Mundo

Planeta Marte será visto no Brasil a olho nu no dia 8 de abril e dia 15 ocorre eclipse total da lua

mars-marte-c3a1ries

O planeta Marte estará em sua distância mínima da Terra, fenômeno que acontece a cada 2 anos, aproximadamente, em oposição ao Sol e alinhado com a Terra, podendo ser visto a olho nu desde o começo da noite ao leste, ou seja, no nascente.

Estará ‘perto’ (angularmente) da estrela Espiga (ou Spica) da constelação da Virgem” e mesmo longe, o planeta vermelho poderá ser observado sem utilização de qualquer instrumento, explica o astrônomo Jair Barroso, do Observatório Nacional. A distância entre os planetas será de 93 milhões de km e o seu brilho “rivalizará” com o da estrela Sirius do Cão Maior, a mais brilhante do céu noturno.

Outro fenômeno instigante do mês acontecerá no dia 15, com a eclipse total da Lua, quando sua visibilidade será ampla, mas irá favorecer os locais situados mais para o oeste do Brasil e do continente, principalmente quanto à sua parte final.

O início aproximadamente às 3h da madrugada (no lado poente), meio do eclipse total às 4h46min (já próximo ao clarear do dia no Rio de Janeiro, por exemplo) e final às 6h33min. A duração do eclipse total, ou seja, a Lua imersa no cone de sombra da Terra será de 78 minutos.

Compartilhe aqui:

Estudante potiguar ganha competição internacional

Fotos-WSA-2014_Juliana-Almeida-6

A estudante do Senac/RN, Juliana Almeida, ganhou medalha de ouro na WorldSkills Americas (WSA) 2014, um dos maiores eventos de educação profissional do mundo. Representando o Brasil na ocupação cabeleireiro, ela disputou o título com competidores da Costa Rica e Barbados.

A cerimônia de premiação, onde os ganhadores foram anunciados, ocorreu na manhã deste domingo (06), na Câmara do Comércio de Bogotá. O torneio foi realizado de 1º a 5 de abril, no Centro de Feiras e Exposições Corferias, em Bogotá, reunindo cerca de 200 estudantes, oriundos de 17 países, e atraindo público superior a 120 mil visitantes.

Moradora do Assentamento Maísa, na zona rural do município de Mossoró, Juliana Almeida iniciou seus estudos profissionalizantes por meio do Programa Senac de Gratuidade (PSG). “Ganhar essa medalha de ouro para o Brasil significa muito para mim. É um grande orgulho, fruto de muito trabalho e dedicação. Passei por um intenso treinamento e agradeço ao Senac pelas oportunidades que a instituição tem me proporcionado”, disse a potiguar.

Para conseguir o ouro, Juliana Almeida executou sete provas, cada uma delas com prazo de execução determinado. As tarefas mediram seu conhecimento em técnicas de corte, coloração e modelagem, bem como avaliaram habilidades criativas na construção de penteados, considerando tendências internacionais nos estilos clássico e fashion.

A WordlSkills Americas testa os alunos considerando padrões internacionais de qualidade. Esse é o segundo ano consecutivo que uma estudante norte-rio-grandense vence o torneio. Na segunda edição do evento, realizada em São Paulo, no ano de 2012, a também mossoroense Juliana Leslye obteve a medalha de ouro para o Brasil na mesma ocupação.

Compartilhe aqui:

Papa recebe documento sobre realidade dos indígenas no Brasil

papaFrancisco_domErwin1

O presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e bispo do Xingu (AM), Dom Erwin Kräutler, foi recebido em audiência pelo Papa Francisco, nesta sexta-feira, 4, no Vaticano.

Acompanhado do assessor teológico do Cimi, Paulo Suess, Dom Erwin entregou um documento ao Papa que trata das violações aos direitos indígenas no Brasil.

De acordo com o Cimi, foram apresentados ao Papa casos de violência em que estão submetidos os povos indígenas. “Grupos políticos e econômicos relacionados com a agroindústria, a mineração e construtoras, com apoio e participação do governo brasileiro, tratam de revogar os direitos territoriais dos povos indígenas”, diz trecho do documento entregue ao Papa.

Os representantes destacaram questões referentes a diversos povos indígenas brasileiros que tiveram terras invadidas, como os Tupinambá, no sul da Bahia; que sofrem sem assistência médica, como os índios do Vale do Javari, no Amazonas; e que são afetados pelos impactos de grandes empreendimentos, como o da Usina de Belo Monte, no Pará.

Atualmente, como explica Dom Erwin, 519 empresas causam impactos a 437 terras pertencentes a 204 povos indígenas. “Muitos deles se encontram em grande risco de destruição por causa de projetos hidrelétricos, de mineração e desflorestamento causado pela criação de gado e plantação de soja”, conta.

Os representantes do Cimi entregaram ao Papa publicações e estudos sobre as denúncias que levaram ao Vaticano. Segundo Dom Erwin Kräutler, o Papa Francisco demonstrou atenção, preocupação e sensibilidade com as questões.

