2017 dezembro Archive - Blog Edilson Silva
31/12/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu

Blog deseja um feliz ano novo a todos

#FelizAnoNovo
#BemVindo2018

Contagem regressiva para o tiro da largada que anuncia a chegada de um novo tempo. Temos que olhar para esse momento e agradecer pelos 365 dias que passaram.
É hora de encerrar um ciclo.
2017 – Ficou para trás, tchau.
2018 – Estamos chegando !!!
Não importa o ponto que chegamos o importante é prosseguir! 


31/12/2017
Por Edilson Silva em Mundo

Moradores de Kiribati e Samoa são os primeiros a celebrar o início de 2018

Os cidadãos das nações insulanas de Kiribati e Samoa, situadas no Pacífico sul, foram os primeiros do mundo a saudar a chegada de 2018.

Estes arquipélagos, cuja população combinada supera 300.000 habitantes, escutaram as 12 badaladas à meia-noite local (8h de Brasília) e iniciariam assim o dia 1º de janeiro.

Os próximos a saudar o Ano Novo serão os moradores da ilha neozelandesa de Chatham, situada 680 quilômetros ao sudeste das ilhas principais desse país.

Mais adiante, os demais habitantes da Nova Zelândia e a população de Fiji e Tonga celebrarão o novo ano.

A expectativa é que cerca de 30.000 pessoas assistam ao espetáculo de laser e fogos de artificio na Sky Tower, um edifício de 328 metros de altura e uma das construções mais emblemáticas de Auckland, cidade situada no norte da Nova Zelândia, segundo a emissora “Radio New Zealand”.

Por sua vez, o Ano Novo chegará na maior parte do território australiano às 11h de Brasília.

O ator australiano Hugh Jackman colaborou no design do espetáculo pirotécnico que iluminará o réveillon na Baía de Sydney, onde as autoridades preveem a presença de 1,6 milhão de pessoas.

A polícia pretende bloquear com carros e caminhões algumas ruas de Sydney para evitar ataques terroristas com veículos, como os ocorridos nos últimos anos em países como Espanha, Estados Unidos, França, Reino Unido e Suécia.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Rio de Janeiro

Queima de fogos do réveillon do Rio de Janeiro vai durar 17 minutos

No Rio de Janeiro, a programação do réveillon terá festa em nove bairros, incluindo a queima de fogos de Copacabana, que vai durar 17 minutos e consumir 25 toneladas de fogos de artifícios. O espetáculo deve ser visto por três milhões de pessoas, entre elas, muitos turistas que estão chegando à cidade. Os fogos serão colocados em balsas que ficarão no mar.

O palco erguido na orla da praia receberá o DJ Tucho às 17h30. A programação segue com Ana Petkovic, Belo, Cidade Negra e Frejat. O primeiro show de 2018 será da cantora Anitta, e depois dela se apresentam as escolas de samba Portela e Mocidade de Padre Miguel, campeãs do carnaval em 2017. A ocupação dos hotéis cariocas deve passar de 90%.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Policial

Familiar confirma a ‘morte do produtor’ musical da banda de Juninho Sanfoneiro

O repórter do Correio do Seridó, Paulo Júnior, confirmou a morte do seu sobrinho Matheus, que era o produtor musical da Banda Juninho Sanfoneiro, e se apresentaria nessa noite em São João do Sabugi e São Mamede, na Paraíba.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Policial

Banda de forró de Caicó se envolve em acidente com óbito

A Van que transporta a banda de Juninho Sanfoneiro se envolveu em um grave acidente na estrada que liga Caicó a São do Sabugi e deixou uma vítima fatal no local do acidente.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Educação

Discussões sobre o ensino médio em 2017: flexibilização da grade com a reforma e mudanças no Enem

O ano de 2017 foi marcante para estudantes: reforma do ensino médio, mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nova Base Nacional Curricular e muitos desafios. A aprovação da reforma do ensino médio trouxe grandes mudanças, como a permissão para que profissionais com notório saber, mas sem formação acadêmica específica, possam dar aulas no ensino técnico e profissional e a ampliação progressiva da carga horária.

