31/03/2020
Por Edilson Silva em Ceará

Ceará tem 382 casos confirmados de Covid-19

O número de casos de novo coronavírus no Ceará é de 382, de acordo com o governador do Ceará , Camilo Santana. O governador divulgou os números em transmissão ao vivo em rede social na tarde desta segunda-feira (30). Não houve alteração no número de mortos, com 5 casos confirmados.

No Brasil, são 159 mortes e 4.579 casos, de acordo com o balanço do Ministério da Saúde desta segunda-feria. O Sudeste tem 2.507 casos, 55% do total, sendo 1.451 casos em São Paulo.

Por causa do avanço da Covid-19, o Sindicato das Escolas de Educação e Ensino da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe-CE) recomentou nesta segunda-feira (30) que instituições particulares do estado antecipem as férias do calendário letivo de julho para abril.

O decreto do governo estadual que proíbe o funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos foi prorrogado por mais uma semana, até 5 de abril, em todo o Ceará. A informação foi repassada no sábado (28) pelo governador Camilo Santana, durante uma transmissão ao vivo feitas nas redes sociais.

O informe epidemiológico da Secretaria da Saúde desta segunda-feira registrou 353 casos do total em Fortaleza. Outros 11 municípios cearenses também já contabilizam detectados com a doença. São eles: Aquiraz (14), Beberibe (1), Caucaia (1), Fortim (1), Itaitinga (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Maranguape (1), Mauriti (1), Quixadá (2) e Sobral (5).

Do 382 casos confirmados até o momento, 33 estão internados em hospitais, sendo 32 em Fortaleza e um em Juazeiro do Norte. Este último e outros 13 da capital estão em enfermarias. Os outros 19 encontram-se em unidades de terapia intensiva (UTIs). Além disso, outras 13 pessoas já receberam alta hospitalar.

O maior número de contaminados com o novo coronavírus está na faixa etária entre 20 e 49 anos de idade, um total de 231 pessoas, o que corresponde a 60,5% do total. Além disso, os homens são os mais infectados, com 206 do total de confirmados.

Até esta segunda-feira o Ceará conseguiu realizar 4.996 exames para a detecção da enfermidade. Destes, 2.698 não testaram positivo para o novo coronavírus. Outros 1.903 ainda aguardam o resultado, somando-se os testes realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (LACEN) e por laboratórios particulares.

O governador disse que tomou a decisão após várias reuniões com áreas técnicas do governo e setor produtivo. “Eu, após todas essas reuniões, ouvindo, sei que é importante a preocupação do setor produtivo com a economia, negócios, essa preocupação é nossa também mas nesse momento o que deve prevalecer, e não tenho dúvida que estou tomando a decisão que considero mais correta nesse momento, é proteger o cearense”, disse Camilo.

O governador renovou a orientação de isolamento social. “Continuamos orientando para evitar aglomerações; só saiam de casa naquelas necessidades básicas, para ir ao supermercado, para ir à farmácia; os idosos precisam ser protegidos, portanto, continuamos com todas as recomendações que fizemos ao longo da última semana no estado do Ceará”, ressaltou.


24/03/2020
Por Edilson Silva em Ceará, Saúde

Número de casos de coronavírus no Ceará chega a 164

O número de casos confirmados no Ceará do novo coronavírus, o covid-19, chegou a 164. Até este domingo, eram 125 casos confirmados. A informação é da Secretaria da Saúde do Ceará. Até o momento nenhuma morte contabilizada no Estado.

A maioria dos pacientes é de Fortaleza, com 151 infecções confirmadas laboratorialmente. O segundo maior município com casos confirmados é Aquiraz, com seis. No boletim desta segunda-feira, 23, foi divulgado uma nova infecção de turista em solo cearense, em um residente de Uberlândia, Minas Gerais.

O rápido crescimento fez o Ceará passar a ser o terceiro estado do País com maior quantidade de casos da Covid-19 confirmados, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro.

