24/09/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Em setembro, reservas hídricas no RN alcançam 51% de sua capacidade

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (22), indica que as reservas hídricas superficiais totais estaduais somam 2.272.999.602 m³, que correspondem a 51,93% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 22 de setembro de 2019, as reservas potiguares eram de 1.203.757.557 m³, o equivalente a 27,50% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, acumula 1.441.884.925 m³, que correspondem a 60,76% da sua capacidade total. No mesmo período de setembro de 2019, o manancial represava 675.025.078 m³, equivalentes a 28,45% do seu volume total.

Já o reservatório Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do Estado, acumula 195.612.670 m³, o equivalente a 32,62% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do mês de setembro do ano passado o reservatório represava 133.445.227  m³, o equivalente a 22,25% da sua capacidade total.


28/08/2020
Por Edilson Silva em Assu

Maior barragem do RN já atinge mais de 60% de sua capacidade, diz Igarn

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado pelo Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do estado, acumula atualmente 1.486.581.703 m³ de água, correspondentes a 62,64% de sua capacidade total. A capacidade total da barragem é de 2,4 bilhões de metros cúbicos de água.

No final de agosto de 2019, a Armando Ribeiro estava com 709.340.465 m³ equivalentes a 29,89% do seu volume máximo. As reservas hídricas superficiais totais estaduais somam 2.349.5.41.463 m³, o que corresponde a 53,68% da capacidade total de armazenamento dos mananciais monitorados pelo Igarn juntos. No d ia 27 de agosto de 2019, as reservas hídricas acumulavam 1.266.658.754 m³, equivalentes a 28,94% da capacidade total do estado.

Santa Cruz
Segundo maior reservatório do RN, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599.712.000 m³, acumula 200.481.030 m³, correspondentes a 33,43% da capacidade da barragem. No mesmo período de 2019, o manancial estava com 139.072.190 m³, equivalentes a 23,19% do seu volume total.

Umari
Já a barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 254.198.937 m³, correspondentes a 86,81% da capacidade total do reservatório que é de 292.813.650 m³. No mesmo período do ano passado a represa estava com 107.720.162 m³, equivalentes a 36,79% do seu volume máximo.

Pau dos Ferros
A barragem de Pau dos Ferros está com 18.306.344 m³, correspondentes a 33,38% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. No final de agosto do ano passado o reservatório estava com 141.284 m³, equivalentes a 0,26% da sua capacidade.

Gargalheiras
O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, represa 12.915.343 m³, correspondentes a 29,07% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. No final de agosto de 2019, a barragem armazenava 219.801 m³, equivalentes a 0,49% da sua capacidade total.

Flechas
O açude Flechas, localizado em José da Penha, com capacidade para 8.949.675 m³, acumula 866.550 m³, que correspondem a 9,68%, portanto, ele passa a figurar entre os reservatórios considerados em nível de alerta. No mesmo período de agosto do ano passado o manancial estava com 1.865.588 m³, equivalentes a 20,85% do seu volume total.

Pilões
Já o açude de Pilões, com capacidade para 5.901.875 m³, acumula 3.295.000 m³, correspondentes a 55,83% da sua capacidade total. No final de agosto de 2019 o manancial estava seco.

Itans
O açude Itans, localizado em Caicó, acumula 9.630.631 m³, correspondentes a 12,7% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. No dia 27 de agosto de 2019, o reservatório estava com 443.549 m³, equivalentes a 0,58% do seu volume total.

