02/09/2015
Por Edilson Silva em Acari

Acarienses serão abastecidos por carros-pipas

AGUA-CARRO-PIPA-CUSTÓDIO-14

A água dos poços será colocada em um reservatório na cidade, e consequentemente distribuída pelos carros-pipas.

Com a suspensão da captação d’água pelo Açude Gargalheiras, a população de Acari será abastecida através de Carros-pipas, já que de acordo com informações de Adelson Sebastião, chefe do escritório da CAERN de Currais Novos, e que até pouco tempo respondeu pelo escritório de Acari, a captação através de poços não permite uma vazão para que a água chegue às residências pelas torneiras.

A água dos poços será colocada em um reservatório na cidade, e consequentemente distribuída pelos carros-pipas. “Não há condições devido a baixa vazão de ser oferecida aos nossos usuários pelas torneiras. Por isso a água dos poços será levada a um ponto de captação e será distribuída em pontos estratégicos da cidade”, explicou Adelson.


29/08/2015
Por Edilson Silva em Acari

Açude Gargalheiras só tem água para mais dez dias

167017

Devido a pouco água do Gargalheiras, Caern suspenderá a captação para Acari e Currais Novos.

A pouca quantidade de água do açude Gargalheiras (cujo volume atualmente chega a apenas 0,2% de sua capacidade) só é suficiente para abastecer as populações de Currais Novos e Acari, na região do Seridó, por mais dez dias. A Caern informou que no dia 7 de setembro vai encerrar a captação do reservatório para os dois municípios, que desde maio enfrentam racionamento de água. Para não deixar as cidades desabastecidas, a Caern vai ativar poços de captação já perfurados e perfurar novos. A quantidade, porém, não foi especificada.

Localizado no município de Acari, a 228 km de Natal e 60 km de Caicó, o açude Gargalheiras (oficialmente chamado de Marechal Dutra) tem capacidade de armazenar 44 milhões de metros cúbicos de água, mas os quatro anos seguidos de estiagem (2012, 2013 2014 e 2015) fizeram seu nível baixar aos atuais 86,6 mil m3, o equivalente a 0,2% da capacidade.

Devido a escassez de água no reservatório, Acari e Currais Novos foram incluídos em maio no rodízio de abastecimento da Caern. Atualmente, a lista conta com 37 municípios. Já as cidades do sistema da Caern em colapso somam nove.  Em todo o Rio Grande do Norte, são 153 as cidades em situação de emergência, por motivo da seca, o equivalente  a 91% dos municípios do Rio Grande do Norte. Desse total, 123 vêm sendo abastecidos pela Operação Carro-Pipa.

Desde 2012, o Governo do Rio Grande do Norte vem reeditando a calamidade pública no Estado em função da estiagem prolongada de quatro anos. No primeiro ano, a operação consumiu R$ 32,5 milhões. No ano seguinte, foram R$ 59 milhões, e no ano passado, R$ 75 milhões. Até junho deste ano, o dispêndio com a ação já havia sido de R$ 43 milhões.

O decreto em vigor perde a validade na primeira semana de outubro. Na reunião agendada para a próxima quinta-feira (3), os órgãos envolvidos irão apresentar um parecer técnico com um mapeamento da situação hídrica dos municípios potiguares. A expectativa é que desse encontro saia o número de cidades a serem incluídas na renovação do decreto.

Com o decreto de emergência, os municípios incluídos podem solicitar a Operação Carro-Pipa para o abastecimento de água. Os agricultores têm direito de renegociar suas dívidas com os bancos e receber milho subsidiado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Enquanto isso, na principal reserva hídrica do Rio Grande do Norte, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, a vazão vem sendo reduzida sistematicamente. A Agência Nacional de Águas espera, ainda no início de setembro, ter a definição sobre a nova redução. A previsão é de queda dos atuais 5m³/s para 4,5m³/s na oferta de água.

A medida busca assegurar o abastecimento de água para consumo humano até a primeira quadra chuvosa de 2017.  Um estudo deverá definir, nos próximos dias, o regramento de uso racional de água, considerando pequenos e grandes usuários, como produtores, termelétrica e empresas de grande porte. A Barragem está com cerca de 30% da capacidade total de 2,4 bilhões de metros cúbicos.

