19/04/2017
Por Edilson Silva em Paraíba

Confusão para a reabertura das comportas do Coremas (PB)

A sociedade, políticos e até a prefeita da cidade de Coremas,  Francisca Chagas (PDT) estão mobilizados para impedir que o DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra a Seca) abra as comportas de reservatório de Coremas, que acontece nesta quarta-feira (19), às 08h, por determinação da Agência Nacional de Águas (ANA).

A abertura, de acordo com o coordenador do DNOCS na Paraíba, Alberto Gomes Batista, é para socorrer a barragem de Mãe D’ Água  que vem sendo castigado pelos efeitos da longe estiagem que castiga a Paraíba.

De acordo do Alberto Gomes, a abertura das comportas do Coremas é mínima vai apenas liberar 500 metros de água por segundo e será acompanhado de perto por técnicos da ANA. Ele lembra  que apesar do baixo volume, o Coremas recebeu com as últimas chuvas caídas na região mais de 7 milhões de m3 de água e não vai afetar o abastecimento do município.

O coordenador do DNOCS lembra que o reservatório de Mãe D’água é responsável pelo abastecimento de água de 24 municípios do Vale do Piancó e quatro cidades do Rio Grande do Norte. ”Serão beneficiadas cerca de 400 mil pessoas que sofrem com a crise hídrica”.

Alberto Gomes informa ainda que em dois dias as águas do Coremas devem chegar a Mãe D’água, que terá suas comportas fechadas. “Não vejo motivo para essa mobilização. Isso não é problema é problema, é solução”, acredita Alberto Gomes adiantando que não há previsão para fechar a comporta do Coremas.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção: “Trecho secreto” de delação da Odebrecht aponta que campanha de Henrique Alves recebeu R$ 2 milhões

O jornal O Estado de São Paulo revela hoje, na sua edição, trechos da parte “secreta” da delação da Odebrecht. As novas informações envolvem o ex-presidente Lula e os ex-deputados Henrique Alves e Eduardo Cunha.

No caso de Alves, segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, entre os fatos relatados está o pagamento de R$ 2 milhões para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) na campanha eleitoral para o governo do Rio Grande do Norte em 2014, na qual, segundo os delatores, o próprio candidato e o ex-deputado Eduardo Cunha teriam pedido o dinheiro. Na petição, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou que já existe uma investigação prévia sobre o tema na Procuradoria da República do Rio Grande do Norte, e, com base nesse posicionamento, o ministro Fachin autorizou a remessa para o Estado.

O Estado teve acesso com exclusividade às petições, que têm como base as delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht, mas tratam de fatos ainda não divulgados. Estes casos permanecem em sigilo porque a procuradoria entende que a sua divulgação pode prejudicar as investigações.

Há relatos de pagamentos de vantagens indevidas em nove campanhas eleitorais, num total de R$ 17,43 milhões – parte do valor foi pago em dólar.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Policiais invadem a Câmara em protesto contra a reforma da Previdência

Manifestantes que participavam de protesto de policiais civis de vários estados do País e do Distrito Federal invadiram a Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (18). Houve confusão e quebra-quebra, e a área foi isolada pela Polícia Legislativa. Seis políciais civis foram detidos pela Polícia Legislativa.

Funcionários foram retirados de áreas do prédio e a imprensa que estava dentro do Congresso foi mantida no Salão Verde. O protesto, que começou pacífico em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, era contra a proposta de Reforma da Previdência.

Houve confronto entre a Polícia Legislativa e alguns manifestantes que conseguiram entrar no prédio. Vidros foram quebrados, spray de pimenta e bombas de efeito moral foram jogados.

O número de manifestantes que invadiu o Congresso é incerto, mas segundo a Polícia Militar do DF cerca de 3.000 policiais participavam do protesto do lado de fora. Eles entraram pela chapelaria, entrada no subsolo por onde chegam deputados, senadores, alguns funcionários e todos os visitantes.

No Salão Negro, por onde entram as autoridades em solenidades após subirem a rampa externa, a polícia legislativa conseguiu conter os manifestantes.

