31/08/2017
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Projeto Seja Feliz: Preocupe-se em mudar a única pessoa que você pode; a si mesmo

Se estiver com a mente ocupada no seu crescimento pessoal, eu diria que está com o tempo todo tomado. Temos uma tendência a querer mudar os outros, encaixá-los no nosso padrão de perfeição, e isso não é nada razoável, pois deve se preocupar em mudar a única pessoa que você pode – você mesmo. Cada um tem sua história, suas preferências e seus próprios problemas. Mantenha suas mãos ocupadas no trabalho de se tornar uma pessoa melhor, um passo de cada vez.

Se existe uma coisa que vale a pena investir toda a sua energia é mudar a si próprio. É algo que está totalmente no seu controle. Não depende de ninguém, e mais, o maior beneficiário é você mesmo.

Uma pessoa melhor:

Ao se tornar uma pessoa melhor, acredite, o maior ganhador é você mesmo. Quando crescemos por dentro, nos tornamos mais capazes, resilientes, persistentes, mais generosos e prontos para ajudar os outros. Nos tornamos pessoas queridas, desejáveis, boas companhias, melhoramos os nossos relacionamentos e nossa saúde física emocional.

Mas ao contrário é totalmente verdadeiro, desperdiçamos a nossa curta vida quando tentamos controlar a vida dos outros. Ficamos de olho no que os outros possuem, nos metemos em comparações sem fim, alimentados pela inveja, ganância  e todos os sentimentos rasteiros.

Isto funciona como uma autossabotagem, pois jogamos fora o nosso tempo, negligenciamos os nossos projetos em prol de uma atividade improdutiva e mesquinha que é cuidar da vida alheia. A vida não é uma corrida de cavalos, e não faz diferença se o seu apartamento tem cem metros quadrados menos do que o do seu vizinho.

Gostamos de fazer comparações, mas temos que ter em mente que isso é muito danoso. A recomendação clara é acender uma luz amarela toda vez que se flagrar comparando com os outros.

O objetivo é ser feliz, enquanto realizamos o nosso potencial, nos cercamos dos amigos e familiares, ajudamos que precisa, e gostamos da pessoa que estamos nos tornando.

Sempre digo que aquele que caminha olhando para os passos do outro, acaba caindo nos buracos que aparecem no seu próprio caminho.

Rubens Sakay


26/08/2017
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Projeto Seja Feliz: Vá devagar, reduza a velocidade para aproveitar mais a vida

vida é mesmo corrida, e nem percebemos já estamos caminhando para o final do ano. Mas temos que ter o cuidado de não passar pela vida correndo, ou não vamos saborear as coisas boas que nos são oferecidas.

Ir devagar, ir com calma pode muitas vezes te permitir ir mais rápido.

Temos mais idéias e somos mais criativos quando pensamos com calma.

A correria, às vezes, pode ser uma perda de energia, pois podemos rodar em círculos atrás do próprio rabo.

Devagar é um movimento mundial. Faz bem para a mente, para o corpo e para o espírito.

A alimentação elaborada com calma e degustada plenamente é um movimento que teve origem na Itália, o Slow Food, presente em mais de 100 países, inclusive no Brasil. Veja o site e aprecie os princípios e a filosofia deste movimento interessante.

Devagar:

Carl Honoré, que escreveu um livro muito bom, já editado em português, com o título de Devagar – como um movimento mundial está desfiando o culto da velocidade.

No livro, Honoré expõe largamente as idéias e a sua própria experiência de levar a vida mais devagar e mais feliz.

Uma recomendação que gosto bastante e que aplico de vez em quando é: faça um dia do devagar.

Eu pratico involuntariamente, quando esqueço os óculos de leitura em casa, quando o computador do trabalho dá pane, quando a rede de computadores sai do ar, ou mesmo quando esqueço o celular ou o carregador em casa.

Ao invés de me estressar com a limitação, aceito fazer daquele dia, um dia devagar.

O mundo moderno:

Outra recomendação de Honoré é não ficar entediado, que é um sintoma do indivíduo acostumado com a correria sem fim e resolve levar a coisa mais devagar.

Diz Honoré que o tédio é uma invenção moderna.

O mundo moderno não nos dá direito de estabelecer o nosso próprio ritmo.

Às vezes queremos ler devagar, pensar devagar, responder devagar, ir devagar, mas o dia-a-dia não nos dá qualquer chance.

Quando visitamos uma cidade grande e encontramos um local antigo, de extrema paz, por exemplo, uma catedral secular. Ao adentrar, podemos experimentar o que é uma paz em meio à agitação.

Estabeleça alguma rotina do devagar, sem neurose e sem irritação.

Descubra um nicho de paz no seu mundo quase neurótico e hostil.

Rubens Sakay 


22/08/2017
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Projeto Seja Feliz: 13 ideias que vão te mostrar que ser feliz depende da sua permissão, antes de tudo

Escolhemos ser mais felizes um dia de cada vez, aproveitando cada oportunidade para nos tornarmos versões melhores de nós mesmos. Não peça permissão para ser feliz. A única permissão que você precisa para ser feliz é a sua própria. Simples assim.

Algumas ideias para sua reflexão.

1 Muito foco nas coisas ruins só atrapalha a sua vida. Tire o pé da lama. Sinta o solo firme e aprenda a gostar da sensação.

2 Irradiar a felicidade você estará fazendo um bem às pessoas que te cercam – portanto, não é um ato de egoísmo, simplesmente procure ser feliz e contagie outras pessoas.

3 Permita – a felicidade vai estar onde você permitir que ela esteja.

4 Assuma que você pode escolher ser feliz.

5 Assuma que você merece o bem, a felicidade.

6 Quando o negócio é tristeza, se permita ficar triste. Se permita falhar. E na mesma linha, se permita ser bem-sucedido. Reconheça o duro que deu para chegar até aqui – você merece.

7 Tudo isso é um padrão mental que precisa ser mudado. É preciso praticar.

8 A culpa e a busca da perfeição também precisam ser abandonadas.

9 Acredite em fazer o possível e se contentar com isso, mas sem estagnação ou conformismo.

10 Se permita fazer coisas de que gosta bastante. Sinta o prazer simplesmente de fazer.

11 Se dê valor e se trate com respeito.

13 Às vezes perdemos algo valioso, rompemos uma relação preciosa, ou somos privados da companhia de alguém querido. Parece que não temos permissão para ser feliz.

Trabalhe esse padrão mental, e não deixe que um pensamento derrotista tome conta e te coloque num ciclo de ruminação mental.

Não coloque tanta limitação para a sua felicidade e não coloque a chave da felicidade na mão de outras pessoas – faça com que a sua felicidade seja uma escolha só sua.

Finalmente: se permita ser feliz.

Rubens Sakay.


19/08/2017
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Projeto Seja Feliz: Tudo que aprendemos

Tudo que aprendemos é fruto das experiências que vivemos.

Temos que valorizar cada passagem de nossa vida, seja ela boa ou sofrida.

De repente somos atingidos por notícia ruim, uma perda, um sofrimento. Nada na nossa vida vem por acaso, e tudo vem para nos ensinar alguma coisa.

O passado:

Muito embora não possamos mudar o nosso passado, podemos sempre aprender alguma coisa nova com uma situação que nos aconteceu.

O que você faria diferente?

Como agiria em situação parecida?

Como você reagiria quando a mesma coisa te acontecesse?

Somos diferentes agora, e aquilo que nos aconteceu um dia, nos ensinou alguma coisa.

Os desafios:

Os desafios são sempre novos, mesmo que a roupagem seja a mesma.

Saber o que funciona e o que não funciona nos coloca em melhor posição para enfrentar as dificuldades que podem aparecer hoje mesmo.

Olhe para trás ocasionalmente, repasse nas lembranças aquilo que aprendeu, e siga em frente. O futuro precisa ser construído.

Você deve se empenhar em ser uma pessoa melhor um dia de cada vez, e essa tarefa ainda não acabou.

Esteja sempre trabalhando numa versão melhor de si mesmo, assim como a fábrica de carros que acaba de lançar um modelo e já está trabalhando num mais novo.

Se empenhe de coração, mas olhe para si com a satisfação de quem está fazendo um bom trabalho.

Trabalhe sempre em algo novo, experimente, aprenda mais, ensine mais.

Trabalhe para desfazer algo velho, se livre dos hábitos tóxicos, companhias indesejáveis.

