CORRUPÇÃO: Presidente da CPI da Pandemia decreta prisão de ex-diretor do Ministério da Saúde

 

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), decretou a prisão do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde (MS) Roberto Ferreira Dias, por perjúrio.

 

Na avaliação de Aziz, Dias mentiu à CPI, mesmo tendo jurado falar a verdade. Mesmo sob protestos de alguns senadores e da advogada de Dias, presente à reunião, o ex-funcionário do MS saiu da sala acompanhado pela Polícia Legislativa. Dias foi encaminhado pela Polícia Legislativa para a delegacia do departamento, no Senado. Lá, é fixado o valor da fiança.

 

O ex-diretor negou ter pedido vantagens a Luiz Paulo Dominguetti para a aquisição de 400 milhões de doses de vacina contra a covid-19. Ele também negou ter marcado um encontro com Dominguetti, vendedor autônomo da empresa Davati Medical Supply, em um restaurante de Brasília. Segundo Dias, o encontro foi acidental.

 

O surgimento de áudios, na tarde de hoje, vazados pela imprensa e divulgados na CPI embasaram a decisão de Aziz. Os áudios mostram uma conversa de Dominguetti com outra pessoa, na qual ele confirma o encontro com Dias no dia 25, quando ambos estiveram juntos no restaurante.

 

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*