Os reservatórios que permanecem com volumes acima dos 90% são:

Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 92,33%;
Apanha Peixe, em Caraúbas, com 96,67%;
Encanto, localizado em Encanto, com 93,83%
Mendubim, em Assu, com 94,93%.
Além de Umari, os reservatórios que permanecem com volumes em torno dos 80% das suas capacidades são:

Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 89,11%;
Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 87,87%;
Morcego, em Campo Grande, com 87,4%;
Santo Antônio de Caraúbas, em Caraúbas, com 83,52%;
Beldroega, em Paraú, com 87,9%;
Pataxó, em Ipanguaçu, com 86,4%
Dourado, em Currais Novos, com 84,22%.
Mananciais com volumes na casa dos 70% das suas capacidades são:

Marcelino Vieira, localizado em Marcelino Vieira, com 71,43%;
Rodeador, localizado em Umarizal, com 79,29%.
Em termos gerais, dos 47 reservatórios monitorados, temos 3 em volume de alerta, que ocorre quando o açude está com volume inferior a 10% da sua capacidade e 2 secos.

Percentualmente são 6,38% dos mananciais em nível de alerta e outros 4,25% secos, em um total de 10,63% de reservatórios em níveis críticos.

Além do açude Flechas, estão em nível de alerta, Passagem das Traíras (em obras) e Esquicho. Já os secos são:

Trairi e Inharé.
Lagoas
A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.181.394 m³, percentualmente, 91,93% da sua capacidade total que é de 11.074.800 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 45.798.013 m³, correspondentes a 54,35% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.


30/07/2020
Por Edilson Silva em Assu

Armando Ribeiro Gonçalves: o que ficou definido na reunião de alocação de águas

Na última semana o Instituto de Gestão das águas do RN (Igarn), por meio do seu diretor-presidente, Auricélio Costa, e do coordenador de Gestão Operacional, Antônio Righetto, participou a reunião de alocação de águas da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, organizada pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves (ARG), na bacia hidrográfica do rio Piranhas-Açu, teve uma recuperação de seu armazenamento em função das chuvas que vêm cairam na região nos últimos meses. O maior reservatório do Rio Grande do Norte acumulava 64,67% (1,5 bilhão de metros cúbicos) de sua capacidade em 23 de julho – um ano antes o volume era de 31,33%. Nesse contexto, em 24 de julho, a ANA realizou uma videoconferência com os usuários de água do ARG, do açude Mendubim e dos rios Paraú e Açu para discutir e definir a alocação de água da região entre agosto de 2020 e julho de 2021.

Para o período da alocação, a média anual para captação direta no reservatório ARG será de 300 litros por segundo, enquanto a vazão liberada média a jusante (abaixo) do Armando Ribeiro Gonçalves para o rio Açu e o canal do Pataxó passará dos atuais 4700 l/s para 12.050 l/s, entre julho de 2020 e fevereiro de 2021, e para 6.050 l/s, entre março e junho de 2021.

Com o melhor volume de águas, as restrições de uso que vinham ocorrendo na região entre 2012 e 2020 em função da forte seca foram reduzidas. Além disso, a maior oferta de água permitirá o aumento das atividades econômicas na região – como agricultura, carcinicultura, indústria e abastecimento público de água –, contribuindo para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte num contexto de pós-pandemia.

A alocação de água define regras de utilização de recursos hídricos com o objetivo de distribuí-los entre os usuários por um determinado período. Este processo conta com a participação do Poder Público, sociedade civil e usuários. No caso dessa videoconferência, o encontro virtual ocorreu em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu (CBH PPA) e com o Instituto de Gestão das Águas (Igarn).

No ano passado, a Agência publicou a Resolução Conjunta ANA/IGARN nº 73/2019 com as condições de uso da água no Sistema Hídrico ARG-Mendubim. Segundo o documento, os usos na região são pautados pelos estados hidrológicos (EHs) Verde, Amarelo e Vermelho. Eles determinam se tais usos da água podem acontecer com ou sem restrição e são determinados pelos volumes acumulados nos dois reservatórios ao fim de junho. Esse sistema engloba os açudes Armando Ribeiro Gonçalves e Mendubim.


03/07/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves permanece com mais de 65% da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quarta-feira (1º), informa que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 1.558.367.436 m³, percentualmente, 65,67% da sua capacidade total que é de 2,37 bilhões de metros cúbicos. No início de julho de 2019, o manancial estava com 795.272.000 m³, correspondentes a 33,14% do seu volume máximo.