O projeto prevê, ainda, que os alunos escolham a área na qual vão se aprofundar já no início do ensino médio, tendo como opção iniciar o curso técnico. Mas as medidas não agradaram a todos. Na época, o presidente Michel Temer admitiu a polêmica, mas considerou positivo o resultado final.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Política

Envio de R$ 2 bilhões a municípios seguirá regra de fundo de participação

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB-MS), afirmou na tarde desta sexta-feira que a liberação, por meio de medida provisória, de R$ 2 bilhões aos municípios brasileiros a partir de 2018 busca auxiliar as cidades que atravessam “sucessivas situações de penúria” financeira desde 2015.

Segundo o ministro, será elaborado um projeto de lei no início do ano que vem estabelecendo a readequação orçamentária que permitirá o repasse. Marum ressaltou que a distribuição dos recursos seguirá os critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e, portanto, serão beneficiados municípios de prefeitos de todos os partidos.

“[A liberação de recursos] é uma decisão do governo e o orçamento será adequado para isso”, disse o ministro, que afirmou acreditar que o repasse ocorra entre fevereiro e março. “O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos brasileiros.” As informações são de Valor Econômico.

Ele disse ter certeza de que o projeto para readequação orçamentária será aprovado no Congresso Nacional.

Apoio

Carlos Marun afirmou que não será cobrado apoio dos prefeitos para qualquer projeto em função do repasse. “A distribuição dos recursos será em conformidade com o FPM e não está ligado a apoio. Os municípios queriam recursos em 2017, mas não havia no Orçamento condição para esse apoio.”

Questionado sobre se o governo havia conquistado mais votos para a reforma da Previdência, Marun disse que os votos “subiram assustadoramente”.

Sobre a controvérsia em torno do indulto de Natal – concedido por Temer e barrado parcialmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF) -, o ministro da Secretaria de Governo disse que esse assunto deve ser dirimido junto ao ministro da Justiça, Torquato Jardim.


31/12/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Comandante do Exército manifesta preocupação com uso frequente de militares para atuar na segurança

O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, comandante do Exército brasileiro, voltou a usar na tarde deste sábado sua conta no Twitter para chamar a atenção para o constante emprego de militares em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Desta vez o oficial revelou estar preocupado com as constantes intervenções, usando como exemplo a mobilização do Exército para atuar na segurança pública no Rio Grande do Norte. Segundo o general, as Forças Armadas foram usadas três vezes num espaço de 18 meses no estado.

A presença das Forças Armadas nas ruas da Região Metropolitana de Natal e de Mossoró conta com 2.800 militares. As operações começaram na madrugada deste sábado. Ao contrário do Rio, onde há militares atuando em apoio à segurança pública do estado, no Rio Grande do Norte o Exército assumiu também o controle das polícias. Na manhã deste sábado, o governador do RN, Robinson Faria (PSD), transferiu, por meio de decreto, o controle operacional dos órgãos de Segurança Pública para o general de brigada Ridauto Lúcio Fernandes. As tropas deverão permanecer no estado durante os próximos 15 dias. As informações são de Antonio Werneck –  O Globo.

A operação das Forças Armadas, batizada de Potiguar III, é a terceira ação de GLO no Rio Grande do Norte em dois anos. O prazo de permanência no estado foi estabelecido em decreto do presidente Michel Temer, mas poderá ser prorrogado. O estado enfrenta uma onda de roubos e saques há onze dias, desde o início de uma greve de policiais militares e bombeiros.

No texto que publicou na rede social, o general Villas Bôas disse: “Preocupa-me o constante emprego do @exercitooficial em “intervenções” (GLO) nos Estados. Só no RN, as FA já foram usadas 3 X, em 18 meses. A segurança pública precisa ser tratada pelos Estados com prioridade “Zero”. Os números da violência corroboram as minhas palavras”.


