04/02/2020
Por Edilson Silva em Mundo

Mulher com coronavírus dá à luz na China; bebê nasce saudável

Uma mulher de 27 anos diagnosticada com coronavírus deu à luz na China. O bebê nasceu saudável. O hospital de Harbin, na China, onde a criança nasceu, atualizou o estado de saúde das duas nesta segunda-feira (3).

A criança nasceu na semana passada, assim que a mãe foi diagnosticada com o vírus. Os médicos decidiram submeter a mulher à cesárea. O bebê nasceu pesando 3kg. No domingo (2), os exames para saber se o recém-nascido tinha coronavírus deram negativo.

Os médicos optaram por uma cirurgia de emergência porque o estado de saúde da mãe estava piorando e ela não poderia receber o tratamento contra a doença enquanto carregava o bebê. A cirurgia foi extremamente perigosa, já que a paciente estava com febre e tossia sem parar enquanto os próprios médicos enfrentavam o risco de contaminação. Segundo os médicos, a temperatura corporal da mãe também retornou ao normal no domingo. A mulher e a criança vão permanecer em quarentena para observação.

O número total de mortes por epidemia de coronavírus na China aumentou para 361 no domingo, 57 a mais que no dia anterior, informou a Comissão Nacional de Saúde. Segundo o relatório, 56 das novas mortes ocorreram na província de Hubei e uma no município de Chongqing. O número de novas infecções confirmadas na China aumentou 2.829 no domingo, elevando o total para 17.205. As Filipinas confirmaram, neste domingo, a primeira morte pelo novo coronavírus fora do país asiático.


30/01/2020
Por Edilson Silva em Mundo, Saúde

Brasil tem 9 casos suspeitos de coronavírus

O Ministério da Saúde informou hoje (29) que existem nove casos considerados suspeitos de coronavírus no Brasil. Em São Paulo, há três casos; em Santa Catarina, dois; e nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Ceará, um em cada. Até o momento, o ministério foi notificado de 33 suspeitas de casos. Após testes para vírus mais comuns e verificações, 24 pacientes foram descartados para coronavírus.

Um caso é tratado como suspeito se a pessoa esteve na China nos últimos 14 dias e apresentou tosse e febre ao retornar. Neste caso, o paciente é colocado em isolamento e são realizados testes para checar, primeiro, se o que essa pessoa tem é influenza ou outra gripe. Caso os exames não acusem essa possibilidade, é feito o teste para coronavírus.

No momento, apenas o primeiro caso suspeito, da estudante de Minas Gerais, está na etapa de teste para coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, é possível que o resultado do teste seja conhecido na próxima sexta-feira (31).

Atualmente, 6.065 casos de coronavírus foram confirmados em todo mundo, sendo 5.997 somente na China, onde 132 pessoas já morreram. Não houve ainda nenhuma morte em outros países.


30/01/2020
Por Edilson Silva em Caicó, Mundo

Modelo caicoense relata tensão vivenciada na China com o coronavírus

A modelo caicoense  Viviane Negrini relatou em entrevista exclusiva ao Programa Gláucia, Suerda e Você nesta quinta-feira (30) a tensão vivenciada na China com a epidemia do Corona Vírus.

Viviane que estava residindo na cidade de Chengdu, na China, estava realizando alguns trabalhos para uma agência e deixou o país que já emitiu nota de alerta para evacuação da área. Ela foi para a cidade de Delhi, capital da Índia, uma imensa área metropolitana no norte do país.

” A tensão é grande das pessoas que residem no país. As pessoas andam de máscaras pelas ruas temerosas com o vírus que já levou a óbito centenas de pessoas”, disse.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que o risco global é “alto” , mas decidiu não declarar emergência internacional de saúde pública, como fez com a gripe suína e o Ebola.

Fonte: Gláucia Lima


24/01/2020
Por Edilson Silva em Mundo

Brasil adianta ponteiros do Relógio do Juízo Final

Políticas ambientais do governo e devastação da Amazônia fazem com que o Brasil seja incluído pela 1ª vez em dispositivo criado em 1947 para medir o quanto a humanidade estaria perto de uma catástrofe.

O Relógio do Juízo Final teve seus ponteiros ajustados nesta quinta-feira (23/01) para a marca de apenas 100 segundos para a meia-noite, simbolizando o maior perigo para a humanidade registrado desde criação do dispositivo em 1947.

O Brasil foi citado pela primeira vez como um dos causadores do aumento do nível de perigo em razão das políticas ambientais do governo e do desmantelamento da proteção à Amazônia.

O avanço dos ponteiros foi decidido pelo Boletim de Cientistas Atômicos, um painel internacional de especialistas que controla o dispositivo e conta com a participação de 13 ganhadores do prêmio Nobel.

Outros fatores levados em conta foram o aumento das tensões internacionais, a maior utilização de tecnologias destrutivas, a militarização do espaço e o desenvolvimento de novas armas supersônicas, além do risco de uma nova corrida nuclear.

“Passamos a contar em segundos o quanto estamos próximos de uma catástrofe, não em horas ou minutos”, disse Rachel Bronson, presidente do organismo. O Relógio do Juízo Final foi inicialmente criado para medir os riscos de uma catástrofe nuclear, mas desde 2007 passou a incluir também as mudanças no clima do planeta e seus efeitos.

