08/04/2017
Por Edilson Silva em Natal, Saúde

Natal sedia III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde no mês de maio

Natal vai sediar no período de 01 a 04 de maio, no Centro de Convenções, o III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, que será realizado pela Abrasco – Associação Brasileira de Saúde Coletiva com o apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN.

Docentes, estudantes de pós-graduação e graduação, pesquisadores, profissionais dos serviços e ativistas sociais ligados à Saúde Coletiva e áreas afins estarão reunidos, debatendo o tema “Estado e Democracia: O SUS como Direito Social”. O congresso pretende ser um espaço de debate e de troca de experiências entre acadêmicos, gestores, trabalhadores e movimentos sociais da saúde, contribuindo para a divulgação de estudos e experiências bem-sucedidas no campo da gestão, da organização de serviços e da participação social.

“O tema desta edição reflete o contexto da Saúde Pública vivenciado no Brasil e em muitos países, que é o de ameaça aos direitos sociais mediante implementação de políticas restritivas à ação do Estado no campo da Proteção Social”, define Cipriano Maia, professor do Departamento de Saúde Coletiva da UFRN e presidente do Congresso.

 O dia 1º de maio será dedicado às atividades pré-congresso, como os Cursos. A Conferência de Abertura “Os sentidos da Política na conquista dos direitos sociais”. Na noite da terça-feira, 02 de maio, depois de um dia cheio de atividades com oito mesas-redondas, o primeiro grande debate com o tema “Estado e Sociedade na construção da Cidadania no Brasil”, além de apresentações de trabalhos.

 No dia 03 de maio, o Congresso apresenta outro importante debate sob o tema “Perspectivas da universalidade no acesso à Saúde: direito social ou cobertura de procedimentos e serviços?”, o Painel “(Neo)Desenvolvimentismo , crise e políticas públicas no Brasil: futuros a construir” e mais oito Mesas-redonda.


07/04/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Curso de Medicina da Uern tem nota acima da média nacional em exame

A Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FACS/UERN) recebeu a informação referente a mais um resultado de avaliação positiva.

Estudantes do curso de Medicina tiveram desempenho superior à média nacional na primeira edição da Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (ANASEM).

A avaliação foi encaminhada em 2016 e apontou que 94,5% dos estudantes obtiveram proficiência adequada, com a média de 100,4 (acima da média nacional, que é de 100,0).


01/04/2017
Por Edilson Silva em Educação, Saúde

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebe inscrições para residência médica da Escola Multicampi

A Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está recebendo inscrições para o processo seletivo dos Programas de Residência Médica da UFRN, sediados nas cidades de Caicó e Currais Novos, com ingresso previsto para este ano.

Os programas de residência médica, credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), do Ministério da Educação (MEC) ofertam 5 vagas, disponíveis para entrada no Programa de Acesso Direto para Medicina de Família e Comunidade. A seleção dos candidatos será realizada em etapa única, de caráter eliminatório e classificatório, por meio de prova objetiva.

A prova será aplicada no dia 9 de abril, às 14h, na sede da EMCM em Caicó. As inscrições estão abertas até o dia 4 de abril e devem ser realizadas, exclusivamente online, por meio do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGAA), neste link.


29/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Tetraplégico move braço com nova técnica que usa força do pensamento

Pela primeira vez, um homem que perdeu os movimentos dos braços e das pernas conseguiu movimentar o braço e a mão com a força do pensamento.

Os cientistas implantaram no cérebro de Bill dois microeletrodos menores que meio grão de feijão em uma área chamada de córtex motor primário. Eles gravam a atividade cerebral em alta resolução e depois mandam as informações para um computador.

A máquina interpreta que tipo de onda cerebral corresponde a cada parte do corpo dele e a que movimento ele quer fazer e aí manda os estímulos para o braço e para mão, porque dentro dos músculos também foram implantados eletrodos.


21/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Natal oferece 17 tipos de vacinas de forma gratuita em 69 salas de imunização

A prevenção de doenças é um dos aspectos mais importantes do setor da saúde pública, até por isso a vacinação ganha cada vez mais importância nesse cenário. Diante disso, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) oferece uma série de vacinas de forma gratuita para a população, distribuída em 69 salas de vacinas, localizadas nos cinco distritos sanitários da cidade. Vale salientar que a vacinação é ‘porta aberta’, ou seja, a população pode buscar qualquer unidade de saúde, mesmo que não seja de sua área de cobertura, para ser imunizada.