As reservas hídricas superficiais totais do estado somam 2.470.934.501 m³, que correspondem a 56,45% da capacidade total de acumulo de água nos reservatórios monitorados pelo Igarn. No dia 1º de julho de 2019, o total de água represado era de 1.391.168.696 m³, percentualmente, 31,78%.

A barragem Santa Cruz do Apodi acumula 211.608.710 m³, correspondentes a 35,29% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório represava 146.346.069 m³, percentualmente, 24,40% do seu volume máximo.

Localizada em Upanema, a Barragem Umari acumula 269.282.810 m³, percentualmente, 91,96% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. Terceiro maior manancial do Estado, no início de julho do ano passado, o reservatório represava 114.223.184 m³, correspondentes a 39,01% da sua capacidade.

Após o término do período chuvoso para o interior do RN, o único reservatório que continua com 100% da sua capacidade é o Mendubim, com capacidade para 77.357.134 m³, localizado em Assu.

Outros reservatórios permanecem com volumes superiores a 90% das suas capacidades, casos de: Dourado, em Currais Novos, com 94,5%; Pataxó, em Ipanguaçu, com 97,01%; Beldroega, em Paraú, com 98,85%; o reservatório de Encanto, com 95,59%; Santo Antônio de Caraúbas, com 96,49% e Apanha Peixe, com 99,67%, ambos localizados em Caraúbas; Morcego, localizado em Campo Grande, com 97,48%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 96,24%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 97,76%; e Santana, em Rafael Fernandes, com 98% da sua capacidade.

O Açude Itans. localizado em Caicó, está com 11.100.563 m³, percentualmente, 14,64% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. No mesmo período de 2019, o manancial estava com 1.346.000 m³, correspondentes a 1,65% do seu volume máximo.

Já o reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, acumula 14.837.621 m³, correspondentes a 33,4% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. No início de julho de 2019 a barragem estava com 243.293 m³, ou 0,55% do seu volume total.

A barragem Pau dos Ferros, com capacidade para 54.846.000 m³, acumula atualmente 20.483.894 m³, percentualmente, 37,35% do seu volume máximo. No ano passado ela estava com 361.778 m³, correspondentes a 0,66% da sua capacidade.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 17.663.249 m³, percentualmente, 82,52% da sua capacidade total que é de 21.403.850 m³. No mesmo período de 2019, o reservatório estava com 16.775.459 m³, correspondentes a 78,38% do seu volume máximo.

O reservatório Sabugi, localizado em São João do Sabugi, está com 34.887.446 m³, correspondentes a 56,43% da sua capacidade total que é de 61.828.970 m³. No início de julho do ano passado ele estava com 30.651.186 m³, percentualmente, 49,57% do seu volume total.

Os números percentuais gerais de reservatórios em nível de alerta, ou seja, com volumes inferiores a 10% de suas capacidades e o de mananciais secos, permanecem inalterados. Os reservatórios em nível de alerta são Passagem das Traíras, que está em obras e não pode acumular água, e Esguicho, localizado em Ouro Branco. Já os secos, são Inharé, localizado em Santa Cruz, e Trairi, em Tangará. Em ambos os casos, o valor percentual é de 4,25%.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.900.477 m³, percentualmente, 98,43% da sua capacidade total que é de 11.074.800 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 45.091.009 m³, correspondentes a 53,51% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.


23/06/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves atinge 65,95% da sua capacidade

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada no rio Piranhas-Assu, continua recebendo aporte hídrico mesmo com o fim da quadra chuvosa no interior do Rio Grande do Norte.

O reservatório acumula 1.565.139.675 m³, o que corresponde a 65, 95% da sua capacidade total que é 2.373.066.510 m³, conforme apresentou o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais – monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) – divulgado nesta segunda-feira (22). Antes, o volume da represa era de 1.562.430.780, correspondentes a 65,84%.