“No ano passado, alguns países agiram para combater as mudanças climáticas enquanto outros, incluindo os Estados Unidos, que deixaram o acordo de Paris, e o Brasil, que desmantelou políticas de proteção à floresta amazônica, deram vários passos para trás”, afirma o grupo de cientistas em comunicado.

Entre as causas de preocupação, os cientistas destacaram o fracasso da Conferência do Clima em Madri, o aumento das emissões de CO2 e incêndios de grandes proporções ocorridos “desde o Ártico até a Austrália”.

No ano passado, o aumento das queimadas na Amazônia gerou comoção internacional e fez com que o Brasil se tornasse alvo de pesadas críticas de governos e organizações ambientalistas em todo o mundo.

Em 2019, em torno de 10 mil quilômetros quadrados de floresta foram devastados no Brasil. O desmatamento na Amazônia cresceu 85,3% em comparação com 2018, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O Brasil abriga 60% da Floresta Amazônica, que é um regulador chave para os sistemas vivos do planeta e também para o índice de chuvas no país. Suas árvores absorvem cerca de 2 bilhões de toneladas de dióxido de carbono por ano e liberam 20% do oxigênio do planeta.

Depois de ter sido considerado uma história de sucesso ambiental, o Brasil vem perdendo prestígio, principalmente desde a eleição de Jair Bolsonaro à presidência. Ele já declarou várias vezes a intenção de explorar a floresta amazônica, ameaçando reservas naturais e terras indígenas, e chegou a negar a existência de mudanças climáticas.

Devido ao discurso do presidente e à agenda ambiental do governo, especialistas temem que o desmatamento no Brasil atinja níveis alarmantes nos próximos anos.

O Relógio do Juízo Final foi inicialmente acertado em sete minutos para a meia-noite. A pior marca até agora – dois minutos para a meia-noite – havia sido registrada nos anos de 2018 e 2019.

Segundo o dispositivo, o mais longe que a humanidade já esteve de uma catástrofe foi em 1991 com o fim da Guerra Fria, quando o relógio marcou 17 minutos para o fim dos tempos.

Fonte: DW – A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.


24/01/2020
Por Edilson Silva em Mundo, Religião

Íntegra da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações

Cidade do Vaticano  – Foi divulgada, nesta sexta-feira (24/01), a mensagem do Papa Francisco para o 54° Dia Mundial das Comunicações Sociais. A seguir, o texto na íntegra.

Mensagem do Papa Francisco

para o LIV Dia Mundial das Comunicações Sociais

« “Para que possas contar e fixar na memória” (Ex 10, 2).

A vida faz-se história »

Desejo dedicar a Mensagem deste ano ao tema da narração, pois, para não nos perdermos, penso que precisamos de respirar a verdade das histórias boas: histórias que edifiquem, e não as que destruam; histórias que ajudem a reencontrar as raízes e a força para prosseguirmos juntos. Na confusão das vozes e mensagens que nos rodeiam, temos necessidade duma narração humana, que nos fale de nós mesmos e da beleza que nos habita; uma narração que saiba olhar o mundo e os acontecimentos com ternura, conte a nossa participação num tecido vivo, revele o entrançado dos fios pelos quais estamos ligados uns aos outros.

1. Tecer histórias

O homem é um ente narrador. Desde pequenos, temos fome de histórias, como a temos de alimento. Sejam elas em forma de fábula, romance, filme, canção, ou simples notícia, influenciam a nossa vida, mesmo sem termos consciência disso. Muitas vezes, decidimos aquilo que é justo ou errado com base nos personagens e histórias assimiladas. As narrativas marcam-nos, plasmam as nossas convicções e comportamentos, podem ajudar-nos a compreender e dizer quem somos.

O homem não só é o único ser que precisa de vestuário para cobrir a própria vulnerabilidade (cf. Gn 3, 21), mas também o único que tem necessidade de narrar-se a si mesmo, «revestir-se» de histórias para guardar a própria vida. Não tecemos apenas roupa, mas também histórias: de facto, servimo-nos da capacidade humana de «tecer» quer para os tecidos, quer para os textos. As histórias de todos os tempos têm um «tear» comum: a estrutura prevê «heróis» – mesmo do dia-a-dia – que, para encalçar um sonho, enfrentam situações difíceis, combatem o mal movidos por uma força que os torna corajosos, a força do amor. Mergulhando dentro das histórias, podemos voltar a encontrar razões heroicas para enfrentar os desafios da vida.

O homem é um ente narrador, porque em devir: descobre-se e enriquece-se com as tramas dos seus dias. Mas, desde o início, a nossa narração está ameaçada: na história, serpeja o mal.