Após a confusão, parte do grupo dirigiu-se à rampa do Congresso Nacional. Não há informações sobre feridos. A segurança nas portarias foi reforçada e a circulação entre o Senado e a Câmara está restrita.

Após o tumulto, um grupo de manifestantes entrou para uma reunião com o relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

Desde o final da manhã, o grupo formado por cerca de 3 mil policiais civis, militares, guardas municipais, entre outros profissionais da segurança pública, posicionou-se em frente ao gramado do Congresso Nacional para protestar contra a proposta de reforma da Previdência.

O texto original encaminhado pelo governo previa o fim da aposentadoria especial para a categoria.

O protesto foi organizado pela União de Policias do Brasil (UPB), que pretendia protocolar um pedido de retirada dos policiais da proposta de reforma do governo. De acordo com a assessoria da UPB, a entidade congrega 29 entidades de policiais, menos policiais militares.

Ainda de acordo com UPB, A convocação do protesto para as 13h desta terça-feira, em frente ao Congresso Nacional foi no ato pelo “Dia de Luta pela Valorização do Profissional de Segurança Pública” e contra a PEC 287/16, a PEC da Previdência. Participaram policiais da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Científica e civil do DF, MG, ES, SE e GO.


19/04/2017
Por Edilson Silva em RN

RN terá reajuste na tarifa de energia no dia 22 de abril

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu nesta terça-feira (18) as novas tarifas da Cosern. O índice médio de reajuste para o consumidor foi de 3,38%. As novas tarifas entrarão em vigor para os 1,4 milhões de clientes da concessionária no próximo dia 22 de abril, mas o consumidor só irá perceber essa variação, de forma mais significativa, nas faturas recebidas a partir de maio.

Os consumidores atendidos em Baixa Tensão, que representam 99% dos clientes da empresa e incluem os clientes residenciais, terão um aumento médio de 3,08%. Já os consumidores Industriais e Comerciais de médio e grande porte, atendidos em Alta Tensão, terão reajuste de 4,07%, em média.

Além dos valores de tarifas fixados pela Aneel, são cobrados na conta de energia, ainda, os impostos (ICMS, PIS e COFINS) e as Bandeiras Tarifárias, sistema criado pelo Governo Federal  em janeiro de 2015 que considera, mensalmente, na conta de luz o preço da geração de energia de acordo com o nível dos reservatórios e possível acionamento das usinas térmicas.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Esporte, Policial, Política

MPF denuncia dirigentes da CBDA por formação de organização criminosa

O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou nesta terça-feira o ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes, e três diretores da entidade – Sérgio Alvarenga, Ricardo de Moura e Ricardo Cabral – por formação de organização criminosa para desviar recursos dos esportes aquáticos. É a primeira denúncia criminal da Operação Águas Claras.

Os dirigentes, que estão presos preventivamente, respondem por organização criminosa, peculato, licitação fraudulenta e falsidade ideológica de documento público. Também foram denunciados os empresários José Nilton Cabral da Rocha, Haller Ramos de Freitas, Monica Pereira da Silva Ramos e Keila Delfini Santos Pereia da Silva. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

De acordo com o MPF, os oito denunciados fraudaram licitação para aquisição de equipamentos esportivos; utilizaram documentos ideologicamente falsos e desviaram R$ 1,26 milhão de repasse do Ministério do Esporte por meio do convênio.

Além disso, o ex-presidente recebeu R$ 1,558 milhão de verba pública para compra de equipamentos aquáticos para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Essa compra deveria ser feita por licitação, mas o MPF apontou a participação de parentes.

O advogado do ex-presidente da CBDA, Marcelo Franklin, não foi encontrado para apresentar o posicionamento da defesa sobre a denúncia.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção: Assessor de Temer teve propina de 2 milhões em 2014

O delator da Odebrecht João Pacífico afirmou em depoimento que Tadeu Filippelli (PMDB), atual assessor especial da Presidência da República, recebeu R$ 2 milhões em 2014 para favorecer obra da empreiteira.