Conforme o Cimi, na Amazônia brasileira vivem cerca de 90 grupos em situação de isolamento, livres, sendo que no mundo esta é a região com a maior quantidade de povos ainda sem contato com a sociedade que os envolve.

Com informações da CNBB

Compartilhe aqui:

Mais uma do Papa Francisco: “Não fofoquem após a missa”

papaFrancisco14032013a1

.

O papa Francisco pediu aos católicos nesta quarta-feira que não fiquem de “conversa fiada” após a missa do domingo, e disse que é melhor aqueles que não vão procurar “a misericórdia de Deus” deixarem de ir. Ao longo da audiência geral semanal realizada na praça São Pedro, o Papa, didático como sempre, improvisou na sua catequese sobre “o grande número de dificuldades sociais” e as intempéries que “causaram enormes estragos em alguns bairros de Roma”.

.

“Quando eu vou à missa, como eu vivo essa experiência?”, perguntou Francisco aos milhares de fiéis, criticando a atitude indiferente de alguns católicos diante do problema dos outros. “Talvez eu esteja ocupado demais jogando conversa fora: ‘viu como ela está vestida? Olha como aquele está vestido!’ Às vezes fazemos isso depois da missa, e não devemos”, alfinetou.

.

A missa, que gira em torno do sacramento da eucaristia, é “somente um momento de festa, uma tradição sólida, uma oportunidade de encontrar as pessoas ou é algo a mais?”, provocou o Papa.Aquele que vai à missa, disse Francisco, não deve ir “porque ele se acha ou quer parecer melhor do que os outros, mas porque ele reconhece que precisa ser recebido e revigorado pela misericórdia de Deus”. “Se um de nós não acha que precisa da misericórdia de Deus, se ele não se considera um pecador, é melhor que ele não vá à missa”, ressaltou o Papa.

.

.

.

Compartilhe aqui:

A jornalista paraibana Rachel Sheherazade é destaque na Forbes.

Rachel-Sheherazade
.
A jornalista paraibana Rachel Sheherazade, âncora do jornal SBT Brasil, foi parar nas páginas da renomada revista Forbes, uma das mais importantes do mundo. Em matéria assinada pelo correspondente Anderson Antunes, a revista estampa a manchete que faz morder o cotovelo os esquerdistas doentes pela piedade com bandidos e defensores radicais do governo petista.
.
Eis a chamada da Forbes: “O Brasil não é um país civilizado, diz a mais controversa apresentadora de TV do país“. Nas redes sociais, Rachel tem recebido inúmeros apoios pelo seu comentário sobre a reação da sociedade à violência dos marginais.
.
No microblog Twitter, ela já acumulou em três dias mais de 25 mil novos seguidores, principalmente depois que o Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, formado basicamente por militantes de esquerda, emitiu nota condenando sua fala e estimulando a censura contra ela.
.
Quando a nota dos sindicalistas foi publicada, a âncora do SBT tinha pouco mais de 53 mil seguidores no Twitter. Hoje, ela já ultrapassa 79 mil e deverá cravar a marca dos 80 mil até o final da noite. Rachel Sheherazade se tornou, sem pedir isso, a representante de um sentimento que tomou conta do povo brasileiro: indignação e reação ao caos.
.
.
.
.
Compartilhe aqui:

Desemprego atinge quase 8 milhões de jovens na América Latina, aponta OIT

.

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (13/2) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) revela que 7,8 milhões de jovens latino-americanos entre 15 e 24 anos estão desempregados, o que equivale a 13,9% do total da força de trabalho nesta faixa etária, estimada em 56 milhões de pessoas.

.

Segundo o relatório Trabalho Decente e Juventude na América Latina: Políticas para Ação, 27 milhões de jovens trabalham na economia informal e 21,8 milhões não estudam, nem trabalham. Os dados da pesquisa referem-se a 2011.

.

.

.

Compartilhe aqui:

Ano de 2013 foi o sexto mais quente desde 1850

.

O ano de 2013 foi o sexto mais quente desde 1850, igualado a 2007, segundo estatísticas da Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma agência das Nações Unidas. A temperatura média na superfície de terras e oceanos superou em 0,50°C a média calculada no período 1961-1990 e em 0,03°C a média da última década (2001-2010), segundo a OMM.

.

“A temperatura mundial para 2013 é congruente com a tendência de aquecimento a longo prazo”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarrad.

.

“O ritmo do aquecimento não é uniforme, mas é indiscutível que se trata de uma tendência predominante. Dado o volume sem precedentes de gases do efeito estufa na atmosfera, as próximas gerações viverão em um mundo no qual as temperaturas mundiais continuarão aumentando”, completou o meteorologista

.

Os fenômenos de aquecimento El Niño e de resfriamento La Niña são fatores determinantes da variabilidade natural do clima. O ano de 2013 foi um dos quatro mais quentes sem a produção de algum destes dois fenômenos. Desde 1850 são realizadas observações meteorológicas de forma sistemática.

.

.

.

Compartilhe aqui: