União Nacional dos Estudantes caracteriza impeachment como “farsa”

17414_ext_arquivo
‘Estudantes não sairão das ruas e defenderão o seu país sob quaisquer circunstâncias’, informa nota divulgada pela UNE.

A União Nacional dos Estudantes divulgou nota em que repudia o resultado da sessão plenária da Câmara dos Deputados que, na data do dia 17 de abril, aprovou de forma viciada o pedido de impeachment da presidenta da República Dilma Rousseff. Segundo a nota, “o resultado da votação dá sequência ao processo ilegítimo capitaneado pelo presidente da Câmara Eduardo Cunha de apunhalar o estado democrático de direito com a condução do impedimento presidencial sem as bases legais requeridas pela lei federal 1079/50, constituindo dessa forma um sério golpe às instituições brasileiras”.

De acordo com o comunicado da UNE, as votações em favor do impeachment foram “claramente motivado por interesses escusos e réu no Supremo Tribunal Federal por exigir e receber propinas em contratos da Petrobras, Cunha também é gravemente acusado de outros crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e por irrigar contas milionárias e ilegais na Suíça para benefício próprio. A votação do impeachment presidencial sem provas, levada a cabo por este personagem, é uma mancha dolorosa na história da Câmara dos Deputados e do Brasil, um corte profundo na jovem democracia nacional”.

Segundo a A União Nacional dos Estudantes, “a farsa encenada hoje nessa casa e anunciam mobilização total para impedir a ruptura da ordem democrática, agora sob a guarda do Senado Federal. A UNE, que em quase oitenta anos de história já enfrentou alguns dos piores momentos da história da República, alerta o conjunto da sociedade para o risco da continuidade desse processo. Os estudantes não sairão das ruas e defenderão o seu país sob quaisquer circunstâncias”.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*