O Povo


22/03/2020
Por Edilson Silva em Brasil, Ceará, Saúde

URGENTE: Velórios de mortos pelo coronavírus são proibidos no Ceará: “Sepultamento imediato”

Eventuais mortos pelo coronavírus no Ceará devem ser sepultados imediatamente, conforme decisão do plantão do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. O enterro deve acontecer “tão logo seja liberado o corpo, sendo terminantemente proibida a realização de velórios, bem como a realização de serviços de somatoconservação e outras técnicas”.

A decisão em tutela de urgência foi assinada nesta sexta-feira, 20, pela juíza Sonia Meire de Abreu Tranca Calixto. O mandado de citação foi direcionado à Procuradoria Geral do Estado e a matéria distribuída a uma das varas da Fazenda Pública da Comarca da Capital em trâmite prioritário, pela excepcionalidade do caso de calamidade pública.

A tutela de urgência requerida para restrições na prestação do serviço funerário foi deferida em parte, a pedido do Sindicato das Empresas Funerárias do Estado (Sefec).

Mortos por demais causas devem ser velados por, no máximo, uma hora. “Cerimônias funerárias aos familiares (velórios) são limitadas a número não superior a 10 pessoas, por qualquer causa morte, devendo serem realizadas exclusivamente no período diurno”.

Óbitos ocorridos em unidades hospitalares após o fechamento dos cemitérios devem ser direcionados ao Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) ou Perícia Forense do Estado (Pefoce, antigo Instituto Médico Legal). Neste período, o corpo deve ser acondicionado em local e equipamento apropriado, “devendo a remoção ser garantida nas primeiras horas do dia imediatamente após o óbito, em caráter liminar ou de outro grau de prioridade, se a urgência do caso exigir”.

Confira trecho da decisão judicial:

“Cabe ao Estado tutelar o direito à saúde pública e a vigilância sanitária, inclusive, intervindo na prestação do serviço funerário em situação de calamidade pública. O serviço funerário tem caráter público peculiar, buscando a equidade e regularidade na sua prestação. Desse modo, não pode ser interrompida ainda que o mundo vivencie momento de pânico em razão das pandemia, mas precisam ser estabelecidas algumas medidas para os procedimentos realizados nos velórios, visando mitigar os efeitos danosos da doença.

Cumpre observar também, o perigo de dano que representa a pandemia do coronavírus, com potencial lesivo de relevo, acentuado poder de transmissão e letalidade, especialmente, nos contatos físicos como apertos de mãos, abraços e beijos, frequentes em velórios.

Não há perder de vista que, na situação em que uma família perde seu ente querido, precisa do apoio dos amigos, mas nesse instante os cuidados e recomendações feitas pelas autoridades de saúde devem prevalecer. Por isso, considerando a existência de elementos que evidenciem a probabilidade do direito a ser provisoriamente acautelado, face a constatação da verossimilhança fática da narrativa da parte autora, na busca da provável verdade, assim como, caracterizado o perigo de dano, entendo prudente a concessão de liminar pelo mesmo tempo de vigência que o Decreto do Governador do Estado do Ceará determinar.”


21/03/2020
Por Edilson Silva em Ceará, Saúde

Ceará tem 55 casos de coronavírus e transmissão comunitária da doença

O Ceará já registra caso de transmissão comunitária do novo coronavírus, de acordo informação do secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins, divulgada na tarde desta sexta-feira (20), durante uma transmissão ao vivo na internet.

A transmissão comunitária significa que a população cearense já transmitiu a doença dentro do próprio estado, e não de pessoas que contraíram a doença em outro estado ou país e em seguida estiveram no Ceará.

“Agora passam a ser contágios múltiplos entre pessoas do próprio estado por isso aumenta mais ainda a importância do isolamento social”, ressaltou Cabeto.

O estado tem 55 pessoas confirmadas com a Covid-19. Outras 766 seguem em investigação, segundo boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (19), pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

TVj1


12/03/2020
Por Edilson Silva em Ceará

Volume de água nos açudes cearenses é o melhor dos últimos 5 anos

As boas chuvas que banham o Ceará desde as primeiros semanas do ano trouxeram esperança ao povo sertanejo que depende da água para sobreviver. O sentimento de alívio transcende, e os agricultores já analisam o cenário com otimismo diante das boas recargas hídricas nos reservatórios cearenses. O volume acumulado nos 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), nos primeiros 70 dias de 2020, é o melhor desde 2015, se comparado a igual período dos anos anteriores.