As reservas hídricas superficiais totais do Estado somam 2.485.327.772 m³, que representam em termos percentuais, 56,78% do total de água que os 47 reservatórios monitorados pelo Igarn conseguem acumular juntos. Em comparativo com o último relatório, divulgado no dia 16 de junho, o acumulado do estado estava em 2.485.347.559 m³, que correspondiam aos mesmos 56,78% do total das reservas do RN.

Segundo maior reservatório estadual, Santa Cruz do Apodi acumula 213.695.150 m³, percentualmente, 35,63% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. Na última semana o manancial estava com 214.912.240 m³, que correspondiam a 35,84% do seu volume máximo.

O reservatório Umari, localizado em Upanema, acumula 270.791.197 m³, percentualmente, 92,48% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. No relatório do dia 16 de junho a barragem estava com 271.092.875 m³, que correspondiam a 92,58% do seu volume máximo.

No entanto, outros reservatórios de menor porte ainda recebem aporte hídrico. O açude de Lucrécia acumula 10.075.763 m³, que correspondem a 40,7% da sua capacidade total que é de 24.754.574 m³. No monitoramento da semana passada o manancial estava com 9.860.558 m³, percentualmente, 39,83% da sua capacidade total.

O açude de Pilões também recebeu águas. Acumula 3.542.588 m³, correspondentes a 60,02% da sua capacidade total, 5.901.875 m³. Na última semana o reservatório estava com 3.482.825 m³, percentualmente, 59,01% do seu volume total.

O reservatório Jesus, Maria, José, localizado em Tenente Ananias, acumula 3.540.096 m³, percentualmente, 36,76% da sua capacidade total, 9.639.152 m³. No último levantamento divulgado, o manancial estava com 3.526.959 m³, que correspondiam a 36,59% do seu volume total.

Na bacia hidrográfica do Rio Ceará-Mirim, o reservatório de Poço Branco acumula 30.654.350 m³, percentualmente, 22,54% da sua capacidade total que é de 136.000.000 m³. Na última semana, o manancial estava com 30.064.777 m³, que correspondiam a 22,11% do seu volume máximo.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, teve pequena redução de volume e acumula 15.059.422 m³, que correspondem a 33,9% da sua capacidade, que é de 44.421.480. Na última semana o manancial estava com 15.318.190 m³, percentualmente, 34,48% do seu volume total.

Atualmente estão com 100% dos seus volumes os seguintes mananciais: Apanha Peixe, em Caraúbas; Mendubim, em Assu e Beldroega, em Paraú.

Os mananciais que já sangraram e continuam com volumes próximos da sua capacidade total são: Santana, em Rafael Fernandes, com 98,33%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 99,44%; Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz, com 97,4%; Morcego, em Campo Grande, com 99,37%; Santo Antônio de Caraúbas, localizado em Caraúbas, com 99,5%; Encanto, em Encanto, com 96,25%; Pataxó, em Ipanguaçu com 97,89% e Dourado, em Currais Novos, com 96,33%.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,42% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, que chegou a receber pequena recarga e acumula 2,96% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

SITUAÇÃO DAS LAGOAS

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, recebeu aporte hídrico das últimas chuvas está com 45.199.779 m³, correspondentes a 53,64% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³. Na última semana a lagoa acumulava 44.710.314 m³, correspondentes a 53,06% do seu volume máximo.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.


03/06/2020
Por Edilson Silva em Assu, Saúde

Assu tem 133 casos confirmados do coronavírus e 08 óbitos, diz Coordenação de Vigilância Epidemiológica

A Coordenação de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Municipal de Gestão da Emergência em Saúde Pública decorrente do Coronavírus (Covid-19) em Assú comunicam que foram registrados 133 (cento e trinta e três) casos confirmados, 208 (duzentos e oito) casos suspeitos, 198 (cento e noventa e oito) descartados e 08 (oito) óbitos. Entre os casos confirmados, 86 (oitenta e seis) estão recuperados, 38 (trinta e oito) em isolamento e 01 (um) encontra-se internado em um hospital de referência no município Mossoró.

