26/03/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 27,50% da capacidade total do reservatório

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula, nesta quarta-feira (25), 652.654.987 m³, o que corresponde a 27,50% da capacidade total do reservatório. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 503.957.333 m³, que representavam 21% do volume máximo que a barragem consegue armazenar.


15/03/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro segue aumentando o seu volume

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Açu segue aumentando o seu volume. Dados da Agência Nacional de Águas (ANA) deste domingo, 15, apontam que a barragem acumula um volume de 574,77 milhões de metros cúbicos. Isso representa 24,22% de sua capacidade máxima, que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos.


02/03/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está com 22,78% do seu volume total

A Barragem m Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atualmente acumula 540.612.395 m³, correspondentes a 22,78% da sua capacidade
total.

Na última semana o manancial estava com 534.605.124 m³, correspondentes a 22,53% do seu volume total. No mesmo período de 2019 a barragem estava com 487.292.867 m³, correspondentes a
20,30%


28/02/2020
Por Edilson Silva em Assu

Açude Mendubim está com mais de 73% da sua capacidade máxima

O mais recente Relatório de Situação Volumétrica dos Reservatórios do Rio Grande do Norte atualizado nesta quinta-feira, 27 de fevereiro aponta que após as recentes chuvas alguns mananciais receberam acréscimo no seu aporte de água.

O mais expressivo foi observado na cidade de Encanto, o açude de mesmo nome no Alto oeste potiguar que, passou de 73,60% da sua capacidade para 95,59%, faltando 20 centímetros para verter. Outros açudes que receberam bons volumes de água foram: Tourão, localizado em Patu, que passou de 18% da sua capacidade para 22,15%; Mendubim, localizado em Assú, passou dos 71,93% para 73,49%; e Morcego, localizado em Campo Grande, que passou dos 29,21% de sua capacidade para 31,06%.

Já o maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, atualmente acumula 534 milhões 605 mil 124 metros cúbicos, correspondentes a 22,53% do seu volume total. Em relação ao último relatório divulgado no dia 18 de fevereiro, o manancial também apresentou um acréscimo de volume de 13 milhões 516 mil 359 metros cúbicos, passando dos 21,96% de sua capacidade para os atuais 22,53%.

Assú Todo Dia


21/02/2020
Por Edilson Silva em Assu

Assu: Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está com 21,96% da sua capacidade

Com as últimas chuvas caídas no estado, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório de água do RN, está com 21,96% da sua capacidade. O segundo maior, a Barragem Santa Cruz do Apodi, está com 18,09%, volumes maiores que em 2019.


14/01/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula mais de 552 milhões de metros cúbicos

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), monitora 47 reservatórios com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos. O relatório volumétrico divulgado nesta segunda-feira, dia 13 de janeiro demonstra que após as últimas chuvas os principais acumuladores de água do RN tiveram pequeno acréscimo nos seus volumes, o que é positivo tendo em vista que a quadra invernosa para o interior tem início efetivamente em fevereiro.

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório do Estado, com capacidade para 2.37 bilhões de metros cúbicos de água, atualmente acumula 552 milhões 626 mil 936 metros cúbicos, percentualmente, 23,29% do seu volume total. No último dia 08 de janeiro segundo o Iagrn, o reservatório estava com 547 milhões 370 mil 574 metros cúbicos, correspondentes a 23,07% da capacidade máxima do manancial.


24/09/2019
Por Edilson Silva em Assu

Vendaval destrói barracas e derruba poste na feirinha do Frutilândia

Um vendaval deixou destruição, porém sem feridos no bairro Frutilândia, na tarde de terça-feira, 24 de Setembro de 2019. De acordo com as informações, o vendaval destruiu algumas barracas colocadas há um certo tempo, por trás da Capela de São José, no referido bairro. O local acontece a feirinha todos os domingos.

