14/01/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Ainda abaixo da média, RN tem ano mais chuvoso desde o início da seca

Ao longo de 2018, o Rio Grande do Norte registrou média de 766,3 milímetros de chuvas – o que é 7% abaixo do volume esperado para o período de um ano no estado – 847,4 milímetros. Ainda assim, a situação foi bem melhor que os últimos sete anos, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (14) pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn).

O estado enfrenta uma estiagem ao longo dos últimos sete anos, com chuvas abaixo da média. Atualmente, o 152 municípios potiguares vivem sob decreto de situação de emergência provocada pela seca, válido até março. Cinco cidades estão com sistema de abastecimento de água em colapso e 92 enfrentam algum tipo de rodízio na distribuição.

A chuva ajudou a reabastecer os reservatórios de água do estado, que tinham terminado 2017 com 11,24% da capacidade preenchidos e concluíram 2018 com 21,77%.

Para a Emparn, é possível confirmar que, depois de sete anos consecutivos de seca severa, a situação começou a mudar. Em 2017, por exemplo, foram registrados apenas 630,5 milímetros de chuva, o que representava uma diferença negativa de 27,4% em comparação com a média histórica anual.


14/01/2019
Por Edilson Silva em Campo Grande, Tempo

Com chuva de 100mm, Açude do Morcego aumenta mais 17 centímetros em Campo Grande

Neste sábado, 12 de Janeiro, a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou 64,7mm (64 milímetros e 7 décimo) de chuva na cidade de Campo Grande/RN.

Já na Comunidade do Morcego, zona rural do município, foi registrado 100 mm de chuva.

Com essa chuva, o famoso Açude do Morcego, principal ponto turístico da cidade, aumentou mais 17 centímetros.

Na chuva de 80 mm no dia 07 de Janeiro, o açude já tinha aumentando 13 centímetros. Totalizando agora 30 centímetros nas últimas chuvas no município.


10/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva de 25 mm banhou Serra de João do Vale em Jucurutu nesta quarta (09)

A previsão de que as chuvas devem continuar no Estado foram confirmadas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Confira alguns registros pluviométricos registrados na quarta-feira (09), na região do Seridó:

  • Jucurutu – 20 mm
  • Serra do João do Vale (Jucurutu) – 25 mm
  • Santana do Seridó – 15 mm
  • Sítio Várzea Redonda (Caicó) – 10 mm
  • Bairro Recreio (Caicó) – 11 mm
  • São José do Seridó – 20 mm
  • Granja Santa Isabel (Caicó) – 8 mm
  • Bairro Maynard (Caicó) – 15 mm
  • Bairro Barra Nova (Caicó) – 10,5 mm


09/01/2019
Por Edilson Silva em Ouro Branco, Tempo

Ouro Branco: Chuva e vento forte derrubam torre e deixam moradores sem internet

Na tarde dessa terça feira, 08 de janeiro, a cidade de Ouro Branco registrou precipitação chuvosa acima dos 35 milímetros, e causou danos em algumas residências. Um provedor de internet teve sua torre derrubada pelas rajadas de ventos fortes, deixando dezenas de moradores desassistidos de comunicação.


09/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuvas voltam a banhar a região do Seridó. Confira os registros pluviométricos:

Foto: Jucurutu / Créditos – Edilson Silva

As chuvas voltaram banhar a região do Seridó e na terça-feira (08) foram registradas novas precipitações pluviométricas nas seguintes comunidades:

  • Sítio Angicos (Serra Negra do Norte) – 29 mm
  • Jucurutu – 37 mm
  • Sítio Alecrim (Serra Negra do Norte) – 18 mm
  • Sítio Conceição – 20 mm
  • Sítio Extrema (Jardim de Piranhas) – 45 mm
  • Timbaúba dos Batistas – 15 mm
  • Sítio Santa Cruz (Jardim de Piranhas) – 10 mm
  • Bairro Maynard (Caicó) – 6 mm
  • Sítio Frutuoso (Serra Negra do Norte) – 29 mm
  • Sítio Manhoso – 8 mm
  • Sítio Pitombeira – 15 mm
  • Distrito de Laginhas – 17,5 mm
  • São João do Sabugi – 28 mm
  • Barra da Maniçoba – 30 mm
  • Sítio Caieira (São João do Sabugi) – 16 mm
  • São José do Seridó – 12 mm
  • Sítio Várzea Redonda – 11 mm
  • Sítio Ramada (São Fernando) – 54 mm
  • Distrito Palma – 12 mm
  • Riacho do Meio – 17 mm
  • Sítio Batalha – 68 mm
  • Barragem Passagem das Traíras – 12,5 mm
  • Barra Nova – 8 mm
  • Sítio Montanhas – 45 mm
  • Fazenda Feitosa (São João do Sabugi) – 22 mm
  • Sítio Cachos (São João do Sabugi) – 23 mm
  • Sítio Bonito (São Fernando) – 40 mm
  • Sítio Manhoso – 10 mm
  • Barra da Espingarda – 12 mm
  • Fazenda Angicos – 48 mm
  • Sítio Solidão (Caicó) – 12 mm
  • Sítio Jucuri – 32 mm
  • Nova Olinda (Caicó) – 9 mm
  • Sítio Samanaú (Caicó) – 12 mm
  • Fazenda Riachos (Jardim de Piranhas) – 40 mm
  • Bairro Paraíba (Sexto BPM) – 14 mm
  • Terceira Morada (Jardim de Piranhas) – 35 mm
  • Ouro Branco – 20 mm
  • Sítio Caibreira (Caicó) – 10 mm


09/01/2019
Por Edilson Silva em Apodi, Tempo

Prefeitura monta Força-tarefa para minimizar efeitos das chuvas em Apodi

O período chuvoso mal começou e o município de Apodi já montou uma equipe de Força-Tarefa para trabalhar na minimização dos efeitos das chuvas nas zonas urbana e rural. A ideia é dar uma resposta rápida à população em casos de desabamentos, recuperação de ruas e estradas, alagamentos, dentre outros.

A primeira reunião da equipe aconteceu na manhã desta terça-feira (08), na sede da Secretaria Municipal de Agricultura. Coordenada pela Defesa Civil, ela também é composta pelas secretarias de Obras, Urbanismo, Saúde, Assistência Social e Agricultura, além da equipe de engenharia.

“Estamos nos adiantando a um problema que é comum no inverno e que traz muitos prejuízos ao nosso povo”, comentou o prefeito Alan Silveira durante a reunião.

Nos anos anteriores, a equipe de Força-Tarefa conseguiu bons resultados com este trabalho. Em 2017, por exemplo, uma chuva intensa de 300 milímetros destruiu a rodovia que dá acesso ao Complexo Turístico da Barragem de Santa Cruz. Devido aos esforços de todos que compõem a Força-Tarefa, o acesso foi recuperado no mesmo dia.

Também foi a Força-Tarefa a responsável pelo monitoramento do risco de enchentes no Vale do Apodi. Na época, a equipe percorreu toda a região levantando informações e determinando pontos onde os moradores poderiam buscar socorro em caso de inundações.


09/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva banhou Jucurutu nesta terça (08) de Janeiro de 2019

O jucurutuense voltou a ser abençoado com boas precipitações neste início de semana. A chuva que caiu no fim de tarde e noite desta terça-feira, 08 de Janeiro de 2019 molhou bem a terra , tanto na cidade como no campo.

Fim de tarde e início de noite de terça, 08 de Janeiro foi de chuva, raios e trovoadas na cidade de Jucurutu no interior do Rio Grande do Norte. Veja nas imagens do blog.

Publicado por Blog do Edilson Silva em Terça-feira, 8 de janeiro de 2019

#Live Jucurutu – RN08 de Janeiro de 2019.