Filippelli foi vice-governador do Distrito Federal entre 2010 e 2014 do governo de Agnelo Queiroz (PT). Eles concorreram à reeleição em 2014, mas foram derrotados.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Areia Branca

Pintou ‘sujeira’ em Areia Branca (RN)

A 3ª Vara do Trabalho de Mossoró (RN) considerou como fraudulento o contrato de prestação de serviço entre a empresa Marcont Assessoria Serviços Transporte e Construção Ltda. (EPP) e o Município de Areia Branca (RN).

De acordo com o juiz do trabalho Vladimir Paes de Castro, o contrato serviria apenas como um meio para empregar os indicados do grupo político no poder à época.

Teriam sido constatadas ilegalidades, como valores depositados em contas de terceiros e a existência de contratados que recebiam sem prestar serviços para o Município.

O juiz negou a liberação de qualquer valor para o pagamento de verbas trabalhistas aos “supostos empregados”, já que a fraude teria sido “perpetrada por todos os envolvidos (gestores do Município, empresa e prestadores de serviço)”.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Política

III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde em Natal

De 01 a 04 de maio Natal vai sediar o III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que será realizado pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco com o apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. O evento vai acontecer no Centro de Convenções e é voltado para docentes, estudantes de pós-graduação e graduação, pesquisadores, profissionais dos serviços e ativistas sociais ligados à Saúde Coletiva e áreas afins.

As inscrições para os cursos e oficinas do Congresso já estão abertas. Serão 38 ações com temáticas variadas. As oficinas e cursos vão acontecer no período pré-congresso, dias 30 abril e 01 de maio no Campus da UFRN. Essas atividades estão condicionadas à inscrição no Congresso e as vagas são limitadas.

O Congresso vai debater o tema “Estado e Democracia: O SUS como Direito Social” e pretende se transformar em um espaço de troca de experiências entre acadêmicos, gestores, trabalhadores e movimentos sociais da saúde, contribuindo para a divulgação de estudos e experiências bem-sucedidas no campo da gestão, da organização de serviços e da participação social.


19/04/2017
Por Edilson Silva em Concursos

Concurso tem maior número de inscritos na história do MPRN

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) registrou 24.860 inscritos no concurso para o Ministério Público do RN (MPRN). A procura faz do certame atual o mais disputado da história da Instituição.

O período para inscrições foi encerrado em 11 de abril. Do montante, houve isenção para 1.693 candidatos, incluindo-se três doadoras de leite materno e sendo o maior número dos beneficiários relativos à prestação de serviço eleitoral. As provas serão aplicadas em 7 de maio, em Natal e em Mossoró.

Para saber em qual local fará a prova o candidato deverá ficar atento ao site da Comperve (www.comperve.ufrn.br) – a data prevista para essa divulgação é 27 de abril. No calendário organizado para o concurso, disposto no edital, a previsão é que o resultado final será anunciado em 23 de junho.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Política, Religião

Papa envia carta a Temer e recusa visita ao Brasil

Em uma carta na qual recusa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco cobrou o presidente Michel Temer para evitar medidas que agravem a situação da população carente no país.

A correspondência foi uma resposta a outra enviada pelo mandatário no fim de 2016, na qual o líder da Igreja Católica era convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, comemorados em 2017.

“Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo”, escreveu o Pontífice, segundo trecho publicado pelo jornalista Gerson Camarotti, da Globo News.

“Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira”, acrescentou.

Em resposta ao convite para as celebrações da aparição de Nossa Senhora Aparecida, o Papa disse que, devido a sua intensa agenda, não poderia vir ao país neste ano. Ainda de acordo com Camarotti, Jorge Bergoglio, nome de batismo do papa, afirmou rezar pelo país e que acompanha “com atenção” os acontecimentos na maior nação da América Latina.

Citando sua exortação apostólica “A Alegria do Evangelho”, Francisco também lembrou que não se pode “confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado”, em um momento em que o governo Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a confiança dos investidores.