Até ontem (11), marco temporal da série histórica analisada, eram 3,18 bilhões de metros cúbicos acumulados nos reservatórios cearenses, o que corresponde a 17,07% da capacidade hídrica das 12 bacias do Estado. Este índice só foi superado em 2015, quando o volume total dos açudes do Ceará era de 17,66%.

Essas recargas possibilitaram que 26 reservatórios ultrapassassem a marca de 90% da capacidade total. Destes, 20 estão atualmente sangrando. Este é o terceiro melhor índice das últimas duas décadas considerando os 70 dias iniciais de cada ano (2001-2020).

Conforme a Cogerh, somente em 2004 e 2011, o Ceará possuía mais açudes acima de 90% da capacidade até 11 de março dos respectivos anos. Em 2004, ano que marcou a maior recarga hídrica para o período, o Estado contava com 84 reservatórios sangrando e 16 com capacidade entre 90% e 99%. Já em 2011, eram 23 sangrando e oito próximos ao volume máximo.


22/01/2020
Por Edilson Silva em Ceará

Prognóstico indica 45% de probabilidade de chuvas acima da média no Ceará entre fevereiro e abril

A esperança do cearense de ter boas chuvas entre os meses de fevereiro e abril deste ano pode se tornar realidade caso se confirme o prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), divulgado nesta terça-feira (21) pelo Governo do Ceará, no Palácio da Abolição. De acordo com o estudo feito pela instituição, o estado tem 45% de chance de receber chuvas acima da média para o trimestre. Já a probabilidade das precipitações ficarem em torno da média é de 35% e de ficar abaixo da média é de 20%.

Eduardo Sávio, presidente da Funceme, afirma que o prognóstico é mais otimista do que o do ano anterior. Ele destaca, ainda, que determinadas regiões devem receber mais chuvas que outras. “Nós temos um cenário mais favorável ao centro-norte do estado em relação ao sul, onde poderemos observar categorias em torno da normalidade ou até mesmo em algumas regiões no extremo sul abaixo da média”, disse Sávio. Mesmo assim, o presidente tranquiliza a população ao explicar que isso é comum. “Temos que lembrar que anos normais são caracterizados por uma intensa variabilidade, mas o cenário, em última análise, é muito favorável para o prognóstico de chuvas esse ano. Os meses iniciais da estação chuvosa tendem a ficar na categoria acima da média e há uma redução relativa ao longo da estação”.

Com probabilidade boa de chuvas, cresce a expectativa de que mananciais importantes para a oferta hídrica recebam bons aportes. Francisco Teixeira, secretário dos Recursos Hídricos, pondera que, mesmo com a previsão favorável para a ocorrência de precipitações, é preciso ter cautela e aguardar.

Chuva não é garantia de água dentro do reservatório. Para reservatórios como o Castanhão, Orós e Banabuiú terem uma reserva representativa, a chuva tem que cair de forma intensa em um curto espaço de tempo e cair no local certo, para que aquela água possa ser canalizada para o rio principal e causar o aporte no reservatório”, explicou Teixeira. O titular da SRH enfatizou que o Ceará já esteve em situação menos favorável, mas que graças ao trabalho feito, conseguiu garantir água. “Já chegamos a ficar com 6 ou 7% das reservas hídricas, que é metade do que temos hoje, pouco mais de 14%. Fazer ações de monitoramento eficiente do tempo e do clima para saber das nossas possibilidades de aporte é importante. Uma vez tendo o conhecimento, gerenciar aquela água com a maior eficiência possível”, comentou o gestor.

Essa capacidade operacional e técnica do Estado foi elogiada por Élcio Batista, secretário-chefe da Casa Civil. “Não há nenhum estado no Brasil com a competência que tem o Ceará nessa área dos recursos hídricos. Isso vem sendo construído ao longo dos últimos 30 anos. Talvez seja o setor em que a gente tem uma grande expertise para apresentar para o mundo em termos de capital humano. A gente pode ter orgulho dessa gestão de recursos hídricos. São Paulo não aguentou um ano de seca, o estado mais rico da Federação. O Ceará, praticamente com sete, oito anos de seca, está sem fazer racionamento em Fortaleza. Isso é um exemplo a ser seguido e tem a ver com planejamento, que começou lá atrás e vem sendo perseguido ano a ano”, comemorou Élcio.