2. Nem todas as histórias são boas

«Se comeres, tornar-te-ás como Deus» (cf. Gn 3, 4): esta tentação da serpente introduz, na trama da história, um nó difícil de desfazer. «Se possuíres…, tornar-te-ás…, conseguirás…»: sussurra ainda hoje a quem se fia do chamado «mentiroso» (cf. Jo 9, 44), para atingir os seus fins. Quantas histórias nos narcotizam, convencendo-nos de que, para ser felizes, precisamos continuamente de ter, possuir, consumir. Quase não nos damos conta de quão ávidos nos tornamos de bisbilhotices e intrigas, de quanta violência e falsidade consumimos. Frequentemente, nos «teares» da comunicação, em vez de narrações construtivas, que solidificam os laços sociais e o tecido cultural, produzem-se histórias devastadoras e provocatórias, que corroem e rompem os fios frágeis da convivência. Quando se misturam informações não verificadas, repetem discursos banais e falsamente persuasivos, percutem com proclamações de ódio, está-se, não a tecer a história humana, mas a despojar o homem da sua dignidade.

Mas, enquanto as histórias utilizadas para proveito próprio ou ao serviço do poder têm vida curta, uma história boa é capaz de transpor os confins do espaço e do tempo: à distância de séculos, permanece atual, porque nutre a vida.

Numa época em que se revela cada vez mais sofisticada a falsificação, atingindo níveis exponenciais (o deepfake), precisamos de sapiência para patrocinar e criar narrações belas, verdadeiras e boas. Necessitamos de coragem para rejeitar as falsas e depravadas. Ocorre paciência e discernimento para descobrirmos histórias que nos ajudem a não perder o fio, no meio das inúmeras lacerações de hoje; histórias que tragam à luz a verdade daquilo que somos, mesmo na heroicidade oculta do dia a dia.

3. A História das histórias

A Sagrada Escritura é uma História de histórias. Quantas vicissitudes, povos, pessoas nos apresenta! Desde o início, mostra-nos um Deus que é simultaneamente criador e narrador: de facto, pronuncia a sua Palavra e as coisas existem (cf. Gn 1). Deus, através deste seu narrar, chama à vida as coisas e, no apogeu, cria o homem e a mulher como seus livres interlocutores, geradores de história juntamente com Ele. Temos um Salmo onde a criatura se conta ao Criador: «Tu modelaste as entranhas do meu ser e teceste-me no seio de minha mãe. Dou-Te graças por me teres feito uma maravilha estupenda (…). Quando os meus ossos estavam a ser formados, e eu, em segredo, me desenvolvia, recamado nas profundezas da terra, nada disso Te era oculto» (Sal 139/138, 13-15). Não nascemos perfeitos, mas necessitamos de ser constantemente «tecidos» e «recamados». A vida foi-nos dada como convite a continuar a tecer a «maravilha estupenda» que somos.

Neste sentido, a Bíblia é a grande história de amor entre Deus e a humanidade. No centro, está Jesus: a sua história leva à perfeição o amor de Deus pelo homem e, ao mesmo tempo, a história de amor do homem por Deus. Assim, o homem será chamado, de geração em geração, a contar e fixar na memória os episódios mais significativos desta História de histórias: os episódios capazes de comunicar o sentido daquilo que aconteceu.

O título desta Mensagem é tirado do livro do Êxodo, narrativa bíblica fundamental que nos faz ver Deus a intervir na história do seu povo. Com efeito, quando os filhos de Israel, escravizados, clamam por Ele, Deus ouve e recorda-Se: «Deus recordou-Se da sua aliança com Abraão, Isaac e Jacob. Deus viu os filhos de Israel e reconheceu-os» (Ex 2, 24-25). Da memória de Deus brota a libertação da opressão, que se verifica através de sinais e prodígios. E aqui o Senhor dá a Moisés o sentido de todos estes sinais: «Para que possas contar e fixar na memória do teu filho e do filho do teu filho (…) os meus sinais que Eu realizei no meio deles. E vós conhecereis que Eu sou o Senhor» (Ex 10, 2). A experiência do Êxodo ensina-nos que o conhecimento de Deus se transmite sobretudo contando, de geração em geração, como Ele continua a tornar-Se presente. O Deus da vida comunica-Se, narrando a vida.

O próprio Jesus falava de Deus, não com discursos abstratos, mas com as parábolas, breves narrativas tiradas da vida de todos os dias. Aqui a vida faz-se história e depois, para o ouvinte, a história faz-se vida: tal narração entra na vida de quem a escuta e transforma-a.

Também os Evangelhos – não por acaso – são narrações. Enquanto nos informam acerca de Jesus, «performam-nos»[1] à imagem de Jesus, configuram-nos a Ele: o Evangelho pede ao leitor que participe da mesma fé para partilhar da mesma vida. O Evangelho de João diz-nos que o Narrador por excelência – o Verbo, a Palavra – fez-Se narração: «O Filho unigénito, que é Deus e está no seio do Pai, foi Ele quem O contou» (1, 18). Usei o termo «contou», porque o original exeghésato tanto se pode traduzir «revelou» como «contou». Deus teceu-Se pessoalmente com a nossa humanidade, dando-nos assim uma nova maneira de tecer as nossas histórias.