Dificuldades:

Lide com as dificuldades da vida com coragem e determinação. Não faça corpo mole.

Não fique obcecado com o tempo perdido, mas olhe com muita atenção para o tempo que está por perder, a vida à sua frente que você está por desperdiçar.

Escolha melhorar. Escolha um futuro melhor.

Dê um salto na sua vida. Use tudo que aprendeu em alguma coisa grande, um propósito nobre.

Rubens Sakay (Beco)


16/08/2017
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Projeto Seja Feliz: Os Quatro Compromissos

Muitos conceitos elementares são fáceis de compreender e difíceis de praticar, e hoje quero falar sobre o caso do famoso livro de Don Miguel Ruiz, Os Quatro Compromissos, e vou falar sobre um apenas e mais para frente falamos sobre os outros.

O primeiro deles é – SEJA IMPECÁVEL COM AS SUAS PALAVRAS.

As suas palavras são as mais poderosas ferramentas que estão ao seu dispor.

Quando foi a última vez que você utilizou suas palavras para agregar as pessoas, trazer o bem dos outros.

Quando foi a última vez que você utilizou suas palavras para agregar valor a este mundo tão conturbado?

Fofocas:

Pare de fazer comentários maldosos e passar adiante notícias que servem apenas para denegrir e macular a imagem de outras pessoas. Não faça afirmações gratuitas sobre os outros que você sequer sabe se são verdades. Não perca tempo com fofocas sem fim, e sobretudo, reconheça o poder destruidor de suas palavras.

Algo impensado, sem compromisso nenhum, e mesmo sem maldade alguma, pode destruir a imagem de uma pessoas, e pode mesmo destruir a própria vida.

Reclamações:

Vivemos reclamando da vida, dos outros e das circunstâncias, das coisas que nos acontecem.

Isso também tem o poder de fixar, de não deixar ir, e com isso ficamos atados às coisas negativas que nos acontecem.

É como se fossemos atingidos por um balde de esterco e decidíssemos a não tomar banho, simplesmente para deixar o mal cheiro nos lembrar constantemente de como somos desgraçados, desafortunados e atingidos por coisas negativas.

Deixe passar, deixa a desgraça te abandonar, e para isso, cuidado com as palavras.

Criticas:

Pare de criticar tudo que acontece no seu entorno.

Se dê conta que a maioria das coisas não tem nada a ver contigo, e por isso mesmo, você deveria guardar uma distância emocional adequada, simplesmente não se envolver. Mostre alguma indiferença.

Não fique atirando pedras no telhado dos outros sem qualquer finalidade.

Quatro compromissos:

Recomendo aos leitores que procurem e leiam o livro Os Quatro Compromissos, um livro pequeno e valioso para guardar, reler e refletir por toda vida.

Fonte: Rubens Sakay (Beco)


14/08/2016
Por Edilson Silva em Jucurutu, Textos de Motivação

Reflexão: A bênção vinda dos pais é a própria graça de Deus sobre seus filhos

13891848_870889463043811_2863492657888211011_n

Benção Pai, benção mãe …

Filho: Benção pai, dorme com Deus!
Pai: Deus te abençoe meu filho. Dorme com Deus também.
Filho: Amém. Benção mãe, dorme com Deus…Amém. Boa noite pra todos.

Estas são até hoje, as últimas palavras que se falam em minha casa antes de dormir.

Pedir a bênção aos pais antes de dormir, ou antes de fazer uma viagem, sempre foi um costume em minha família. Um valor preciso que meus pais e avós herdaram de seus antepassados. Para muita gente estas atitudes podem parecer ultrapassadas, mas para aqueles que tem fé, e um olhar espiritual sobre a realidade, pedir a bênção aos pais e as pessoas idosas, é muito mais valioso do que pedir um presente – por exemplo – “algo material”

Abençoar os filhos é tão importante, quanto a educação que os pais passam no ensino dos bons costumes. O documento da Igreja Católica sobre a família, a Exortação Apostólica Familiaris Consortio, João Paulo II, diz que os pais são chamados a mostrar aos filhos, por meio do testemunho de suas próprias vidas, o amor de Deus.

“Tornando-se pais, os esposos recebem de Deus o dom de uma nova responsabilidade. O seu amor paternal é chamado a tornar-se para os filhos o sinal visível do próprio amor de Deus, «do qual deriva toda a paternidade no céu e na terra»(36).”