18/01/2020
Por Edilson Silva em Ceará

Nuvem impressionante cobre céu de Sobral-CE

A chuva na cidade de Sobral, região norte do Ceará, derrubou parte do teto da sede do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e alagou diversos pontos do município, nesta sexta-feira (17). Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu cerca de 18 milímetros, das 14h às 15h, desta sexta.

De acordo com o Detran, parte do teto da sala de atendimento cedeu por conta da chuva. No momento do incidente, cerca de 20 pessoas estavam em atendimento. Ninguém ficou ferido. Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local e isolaram a área para evitar choque elétrico. O atendimento foi suspenso durante a tarde desta sexta-feira (17).

No Bairro Ibiapina, a chuva alagou diversas ruas e dificultou o trânsito da região. De acordo com a Funceme, mesmo com a baixa quantidade em milímetros, a chuva em Sobral teve a presença de raios, devido a formação de nuvens do tipo cumulonimbus


02/10/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Estátua de Padre Cícero é iluminada de rosa em apoio a campanha do outubro rosa

Monumentos e prédios públicos do Ceará começaram o mês de outubro iluminados com a cor rosa. Isso porque neste mês de outubro, acontece a campanha Outubro Rosa, com o objetivo de alertar mulheres sobre o câncer de mama. Um desses monumentos, é a estátua do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte.

O evento já é um costume anual no monumento do santo popular, que recebe o colorido rosa nos meses de outubro, pelo menos desde 2015.

Na capital, Fortaleza, por sua vez, também há locais escolhidos para lembrar a campanha. Em 2019, recebem a nova iluminação os Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cuca) e a Ponte da Barra do Ceará.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, mais da metade das mulheres diagnosticadas com a enfermidade já estão em estágio avançado, em função do baixo rastreamento mamográfico no Brasil. O câncer de mama é maior tipo de incidência entre as mulheres.


10/04/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Açude sangra em Santana do Cariri após 10 anos sem atingir a capacidade máxima

O Açude Tatajuba fica na zona rural de Santana do Cariri, a 13 km da sede. O reservatório é particular, ou seja, não é monitorado pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). Mas, os 7 milhões de metros cúbicos fazem toda a diferença na região.

O agricultor Adriano Fernandes lembra da última vez que o açude sangrou e esperava ansioso a nova cheia. “É muito bonito, é uma coisa linda ver o inverno voltando na nossa região”, diz o agricultor. A fartura de água também é fundamental para produção agrícola. “É uma esperança muito grande porque os açudes estão cheios, só faltava esse”, complementa o agricultor.

O reservatório, que foi construído em 1996, fica no leito do riacho Tatajuba e pertence à Bacia do Rio Salgado. Desde que atingiu a capacidade máxima, no último sábado, tem atraído muita gente. José Sávio nem era nascido quando o Tatajuba sangrou pela última vez. Hoje, com 14 anos, o estudante decidiu gravar a imagem na memória e no celular. “Eu estou registrando porque achei muito bonito e vou mostrar aos meus amigos e famílias para que eles venham também”, revelou.

Diário do Nordeste


17/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Por riscos na barragem do Granjeiro, comunidades rurais de Ubajara recebem ordem de evacuação

Moradores de localidades rurais ao longo do leito do rio Jaburu, no município de Ubajara, próximo a Ibiapina, foram surpreendidos por orientação de evacuação de suas casas na noite de ontem, por medida de segurança diante de riscos relativos ao açude Granjeiro. Vídeos nas redes sociais registram a concentração de veículos da Prefeitura de Ubajara na sede do município prontos para se deslocar em comboio para a retirada da população desses distritos. Conforme fontes do Governo do Estado, seriam cerca de 15 famílias afetadas.