4. Uma história que se renova

A história de Cristo não é um património do passado; é a nossa história, sempre atual. Mostra-nos que Deus tomou a peito o homem, a nossa carne, a nossa história, a ponto de Se fazer homem, carne e história. E diz-nos também que não existem histórias humanas insignificantes ou pequenas. Depois que Deus Se fez história, toda a história humana é, de certo modo, história divina. Na história de cada homem, o Pai revê a história do seu Filho descido à terra. Cada história humana tem uma dignidade incancelável. Por isso, a humanidade merece narrações que estejam à sua altura, àquela altura vertiginosa e fascinante a que Jesus a elevou.

Vós «sois uma carta de Cristo – escrevia São Paulo aos Coríntios –, confiada ao nosso ministério, escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo; não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne que são os vossos corações» (2 Cor 3, 3). O Espírito Santo, o amor de Deus, escreve em nós. E, escrevendo dentro de nós, fixa em nós o bem, recorda-no-lo. De facto, re-cordar significa levar ao coração, «escrever» no coração. Por obra do Espírito Santo, cada história, mesmo a mais esquecida, mesmo aquela que parece escrita em linhas mais tortas, pode tornar-se inspirada, pode renascer como obra-prima, tornando-se um apêndice de Evangelho. Assim as Confissões de Agostinho, o Relato do Peregrino de Inácio, a História de uma alma de Teresinha do Menino Jesus, os Noivos prometidos (Promessi sposi) de Alexandre Manzoni, os Irmãos Karamazov de Fiódor Dostoevskij… e inumeráveis outras histórias, que têm representado admiravelmente o encontro entre a liberdade de Deus e a do homem. Cada um de nós conhece várias histórias que perfumam de Evangelho: testemunham o Amor que transforma a vida. Estas histórias pedem para ser partilhadas, contadas, feitas viver em todos os tempos, com todas as linguagens, por todos os meios.

5. Uma história que nos renova

Em cada grande história, entra em jogo a nossa história. Ao mesmo tempo que lemos a Escritura, as histórias dos Santos e outros textos que souberam ler a alma do homem e trazer à luz a sua beleza, o Espírito Santo fica livre para escrever no nosso coração, renovando em nós a memória daquilo que somos aos olhos de Deus. Quando fazemos memória do amor que nos criou e salvou, quando metemos amor nas nossas histórias diárias, quando tecemos de misericórdia as tramas dos nossos dias, nesse momento estamos a mudar de página. Já não ficamos atados a lamentos e tristezas, ligados a uma memória doente que nos aprisiona o coração, mas, abrindo-nos aos outros, abrimo-nos à própria visão do Narrador. Nunca é inútil narrar a Deus a nossa história: ainda que permaneça inalterada a crónica dos factos, mudam o sentido e a perspetiva. Narrarmo-nos ao Senhor é entrar no seu olhar de amor compassivo por nós e pelos outros. A Ele podemos narrar as histórias que vivemos, levar as pessoas, confiar situações. Com Ele, podemos recompor o tecido da vida, cozendo as ruturas e os rasgões. Quanto nós, todos, precisamos disso!

Com o olhar do Narrador – o único que tem o ponto de vista final –, aproximamo-nos depois dos protagonistas, dos nossos irmãos e irmãs, atores juntamente connosco da história de hoje. Sim, porque ninguém é mero figurante no palco do mundo; a história de cada um está aberta a possibilidades de mudança. Mesmo quando narramos o mal, podemos aprender a deixar o espaço à redenção; podemos reconhecer, no meio do mal, também o dinamismo do bem e dar-lhe espaço.

Por isso, não se trata de seguir as lógicas do «mentiroso», nem de fazer ou fazer-se publicidade, mas de fazer memória daquilo que somos aos olhos de Deus, testemunhar aquilo que o Espírito escreve nos corações, revelar a cada um que a sua história contém maravilhas estupendas. Para o conseguirmos fazer, confiemo-nos a uma Mulher que teceu a humanidade de Deus no seio e – diz o Evangelho – teceu conjuntamente tudo o que Lhe acontecia. De facto, a Virgem Maria tudo guardou, meditando-o no seu coração (cf. Lc 2, 19). Peçamos-Lhe ajuda a Ela, que soube desatar os nós da vida com a força suave do amor:

Ó Maria, mulher e mãe, Vós tecestes no seio a Palavra divina, Vós narrastes com a vossa vida as magníficas obras de Deus. Ouvi as nossas histórias, guardai-as no vosso coração e fazei vossas também as histórias que ninguém quer escutar. Ensinai-nos a reconhecer o fio bom que guia a história. Olhai o cúmulo de nós em que se emaranhou a nossa vida, paralisando a nossa memória. Pelas vossas mãos delicadas, todos os nós podem ser desatados. Mulher do Espírito, Mãe da confiança, inspirai-nos também a nós. Ajudai-nos a construir histórias de paz, histórias de futuro. E indicai-nos o caminho para as percorrermos juntos.

Roma, em São João de Latrão, na Memória de São Francisco de Sales, 24 de janeiro de 2020.

[Franciscus]


08/01/2020
Por Edilson Silva em Mundo

GUERRA: Irã ataca duas bases que abrigam tropas dos EUA no Iraque

Duas bases no Iraque que abrigam forças americanas e iraquianas foram atingidas por mais de uma dúzia de mísseis iranianos na noite desta terça (7) – madrugada de quarta (8) no horário local -, informou o Pentágono.

