06/09/2020
Por Edilson Silva em Religião

O Papa no Angelus: a fofoca é uma peste pior que a Covid


06/09/2020
Por Edilson Silva em Economia, Educação

Sebrae oferece curso gratuito de cultura digital e PBL para professores

Com objetivo de disseminar a cultura empreendedora na educação, o Sebrae lançou recentemente o curso Cultura Digital e Aprendizagem Baseada em Projetos ou Project-Based Learning (PBL), em inglês. A capacitação está disponível, gratuitamente, para todos os professores do país, da rede pública ou privada de ensino. Com carga horária de 10h e duração de até 30 dias, a imersão apresenta aos docentes metodologias para lecionarem, baseando-se em projetos práticos, além de ensiná-los a usar as principais tecnologias digitais para dar suporte ao aprendizado em sala de aula.

Maruse Pereira da Silva é professora de geografia e dá aulas há 21 anos na rede pública de ensino, em Sergipe. Ela conta que fez o curso do Sebrae de Cultura Digital e PBL durante a pandemia, e que aprendeu a organizar melhor as propostas de projetos práticos que já executava em sala de aula. “Gostei muito da metodologia aplicada, o curso nos apresenta dinâmicas para motivar os alunos a pensarem e a resolverem problemas. Enxergamos como é importante investir em uma aprendizagem guiada, dando autonomia para os alunos. Outro ponto muito positivo é a proposta de avaliar o aluno constantemente, além das provas pontuais, com datas marcadas. Muitas coisas eu já fazia, mas não colocava no papel, o curso nos ensina a organizar melhor isso”, afirmou.

A professora conta que, após a realização do curso, já tem aplicado as técnicas durante suas aulas à distância. “Outra proposta que achei muito interessante é sobre a importância de receber feedback dos alunos. Muitos professores, infelizmente, não gostam de ouvir esse retorno. Mas acredito que quando nos abrimos para entender melhor a relação professor e aluno, entendemos como ela impacta nos resultados das turmas. Dessa forma elucidamos os melhores caminhos a serem seguidos”, observa Maruse.

A biomédica e professora de biologia, Beijanivy Abadia, concluiu o curso do Sebrae há pouco tempo. “As aulas são muito orgânicas. Eu comecei e não consegui parar. O conteúdo é enxuto e riquíssimo, nos motiva a incentivar os alunos – cada vez mais – a operarem mudanças na escola, no círculo social e na própria vida, como empreendedores e protagonistas do seu futuro”, elogia. Beijanivy está dando aulas gravadas em razão da pandemia. Segundo ela, o principal desafio tem sido manter a vontade dos alunos em continuar com os estudos e por isso o curso ajudou bastante.

“A proposta da Cultura Digital e PBL é exatamente você usar as ferramentas online para aprendizagem e incentivar a atuação dos alunos em projetos práticos que transformem a realidade em que vivem. Aqui na escola, nós já tínhamos diversas iniciativas nesse sentido. Depois de fazer o curso, ganhei agilidade na organização dos projetos, o que – consequentemente – acelera esse engajamento dos jovens. Já fizemos ações de sustentabilidade, cuidados com o patrimônio público, responsabilidade social, entre outras. Colocar o aluno como protagonista, dar essa autonomia… desperta neles o encantamento para empreender mudanças”, reflete Beijanivy.

A analista de cultura empreendedora do Sebrae, Daniela Batista, atuou na criação do curso e acredita que a especialização dos professores é fundamental para democratizar o acesso ao conhecimento e incentivar a transformação digital nas escolas através do empreendedorismo. “Devemos lembrar que a cultura empreendedora é uma construção do coletivo, no qual o professor está incluído. O primeiro passo é a mudança de mentalidade dos indivíduos. O professor muitas vezes não percebe que a tecnologia digital já está presente no seu dia a dia e que ele não precisa dominar todas as ferramentas para aplicar em sala de aula. Basta aplicar e adaptar o que tem a realidade de cada turma. O curso mostra que as tecnologias digitais podem ser aplicadas em sala de aula pelos alunos e como o professor tem papel importante nessa mudança de hábito”, afirma. O conteúdo do curso foi produzido pelo Sebrae SE com apoio do Sebrae Nacional.

As inscrições para o curso estão abertas e podem ser feitas aqui.


05/09/2020
Por Edilson Silva em Religião

05 de setembro – Dia de Madre Teresa de Calcutá que dedicou sua vida aos pobres

Qualquer ato de amor, por menor que seja, é um trabalho pela paz”.  Mais do que falar e escrever, Santa Teresa de Calcutá viveu este seu pensamento.

Nascida no dia 27 de agosto de 1910 em Skopje, na Albânia, foi batizada um dia depois de nascer. A sua família pertencia à minoria albanesa que vivia no sul da antiga Iugoslávia. Seu verdadeiro nome era Agnes Gonxha Bojaxhiu.

Pouco se sabe sobre sua infância, adolescência e juventude, porque ela não gostava de falar de si mesma. Aos dezoito anos, sentiu o chamado de consagrar-se totalmente a Deus na vida religiosa. Obtido o consentimento dos pais, e por indicação do sacerdote que a orientava, no dia 29 de setembro de 1928, ingressou na Casa Mãe das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto, situada na Irlanda.

O seu sonho, no entanto, era o trabalho missionário com os pobres na Índia. Cientes disso, suas superioras a enviaram para fazer o noviciado já no campo do apostolado. Agnes então partiu para a Índia e, no dia 24 de maio de 1931, fez a profissão religiosa tomando o nome de Teresa. Houve na escolha deste nome uma intenção, como ela própria dissera: a de se parecer com Teresa de Jesus, a humilde carmelita de Lisieux.