Segundo a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros do Ceará, que responde pela Defesa Civil do Estado, a medida é preventiva e foi executada por orientação da Agência Nacional de Águas (ANA). A evacuação das famílias que moram ao longo do leito do rio Jaburu ocorre em razão do trabalho de abertura de um novo sangradouro da barragem do Granjeiro, localizada na área. “No momento, está sendo feita uma redução controlada do nível do açude, que se encontra bastante elevado. Por precaução, as comunidades ribeirinhas estão sendo realocadas temporariamente, até o fim da etapa do processo”, explica, em nota, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros (Cedec/ CBMCE).

Durante a semana foi concluída obra de reforço da estrutura do açude, que é propriedade particular, para evitar o rompimento. Na quarta-feira, 13, publicação do órgão estadual relatou o deslocamento de técnicos ao local, “que havia sofrido as investidas de ondas provocadas por ventos fortes que vinham danificando o maciço”, e a realização de “um muro de contenção”. A expansão da área de sangria visa complementar as ações de segurança.

Conforme informações de moradores da área, seria possível sentir tremores da estrutura das paredes da barragem, que por ser propriedade privada não é monitorada pela Companhia Estadual de Gestão dos Recursos Hídricos. A preocupação é que o nível a água continue a subir, devido à previsão de chuvas para este domingo em todo o Estado.


12/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará, Tempo

Chuva de granizo é registrada por morador de Santana do Cariri

Choveu granizo na localidade de Dom Leme, em Santana do Cariri, nesta segunda-feira (11). Um morador da região registrou em vídeo o acontecimento que, segundo ele, não presenciava há mais de 15 anos.

“Tem uns 15 anos que isso aconteceu aqui, eu era criança. Ficou todo mundo impressionado”, contou o apicultor Digerson Campos de Castro, 34 anos.

Segundo ele, a chuva iniciou no período da tarde, por volta de 15h, e durou cerca de uma hora.

“Foi uma alegria, deu a sensação de quando eu era criança”, enfatizou.


11/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Mais dois açudes no Ceará atingem volume máximo

Com as chuvas dos primeiros dias de março, subiu para 12 o número de açudes no estado que estão com 100% do volume. O açude Cauhipe, no município de Caucaia, e o Açude Diamantino II, em Boa Viagem, sangraram nesta segunda-feira (11), segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Os açudes que estão com 100% de sua capacidade são: Acaraú Mirim, no município de Massapê; São José I, em Boa Viagem; Diamantino II, em Marco; Itaúna na cidade de Granja; Tucunduba, em Senadro Sã; Gameleira, em Itapipoca; Batente, em Ocara; Cauhipe, em Caucaia; Cocó, em Fortaleza; Germinal, em Palmácia; Maranguapinho, em Maranguape e Tijuquinha no Macicço de Baturité.

Dezessete açudes do Ceará estão com capacidade acima de 90%. As informações são do G1 CE.

Situação dos principais açudes

Os maiores açudes do Ceará, no entanto, seguem em situação crítica. O Castanhão, principal reservatório a abastecer a Grande Fortaleza, tem apenas 3,57% da capacidade máxima. Já o Orós, segundo maior açude do estado, tem 5,32% do volume máximo.


09/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará, Tempo

Três jogadores são atingidos por raio na zona rural de Santa Quitéria

Três jogadores foram atingidos por um raio, logo após jogarem futebol na localidade de São Domingos, próximo ao distrito de Sangradouro, em Santa Quitéria. O fato aconteceu no final da tarde desta sexta (08).

Segundo informações extraoficiais, os jogadores do time “Nacional de São Domingos” estavam no local, quando foram surpreendidos por uma forte descarga elétrica, que também atingiu o distrito.

O impacto foi tão forte, segundo moradores, que acabou gerando curto-circuito e pegando fogo em alguns postes de Sangradouro.

Dois deles foram encaminhados para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral e um outro teria sido levado para o Hospital Municipal de Varjota, onde recebia atendimento na noite de hoje. O fato impressionou os moradores da região.

Em tempo – O município de Santa Quitéria é um dos locais com maior concentração de descargas elétricas no Estado, segundo a ENEL.