Publicado por Blog do Edilson Silva em Terça-feira, 8 de janeiro de 2019


08/01/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Meteorologia explica ventania e chuva de granizo no interior do RN

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) divulgou, nesta terça-feira (8), nota em que explica a ocorrência de ventos fortes e até de chuva de granizo no interior do estado. Os fatos ocorridos entre a sexta-feira, 4, e essa segunda, 7, são considerados incomuns para a região equatorial, na qual o estado está inserido.

Choveu granizo na sexta-feira em Governador Dix-Sept Rosado, no Oeste potiguar. E nessa segunda, ventou forte em Macau, na região Central. Para a Emparn, o que aconteceu foi um caso excepcional e decorrente do fenômeno chamado de Vórtice Ciclônico de ar Superior. Esse sistema meteorológico pode causar chuvas fortes e distúrbios climáticos como ocorrência de granizo e ventanias.

“Quando tem-se a presença de um sistema meteorológico causador de instabilidade, juntamente com aspectos físicos favoráveis, com o caso do relevo, é possível a formação de nuvens do tipo Cumulus Nimbus, que tem forte formação vertical, atingindo mais de 12 km de altura, e que possa  conduzir as gotículas de água no seu interior, através do movimento vertical a atingir o nível de congelamento, provocando assim a formação das pedrinhas de gelo que dependendo do seu peso, venha a precipitar no formato de granizo”, explica a nota


07/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Jucurutu é o município do RN que mais choveu em 2019

Os primeiros dias do ano de 2019 foram marcados pela retomada das chuvas em alguns estados do Nordeste. Aqui no Rio Grande do Norte o município de Jucurutu aparece entre as cidades que mais choveram neste novo ano.

O acumulado na terra dos jucurutuenses é de 100 mm. Os dados são da Empresa de Pesquisa Agropecuária – EMPARN e fazem referência ao período de 04 a 07 de Janeiro.

MESORREGIÃO OESTE POTIGUAR 

Jucurutu (Emater) – 100,2

Upanema (Prefeitura) – 77,0

Piloes (Prefeitura) – 53,0

Felipe Guerra (Prefeitura) – 46,0

Apodi (Prefeitura) – 40,0

Agua Nova (Prefeitura) – 35,5

Dr. Severiano (Emater) – 33,0

Apodi (Base Física Emparn) – 30,3

Campo Grande (Particular  2) – 29,7

Campo Grande (Particular) – 28,0

Rafael Fernandes (Emater) – 24,8

Olho D’agua Dos Borges (Particular) – 19,0

Riacho De Santana (Emater) – 17,0

Francisco Dantas (Emater) – 15,0

Ipanguacu (Emater) – 13,1

Patu (Particular) – 13,0

Janduis (Emater) – 12,0

Antonio Martins (Emater) – 10,0

Messias Targino (Prefeitura) –  9,6

Coronel Joao Pessoa (Emater) –  7,7

Frutuoso Gomes (Emater) – 7,0

Sao Rafael (Particular Ii) – 6,4

Severiano Melo (Prefeitura) – 5,6

Caraubas (Particular) – 5,0

Encanto (Prefeitura) – 5,0

Joao Dias (Emater) – 4,0

Martins (Particular) – 4,0

Jose Da Penha (Emater) – 3,9

Lucrecia (Emater) – 3,5

Ipanguacu (Base Fisica Da Emparn) – 3,3

Sao Francisco Do Oeste (Prefeitura) – 3,3

Tenente Ananias (Emater-st Mororo) – 3,3

Itajá (Emater) – 3,1

Sao Rafael (Emater) – 2,0

Assu (Particular) – 1,3

Assu (Emater/st. Casa Forte) – 1,0

Serrinha Dos Pintos (Prefeitura) – 0,7

 

