estátua do menino do grude, que é um símbolo do município. Além da nova pintura, o equipamento recebeu ajustes de iluminação e em sua estrutura, com a substituição de tijolos. A obra do monumento foi feita com recursos próprios dos dois vereadores, e também contou com a parceria da Prefeitura, que cedeu os profissionais para realizar a obra.

 

De acordo com a vereadora Damares, que é presidente da Câmara Municipal de Extremoz, o ato fortalece a cultura e Infraestrutura local: “A cultura de Extremoz segue valorizada, através de ações que resgatam e fortalecem os monumentos locais. Sabemos a dificuldade financeira que o município passa, então, essa é uma contribuição que damos ao nosso município”, afirmou.

 

Para o vereador Ricardo Caridade, todas as ações que contribuem com o desenvolvimento de Extremoz são válidas: “Realizamos essa parceria em prol de Extremoz. Podermos ver esse monumento que é um símbolo local pintado e revitalizado, é muito importante, pois valoriza a nossa cultura e nossa história, e chama atenção dos turistas. Viabilizar os ajustes de infraestrutura da estátua do menino do grude é uma ação da qual nos orgulhamos”, declarou.

 

Os vereadores também agradeceram o apoio da prefeitura municipal, que cedeu os profissionais para realizar a revitalização do monumento: “O apoio da Prefeitura também é muito importante. Essa ação é uma parceria por nosso município”, disse Damares.

 

Compartilhe aqui:

Cia de Teatro Arte e Vida lança projeto resgatando histórias de assombração, de outrora

 

As chamadas “histórias de assombração” são parte das memórias do povo seridoense. Era comum a noite, as crianças, de olhos e ouvidos atentos, ouvirem dos familiares mais idosos, histórias de assombração que eram contadas de pai para filho, ao longo dos anos. E geralmente, eram histórias que tinham como cenário o local onde viviam, tornando a curiosidade muito maior.

 

Em projeto da Cia de Teatro Arte e Vida, as histórias de assombração  foram pesquisadas e trazidas, sendo agora contadas em literatura de cordel.

 

“O projeto tem o nome de Histórias que Ouvimos e reúne contos de assombração que foram coletados em municípios do Seridó. A importância de ouvir e repassar esses contos é para que eles não sejam esquecidos, pois muitos deles foram passados de avós para netos”, diz Bruno César coordenador da Cia de Teatro Arte e Vida, idealizador do projeto.

 

“Histórias que Ouvimos” vai ao ar pelo canal do Youtube  Cia de Teatro Arte e Vida, de 09 a 13 de abril, às 18h.

 

“Os poetas Djalma Mota e Edcarlos Medeiros transformaram os contos em literatura de cordel, e agora o grupo faz uma contação dessas histórias” diz Bruno César.

 

Foto Divulgação

 

Compartilhe aqui:

Bienal da Fotografia do Sertão abre inscrições até 20 de março

 

Realizada pelo mesmo idealizador do Salão de Artes Visuais de Caicó, Aladim Monteiro, a Bienal da Fotografia do Sertão acontecerá pela primeira vez e está com as inscrições abertas até dia 20 de março de 2021 para os fotógrafos que desejarem expor seu trabalho no evento.

 

A Bienal, que inicialmente será em formato virtual, surge com a proposta de incentivar artistas a criar um espólio fotográfico a respeito do sertão.

 

A programação também contará com lives e oficinas em que os participantes terão a oportunidade de dialogar com artistas, discutindo as técnicas empregadas em processos criativos dos trabalhos selecionados para o festival.

Apoio a jovens fotógrafos

 

Para o idealizador, um dos objetivos é incentivar e apoiar jovens fotógrafos que fazem seus trabalhos de forma profissional ou não profissional, integrando-os em um evento que lhes traga experiência e reconhecimento artístico.

 

“Pretendemos criar, ao longo dessa e outras Bienais, um espólio onde tenhamos os profissionais fotógrafos abordando trabalhos com um olhar voltado a diversos temas de caráter social, histórico, pictórico e contemporâneo”, destaca Aladim Monteiro.