O vendaval também arriou um poste de energia elétrica, e qualquer movimento pode ocasionar a queda do poste. As barracas arrastadas pelo vendaval, seria as retiradas da antiga feira livre, que atualmente tem uma nova estrutura.

Assú Notícia


02/06/2019
Por Edilson Silva em Assu

Morre vitima de infarto o jornalista Valderi Tavares do Blog do VT

Faleceu na manhã deste domingo (02), vítima de infarto fulminante, em Natal, o blogueiro Valderi Tavares, editor do Blog do VT, com atuação destacada em Assu e região.

O velório deverá ocorrer em Natal, onde o corpo será cremado.

Os horários estão sendo decididos.

A notícia da morte foi postada inicialmente pelo Blog Rabiscos de Samuel Júnior.


01/05/2019
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro fecha o quarto mês do ano com 33% da sua capacidade e assegura mais uma vez o abastecimento de quase 500 mil potiguares

Abril recém-encerrado foi mais um mês positivo para a barragem Armando Ribeiro Gonçalves. O maior reservatório hídrico artificial do Rio Grande do Norte localizado em Itajá no Vale do Açu saiu da situação crítica e subiu um degrau a mais na classificação positiva passando para situação de alerta o que significa ter chegado na casa dos 30%.

No último dia do mês de abril assinalando um volume hídrico de 793 milhões 448 mil metros cúbicos, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves atingiu uma reserva hídrica de 33,06%. Para sangrar ainda faltam 12 metros e 22 centímetros. Porém, o mais importante é o que o nível de água subiu 04 metros e 18 centímetros desde o dia 21 de fevereiro do atual exercício até esta terça-feira.

O volume acrescido nesse período segundo consta no Boletim Informativo Diário do DNOCS, foi de 317 milhões 425 mil 800 metros cúbicos de água garantindo assim por mais um ano o abastecimento de cerca de 480 mil norte-rio-grandenses no Vale do Açu, Seridó, região Central e Oeste Potiguar.

Assú Todo Dia


26/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Volume da Armando Ribeiro Gonçalves já ultrapassa sua melhor situação em 2018

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN, monitora 47 reservatórios com capacidade acima de cinco milhões de metros cúbicos de água responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. O relatório da situação volumétrica divulgado nesta segunda-feira (15) indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, está acumulando 743.288.000 m³, percentualmente, 30,97% da sua capacidade. Para efeitos comparativos, no mesmo dia, em abril de 2018, a ARG, acumulava 373.459.133 m³, ou 15,56% do seu volume total.

O volume atual da Armando Ribeiro Gonçalves ultrapassa sua melhor situação em 2018, quando atingiu 29,57% da sua capacidade. “Ainda temos mais um mês e meio até o final efetivo da quadra chuvosa, o que nos dá a perspectiva que a Armando Ribeiro Gonçalves consiga terminar esse período em situação muito superior à do ano passado. Como ela corresponde a quase metade das reservas hídricas totais, nos dá uma maior tranquilidade para garantir o abastecimento dos municípios potiguares até o inverno de 2020, sempre com o controle de gestão das águas, mas em condições melhores que nos últimos quatro anos”, afirma Caramuru Paiva, diretor-presidente do Igarn.

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que correspondem ao acumulado de todos os reservatórios monitorados pelo Instituto nas bacias hidrográficas estaduais, atualmente, acumulam 1.330.69.653 m³, percentualmente, 30,16% dos 4.411.787.259 m³ totais. No mesmo período do ano passado, as reservas totais do Estado acumulavam 784.784.146 m³, ou 17,79% da sua capacidade. Ainda para efeitos comparativos, ao final da quadra invernosa de 2018, reservas hídricas somavam 1.390.676.793 m³, 31,57% da sua capacidade.

Dos reservatórios monitorados, 8 permanecem em volume morto, o que corresponde a 17,02% dos mananciais monitorados. Já os açudes que ainda permanecem secos são 6, o correspondente a 12,76% das barragens potiguares. No mesmo dia de 2018, os reservatórios em volume morto eram 10, correspondentes a 21,27% do total de monitorados. Já os secos eram 4, percentualmente, 8,51%.