MESORREGIÃO CENTRAL POTIGUAR

Florania (Sitio Jucuri) – 28,7

Sao Joao Do Sabugi (Emater) – 22,0

Ouro Branco (Sindicato Trab.rurais) – 11,5

Equador (Particular) – 5,0

Caico (Acude Mundo Novo-emparn) – 3,0

Sao Bento Do Norte (Prefeitura) – 2,0

 

MESORREGIÃO AGRESTE POTIGUAR

Parazinho (Emater – Ex-particular) – 3,9

Ielmo Marinho (Prefeitura) – 3,0

 

MESORREGIÃO LESTE POTIGUAR

Ceara Mirim – 4,0

Macaiba (Piripiri) – 2,8

Natal – 0,5


07/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva de mais de 100 milímetros faz açude sangrar em Pedra Branca-CE

O açude do Parque Guarani no município de Pedra Branca localizado no Sertão Central do Ceará, amanheceu sangrando neste domingo (6), após uma chuva de mais de 100 milímetros na região. Moradores festejaram na sangria do reservatório.

Jornal Vale em Destaque


06/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva de 70 mm banhou Jucurutu neste sábado (05)

Os últimos dias no município de Jucurutu foram de forte calor e tempo muito abafado, mas para alegria do sertanejo o clima acabou proporcionando boas precipitações neste fim de semana. De acordo com internautas a forte chuva que caiu no fim de tarde deste sábado (05), chegou aos 70 milímetros. Um verdadeiro temporal seguido de vento, raios, trovoadas e instabilidade na rede elétrica caiu sobre a cidade.

Também foram registradas boas precipitações na sexta (04). Até o fim desta postagem o domingo segue com sol enevoado e tempo bastante nublado em Jucurutu.

Veja algumas imagens do tempo registradas pelo Blog:


05/01/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo, Vídeo Blog

Chove granizo em Governador Dix-Sept Rosado, cidade da região Oeste potiguar do RN

Do G1 RN – Choveu granizo entre o fim da tarde e início da noite desta sexta-feira (4) em Governador Dix-Sept Rosado, cidade da região Oeste potiguar. Moradores disseram que nunca tinham visto gelo cair do céu.

A chuva por lá começou forte no fim da tarde. Foi quando algumas pessoas, surpresas com o granizo, começaram a fazer fotos e vídeos do fenômeno.

Segundo Gilmar Bristot, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), a ocorrência de granizo é algo realmente bem raro para a região.

Ele explicou que, quando chove granizo, significa que houve a formação de uma nuvem cumulus nimbus. Essas nuvens ficam muito distantes da superfície – a cerca de 12 mil metros de altura – acima do nível de congelamento.

“É tão raro de acontecer que não há histórico em Governador Dix-Sept Rosado”, afirmou Bristot.

Também houve registro de chuvas fortes e relâmpagos em Apodi, na mesma região. As descargas elétricas também são resultado da presença de cumulus nimbus.

Chove granizo no Oeste do RN

Choveu granizo entre o fim da tarde e início da noite desta sexta-feira (4) em Governador Dix-Sept Rosado, cidade da região Oeste potiguar.

Publicado por Blog do Edilson Silva em Sábado, 5 de janeiro de 2019


04/01/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva volta ao município de Jucurutu nesta sexta (04) de Janeiro de 2019

Tarde de sexta, 04 de Janeiro de 2019 começou com trovoadas e chuva no município de Jucurutu no Rio Grande do Norte. Após dias de calor intenso e forte estiagem as precipitações voltaram renovando a esperança do homem da cidade e do campo.

Veja:

Tarde de sexta, 04 de Janeiro de 2019 começou com trovoadas e chuva no município de Jucurutu no Rio Grande do Norte. Veja:

Publicado por Blog do Edilson Silva em Sexta-feira, 4 de janeiro de 2019


10/12/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Depois de forte estiagem chuva volta banhar Jucurutu

Depois de forte estiagem e para alegria do homem do campo e da cidade, a chuva voltou a banhar a cidade de Jucurutu. Desde o último sábado que foram registradas precipitações aqui e em várias regiões. Para quem gosta de chuva, a boa notícia é que elas podem estar voltando ao Rio Grande do Norte.