 

A ideia de empreender com projetos culturais surgiu após Aladim Monteiro cursar o mestrado em Artes Visuais em Lisboa, Portugal, e frequentar diversas mostras, salões e bienais.

Inscrições

 

As inscrições são gratuitas e realizadas pelo link www.biolinky.co/bienaldafotografiadosertao, disponibilizado no perfil do Instagram @bienaldafotografiadosertao.

 

O projeto da Bienal foi aprovado no Edital 08/2020 de Fomento à Cultura Potiguar e conta com apoio da Lei Aldir Blanc, Fundação José Augusto, Governo do RN, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

 

Compartilhe aqui:

Lei Aldir Blanc: FJA abre inscrições para projetos editoriais

O Governo do RN, através, Fundação José Augusto (FJA), abriu nesta segunda (16/11) as inscrições para o Edital Programa de Apoio Emergencial a Projetos Editoriais e Propostas de Aquisição de Livros, destinado à Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural (Lei Federal Nº 14.017/2020).

Os interessados poderão participar até 23 novembro pelo e-mail edital.livros.fja@gmail.com, disponibilizado no site www.cultura.rn.gov.br. O resultado será divulgado no dia 9 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas através do endereço eletrônico duvidas.editais.fja@gmail.com.

O edital completo, publicado no site da FJA, irá selecionar 70 projetos editoriais, com destaque para novas produções literárias que foram prejudicadas pela pandemia e 300 propostas de aquisição de livros em lotes com a finalidade de retomar a comercialização de obras de autores e editores potiguares e de literatura em geral. O investimento nesse setor cultural é de R$ 2 milhões.

Por meio de chamada pública, o Governo do Estado fomentará a cadeia produtiva do livro apoiando financeiramente projetos editoriais e a compra de estoques, por meio das categorias Projetos Literários, Aquisição de Livros de Autores Potiguares e Aquisição de Livros de Livrarias e Sebos.

Dez editais 

São dez os editais lançados pelo Governo do Estado. Foram lançados: Prêmio Cultura Popular de Tradição; Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa; Programa de Apoio a Microprojetos Culturais; Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância; e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres; Fomento à Cultura Potiguar, Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais; e Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana; e Ecos de Elefante: Apoio Cultural aos Municípios Potiguares.

O edital completo está no site www.cultura.rn.gov.br – Aba Editais/Editais Abertos

Lei Aldir Blanc RN 

Acesse em  http://www.cultura.rn.gov.br na aba “Editais Culturais/Editais Abertos”

Compartilhe aqui:

Cultura: abertas inscrições para mais três editais da Lei Aldir Blanc no RN

Estão abertas, a partir desta sexta-feira (6), as inscrições para mais três editais da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural (Lei Federal nº14.017/2020), lançados pelo Governo do Rio Grande do Norte, através da Fundação José Augusto (FJA). O certame recebe inscrições até o dia 12 novembro.

Os interessados poderão inscrever seus projetos para os editais Fomento à Cultura Potiguar, Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais; e Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana. As Inscrições poderão ser feitas por um e-mail criado para cada edital disponibilizados no site www.cultura.rn.gov.br. A publicação do resultado será divulgada em 4 de dezembro.

Dez editais

Ao todo, são dez editais lançados pelo Governo do RN para a Lei Aldir Blanc, totalizando a destinação de recursos no valor de R$ 20 milhões. Foram lançados também os editais Prêmio Cultura Popular de Tradição; Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa; Programa de Apoio a Microprojetos Culturais; Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância; e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres que terão suas inscrições abertas até a próxima segunda-feira (9/11). Serão abertas as inscrições do edital Ecos do Elefante – Apoio Cultural ao Municípios Potiguares (9 a 16/11); e Projetos Editoriais; e a Chamada Pública para Projetos Editoriais e Aquisição de Livros (16 a 23/11). Mais informações podem ser obtidas através do endereço eletrônico duvidas.editais.fja@gmail.com ou pelo WhatsApp  (84) 99191 5967.