Em setembro passado, na inauguração de uma imagem de Nossa Senhora Aparecida no Vaticano, o Pontífice já havia dito que o Brasil passava por um “momento triste”. Um mês antes, Francisco enviou uma carta não oficial em apoio a Dilma Rousseff, que na época ainda não tinha sofrido o impeachment.

Contudo, Bergoglio sempre evitou se posicionar publicamente sobre a crise política enfrentada pelo país.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Educação

Número de alunos pobres em faculdades privadas cresce 20%

Entre 2010 e 2015 houve expansão do total de formados que declararam renda familiar de até três salários mínimos; em 2015 foram cerca de 245,9 mil concluintes no ensino superior privado.

Ao longo de cinco anos, o Brasil registrou crescimento de 20% na quantidade de alunos de baixa renda que se formou em faculdades privadas, segundo levantamento do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior de São Paulo (Semesp), com base nos dados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade)

Entre 2010 e 2015 houve expansão do total de formados que declararam renda familiar de até três salários mínimos – um acréscimo de mais de 130 mil estudantes de baixa renda no período. Em 2015, foram cerca de 245,9 mil concluintes no ensino superior privado. O setor teme, no entanto, reversão desta tendência com o encolhimento do programa de Financiamento Estudantil, o Fies.

Em estudo obtido com exclusividade pelo Broadcast, serviço online de notícias do Grupo Estado, o Semesp calcula que, em 2010, os alunos com até 1,5 salário mínimo de renda familiar representavam 8,8% do total de formados das faculdades privadas. A fatia saltou para 13,5% cinco anos mais tarde. Já a faixa entre 1,5 e 3 salários representava 23,4% do total de alunos que se formavam e passou a representar 26,8% em 2015.

“Os dados comprovam que o Fies trouxe uma nova classe social para o ensino superior”, avaliou Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp. “Com certeza, a redução na oferta de financiamento vai ter um impacto futuro”, afirma.

Criado em 1999, o Fies ganhou fôlego a partir de 2010, quando regras mais flexíveis foram criadas. Nos quatro anos seguintes houve um crescimento acelerado: a oferta de vagas saltou de 76 mil em 2010 para 732 mil em 2014. Na sequência, restrições orçamentárias levaram ao enxugamento do Fies. De 732 mil vagas em 2014, o programa passou a ofertar em torno de 250 mil em 2015 e, no ano passado, pouco mais de 300 mil.

Ressalvas. Uma das principais críticas está relacionada à sustentabilidade financeira do programa, que causou desembolsos públicos bilionários. Só em 2016, o custo global do Fies para o Tesouro Nacional chegou a R$ 32,2 bilhões. A inadimplência é outra preocupação. Segundo auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), mais de um quarto dos contratos que já estavam em fase de amortização em 2015 tinha atrasos de mais de 360 dias.

“Entre os estudantes de classes C e D que não conseguem financiamento, a escolha do curso é afetada pelo preço”, comenta Capelato. “Muitas vezes, a escolha não é pelo curso ou instituição que mais interessa ao aluno, o que já leva a uma evasão grande”, conclui o diretor.

Além de elevar a evasão, o Fies reduzido já impactou o ingresso de novos alunos. Para 2017, o Semesp prevê queda de 0,5% no total de calouros em cursos presenciais após recuo estimado em 2,6% em 2016. Dados do Ministério da Educação (MEC) sobre 2016 devem ser conhecidos apenas com a divulgação do Censo do Ensino Superior, no segundo semestre.

Procurado nessa segunda (17) à noite, o MEC informou que não conseguiria responder a tempo sobre as críticas do setor e dados apresentados pelo estudo.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Paraíba

Começa sangrar primeiro açude de grande porte no Sertão

Após as precipitações pluviométricas do mês de abril, um açude localizado no Sertão da Paraíba sangrou pela primeira vez este ano. Trata-se do manancial Vazante, localizado na comunidade de Vazante, município de Diamante. O reservatório também é conhecido por “Açude Couro da Vaca”.

Segundo dados divulgados pela Aesa, o reservatório atingiu sua capacidade máxima que é de 9 milhões 91 mil e 200 metros cúbicos de água nesta segunda-feira (17).