A previsão do tempo diz que o jucurutuense terá uma segunda-feira, 10 com céu parcialmente nublado e com possibilidade de chuva, o que se confirmou.

Que Deus abençoe nosso solo e que de fato seja o início do fim do tempo quente e seco.

Vamos aguardar!

Confira no registro feito pelo nosso blog.


10/12/2018
Por Edilson Silva em Tempo

Umidade do ar vai trazer mais chuvas para o Rio Grande do Norte nesta semana

Os dias de intenso de calor darão uma breve aliviada nesta semana com a formação de nuvens chuvosas, baixando a temperatura e diminuindo a sensação de fritura embaixo do sol. É o que destaca Gilmar Bistrot, do setor de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). “As águas estão mais quentes, fazendo com que a umidade chegue a 85%. Nesta semana, as chuvas começam a cair em Natal”, disse Bistrot.

De acordo com o meteorologista, quando os ventos ficam mais fracos a umidade retém o calor – justamente o que está acontecendo agora. O excesso de umidade faz com que o corpo fique com a pele pegajosa e os ventos fracos fazem com que a sensação térmica aumente em cerca de três graus. “Hoje, estamos com uma temperatura média de 32 graus, embora o calor seja de 35 graus. A partir desta semana a temperatura ficará mais amena com a chegada das chuvas, que não serão fortes, mas cairão em horários distintos, refrescando os dias”, explicou.

Gimar Bistrot disse, ainda, que as temperaturas mínimas – normalmente em 25 graus – estão muito altas, fazendo com que as noites sejam mais difíceis de dormir e antes das 9h da manhã os termômetros já marquem 27 graus.

Bistrot ressaltou que essa umidade começará a ir embora, fazendo com que a velocidade do vento aumente e traga as chuvas. Contudo, ele deixou claro que a partir do dia 21 – com a chegada oficial do verão – as máximas vão subir e chegarão aos 33 graus. Serão as consequências do fenômeno El Niño – o aquecimento das águas do pacífico, com mais ênfase da costa do Peru e cuja secura desemboca na região Nordeste, ou seja, uma massa de ar quente com alta pressão. O verão também terá chuvas em janeiro, mas o sol escaldante vai predominar.


09/12/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Volume de chuva das últimas 48h é maior que média de dezembro

Foto: Blog Edilson Silva

Nesses últimos dias está sendo observada a ocorrência de chuvas de forma isoladas nas diversas regiões do Estado, resultado da atuação do sistema meteorológico transiente, típico para a época, conhecido como Vórtice Ciclônico de Ar Superior (VCAS).

Esse sistema, teve origem com a presença de uma frente fria sobre o sul da região Nordeste, forçando o ar a ter uma configuração ciclônica, o que causa instabilidades na borda esquerda do sistema, favorecendo a ocorrência de chuvas.

Com a expansão da umidade da região amazônica em direção ao Nordeste, com as águas do oceano Atlântico mais aquecidas próximo do litoral nordestino e a Zona de Convergência Intertropical mais próxima da região, as chuvas têm ocorrido em praticamente toda a região Nordeste e deverão continuar durante a próxima semana.

Para o Rio Grande do Norte, destaca-se nessas últimas 48 horas os volumes de chuva nos municípios de Pedro Avelino (60mm, no mês de dezembro inteiro a média de chuva é de 15mm), Luiz Gomes (40mm), Major Sales (24mm).

Lembrando que para o mês de dezembro as médias pluviométricas são: Região Oeste=22,0mm; Região Central=18,3mm; Região Agreste=14,7mm; região Leste=26,3mm.