Você que é filho, tem o costume de pedir a bênção para os seus pais?

Pai e Mãe, alguma vez vocês tiveram a iniciativa de abençoar os seus filhos antes de dormir ou antes de enviá-los à escola? Se a resposta for não, fica aqui o meu convite para que você o faça.

Sem dúvida, os filhos que aprenderem a pedir a bênção aos pais desde cedo, saberão fazer escolhas assertivas no futuro.

O missionário e auxiliar técnico de telefonia, Adenilson Lemos de Oliveira, enfatiza que a bênção que ele dá aos seus quatro filhos, não é a bênção dele, mas é a própria graça de Deus sobre seus filhos. “Eu acredito muito naquilo que estou fazendo. Quando peço que Deus os abençoe, acredito piamente que Deus está abençoando”. Lemos é casado e acompanhado de sua esposa faz questão de ensinar aos filhos o pedido da bênção.

Com o pedido: “Deus te abençoe, meu filho” de um pai e mãe para um filho(a), vai também o desejo que o ele(a) cresça sendo uma pessoa de caráter, um homem e uma mulher de identidade definida, cheia de valores.

É um dever e direito dos pais incutir na vida dos seus filhos os valores e a verdade sobre a vocação humana.“A família deve formar os filhos para a vida, de modo que cada um realize plenamente o seu dever segundo a vocação recebida de Deus”, afirma a exortação no número 14.

O fundador da comunidade Canção Nova, Monsenhor Jonas Abib, ensina pedagogicamente em suas pregações e livros, que as pessoas sempre aprendem algo, fazendo-o, realizando-o. Padre Jonas afirma que se perdoa, perdoando, aprende a cantar, cantando e a amar, amando. Portanto, os filhos desde de criança aprenderão a pedir a bênção aos seus pais se os próprios pais tomarem a iniciativa de dar a bênção aos seus filhos, e assim sucessivamente.

Não deixemos de cultivar este e outros valores, de nossas famílias. Falar da importância da família à sociedade de hoje é reconhecer que a convivência pacífica e harmoniosa entre nações, povos e indivíduos – marcados pelo individualismo e pela guerra – exige valorizar e investir na família.

Adailton Batista – Canção Nova


22/05/2016
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Sábia natureza: O padre Vieira diz que, entre os peixes, o que o escandaliza é o fato de os maiores comerem os menores

6486c988-0610-4436-ac7a-1d0a97fa2a8b

Oh, mãe sábia e zelosa, não existe outro modo de sobrevivência sem estarmos sempre a nos devorar uns aos outros?

Românticos de todas as eras repetem que a natureza é mãe e sábia, muito sábia. E mãe zelosa, muito zelosa. Pois ontem tive debaixo de meus olhos um espetáculo do zelo e da sabedoria.

No fundo de meu quintal cultivo pequeno jardim. Entre outras plantas, há um pé de fênix, aquela palmeira espinhenta tão comum na região. Como o muro é alto, o lugar é bem abrigado, principalmente de gatos, considerados pela família dos pássaros um de seus principais inimigos.

Os gatos, pelo menos aqueles que conheço, adoram comer um passarinho. Por essa razão, creio eu, um casal de rolinhas do tipo fogo-apagou resolveu construir seu ninho na fênix. O muro alto, a fênix espinhenta e as rolinhas provavelmente se sentiram ali seguras.

Ontem a pomba estava sossegada agasalhando seus filhotes de dois dias, quando vi um pica-pau sobrevoar o jardim. Em tudo o contrário da mansidão da rola. O pica-pau é forte e varonil, um porte atlético, corpo apropriado para a guerra. Seu bico, vocês já repararam?, seu bico foi projetado por algum engenheiro especialista em artefatos marciais. Pois eles não chegam a fazer buracos nas árvores?

Sentado na varanda, eu lia um livro Inventário do Tempo, de Michel Butor, e suspendi a leitura. Tenho alguns amigos que se sentem envergonhados por não terem lido todos os livros já publicados pela humanidade, por isso afirmam sempre que estão relendo o livro tal. Pois é, mas suspendi a leitura não porque fosse de Butor, o livro, mas porque o pica-pau acabava de pousar com estardalhaço ao lado do ninho com dois filhotes. A mãe foi expulsa de casa e de longe ficou assistindo ao espetáculo. À crueldade do espetáculo, diria eu.