Foi transferida para Calcutá, onde seguiu a carreira docente e, embora vivesse cercada de meninas filhas das famílias mais tradicionais de Calcutá, impressionava-se com o que via ao sair às ruas: os bairros pobres da cidade cheios de crianças, mulheres e idosos cercados pela miséria, pela fome e por inúmeras doenças.

No dia 10 de setembro de 1946, dia que ficou marcado na história das Missionárias da Caridade – congregação fundada por Madre Teresa – como o “Dia da Inspiração”, durante uma viagem de trem ao noviciado do Himalaia, Madre Teresa deparou com um irmão pobre de rua que lhe disse: “Tenho sede!”. A partir disso, ela afirmou ter tido a clareza de sua missão: dedicar toda sua vida aos mais pobres dos pobres.

Após um tempo de discernimento, com o auxílio do Arcebispo de Calcutá e de sua madre superiora, ela saiu de sua antiga congregação para dar início ao trabalho missionário nas ruas de Calcutá. Começou por reunir um grupo de cinco crianças, num bairro pobre, aos quais começou a ensinar numa escola improvisada. Pouco a pouco, o grupo foi crescendo. Dez dias depois, eram cerca de cinquenta crianças.

O início foi muito desafiador e exigente, mas Deus foi abençoando sua obra e as vocações começaram a surgir entre suas antigas alunas. Em 1949, Madre Teresa começou a escrever as constituições das Missionárias da Caridade e, no dia 7 de outubro de 1950, a congregação fundada por ela foi aprovada pela Santa Sé, expandindo-se por toda a Índia e pelo mundo inteiro anos mais tarde.

No ano de 1979 recebeu o Prêmio Nobel da Paz. Neste mesmo ano, o Papa João Paulo II a recebeu em audiência privada e a tornou sua melhor “embaixadora” em todas as nações, fóruns e assembléias de todo o mundo.

Com saúde debilitada e após uma vida inteira de amor e doação aos excluídos e abandonados – reconhecida e admirada por líderes de outras religiões, presidentes, universidades e até mesmo por alguns países submetidos ao marxismo – Madre Teresa foi encontrar-se com o Senhor de sua vida e missão no dia 5 de setembro de 1997. Sua despedida atraiu e comoveu milhares de pessoas de todo o mundo durante vários dias.

Foi beatificada pelo Papa João Paulo II no dia 19 de outubro de 2003, Dia Mundial das Missões.

No dia 04 de setembro de 2016, foi canonizada pelo Papa Francisco. A canonização da missionária foi decidida após a Igreja Católica ter aprovado seu segundo milagre, a “cura extraordinária” de um brasileiro.

Santa Teresa de Calcutá, rogai por nós!


05/09/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Concursos, Política

Vai fazer concurso público? Saiba o que muda para novos servidores com a reforma administrativa

A reforma administrativa apresentada pelo governo federal acaba com um conjunto de benefícios de servidores públicos apontados como privilégios pela equipe econômica, a exemplo da progressão automática e licença-prêmio.

Além disso, permite a demissão de servidores por desempenho insuficiente. Os critérios para este desligamento, porém, só serão definidos em lei, após a aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC).

O texto abre caminho para facilitar a demissão de servidores atuais. Mas, mesmo com a aprovação da reforma, para que a medida seja posta em prática, será necessário regulamentar por meio de uma nova lei complementar.

Regras como licença-prêmio e aposentadoria compulsória como punição ficarão proibidas após a aprovação da proposta, assim como férias superiores a 30 dias. Segundo o Ministério da Economia, essas regras representam um distanciamento da realidade dos demais cidadãos, com “impacto injusto para sociedade, onerando as contas públicas”.

Confira os principais pontos da proposta:

Quem será afetado

  • A proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma administrativa é válida para os futuros servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário, mas não atinge os chamados membros de Poder, como juízes, promotores e parlamentares. O texto foi feito dessa forma para evitar interferência do Poder Executivo sobre o Judiciário e o Legislativo.
  • Pela Constituição, os membros de Poder são regidos por normas que só podem ser alteradas por iniciativa de cada Poder. No caso do Judiciário, por exemplo, cabe ao Supremo Tribunal Federal (STF) propor a mudança.
  • A restrição, no entanto, não se aplica aos servidores dos Poderes. Dessa forma, um assistente administrativo de um tribunal federal, por exemplo, será afetado pelas novas regras, caso elas sejam aprovadas.

Contrato de trabalho

Como é hoje: Todos os servidores entram no Regime Jurídico Único, com regras como a estabilidade.

Como ficaria: Legislação passaria a ter cinco regimes de contratação: cargo típico de Estado, com estabilidade; vínculo por experiência; vínculo por prazo determinado (temporário); cargo por prazo indeterminado (sem estabilidade); e cargo de liderança e assessoramento, que substituiria funções de confiança.

Contratação de temporários

Como é hoje: Lei de 1993 regulamenta contratação de temporários, mas só em hipóteses específicas previstas na legislação, como ocorrência de desastres.

Como ficaria: Passaria a existir o vínculo por prazo determinado, com regras menos rígidas. A Constituição passaria a permitir medida com base apenas na natureza da necessidade, e não listaria situações específicas.

Estabilidade

Como é hoje: Todos os servidores que ingressam no funcionalismo por meio de concurso público têm direito à estabilidade após três anos de estágio probatório, no qual quase todos passam.

Como ficaria: A estabilidade seria restrita a profissionais das chamadas carreiras típicas de Estado, como auditores fiscais da Receita Federal, delegados da Polícia Federal, diplomatas, servidores da segurança pública, do Banco Central e das áreas de inteligência, além da magistratura e do Ministério Público. Estes teriam direito ao benefício após três anos. Demais carreiras, como professores, passariam a ser contratadas sem estabilidade.

