Corrupção Tucana: MP pede devolução de R$ 1 bi e dissolução de empresas do Trensalão tucano

tre
Os contratos foram firmados entre 2007 e 2012, nos governos de José Serra e Geraldo Alckmin, ambos do PSDB de São Paulo.

O Ministério Público de São Paulo pediu à Justiça a dissolução de nove empresas por envolvimento na formação de cartel em contratos de manutenção de 88 trens da CPTM.

Os contratos foram firmados entre 2007 e 2012, nos governos de José Serra e Geraldo Alckmin, ambos do PSDB de São Paulo.

Os promotores pedem também que as empresas restituam cerca de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Para o deputado estadual Ênio Tatto (PT), é um pequeno avanço para um caso que se arrasta por vários anos, mas ainda restrito ao âmbito das empresas.

“É preciso apurar quem são os principais responsáveis, mas as investigações aqui não seguem em frente. Isso nunca chega ao PSDB”, observa o deputado.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*