Segundo maior reservatório estadual, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, a barragem Santa Cruz do Apodi, está acumulando 153.482.705 m³, percentualmente, 25,59% da sua capacidade. Em 2018 ela estava com 144.561.910 m³, ou 24,11% do seu volume total.

O açude Umarí que possui capacidade para 292,813 milhões de metros cúbicos, está com 120.858.921 m³, percentualmente, 41,28% do seu volume total. Já no mesmo período do ano passado o manancial estava com 48.507.691 m³, ou 16,57% da sua capacidade total.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 91,69%; Rodeador, em Umarizal, com 83% e Apanha Peixe, em Caraúbas, com 75%.

Entre os reservatórios que estão em volume morto, estão: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Cruzeta; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco e Santa Cruz do Trairí, em Santa Cruz. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Dourado, em Currais Novos; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.


18/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Volume de água no maior reservatório do RN tem a melhor marca dos últimos 4 anos

O volume de água no maior reservatório do Rio Grande do Norte alcançou a melhor marca dos últimos quatro anos, o que demonstra que as reservas hídricas do estado vêm se recuperando apesar dos últimos sete anos de chuvas abaixo da média histórica.

Segundo o Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), em abril de 2015 a barragem Armando Ribeiro Gonçalves – que tem capacidade para até 2,4 bilhões de metros cúbicos – estava com 730,5 milhões (30,44% do total). Agora, de acordo com medição feita nesta quarta-feira (17), o volume atual é de 752,4 milhões, ou seja, 31,35% da capacidade total de armazenamento.

Abaixo, veja a evolução do nível de água na barragem (%):

Armando Ribeiro

Maior reservatório do Rio Grande do Norte e o segundo do Nordeste, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves tem suas comportas localizadas na cidade de Itajá, no Vale do Açu, e capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água.

Mais cheios

Dos 43 reservatórios potiguares com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos de água, 6 deles estão totalmente cheios e outros 5 bem perto da capacidade máxima. São eles:

Encanto, em Encanto: 100%
Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz: 100%
Mendubim, em Assu: 100%
Beldroega, em Paraú: 100%
Pataxó, em Ipanguaçu: 100%
Lagoa do Boqueirão, em Touros: 100%
Lagoa de Extremoz, em Extremoz: 93,39%
Marcelino Vieira, em Marcelino Vieira: 91,17%
Rodeador, em Umarizal: 82,94%
Prata, em Goianinha: 81,87%
Apanha Peixe, em Caraúbas: 75,5%

Menos cheios

Entre os reservatórios menos cheios, 6 estão totalmente vazios e outros 10 quase secos. São eles:

Gargalheiras, em Acari: 0%
Santana, em Rafael Fernandes: 0%
Dourado, em Currais Novos: 0%
Trairi, em Tangará: 0%
Inharé, em Santa Cruz: 0%
Japi II, em São José do Campestre: 0%
Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz: 0,04%
Esguicho, em Ouro Branco: 0,14%
Passagem das Traíras, em São José do Seridó: 0,76%
Pilões, em Pilões: 1,68%
Itans, em Caicó: 1,72%
Pau dos Ferros, em Pau dos Ferros: 1,84%
Zangarelhas, em Jardim do Seridó: 2,52%
Cruzeta, em Cruzeta: 2,86%
Bonito II, em São Miguel: 4,99%
Boqueirão de Angicos, em Afonso Bezerra: 7,8%

Seca histórica

Os últimos sete anos foram castigantes no interior do Rio Grande do Norte. Com chuvas abaixo da média histórica, o estado enfrenta a seca mais severa de todos os tempos. As chuvas que caem desde o início do ano até que aliviam o sofrimento do sertanejo, mas os efeitos da estiagem ainda são preocupantes.