Os casos suspeitos e confirmados estão em constante monitoramento e isolamento social, devidamente acompanhados pelos profissionais da Vigilância em Saúde do município. Deve-se atentar para que o descumprimento do isolamento poderá acarretar em punição civil, administrativa e penal dos agentes infratores.

O detalhamento do boletim estará disponível no site da Prefeitura Municipal de Assú (assu.rn.gov.br)


29/05/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves chega ao seu maior volume desde 2012

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

Segundo o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta quinta-feira (28), a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atingiu 60,87% do seu volume total, o que equivale a 1.444.593.821 m³. Desde outubro de 2012 o manancial não atingia este represamento de águas.

As reservas hídricas superficiais totais do RN já acumulam 2.330.418.082 m³ que correspondem a 53,24% da capacidade total de represamento de águas pelos reservatórios monitorados pelo Igarn. Esta também é a melhor situação hídrica do Estado desde o ano de 2012.

A barragem Umari, localizada em Upanema, está represando nesta quinta-feira (28) 251.182.162 m³, que correspondem a 85,78% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. Este é o maior volume de águas acumulado pelo reservatório desde de 2009, ano em que o manancial chegou a sangrar.

A barragem Santa Cruz do Apodi voltou a receber aporte hídrico após algumas semanas sem a chegada de quantidade substancial de água na represa e acumula atualmente 215.955.460 m³, que correspondem a 36,01% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, continua a receber aporte hídrico. Está represando 14.800.654 m², percentualmente, 33,32% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. Este é o maior acumulo de água do manancial desde fevereiro de 2013.

A barragem Pau dos Ferros também aumentou de volume e já acumula 20.483.894 m³, que correspondem a 37,35% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. Desde agosto de 2012 o reservatório não atingia este represamento de águas.

O açude Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos, está acumulando 6.053.074 m³, que correspondem a 44,5% da sua capacidade total que é de 13.602.215 m³. O manancial não represa essa quantidade de água desde dezembro de 2012.

Outro reservatório que recebeu água das últimas chuvas foi o de Cruzeta, que está acumulando 5.034.194 m³, percentualmente, 21,38% da sua capacidade total que é de 23.545.745 m³. A última vez que o manancial represou esse volume hídrico foi em junho de 2014.

O açude Itans, localizado em caicó, está acumulando 10.900.117 m³, que correspondem a 14,37% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. O reservatório chegou a secar no início deste ano e nos últimos meses vem se mantendo na cota dos 10 milhões de metros cúbicos.

Apesar de ainda estar em estado de alerta, com menos de 10% da sua capacidade, o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, recebeu pequeno aporte hídrico, acumulando 651.564 m³, que correspondem a 2,33% da capacidade total do manancial que é de 27.937.310 m³. Apesar do pouco volume acumulado, desde março de 2016, o reservatório não represava essa quantidade de água.

Os reservatórios que permanecem com 100% da sua capacidade são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, em Caraúbas; Encanto, no município de Encanto; Mendubim, em Assu; Beldroega, localizado em Paraú; Morcego, em Campo Grande; Dourado, em Currais Novos; o açude Pataxó, em Ipanguaçu, também voltou a sangrar.

Os Reservatórios que já sangraram nesta quadra invernosa do interior e continuam com níveis acima dos 90% das suas capacidades, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 99,67%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 98,04% e Santo Antônio de Caraúbas, com 98,5%.

Outros açudes já acumulam mais de 70% das suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, localizado no município de Marcelino Vieira, com 73,17% e Rodeador, em Umarizal, com 82,02% do seu volume máximo.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,36% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 2,33% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 44.220.850 m³, correspondentes a 52,48% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.