Não sou tolo bastante para atribuir a crueldade a um ser amoral, como é o pássaro. Mas para meu olhar humano e atônito, ali, não poderia haver outra qualificação. O padre Vieira diz que entre os peixes o que o escandaliza é o fato de os maiores comerem os menores, pois são necessários milhares destes para alimentar aqueles. Se, pelo contrário, os menores comessem os maiores, não seria tanto escândalo, pois um só alimentaria milhares. Assim é a natureza, sábia e zelosa.

Os dois filhotes foram literalmente estraçalhados pelo bico guerreiro do pica-pau, que os deglutiu em poucos segundos. E soltou um guincho terrível, seu grito de Tarzan. Oh, mãe sábia e zelosa, não existe outro modo de sobrevivência sem estarmos sempre a nos devorar uns aos outros?


09/07/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

A ilusão de vencer sem esforço

3027757

Fico impressionado ao ver que ainda há pessoas que acreditam ser possível vencer sem esforço. Ficam esperando que o sucesso chegue, que a fama surja, que o dinheiro apareça e, num processo constante de autoengano, não fazem as coisas certas que deveriam fazer. Não se esforçam, não procuram aprender coisas novas, não participam, não ajudam os outros, vivem reclamando da má sorte e invejando o sucesso alheio. Será que essas pessoas não enxergam que sem muito trabalho e dedicação não há sucesso? Será que elas morrerão na ilusão de vencer sem esforço?

Fico igualmente impressionado ao ver que há pessoas que vêem o sucesso alheio acreditando que tudo aconteceu por obra da sorte. Tudo para os outros é fácil e para elas difícil. Não conseguem enxergar nenhum mérito ou esforço nas pessoas que venceram. Essas pessoas colecionam casos e mais casos de herdeiros milionários, ganhadores na loteria e parecem não enxergar que essa realidade é uma exceção e não a regra. A enorme maioria das pessoas tem que trabalhar duro para vencer e só vencem com muito esforço, dedicação, comprometimento, foco, colaborando e buscando o auto-aperfeiçoamento durante toda uma vida.

Com essa visão negativa, essas pessoas não se dedicam ao que fazem, não dão tudo de si para conquistar novos patamares na vida. Vivem rabugentas e deprimidas em vez de enfrentar com alegria e motivação os desafios da vida.

Olhar o trabalho com alegria, agradecendo as oportunidades, colaborando, é fundamental para o sucesso. Todos temos que trabalhar. Fazer do trabalho um peso insuportável tornará a vida mais difícil e não mais leve.

Assim, em vez de olhar só o lado difícil da vida e do trabalho, procure enxergar e dar valor ao esforço, ao trabalho digno, ao trabalho honesto de quem levanta todos os dias querendo fazer melhor, cumprir a sua obrigação e olhar no espelho com a alegria genuína de quem tem orgulho da imagem que vê. Isso tudo pode parecer bobagem, mas não é.

Todos temos que trabalhar durante a vida. Se fizermos o nosso trabalho com sentimento de fazer bem feito, teremos uma autoestima elevada e isso fará uma grande diferença na qualidade de nossa vida. Acredite!

Pense nisso. Sucesso!


26/06/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Os pequenos golpes

os-pequenos-golpes

Há pessoas que perdem toda a sua credibilidade por darem “pequenos golpes”. Esses pequenos golpes acabam virando um verdadeiro vício. E a pessoa viciada em dar pequenos golpes chega a não mais perceber o mal que faz a si mesma, mais até que aos outros. As outras pessoas passam a evitá-la e, em alguns casos, até a ridicularizá-la. O mais interessante é que essas pessoas viciadas em dar pequenos golpes não têm necessidade alguma de fazer o que fazem. Acham-se espertas e quase sempre são donas da verdade e cheias de regras de moral para outras pessoas.

Os pequenos golpes vão desde tomar emprestado uma quantia pequena de dinheiro e não mais pagar ou alguma coisa e não devolver, até fingir que está doente para faltar ao trabalho.