Já nas chuvas de fevereiro, o manancial teve um aumento de 3,7 metros de altura no nível da água, aumentando a segurança hídrica das cidades de Diamante e Boa Ventura.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Da cadeia, Cunha desmente Temer (Ficha Suja)

Em nota escrita do complexo penal onde está preso, em Curitiba, o ex-deputado Eduardo Cunha rebateu o teor de entrevista do presidente Michel Temer, no sábado, à TV Bandeirantes. Na nota, Cunha questiona dois pontos principais: no primeiro, sustenta que o encontro de 2010 – em que delatores da Odebrecht dizem ter negociado propina para o PMDB em reunião de que ele e Temer participaram – foi “agendado diretamente com” o presidente. No segundo, afirma que a decisão de abrir o processo de impeachment de Dilma Rousseff, em dezembro de 2015, foi discutida com o então vice dois dias antes de oficializada. O texto foi distribuído a interlocutores próximos.

Temer confirma a existência da reunião, realizada em seu escritório político em São Paulo, mas nega que nela tenham sido discutidos valores ou acertos escusos. “(Em 2010), o Eduardo Cunha diz: ‘Há uma pessoa que quer colaborar, mas quer pegar na sua mão, quer cumprimentá-lo’. E ajustamos um dia em que eu estava em São Paulo. Eu até confesso que cheguei um pouco atrasado à reunião”, disse Temer.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Policial, Santana dos Matos

R$ 2 milhões é o ‘rombo’ da investigação em Santana do Matos

A Promotoria de Justiça da Comarca de Santana do Matos e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com o apoio da Polícia Militar, deflagrou, na manhã desta terça-feira (18), a Operação Recovery, que investiga o desvio de recursos públicos na execução de contrato de recuperação de automóveis e fornecimento de peças automotivas, mantido, entre o período de dezembro de 2013 a dezembro de 2016, com a empresa J VIEIRA DE MEDEIROS FILHO – EPP, sediada em Caicó.

Participam da operação 25 Policiais Militares e nove Promotores de Justiça, que cumprem oito mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva, nos municípios de Santana do Matos, Caicó, São José do Seridó e Parnamirim.

A investigação teve início com o compartilhamento de provas da Operação Infarto, que descortinou uma organização criminosa formada por diversos servidores públicos municipais, os quais, associado com o empresário Antônio Tavares Neto e suas empresas ANTÔNIO TAVARES NETO ME e CONCEITO RENT A CAR, desviaram cerca de R$ 2 milhões do município de Santana do Matos, mediante fraudes na contratação de tais locadoras de veículos e na execução dos contratos.


18/04/2017
Por Edilson Silva em RN

“Cânion dos Apertados” será destaque do InterTv Rural/Globo

Uma das sete maravilhas do Rio Grande do Norte e um dos cenários mais belos do Projeto “Geoparque Seridó”, o “Cânion dos Apertados” em Currais Novos será destaque de uma reportagem especial do programa “InterTv Rural” da InterTv Costa Branca/Globo, que deverá ser exibida no próximo domingo (23) às 7h30.

Durante a manhã desta segunda-feira (17) o jornalista Oscar Xavier e o repórter cinematográfico Flávio Soares estiveram no Cânion para conheceram as belezas naturais do local, e conversaram com a secretária municipal de turismo, Ana Albuquerque, e com a turismóloga Janaina Medeiros, sobre a potencialidade turística do município e sobre o projeto do geoparque.


18/04/2017
Por Edilson Silva em Policial

Feriadão da Semana Santa registrou 28 assassinatos no RN

O feriadão da Semana Santa foi violento no Rio Grande do Norte. Foram registrados 28 assassinatos entre quinta-feira, 13, e a noite de domingo, 16. Os homicídios ocorreram em Natal e em vários municípios do interior.

No ano de 2017 já são 726 assassinatos, segundo dados do Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO). Um aumento de 32,24% em relação ao mesmo período de 2016.

Os dados absolutos demonstram 177 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 549 CVLIs, contra 493 em 2015.