EDITAIS COM INSCRIÇÕES ABERTAS NESTA SEXTA (6/11)

– Fomento à Cultura Potiguar
Irá selecionar de 216 iniciativas artísticas ou culturais dos segmentos da Música, Teatro, Circo, Dança, Artes Visuais, Audiovisual, Arte Urbana e Rádios Comunitárias. Contemplará  prêmios  em forma de auxilios montagens, festivais de artes e circulação. O objetivo é fomentar diversos segmentos da arte e promover o fortalecimento e valorização da cultura potiguar,  garantindo o acesso da população à iniciativa. O valor é de R$ 3,21 milhões.

– Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais
O edital selecionará 134 projetos com 14 prêmios nas categorias Conto,  Dramaturgia, Crônica, Romance,  Literatura infanto-juvenil, História em Quadrinhos, Ensaio ou Coletânea de Artigos sobre Cultura e Literatura,  Poesia, Literatura de Cordel, Temática Feminista,  Igualdade Racial, Revista Cultural,  Livro de Fotografia e  Jornalismo. O valor é R$ 916 mil.

– Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana
O Edital irá selecionar 294 iniciativas artísticas ou culturais ligadas aos Direitos Humanos de LGBT’s, das Mulheres, das Juventudes, das Pessoas com Deficiência e aos temas da Igualdade Racial.  O objetivo é a promoção do acesso de grupos sociais pouco assistidos às iniciativas culturais e artísticas fomentadas pelo poder público, contribuindo assim para a igualdade social, o desenvolvimento de uma política pública afirmativa dirigida a temas e segmentos da diversidade no RN.  O valor é de R$ 1,47 milhão.

EDITAIS COM INSCRIÇÕES ATÉ SEGUNDA (9)

– Prêmio Cultura Popular de Tradição
Este edital irá selecionar 306 iniciativas, com valor total de R$ 3,01 milhões, ligadas à Cultura Popular de tradição que abrangem o patrimônio do RN, formado por expressões artísticas, brincadeiras, crenças, religiosidade, festas, história e outras manifestações. O edital premiará artistas populares individuais, mestres e mestras de folguedos tradicionais e de capoeira, grupos folclóricos, quadrilhas juninas, blocos carnavalescos, benzedeiras, raizeiras e representantes da medicina popular.

– Programa de Apoio a Microprojetos Culturais
O Edital irá selecionar 291 iniciativas com o foco no apoio a microprojetos culturais de diversos segmentos que integram a economia criativa da cultura do Rio Grande do Norte, com prêmios de Protagonismo Cultural e Empreendedorismo (Individual e Coletivo). O Programa também beneficiará 100 bandas filarmônicas, 12 Pontos de Memória, 30 Pontos de Cultura e 19 circos de lona. Valor total de R$ 4,08 milhões.

– Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância
Edital para seleção de 140 iniciativas que incentivam o ensino e aprendizagem nos diversos segmentos artísticos e culturais e que estimulem a produção intelectual de trabalhadores e trabalhadoras da cultura do Rio Grande do Norte, garantindo o acesso da população potiguar às iniciativas artísticas e culturais. O valor total é de R$ 1,05 milhão.

– Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa
Edital para seleção de 140 projetos artísticos e culturais concebidos como proposta integrada, destinados à difusão em redes sociais e meio digital com acesso gratuito. O valor total é de R$ 1,3 milhão.

– Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres
Edital voltado para a seleção de 140 iniciativas com foco na Gastronomia e no Artesanato Tradicional Potiguar, com base nos aspectos que identificam essas expressões como elementos importantes da identidade cultural do Rio Grande do Norte. O valor total de R$ 700 mil.

