Minha Casa, Minha Vida já garante moradia digna a 6,8 milhões de brasileiros

sonho-casa-propria_minhacasa-minhavida
Milhares de famílias de baixa renda realizam o sonho da casa própria graças a subsídio e condições facilitadas de crédito. Foto: Divulgação Caixa.

Você se lembra de quando o sonho da casa própria era mesmo apenas um sonho? Pois com Lula e Dilma ele está virando realidade, graças ao maior programa habitacional da história do Brasil. Considerado pela ONU como “um exemplo para o mundo”, o Minha Casa, Minha Vida já contratou 3,4 milhões de casas e apartamentos em todo o país, dos quais  1,7 milhão foram entregues, beneficiando cerca de 6,8 milhões de brasileiros, o equivalente a toda a população da segunda maior cidade do Brasil (o Rio de Janeiro). É o Estado garantindo moradia para quem mais precisa – e ao mesmo tempo aquecendo o comércio e a indústria, gerando emprego e renda, transformando o que era sonho em cidadania, desenvolvimento e dignidade.

Maior programa habitacional da história é fruto de diálogo entre governo federal e movimentos sociais

Um programa habitacional do porte e nos moldes do Minha Casa, Minha Vida, bandeira histórica dos movimentos sociais, não surge do nada. Ele é fruto do diálogo entre os governos do PT e entidades representativas da luta pela moradia, como União Nacional por Moradia Popular (UNMP), Central de Movimentos Populares (CMP), Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam).

Quando o presidente Lula anunciou a meta de construir 1 milhão de moradias, a torcida do contra gritou: Impossível! Parecia mesmo impossível, num país que há muitos anos não investia um centavo em programas habitacionais. “A única coisa impossível é Deus pecar”, respondeu Lula.

E o Brasil chegou a 2014 com 1,7 milhão de casas e apartamentos entregues – 1,7 milhão de sonhos realizados, além de outros 1,7 milhão em construção, numa parceria inédita entre União, estados, municípios, movimentos sociais e iniciativa privada pelo direito à moradia.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*