Não são as grandes coisas que atraem esses pequenos golpistas. São as pequenas. O seu conceito de honestidade é volátil e justificam seus golpes afirmando que a outra pessoa é rica, ou “não vai se importar”. São parentes, amigos, colegas de trabalho que nos pedem favores pouco éticos e nos obrigam a dizer não. São os que  usam de sua posição na empresa para conseguir favores pessoais, brindes e outras pequenas vantagens como convites para festas, etc. Certa vez vi cinco gerentes de empresas diferentes tomando um mesmo táxi após um evento e todos afirmaram que iriam apresentar a conta integral do táxi às suas respectivas empresas. E eram todos gerentes!

Há ainda os grandes que dão pequenos golpes em pessoas humildes. Atrasam o pagamento a pequenos fornecedores; deixam pessoas simples esperando na sala de espera e mandam dizer que não estão, pedindo para voltar outro dia para receber quantias pequenas, etc. A lista de pequenos golpes pode ser muito grande e sempre beiram a desonestidade e o desrespeito.

Cuidado para não cair no ridículo achando-se esperto ao dar pequenos golpes. Pode ter certeza que todos percebem sua atitude e o mais prejudicado será sempre você. Pense nisso. Sucesso!

Por Luiz Marins


07/06/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

É possível educar sem palmada?

abuso-infantil-crianca-violencia-20120522-size-598

O raciocínio é simples. Digamos que algum parente ou o seu melhor amigo derramasse uma taça de vinho na toalha branquinha que você escolheu para estrear naquele almoço especial. Você gritaria ou bateria em algum deles? Agora suponhamos que um ou outro não comesse todo o alimento que eles próprios colocaram no prato. Você insistiria, tentaria forçar a comida goela abaixo, perderia e paciência e se exaltaria? E se algum deles começasse a chorar? Sua reação seria tentar entender o motivo ou simplesmente ignorar a reação?

Crianças não são adultos, obviamente. São seres mais frágeis, com pouca experiência e que cometem mais erros. Necessitam, portanto, de mais tolerância, paciência e cuidado. A Lei da Palmada, rebatizada de Lei Menino Bernardo em homenagem ao garoto Bernardo Boldrini, assassinado no Rio Grande do Sul, foi aprovada no mês passado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, seguiu ontem 06 de Junho/2014 para análise do Senado e é recebida com receio pela população brasileira apesar de não prever punição para os pais.

O que está previsto é: encaminhamento para programa oficial ou comunitário de proteção à família, encaminhamento a tratamento psicológico ou psiquiátrico, encaminhamento a cursos ou programas de orientação e advertência.


20/05/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

A pneumonia mental

cuidado-com-a-pneumonia-mental

Toda vez que vejo o frio chegar, lembro-me dos cuidados que temos que tomar para evitar o resfriado, a gripe e a pneumonia.  Assim, nos agasalhamos, nos resguardamos, tomamos vários cuidados. Sabemos que ficar expostos ao frio rigoroso por muito tempo pode danificar a nossa saúde física. Ao mesmo tempo, vejo que não tomamos os mesmos cuidados com o que chamo de “pneumonia mental”.

Conheço muitas pessoas com “pneumonia mental”. Elas só enxergam problemas, horrores, desgraça. Só falam em doenças, mal de outras pessoas; vivem para reclamar de tudo e de todos. Elas não acreditam em nada. Nem em si próprias!

Da mesma forma como não ficamos no frio sem agasalho, pois sabemos os riscos que corremos, deveríamos evitar pessoas negativas, ambientes carregados de inveja, notícias ruins que invadem a nossa mente, pois, com certeza, contrairemos “pneumonia mental”.

Da mesma maneira que é nossa obrigação nos prevenirmos da pneumonia física, é também obrigação nossa e indelegável, a prevenção da “pneumonia mental”. Se você se expuser a ambientes negativos, com certeza se tornará uma pessoa negativa, amarga, sem entusiasmo. Você se tornará uma pessoa doente, desprovida de força de vontade para enfrentar desafios.

Faça um exame de consciência e veja se você não se expõe demasiadamente a ambientes e situações que o farão contrair a “pneumonia mental”. Faça uma autoanálise e veja se você tem consciência de que é sua responsabilidade evitar pessoas e ambientes negativos que façam você sentir-se mal, descrente de tudo e sem ânimo.

