06/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, RN

Rio Grande do Norte prorroga situação de calamidade no sistema prisional

Mesmo com a permanência de efetivos da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária e da Força Nacional de Segurança Pública no estado, o governo do Rio Grande do Norte decidiu prorrogar por mais 180 dias a situação de calamidade no sistema penitenciário estadual.

Segundo o Decreto 26.694, publicado no Diário Oficial potiguar neste sábado (4), a medida visa a “legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do normal funcionamento do sistema penitenciário”, possibilitando a adoção de “medidas emergenciais”, como a dispensa de licitação para a contratação de serviços e produtos.

O decreto também mantém por mais 180 dias o funcionamento do grupo criado para executar as medidas necessárias ao reestabelecimento da normalidade nos estabelecimentos prisionais do estado. O grupo é coordenado pelo Secretário da Justiça e da Cidadania, Walber Virgolino da Silva Ferreira, e conta com outros oito membros, dentre eles representantes do governo, do Conselho Estadual de Direitos Humanos, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público, da Vara de Execução Penal, da Defensoria Pública e do Conselho Penitenciário.

Cabe à força tarefa definir a alocação de recursos orçamentários para custear as ações emergenciais relativas ao sistema penitenciário do Rio Grande do Norte e aprovar a contratação emergencial e a execução de projetos de restauração das unidades prisionais parcialmente destruídas durante as rebeliões.

Dois meses de crise

A publicação do decreto ocorre pouco menos de dois meses após o Rio Grande do Norte ter enfrentado a mais longa e violenta rebelião registrada no sistema carcerário estadual – em 14 de janeiro, integrantes de facções criminosas rivais depredaram e escaparam dos pavilhões 4 e 5 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, região metropolitana de Natal, assumiram o controle do pátio da unidade por vários dias e passaram a protagonizar cenas de brutalidade e crueldade, deixando pelo menos 26 detentos mortos e vários feridos.

A situação levou o governo federal a enviar tropas das Forças Armadas para o estado no fim de janeiro. Por 16 dias, homens do Exército, Marinha e Aeronáutica ajudaram as forças de segurança pública do estado a manter a ordem e garantir a segurança da população.

A Força Nacional atua no estado por 180 dias, desde o dia 20 de fevereiro. Já a Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária atua desde janeiro e teve sua permanência prorrogada por 30 dias no último dia 23.

Mais mortes

O decreto também coincidiu com a morte, ontem (4), de dois presos na Cadeia Pública de Mossoró, região oeste do Rio Grande do Norte. Os dois foram encontrados já sem vida, no interior de um banheiro, com sinais de enforcamento. Os corpos serão necropsiados pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia para verificar as causas das mortes. A suspeita das autoridades penitenciárias é que o crime foi provocado por disputa de tráfico de drogas fora do presídio.


05/03/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu, Paraú, Policial

Jucurutuense é atingido no rosto por disparo de espingarda efetuado por sua companheira na cidade de Paraú.

Blog Focoelho – Uma mulher por nome Josefa Maria da Silva, 47 anos, foi presa após atirar contra um homem por nome Reimario Pereira dos Santos, 42 anos natural de Jucurutu.

O fato ocorreu na rua Projetada Posto Agrícola, as margens da RN-233 na cidade de Paraú após ele tirar o sossego alheio da Josefa. De acordo com informações o caso foi registrado na noite de ontem sexta-feira, 03 de Março, o comandante do destacamento da cidade, o cab Silva informou a nossa reportagem que a vítima teria ido por várias vezes até a casa da dona Josefa, e o mesmo estaria passando dos limites. Já não suportando mais a mulher efetuou um único disparo de arma de fogo, usando uma espingarda que tinha dentro de casa.


05/03/2017
Por Edilson Silva em Parelhas, Policial

Parelhas tem três homicídios durante a madrugada, cinco mortes em 24 horas

Parelhas tem mais uma noite sangrenta com a morte de três pessoas durante a noite/madrugada desse domingo, 05 de março. São eles: Mackson Douglas do Nascimento, 19 anos, que sofreu tiros no peito e na região de nádegas; o João Paulo Silva, 25 anos, tiros de escopeta calibre 12 nas costas e Wellington Lima de Azevedo, 22 anos, que teve hemorragia ao sofrer perfurações de tiros pelo corpo.