Regras de demissão

Como é hoje: O servidor só pode ser demitido em caso de sentença judicial definitiva ou infração disciplinar. A demissão por mau desempenho está prevista na Constituição, mas nunca foi regulamentada, o que tem de ser feito por lei complementar, que exige maioria absoluta para ser aprovada.

Como ficaria: A reforma abre caminho para a demissão por “desempenho insuficiente”, já que, apesar de exigir uma regulamentação após a aprovação da PEC, esta poderia ser feira por meio de lei ordinária, que só precisa de maioria simples, abrangendo também os atuais servidores.

Servidores sem estabilidade poderiam ser demitidos mais facilmente, em regulamentação que também ainda seria apresentada. Ainda não foram estabelecidos os critérios de como seria feita a avaliação de desempenho nem por quem, se só pelo superior ou por um colegiado.

Estágio probatório

Como é hoje: Os servidores aprovados em concurso público entram no estágio probatório, já com vínculo de funcionário público, inclusive tomando posse. O estágio probatório dura três anos. Pode perder o trabalho por mau desempenho, mas só 0,2% é demitido nesse período de testes.

Como ficaria: O estágio seria substituído por vínculo de experiência, que passaria a ser mais uma etapa do concurso público. Na prática, quem estiver no vínculo de experiência não toma posse como servidor. Para quem entrar no novo contrato sem estabilidade, o vínculo de experiência levaria um ano. No caso das carreiras de Estado, seriam dois anos com vínculo de experiência e mais um ano de estágio.

Progressão automática

Como é hoje: Servidores progridem na carreira apenas pelo tempo de serviço, de forma automática. Essa regra está prevista nas legislações de cada carreira.

Como seria: O benefício passaria a ser proibido, e promoções só poderiam ser concedidas com base no mérito. As regras para basear esses critérios de avaliação serão definidas em projeto de lei.

Aumento retroativo

Como é hoje: É comum que, em negociações, reajustes firmados em um determinado mês sejam retroativos a meses anteriores, com base na data de cada categoria.

Como seria: Os reajustes seriam pagos a partir do mês em que forem concedidos. A medida só valeria para novos servidores. Ou seja, os servidores antigos continuariam a receber retroativo, e os novos não.

Licença-prêmio

Como é hoje: Foi extinto na União, mas ainda existe em 20 das 27 unidades da federação e permite que servidor saia de licença por três meses a cada cinco anos no cargo.

Como seria: Proposta incluiria na Constituição proibição para concessão do benefício. Valeria para todos os novos concursos, inclusive de estados e municípios, sem necessidade de regulamentação.

Acúmulo de cargos

Como é hoje: Servidores podem acumular dois cargos de professor, um cargo de professor com cargo de natureza técnica ou duas funções de profissional da saúde.

Como seria: Permite ao servidor acumular mais de um cargo, observada apenas a compatibilidade de horário. A exceção será para cargo típico de Estado. Neste caso, só para docência ou profissão de saúde será permitida a acumulação.

Criação e extinção de órgãos pelo presidente

Como é hoje: Presidente precisa de aval do Congresso, por meio de projeto de lei ou medida provisória, para fazer mudanças em órgãos, como fundir, criar ou extinguir autarquias.

Como seria: Fusão, extinção e criação de órgãos, inclusive ministérios, passariam a depender apenas de decreto do presidente da República, sem aval do Congresso.

Com informações do Globo


05/09/2020
Por Edilson Silva em Saúde

Vacinação contra o sarampo segue até 31 de outubro

O Ministério da Saúde estendeu o prazo para a realização da estratégia de vacinação indiscriminada contra o sarampo para pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos até o dia 31 de outubro de 2020 em todo o País. A Coordenação do Programa de Imunizações do Estado do Rio Grande do Norte, reiterando a necessidade de continuar fortalecendo as ações de prevenção por meio da vacinação contra o sarampo, estende esta estratégia na forma indiscriminada para todos os municípios.

O vírus do sarampo voltou a circular no Brasil desde fevereiro de 2018. E até março de 2020, o País registrou 29.233 casos confirmados, com 30 óbitos pela doença, que ainda ameaça a população brasileira com surtos que permanecem ativos em dez estados.

Com isso, até a data o dia 31 de outubro, a vacina tríplice viral deverá ser administrada em todos os adultos da faixa etária preconizada, independentemente da situação vacinal apresentada, isto é, mesmo que esses adultos tenham esquema completo de vacinação contra o sarampo devidamente comprovado no cartão de vacinação, deverão receber outra dose da vacina tríplice viral.


05/09/2020
Por Edilson Silva em Economia, RN

Licitação para aquisição de equipamentos para queijeiras está aberta até dia 11

A licitação para a compra dos equipamentos a serem utilizados na produção de laticínios das 15 queijeiras da Cooperativa Agropecuária do Seridó (Capesa) está aberta até a próxima sexta-feira (11).

O trâmite tem por objetivo promover a aquisição de diversos equipamentos, como fogões industriais, tanques de recepção de leite, iogurteiras, coifas, prateleiras e cubas em aço inox.

A compra de todos esses utilitários faz parte do Edital de Leite e Derivados do Governo do RN – que visa fomentar essa cadeia produtiva das queijeiras no Seridó – e está sendo promovida a partir do Aplicativo Solução Online de Licitação (Sol do RN), na modalidade Shopping, na qual a proposta vencedora é a de menor preço.

