Conselho de Ética aprova abertura de investigação contra Cunha

cunhapt-890x395
Cunha é acusado de mentir sobre a existência de contas secretas na Suíça durante depoimento à CPI da Petrobras, em março. O parlamentar é alvo da operação Lava Jato da Polícia Federal.

Por 11 votos a 9, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (15) a abertura de investigação contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por quebra de decoro parlamentar. O processo poderá resultar na cassação do mandato do peemedebista.

Cunha é acusado de mentir sobre a existência de contas secretas na Suíça durante depoimento à CPI da Petrobras, em março. O parlamentar é alvo da operação Lava Jato da Polícia Federal.

Na manhã de hoje, uma operação da PF fez buscas e apreensões na residência oficial do deputado em Brasília e no Rio de Janeiro.

Após a aprovação do parecer preliminar do relator, o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), que defendia a continuidade da investigação contra Cunha, o processo entra em sua fase de instrução, onde poderão ser arroladas testemunhas e provas.

Confira a lista da votação nominal do Conselho de Ética:

VOTO SIM – Pela continuidade do processo

Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP)
Fausto Pinato (PRB-SP)
Paulo Azi (DEM-BA)
Leo de Brito (PT-AC)
Valmir Prascidelli (PT-SP)
Zé Geraldo (PT-PA)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Nelson Marchezan (PSDB-RS)
Sandro Alex (PPS-PR)
Marcos Rogério (PDT-RO)
Rossoni (PSDB-PR)

VOTO NÃO – Pelo arquivamento

Cacá Leão (PP-BA)
Erivelto Santana (PSC-BA)
Paulinho da Força (SD-SP)
Ricardo Barros (PP-PR)
Washington Reis (PMDB-RJ)
Vinicius Gurgel (PR-AP)
Wellington (PR-PB)
Manoel Junior (PMDB-PB)
João Bacelar (PR-BA)

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*