30/12/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Dinheiro bloqueado por corrupção e lavagem chega a R$ 825 milhões

O Brasil conseguiu bloquear cerca de R$ 825 milhões (US$ 250 milhões) no exterior, em 2017, desviados do País em casos de corrupção e lavagem de dinheiro. O montante é 85% maior do que a média de US$ 135 milhões registrada entre 2012 e 2016. As informações são da Secretaria Nacional da Justiça (SNJ).

Durante 2017, o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) recebeu e tramitou mais de 5,7 mil pedidos de cooperação jurídica internacional em matérias penal e civil que incluem extradições, transferências de pessoas condenadas, repatriações e bloqueios de valores remetidos ao exterior ilicitamente.

Segundo a secretaria, foram tramitados 160 pedidos de extradição, sendo 111 processos ativos – quando o governo brasileiro solicita a entrega de um foragido da Justiça a outro país, e 49 passivos – quando um país solicita a extradição de um indivíduo que se encontra em território brasileiro, segundo informações da Agência Estado.

Lava Jato

Também em 2017, foram repatriados mais de R$ 125 milhões (36 milhões de dólares) por meio de cooperação jurídica internacional. Entre os casos de repatriação, destacaram-se os pedidos relacionados à operação Lava Jato e ao Banco Santos.

Em dezembro, as autoridades suíças autorizaram a transferência para o Brasil de mais de R$ 71,3 milhões (21 milhões de dólares) A repatriação é referente ao pedido de cooperação enviado à Suíça no âmbito da Operação Lava Jato de Curitiba, que contou com a delação do marqueteiro João Santana.

2018

Em novembro foram anunciadas 11 novas ações de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro para 2018 durante a 15ª Reunião Plenária da Enccla, em Campina Grande (PB). Instituída pelo Ministério da Justiça em 2003, sob a coordenação do DRCI, a Enccla é formada atualmente por 79 órgãos dos três poderes da República, Ministérios Públicos e da sociedade civil, que atuam, direta ou indiretamente, na prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.


30/12/2017
Por Edilson Silva em Carnaúba dos Dantas, Política

Câmara de Carnaúba dos Dantas devolve quase R$ 70 mil aos cofres do município

Apesar de estar em um município de índice 0.6 no repasse de FPM e mesmo tendo adquirido um veículo 0 km para o Poder Legislativo, a Câmara Municipal devolveu aos cofres da Prefeitura Municipal de Carnaúba dos Dantas, na região Seridó potiguar, o valor de R$ 68.418,11 (Sessenta e oito mil, quatrocentos e dezoito reais e onze centavos).

O repasse foi anunciado pelo presidente da Câmara Municipal de Carnaúba dos Dantas, Dué Azevedo (PMDB), no evento de entrega da ambulância que o município foi contemplado. “Esse é o resultado de uma gestão que cuida do dinheiro do povo e que trabalha por ele”, destacou Dué.


30/12/2017
Por Edilson Silva em Política

Ibope: para 59% dos brasileiros o governo Temer (Corrupto do MDB) está sendo pior

A maioria dos brasileiros parece finalmente ter compreendido os efeitos trágicos do impeachment para o País. O detalhamento de uma pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência para a CNI (Confederação Nacional da Indústria) mostra que apenas 10% consideram que o governo ilegítimo de Michel Temer é melhor do que o de Dilma Rousseff.

Na comparação com o governo Dilma, para 59% dos brasileiros o governo Temer está sendo pior do que o governo Dilma.

A administração de presidente é considerada ruim ou péssima por 74% dos entrevistados, 3 pontos percentuais a menos do que em setembro, uma variação dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em dezembro do ano passado, 46% avaliavam o governo como ruim ou péssimo. Os que consideram o governo como regular passam para 19% (eram 16% na pesquisa anterior e 35% no mesmo período do ano passado) e para 6% o governo está sendo ótimo ou bom (3% em setembro e 13% em dezembro de 2016).

A maneira de governar e a confiança no peemedebista também seguem de mal a pior. Dentre os entrevistados, 88% desaprovam a maneira de governar de Temer e 90% não confiam nele, enquanto 9% aprovam sua maneira de governar.