Compartilhe aqui:

Após autorização para reabrir, circos, cinemas e casas de shows em Natal passam por fiscalização

A equipe multidisciplinar da Prefeitura de Natal, que fiscaliza o cumprimento dos decretos relativos à retomada gradual das atividades dos estabelecimentos na cidade, iniciou o trabalho de monitoramento e verificação do cumprimento das regras nos cinemas, casas de shows, teatros e circos da capital potiguar. Nesta segunda-feira (26), os fiscais do Procon Natal, Semsur, Vigilância Sanitária/SMS, Semurb e Semdes estiveram no Circo Americano, que está montado às margens da BR-101, no bairro de Lagoa Nova.

Segundo o Município, o objetivo da fiscalização é verificar o cumprimento do protocolo de saúde, de acordo com Decreto Municipal publicado na última quarta-feira (21), que ampliou o número de empreendimentos que voltam a funcionar na capital. Entre as regras a serem seguidas pelos estabelecimentos, destaca-se a exigência de distanciamento mínimo e prevenção estabelecidas no protocolo geral de enfrentamento à covid-19, a venda de ingressos e produtos via internet, oferecer álcool em gel aos clientes, restringir o uso dos elevadores somente para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. Além disso, ficam vedadas as sessões de foto com artistas, a fim de evitar aglomerações.

Nos circos, como o fiscalizado nesta segunda-feira, as lonas devem ser levantadas até a altura da última arquibancada, de modo a permitir a circulação do ar. Além de uso obrigatório de máscara, luvas e óculos de proteção por todos os colaboradores que trabalhem com a manipulação de alimentos, controle de matéria-prima e transportes. “Esse estabelecimento começou a funcionar no último dia 23 e hoje fizemos alguns apontamentos como: a demarcação dos assentos, a montagem da estrutura da lona, que deve estar levantada até a última fileira dos bancos para permitir uma maior ventilação do ambiente, verificamos como está a situação dos banheiros, como está acontecendo a venda de gêneros alimentícios, a questão dos produtos para sanitização dos ambientes e outras normas. O local está cumprindo as regras”, destacou o diretor geral do Procon Natal, Gleiber Dantas.

A saída dos eventos deverá ser feita de forma escalonada por fila de assentos. Ficam suspensos os intervalos durante os espetáculos. É recomendado que os artistas utilizem máscara durante toda a apresentação; caso não for possível, devem manter distanciamento mínimo de 6m (seis metros) em relação ao público.

Gleiber informou ainda que a força-tarefa de fiscalização municipal vai começar o trabalho nos cinemas na próxima quinta-feira (29), data prevista para a reabertura da rede Cinépolis, localizada no Natal Shopping. As demais redes do gênero que operam na capital potiguar ainda não divulgaram quando retornarão as suas atividades. Para os cinemas, fica autorizado o ingresso de, no máximo oito pessoas por núcleo familiar, seguindo todas as regras anteriormente expostas. Os assentos devem ser intercalados, com distância mínima de 1m (um metro) entre cada assento ocupado. Uso obrigatório de máscaras de proteção por todas as pessoas que ingressarem no estabelecimento – inclusive os funcionários.

Compartilhe aqui:

Lei Aldir Blanc: Governo do RN libera edital para projetos editoriais e de livros

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Fundação José Augusto (FJA), publicou o aviso de licitação para o Edital Programa de Apoio Emergencial a Projetos Editoriais e Propostas de Aquisição de Livros, destinado à Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural (Lei Federal Nº 14.017/2020).

As inscrições para o edital de chamada pública poderão ser realizadas entre os dias 16 a 23 novembro por um e-mail criado para cada edital, disponibilizados no site www.cultura.rn.gov.br. A publicação dos resultados será divulgada no dia 9 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas através do endereço eletrônico duvidas.editais.fja@gmail.com.

O edital completo, publicado no site da FJA, irá selecionar 70 Projetos Editoriais, com destaque para novas produções literárias que foram prejudicadas pela pandemia e 300 propostas de aquisição de livros em lotes com a finalidade de retomar a comercialização de obras de autores e editores potiguares e de literatura em geral. O investimento nesse setor cultural é de R$ 2 milhões.