Os recursos são na ordem de R$ 1,4 milhão e foram garantidos a partir do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial, por meio do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão e da Secretaria de Agricultura e Pesca (Sape RN).

As empresas interessadas em participar do processo devem se cadastrar e enviar as propostas pela plataforma Sol do RN, até às 23h59 da sexta-feira (11). O aplicativo está disponível na Google Play, podendo ser baixado no desktop, a partir de qualquer navegador.

Saiba como cadastrar sua empresa no Sol aqui: https://bit.ly/3gThLMY

EDITAL DE LEITE E DERIVADOS

O Edital de Leite e Derivados é uma iniciativa do Governo do Estado, via Governo Cidadão, Secretaria de Agricultura e Banco Mundial que, ao final da execução, vai estruturar, adequar e equipar, além das 15 queijeiras da Capesa, outras 24 da Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares do Seridó (Coafs), a partir de investimento que ultrapassa os R$ 20 milhões. A licitação da Coafs está em processo de análise.

SOL DO RN

O Aplicativo Solução Online de Licitação (Sol do RN) foi desenvolvido pelo Governo do RN em parceria com o Governo da Bahia para permitir que as associações e cooperativas beneficiárias de investimentos realizem todo o processo de compras de forma online e modo eficiente e competitivo, garantindo mais transparência, agilidade e segurança. A ferramenta utiliza a tecnologia blockchain, que protege todos os dados e transações contra adulteração, conferindo segurança a todos os processos.


05/09/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Policial, Política, RN

CORRUPÇÃO: Rogério Marinho é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito

O novo xodó de Jair Bolsonaro, Rogério Marinho, é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito.

Diz a Veja:

“O ministro é réu em uma ação civil de improbidade ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, em 2014, na qual é acusado de enriquecimento ilícito, danos ao erário e violação aos princípios administrativos. Paralelamente, responde a um processo pela prática de 21 casos de crime de peculato. O motivo das duas ações é o mesmo: Marinho é acusado de, enquanto presidente da Câmara Municipal de Natal, entre 2005 e 2007, autorizar a contratação de funcionários-fantasma para que vereadores, inclusive ele próprio, embolsassem os recursos.”

https://veja.abril.com.br/politica/rogerio-marinho-e-acusado-pelo-mp-de-peculato-e-enriquecimento-ilicito/

 


05/09/2020
Por Edilson Silva em RN

Caern alerta para aumentos repentinos nas faturas de água

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) emitiu um alerta para que os clientes fiquem atentos ao consumo de água. A recomendação é ficar atento às leituras do hidrômetro e fazer manutenção nas instalações hidráulicas dos imóveis regularmente.

Problemas na tubulação dos imóveis, geralmente, são os responsáveis por aumentos repentinos na conta de água. Os vazamentos elevam o consumo e podem causar muitas dúvidas no consumidor.

De acordo com a coordenadora comercial da Regional Oeste, Samyra Viviane, é comum vazamentos internos nos imóveis. “É comum na tubulação de subida para a caixa de água ou para a cisterna”, explica a coordenadora. É possível ter canos nas residências em profundidades maiores que começam a vazar e fica difícil identificar. A recomendação é que em caso de problemas em tubulações profundas, elas sejam desativadas, e uma nova tubulação mais rasa seja instalada.

As raízes de plantas também podem danificar a estrutura das cisternas e causar vazamentos. Samyra lembra ainda que é muito comum as pessoas não utilizarem boias, para vedar a entrada de água, quando reservatório fica cheio. Tem pessoas que costumam usar uma frase que é um atentado ao uso racional de água: “Gosto de ver a caixa derramar para saber se está cheia”. Essa é uma cultura que deve ser repensada pelos clientes. Porque ao derramar, perdem-se muitos litros sem necessidade. E pesam no bolso.

A instalação e manutenção adequada da boia evita um aumento desnecessário no consumo da água, assim como evitar torneiras pingando, descargas do banheiro com problemas, chuveiro com dificuldade de vedação. Todos esses são vilões e elevam o valor da conta por um volume de água que não foi efetivamente utilizado. Ou seja, a palavra de ordem é manutenção. O olhar atento do consumidor é bom para o bolso e para o meio ambiente.

De acordo com Samyra, é comum também o problema em casas fechadas ou que deixaram de ser habitadas, após aluguel. Os proprietários precisam ficar atentos. A coordenadora comercial lembra que o consumidor deve acompanhar a leitura do medidor, da sua residência, sempre que receber a conta de água. Verificar periodicamente se está dentro da média de consumo usual. “Porque ajuda a detectar possíveis problemas com mais agilidade o que possibilita o rápido conserto, minimizando o desperdício de água”, reforça Samyra Viviane. Outra dica é instalar um registro geral, após o hidrômetro, para que o próprio consumidor possa controlar o seu consumo e desligar quando o imóvel precisar ficar fechado por um período mais longo.

Dispositivos

No mercado existem vários dispositivos que ajudam ainda mais na economia. Os arejadores de torneiras, por exemplo, podem ser instalados na saída de água. Eles, basicamente, vão reduzir respingos e tornar o jato mais suave.

Existem também as descargas de caixa acoplada com duplo acionamento. É possível utilizar o acionamento com três litros de água e o maior com seis litros de água. As torneiras com temporizador, iguais às encontradas em locais públicos, também podem ser instaladas em casa. Elas serão fechadas após alguns segundos e impedem, por exemplo, que crianças brinquem com a água.

Regulação

De acordo com Resolução Normativa Nº 002, de 08 de novembro de 2016 da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Rio Grande do Norte – ARSEP, os consumidores devem arcar com os custos dos vazamentos internos.