Dos 167 municípios potiguares, 148 estão em situação de emergência por causa da escassez de água – o que representa 88% do estado. Na lavoura e pecuária, por exemplo, os prejuízos somaram R$ 2,5 bilhões em 2018, segundo o governo do estado.

De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), atualmente cinco cidades (João Dias, Paraná, Pilões, São Miguel e Cruzeta) estão em colapso no bastecimento – que é quando a cobrança da conta é suspensa por não haver fornecimento – e outras 92 possuem algum sistema de rodízio. As informações são do G1 RN.


16/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Volume da Armando Ribeiro Gonçalves já ultrapassa sua melhor situação em 2018

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN, monitora 47 reservatórios com capacidade acima de cinco milhões de metros cúbicos de água, responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. O relatório da situação volumétrica divulgado nesta segunda-feira (15) indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, está acumulando 743.288.000 m³, percentualmente, 30,97% da sua capacidade. Para efeitos comparativos, no mesmo dia, em abril de 2018, a ARG, acumulava 373.459.133 m³, ou 15,56% do seu volume total.

O volume atual da Armando Ribeiro Gonçalves ultrapassa sua melhor situação em 2018, quando atingiu 29,57% da sua capacidade. “Ainda temos mais um mês e meio até o final efetivo da quadra chuvosa, o que nos dá a perspectiva que a Armando Ribeiro Gonçalves consiga terminar esse período em situação muito superior à do ano passado. Como ela corresponde a quase metade das reservas hídricas totais, nos dá uma maior tranquilidade para garantir o abastecimento dos municípios potiguares até o inverno de 2020, sempre com o controle de gestão das águas, mas em condições melhores que nos últimos quatro anos”, afirma Caramuru Paiva, diretor-presidente do Igarn.

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que correspondem ao acumulado de todos os reservatórios monitorados pelo Instituto nas bacias hidrográficas estaduais, atualmente, acumulam 1.330.697.653 m³, percentualmente, 30,16% dos 4.411.787.259 m³ totais. No mesmo período do ano passado, as reservas totais do Estado acumulavam 784.784.146 m³, ou 17,79% da sua capacidade. Ainda para efeitos comparativos, ao final da quadra invernosa de 2018, reservas hídricas somavam 1.390.676.793 m³, 31,57% da sua capacidade.

Dos reservatórios monitorados, 8 permanecem em volume morto, o que corresponde a 17,02% dos mananciais monitorados. Já os açudes que ainda permanecem secos são 6, o correspondente a 12,76% das barragens potiguares. No mesmo dia de 2018, os reservatórios em volume morto eram 10, correspondentes a 21,27% do total de monitorados. Já os secos eram 4, percentualmente, 8,51%.

Segundo maior reservatório estadual, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, a barragem Santa Cruz do Apodi, está acumulando 153.482.705 m³, percentualmente, 25,59% da sua capacidade. Em 2018 ela estava com 144.561.910 m³, ou 24,11% do seu volume total.

O açude Umarí que possui capacidade para 292,813 milhões de metros cúbicos, está com 120.858.921 m³, percentualmente, 41,28% do seu volume total. Já no mesmo período do ano passado o manancial estava com 48.507.691 m³, ou 16,57% da sua capacidade total.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 91,69%; Rodeador, em Umarizal, com 83% e Apanha Peixe, em Caraúbas, com 75%.

Entre os reservatórios que estão em volume morto, estão: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Cruzeta; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco e Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Dourado, em Currais Novos; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.


13/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Água destrói estiva do Rio Açu, que dava acesso a cidade de Ipanguaçu

A estiva do Rio Açu, que dava acesso a cidade de Ipanguaçu, foi arrastada pela água. A notícia é que o grande volume de água que o Rio Açu está recebendo do açude público do Mendubim, fez com que, nesta madrugada de sábado, 13 de Abril, a água destruísse a estiva, impossibilitando o tráfego de carros e motos. Nos dois sentidos, está completamente interditado. Ninguém passa.