No total, são 17 tipos de vacinas oferecidas na rede municipal: BCG, Hepatite B, Pentavalente, Poliomielite inativada, Pneumococica 10, Rotavirus, Meningococica C, Tríplice Viral, Tetraviral, Hepatite A, DTP, dT, HPV, Varicela, dTpa, Febre Amarela e Poliomielite oral.

“A vacinação tem uma importância muito grande na saúde coletiva do município. Agravos com risco epidemiológico, são combatidos através dessa vacinação, o que acaba reduzindo bastante a gravidade e mortalidade pelas doenças”, afirmou Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da SMS.


20/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Projeto aumenta oferta de ultrassonografia mamária pelo SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) terá de oferecer ultrassonografia mamária para mulheres entre 40 e 49 anos ou que tenham mamas muito densas. É o que estabelece projeto da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) que será votado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) na quarta-feira (22).

O PLS 583/2015 também obriga o SUS a realizar o exame em mulheres jovens com elevado risco de câncer de mama ou que não possam ser expostas à radiação. Em qualquer caso, é necessário que o exame seja indicado por um médico.

A proposta de Lúcia Vânia modifica a Lei 11.664/2008, que trata da prevenção, detecção e tratamento, pelo SUS, do câncer de mama e do câncer do colo de útero. O texto atual da lei já garante a realização de exame mamográfico a todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade.


14/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

UFRN participa da elaboração de planos de saneamento em 86 cidades

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promoveram na manhã desta segunda-feira, 13, a primeira etapa de 2017 da série de conferências regionais do projeto de apoio entre as duas instituições, que propicia apoio técnico a 86 municípios do Rio Grande do Norte para elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB).

Pela manhã, foram três exposições: Saneamento básico e o desenvolvimento econômico e social; Metodologia e situação do andamento do projeto; e Explicação do TED e continuidade do Convênio. A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, esteve na abertura do evento, quando mostrou a disposição da instituição para contribuir para a elaboração dos planos.

“A universidade sabe da relevância do tema saneamento básico e observamos que este seminário é um momento de compartilhar responsabilidades, e a nossa não terá muitos obstáculos pois sabemos que a Universidade possui vários projetos que nos credenciam a colaborar com vocês”, afirmou a gestora, que também destacou dezembro próximo como o prazo para que municípios aprovem seus planos de saneamento.

Prestigiaram o início das atividades o deputado federal Antônio Jácome, a representante do Ministério Público, Fernanda Bezerra Guerreiro Lobo, e o superintendente estadual da Funasa, Jairo Sotero Nogueira de Souza. Essa é a primeira de uma série de três conferências que dividem o estado em três grupos de municípios e estão inseridas dentro dos trabalhos referentes ao Termo de Execução Descentralizado, firmado entre a UFRN e a Funasa no ano passado.

O segundo encontro será realizado no dia 16, às 9h, no Auditório da UFRN em Currais Novos. Já no dia 23, acontece a conferência para municípios da região Oeste, no Auditório do Campus da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) de Caraúbas, a partir das 9h.

O objetivo das conferências é sensibilizar as autoridades sobre a importância de participar ativamente da elaboração dos planos e apontar a necessidade de apoio dos gestores para o desenvolvimento das atividades até dezembro deste ano. Esse foi o prazo estipulado pelo Governo Federal para que os municípios aprovem seus planos e possam ter acesso a recursos para obras de saneamento.


13/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Cientistas temem que surto de febre amarela no Brasil se torne “novo zika vírus”

Especialistas em saúde em todo o mundo temem que um surto aleatório de febre amarela no Brasil possa afetar milhões de pessoas, assim como o vírus da zika, se não contida.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), todo o estado do Espírito Santo está sob alerta de risco de transmissão, com a possibilidade de regiões densamente povoadas, como Rio de Janeiro e São Paulo, seguirem o mesmo caminho. O surto de febre amarela em curso, por enquanto, limita-se às áreas rurais do estado, onde é espalhado por meio de duas espécies de mosquitos, uma delas é o já conhecido Aedes aegypti, responsável por surtos de dengue e zika no país.