Art. 138. Nos casos de alto consumo, devido a vazamentos nas instalações internas do imóvel, o prestador de serviços não concederá nenhum tipo de desconto.


05/09/2020
Por Edilson Silva em Concursos

Prefeitura lança edital para contratação de médicos e dentistas com salários de até R$ 11,5 mil

A Prefeitura de Campina Grande-PB lança edital para contratação de 169 médicos e dentistas para a Secretaria de Saúde. O edital será publicado no semanário desta sexta-feira (04).

As remunerações variam de R$ 2.473,43 a R$ 11.499,73 para atuação no Programa Saúde da Família e o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA). As provas serão aplicadas no dia 1º de novembro.

A informação foi confirmada pelo secretário Diogo Flávio Lyra Batista, que afirmou que as inscrições ficarão abertas por meio da internet de 08 de setembro a 08 de outubro. A organizadora do concurso é a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), por meio da Comissão Permanente de Concursos (CPCon).

Confira as vagas:

  • Cirurgião dentista I – 26 vagas de ampla concorrência e duas para pessoas com deficiência. Jornada de 40 horas semanais e o vencimento de R$ 4.481,63
  • Médico I (Generalista – Estratégia de Saúde da Família). 80 vagas de ampla concorrência e oito para pessoas com deficiência. Carga horária de 40 horas semanais e salários e R$ 4.481,63 + adicional de produtividade SUS, de R$ 7.018,37.
  • Médico II (para quadros do ISEA), especialidade Neonatalogia. Oferecidas 18 vagas de ampla concorrência e duas para candidatos com deficiência, com jornada de trabalho de 20 horas. Vencimentos de R$ 5.572,38 + adicional de produtividade com valor variável de acordo com o número de plantões.
  • Médico II (ISEA), especialidade obstetrícia. Sete vagas para ampla concorrência e uma para pessoa com deficiência. Carga horária de 20 horas semanais, com vencimentos de R$ 5.572,38 + adicional de produtividade variável de acordo com o número de plantões.
  • Médico III (Pediatra), 23 vagas de ampla concorrência e duas para pessoas com deficiência. Jornada de 20 horas semanais, com remuneração de R$ 2.473,43.

As inscrições podem ser feitas no site da organizadora http://cpcon.uepb.edu.br/. O concurso terá uma fase única, com prova escrita objetiva de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos. O valor da taxa de inscrição para do cargo de nível superior é de R$ 105,00.


04/09/2020
Por Edilson Silva em Jucurutu, Religião

Jucurutu – Paróquia de São Sebastião prepara kit´s contendo máscara e álcool em gel 70%

A Paróquia de São Sebastião do município de Jucurutu se prepara para mais uma edição da festa do seu co-padroeiro, São Miguel Arcanjo. Preocupados com o atual cenário ocasionado pela pandemia da Covid-19, a comissão organizadora confeccionou kit´s contendo máscara de proteção e álcool em gel 70% para os fieis que irão participar dos festejos de forma presencial. Em breve os kit´s estarão disponíveis com Kátia na secretária da paróquia.

#BlogEdilsonSilva – Contatos (84) 9 9629 7591

 

 


04/09/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Senadores criticam aumento de R$ 22 e cobram valorização do salário mínimo

A proposta do governo de aumentar o salário mínimo em R$ 22 em 2021 reacendeu o debate sobre a aprovação pelo Congresso de uma política de valorização do piso salarial nacional.

Parte dos senadores consideram insuficiente o reajuste proposto pelo governo e defendem a aprovação de alguma das propostas em análise no Congresso para garantir o aumento do poder de compra da população.

Pelo segundo ano consecutivo, o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) apenas repõe a inflação projetada para 2020, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 2,09%. O impacto total desse reajuste na despesa líquida do governo está estimado em R$ 6,7 bilhões, especialmente em benefícios previdenciários.

O texto (PLN 28/2020) entregue ao Congresso Nacional na segunda-feira (31) projeta um valor de R$ 1.067 em 2021. O salário mínimo atual é R$ 1.045. O reajuste definitivo só será conhecido em janeiro, já que o ajuste do salário mínimo precisa da aprovação de uma lei específica. Com o fim da vigência da Lei 13.152, de 2015, que previa uma regra de valorização do mínimo com base no Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e pela variação da inflação até 2019, o governo editou uma Medida Provisória em 2020 (MP 919/2020), convertida em lei por deputados e senadores (Lei 14.013 de 2020).

Valor mais baixo

O valor agora proposto pelo governo é R$ 12 menor do que o previsto em abril, quando encaminhou ao Congresso o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021. Na regra que orienta a elaboração do Orçamento do próximo ano, o Poder Executivo estimava que o salário mínimo em 2021 chegaria a R$ 1.079. Como a previsão para a inflação oficial deste ano recuou desde então, o salário mínimo também terá um reajuste menor.

— Inflação oficial não é a mesma da real, daquela que pesa na cesta básica da população. Aumentar o salário mínimo em apenas R$ 22 vai empobrecer o trabalhador e diminuir seu poder de compra — disse a senadora Simone Tebet, presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Líder da minoria, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) encara o aumento de R$ 22 como uma “crueldade” com os trabalhadores.

— As consequências da pandemia têm sido para os mais pobres. Uma retração do Produto Interno Bruto em 10% no trimestre. O aumento do número de desempregados. A perda do poder aquisitivo das famílias e, agora, neste momento, o governo reduz a previsão do salário mínimo em R$ 12 para o ano que vem. Em um momento crítico para os trabalhadores chega a ser um ato de crueldade — avaliou Randolfe.

O vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues (DEM-RR), afirma que o valor não é o ideal, mas é o possível no atual cenário econômico.