Da redação – Assú Notícia


13/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Açude Mendubim transborda neste sábado, 13 e Barragem Armando Ribeiro continua elevando o seu nível de água

Com as chuvas que caem sobre o interior do Rio Grande do Norte em especial no Seridó região considerada ‘cabeceira’ da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves no estado o reservatório localizado no Vale do Açu prossegue elevando o seu nível de água armazenada. De acordo com o mais recente Boletim Informativo Diário divulgado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), o espelho d’água subiu 14 centímetros nas últimas 24 horas. Isso representa um aumento de cerca de dez milhões de metros cúbicos. Contando a partir de 21 de fevereiro até este dia 12 de abril a elevação total foi de 03 metros e 21 centímetros. Para sangrar ainda é preciso subir 13 metros e 19, o que se compara a um prédio de quatro andares. O volume atual da Barragem é de 707 milhões 996 mil metros cúbicos correspondente a 29,50% da sua capacidade máxima de armazenamento de água.

Quanto ao Açude Público Mendubim na zona rural de Assú por volta das 08h desta sexta-feira, (12) o reservatório sangrava com uma lâmina de 38 centímetros. De acordo com o DNOCS o seu volume hídrico atual é de 79 milhões 907 mil 880 metros cúbicos de água.

A água do Mendubim segue em direção ao rio Açu. Com o seu transbordamento moradores da comunidade rural do Cumbe em Assú estão enfrentando dificuldade para se deslocar até a sede urbana do município uma vez que a estrada foi tomada pela água ficando quase intransitável.

Informações – Blog Assu Todo Dia


09/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Armando Ribeiro Gonçalves ganha 125 milhões de m³ nos primeiros dias de abril

O relatório da situação volumétrica dos principais reservatórios do Estado, divulgado nesta segunda-feira (8), aponta que nos últimos oito dias a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório do RN, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, teve um acréscimo no seu volume de 125.104.000m³, no dia 1º de abril a ARG estava acumulando 551.616.000m³, atualmente ela está com 676.720.000m³, percentualmente, o reservatório passou de 22,98% da sua capacidade para 28,20%.

Dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), 8 permanecem em volume morto, o que corresponde a 17,02% dos mananciais monitorados. Já os açudes que permanecem secos são 6, o correspondente a 12,76% dos reservatórios monitorados. Em um comparativo com o mesmo dia 8 de abril de 2018, os mananciais em volume morto eram 15, o que correspondia a 31,91% dos açudes do Estado. Já os secos eram 6, percentualmente, 12,76% dos reservatórios monitorados.


08/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro registra recuperação e cota de água aumenta mais de 2 metros

O maior reservatório do Rio Grande do Norte, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, dá mostras de que vem se recuperando dos últimos 7 anos de chuvas escassas. De fevereiro até agora, por exemplo, a cota de água subiu mais de 2 metros e o volume armazenado saltou de 19,83% para 26,80% – o que representa 643,2 milhões de metros cúbicos de água. A capacidade máxima da barragem é de 2,4 bilhões de metros cúbicos.

Para se ter uma ideia ainda mais clara desta recuperação, basta lembrar que há 1 ano a barragem entrou, pela primeira vez desde sua inauguração (em 1983), no chamado volume morto – nome que se dá à reserva de água mais profunda das represas, que fica abaixo dos canos de captação. À época, no dia 9 de fevereiro de 2018, o Instituto de Gestão das Águas do Estado (Igarn) chegou a registrar que o reservatório estava com apenas 10,8% do seu volume total, o mais baixo da história.

Armando Ribeiro

Maior reservatório do Rio Grande do Norte e o segundo do Nordeste, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves tem suas comportas localizadas na cidade de Itajá, no Vale do Açu, e capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água.