Embora o risco de epidemia em todo o Planeta permaneça remoto, ele vem apenas um ano depois da dramática epidemia de zika que se espalhou por diversos países do mundo. Em uma avaliação de risco realizada entre 2013 e 2017, a OMS recomentou que viajantes interessados em visitar alguns estados brasileiros listados em risco recebessem vacinas. A lista, que antes excluía seis estados do Nordeste, Espírito Santo e Rio de Janeiro, foi atualizada na semana passada para incluir todo o ES e norte do RJ.

O Ministério da Saúde do Brasil afirmou que desde dezembro, quando o surto de febre amarela foi detectado pela primeira vez, foram confirmadas 127 mortes, enquanto que outras 106 permaneciam sob investigação. De um total de 1.500 casos suspeitos de febre amarela, 371 foram confirmados, enquanto que 966 ainda estão sendo analisados e os restantes já foram descartados.


11/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Funasa anuncia datas das Conferências Regionais sobre Planos Municipais de Saneamento Básico

A Superintendência Estadual da Funasa no Rio Grande do Norte (Suest/RN), em parceria com a Universidade Federal no Rio Grande do Norte (UFRN) e Ministério Público do RN (MPRN), realiza as Conferência Regionais sobre os Planos Municipais de Saneamento Básico – PMSB.

O evento tem o objetivo de renovar as informações e esclarecimentos quanto ao compromisso firmado entre os municípios, a Funasa e UFRN em prol da elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico.

A Funasa enviou convites para os gestores municipais dos 86 municípios (divididos em 10 grupos) selecionados, por meio do Termo de Execução Descentralizada (TED) nº 003/2015.Além dos gestores municipais, participam dos eventos os coordenadores dos comitês de coordenação e executivo. Natal

Local: Auditório da Reitoria – Campus Universitário,Natal/RN
Data: 13/03/2017 (Segunda-Feira), 9h
Municípios participantes:Grupos 1 a 5

Currais Novos:
Local: Auditório do Campus da UFRN
Data: 16/03/2017 (quinta-feira), 9h
Municípios participantes:Grupos 6 e 7

Caraúbas:
Local: Auditório do Campus UFERSA
Data: 23/03/2017 (quinta-feira), 9h
Municípios participantes:Grupos 8 a 10


06/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Vila Cidadã será especial para mulheres

Nesta quarta-feira (8) quando se comemora o Dia Internacional da Mulher, será realizada edição especial do Vila Cidadã especialmente para atender o público feminino. O evento será em Natal, no bairro de Felipe Camarão, dentro da agenda de eventos do Governo do Estado, em comemoração à data.

A expectativa é atender cerca de 1,5 mil mulheres nos diversos serviços oferecidos no Vila Cidadã, como emissão de carteira de identidade, de CPF, realização de testes rápidos de HIV e aferição de pressão arterial.

Esta será a 11ª edição do Vila Cidadã, que já atendeu a mais de 35 mil pessoas em Natal e municípios do interior. “Estamos dando continuidade a esse projeto que é um sucesso e desta vez será especial para comemorar o Dia da Mulher. A ideia dessa edição totalmente voltada para o público feminino nasceu durante reunião com a secretária de Mulheres, Flávia Lisboa. Vamos levar o máximo de serviços para comemorar esse importante momento”, destacou a secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Julianne Faria.

O Vila Cidadã para as mulheres será na Rua Antônio Carolino, Felipe Camarão, a partir das 9h, da próxima quarta-feira.


04/03/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Ministério da Saúde amplia público-alvo de seis vacinas

O Ministério da Saúde anunciou hoje (3) a ampliação do público-alvo para seis doses que integram o Calendário Nacional de Vacinação. A dose contra hepatite A passa a ser disponibilizada para crianças até 5 anos. Antes, a idade máxima era 2 anos.

Já a tetra viral (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela), este ano, passa a ser adminstrada de 15 meses até 4 anos. Antes, a aplicação era feita entre 15 meses e menores de 2 anos. A vacina contra o HPV será oferecida para meninos, homens que vivem com HIV entre 9 e 26 anos e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes oncológicos.

A meningocócica C passa a ser disponibilizada para adolescentes de 12 e 13 anos. A faixa etária será ampliada gradativamente até 2020, quando serão incluídos crianças e adolescentes de 9 a 13 anos.