Natal liderou a violência homicida nesse final de semana, seguindo no topo com 8 CVLIs (28,57%), seguido de Assu, Ceará-Mirim, Macaíba, Areia Branca e Mossoró com 2 cada uma (7,14% cada).

Municípios que registraram 1 CVLI (3,57% cada um) cada foram: Extremoz, Jardim de Piranhas, Lucrécia, Maxaranguape, Pau dos Ferros, Pedro Avelino, Porto do Mangue, São Gonçalo do Amarante, Lagoa D’Anta e São Paulo do Potengi.

De Fato


18/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção em família: Desembargador mantém ações de improbidade contra Cunha e esposa

Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou o pedido do casal Eduardo Cunha e Cláudia Cruz para suspender as ações de improbidade em que são acusados pela força-tarefa da Lava-Jato.

Nas ações, o Ministério Público Federal (MPF) pede que Eduardo Cunha, já condenado por Sérgio Moro a 15 anos na ação penal sobre o caso, devolva R$ 35 milhões que teria obtido ilicitamente por danos causados aos cofres da Petrobras. De Cláudia Cruz, os procuradores estipularam uma multa de R$ 4,4 milhões a ser paga em caso de condenação. Cláudia Cruz também responde penalmente pelo ato.

Os advogados do casal afirmaram no pedido de suspensão das ações que a interferência nos direitos políticos só pode ocorrer por condenação criminal e os fatos já ocorreram há cinco anos, o que levaria à prescrição das punições. A defesa de Eduardo Cunha e Cláudia Cruz também argumentaram que não há provas de que Eduardo Cunha teria recebido valores por uma interferência em um contrato entre a Petrobras e a Compagnie Béninouse de Hydrocarbures Sarl (CBH).

Na ação, Cunha é acusado de ter exercido influência dentro da estatal para que fosse adquirido uma plataforma em Benin, na África. Após a aquisição pela Petrobras de um campo de exploração, nenhum petróleo foi encontrado e o campo, vendido. Parte do dinheiro da aquisição teria tido como destino contas de Eduardo Cunha na Suíça.

Desse valores, Cunha teria transferido parte para contas de Cláudia Cruz para compras de luxo na Europa.

O relator do caso, o desembargador Ricardo Teixeira do Valle Pereira, no entanto, não concordou com a opinião da defesa.

“Analisando os autos, entendo que a ação civil pública por ato de improbidade administrativa conta com elementos de convicção suficientes para seu recebimento e processamento, havendo indícios da hipotética prática de atos ímprobos pelo agravante”, decidiu.


17/04/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Urgente: Secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social do RN pede exoneração

Nesta segunda-feira (17), o delegado da Polícia Federal, Caio César Marques Bezerra, pediu exoneração do cargo de secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social. O secretário está disponível para atender à imprensa às 19h, nesta segunda-feira (17), no prédio da Sesed, na Escola de Governo.

Leia na íntegra a carta entregue ao governador Robinson Faria:

Exmo. Sr. Governador do Estado do Rio Grande do Norte.

CAIO CÉSAR MARQUES BEZERRA, brasileiro, casado, delegado de Polícia Federal, vem respeitosamente, requerer perante Vossa Excelência a exoneração do cargo de Secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte, consoante o que segue. Estive dois anos cedido ao Estado do Rio Grande do Norte, exercendo as funções de Secretário adjunto e, nos últimos 6 meses, como Secretário de Segurança. Por razões de ordem estritamente particular, que vem exigindo de mim maior atenção e dedicação, não é possível continuar à frente desta pasta. Somos cônscios que a Secretaria de Segurança Pública e suas instituições vinculadas não são indutoras da violência, pelo contrário. As forças de segurança pública trabalham além do limite da exaustão física para combater a violência. Dentre outras ações, foi motivo de orgulho haver contribuído em fundar os pilares da Polícia Comunitária no Estado do Rio Grande do Norte, inclusive com marcos normativos e sistemas informatizados para apoio desse importante processo de segurança pública. Contribuímos também para a criação do sistema estadual de Inteligência e com a implementação do sistema de Análise Criminal (sistema Converge), além do Plano Estratégico de Segurança Pública, o qual define uma política de segurança pública para os próximos quatro anos, da qual já se encontra em execução cerca de 49 milhões de reais de um total de 205 milhões para todo o período. Tais medidas têm em sua essência o respeito aos princípios da continuidade do serviço público e da impessoalidade, missão precípua de nossa passagem pela Sesed, a fim de que a gestão da segurança avançasse independentemente da equipe que estivesse à frente da pasta.