26/05/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN, Tempo

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves se aproxima dos 59% da sua capacidade máxima

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves no Vale do Açu está com 58,50% da sua capacidade total. A informação está contida no Boletim Informativo Diário do Dnocs divulgado nesta segunda-feira, dia 25 de maio.

Isso significa que o volume atual é de 1 bilhão 388 milhões 146 mil 535 metros cúbicos. Desde o dia 16 de fevereiro o reforço hídrico foi de 872 milhões 929 mil 525 metros cúbicos resultando na elevação do seu nível de água em 08 metros e 86 centímetros.

Para sangrar faltam 06 metros e 32 centímetros. Nas últimas 24 horas a elevação registrada pelo Dnocs no reservatório foi de 05 centímetros o que representa um reforço de 6 milhões 435 mil e 01 metro cúbico.

Assú Todo Dia


19/05/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Maior reservatório de água do RN está com 57% da capacidade hídrica, diz Igarn

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o maior reservatório de água do RN, atingiu 57,22% do volume total. O dado está no Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta segunda-feira (18) pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn).

Com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, a barragem Armando Ribeiro acumula atualmente 1.357.909.162 m³. No mesmo período do ano passado, o manancial estava com 822.632.000 m³, que representavam 34,28% da capacidade total.

De acordo com o Igarn, os índices gerais deste ano estão melhores do que os do mesmo período do ano passado. As reservas hídricas superficiais totais do RN estão em 50,81% da capacidade total – no ano passado esse número era de 33,22%.


08/05/2020
Por Edilson Silva em Assu

PM detém homem testado positivo para Covid-19 na fila da Caixa em Assú

Da redação – Assú Notícia: Uma guarnição da polícia militar foi até o centro da cidade de Assú, na manhã desta sexta-feira, 08 de Maio de 2020, deter um homem infectado com o coronavírus, pós exame testou positivo para a doença. Segundo informações do Major Maxmiliano Luiz, comandante do 10º BPM, confirmou ao ASSÚ NOTÍCIA, a detenção do homem, que estava na fila da caixa econômica federal, para ser atendido.

O paciente infectado recebeu voz de prisão e foi conduzido para à delegacia da polícia civil, onde nesse momento estão sendo feito os procedimentos cabíveis diante da situação.

A vigilância sanitária do município também participou da ação de condução do paciente para a delegacia. O Major Maxmiliano, disse que ainda não sabe como haverá a punição para o paciente, pois o delegado que fará os procedimentos, se dá prisão em flagrante ou Termo Circunstanciado de Ocorrência – TCO.


05/05/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula mais de 55% da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

Segundo o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta segunda-feira (04), a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula 1.328.111.310 m³, o que percentualmente representa 55,97% do seu volume total. Em termos comparativos, no início de maio do ano passado o manancial estava com 802.568.000 m³, que correspondiam a 33,44% da sua capacidade.

As reservas hídricas superficiais totais do Estado atualmente somam 2.190.427.645 m³, percentualmente, 50,05% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 4 de maio de 2019, o volume de água acumulado nos reservatórios monitorados pelo Igarn era de 1.437.009.034 m³, correspondentes a 32,83%da capacidade de reservação dos principais mananciais potiguares.

O Açude Santana, também conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes, foi o 11º dos 47 mananciais monitorados pelo Igarn, a sangrar nessa quadra chuvosa do interior do RN. Com capacidade para 7 milhões de metros cúbicos, reservatório começou a verter suas águas na manhã da última sexta-feira, 1º de maio.

Outras barragens que continuam com 100% da capacidade total são: Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, em Caraúbas; Santo Antônio de Caraúbas, também em Caraúbas; Morcego, em Campo Grande; Encanto, localizado em Encanto; Pataxó, em Ipanguaçu; Dourado, em Currais Novos; Beldroega, em Paraú e Medubim, em Assu.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, recebeu bom aporte hídrico e já acumula 17.165.220 m³, correspondentes a 80,2% da sua capacidade total que é de 21.403.850 m³. Já o reservatório de Marcelino Vieira está acumulando 8.194.575 m³, percentualmente 73,17% do seu volume máximo que é de 11.200.125 m³.

