CORRUPÇÃO: Gilmar pede vista e interrompe julgamento de denúncia contra Agripino

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira (8) pedir vista (mais tempo para análise) e suspendeu o julgamento sobre o recebimento de denúncia contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN) pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.

O ministro prometeu trazer o caso de volta para o colegiado ainda neste mês.

O caso envolve um suposto esquema de pagamento de vantagens indevidas para garantir a manutenção de um contrato de um consórcio com o Estado do Rio Grande do Norte voltado para inspeção veicular ambiental. O relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, votou pelo recebimento da denúncia contra Agripino Maia pelos três crimes.

“A denúncia se afigura tecnicamente apta – indícios existem, de fato. A denúncia apóia-se em sólidos elementos indiciários”, disse Lewandowski.

Para o advogado Aristides Junqueira, defensor do senador, não há crimes. “Só faltou a denúncia com relação a mim. Quero dizer que não é esse o Ministério Público que eu sonhei e que o Brasil precisa”, afirmou o advogado, que comandou a Procuradoria-Geral da República de 1989 a 1995.

Material. Ao defender o recebimento da denúncia, a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio Marques destacou que o material que embasa a acusação é “consistente”. “Há delação premiada de duas pessoas, extratos telefônicos, bancários, um conjunto de elementos que sustentam a acusação”, observou Cláudia.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*