Corrupção: Assessor de Temer teve propina de 2 milhões em 2014

O delator da Odebrecht João Pacífico afirmou em depoimento que Tadeu Filippelli (PMDB), atual assessor especial da Presidência da República, recebeu R$ 2 milhões em 2014 para favorecer obra da empreiteira.

Filippelli foi vice-governador do Distrito Federal entre 2010 e 2014 do governo de Agnelo Queiroz (PT). Eles concorreram à reeleição em 2014, mas foram derrotados.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*