Corrupção: Supremo Tribunal Federal determina perda de mandato de deputado

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou por unanimidade, nesta terça-feira, a perda de mandato do deputado federal Paulo Feijó (PR-RJ), ligado ao ex-governador do Rio, Anthony Garotinho. Ele foi condenado a 12 anos, 6 meses e seis dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado.

A Ação Penal na qual Feijó é investigado é um desmembramento da Operação Sanguessuga, da Polícia Federal, que desvendou um esquema de compras superfaturadas de ambulâncias e equipamentos médicos por prefeituras de vários estados como uma forma de desvio de recursos públicos. O grupo criminoso usava as licitações fraudulentas, segundo a denúncia, para favorecer o grupo empresarial Planam.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*