Uma audiência com todos os usuários e representantes do Comitê das Bacias deve ser realizada para a conclusão do estudo que analisa o impacto do consumo na capacidade hídrica do maior reservatório do potiguar.  A vazão para uso geral era, até outubro do ano passado, de 12,5m³/s. Depois, diminuiu para 8m³/s e hoje está em 5m³/s, sendo que os produtores do  Distrito Irrigado do Baixo-Açu (Diba) retiram para a irrigação 1,5m³/s de água, quantidade até inferior aos 1,7m³/s estipulados na mais recente Resolução da ANA (a 316), que passou a vigorar no dia 9 de abril.

Via Tribuna do Norte 


17/04/2015
Por Edilson Silva em Acari, Currais Novos

Gargalheiras abastecerá Acari e Currais Novos até maio

d

Com as poucas chuvas, o Gargalheiras continua com o seu volume d’água muito baixo. O açude Dourado de Currais Novos, continua seco, e as previsões do engenheiro da Caern, José Eudes, é que o Gargalheiras só suporte até o final do mês de maio. “Segundo os pescadores de Acari, que conhecem bem o manancial, essa previsão poderá se estender um pouco mais, devido a alguns pontos bastante profundos os quais ainda demorariam um pouco mais para secar. Vamos torcer para que realmente isso aconteça”, disse o engenheiro José Eudes.

A esperança é que as precipitações de chuvas se prolonguem até o mês de junho, e com isso o reservatório possa aumentar o nível. A recomendação é que a população economizem o máximo.

Por Nelder Medeiros


03/04/2015
Por Edilson Silva em Acari, Currais Novos, Policial

Viatura da PRF capota na BR 427, mas ocupantes sofreram apenas escoriações

Uma viatura Mitsubishi Pajero da Polícia Rodoviária Federal capotou na BR 427, entre as cidades de Currais Novos e Acari, por volta das 14h de hoje (03). Segundo a delegacia regional da PRF no Seridó, o veículo sobrou numa curva e o motorista teve escoriações leves, enquanto o segundo ocupante não sofreu nenhum ferimento.


03/04/2015
Por Edilson Silva em Acari, Policial, RN

Sobe para cinco número de mortos em acidente na BR 427

650x400_5428vm3I7Ng047203628

Foto: Cedida

O Portal BO informou agora pouco que subiu para cinco o número de pessoas mortes em um grave acidente registrado na BR 427, na manhã desta sexta-feira (3), por volta das 5h, nas proximidades da cidade de Acari. Quatro pessoas tinham morrido logo após o acidente e outra que estava ferida acabou não resistindo.

Esta quinta vitima seria era o ocupante do veículo Chevrolet Ágile. Ele foi identificado como João Henrique Dantas, de 31 anos, filho do ex-prefeito de Carnaúba dos Dantas, Zeca Pantaleão.

João Henrique seria transferido para Natal no helicóptero Potiguar 01, da Secretaria Estadual de Segurança Pública. No entanto, teve uma parada cardíaca e morreu antes do transporte. Uma criança envolvida no acidente, porém, foi conduzida para Natal no helicóptero. Ela está internada no Pronto Socorro Clovis Sarinho. Além do Ágile, o outro carro envolvido no acidente é um Fiat Pálio, de cor branca e placas MXZ-9778.

Segundo informações repassadas pela polícia o impacto foi tão violento que um dos carros, onde estavam os quatro mortos, acabou incendiado. Viaturas do Corpo de Bombeiros e até a aeronave Potiguar 01 foram acionados para prestar socorro aos feridos, entre eles duas crianças.


23/03/2015
Por Edilson Silva em Acari, Tempo

Acari: Açude transborda na zona rural após chuvas do fim de semana

11084446_653983598040633_1723981266_n

As chuvas deste domingo (22) ocasionaram no transbordamento de um açude localizado no assentamento Bico da Arara, em Acari. Informações de moradores é que choveu 96 mm por lá.