Por meio de Chamada Pública, o Governo do Estado pretende fomentar a cadeia produtiva do livro apoiando financeiramente projetos editoriais e a compra de estoques, por meio das categorias Projetos Literários, Aquisição de Livros de Autores Potiguares e Aquisição de Livros de Livrarias e Sebos.

Agora somam dez os editais lançados pelo Governo do Estado. Foram liberados neste mês de outubro Prêmio Cultura Popular de Tradição; Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa; Programa de Apoio a Microprojetos Culturais; Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância; e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres; Fomento à Cultura Potiguar, Auxílio à Publicação de Livros, Revistas e Reportagens Culturais; e Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio-Humana; e Ecos de Elefante: Apoio Cultural aos Municípios Potiguares.

O edital completo está no site www.cultura.rn.gov.br – Aba Editais/Editais Abertos

Compartilhe aqui:

Jucurutu – Seguem abertas inscrições do cadastro municipal da Lei de Emergência Cultural – Aldir Blanc

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura do município de Jucurutu, convoca os artistas e grupos culturais de nossa cidade para cadastrar seus dados no Mapeamento Municipal de Cultura.

Acesse o site (www.jucurutu.rn.gov.br) preencha o formulário com os dados necessários.

O cadastro estará disponível no período que se estende por tempo indeterminado. A partir do cadastramento, a Prefeitura vai preparar os editais que serão lançados para utilização dos recursos destinados pela Lei Aldir Blanc de nº 14.017 de 29 de junho de 2020, para ajuda financeira aos artistas e grupos culturais neste período de pandemia.

Participe!

https://forms.gle/oJwKho3wAwF7QbkCA

Compartilhe aqui:

Atenção artista jucurutuense! Seguem inscrições do cadastro municipal da Lei de Emergência Cultural – Aldir Blanc

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura do município de Jucurutu, convoca os artistas e grupos culturais de nossa cidade para cadastrar seus dados no Mapeamento Municipal de Cultura.

Acesse o site (www.jucurutu.rn.gov.br) preencha o formulário com os dados necessários.

O cadastro estará disponível no período que se estende por tempo indeterminado. A partir do cadastramento, a Prefeitura vai preparar os editais que serão lançados para utilização dos recursos destinados pela Lei Aldir Blanc de nº 14.017 de 29 de junho de 2020, para ajuda financeira aos artistas e grupos culturais neste período de pandemia.

Participe!

https://forms.gle/oJwKho3wAwF7QbkCA

Compartilhe aqui:

Prefeitura de Natal publica nona edição do “Cultura na Cidade”

Está no ar a nona edição de programação cultural da plataforma digital “Cultura na Cidade”, da Prefeitura de Natal. A cada semana os potiguares podem conferir a produção local de audiovisual, festivais, cultura popular e muito mais. Lazer de qualidade no YouTube para a quarentena dos natalenses. Através do canal oficial, a população tem acesso aos projetos patrocinados pela Prefeitura nos últimos anos através de Editais, Leis de Incentivo, Fundo Municipal de Cultura e Eventos Tradicionais realizados.

Na programação desta edição, a Secretaria de Cultura de Natal apresenta o projeto Memórias da Poesia e Glosas, que reúne aboiadores, violeiros e poetas populares de diversas gerações e localidades. O conteúdo em vídeo foi gravado na sede da Funcarte, que recebeu diversas edições do tradicional Sexta da Viola.

O público poderá conferir também o documentário sobre o Coco de Zambê, patrimônio imaterial do RN. Trata-se de uma entrevista e apresentação de dança de Zambê em Tibau do Sul com o brincante Mário Santana. Os povos ciganos também estão atendidos na edição do Cultura na Cidade. Através de edital lançado em 2019, a Funcarte apresentou uma roda de conversa com pesquisadoras da comunidade cigana da Natal.

A música também está presente nesta edição, com a trilha do Auto do Natal 2008, com as músicas “Sonhos de José” (Joca Costa) e “Brinco aqui, brinco acolá”, com letra e música de Luiz Gadelha, Simona Talma e Valéria Oliveira. “É uma oportunidade para o público conhecer a variedade de projetos contemplados, editais de fomento e diversidade da produção potiguar que tem incentivo da Prefeitura do Natal”, comenta o secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão.

