CORRUPÇÃO: Ex-cunhada de Bolsonaro pode ser convocada para depor em caso da rachadinha

 

A ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro, a fisiculturista Andrea Siqueira Valle, pode ser chamada para depor sobre o suposto esquema de rachadinha que acontecia no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), na época deputado estadual. A informação foi confirmada à CNN, nesta segunda-feira (5), por uma fonte no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ).

 

No caso das rachadinhas, Flávio Bolsonaro é investigado pelo Ministério Público (MP) por ter cobrado parte do salário dos seus assessores – quando deputado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) – como exigência para a efetivação dos funcionários no cargo.

 

A intimação de Andrea Siqueira Valle, entretanto, depende de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que deve acontecer no segundo semestre, sobre a manutenção do foro privilegiado de Flávio Bolsonaro.

 

Atualmente, o processo contra ele segue em impasse sobre qual instância da justiça a investigação deve acontecer.

 

Caso o direito do foro parlamentar seja mantido pelo colegiado do STF, o depoimento de Andrea – no caso das rachadinhas – não será possível já que o andamento da investigação acontecerá na segunda instância, em Brasília, e não no Tribunal de Justiça do Rio.

 

Se o processo ficar a cargo da justiça do Rio de Janeiro, a ex-cunhada de Jair Bolsonaro seria convocada pelos desembargados para explicar sobre as declarações onde confirma a prática ilegal entre os membros da família Bolsonaro.

 

De acordo com áudios revelados nesta segunda-feira (5) pelo portal UOL, o esquema de rachadinha também era praticado por Jair Bolsonaro.

 

CNN

 

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*