06/03/2015
Por Edilson Silva em Acari, Esporte, Jucurutu

Secretário de Esporte de Jucurutu participa de encontro regional

11021258_928820420482824_2539724759605178996_n

Nesta quarta-feira (04), o secretário de Esporte, Lazer e Turismo de Jucurutu, Pablo Cassiano, prestigiou na cidade de Acari o encontro regional da área, que contou com a presença do secretário do Estado de Esporte e Lazer, George Câmara. O momento objetivou apresentar o Calendário Anual de Esporte e Lazer (SEEL) do Estado do Rio Grande do Norte, como também manter interação entre os secretários de esporte dos municípios que formam o polo regional do Seridó.

Em Acari, cidade escolhida para sediar o encontro do polo Seridó, estiveram presentes, além de Jucurutu, 10 secretários municipais de esporte e lazer dos municípios: Acari, Parelhas, Ouro Branco, Cruzeta, Santana do Seridó, Timbaúba dos Batistas, Cerro Corá, Ipueira, Carnaúba dos Dantas e Jardim de Piranhas. O calendário põe em ação a parte prática da política Estadual que a Secretaria se compromete a oferecer a sociedade potiguar, em parceria com os municípios, federações Amadoras e Sociedade Organizada. Após o evento, Pablo Cassiano informou que Jucurutu será cidade sede da etapa regional dos Juverns (Jogos da Juventude Escolar do Rio Grande do Norte) de futsal na categoria sub 17, masculino e feminino no mês de maio.

Foto: Blog do Nelder Medeiros


04/01/2015
Por Edilson Silva em Acari, Policial

Acarienses mostram orgulho pela cidade que teve zero homicídio em 2014

10904915_934753703203171_1697221867_n

Enquanto cidades seridoenses como Caicó, Currais Novos, Parelhas, Jucurutu, Ouro Branco, Jardim de Piranhas e Lagoa Nova sofreram em 2014 com a escalada da violência, notadamente no crescimento dos homicídios, outros municípios da região celebram um clima de paz com nenhum assassinato registrado no ano que passou.

É o caso de Acari, cidade do Seridó com população estimada em 2014 em 11.349 habitantes. De tradição pacata, nenhum homicídio foi registrado no ano passado.

Tal feito tem sido comemorado pela população nas redes sociais, como pode ser visto num banner criado por uma página de uma comunidade do Facebook, mostrando duas pombas da paz planando em frente à Matriz de Nossa Senhora da Guia, padroeira local. Orgulhosos, os acarienses estão compartilhando fortemente a imagem.

Via Marcos Dantas


19/09/2014
Por Edilson Silva em Acari

Açude Gargalheiras em Acari, está com volume de água para apenas sessenta dias

150561

O abastecimento d’água em Acari e Currais Novos, cidades na região do Seridó potiguar, poderá ser completamente interrompido pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) nos próximos dois meses, restando como alternativa à população de 56 mil habitantes (Acari tem cerca de 11,3 mil habitantes; Currais Novos  em torno de 44,7 mil) o abastecimento via poços e carros-pipa.

O açude Gargalheiras, principal reservatório que atende aos dois centros urbanos, só tem água para mais 60 dias e, segundo a companhia estatal, o reservatório Dourados, que também abastece Currais Novos, estará completamente seco em 20 dias.

Na última segunda-feira (15), o rodízio de abastecimento das cidades se tornou ainda mais precário. Currais Novos foi dividida em sete setores e cada um deles só receberá água durante oito horas a cada sete dias. Esse fornecimento só acontecerá durante a noite. A cidade possui uma demanda de abastecimento de 360 metros cúbicos por hora; Acari são 100 m³/hora. Já as comunidades de Acauã, Brejuí e Bulhões necessitam de 60 m³/hora.

De acordo com o gestor do sistema de abastecimento de água em Currais Novos, José Eudes de Medeiros, o início das operações da adutora mista (de engate rápido e comum) seria a solução mais eficaz para o abastecimento das cidades, bem como as comunidades rurais da região. Ontem, o Diário Oficial da União publicou o edital para a licitação em Regime Diferenciado de Contratação (RDC) da adutora de engate rápido que levará água para Currais Novos e Acari.