Compartilhe aqui:

Evento de Capoeira movimentará Praça Autran Lopes, próximo sábado (23/11)

Evento de Capoeira movimentará Praça Autran Lopes, próximo sábado (23/11) a partir das 19h. O instrutor Marcondes Medeiros fala sobre oficinas de capoeira que aconteceram esta semana com estudantes da rede pública. A iniciativa é do grupo Cordão de Ouro do município de Jucurutu/RN.

Veja no vídeo 01:

https://www.facebook.com/BlogDoEdilsonSilva/videos/554099138691334/

O instrutor de capoeira, Alleff Guida convida população para prestigiar um evento de capoeira que ocorrerá no próximo sábado, 23 de novembro, a partir das 19h na praça Autran Lopes. Destaca ainda a oficina de capoeira realizada pelo Grupo Cordão de Ouro com alunos da rede pública do município de Jucurutu.

Acompanhe no vídeo 02:

https://www.facebook.com/BlogDoEdilsonSilva/videos/539273083301124/?eid=ARCeANcowcFsB0ncn9MYvc4R33auYrWA7M3jzTtuXScz12ds4qNOXKQw873–gKzb2FgUJkTYw6RoTN0

Compartilhe aqui:

Jucurutu: Grupo Cordão de Ouro ministrou oficina de capoeira na Escola Wagner Lopes

Alunos da Escola Municipal Wagner Lopes de Medeiros, situada no bairro Santa Izabel no município de Jucurutu, estiveram participando nesta terça-feira, 12/11, das oficinas de capoeira ministrada por membros do grupo Cordão de Ouro.

Aproximadamente 100 alunos estiveram inseridos na aula que contou com história e origem, dinâmicas, musicalidade e prática. O principal objetivo da oficina de Capoeira é proporcionar aos estudantes seu primeiro contato com a arte praticada através do som do berimbau e despertar para o Dia da Consciência Negra que é celebrado em 20 de novembro.

Na ocasião os instrutores Aleff Guida e Marcondes Medeiros convidaram os presentes para prestigiarem um evento de capoeira que ocorrerá no próximo, 23 de novembro a partir das 19h na Praça Autran Lopes no Bairro Stª. Izabel.

Sobre a capoeira

A capoeira é uma representação cultural que mistura esporte, luta, dança, cultura popular, música e brincadeira. Caracteriza-se por movimentos ágeis e complexos, onde são utilizados os pés, as mãos e elementos ginástico-acrobáticos. Diferencia-se das outras lutas por ser acompanhada de música. A prática da capoeira trabalha a coordenação motora, aprimora a flexibilidade, equilíbrio e destreza, alivia as tensões do dia a dia, proporciona criatividade e liberdade de movimentos. A capoeira é disputada por duas pessoas que se defrontam no meio de uma roda formada por outros capoeiristas, ao som de palmas e berimbaus. O objetivo do jogo é derrubar o adversário.

O berimbau, principal instrumento que proporciona o som característico, é construído por um pedaço de pau, um pedaço de arame e uma cabaça. A base do jogo é a ginga, pois essa é uma importante forma de ataque e defesa do capoeirista. Na roda de capoeira o praticante manifesta seu conhecimento e desenvolvimento sobre a atividade.

Confira nas imagens registradas pelo Blog Edilson Silva.

Compartilhe aqui:

Sesc publica livro sobre lado poeta de Câmara Cascudo

O potiguar Luís da Câmara Cascudo é reconhecido em todo o Brasil por sua contribuição como historiador e folclorista. Mas seu flerte com a poesia é pouco conhecido, e é esse o mote do próximo livro publicado pelo Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN).

“O poeta Câmara Cascudo – um livro no inferno da biblioteca”, do escritor Dácio Galvão, será lançado na quinta-feira (30/5), às 18h30, no salão de eventos do Sesc Rio Branco.

