Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

 

Depois que a prefeitura de Salvador confirmou o cancelamento da festa de Réveillon, agora cresce a pressão para que os gestores públicos decidam sobre o carnaval. O governador Rui Costa já anunciou que saúde está em primeiro lugar.

 

A Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) acaba de divulgar um estudo sobre a pandemia. Armando Castro é diretor de Estatísticas da SEI  e diz que, caso as festas de carnaval sejam realizadas, existe o risco de termos uma nova onda da covid por aqui.

 

Falar em nova onda significa aumento no número de casos, mais gente hospitalizada e sobrecarga para o sistema de saúde. Quem já enfrentou outras ondas – seja na linha de frente de combate à covid ou na posição de gestor público – não quer nem pensar nessa possibilidade.

 

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval. Sérgio Rezende é professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e coordenador do Comitê Científico do Consórcio Nordeste. Ele diz por que o comitê pede que as festas de Réveillon e carnaval sejam canceladas.

 

Sobre o Réveillon, nas principais capitais a adesão à recomendação já é expressiva. Já sobre o carnaval, muitos empresários que ganham dinheiro com a festa estão ansiosos para que ela aconteça, ainda que em formatos diferenciados, com shows privados ou em circuitos alternativos, onde seja possível fazer o controle de acesso por meio de catracas. A realidade é que, mesmo sem a confirmação da realização da festa popular, ingressos para camarotes e shows estão sendo vendidos.

 

Sérgio Rezende afirma que o Comitê Cientifico do Consórcio Nordeste entende que o carnaval é muito importante para a economia do país, mas afirma que colocar milhões de pessoas nas ruas no carnaval é assumir um risco – e as consequências são imprevisíveis.

 

Edição: Rádio Nacional / Nathália Mendes

 

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*