Mas, observando-se todos os prazos necessários para o certame, as obras e possíveis atrasos, a adutora mista só deve entrar em operações a partir de dezembro de 2015. A estimativa é da coordenadoria regional do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS).

“Desde 2012 estamos economizando água, só por isso conseguimos continuar o abastecimento”, aponta Medeiros. Segundo ele, para garantir o fornecimento de água para as cidades, é preciso que a adutora de engate rápido entre logo em operação. “Estamos pensando que esse sistema iniciado também vai precisar ser complementado por carros-pipa. Também é preciso que a Semarh coordene a instalação de poços na região”, acrescentou.

De acordo com a Caern, o açude Dourados já está com o nível abaixo da “tomada d’água” – ou seja, abaixo de dez metros do nível de sangradouro do açude. Já o Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, que abastece os municípios de Currais Novos e Acari, está a 60 dias de chegar ao seu volume morto. A companhia estuda a instalação de uma bomba flutuante, capaz de captar água ainda que o reservatório esteja abaixo do nível da tomada.

Hoje, o Gargalheiras está com 7% da sua capacidade máxima – 44.421.480 m³, com volume atual de 3.225.142 m³. Para colaborar no abastecimento está sendo utilizado o reservatório de Dourado, de Currais Novos, já em volume morto – com 5,49% da capacidade.

Adutora engate rápido
Com custo de R$ 35 milhões – recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), via Ministério da Integração – a adutora de engate rápido levará água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, atualmente com 40% da sua capacidade, até as cidades de Currais Novos e Acari. Para o coordenador regional do Dnocs, José Eduardo Alves Wanderley, a obra só deve ser iniciada em dezembro deste ano, com prazo para operação em 12 meses.

O coordenador pondera à respeito do prazo. “O edital, prevê um prazo de nove meses para o funcionamento da adutora, porém, eu estipulo 12 meses pois contamos com possíveis imprevistos como atraso de pagamento por parte do Governo Federal, assim como atraso para entrega dos tubos”, explica José Eduardo.

O projeto da adutora é misto, uma vez que a topografia das cidades impediu o uso completo do sistema de engate rápido. “A adutora de engate rápido também é uma solução emergencial, ela não resolve o problema da seca. A vida últil é de cinco a oito anos. O abastecimento das cidades é de responsabilidade da Caern, é preciso que ela também pense em alternativas”, apontou José Eduardo Alves.

A previsão do DNOCS sobre o  fornecimento d’água a partir de captações na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, para consumo humano, só deve perdurar até 2017, por isso é preciso pensar alternativas. Segundo Alves, o DNOCS também aguarda recursos do Ministério da Integração para a instalação de 12 poços na área rural próxima a adutora mista, além da construção de nove miniadutoras e perfuração de outros 30 poços nas áreas urbana e rural de Currais Novos e Acari.

Via Tribuna do Norte

 


23/05/2014
Por Edilson Silva em Acari

Com baixo volume do Gargalheiras, Acari é abastecida em sistema de rodízio

gargalheiras-de-fato

Tendo em vista o baixo nível do açude Marechal Dutra/Gargalheiras, que atualmente encontra-se com 9,8% da capacidade de armazenamento, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informa que adotou o sistema de rodízio no abastecimento da cidade de Acari. Mesmo com a medida, efetivada na última quarta-feira (21), a Companhia alerta para o papel fundamental dos moradores da cidade em relação ao consumo consciente da água ainda disponível, de forma que o volume presente no manancial possa ser utilizado por mais tempo.

A cidade de Acari foi dividida em duas partes: Setor 01, que compreende os bairros de Petrópolis, Tarcísio Bezerra, Luiz Gonzaga, Dinarte Mariz e parte do Bairro Centro; e Setor 02, que abrange parte do Bairro Centro, Bairro Ari de Pinho e Bairro Padre José Dantas Cortez. Cada setor será abastecido por 24 horas, revezando com o outro, ou seja, enquanto um recebe água, o outro fica com o abastecimento interrompido.




Facebook


Twitter