A vacina dTpa adulto (contra difteria, tétano e coqueluche) passa a ser recomendada para as gestantes a partir da 20ª semana. As mulheres que perderam a oportunidade de se vacinar durante a gravidez devem receber a dose durante o puerpério (até 40 dias após o parto). E, por fim, a tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) terá uma segunda dose introduzida para a população de 20 a 29 anos. Anteriormente, a segunda dose era aplicada apenas em pessoas com até 19 anos.


02/03/2017
Por Edilson Silva em Paraíba, Saúde

Caso de morte por febre amarela chega à Paraíba

O personal trainer do Espírito Santo, Patrick Lethieri Schuckert, de 31 anos, que faleceu com suspeita de febre amarela na Paraíba, já chegou doente na última quinta-feira (23). Segundo a Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de João Pessoa, o exame que comprova a causa da morte será realizado em uma unidade de referência no estado do Pará e só será liberado em algumas semanas. Patrick Lethieri veio com a família passar o Carnaval na Capital.

O turista capixaba chegou ao estado no dia 23 (quinta-feira) e, no sábado (25), foi internado no Hospital da Unimed, em João Pessoa, com sintomas da doença. Com o agravamento do quadro, o paciente veio a óbito na segunda-feira (27), data em que a Vigilância Epidemiológica do município foi notificada.


17/02/2017
Por Edilson Silva em Saúde

Governo federal vai distribuir repelentes para gestantes

Um ano após a epidemia de zika e o crescimento expressivo dos casos de microcefalia em recém-nascido relacionada ao vírus, além de o temor de um novo surto das outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti – como a dengue e a febre chikungunya – , o governo federal decidiu distribuir repelentes para gestantes beneficiárias do Bolsa Família em todo o Brasil.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, a partir de março, mais de 484 mil gestantes do programa receberam os repelentes. Ao todo, serão distribuídos 15,9 milhões de frascos. Serão sete lotes, sendo que o último será distribuído em dezembro.

“Na primeira etapa, serão entregues quase 1 milhão de unidades. As prefeituras ficarão responsáveis por escolher a melhor forma de distribuição – ou no Centro de Referência de Assistência Social [Cras] ou na unidade de saúde”, diz nota divulgada pelo ministério.

Em 2015 e 2016 foram notificados 10,2 mil casos de crianças nascidas com alterações no crescimento e desenvolvimento relacionadas à infecção pelo vírus zika no Brasil, sendo 2,2 mil confirmados. Neste período, foram concedidos 1,9 mil Benefícios de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com microcefalia.


26/01/2017
Por Edilson Silva em Mossoró, Saúde

Operação Sorriso faz 900 atendimentos e 52 cirurgias no RN

Em janeiro, a Operação Sorriso foi pela segunda vez a Mossoró, a maior cidade da região Oeste do Rio Grande do Norte. Do dia 16 ao 21, a organização não-governamental fez 900 consultas dentárias gratuitas em 100 pacientes selecionados, dos quais 52 puderam fazer cirurgia para correção de lábio leporino e fenda palatina.

Os atendimentos foram feitos por voluntários vindos de diversas regiões do Brasil e de outros sete países. Pacientes de outros estados, como Paraíba e Ceará, também conseguiram se consultar. Nesta edição do programa humanitário, todos os pacientes selecionados para a cirurgias fizeram uma avaliação dentária a fim de recuperar dentes cariados.


12/01/2017
Por Edilson Silva em Caicó, Educação, Saúde

UnP lança cursos de Pós-Graduação em Enfermagem em Oncologia e Enfermagem Ginecológica em Caicó

A Universidade Potiguar, integrante da rede Laureate, continua investindo firme na qualificação e desenvolvimento da região Seridó. Em 2017, o Polo UnP passa a oferecer dois novos cursos de Pós-Graduação. As matrículas estão abertas para as especializações em Enfermagem Ginecológica e Obstétrica e Enfermagem em Oncologia.

Os dois cursos de Pós-Graduação completam a grade de ofertas voltadas ao ensino da Saúde, que já conta com graduações com aulas presenciais e Educação a Distância. Com duração de 24 meses, as aulas ocorrerão no Polo Caicó e contará com corpo docente formado por profissionais com experiência de mercado, Mestres e Doutores, e toda a infraestrutura da maior universidade privada do Norte-Nordeste.

Os candidatos interessados podem consultar todas as informações sobre os cursos em www.unp.br/pos ou pelo telefone (84) 3215-8520.