30/12/2017
Por Edilson Silva em Policial

Após troca de tiros, carro é abandonado no Bairro Auta de Souza, em Macaíba

Um carro foi abandonado no bairro Auta de Souza, em Macaíba. De acordo com relatos de moradores pelas redes sociais, houve intensa troca de tiros dos bandidos com um grupo de homens que fazem a segurança do bairro.

O carro Logan, cor prata, de placa OJS – 8777, consta com registro de roubo. Segundo relatos de moradores, os ocupantes poderiam está em busca de vítimas.


30/12/2017
Por Edilson Silva em RN

Bandidos fazem arrastão em praia paradisíaca do RN

Pelo menos sete homens armados e encapuzados fizeram um arrastão a comerciantes e banhistas na praia de Tourinho, em São Miguel do Gostoso, litoral Norte potiguar. O crime aconteceu por volta de meio-dia desta sexta-feira (29). O Rio Grande do Norte está sem PM nas ruas desde 19 de dezembro.

O comerciante Luiz Ribeiro, que tem uma barraca na praia de Tourinho há 5 anos, contou que os homens chegaram ao local, anunciaram o assalto e começaram a pegar os pertences das pessoas. “Roubaram todo mundo que estava na praia, levaram tudo: celular, aliança, carteira, o dinheiro do caixa da minha barraca, tudo”, disse.

Ainda segundo o comerciante, os homens fugiram atirando para o alto. A praia de Tourinho fica a 9 quilômetros de distância do centro de São Miguel do Gostoso. Este ano, a cidade terá uma das maiores festas de réveillons do país.

CRISE NA SEGURANÇA

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão aquartelados desde a última terça-feira (19). Policiais civis trabalham em regime de plantão desde quarta (20). As categorias reivindicam, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários e 13º.

A paralisação das polícias gerou um onda de crimes em várias cidades do estado. Assaltos, arrombamentos e arrastões se repetem diariamente desde o dia 19.

Nesta sexta (29), o Ministério da Defesa anunciou o envio de 2 mil militares das Forças Armadas para reforçar o patrulhamento ostensivo no RN. Desde o início da crise na segurança, o governo federal enviou cem homens da Força Nacional para auxiliar no patrulhamento. Eles se juntaram aos 120 integrantes da Força Nacional que já atuavam no estado.

G 1 (RN)


30/12/2017
Por Edilson Silva em Notas

Uso de fogos de artifício requer cuidados para evitar acidentes

O uso de fogos de artifício na virada do ano é uma tradição admirada por muitas pessoas em todo o mundo. Mas a prática requer cuidados para evitar acidentes que podem causar queimaduras, mutilações e até a morte.

“Os fogos de artifício são bonitos para os olhos, mas um perigo para as mãos”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Carlos Fernandes. A recomendação do médico é que os artefatos sejam acionados com o uso de suportes, e nunca sejam segurados diretamente nas mãos.

“Os fogos podem provocar lesões leves como queimaduras, mas dependendo da potência podem provocar a amputação de dedos e até da própria mão”, alerta. Além disso, apesar de terem uma admiração grande pelos fogos, as crianças devem ser mantidas longe, no momento do acionamento, e não devem manipular os artefatos de forma alguma.


30/12/2017
Por Edilson Silva em RN

Governo do RN institui novas taxas para o DETRAN e DER

Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (29) trouxe a publicação de leis que instituem novos valores das taxas do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN-RN); novos valores também para a Taxa de Fiscalização (TF) e a Taxa de Serviços Diversos (TSD) em favor do Departamento de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Norte (DER/RN) e a criação do Fundo de Investimentos em Infraestrutura do Estado do Rio Grande do Norte, que autoriza o Poder Executivo do Estado do Rio Grande Norte a alienar bens imóveis integrantes de seu patrimônio.

As taxas exigidas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN/RN), em razão do registro de veículos e de condutores, bem como de outras atividades correlatas, obedecerão ao disposto no Anexo Único da Lei. Veja aqui os valores.