A base aérea de Ain Al-Asad, no oeste do país, é uma das que foram atingidas, e a outra está em Erbil, na região curda do Iraque. A Guarda Revolucionária do Irã assumiu a responsabilidade pelos lançamentos dos mísseis a ambas as bases.

Segundo avaliação inicial dos Estados Unidos, os mísseis atingiram áreas da base que não eram ocupadas por americanos e não há vítimas do país. Um militar americano afirmou à rede de televisão americana CNN que as forças armadas tiveram um aviso antecipado do ataque, e que as pessoas tiveram tempo de se abrigar em bunkers.

Inicialmente, fontes de segurança do Iraque relataram à CNN que havia vítimas iraquianas, mas, depois, outras fontes do país não confirmaram a informação.

Uma fonte de segurança também do Iraque disse à CNN que 13 foguetes atingiram a base de Al-Asad, e que eles foram lançados de uma distância de cerca de 10km.

Fontes curdas afirmaram que os mísseis atingiram duas partes separadas em Erbil: um caiu dentro do perímetro do aeroporto, mas não explodiu, e o outro caiu cerca de 33 km a oeste da cidade sem deixar vítimas.

Um porta-voz das forças armadas da Noruega disse à Associated Press que cerca de 70 soldados noruegueses estavam na base de Al-Asad, mas que não houve relatos de feridos. A Alemanha informou que seus soldados em Erbil estão bem. Segundo a Reuters, cerca de 115 militares alemães estão na cidade.

Austrália também informou que todos os diplomatas e militares no Iraque estão seguros, assim como a Nova Zelândia.

Mais cedo, uma rede estatal de TV iraniana havia informado que “dezenas de mísseis” foram lançados contra a base de Al-Asad. A agência de notícias Tasnim falou em uma “segunda rodada de ataques” pelo Irã, mas não ficou claro a quais ofensivas essa “rodada de ataques” se referia.

Segundo a rede de televisão árabe “Al Mayadeen”, citada pela Reuters, helicópteros americanos estiveram presentes em ao menos um dos locais atacados, e um estado de “alerta total” foi ativado.


05/01/2020
Por Edilson Silva em Mundo, Religião

Papa Francisco: A guerra traz somente a morte, quem pagam as consequências são sempre os mais fracos

O Papa Francisco exprimiu sua preocupação com o que está ocorrendo em algumas partes do mundo com a crescente tensão que se teme possa levar a uma escalada da violência. No final da oração mariana do angelus deste domingo, o Pontífice recordou que a guerra traz destruição e que é necessário trabalhar para favorecer o diálogo entre as partes.

“Em tantas partes do mundo se sente um terrível ar de tensão. A guerra traz apenas morte e destruição. Convido todas as partes a manterem acesa a chama do diálogo e do autocontrole e a evitarem a sombra da inimizade. Rezemos em silêncio para que o Senhor nos dê esta graça”.

A situação entre os EUA e o Irã

Ainda tensão entre os Estados Unidos e o Irã depois do assassinato, nos dias passados, do general iraniano Qassem Soleimani, num ataque dos EUA em Bagdá. O Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, interveio no assunto, expressando “profunda preocupação com o aumento dos confrontos no Iraque” e exortando à moderação para evitar uma nova escalada de violência. Borrell convidou o ministro das Relações  Exteriores iraniano Mohammad Javad Zarif para ir a Bruxelas.  Entretanto, continuam as acusações recíprocas entre Washington e Teerã. O Irã pede a evacuação das bases militares dos EUA na região, prometendo vingança se isso não ocorrer e afirmando que já identificou 35 alvos a serem atingidos. Não seriam descartados ataques no Estreito de Hormuz, através do qual passa cerca de 20% do tráfego mundial de petróleo por mar. A ameaça foi imediatamente levada a sério por Londres, que dispôs escolta militar para os navios com a bandeira britânica. Por sua vez, o presidente dos EUA, Trump, declarou que no caso de um ataque iraniano, os EUA estão prontos para a ação contra 52 locais importantes para a cultura iraniana, 52 como os reféns estadunidenses sequestrados por Teerã em 1979. No twitter, o ministro iraniano das Relações Exteriores, Zarif, escreveu que “atingir locais culturais seria um crime de guerra”.


11/12/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Marie Fredriksson, vocalista do Roxette, morre aos 61 anos

A sueca Marie Fredriksson, vocalista da dupla Roxette, morreu nesta segunda-feira (9) aos 61 anos, informou seu empresário. Em nota divulgada nesta terça-feira, ele disse que ela enfrentou “17 anos de uma longa batalha contra o câncer”.

Per Gessle, integrante do Roxette, lamentou a morte de Marie em uma mensagem publicada nas redes sociais. “Não tanto tempo atrás, passávamos dias e noites em meu pequeno apartamento compartilhando sonhos impossíveis. Estou honrado de ter compartilhado seu talento e generosidade. As coisas nunca mais serão as mesmas.”

Marie nasceu em 30 de maio de 1958, na Suécia, e iniciou sua carreira quando se tornou amiga de seu então futuro companheiro de banda no Roxette, Per Gessle.

Em 1984, ela começou sua carreira solo e, dois anos depois, uniu-se a Per para a formação do grupo.