25/11/2016
Por Edilson Silva em Saúde

Casos de chikungunya devem aumentar em 2017

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse hoje (24) que o governo prevê um aumento significativo de casos de infecção pelo vírus Chikungunya no Brasil em 2017. Os casos confirmados da doença aumentaram 15 vezes de 2015 para este ano (de 8.528 para 134.910) e os suspeitas, quase dez vezes (de 26.763 para 251.051).

Barros destacou ainda que, para 2017, a expectativa da pasta é de que os casos de infecção por dengue e pelo vírus Zika se mantenham estáveis em relação ao que foi registrado em 2016. “Estamos nos preparando para um aumento de casos de chikungunya”, enfatizou o ministro.


17/11/2016
Por Edilson Silva em Saúde

Pequenas cirurgias de câncer de pele serão feitas no RN voluntariamente

cancer_pele

Casos de câncer de pele no Rio Grande do Norte serão avaliadas gratuitamente por dermatologistas associados à Sociedade Brasileira de Dermatologia no Rio Grande do Norte (SBDRN) no próximo dia 26 de novembro. Os atendimentos gratuitos serão feitos no Hospital da Liga, unidade das Quintas das 8h às 12h.

O mutirão nacional conhecido como Dia C de Combate ao Câncer de Pele terá atendimentos que incluem consultas, orientação e encaminhamento para tratamento, além de pequenas cirurgias em pacientes diagnosticados com câncer.

No Rio Grande do Norte, a equipe de saúde coordenada pela SBDRN contará com mais de 50 profissionais da área de saúde como dermatologistas, cirurgiões, enfermeiros, técnicos, estudantes e equipe de assistência social que atenderá a população de forma voluntária. Além das cirurgias, os dermatologistas farão orientação sobre fotoproteção, diagnóstico e cuidados com a pele.


09/11/2016
Por Edilson Silva em Saúde

No RN, médicos brasileiros terão 17 vagas

A primeira medida para ampliar a participação de brasileiros no Programa Mais Médicos tem início nesta semana. O Ministério da Saúde lança, nesta sexta-feira (11), edital para substituição de médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Ao todo, são 1.004 novas vagas em 462 municípios, sendo 838 ocupadas atualmente por profissionais cubanos e outras 166 relativas às reposições de desistentes.

A gradual expansão da quantidade de brasileiros foi um compromisso assumido pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, já no início de sua gestão. Maioria dos postos está em capitais e regiões metropolitanas. No estado do Rio Grande do Norte, os brasileiros terão a disposição 17 vagas, distribuídas em 13 cidades.

Nesse primeiro edital, as oportunidades estão, em sua maioria, localizadas em capitais, regiões metropolitanas e em municípios com mais de 250 mil habitantes, considerados com alto poder de atração para os médicos brasileiros. Das 1.004 vagas, cerca de 40% estão localizadas no Nordeste (404). O Sudeste é segunda região com maior oferta – 331 vagas, 33% do total. Já as regiões Centro-Oeste, Norte e Sul, ofertam respectivamente, 75, 79 e 115 oportunidades.


08/11/2016
Por Edilson Silva em Saúde

Mayaro: mais um vírus transmitido pelo Aedes aegypti que pode se espalhar

 Mosquito Aedes aegypti, transmissor de zika, dengue, chikungunya e febre amarela, é analisado em laboratório de Cali, na Colômbia

G1 – Os microrganismos também lutam pela sobrevivência de suas respectivas espécies. Procuram se adaptar das maneiras mais incríveis possíveis para não desaparecer. É o que está acontecendo atualmente com um vírus chamado Mayaro. Não é um vírus novo. Foi identificado pela primeira vez em 1954 e existe em regiões silvestres aos redores da  região Amazônica.

Nas últimas semanas, pesquisadores da Flórida o identificaram no Haiti, em um menino de 8 anos, com febre e dores abdominais. Concluiu-se, portanto, que este vírus pode estar se espalhando pelo continente.

O grande problema é que este vírus  possivelmente tenha se adaptado. Antes era transmitido apenas por mosquitos vetores silvestres e agora aparentemente pode ser transmitido por mosquitos vetores urbanos que já estão espalhados pelo mundo: Aedes aegyptiprincipalmente, e o Aedes albopictus. Se isso se confirmar, há muitas razões para nos preocuparmos, uma vez que o Aedes está fortemente presente em todo o território nacional. Este vírus provoca  uma doença semelhante à chikungunya. Chama-se Febre do Mayaro.