Pense se você tem consciência de que só você pode tomar esses cuidados e tomar as atitudes certas para manter-se mentalmente saudável.

Cuide-se para não se deixar contaminar pela “pneumonia mental”.

Pense nisso. Sucesso!


18/05/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

A Copa, as eleições e as previsões imprevisíveis

previsoes-imprevisiveis

Daniel Kahneman, prêmio Nobel de economia de 2002, afirma de forma definitiva, com base em inúmeras pesquisas, que qualquer previsão sobre eventos que não tenham regularidade em sua essência são meros “achismos” sem valor algum. Assim, como se comportarão as bolsas de valores, qual será o resultado de um torneio desportivo ou das eleições presidenciais serão sempre meros produtos da imaginação e cujo acerto dependerá apenas da sorte de quem fizer as previsões. Nada além de pura sorte.

A Copa do Mundo poderá ser um fracasso ou um sucesso. Ninguém sabe. O propalado caos nos aeroportos e estádios poderá ocorrer como poderá não acontecer. O número de turistas poderá ser maior ou menor do que propagam os analistas. O Brasil poderá ganhar a copa ou perder. E não se esqueça que poderá ganhar ou perder da Argentina, o que muda todo o cenário de bem-estar e autoestima da população com prováveis reflexos nas eleições.

Da mesma forma, ninguém sabe o que acontecerá com as eleições. A atual presidente poderá ganhar ou perder. Muita coisa acontecerá até outubro e tudo poderá mudar. Basta você olhar para o passado e se lembrará de quantas surpresas já teve em relação a jogos de futebol e eleições. É impossível prever.

Mas se é impossível prever, por que gastamos tanto tempo discutindo, ouvindo e até acreditando nos gurus, especialistas e visionários? A resposta é simples: o ser humano precisa se sentir seguro e confortável e para isso precisa acreditar que é capaz de prever acontecimentos que, na verdade, são imprevisíveis. Fazer previsões sobre acontecimentos imprevisíveis dá ao ser humano uma sensação de domínio sobre os fatos. É pura ilusão.

O que fazer então? Meu conselho é que você continue trabalhando e se preparando para vários cenários. As previsões são mais acertadas quanto mais próximo está um evento. Veja como fazer para ter vários planos B, C e até D, para caso ocorra “uma coisa” ou a “coisa oposta”. E lembre-se que a vida é assim mesmo e não mudará. Excesso de preocupação e nervosismo não mudarão o futuro imprevisível. Correr riscos e tomar decisões faz parte da vida não só dos empreendedores e empresários, mas de todas as pessoas que estão vivas.

Monte o seu cenário, acredite e pise fundo e torça para que as coisas aconteçam como você previu. Boa sorte!

Pense nisso. Sucesso!


09/05/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

O desafio da atenção

Os-novos-diálogos-na-era-da-economia-da-atenção

Vivemos a era da distração. O excesso de informação disponível, a facilidade de acesso, os smartphones e as redes sociais, tudo nos tira a atenção, nos distrai, leva nosso pensamento para longe daquilo que estamos fazendo e devemos fazer. Não conseguimos ter foco!

Nossa mente vagueia de uma informação para outra, de uma foto para outra, de um vídeo para outro, de uma mensagem instantânea para outra e aí nos damos conta de que o tempo passou e não fizemos o que deveríamos fazer, ou cometemos dezenas de erros pela falta de atenção e concentração em nossa tarefa essencial. Há autores que dizem que durante o nosso trabalho, em mais de 50% do tempo, nossos pensamentos “viajam” para lugares distantes.

Preocupados com esse desafio, empresas e pessoas têm procurado formas de reeducar a nossa atenção. Há empresas como Google, por exemplo, que oferecem cursos de “mindfulness” (uma forma de exercício de meditação para se concentrar naquilo que está fazendo). Há mesmo universidades famosas como Harvard, MIT, INSEAD, nos Estados Unidos e Europa que já oferecem cursos que ensinam como se concentrar e dar total atenção ao momento presente. Esses cursos ensinam desde como controlar a respiração até exercícios simples de meditação dos monges orientais e ocidentais como os Beneditinos, por exemplo. Mosteiros têm se voltado a ensinar pessoas a prestar atenção ao que estão fazendo, às pessoas com quem estão conversando, às leituras que estão fazendo, etc. A verdade é uma só: é preciso reaprender a ter atenção, a ter concentração, a ter o foco.