O Roxette lançou hits como “Listen to your heart”, “It must have been love”, “Joyride”, “Dressed for success”, “How do you do!”, “Sleeping in my car”, “Dangerous” e “Fading like a flower”.

Em 2002, Marie foi diagnosticada com um severo câncer no cérebro e passou por um longo tratamento. Em 2009, a cantora fez uma volta gradual aos palcos, seguindo com seus compromissos musicais e encontros com fãs até 2016, quando os médicos lhe pediram para interromper a turnê e se dedicar aos cuidados com a saúde.

Marie era casada com Mikael Bolyos e tinha dois filhos, Josefin e Oscar. Segundo o comunicado, a família pediu respeito neste momento de dor. O funeral da cantora será reservado apenas a familiares próximos.


01/10/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Iceberg gigantesco se desprende na Antártida

Um iceberg de 1.580 quilômetros quadrados, área maior que a da cidade de São Paulo (1.521 quilômetros quadrados), se desprendeu da plataforma de gelo Amery, uma das maiores da Antártida. O fenômeno já era esperado por pesquisadores.

O novo iceberg, chamado D28, se desprendeu totalmente da plataforma no último dia 25 de setembro. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (30/09) pelo Twitter do programa de observação da Terra da União Europeia em parceria com a Agência Espacial Europeia, Copernicus.

O tweet mostra duas imagens capturadas e processadas pelo satélite Sentinel 1. Na primeira, de 20 de setembro, é possível ver uma rachadura em Amery. Na segunda, registrada de cinco dias depois, o iceberg já está completamente separado da plataforma de gelo.

O último grande desprendimento de um iceberg gigantesco na Antártida ocorreu no início da década de 1960, segundo a Nasa, quando um bloco de 9.800 quilômetros quadrados se rompeu.

Especialistas disseram que o desprendimento não tem relação com as mudanças climáticas. “Há muito com o que se preocupar na Antártida, mas não há motivo de alarme não esse caso particular”, afirmou Helen Fricker, do Instituto de Oceanografia Scripps à emissora britânica BBC.

CN/efe/dw

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.


30/09/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Adolescente morre enquanto dormia após celular explodir no travesseiro

Uma menina de 14 anos morreu enquanto dormia após o celular dela explodir no travesseiro. Segundo a polícia local, Alua Asetkyzy Abzalbek, de Bastobe, Cazaquistão, deixou o telefone conectado ao carregador, colocou o fone de ouvido e deixou o aparelho ao lado do travesseiro. Pela manhã, a garota foi encontrada morta com vários ferimentos no rosto.

Os pais de Alua ainda chamaram o serviço de emergência, mas os paramédicos não puderam fazer nada. Segundo a imprensa local, especialistas analisaram o smartphone constataram que ele explodiu após um superaquecimento. Não foi revelada a marca do telefone nem mesmo se o carregador era original.

Uma menina de 14 anos morreu enquanto dormia após o celular dela explodir no travesseiro. Segundo a polícia local, Alua Asetkyzy Abzalbek, de Bastobe, Cazaquistão, deixou o telefone conectado ao carregador, colocou o fone de ouvido e deixou o aparelho ao lado do travesseiro. Pela manhã, a garota foi encontrada morta com vários ferimentos no rosto.

Os pais de Alua ainda chamaram o serviço de emergência, mas os paramédicos não puderam fazer nada. Segundo a imprensa local, especialistas analisaram o smartphone constataram que ele explodiu após um superaquecimento. Não foi revelada a marca do telefone nem mesmo se o carregador era original.


25/08/2019
Por Edilson Silva em Brasil, Mundo

Imagens aéreas da CNN mostram a maior floresta tropical do mundo em chamas

Imagens aéreas mostram a maior floresta tropical do mundo em chamas. A Amazônia brasileira é conhecida como “os pulmões do planeta” por produzir cerca de 20% do oxigênio do mundo. Este inferno ameaça o ecossistema da floresta tropical e também afeta todo o globo.

Veja nas imagens da Rede de TV CNN dos Estados Unidos.

Aerial footage shows Brazil's Amazon rainforest in flames

Aerial footage shows the world's largest rainforest in flames. Brazil's Amazon is known as "the planet's lungs" for producing about 20 percent of the world's oxygen. This inferno threatens the rainforest ecosystem and also affects the entire globe. https://cnn.it/2MCgFuq

Publicado por CNN em Domingo, 25 de agosto de 2019


06/08/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Policiais a cavalo conduzem homem negro amarrado e a pé e são criticados nos EUA

G1 – A imagem de dois policiais brancos a cavalo conduzindo um homem negro a pé, algemado e preso por uma corda, gerou polêmica em Galveston, no Texas. O chefe da polícia local divulgou nesta terça-feira (6) um pedido oficial de desculpas, no qual disse que a ação foi “um erro de julgamento” dos oficiais.

Uma foto da cena circula nas redes sociais desde a prisão de Donald Neely, de 43 anos, no sábado, por invasão de propriedade privada. Muitas pessoas comparam a imagem à época da escravidão e criticam os policiais pela maneira humilhante como eles levaram Neely por oito quarteirões, até a central de polícia. Elas também questionam se o mesmo teria sido feito caso o suspeito fosse um homem branco.