Quais os sintomas da Febre do Mayaro?

Os sintomas  são muito parecidos com os da dengue e/ou chiKungunya. Começa com uma febre inespecífica e cansaço, sem outros sinais aparentes. Logo após podem surgir manchas vermelhas pelo corpo, acompanhadas de dor de cabeça e dores  nas articulações. Os olhos podem também ficar doendo e em alguns casos reporta-se intolerância à luz. São sintomas muito parecidos e por isso a febre do Mayaro pode ser facilmente confundida com dengue ou com chikungunya. No entanto, no Mayaro as dores e o inchaço das articulações podem ser mais limitantes e durar meses para passar.

Como saber se é dengue, zika, Mayaro ou chikungunya?

Pelo quadro clínico pode ser difícil diferenciar. Só os exames laboratoriais específicos é que podem apontar o diagnóstico correto. No menino de 8 anos do Haiti suspeitou-se inicialmente de dengue ou chikungunya. Mas os testes vieram negativos e o de Mayaro confirmou ser positivo.

Há vacina ou tratamento específico para a febre do Mayaro?

Não. Até o momento não há nem vacina nem tratamento específico. O tratamento é dirigido ao alívio dos sintomas. A evolução em geral é bastante favorável.

Já foram confirmados casos de febre do Mayaro no Brasil?

Sim. Entre dezembro de 2014 e junho de 2015 foram confirmados 197 casos  de febre do Mayaro nas regiões Norte e Centro-Oeste, com destaque para os estados de Goiás, Pará e Tocantins. Todas estas pessoas moravam ou estiveram em área rural, silvestre ou de mata por atividades de trabalho ou lazer. O Estado de Goiás registrou 66 casos até fevereiro de 2016 e o Datasus não possui mais dados atualizados deste ano. Importante salientar que no Brasil a transmissão desta doença limitou-se a regiões de mata. Não há relatos, até o momento, de transmissão urbana.

Qual é a melhor forma de se proteger da febre do Mayaro?

Claro que as medidas que todos conhecemos para evitar a proliferação dos mosquitos são fundamentais e importantíssimas. Mas em um país continental e tropical, com chuvas e calor, essa tarefa é praticamente impossível. Por isso evitar as picadas são uma forma eficiente para garantir proteção. Isso pode ser feito com telas nas janelas, mosquiteiros nas camas,  principalmente nos berços do bebês pequenos e repelentes de mosquitos transmissores. Vale reforçar  que os repelentes indicados pela Organização Mundial de Saúde são a Icaridina, o DEET e o IR 3535.

Para lembrar: o Aedes vive só 45 dias, voa no máximo em um raio de 300 metros de onde nasceu e, para transmitir uma doença,  tem que picar primeiro uma pessoa contaminada para depois picar uma susceptível. Parece impossível “pegar” uma destas doenças, em se tratando de um mosquito de 0,5cm de comprimento e aparentemente “frágil”. Mas a realidade está aí para provar o contrário.  Podemos mata-lo com a palma de nossas mãos. Mas ele certamente também nos pode matar com uma picada imperceptível. Por isso, protejam-se!

Crédito da foto: Reuters/Jaime Saldarriaga


01/11/2016
Por Edilson Silva em Saúde

Novembro Azul: câncer de próstata mata um homem a cada 40 minutos no Brasil

novembro-azul

A edição deste ano da campanha Novembro Azul vai ampliar sua abordagem – com o mote “De novembro a novembro azul – movimento permanente pela saúde integral do homem”, a ação vai orientar sobre o câncer de próstata e também alertar os homens sobre a importância de cuidar da saúde.

Criada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, a campanha visa orientar a população masculina sobre o câncer de próstata. A doença figura como o segundo tipo de câncer mais comum entre homens, com mais de 13 mil mortes anuais – uma a cada 40 minutos. Mais de 61 mil novos casos devem ser registrados no país em 2016, segundo o Instituto Nacional do Câncer.

A proposta do instituto este ano é, com a campanha já consolidada no Brasil, passar a alertar sobre os cuidados com a saúde integral do homem, mobilizando a população masculina para que se torne protagonista de sua história e responsável por sua própria qualidade de vida, em diferentes fases da vida.




Facebook


Twitter