Já a criação do Fundo de Investimentos em Infraestrutura do Estado do Rio Grande do Norte, tem o objetivo de viabilizar a ampliação, manutenção e reforma da infraestrutura estadual, em atendimento às finalidades precípuas da Administração, através da alienação de imóveis do Estado.

E ainda as novas do DER, a de Fiscalização (TF) e de Serviços Diversos (TSD). As taxas instituídas por esta Lei têm como fatos geradores o exercício regular do poder de polícia, ou a utilização, efetiva ou potencial, de serviço público específico e divisível, prestado ao contribuinte ou posto à sua disposição, pelo DER/RN.


29/12/2017
Por Edilson Silva em Policial

Na Paraíba grupo tranca policiais com cadeado e explode agência dos Correios

Uma quadrilha trancou, com um cadeado, três policiais no interior do destacamento da Polícia Militar de Taperoá, no Agreste paraibano, e em seguida explodiu a agência dos Correios da Cidade na madrugada desta sexta-feira (29).

Ao Portal MaisPB, o Centro Integrado de Operações Policiais informou que mesmo com a explosão, o grupo não conseguiu ter acesso ao cofre principal do local. Os suspeitos fugiram apenas com notas de R$ 2.


29/12/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

‘Indulto não é prêmio ao criminoso’, diz Cármen ao derrubar decreto de Temer (Corrupto do MDB)

A posição foi publicada nesta quinta-feira (28) na decisão da ministra em suspender parcialmente o decreto assinado pelo presidente Michel Temer na sexta-feira (22). A presidente ainda ressaltou que o indulto não é “prêmio ao criminoso nem tolerância ao crime” em sua decisão na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

“Defiro a medida cautelar (artigo 10 da Lei n. 9.868/1999), para suspender os efeitos do inc. I do artigo 1.º; do inc. I do § 1º do artigo 2º, e dos artigos. 8º, 10 e 11 do Decreto n. 9.246, de 21.12.2017, até o competente exame a ser levado a efeito pelo relator, ministro Roberto Barroso ou pelo Plenário deste Supremo Tribunal, na forma da legislação vigente”, diz Cármen na decisão.

Cármen atendeu a todos os pedidos de Raquel Dodge ao suspender o indulto para quem cumprisse um quinta da pena; para quem teve a pena privativa de liberdade substituída por restritiva de direitos; quem esteja cumprindo a pena em regime aberto; quem tenha sido beneficiado com a suspensão condicional do processo; ou quem esteja em livramento condicional.

A suspensão também freia o indulto para os presos com pena de multa aplicada cumulativamente, que ainda têm inadimplência ou inscrição de débitos na Dívida Ativa da União.

Por último, a presidente do Supremo suspendeu o indulto para presos cuja sentença tenha transitado em julgado para a acusação. Este artigo do decreto alcançava o benefício para quem “haja recurso da acusação de qualquer natureza após a apreciação em segunda instância; a pessoa condenada responda a outro processo criminal sem decisão condenatória em segunda instância, mesmo que tenha por objeto os crimes a que se refere o art. 3º; ou a guia de recolhimento não tenha sido expedida”, dizia um dos artigos vetados.

Em sua decisão, Cármen disse que indulto não é nem pode ser instrumento de impunidade. “É providência garantidora, num sistema constitucional e legal em que a execução da pena definida aos condenados seja a regra, possa-se, em situações específicas, excepcionais e não demolidoras do processo penal, permitir-se a extinção da pena pela superveniência de medida humanitária”.

“Verifica-se, de logo, pois, que o indulto constitucionalmente previsto é legitimo apenas se estiver em consonância com a finalidade juridicamente estabelecida. Fora daí é arbítrio”, afirma Cármen na decisão.

Colarinho Branco

A presidente do STF também afirmou que o princípio da proporcionalidade parece afrontado pelos trechos do decreto agora impugnados, “porque dão concretude à situação de impunidade, em especial aos denominados “crimes de colarinho branco”, desguarnecendo o erário e a sociedade de providências legais voltadas a coibir a atuação deletéria de sujeitos descompromissados com valores éticos e com o interesse público garantidores pela integridade do sistema jurídico”, ressalta Cármen.

