Corrupção: Henrique Alves (PMDB) é acusado de receber R$ 112 mil de propina em obra de irrigação no Piaui

Os ex-deputados Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves receberam propina da Odebrecht por causa de um projeto de irrigação no Piauí chamado Tabuleiros Litorâneos, segundo quatro delatores da Odebrecht.

Trechos dos depoimentos dos delatores foram liberados pelo ministro Edson Fachin, no Supremo, na noite desta terça (11).

O projeto de irrigação, no valor de R$ 120 milhões, foi vencido em 2008 por um consórcio formado pela Odebrecht e Queiroz Galvão.

Geddel teria recebido R$ 210 mil, e Eduardo Alves, R$ 112 mil. Os delatores dizem ter e-mails comprovando as negociações com os deputados. Geddel foi ministro da Integração Nacional no governo Lula quando houve a licitação da obra. Já Henrique Eduardo Alves foi presidente da Câmara entre 2013 e 2015. As informações são da Folha de Sã Paulo.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*