No comunicado divulgado nesta terça, o chefe de polícia Vernon Hale afirma que os oficiais deveriam ter aguardado no local da prisão a chegada de uma viatura que pudesse conduzir Neely.

Ele diz que “essa é uma técnica treinada e a melhor prática em alguns cenários”, citando como exemplo o controle de multidões. Mas admite que os policiais envolvidos, identificados apenas como P. Brosch e A. Smith. “demonstraram julgamento fraco nesta situação e poderiam ter esperado por uma viatura no local da prisão”.

Ainda de acordo com Hale, o departamento mudou “imediatamente” sua política para que a prática não seja mais adotada.


15/04/2019
Por Edilson Silva em Mundo, Religião

Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame, em Paris

Um incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, foi confirmado nesta segunda (15) pelo corpo de bombeiros, segundo a agência de notícias Reuters. O fogo foi relatado primeiro por usuários em redes sociais. Não ficou imediatamente claro o que causou o incêndio. A televisão France 2 relatou que a polícia estava tratando o incidente como um acidente.Foi possível ver fumaça saindo do topo da catedral medieval, enquanto as chamas saíam das duas torres dos sinos, afirmou uma testemunha da Reuters.

Uma grande operação dos bombeiros está tentando controlar as chamas, que afetam sobretudo a torre central da catedral, que é visitada por milhares de pessoas todos os dias.

A polícia isolou a área e está retirando os muitos turistas que estavam dentro da catedral, de acordo com a EFE.

A catedral, que remonta ao século 12, é famosa por aparecer no romance clássico de Victor Hugo, “O Corcunda de Notre-Dame”.A igreja está localizada na Île de la Cité (uma pequena ilha no centro de Paris, rodeada pelas águas do rio Sena).


08/03/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Como Surgiu o Dia Internacional da Mulher – História

O Dia da Mulher tem origem nas manifestações de grupos femininos russos, que lutavam por melhores condições de vida e trabalho. Também tinham uma postura contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Porém, a ideia de reservar um dia da mulher já havia aparecido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, em meio às lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

Se você ainda não entendeu como surgiu o Dia Internacional da Mulher – história, então saiba que a data na verdade é uma grande homenagem a um fato que aconteceu nos Estados Unidos.

A origem do Dia Internacional da Mulher

A proposta do Dia Internacional da Mulher foi iniciada na virada do século XX, durante o processo de industrialização e expansão econômica, que levou a grandes protestos sobre as condições de trabalho. As mulheres empregadas em fábricas de vestuário têxtil foram protagonistas de um desses protestos em 08 de março de 1857 em Nova Iorque. O protesto requeria melhores condições de trabalho e salários mais altos.

Porém o que levou mesmo a essa data ser comemorada mundialmente foi a tese do incêndio provocado na fábrica da Triangle Shirtwaist, que também ocorreu em Nova Iorque, em 25 de março de 1911. Foram registradas 146 mortes. Segundo relatos, cerca de 129 trabalhadoras foram trancadas e queimadas vivas. O incêndio da fábrica Triangle é, até hoje, o pior da história de Nova Iorque.

Depois desse episódio, muitos outros protestos foram feitos, e um que se destacou foi o de 1908, onde 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque exigindo a redução da carga horária, melhores salários e o direito de voto. Sendo assim, o primeiro Dia Internacional da Mulher seguiu-se em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos após uma declaração do Partido Socialista da América. Em 1910 ocorreu a primeira conferência internacional sobre a mulher em Copenhague, dirigida pela Internacional Socialista, e assim, o Dia Internacional da Mulher foi estabelecido.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no começo do século, até a década de 1920. Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, a data tornou-se elemento de propaganda partidária. Nos países ocidentais, a comemoração caiu no esquecimento por um longo período e foi somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas do público feminino.


01/03/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Terremoto de 7,3 graus na escala Richter atinge o Peru

Um terremoto foi registrado no Nordeste do Peru, na região turística de Arequipa, por volta das 5h50 de hoje (1º). Os tremores foram sentidos em várias áreas.

O Centro Nacional de Sismologia informou que o terremoto foi de magnitude de 7,3 graus na escala Richter e de 7 graus no epicentro, a 223 quilômetros de Arequipa.

O Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha (SHOA) do Chile informou que  não há alerta de tsunami para as costas chilenas, mas houve uma advertência preventiva.

* Com informações da TVN, emissora pública de televisão do Chile


11/02/2019
Por Edilson Silva em Mundo

Governo japonês vai reduzir uso de plástico em órgãos públicos

O governo japonês decidiu cortar o uso de produtos de plásticos em cafeterias e lojas em cerca de 200 órgãos e instituições ligadas ao governo, como universidades, a partir do ano fiscal de 2019, que tem início em abril.

A decisão tem como objetivo reduzir a quantidade de dejetos de plástico nos oceanos. Ela foi tomada quando as diretrizes para a assinatura de contratos entre o governo e operadoras de cafeterias e lojas estavam sendo revisadas.

Será pedido às operadoras de cafeterias que evitem o uso de talheres e recipientes descartáveis de plástico. A exceção é para serviços a portadores de deficiências.