— É um valor não ideal, mas o possível e que vai atender certamente à população trabalhadora — disse o parlamentar.

Por meio de sua conta em uma rede social, o senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a retomada da política formal de valorização do salário mínimo que entre 2007 e 2018 garantiu reajustes reais ao piso salarial. Além da inflação (INPC), o cálculo incorporava a variação do Produto Interno Bruto (PIB) registrada dois anos antes.

“Precisamos retomar a Política de Valorização do Salário Mínimo. É geração de emprego e renda. Cem milhões dependem dele. O comércio gira, todos ganham: trabalhadores, empregadores, aposentados. Para cada R$ 1 a menos no salário mínimo, o governo deixa de arrecadar R$ 0,54 em tributos”, argumentou Paim.

Propostas

Ao menos quatro projetos com regras de valorização do salário mínimo estão em análise no Senado: O PLS 416/2018, do ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ), retoma a política de valorização anterior, e propõe a correção pela inflação do ano anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB), verificada dois anos antes.

O mesmo objetivo tem o PL 605/2019, apresentado pela bancada do PT. Na justificativa, os senadores afirmam que a política de valorização do salário mínimo, adotada nos governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, é fator importante na redução da pobreza e da desigualdade de renda.

Com o PL 2.618/2019, o senador Irajá (PSD-TO) busca assegurar que o salário mínimo seja reajustado em pelo menos 6% ao ano e ainda a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O senador Eduardo Braga (MDB-AM), por sua vez, propõe no PL 3.137/2019 que o índice de reajuste seja a inflação futura projetada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em vez do INPC. Para garantir o aumento real, o texto também prevê a variação positiva do PIB per capita dos 24 meses que antecederem o reajuste.

Por tratarem do mesmo assunto, os projetos podem passar a tramitar em conjunto. Requerimentos com esse objetivo foram apresentados por senadores.

Impacto

De acordo com as Consultorias de Orçamento do Senado e da Câmara, órgãos que prestam assessoria aos parlamentares durante a tramitação das propostas orçamentárias, o Poder Executivo estimou que cada R$ 1 a mais no salário mínimo elevará a despesa líquida em R$ 305 milhões em 2021. Isso porque o impacto do reajuste do salário mínimo eleva também benefícios sociais atrelados a ele como aposentadorias, seguro desemprego, Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros, o que faz subir a despesa do governo.

— Se por um lado o reajuste tem o efeito desejável de garantir renda mínima adequada aos trabalhadores, pode ter o efeito indesejável de ocasionar aumento de preços e/ou ampliação de desemprego. A política de salário mínimo é, na verdade, um grande dilema econômico. Para o lado do Orçamento, como o reajuste impacta aposentadorias e benefícios sociais concedidos pelo governo, amplia seus gastos. Assim, reajustar o salário mínimo significa, imediatamente, aumentar — apontou o consultor de Orçamento do Senado Aritan Maia.

Questionado pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN) sobre o reajuste do salário mínimo de apenas R$ 22, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a correção do salário mínimo eleva os custos das empresas e pode gerar desemprego.

— Se der aumento, vai condenar ao desemprego. Milhares e talvez milhões de pessoas serão demitidas — apontou Guedes em reunião por videoconferência na comissão mista que acompanha os gastos na pandemia do novo coronavírus, na terça-feira (1º).

Fonte: Agência Senado


04/09/2020
Por Edilson Silva em Economia, Jucurutu

Inscrições abertas para palestra – Empreendedorismo digital: transformando engajamento em resultado

Olá, tudo bem? 😁😁

Em tempos de pandemia mais do que nunca trabalhar o *marketing digital* da sua empresa se tornou indispensável. 👨🏻‍💻📲

Para te ajudar nesse assunto o consultor do SEBRAE Augusto Catônio irá falar *gratuitamente* sobre *Empreendedorismo Digital: Transformando Engajamento em Resultado*. 💰💰

👉 Para participar, basta se inscrever no link:
https://forms.gle/4qwj5rHt7Mc9psku5

🗓️ Dia 08/09 – terça-feira
19h
📍 A reunião será *ONLINE* pelo Google Meet (o link será enviado aos inscritos no dia do evento).


03/09/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Religião

Padre Gleiber, o caicoense que está fazendo sucesso com seus leilões virtuais se balançando numa rede, estará no programa É De Casa, da Globo

O padre Gleiber Dantas, pároco de Florânia, estará no programa É De Casa, da Rede Globo, no próximo sábado,05. Foi ele próprio quem confirmou ao #BlogGláuciaLima e disse, via chamada de vídeo, que depois de passar pela Rede Globo vai bater uma prosa comigo em Live pra contar da emoção de aparecer em nível nacional.

Aproveitei para perguntar como Carlinhos, seu auxiliar que segura a lasanha e outras prendas do leilão, está lidando com a fama. Ele disse que muito bem e tem recebido muitas mensagens.

Blog GL


03/09/2020
Por Edilson Silva em Concursos

IBGE confirma concurso com 208 mil vagas com salário de até R$ 2,5 mil

O concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que vai oferecer mais de 208 mil vagas temporárias, está confirmado para o ano que vem. A informação foi dada durante a apresentação do Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 na última segunda-feira, dia 31 de agosto.

A abertura do concurso IBGE vem para atender o Censo Demográfico que será realizado em 2021, segundo o Ministério da Economia. O Governo Federal chegou a estuda o adiamento do Censo 2021 e, consequentemente, o concurso. A ideia era aumentar os recursos da Defesa, usando os recursos destinados à coleta.

Na última segunda, o PLOA 2021 foi apresentado com a previsão de orçamento para a abertura do concurso IBGE com uma orçamento de cerca de R$ 43 milhões, confirmando assim a seleção e a coleta.


