Vergonha: Deputada que teve marido preso após impeachment se diz “atordoada”

A deputada Raquel Muniz (PSD-MG) diz estar “atordoada” e “chateada” com a prisão do marido, o prefeito de Montes Claros (MG), Ruy Muniz, na última segunda-feira (18), um dia após ela ter elogiado o companheiro durante a votação do impeachment na Câmara. “Meu voto é para dizer que o Brasil tem jeito. E o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão”, declarou a deputada antes de dedicar o voto à sua família e ao Norte mineiro, repetir “sim” diversas vezes e se agitar com uma bandeira do Brasil.

No comunicado, Raquel afirma que mantém os elogios ao marido, “um gestor íntegro, ético e que preza pela transparência das suas ações”, que sofre com um ato de injustiça, segundo ela. A prisão de Ruy, na avaliação dela, é ilegal por ele não oferecer “risco à ordem pública, nem perigo de fuga e nem haver qualquer indício de obstrução da justiça”. A deputada afirma ter “a plena certeza de que a verdade prevalecerá”.

https://www.youtube.com/watch?v=xMJpyY68vgU

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*