Pedido PGR. Alegando violação de vários princípios da Constituição, Raquel afirmou que o decreto coloca em risco a Operação Lava Jato, “materializa o comportamento de que o crime compensa” e “extrapolou os limites da política criminal a que se destina para favorecer, claramente, a impunidade”.

Raquel também havia solicitado que a presidente da Corte concedesse “com a maior brevidade possível, em decisão monocrática e sem intimação dos interessados, medida cautelar para suspender a eficácia das normas impugnadas, em razão da urgência do caso”.

“O indulto remonta ao período do absolutismo monárquico, em que não havia separação dos poderes ou mesmo o sistema de freios e contrapesos adotado na Constituição brasileira, a partir da teoria de Montesquieu. O direito penal era aplicado de forma arbitrária e violenta e, assim, o instituto representava um ato de clemência do monarca, que concentrava funções legislativas, judiciais e executivas”, afirmou a procuradora.

O indulto, publicado na sexta-feira (22) consiste em um perdão de pena e costuma ser concedido todos os anos próximo ao Natal. No do ano passado, foram beneficiadas pessoas condenadas a no máximo 12 anos e que tivessem cumprido um quarto da pena, desde que não fossem reincidentes. No indulto deste ano, não foi estabelecido um período máximo de condenação e o tempo de cumprimento da pena foi reduzido de um quarto para um quinto no caso dos não reincidentes.


29/12/2017
Por Edilson Silva em Política

Temer (MDB) fecha 2017 com tentativa de indulto para políticos corruptos e grande derrota

Apesar de seu temperamento frio e racional e de uma popularidade abaixo do razoável, ou exatamente por causa de ambos, o presidente Michel Temer demonstra uma audácia surpreendente no comando do País.

O novo exemplo foi um indulto de Natal super camarada para os condenados por corrupção, como na Lava Jato. Para aliados, Temer “não cede a pressões e não faz concessões populistas”. Para adversários, “o fracasso lhe subiu à cabeça”.


28/12/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu, Saúde

Secretária de Saúde de Jucurutu participou de reunião ordinária da 4ª Região de Saúde em Cerro Corá

A Secretária de Saúde de Jucurutu Marjorie Ovídio, juntamente com Lidja Santos – Membro da Equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde( SMS), participaram na manhã desta quinta-feira (28), da reunião ordinária da Comissão Intergestora Regional (CIR) da 4ª Região de Saúde na cidade de Cerro Corá.

A reunião teve como pauta o debate do fortalecimento do SUS na região, verificação do projeto de cirurgias eletivas, situação dos instrumentos de Gestão e nota técnica jurídica do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde sobre o incentivo financeiro para os Agente Comunitário de Saúde (ACS) e Agente de Combate as Endemias (ACE).

Compareceram à reunião diversos Secretários de Saúde do Seridó, onde aproveitaram a oportunidade para se confraternizarem por mais um ano de trabalho concluído com sucesso.


28/12/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Será que vai chover!?

Foto: Arquivo Edilson Silva

O pesquisador em Climatologia da cidade de Santa Cruz, Sertão da Paraíba, Ricardo César Alves de Andrade, disse esta semana que os seis anos com invernos irregulares e chuvas abaixo da média no semiárido nordestino chegará ao fim. Ele prevê chuvas fortes já no mês de janeiro de 2018.

Segundo as previsões do estudioso, depois de uma longa e dramática sequência de anos com precipitações escassas e irregulares, finalmente vai chover o suficiente para pôr fim à crise hídrica que assola o semiárido do Nordeste há seis anos.

A expectativa é que as chuvas cheguem fortes e abrangentes em todos os estados do Nordeste já no mês de janeiro em decorrência da atuação de sistemas meteorológicos de grande escala com o Vórtice Ciclone e a Zona de Convergência Intertropical.


Página 1 de 1012345...10...Última »


Facebook


Twitter