Segundo maior reservatório do RN, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599.712.000 m³, está represando 217.172.550 m³, correspondentes a 36,21% do seu volume máximo. No mesmo período do ano passado a barragem estava com 152.384.761 m³, percentualmente, 25,41% da sua capacidade máxima.

Já Umari, localizada em Upanema, com capacidade para 292.813.650 m³ continua recebendo bom aporte hídrico e já acumula 239.416.742 m³, correspondentes a 81,76% do seu volume total. No início de maio de 2019, a barragem represava 123.380.502 m³, percentualmente, 42,14% da sua capacidade.

A barragem Pau dos Ferros, com capacidade para 54.846.000 m³, acumula atualmente 18.306.344 m³, percentualmente, 33,38% do seu volume máximo. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 904.724 m³, correspondentes a 1,65% da sua capacidade.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, acumula atualmente 13.580.746 m³, correspondentes a 30,57% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. No início de maio de 2019, o manancial estava com 260.521 m³, percentualmente 0,59% do seu volume máximo.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,69% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 1,86% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.


26/04/2020
Por Edilson Silva em Assu

Açude Público Mendubim tem lâmina de sangria de quase 10 centímetros

Sueldo do Mendubim a informação dando conta que o Açude Público Mendubim na zona rural de Assú está ‘sangrando’ desde o início da manhã do último sábado, dia 25 de abril. Neste domingo, por volta das 06h cerca de, 24 horas depois do início do seu transbordamento o nível de água sobre o sangradouro era de 07 centímetros. A tendência é de elevação no decorrer do dia. A água proveniente do Mendubim segue para o rio Açu.

Assú Todo Dia


26/04/2020
Por Edilson Silva em Assu, Itajá, RN

Barragem Armando Ribeiro no RN já armazena mais de 45% da sua capacidade máxima

As noticias que chegam sobre a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves são cada vez mais animadoras. Dados divulgados neste domingo, dia 26 de abril apontam para uma elevação de 70 centímetros no seu nível de água nas últimas 24h atingindo a cota de 46 metros e 20 centímetros. O reservatório que abastece cerca de 40 cidades potiguares no Vale do Açu, Região Central, parte do Oeste do Seridó desde o mês de fevereiro elevou o seu nível de água em 06 metros e 37 centímetros e está com a melhor reserva dos últimos anos.

Atualmente acumula 1 bilhão 90 milhões 342 mil metros cúbicos. Isso representa 45,94% da sua capacidade máxima que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos. Para atingir a cota que garante o seu trasbordamento é preciso ainda uma elevação de 08 metros e 80 centímetros em seu nível.

Assú Todo Dia


23/04/2020
Por Edilson Silva em Assu

Nível da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves deve aumentar nas próximas horas

Com a cheia do rio Piranhas o nível da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada na região do Vale do Açu, deve aumentar nas próximas horas.

A barragem é o maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula atualmente 838.686.868 m³, que correspondem a 35,34% do seu volume máximo e já supera o percentual que o manancial represava no final da quadra chuvosa de 2019, que era de 34,69% da sua capacidade.


19/04/2020
Por Edilson Silva em Assu, Saúde

Assú tem 18 casos confirmados do covid-19 e 01 óbito

A Coordenação de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Municipal de Gestão da Emergência em Saúde Pública decorrente do Coronavírus (Covid-19) em Assú comunicam que foram registrados 18 (dezoito) casos confirmados, 15 (quinze) suspeitos, 53 (cinquenta e três) descartados e 01(um) óbito. Entre os casos confirmados, 01 (um) encontra-se internada em um hospital de referência no município de Mossoró com evolução em seu quadro clínico, 07 (sete) já estão recuperados.