De acordo com os modelos de previsão do tempo para os próximos dias as chuvas deverão continuar ocorrendo em todas as regiões do Estado, principalmente nas regiões Oeste e Central.

O boletim completo vai estar disponível no fim da manhã, no site da EMPARN (www.emparn.rn.gov.br), e só acessar Chuvas Diárias.


29/11/2018
Por Edilson Silva em Tempo

Aesa prevê chuvas nas regiões do Sertão e Alto Sertão da Paraíba

As regiões do Sertão e Alto Sertão da Paraíba podem registrar um alto volume de chuvas nas próximas horas. O alerta é da Agência Executiva de Gestão das Águas, na Paraíba (AESA-PB).

Segundo o órgão, a circulação dos ventos sobre a região Nordeste do Brasil mantendo maior concentração de nebulosidade sobre o estado da Paraíba é a responsável pelas chuvas que deverão ser registradas.

A AESA afirma ainda que a cidade que mais choveu foi Aguiar, que registrou 77 milímetros de chuva, seguida de Igaracy com 69.3 mm. Tavares registrou 50 mm e Itaporanga, também no Sertão registrou 35 mm.


27/11/2018
Por Edilson Silva em Tempo

Em um dia chove 131% mais que o esperado para novembro em Serra Talhada, no Sertão

Da segunda-feira (26) até a manhã desta terça (27) choveu 131% mais que o esperado para todo o mês de novembro em Serra Talhada, no Sertão. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), no total, em 24 horas choveu 64 mm no município, quando o esperado para 30 dias era 27,7 mm.

O calçamento de uma rua localizada nas proximidades do bairro da Cohab foi destruído e deixou a tubulação exposta. No mesmo local, a parte de um carro ficou “enterrada”, devido a quantidade de terra.

Ao G1, a Apac informou que pancadas de chuva são comuns na região durante este período, conhecido como pré-estação chuvosa. A previsão é que, nos próximos dias, mais chuvas sejam registradas tanto no Sertão como no Agreste.

Por causa dos transtornos, a Prefeitura de Serra Talhada disponibilizou os números da ouvidoria e da Defesa Civil do município para que os moradores possam entrar em contato. São os seguintes: (87) 99626-2505 e (87) 99608-3139.


27/11/2018
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Chuvas e altas temperaturas devem continuar nos próximos dias, diz Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) divulgou balanço informando que, nos últimos dias, tem ocorrido sobre o estado potiguar pancadas de chuvas decorrentes de instabilidades ocasionadas pela presença de um sistema frontal (Frente Fria), sobre o estado da Bahia.

De acordo com Emparn, esse sistema meteorológico deverá manter seu deslocamento em direção à faixa equatorial, bem como as condições de chuvas para o final de novembro e início de dezembro em todas as regiões potiguares.

Com relação às temperaturas, como o início da estação do verão está se aproximando (21 de dezembro), elas deverão apresentar valores ligeiramente acima do normal, com máximas variando entre 31 a 32ºC no início da estação para a Grande Natal.

Devido à aproximação da capital à região oceânica, com umidade do ar acima de 75%, a sensação térmica será de mais calor, e esse valor poderá chegar a 3oºC. Segundo a Emparn, ainda não é possível determinar como será o comportamento das chuvas para o período chuvoso de 2019 (fevereiro a maio), pois as variáveis atmosféricas e oceânicas ainda não determinaram seu comportamento.


25/11/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Domingo segue nublado e com pancadas de chuva em Jucurutu

Tempo muda em Jucurutu e o domingo 25, segue nublado e com pancadas de chuva.

Há possibilidade de chuva mais tarde em algumas áreas da região.

Vamos aguardar.

Tempo muda em Jucurutu.Domingo 25, segue nublado e com pancadas de chuva. Há possibilidade de chuva mais tarde em algumas áreas da região. Vamos aguardar.

Publicado por Blog do Edilson Silva em Domingo, 25 de novembro de 2018




Facebook


Twitter