03/09/2020
Por Edilson Silva em Educação, RN

Plano prevê retomada das aulas presenciais com 30% dos alunos e rodízio de turmas no RN

Um plano elaborado pela Secretaria Estadual de Educação em parceria com outras 15 entidades prevê volta às aulas no Rio Grande do Norte com cerca de 30% de alunos nas escolas, esquema de rodízio nas turmas e ensino híbrido (presencial e à distância). O documento, que contem diretrizes para a retomada em todas as redes de ensino, foi entregue pelo governo ao comitê científico do estado, que irá avaliá-lo.

Apesar de apresentar as diretrizes que deverão ser adotadas pelas escolas no estado, o documento não aponta uma data para a retomada. A definição do calendário deverá ser feita pelo governo do estado, somente após o parecer favorável do comitê científico. O grupo tem reunião nesta quarta-feira (2).

O documento tem mais de 80 páginas e prevê uma retomada baseada em 4 fases. Veja os principais pontos de cada uma delas:

  • Fase 1: Já em andamento
    – constituição de comitês e comissões para elaboração de Plano de Retomada Gradual
    – diagnóstico das unidade de ensino, com avaliação das condições de pessoal, profissionais e estudantes em grupos de risco, comorbidades, casos de Covid-19 na família; etc.
  • Fase 2: Até 10 dias após a publicação dos Planos de Retomada e protocolos da Fase 1
    – retorno gradual dos servidores, com a organização de estratégias de formação e de capacitação de profissionais da educação
    – acolhimento socioemocional das equipes, com previsão de teletrabalho para profissionais que fazem parte dos grupos de risco.
  • Fase 3: Primeira semana após autorização do Governo do Estado
    – Retorno gradual dos estudantes, com medidas de acolhimento, orientação e a assistência às famílias
  • Fase 4: Planejamento continuado das atividades pedagógicas e construção de estratégias para identificação, acompanhamento e reinserção de estudantes não retornaram à escola


03/09/2020
Por Edilson Silva em Classificados, Jucurutu

Jucurutu – Ofertas é no Supermercado Floraci – Rede Seridó

Ofertas é no Supermercado Floraci – Rede Seridó. Aqui você compra e ainda sai economizando.

#qualidade #preçobaixo #variedade #economia #facilidade


03/09/2020
Por Edilson Silva em Emprego & Estágios

Edital de Processo Seletivo é publicado pela MM Projetos e Soluções

A empresa MM Projetos & Soluções Ltda, por meio da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern) anuncia a realização de um novo Processo Seletivo, que tem por objetivo o preenchimento de 60 vagas, destinadas à contratação de profissionais por tempo determinado.

Há oportunidades disponíveis entre os seguintes cargos: Auxiliar administrativo (10); Monitor Escolar (30); Professor educação infantil (10); Professor de história (2); Professor de geografia (2); Professor de matemática (2); Professor de ciências (2); e Professor de português (2).

Para concorrer as vagas ofertadas, é necessário que o candidato possua escolaridade entre níveis médio ou superior, relativo ao cargo no qual pretende concorrer. Ao ser contratado, o profissional deve exercer funções em regime de 30 horas semanais, referente a remuneração mensal no valor que alterna entre R$ 1.830,00 a R$ 2.650,00.

Procedimentos para participação

Os interessados podem se inscrever no período de 31 de agosto de 2020 a 10 de setembro deste mesmo ano, de forma eletrônica por meio do site da Funcern. O pagamento da taxa de inscrição nos valores entre R$ 35,00 a R$ 45,00, deve ser realizado até o dia 11 de setembro de 2020.

Como forma de seleção, os candidatos serão avaliados mediante uma única etapa que consiste na prova de títulos relativos à formação acadêmica e experiência profissional, com caráter classificatório, de acordo com os critérios especificados no edital.

Vigência

O Processo Seletivo terá validade de 12 meses, contados a partir da publicação da homologação do resultado final, admitida a prorrogação por igual período.


03/09/2020
Por Edilson Silva em Emprego & Estágios

Oportunidade: Grupo BIG oferta 120 vagas para Programa de Trainee

Pela primeira vez, empresa faz processo 100% digital e divide programa entre Corporativo e Operações. Os trainees irão se desenvolver no escritório, nas lojas ou nos centros de distribuição para assumir posições de liderança ao final do programa.

O Grupo BIG, ex-Walmart Brasil, abriu 120 vagas para o seu Programa de Trainee. Em 2020, a iniciativa foi reformulada e passa a oferecer, além de uma carreira corporativa, oportunidades na operação da empresa. As vagas serão distribuídas para atuar nos Centros de Distribuição, nas lojas dos formatos de Big, Big Bompreço, Maxxi, Sam´s Club, Nacional e Super Bompreço, e também no escritório central, em São Paulo, nas áreas de Marketing, Comercial, TI, Finanças, Digital, RH e Administrativo.

Para se inscrever no processo seletivo, basta acessar o site www.traineebig.com.br. Neste site, o candidato encontra informações sobre a empresa, as vagas e o processo, que será 100% digital, com atividades dinâmicas e interativas que irão possibilitar ao Grupo Big conhecer melhor cada um dos candidatos. As inscrições estão abertas até 9 de outubro, e os trainees selecionados têm início previsto para dezembro.

