R$ 100 mil pro “Michel”? Esse é o presidente que vai moralizar o Brasil e acabar com a corrupção?

CicE21GWsAAl4VH
O vídeo do “R$ 100 mil pro Michel, R$ 100 mil pro Eduardo Cunha” citado na Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal.

A Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, coletou indícios de um mensalão do DEM em Brasília. Em meio às gravações, um vídeo mostra o ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal Durval Barbosa e o empresário Alcir Collaço, dono do jornal Tribuna do Brasil, conversando sobre pagamento de propina a políticos do alto escalão do PMDB: os deputados Tadeu Filippelli (DF), presidente do partido no Distrito Federal, Henrique Eduardo Alves (RN), Eduardo Cunha (RJ) e Michel Temer (SP).

No vídeo, Durval Barbosa e Alcir Collaço conversam sobre o pagamento de R$ 800 mil mensais a parlamentares em troca de apoio a José Roberto Arruda, governador do Distrito Federal. “Arruda dá R$1 milhão por mês para o Filippelli”, diz Durval. Collaço corrige: “São 800 pau. R$ 500 mil para o Filippelli para fazer… vai R$ 100 mil para o Michel, R$ 100 mil para o Eduardo e R$ 100 para o Henrique Alves. São 800 pau”.

Paulo Henrique

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*