A polícia descarta a possibilidade de os crimes estarem relacionados com a morte do Cabo J. Neto. Parelhas é hoje uma cidade palco das mais fortes na incidência do tráfico de drogas na região do Seridó. As mortes dessa madrugada podem está diretamente relacionadas ao tráfico de drogas naquele município. A Polícia Civil, por meio do Delegado Regional, Dr. Bruno Ferraz, promete investigar os casos.

Com as três mortes registradas nessa, madrugada, 05, sobe para cinco o número de mortes por homicídio naquele município em menos de 24 horas. A começar pela morte do Cabo J. Neto, em seguida, o criminoso que o matou, que também foi morto em troca de tiros com a PM local.

Informações chegadas a nossa reportagem dão conta de que o velório do Cabo PM J. Neto, assassinado na madrugada deste Sábado em Parelhas, acontecerá no Ginásio de Esportes Ovídio Dantas.

O sepultamento com Honras Militares ocorrerá as 08h00 da manhã deste Domingo (5) no Cemitério Campo da Paz. O corpo está previsto para chegar em Parelhas, no final da tarde deste Sábado.


05/03/2017
Por Edilson Silva em Policial

Policiais da PB recuperam cofre dos Correios roubado no RN

Na madrugada deste sábado (4), a agência dos Correios de Campo Redondo, no interior do Rio Grande do Norte, foi assaltada por vários indivíduos armados que conseguiram roubar o cofre da agência e fugiram em direção ao estado da Paraíba.

Equipes policiais que estavam no policiamento na cidade de Picuí, na Paraíba, que faz divisa com a cidade de cidade de Campo Redondo-RN, montaram uma barreira policial no sentido de impedir a entrada dos assaltantes no estado.

De acordo com as equipes, a quadrilha estava fortemente armada, deparou-se com os policiais e houve uma troca de tiros no local. Os assaltantes fugiram pela mata adjacente abandonando o cofre intacto, as armas e os dois veículos utilizados no assalto à agência dos Correios.


04/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Força-tarefa da Operação Andaime denuncia três ex-prefeitos e mais 14 pessoas

Os ex-prefeitos do Município de Cajazeiras, no Alto Sertão paraibano, Carlos Antônio de Araújo Oliveira, Leonid Souza de Abreu (Léo Abreu) e Carlos Rafael Medeiros de Souza, foram denunciados pela força-tarefa da Operação Andaime.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, ainda, os empresários Elmatan Peixoto do Nascimento, Mário Messias Filho, Afrânio Gondim Júnior, José Hélio Farias, Eliane Matias da Silva e João Batista da Silva; os engenheiros Márcio Braga de Oliveira e Severino Pereira da Silva; a ex-secretária de Finanças de Cajazeiras, Josefa Vanóbia Ferreira Nóbrega de Souza; além de Luci Fernandes Dutra Pereira, Francisco Wanderley Figueiredo de Sousa, Solang Pereira da Costa e Maxwell Brian Soares de Lacerda.

Dos denunciados, Mário Messias Filho, Afrânio Gondim e José Hélio continuam presos no presídio regional de Cajazeiras, enquanto Márcio Braga de Oliveira está preso no quartel da Polícia Militar daquela cidade.

Já Severino Pereira da Silva, engenheiro fiscal da Caixa Econômica Federal, que teve pedido de prisão temporária decretado pela Justiça Federal na quarta fase da Operação Andaime, deflagrada no último dia 27 de janeiro, pagou fiança de R$ 30 mil e está solto.


04/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Justiça condena Fernando Freire, vereador de Natal e outros 13 por peculato

O juiz Raimundo Carlyle, da 4ª Vara Criminal de Natal, condenou o ex-governador Fernando Freire e mais 12 denunciados pela prática do crime de peculato. Na mesma sentença, o magistrado condenou o atual vereador de Natal, Luiz Almir e outro denunciado pela prática do crime de ocultação de valores e peculato no esquema de concessão irregular de gratificações em nome de funcionários fantasmas no período de 1995 a 2002, conhecido como Escândalos dos Gafanhotos.

Os outros condenados são Amós Plínio Batista, Antônio Alexandre do Nascimento Rodrigues, Antônio Laézio Filgueiras Magalhães, Cauby Barreto Sobreiro, Djai Monteiro Teixeira, Evânia Maria de Oliveira Godeiro, Flávia Maria Fabiana Severo Cavalcanti, Genivaldo Ferreira da Silva, Jean Coelho Bezerra, João Batista de Menezes Barbosa Neto, Márcio Carlos Godeiro, Maria do Socorro Dias de Oliveira e Ubirajara Manoel Firmino de Oliveira.
Segundo a sentença condenatória, o ex-governador Fernando Freire deverá cumprir 13 anos, 7 meses e 10 dias de reclusão, em regime fechado. Já Luiz Almir recebeu, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, uma pena de 12 anos e 7 meses de reclusão, também em regime inicial fechado.


03/03/2017
Por Edilson Silva em Policial

Polícia Federal deflagra 2ª fase da operação que apura desvios de recursos na UFPR

A Polícia Federal (PF) deflagrou, logo nas primeiras horas desta sexta-feira (3), a 2ª fase da Operação Research, que apura uma fraude milionária no repasse de bolsas e de auxílios à pesquisa na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Segundo as investigações, eram feitos pagamentos sistemáticos, mensalmente, a pessoas que não têm qualquer vínculo com a UFPR, seja como professores, servidores ou alunos.

Nesta sexta-feira, cerca de 50 policiais federais, além de servidores do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria-Geral da União (CGU), cumpriram 19 mandados judiciais em cidades de quatro estados: Curitiba, no Paraná; Campo Grande, no Mato Grosso do Sul; Sorocaba, em São Paulo; e Erechim, no Rio Grande do Sul.

Um dos alvos desta fase é uma ex-funcionária aposentada da UFPR. Ela trabalhava no mesmo setor que a secretária da pró-reitoria de Planejamento e Orçamento, Tânia Márcia Catapan, e Conceição Abadia de Abreu Mendonça, que é chefe do setor de Orçamento e Finanças do mesmo setor. Tânia e Conceição são apontadas como as principais responsáveis pelo desvio milionário e foram presas na 1ª fase da operação.

Dos 19 mandados judiciais, seis são de busca e apreensão; cinco, de prisão temporária; e oito, de condução coercitiva.

Nessa nova fase, também são cumpridos mandados de condução coercitiva contra outros três supostos beneficiários, antes desconhecidos da investigação, além de outros suspeitos de envolvimento no esquema fraudulento.

G1


02/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção: Operadores do PMDB são transferidos para Curitiba

Os lobistas Jorge Luz e Bruno Luz, acusados de serem os maiores operadores de propinas do PMDB na Petrobras, desembarcam nesta quinta-feira em Curitiba, a capital da Operação Lava Jato. Eles ficarão detidos na Custódia da Superintendência Regional da Polícia Federal.

Os dois operadores do PMDB – pai e filho – estavam detidos em Brasília desde o último sábado. Os dois tiveram prisão preventiva decretada pelo juiz federal Sérgio Moro, como alvos centrais da 38ª fase da Lava Jato, batizada de Blackout, deflagrada no dia 23. Eles foram presos no dia 24 do mês passado, nos Estados Unidos.


02/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

E o advogado que fez defesa de Henrique tá preso?

O que diz O Globo:

Marcelo Leal, um dos advogados de Henrique Alves, defendeu no processo do mensalão o ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE), hoje preso no Paraná pela Lava-Jato. Ironicamente, ele usa agora o julgamento que levou à condenação de 24 pessoas no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar livrar seu cliente. Até o momento, não obteve sucesso. O juiz Vallisney de Souza Oliveira, que cuida do caso na 10ª Vara Federal de Brasília, vem negando os pedidos.

No mesmo documento de 9 de janeiro, a defesa argumentou que a denúncia apontou o crime de corrupção passiva sem indicar “qualquer motivação para o recebimento de vantagem indevida”. Depois, citou o mensalão. Segundo os advogados de Alves, o STF disse que não é preciso comprovar que o agente público tenha praticado o chamado ato de ofício para que haja corrupção. Mas, ainda é necessário demonstrar que houve promessa ou oferta de vantagem.


02/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Corrupção: Henrique não sabia que tinha ‘grana’ na Suiça

O jornal O Globo, edição de hoje, traz uma reportagem mostrando que o ex-deputado Henrique Alves reconheceu, em defesa apresentada à Justiça Federal de Brasília, que usou um escritório de advocacia uruguaio para abrir uma conta na Suíça em 2008. Admitiu também que é formalmente o beneficiário da conta. Mas, argumentou que, por motivos burocráticos, não conseguiu movimentá-la e preferiu deixá-la inativa. Assim, alegou que os US$ 832.975,98 depositados na conta — e que segundo a Procuradoria Geral da República (PGR) era dinheiro de propina — foram movimentados por terceiros, sem seu conhecimento.

Após ser envolvido em uma série de acusações na Operação Lava-Jato, o então ministro do Turismo, pediu demissão em junho do ano passado.

Os valores — que equivalem a R$ 2.573.895 no câmbio de hoje — foram depositados em três datas diferentes: 5 de outubro, 18 de novembro e 8 de dezembro de 2011. Segundo a PGR, trata-se de propina paga pela empreiteira Carioca Engenharia com o objetivo de liberar recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. O dinheiro serviria para o financiamento de obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

“É importante ressaltar que a utilização indevida da citada conta bancária e os depósitos acima mencionados jamais foram de conhecimento do acusado”, diz trecho de um documento assinado pelos advogados Marcelo Leal e Luiz Eduardo Ruas do Monte e que integra uma ação penal na Justiça Federal de Brasília.

Outros dois depósitos foram feitos nos anos anteriores — um no valor de US$ 980, em 14 de setembro de 2009, e outro de US$ 10 mil, em 21 de junho de 2010. O primeiro, diz a defesa, “ao que tudo indica, foi realizado apenas para efetivar a abertura da mencionada conta, o que, vale repetir, foi realizado sem o seu conhecimento”. O segundo, “aparentemente para arcar com o pagamento de suas taxas bancárias e despesas operacionais”.

Ainda de acordo com a reportagem do jornal O Globo, os advogados de Alves afirmaram que Henrique só descobriu o depósito depois que o processo judicial contra ele foi ajuizado.

“Somente ao tomar conhecimento dos documentos que instruem a presente ação penal é que o acusado teve ciência de que, mais de um ano após a data em que teria assinado a procuração para abertura da mencionada conta, precisamente em 14 de setembro de 2009, foi realizado o depósito de sua abertura no valor de U$ 980,00”, dizem os advogados de Henrique Alves.


02/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Inteligência do Rio preocupada com transferência de Cabral

A inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária está preocupada com a possível transferência de Sérgio Cabral. Isso porque o ex-governador deve ser enviado em breve para o presídio de Benfica, área cercada de favelas controladas pelo tráfico.

Com isso, teria de ser mobilizado um mega esquema de segurança para mantê-lo a salvo. Como se sabe, Cabral rapou os cofres fluminenses e não há dinheiro para a operação.


01/03/2017
Por Edilson Silva em Policial

Jovem morre após levar choque ao desmontar palco usado no carnaval

Um jovem de 18 anos morreu na madrugada desta quarta-feira (1º) ao ser atingido por uma descarga elétrica, enquanto desmontava o palco e os equipamentos de som usados no carnaval popular em Alto Garças, a 366 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Giovanny Farias era freelancer de uma empresa de palco, som e luz. Ele e outras pessoas desmontavam a estrutura usada no evento quando o acidente aconteceu.

Giovanny era morador de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, e trabalhava pela empresa há dois anos. A estrutura do carnaval, que começou no sábado (25) e teve encerramento na madrugada desta quarta-feira, foi montada na região central de Alto Garças, na Avenida 7 de Setembro.

Segundo a Polícia Civil, o jovem mexia no aterramento do sistema elétrico montado para o evento, quando recebeu a descarga elétrica. As outras pessoas que trabalhavam no local tentaram retirar o jovem, mas ele ficou preso à estrutura. Pouco tempo depois as testemunhas conseguiram levar o jovem até o Pronto Atendimento de Alto Garças.

Entretanto, ainda conforme as testemunhas, Giovanny desmaiava várias vezes e sofreu paradas cardiorrespiratórias durante o trajeto. Ele não resistiu e morreu no atendimento.

De acordo com a Polícia Civil, a estrutura do carnaval havia sido vistoriada e aprovada pelo Corpo de Bombeiros. A desmontagem do palco foi suspensa para que a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) possa vistoriar e identificar a causa do acidente.

O proprietário da empresa disse à TV Centro América que o rapaz usava todos os equipamentos necessários para a desmontagem do aterramento do palco. Ainda segundo o proprietário, a voltagem elétrica no local era de 220 volts, mas a empresa acredita que o aterramento pode ter acumulado energia por conta das chuvas dos últimos dias.

Ainda, a empresa declarou que está prestando toda a assistência para a família da vítima. As testemunhas devem ser ouvidas pela Polícia Civil em Alto Garças.


01/03/2017
Por Edilson Silva em Jucurutu, Policial, São Rafael

Capotamento foi registrado na RN 118, entre Jucurutu e São Rafael

Fonte: Blog PM Jucurutu – Na manhã desta quarta-feira, 01 de março, um acidente tipo capotamento foi registrado na RN 118, no trecho que liga a Cidade de Jucurutu a São Rafael. De acordo com as informações da Polícia Militar, o carro envolvido foi um Fiat Uno, de cor branca, placa NNJ-5085, Natal/RN, que era conduzido por José Ramalho de Araújo, natural da Cidade de Santana do Matos.

A Polícia Militar foi ao local e aguarda uma equipe da CPRE, que deverá fazer os procedimentos de trânsito necessários para apuração do fato. A vítima foi socorrida para o Hospital da Cidade de Jucurutu e, de imediato, transferida para um outro hospital em Caicó.

Seu estado de saúde ainda não foi informado.


01/03/2017
Por Edilson Silva em Policial

Feto é encontrado em cidade do interior do RN

O fato aconteceu na última segunda-feira, 27, porém ainda tem repercussão Estadual. Uma funcionária do restaurante Pontal Guaraíras, encontrou um feto no banheiro do terminal turístico da cidade de Georgino Avelino, interior do Estado.

A funcionaria realizava a limpeza do banheiro quando foi recolher o lixo e encontrou o bebê dentro de um saco da lixeira.  A polícia foi acionada e até o momento não foi identificado quem deixou o feto no banheiro do restaurante.

Blog Thalita Moema


01/03/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

A folia da Lava Jato vai começar

Ricardo Noblat – Para muitos políticos e autoridades públicas, não haverá mais carnaval como este que, hoje, dará seus últimos suspiros.

Embora tensos, angustiados e à espera do pior, os que desejaram puderam brincar desde que em ambientes previamente desinfetados de gente hostil.

Nos últimos três anos de Lava Jato, somente os privados de liberdade sabem quanto é duro viver sob o anátema da sociedade.

É assim que vivem os citados em delação, os suspeitos de ter prevaricado e aqueles que temem ser acordados por agentes da Polícia Federal.

Por mais que aleguem ser inocentes, poucos entre eles parecem ser. A maioria agarra-se à esperança tênue de que faltem provas para condená-los.

Discretamente, para escapar de serem presos em flagrante, muitos ainda se ocupam em destruir a tempo provas e indícios de crimes.

O telefone celular já não lhes serve para nada. Quem se arriscaria a usá-lo com a sem cerimônia de outrora?

E computador também não. Nem mesmo o sacrossanto espaço do lar está mais a salvo de escutas capazes de incriminá-los.

A Quaresma que para os religiosos significa o período de recolhimento e de meditação à espera da Páscoa, para eles será um duro período de agonia.

Quem dentre eles será chamado a se explicar publicamente depois de levantado o sigilo sobre as delações da Odebrecht?

Quem dentre eles em será denunciado pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal?

Quem dentre deles, sem desfrutar do privilégio do foro especial, ficará aos cuidados do juiz Sérgio Moro em Curitiba?

A agonia sucede ao calvário. E o calvário arrasta-se desde o momento em que a Lava Jato investigava apenas um posto de gasolina em Brasília.

De lá para cá, o príncipe dos empreiteiros foi preso e condenado. Pela primeira vez na história, um ex-ministro da Fazenda mofa na cadeia.

Um ex-governador do segundo Estado mais importante amarga a certeza de que permanecerá por muito tempo atrás das grades.

Mais um presidente da República caiu. Dois ex-presidentes estão na marca do pênalti. O atual corre o risco de não concluir o mandato que herdou.

Um ex-presidente da Câmara dos Deputados foi cassado e está preso. O que o sucedeu foi alvo de delação.