Muitos jovens e adultos se tornaram viciados nas redes sociais e passam o tempo todo reportando, postando, tuitando, o que estão fazendo, mas não se sentem realmente presentes onde estão. São repórteres de sua vida, sem vivê-la com intensidade e foco. Conheço pessoas que não conseguem passar mais de alguns minutos sem checar sua caixa de mensagens, suas páginas nas redes… e vivem num mundo da mais alta distração. É preciso reeducar a atenção!

E é preciso reeducar a atenção ao outro, à outra pessoa. Estamos correndo o risco de perder a capacidade de conversar presencialmente. Entro numa lanchonete e vejo vários jovens, todos com seus smartphones na mão “conversando” com pessoas que não estão à sua frente. Vejo almoços de família em que todos se voltam para seus celulares e se despedem sem praticamente conversar. Nas empresas as pessoas estão perdendo a capacidade de se dirigir ao outro e falar. Muitos problemas poderiam ser resolvidos com uma simples troca de opinião verbal, ao vivo, frente a frente em vez de dezenas de mensagens que entulham caixas postais e geram desinformação.

Faça um propósito de prestar atenção no que está fazendo e nas pessoas com quem está conversando. Reeduque a sua atenção e você terá mais motivação e muito mais sucesso, pois aprenderá o valor da atenção e do foco.

Pense nisso. Sucesso!


08/05/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

Pare de Reclamar

983668_274249539416099_2293493219260194906_n

Existem pessoas que são muito negativas, só reclamam, e veem um ponto negativo em tudo. Pare de reclamar e comece a pensar positivamente, a ser motivado na sua vida profissional e pessoal. Essas pessoas precisam desenvolver a visão do outro lado do mundo. Para mudar enquanto há tempo, tornando-se pessoas mais otimistas, mais positivas.

Aprimore seu comportamento, seja motivado em seu trabalho em sua vida, pense positivamente. Encare os erros como um aprendizado, para se lapidar e ser cada vez melhor, cada vez mais positivo e otimista.

Pense nisso. Sucesso!


04/05/2014
Por Edilson Silva em Textos de Motivação

O desafio de viver com tanta informação

sociedade

O que fazer com tanta informação? Será que o mundo está realmente pior ou é a disponibilidade de informação instantânea que nos dá essa sensação? Como viver num mundo informacional sem nos desesperar?

O ser humano é o mesmo de 150 mil anos atrás. Não há homem ou mulher modelo 2014 com cinco braços, doze pernas ou mais neurônios. A verdade é que nunca tivemos tanta mudança tecnológica e tanta informação ao mesmo tempo.

Ouvi um estudioso dizer que a maior mudança revolucionária nos últimos anos não foi o fim da União Soviética, nem o 11 de setembro, nem a chegada do homem à lua. Foi o mundo ter passado de 4 milhões de celulares em 1990 para 7 bilhões em 2014. Estamos todos conectados individualmente e os smartphones nos fizeram ser flecha e alvo de milhares de informações instantâneas a cada minuto. O desafio é saber conviver com tudo isso sem perder o senso da realidade concreta do dia a dia, ali onde vivemos, onde trabalhamos, onde estamos.

É muita tecnologia e muita informação disponível, mas o cliente continua querendo ser atendido por alguém que resolva o seu problema; o filho continua precisando de um pai e de uma mãe que conversem com ele pessoalmente e não só virtualmente; temos que comer e beber todos os dias alimentos saudáveis e não virtuais que devem ser preparados por alguém de carne e osso, queremos ser amados por uma pessoa e não um smartphone.

Muita gente se esqueceu disso tudo. Que por mais tecnologia e informação que tenhamos, o ser humano continua sendo o mesmo carente de atenção e afeto, de reconhecimento e respeito e de tudo o que englobamos no verbo amar.

Saber filtrar a informação com consciência crítica e usar a tecnologia a nosso favor é sabedoria que temos que conquistar para não nos perdermos num mundo irreal, desumano em que todos seremos hipermodernos, tecnológicos, porém infelizes.

Pense nisso.




Facebook


Twitter