09/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Fortaleza registra uma das maiores chuvas deste sábado no Ceará

Três municípios no Ceará registram chuvas acima dos 50 milímetros até as 14h deste sábado (9), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). Itaiçaba, no litoral de Aracati, Aquiraz e Fortaleza registraram, respectivamente, 57,5 mm; 57 mm e 51,2 mm. Na Capital, chove há mais de 12 horas.

De acordo com a Funceme, chove em 50 municípios cearenses neste sábado. Entre as 10 maiores chuvas, também estão Eusébio (50 mm), Morada Nova (48,8 mm), Amontada (46 mm), Pentecoste (44 mm), São Gonçalo do Amarante (41 mm) e Pacatuba (40,8).

A previsão para este sábado, segundo a Funceme, é de nebulosidade variável com chuvas isoladas (na faixa litorânea, no Maciço de Baturité e na Ibiapaba. Nas demais regiões, há apenas possibilidade.

Já para o domingo (10), todo o litoral do Estado seguirá com condições de precipitações e o sul ganha força devido a atuação de um Cavado de Altos Níveis (CAN), que tende a transforma-se em um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) com posição favorável ao Ceará.


07/03/2019
Por Edilson Silva em Ceará, Tempo

Chuvas no Ceará ficam 49,6% acima da média histórica em fevereiro; veja os maiores índices

Em 2019, o mês de fevereiro trouxe mais que apenas o início da quadra chuvosa no Ceará. Enquanto a média histórica de precipitação no mês é de 118,6 milímetros, dados preliminares da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) mostram que o Estado registrou 177,4 milímetros durante o período neste ano. A variação representa um desvio porcentual positivo de 49,6%.

As chuvas foram observadas principalmente nas regiões do Litoral Norte, Litoral do Pecém, Litoral de Fortaleza, parte da região do Maciço de Baturité e Serra da Ibiapaba.

O fator que causou as precipitações, conforme a pesquisadora da Funceme Meyre Sakamoto, foi a proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), um conjunto de nuvens que circunda a faixa equatorial do globo terrestre.

A formação se manteve próxima à faixa litorânea por alguns dias, trazendo mais chuva à região. “Não choveu tanto no Cariri e parte do Sertão Central em Inhamuns porque a Zona de Convergência não entrou efetivamente no Estado, só ficou próxima”, explica Sakamoto.


14/02/2019
Por Edilson Silva em Ceará, Tempo

Quixeramobim: Comunidade Santa Isabel registra 227 mm de chuva e é considerada maior precipitação do ano no município

O Ceará registrou, nas últimas 24 horas, fortes chuvas sobre o território estadual. Conforme boletim pluviométrico divulgado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), com dados das 7 horas de ontem, 13, até as 7 horas de hoje, 14, todos as regiões cearenses registraram precipitações.

Até o momento, de acordo com o registro oficial, o município de Granja (Posto: Timonha) teve a maior chuva. Foram 176 milímetros. O registro é seguido por Tabuleiro do Norte, que teve volume de 167.2 mm. Ibaretama (Posto: Fazenda Niteroi), no Sertão Central, registrou 117 mm.

Contando com os três dados anteriores, as 10 maiores chuvas do Estado ocorreram em:
Pacoti (Posto: Pacoti): 116.6 mm
Aracoiaba (Posto: Furnas): 105.0 mm
Quixeramobim (Posto: São Miguel): 100.0 mm
Guaramiranga (Posto: Guaramiranga): 96.0 mm
Ibaretama (Posto: Ibaretama): 91.0 mm
Granja (Posto: Pessoa Anta): 90.0 mm
Ocara (Posto: Açude Batente): 89.0 mm

Não registrada oficialmente, a comunidade de Santa Isabel, na zona rural de Quixeramobim, registrou precipitação de 227 milímetros e, até o momento, é considerada a maior chuva do Estado, de acordo com o registro popular. A sede do município teve volume de chuva de 31 mm, e o radar, 29.4 mm.

Senador Pompeu, ainda na região, teve chuva de 60 mm; Quixadá, 57 mm; Pedra Branca, 53 mm; Açude São José I, em Boa Viagem, 49 mm; e Solonópole, 27 mm.