No livro, o escritor e presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) analisa a contribuição do poeta Cascudo ao Movimento Modernista brasileiro em sua fase inicial de abrangência nacional, na década de 1920. Aprofunda, ainda, os laços do intelectual potiguar com os escritores Mário de Andrade e Oswald de Andrade, e a admiração pela poesia do estadunidense Walt Whitman, de quem traduziu poemas.

A publicação analisa a curta produção poética de Cascudo por meio de flertes com a poesia japonesa, o jazz e outras linguagens. Entre as observações, revela o pioneirismo do autor na experimentação no campo da poesia visual inspirado no escritor Jorge Fernandes, referência modernista potiguar.

“O poeta Câmara Cascudo – um livro no inferno da biblioteca” traz encartado o álbum “Brouhaha”, com versos de Cascudo musicados por grandes nomes da MPB. Os livros, assim como todas as publicações com o selo Fecomércio-Sesc, não podem ser comercializados, e ficam disponíveis para empréstimo e consulta gratuitos na rede de bibliotecas Sesc RN.

Atuação do Sesc em literatura

O Sesc RN incentiva o hábito da leitura, de modo a formar um público leitor diverso por meio da democratização do acesso ao mundo das letras, com projetos como a unidade móvel BiblioSesc, as bibliotecas fixas nas unidades Sesc, a Ação Sesc de Literatura, o Arte da Palavra, entre outros.

Fomenta ainda tanto o talento de escritores potiguares iniciantes quanto dos já conhecidos pelo mercado literário: já foram mais de 40 publicações e apoios a obras literárias.

A nível nacional, o Sesc estimula, há 16 anos, o surgimento de novos autores com o Prêmio Sesc de Literatura. O prêmio já recebeu diversas inscrições de autores potiguares, tendo, na edição 2017, um vencedor norte-riograndense: “Última Hora”, do mossoroense José Almeida Junior, foi o escolhido na categoria Romance.

Sobre o autor

Natural de Natal, Dácio Galvão é licenciado em Letras, mestre em Literatura Comparada e doutor em Literatura e Memória Cultural pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Preside o Conselho Curador da Fundação Hélio Galvão e a Fundação Capitania das Artes, também exercendo a função de Secretário de Cultura da Cidade do Natal.

Compartilhe aqui:

Alunos ampliam conhecimento sobre o RN com peça “Meu Seridó” na UFRN

Dentro dos projetos de apresentar de forma interdisciplinar a “Cultura Sertaneja” para os alunos do 8º Ano e do “Desbravando o Sertão do Seridó” com os alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental do colégio CEI Romualdo, nesta sexta (31), às 8h, os alunos assistirão ao espetáculo “Meu Seridó” na Escola de Música da UFRN. O espetáculo é aberto também a todos os interessados, com ingresso a R$ 20,00 no local.

A peça sonhada pela atriz potiguar de destaque nacional, Titina Medeiros, tem direção de César Ferrario, texto de Filipe Miguez (autor da novela Cheias de Charme) e produção da Casa de Zoé. O espetáculo aborda a cultura potiguar com enfoque na condição da mulher no sertão, a extinção do indígena em detrimento do boi e a desertificação, na luta diária pela sobrevivência como força bruta do ser.

A diretora adjunta do CEI Romualdo, Flávia Nóbrega, destacou que será uma oportunidade especial para os alunos conhecerem mais a história potiguar dentro do projeto pedagógico de apresentar a cultura sertaneja, aspectos naturais e econômicos desenvolvido nas disciplinas de Língua Portuguesa, História, Geografia, Arte e Educação Física.

“Por meio da arte, os alunos vivenciarão uma experiência lúdica de conhecimento da nossa riqueza histórica e cultural do Rio Grande do Norte, com oportunidade, ainda, para problematizar os elementos constituintes da linguagem teatral de forma teórico-prática”, explicou.

