Vídeo: “Cenário atual lembra o de 1964”, Caetano Veloso.

O cantor Caetano Veloso defendeu, em participação no programa “Altas Horas”, da Rede Globo, exibido no último sábado (26), que a retirada de Dilma Rousseff da Presidência da República seria um golpe de estado. Para ele, parte da elite historicamente tenta evitar a mudança da estrutura social do País.

“O Brasil é um país desumanamente desigual, e isso desde sempre. E toda movimentação no sentido de libertar-se dessa estrutura desumana, injusta, desequilibrada, dessa disparidade insuportável, sempre tem encontrado reações dos privilegiados para não deixar que nada aconteça. Eu sou desconfiado”, disse.

Caetano comparou o cenário atual ao que levou a instauração do regime militar, em 1964. “A manifestação de domingo era bela, tinha presença de pessoas variadas, mas ali eu não reconheci a Passeata dos 100 Mil (realizada em 26 de junho de 1968), contra a ditadura, e não era suficientemente diferente da Passeata da Família com Deus pela Liberdade, que produziu o golpe de 64”.

Assista:

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*