Repórter Ceará – Foto: Eva Cristian


10/01/2019
Por Edilson Silva em Ceará

Forte chuva derruba árvores, postes e telhados em Santana do Acaraú

G1 – Uma forte chuva causou estragos para os moradores de Santana do Acaraú, no interior do Ceará, na tarde desta quarta-feira (9). A chuva começou por volta das 14h e durou cerca de 40 minutos. Árvores, postes de iluminação pública, placas de postos de combustíveis não resistiram à forte ventania. Numa igreja evangélica a placa da frente também caiu.

Parte da cidade ficou sem iluminação por quase duas horas.

No Bairro Gerardo Arcanjo, mais conhecido como Rio das Garças, uma casa desabou. Não havia ninguém na residência, o dono do imóvel que mora sozinho, Ataíde Oliveira, disse que não tem para onde ir. “Vou ficar tentando ir pra um e outro agora”, lamenta.

G1 – Foi a primeira grande chuva do ano na cidade. Os moradores relataram que a chuva também veio com muitos raios.

A Defesa Civil de Santana deve fazer um levantamento dos estragos na manhã de quinta-feira e fazer um relatório que será encaminhado à prefeitura da cidade.

O Ceará voltou a receber um bom volume de chuvas em pelo menos 64 municípios entre as 7h desta terça (8) e as 7h desta quarta (9), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As regiões que mais receberam chuvas foram o Litoral do Pecém, Fortaleza e Jaguaribana. Na capital, no Posto Messejana, foi registrada precipitação de 30 milímetros. No Posto Castelão, 22, 2 milímetros. E no Posto Água Fria, 9,0 milímetros.


24/11/2018
Por Edilson Silva em Ceará, Tempo

Cidades do Ceará têm manhã de fortes chuvas

As cidades do Cariri cearense, no sul do estado, amanheceram com forte chuva neste sábado, 24. Em Cedro e em Crato, a precipitação ocasionou alagamento nas ruas e enxurradas na zona rural. Apesar dos transtornos, os moradores da região agradecem a chuva que ameniza a estiagem e aliviam o calor.

Na Chapada do Araripe, a névoa tomou conta da paisagem após meses de tempo com sol forte.

Pluviômetros de moradores da região marcaram precipitação de 160 milímetros em Cedro e 140 em Crato. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ainda não divulgou dados do volume de chuva neste sábado.

A previsão do órgão para domingo (25) e segunda-feira (26) é de tempo nublado com chuvas em todo o estado.


22/06/2018
Por Edilson Silva em Astronomia, Ceará

Passagem de meteoro no Ceará é registrada por câmeras na Paraíba

A passagem de um meteoro pelo Ceará, na noite desta quarta-feira, foi registrada por câmeras de estações de monitoramento da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), em João Pessoa e Campina Grande. O ápice da passagem do meteoro foi na cidade de Icó, no Ceará. Mesmo a uma distância de mais de 500 quilômetros entre João Pessoa e Icó, a imagem pôde ser captada com clareza.

As imagens foram descobertas na manhã desta quinta-feira (21), quando os membros das Associação Paraibana de Astronomia (APA) perceberam o registro da estação que fica no bairro da Torre, em João Pessoa.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Ceará

Ceará vai dessalinizar água do mar para consumo

A seca histórica que há seis anos não dá trégua à Região Nordeste levou o governo do Ceará a adotar uma medida extrema para garantir o abastecimento humano de água. O governo do Estado decidiu instalar, no litoral de Fortaleza, uma unidade de dessalinização da água do mar, para complementar o atendimento à população. O plano é que, até 2020, parte dos habitantes da cidade passe a matar a sede bebendo esse líquido.

Até maio, o Estado vai receber dois estudos técnicos sobre o projeto, que tem orçamento estimado em cerca de R$ 500 milhões. Uma empresa sul-coreana e outra espanhola foram escolhidas no fim de 2017 para apresentar propostas de engenharia, com indicação do melhor modelo tecnológico para retirar o sal da água e o melhor local para sua instalação. A meta do governo é de que a água retirada do Oceano Atlântico atenda pelo menos 720 mil habitantes de Fortaleza. A capital consome hoje cerca 8 m³ de água por segundo.




Facebook


Twitter