Para o diretor do espetáculo, César Ferrario, a narrativa é constituída por uma linguagem de cunho popular, “transita pela história do Seridó em seus espelhamentos terrenos, desde a chegada do homem andino até a vinda do vaqueiro e do português. O entrelaçamento dessas raças perpassa as histórias que vão sendo contadas ao longo do espetáculo”.

SERVIÇO

Espetáculo Meu Seridó

Dia  31 às 8h, na Escola de Música da UFRN (alunos 5º ano)

Ingressos: R$ 20,00

Compartilhe aqui:

Cooperação Técnica da FJA com a Emprotur vai beneficiar meio artístico e cultural no RN

Uma boa notícia para os produtores e agentes de cultura. A direção da Fundação José Augusto celebrou um termo de cooperação técnica com a Empresa Potiguar de Promoção Turística-Emprotur, que vai favorecer artistas e produtores do Estado, a partir de 1º de agosto. Com o convênio, as pautas do Auditório Lavoisier Maia, localizado no Centro de Convenções de Natal poderão ser locadas pelo preço de tabela do Teatro Alberto Maranhão-TAM, fechado para obras de restauração.

Para o jornalista Amaury Júnior, diretor geral da Fundação José Augusto, essa ação visa fortalecer a produção cultural potiguar e ameniza o maior gargalo do setor, que é a falta de equipamentos públicos. “A gestão das pautas será feita pelo Centro de Promoções Culturais da FJA”, informou. O Auditório Lavoisier Maia tem capacidade para 700 pessoas.

O prazo de duração do convênio será até junho de 2019, quando o governo estadual deverá entregar de volta à população de Natal, o mais antigo teatro público do Estado. As obras do TAM vão custar exatos R$ 7.743.385,76 e tem o prazo de conclusão previsto para o final do primeiro semestre do próximo ano.

Pela tabela divulgada pela Fundação José Augusto, produtores locais de apresentações musicais, dança, humor e teatro vão pagar a taxa mínima de R$ 500,00. Para produtores de outros estados do Nordeste, essa taxa sobe para R$ 600,00, enquanto que para os demais estados do Brasil, será cobrado R$ 800,00 por apresentação. A taxa de reserva corresponde a 50% do valor do valor cobrado pela pauta.

Produções de teatro infantil vão pagar a partir de R$ 500,00 por apresentação. A pauta sobe para R$ 550,00, no caso de produções de outros estados do Nordeste e para produções de outras regiões, o valor da taxa, fica estabelecido em R$ 600,00. Também será cobrado o adiantamento de 50% para garantir a reserva.

Os projetos que levam crianças ao teatro também estão contemplados com taxas que variam de R$ 300,00 a R$ 550,00, por apresentação. Nesse segmento também é cobrada a taxa de 50% no ato da reserva da pauta. Sensível a reivindicação da classe artística, o presidente da Emprotur, Rogério Pessoa destacou que o Turismo cultural é uma atividade importante para economia da capital e do estado. “Estamos abertos a parcerias que reforcem o papel do estado na prestação de um bom serviço à sociedade, em especial, a promoção turística, nos seus mais diversos segmentos”, disse.

Compartilhe aqui:

Trio potiguar apresenta tributo a Belchior no Buds Pub no próximo sábado

A obra de Belchior é a inspiração do trio potiguar que se apresenta no Buds Pub neste sábado, 7, a partir das 21h. Com novos arranjos e cores, as vozes de Analuh Soares, Laryssa Costa e Rafael Barros se apresentam individualmente, ora em dupla, ora em trio. O projeto tem direção musical do guitarrista Toni Gregório e ainda traz o baixista Betão Tavares e Anderson Melo na bateria.

Para acompanhar os maiores sucessos do compositor cearense como Apenas um rapaz latinoamericano, Como nossos pais e Alucinação, além de canções lado B do artista que todo fã ama, o Buds oferece um cardápio de petiscos exclusivos e produzidos com insumos potiguares como é o caso da prestigiada linguiça de bacon. Os chopps artesanais de produtores do RN, marca registrada da casa, completam a noite de boa música, comida e bebida.

Compartilhe aqui: