22/01/2020
Por Edilson Silva em Paraíba, Patos

Temporal deixa comércio e casas alagados e provoca curto-circuito em Patos

As feiras, o comércio e algumas casas localizadas na cidade de Patos ficaram alagadas após as fortes chuvas que foram registradas nesta terça-feira (21). A previsão de pancadas de chuvas já era prevista pelo Instituto de Meteorologia (Inmet). No início da tarde por volta das 14h, uma pancada forte de chuva atingiu o centro da cidade.

A precipitação veio acompanhada de relâmpagos e trovões, que provocaram curto-circuito na energia elétrica. No Mercado Público de Patos, a chuva provocou alagamentos, e rapidamente os comerciantes começaram a mostrar a situação em rede social.


08/01/2020
Por Edilson Silva em Patos

Noite começa com boa chuva em Patos

Na tarde desta quarta-feira, 08, choveu São Mamede, Taperoá, Assunção, Princesa Isabel,  Livramento (nesta última, segundo as informações, caiu uma boa chuva) e outros municípios da região.

Por volta das 18 horas começou a chover em alguns bairros de Patos, a exemplo do Salgadinho, onde chove bem; e do Centro.

Folha Patoense – folhapatoense@gmail.com

Foto: José Everton


08/12/2019
Por Edilson Silva em Patos, Tempo

Noite de chuva em Patos e outros municípios da região

Na noite de ontem (sábado, 07/12) voltou a chover na cidade de Patos. Na Praça Edvaldo Motta, no centro de Patos, o pluviômetro instalado pelo empresário Renê Fontes registrou 15 mm. No Jardim de Espanha, zona oeste da cidade, o pluviômetro do engenheiro florestal Rildo Alencar, registrou 15 mm. No bairro do Salgadinho o pluviômetro instalado pela Folha Patoense registrou 25 mm.

Foram registradas chuvas em vários municípios da região, entre eles Teixeira, Cacimba de Areia, Passagem, Currais Novos-RN, Carnaúba dos Dantas-RN e outros.


02/10/2019
Por Edilson Silva em Patos

Patos: bombeiros já usaram mais de 140 mil litros de água para combater incêndio

Desde a manhã do último domingo (29) equipes do Corpo de Bombeiros de Patos, no Serão paraibano, tentam combater o incêndio que consome o lixão da cidade. De acordo com o major Galvão, comandante do 4º Batalhão, não há condições da técnica adequada ser utilizada no local por conta da falta de equipamentos.

“A maneira correta é por meio do abafamento, mas, para isso é necessário ter máquinas para separar o lixo em chamas dos outros. Só utilizar água é ineficaz, já usamos mais de 140 mil litros, mas não é o ideal, precisamos do apoio da prefeitura”, lamentou o bombeiro.

Equipes de João Pessoa estão no local utilizando drones para fazendo o mapeamento da área e ver qual é a evolução do fogo. “A gente só sai daqui quando conseguir acabar com isso porque é muito incômodo à população, além da polução, é questão de saúde pública”, arrematou o major Galvão.


07/05/2019
Por Edilson Silva em Patos

‘Com que cara eu ia chegar pro povo pra dizer que gastaria R$ 500 mil reais no São João se falta condições mínimas para a Saúde?’, declara prefeito

Da Redação – O prefeito interino de Patos-PB, Sales Junior, respondeu, em entrevista coletiva à impresa, a pergunta que todos se questionam:

Por que anunciar uma programação de shows no Terreiro do Forró e, poucos dias depois, cancelar?

Disse o gestor: não temos dinheiro para investir nas condições mínimas de saúde, então, com que cara eu ia chegar pro povo pra dizer que gastaria R$ 500 mil reais (no mínimo) em um evento?

Antes de tomar a decisão, Sales ouviu os representantes dos segmentos da cidade ‘em um diálogo aberto e franco’. “Ninguém está alegre em apresentar essa decisão”, ponderou.

Sales entendeu que a relização do São João, na atual conjutura, ia causar um dano maior à cidade mais a frente.

Importante lembrar que os shows cancelados foram os do terreiro do forró.

As quadrilhas estão mantidas.


16/02/2019
Por Edilson Silva em Patos, Tempo

Cachoeira dos Batentes vira atração em Mãe D’água

Na noite de ontem (sexta, 15) para a madrugada deste sábado, 16, choveu 45 mm em Mãe D’água, e a Cachoeira dos Batentes, bno Riacho das Craibeiras, na zona rural do município se torna uma atração para os moradores, pelo banho e pela beleza.

O principal ponto turístico de Mãe d’Água, a Cachoeira dos Batente, recebe milhares de turistas de toda região em tempo de inverno.  “O local possui uma trilha de pouco mais de 20 minutos a pé, com paisagens nativas de encher os olhos. Vale a pena visitar’, relatou o fotógrafo José Nilson.

As pedras situadas dentro do leito do Riacho das Craibeiras chamam atenção pela beleza e formatos diversificados no município. Esse riacho corre para o Rio da Cruz, que leva água para a Barragem de Capoeira. O Rio Espinharas, principal rio da região, nasce do encontro do Rio da Cruz com o Rio Farinha.

Veja o vídeo feito pelo maedaguense Rivando Santos na manhã deste sábado, 16.




Facebook


Twitter