Lava Jato: Diretor de TV de Alagoas repassou R$ 1 mi de ’empréstimo’ para Collor, diz ex-ministro

tvgazeta
Pedro Paulo Leoni Ramos, o PP, depôs à PF no dia 25 de junho e afirmou que executivo de emissora de Collor intermediou repasse de ‘empréstimo’ para o senador.

O ex-ministro de Assuntos Estratégicos do governo Fernando Collor (PTB-AL) entre 1990 e 1992, Pedro Paulo Leoni Ramos, o PP, afirmou à Polícia Federal que o diretor-executivo das Organizações Arnon de Mello, responsável pela TV Gazeta de Alagoas, Luis Amorim, recebeu R$ 1 milhão do doleiro Alberto Youssef para repassar ao senador. A quantia, segundo PP, seria referente a um “empréstimo” do ex-ministro para Collor por meio do doleiro acertado em 2011.

As Organizações Arnon de Mello, que possuem vários veículos de comunicação em Alagoas, pertencem a Fernando Collor.

O relato de PP à Polícia Federal ocorreu no dia 25 de junho. Agora foi tornado público porque inserido nos autos da Operação Lava Jato.”A operação para o resgate desses valores foi realizada entre Luís Amorim e Alberto Youssef; que apresentou Luís Amorim, presidente das Organizações Arnon de Mello (grupo responsável pela TV Gazeta e outros veículos de comunicação, pertencente a Fernando Collor) ‘homem de confiança’ do ex-presidente Collor, para Alberto Youssef, sendo que após não mais se envolveu nas operações de repasse de valores entre ambos”, disse Pedro Paulo. Apesar de citado como presidente das Organizações Arnon de Mello, Luis Amorim atua como diretor-executivo do grupo.

Via Estadão

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*