Os donos de lojas de conveniência e demais varejistas serão orientados a deixar de fornecer sacolas plásticas, além de canudos e colheres de plástico.

O governo afirma que só irá assinar contratos com entidades capazes de atender aos novos padrões.

O ministro do Meio Ambiente, Yoshiaki Harada, afirmou que as novas diretrizes serão rigorosamente aplicadas. Ele disse acreditar que a campanha do governo incentive autoridades provinciais, municipais e diversos setores industriais a adotar a medida.

*Com informações da NHK (emissora pública de televisão do Japão)


31/12/2018
Por Edilson Silva em Mundo

Ano Novo já chegou à Nova Zelândia, Austrália e ao Reino de Tonga

O Ano Novo já chegou à Nova Zelândia e ao Reino de Tonga, na Polinésia. O ano de 2019 foi recebido com muita festa, fogos de artíficio e desejos de sonhos e projetos realizados. A imprensa neozelandesa destacou imagens das celebrações. Porém, no Reino de Tonga a preocupação é com a possibilidade de um vendaval atingir a região.

O Ano Novo também chegou à Austrália. Sidney, uma das cidades mais populosas do país, fez uma verdadeira festa com fogos de artíficos, shows e muita comemoração.

No Reino de Tonga houve alerta de ventos intensos oriundos de Fiji, com ameaça de ciclone tropical. Um aviso de tempestade e fortes ondas também está em vigor.

Na Nova Zelândia, houve espetáculos de música em várias cidades. O jornal Nova Zelândia Herald, um dos principais do país, destaca a presença de caravanas de turistas estrangeiros, inclusive brasileiros. Com informações da Agência Brasil.


23/12/2018
Por Edilson Silva em Mundo

Número de mortos por tsunami na Indonésia sobe para 222

Jacarta, Indonésia -O balanço de vítimas fatais do tsunami provocado por uma erupção vulcânica na Indonésia subiu a 222, com mais de 800 pessoas feridas, anunciaram as autoridades neste domingo.

“Morreram 222 pessoas, 843 estão feridas e 28 desaparecidas”, afirmou o porta-voz da Agência Nacional de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho.  O balanço anterior era de 168 mortos.


04/08/2018
Por Edilson Silva em Mundo

Calor extremo da Europa derrete o pico mais alto da Suécia

A montanha Kebnekaise perdeu quatro metros de neve entre 2 de julho e 31 de julho, e não é mais o ponto mais alto do país.

Isso significa uma média de 14 centímetros de neve derretida todos os dias na geleira em julho, já que a Suécia registrou temperaturas altas recordes, provocando dezenas de incêndios florestais em todo o país, até mesmo no Círculo Polar Ártico.

“Eu nunca vi tanta neve derretida no pico do Sul, como fiz neste verão”, disse Gunhild Ninis Rosqvist, professor de geografia da Universidade de Estocolmo, em um comunicado.

Rosqvist, que também é chefe da estação de pesquisa de Tarfala, perto da montanha, mede o pico sul há muitos anos como parte da pesquisa sobre mudanças climáticas.

Kebnekaise é um popular destino turístico localizado no extremo norte da Suécia, tem dois picos principais – um sul coberto por uma geleira e um norte livre de gelo.

Em sua última medição, o pico sul de Kebnekaise atingiu 2.097 metros acima do nível do mar, apenas 20 centímetros acima dos 2.096,8 metros da ponta norte.

A geleira do Sul, cuja altura é medida desde 1880, está derretendo um metro a cada ano nas últimas duas décadas, disse a Universidade de Estocolmo.


26/07/2018
Por Edilson Silva em Mundo

A partir de 1º de agosto a Humanidade entra em déficit ambiental com o planeta Terra

Reportagem de Sérgio Matsuura no Globo informa que, no próximo dia 1º, a Humanidade entrará em déficit com o planeta, alerta a ONG Global Footprint Network. Cinco meses antes de o ano terminar, teremos consumido todo o orçamento anual de recursos naturais. A data, batizada como Dia de Sobrecarga da Terra, marca o momento em que o consumo de recursos — alimentos, água, fibras, madeira, terra e emissões de carbono — supera o volume que o planeta é capaz de renovar. Neste ano, a data chegou mais cedo que em qualquer outro desde que o planeta entrou em sobrecarga, na década de 1970.

“Nós estamos usando recursos futuros da Terra para operar no presente e cavando cada vez mais fundo o déficit ecológico” afirmou Mathis Wackernagel, diretor executivo da Global Footprint Network. “É hora de acabar com esse esquema e alavancar nossa inventividade para criar um futuro próspero, livre dos combustíveis fósseis e da destruição planetária”, diz a publicação.

O cálculo considera a chamada “pegada ecológica”, que mede a quantidade em área de terra e água necessária para sustentar uma população humana — em termos de recursos renováveis consumidos e absorção dos rejeitos — em relação à capacidade da biosfera de se regenerar. E essa conta não fecha. Para a manutenção da população global, com os níveis atuais de consumo, seria necessário o equivalente a 1,7 Terra, complementa o jornal O Globo.




Facebook


Twitter