Ainda como Secretário Adjunto, somamos esforços para a criação da DHPP, a qual, após um debate de anos pelas vias burocráticas, foi aprovada por lei sua instituição ainda em 2016, constituindo-se em importante medida de combate a violência. A segurança pública vivencia uma fase de reestruturação e reorganização muito salutar. Fico feliz de ter dado minha contribuição a esses importantes projetos inerentes à Segurança Pública de nosso Estado, assim como de ter participado do esforço de renovação do trabalho de investigação da polícia civil, mesclando a experiência dos mais antigos e oportunizando o aproveitamento dos novos policiais em posições estratégicas. Agradeço a oportunidade que nos foi dada por Vossa Excelência, que me deu a honra de trabalhar com profissionais que visam diuturnamente o interesse público, como Kalina Leite, Clayton Pinho, Raimundo Florêncio, Sheila Freitas, André Azevedo, Sócrates Vieira, Márcio Lemos, Matheus Trindade, Odair de Souza, Marcos Brandão, representativos de outros inúmeros servidores de excelência da SESED e das instituições que integram a segurança pública. Agradeço também a Tatiana Cunha e em seu nome gostaria de estender aos demais secretários de Estado minha gratidão pela parceria em inúmeros projetos comuns nesses dois anos cedido ao Estado do Rio Grande do Norte. Retorno à Polícia Federal, com a qual fiz questão de manter estreito diálogo e a parceria para ações de combate ao crime. Retorno à minha instituição de origem para dar continuidade ao trabalho que sempre me realizou como profissional, dentro de um estilo que busquei manter-me fiel, de seriedade, discrição, muito trabalho e de compromisso com a segurança pública. Isto posto, venho requerer exoneração do cargo de Secretário de Segurança e Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte. Nestes termos, Pede deferimento.

Natal, 10 de abril de 2017.

CAIO CÉSAR MARQUES BEZERRA Secretário de Segurança e Defesa Social


17/04/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Policial, Vídeo Blog

VÍDEO: Agentes penitenciários e PMs encontram túnel e evitam fuga no Presídio de Caicó

Sidney Silva – Agentes penitenciários com apoio da Polícia Militar, encontraram no final da tarde deste domingo (16), um túnel escavado a partir da cela “8” do Pavilhão “B”, na Penitenciária Estadual do Seridó em Caicó.

A direção ainda não se pronunciou sobre o fato, mas, fontes do Blog Sidney Silva, confirmaram que o túnel era extenso e que provavelmente, a fuga ocorreria neste início de semana.

Os policiais militares foram comandados pelo oficial de serviço na área do 6º BPM em Caicó, neste domingo.

Veja:


17/04/2017
Por Edilson Silva em Política

Zenaide Maia diz que proposta de Temer da Reforma da Previdência é ‘cruel’

A deputada federal Zenaide Maia participou na manhã desta segunda-feira (17) de mais uma Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência, no Pax Clube, na cidade de Macaíba e condenou à proposta de acabar com as aposentadorias especiais para servidores sujeitos à atividade de risco, como os policiais e bombeiros.

“Essas categorias hoje têm direito à aposentadoria após 30 anos de contribuição, para homens, e 25 anos de contribuição, para mulheres, sem idade mínima”, disse Zenaide.

A deputada Zenaide Maia disse que a proposta do governo de reforma da Previdência é “cruel”.  “Passar a idade mínima de aposentadoria para 65 anos, igualando a idade mínima para homens e mulheres é desumano”, argumenta a deputada.


Página 5 de 468« Primeira...34567...102030...Última »


Facebook


Twitter