No Rio Grande do Norte, o Hiper Bompreço de Mossoró agora é BIG Bompreço. Em Natal, o antigo supermercado Hiper Bompreço, localizado na Avenida Prudente de Morais, passou a também ser administrado pelo Grupo Big e passa por reformulações estruturais. No entanto, ainda não há previsão de abertura. A empresa opera, atualmente, com mais de 400 unidades e 50 mil funcionários em 18 estados brasileiros, além do Distrito Federal. São sete bandeiras entre hipermercados (Big e Big Bompreço), supermercados (Bompreço e Nacional), atacado (Maxxi Atacado), clube de compras (Sam’s Club) e lojas de vizinhança (TodoDia), além de postos de combustíveis.

Sobre o Programa de Trainee

Ao longo de nove meses, o Grupo BIG oferecerá para os trainees da área Corporativa a oportunidade de atuar num projeto estratégico e contribuir com iniciativas para acelerar a transformação da empresa. Já o trainee de Operações poderá fazer a gestão de toda a rotina da loja, propondo ações que tragam impacto para o negócio. Ambas as carreiras oferecem vivência prática dos desafios do dia a dia, com acompanhamento de lideranças que são referência na empresa e trilha de desenvolvimento com módulos práticos, conceituais, coaching e mentoring.

De acordo com a empresa, para entrar no maior programa que o Grupo BIG já estruturou é preciso ter sinergia com a cultura da empresa, demonstrando Capacidade de Execução, Senso de Urgência, Inconformismo e Dor de Dono. Além disso, compromisso com resultados, coragem, foco no cliente e ambição também são atributos valorizados.

Clique aqui para se inscrever


03/09/2020
Por Edilson Silva em RN

Deputados do RN aprovam projeto de lei que proíbe “pancadão” de som em veículos estacionados

Os deputados estaduais do Rio Grande do Norte aprovaram, por unanimidade, durante a sessão ordinária por videoconferência desta quarta-feira (2), Projeto de Lei que proíbe a emissão de ruídos sonoros vindos de som portáteis ou instalados em veículos que estejam estacionados. O projeto é de autoria do deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

Na discussão da matéria, outros parlamentares elogiaram a iniciativa. O deputado Gustavo Carvalho justificou que a onda dos pancadões tem feito com que os potiguares, sobretudo jovens, se reúnam em locais públicos para ouvir música em alto som, na maioria das vezes com letras que incitam violência, atos libidinosos e uso de drogas.

“Não somente as letras das músicas denotam o referido conteúdo, mas os atos praticados por alguns frequentadores desses eventos evidenciam a prática de comportamentos inadequados. Os eventos com som em volume muito superior ao definido em normas técnicas, sem a devida comunicação ao órgão público competente, bem como a ocorrência em locais impróprios geram desordem, insegurança na população e insatisfação com o poder público”, afirmou o autor.

O parlamentar também justificou que a emissão de som em alto volume incomoda o sossego de outras pessoas e que a Organização Mundial de Saúde considera o limite de 50 decibéis para não causar prejuízos ao ser humano, provocando efeitos negativos sobre o sistema auditivo, alterações comportamentais como insônia e depressão, entre outras.

Os deputados Eudiane Macedo (Republicanos), Sandro Pimentel (PSOL) e Coronel Azevedo (PSC) elogiaram a iniciativa. “Esse projeto tem uma importância social e um alcance às vezes inimaginável por nós deputados. Se tem uma coisa que precisa existir é o respeito e não sou obrigada a ouvir o mesmo que o outro está ouvindo quando se está na rua e é o que acontece frequentemente”, afirmou Eudiane.


02/09/2020
Por Edilson Silva em Florânia, Religião

Padre viraliza nas redes sociais ao leiloar lasanha enquanto se balança em rede

Um padre está fazendo sucesso nas redes sociais por causa de uma transmissão ao vivo em que se balança na rede enquanto leiloa comidas. O pároco, identificado como padre Gleiber Dantas, é da cidade de Florânia, no Rio Grande do Norte.

Nas redes sociais do Santuário de Florânia, o religioso anunciava os lances de forma enérgica nessa segunda-feira, 31. Em pé ou se balançando na rede, ele interagia a todo momento com os seguidores. Com a ajuda de um jovem chamado de Carlinhos, o padre leiloa produtos como vinho, lasanha e torta.

“Vou dar a lasanha por R$ 140 para Gilma Aranha. Carlinhos, segura a lasanha, Carlinhos! Muito bem, Gilma Aranha, e eu só me balançando. Só preciso ter cuidado para não dar um lance, é muito feio uma pessoa dando um lance, ainda mais um padre”, afirmou.

O padre chega a leiloar um bolo por R$ 500. “Vocês acham que fazer um leilão desses é fácil pra mim? Eu sou muito tímido!”, brincou. Em outro lance, o pároco comenta sobre uma torta arrematada por R$ 100: “Se a bicha torta desse jeito é bonita assim, imagina se ela fosse linheira. Eu quero até ficar junto dela para ver se eu fico bonito assim. Tô sorrindo, mas é que ninguém vê”, disse ele, usando a máscara.

Até a manhã desta terça-feira, 1º, o vídeo já contava com cerca de 9,7 mil visualizações no Facebook e mais de mil comentários. A produção de quase três horas contou também com música ao vivo.

Nos comentários, os fiéis elogiavam a animação do padre. “Amei o leilão de hoje. Padre Gleiber sozinho faz a festa acontecer. Parabéns, Deus o abençoe com saúde”, disse uma pessoa. “Os balanços são tão grande que eu to vendo a hora virar”, comentou outra.

Padre Gleiber Dantas

Aconteceu aqui no Nordeste: Padre Gleiber Dantas da cidade de Florânia/RN viraliza nas redes sociais ao leiloar lasanha enquanto se balança em uma rede.

Publicado por Blog do Edilson Silva em Quarta-feira, 2 de setembro de 2020




Facebook


Twitter