Os casos suspeitos e confirmados estão em constante monitoramento e isolamento social, devidamente acompanhados pelos profissionais da Vigilância em Saúde do município. Deve-se atentar para que o descumprimento do isolamento poderá acarretar em punição civil, administrativa e penal dos agentes infratores.


17/04/2020
Por Edilson Silva em Assu

Assú registra primeira morte por Covid-19, já são 22 óbitos no RN

A Prefeitura do Assú, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, anunciou nesta quinta-feira (16) o registro da primeira morte pelo novo coronavírus na cidade. Com esse registro, o Rio Grande do Norte passa a ter 22 mortes confirmadas por causa do Covid-19.

Trata-se de um senhor de 61 anos de idade, identificação pessoal preservada, residente no centro do município e que era portador de doenças cardíacas crônicas.

O paciente deu entrada no Pronto Socorro Municipal no dia 12 de abril, às 10h33min, com quadro de dispneia e hipotensão. Foi realizado exame laboratorial com testagem de enzimas cardíacas, com resultado favorável para o afastamento da suspeita de infarto cardíaco.

Por tratar-se de paciente que se encaixava no perfil estabelecido nos protocolos do Ministério da Saúde (maior de 60 anos, com patologia de risco associada e sintoma respiratório sugestivo – dispneia), foi realizada a coleta de material pelo método SWAB para a testagem de infecção pelo patógeno do novo coronavírus. Dessa forma, foi preenchido e assinado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, ainda no dia 12 de abril, às 11h50min, que notificou o paciente para a realização de isolamento domiciliar no período de 12 a 26 de abril de 2020.

“O referido documento foi devidamente assinado e dado ciência pela filha do paciente. Portanto, houve a comunicação, por parte do município, da suspeita, tendo a família recebido as informações para a realização do isolamento domiciliar”, afirma em nota a prefeitura do Assú – distante 210 km da capital potiguar.

Pelos protocolos clínicos estabelecidos pela Rede de Urgência e Emergência, após estabilização do paciente, o mesmo foi transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, aonde veio a falecer.

Mortes por coronavírus no RN

  • Mossoró (7)
  • Natal (5)
  • Tenente Ananias (2)
  • São Gonçalo do Amarante (2)
  • Cerro Corá (1)
  • Taipu (1)
  • Lagoa de Pedras (1)
  • Apodi (1)
  • Canguaretama (1)
  • Assú (1)


03/04/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Barragem Armando Ribeiro está atualmente com 31,58% de sua capacidade

A barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula nesta quinta-feira (02), 759.354.100 m³, o que corresponde a 31,58% da capacidade total do manancial. No mesmo período do ano passado, a Armando Ribeiro, acumulava 551.616.000 m³, o que percentualmente representava 22,98% da sua capacidade.


26/03/2020
Por Edilson Silva em Assu, RN

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 27,50% da capacidade total do reservatório

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula, nesta quarta-feira (25), 652.654.987 m³, o que corresponde a 27,50% da capacidade total do reservatório. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 503.957.333 m³, que representavam 21% do volume máximo que a barragem consegue armazenar.


15/03/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro segue aumentando o seu volume

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Açu segue aumentando o seu volume. Dados da Agência Nacional de Águas (ANA) deste domingo, 15, apontam que a barragem acumula um volume de 574,77 milhões de metros cúbicos. Isso representa 24,22% de sua capacidade máxima, que é de 2,4 bilhões de metros cúbicos.


02/03/2020
Por Edilson Silva em Assu

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está com 22,78% do seu volume total

A Barragem m Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atualmente acumula 540.612.395 m³, correspondentes a 22,78% da sua capacidade
total.

Na última semana o manancial estava com 534.605.124 m³, correspondentes a 22,53% do seu volume total. No mesmo período de 2019 a barragem estava com 487.292.867 m³, correspondentes a
20,30%




Facebook


Twitter