Por Anderson Barbosa, G1 RN


05/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Visto de cima: Imagens aéreas do Mendubim transbordando

Um dos maiores reservatórios do Oeste potiguar sangrou na madrugada desta quinta-feira dia 04. O açude Mendubim fica em Assú, e tem capacidade para 76,3 milhões de metros cúbicos de água.

Veja nas imagens do Assu Todo Dia:


05/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves subiu mais de dois metros em um mês e meio

Nesta sexta-feira, 05 de abril foi divulgado mais um Boletim Informativo Diário (BID) do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Uma cópia chegou ao blog Assú Todo Dia enviada pelo engenheiro chefe da unidade localizada em Assú, Rafael Mendonça.

Segundo consta no BID/DNOCS nas últimas 24 horas observou-se uma elevação no nível de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves de 25 centímetros.

Agora o principal reservatório do Rio Grande do Norte que tem entre outras atribuições garantir o abastecimento de quase meio milhão de pessoas no Vale do Açu e outras regiões do estado encontra-se na cota 46,62. Isso representa um acúmulo total de 618 milhões 636 mil metros cúbicos. Em situação crítica, para sangrar ainda faltam 14 metros e 39 centímetros. A Barragem tem uma reserva hídrica de 25,78%.


05/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Açude Mendubim ‘sangra’ e região Oeste potiguar chega a cinco açudes 100% cheios

Um dos maiores reservatórios do Oeste potiguar sangrou na madrugada desta quinta-feira (4). O açude Mendubim fica em Assu, e tem capacidade para 76,3 milhões de metros cúbicos de água. A água transborda sobre a parede do açude e também escorre pelo sangradouro.

A sangria do Açude Mendubim é motivo para festa na região. Com as cascatas de água que se formam nas escadarias do sangradouro, o local vira ponto de lazer e já começa a receber muitos visitantes em busca de um banho refrescante.

A capacidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4,4 bilhões de metros cúbicos de água. Até esta quarta-feira (3), segundo o Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), o acumulado nas bacias do estado somavam pouco mais de 1,1 bilhão de metros cúbicos de água – o que representa 25,67% da capacidade total de armazenamento.

Agora são cinco os reservatórios da região 100% cheios. São eles:

Açude Mendubim, em Assu / Capacidade: 76.349.500 m³ / volume atual: 100%.

Açude Beldroega, em Paraú / Capacidade: 8.057.520 m³ / volume atual: 100%.

Açude Encanto, em Encanto / Capacidade: 5.192.538 m³ / volume atual: 100%.

Açude Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz / Capacidade: 9.604.200 m³ / volume atual: 100%.

Açude Pataxó, em Ipanguaçu / Capacidade: 15.017.379 m³ / volume atual: 100%.

SECA HISTÓRICA

Os últimos sete anos foram castigantes no interior do Rio Grande do Norte. Com chuvas abaixo da média histórica, o estado enfrenta a seca mais severa de todos os tempos. As chuvas que caem desde o início do ano aliviam o sofrimento do sertanejo, mas ainda não são suficientes para reabastecer os grandes reservatórios e os efeitos ainda são preocupantes.


01/04/2019
Por Edilson Silva em Assu

Nível de água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves subiu mais de um metro desde fevereiro

A contar desde o dia 21 de fevereiro até este dia 1º de abril, a elevação da cota da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves no Vale do Açu foi de um metro e onze centímetros. A informação consta no Boletim Informativo Diário (BID) do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas no Rio Grande do Norte (DNOCS/RN) no Vale do Açu.

O dado foi enviado pelo engenheiro chefe da autarquia federal em Assú, Rafael Mendonça ao blog Assú Todo Dia.

Nesse período a Barragem recebeu uma recarga da ordem de 75 milhões 593 mil 800 metros cúbicos de água. Seu volume atual é de 515 milhões 616 mil metros cúbicos o que corresponde a 22,98% da sua capacidade total de armazenamento que é de 2,4 bilhões. Faltam 15 metros e 29 centímetros para sangrar.




Facebook


Twitter