Assim como foi também o presidente do Senado recém-eleito. Seu antecessor responde a mais de 11 inquéritos.

A folia de Momo dá ensejo a que a alegria afogue a mágoa e os desencantos da vida.

A folia da Lava Jato, preste a alcançar seu ápice nos próximos meses, poderá servir à renovação dos métodos de se fazer política entre nós.

Que assim seja.


01/03/2017
Por Edilson Silva em Policial

Seridoense, operador de máquinas morre em acidente de moto em Rio Verde, Goiás

Um jovem operador de máquinas e natural da cidade de Cruzeta-RN, morreu vítima de acidente de moto em Rio Verde, no Goiás. Jackson Weslley Medeiros tinha um sonho, comprar uma moto 1.000 cilindradas, conseguiu, e foi nela que ele morreu. O jovem morava em Rio Verde a trabalho, desolada, a família compartilha mensagens de adeus ao rapaz.


28/02/2017
Por Edilson Silva em Currais Novos, Policial

Carro pega fogo próximo a Currais Novos

Um veículo foi encontrado durante o fim de semana em chamas as margens da BR-226, mais precisamente na Sussuarana na entrada da comunidade Negros do Riacho, próximo à cidade de Currais Novos. Uma guarnição de rádio patrulha foi deslocada para o local e encontrou o veículo tomado pelas chamas.

O carro é um VW Gol geração 4 e não foi possível identificar as placas porque foram consumidas pelo o fogo. O proprietário não foi identificado e não se sabe se o incêndio foi criminoso ou se foi provocado por falha elétrica.


28/02/2017
Por Edilson Silva em Policial, Política

Henrique Alves recebeu dinheiro para campanhas

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte recebeu material capaz de reforçar as suspeitas de que o ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves recebeu dinheiro desviado de fundos de pensão para usar nas campanhas eleitorais de 2012 e 2014.

Época


27/02/2017
Por Edilson Silva em Policial

Acidente entre carro e moto mata segurança na BR-304

Uma colisão entre um carro e uma motocicleta matou um segurança, na noite deste domingo (26), na BR-304, na cidade de Mossoró-RN. Francisco de Andrade Neto, de 52 anos, que conduzia a moto, foi atingido por trás e morreu no local do acidente.

Francisco de Andrade foi policial militar, mas tinha sido excluído há vários anos e, atualmente, trabalhava como segurança. Na noite deste domingo, ele pilotava a moto em um trecho que dá acesso ao conjunto Redenção, quando foi atingido por trás por um veículo modelo Fox.

Com a colisão, o motociclista caiu e não resistiu aos ferimentos, morrendo antes da chegada do socorro. O motorista do Fox abandonou o veículo e fugiu. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local da ocorrência e colheu as informações do carro para identificar e localizar o motorista.

G1RN


27/02/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Policial, Vídeo Blog

“Foi um desabafo”, diz advogado sobre o caso que envolve jornalista caicoense

O renomado advogado e procurador Ivanildo Albuquerque deu entrevista à imprensa de Caicó na manhã de hoje, 27, e narrou parte do ocorrido envolvendo o jornalista Robson Pires. Para a defesa, o comunicador não teve a intenção de ferir ninguém ao atirar em via pública nas proximidades da casa do cunhado, Coronel PM Silvano.

É fato que há uma rixa entre ambos, contudo, segundo o advogado, ajudou a motivar a atitude de Robson no dia de ontem, 26. Na sequência aos tiros disparados pelo jornalista, a sua esposa, Suerda Pires, empunhou um revólver (não sabe se foi o mesmo usado por Robson) e jurou tirar a própria vida, onde houve a intervenção policial.

O major Costa, comandante do 6º BPM, o qual goza de alto conhecimento em gerenciamento de crise, foi chamado à casa do comunicador e deu início às negociões que terminaram bem. Suerda entregou a arma de forma espontânea e todos foram parar na delegacia apenas para dar explicações de todo o ocorrido na noite desse domingo.

O advogado enfatizou veementemente que o jornalista não queria ferir ninguém, que tudo foi um desabafo, levando em conta o que aconteceu dias atrás entre sua pessoa e o cunhado. O jornalista responderá em liberdade, outro sim, ele não estava com a arma quando na presença da PM, e ‘não deve’ responder por porte ilegal de arma de fogo.

Acompanhe:




Facebook


Twitter