Ex-pastor acusado de envolvimento na morte de F Gomes deve ser julgado este ano

gilson-neudo-155x250

Réu no processo da morte de jornalista Francisco Gomes de Medeiros, o F Gomes, o ex-pastor evangélico Gilson Neudo Soares do Amaral deve ser julgado no plenário do Fórum Amaro Cavalcante, em Caicó, ainda em 2015. Mas ele não terá testemunhas arroladas por sua defesa para serem ouvidas em plenário. Em decisão do juiz criminal Luiz Cândido Villaça, foi determinado a intempestividade na entrega das peças processuais e negou automaticamente o direito ao réu de ter testemunhas sendo ouvidas na sessão do júri.

“Fica claro quando se percebe que entre a entrega dos presentes autos na Defensoria Pública, feita no dia 23 de abril 2015, e a data consignada na manifestação dada de próprio punho do defensor público subscritor, feita em 25 de maio de 2015, mesmo que não se leve em consideração a data da efetiva devolução do caderno processual na secretaria deste Juízo (o que ocorreu em 27 de maio 2015), que o prazo de dez dias foi desrespeitado em mais que o triplo. Há flagrante intempestividade na manifestação. Como acima registrado, as partes foram devidamente intimadas, tendo a defesa técnica descumprido o prezo legal, ao contrário do Ministério Público que cumpriu com rigor o prazo de cinco dias previsto na lei”.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*