05/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Mais de 300 candidatos disputam o voto dos potiguares

Segundo dados do TRE, são 2.302.448 de eleitores aptos a votar no Rio Grande do Norte, sendo 500.705 somente em Natal. Cincocandidatos disputam o cargo de governadorquatro a única vaga para o Senado em 2014, 82 pessoas uma das oito cadeiras dedeputado federal e 244 candidatos para deputado estadual. A Assembleia Legislativa potiguar possui 24 cadeiras.


05/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Eleições 2014: Ministério Público Federal funciona em sistema de plantão

Durante todo o fim de semana das eleições os servidores da Procuradoria Regional Eleitoral no RN estão em regime de plantão, das 8h às 19h para atender denúncias de irregularidades nas Eleições 2014. As denúncias podem ser enviadas pela página da Procuradoria da República, no endereço www.prrn.mpf.mp.br, clicando no banner “Para o Cidadão”, ou ainda pelo telefone 3232-3900.

A Procuradoria Regional Eleitoral lembra que no dia da eleição, 5 de outubro, não é permitida qualquer atividade que busque atrapalhar, impedir ou fraudar o exercício do voto, além de fazer uso de alto-falante, fazer comícios e carreatas, realizar a distribuição de materiais de propaganda do candidato e fazer boca de urna. Todas as denúncias recebidas serão analisadas pelo procurador regional eleitoral ou pelos procuradores eleitorais auxiliares, cada um em sua área de atuação, com o encaminhamento necessário para cessar a irregularidade ou ainda punir os envolvidos.

Outros crimes eleitorais:

– Corrupção eleitoral ativa: é o ato de oferecer dinheiro ou alguma vantagem para o eleitor em troca de voto;
– Corrupção eleitoral passiva: pedir ou receber dinheiro, em troca de voto;
– Coagir uma pessoa utilizando violência e ameaças para que ela vote ou não em algum candidato ou partido, mesmo que o objetivo não seja conquistado;
– Dar aos eleitores meios de transporte e alimentação no dia anterior ou posterior à eleição. Somente a Justiça Eleitoral pode fornecer transporte aos eleitores para os locais de votação;
– Tentar votar no lugar de uma outra pessoa;
– Fraudar ou tentar violar uma urna eletrônica;
– Fazer uso de prédios e automóveis públicos para promover a campanha de determinados candidatos;
– Reter o título eleitoral de qualquer pessoa de forma indevida.


05/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Às 21 horas o RN saberá quem foi eleita senadora e se tem 2º turno

Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte divulgará o primeiro boletim de totalização dos votos às 18h desse domingo. A expectativa é que às 21h do mesmo dia o pleito já esteja com quase 100% das urnas totalizadas no Estado.

Diretor de Informática do Tribunal Regional Eleitoral, Marco Maiadestacou que a Corte estará com 90 pontos de transmissão dos votos para o TRE.

Panorama Político


05/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

TSE prevê que pelo menos 60% das urnas serão apuradas até 19h

A estimativa do Tribunal Superior Eleitoral é de que, até as 19h do próximo domingo, já estejam apuradas entre 60% e 70% das urnas eleitorais.

Este é o horário em que começam a ser divulgados os primeiros balanços da apuração presidencial, cujo resultado deve ser conhecido até 21h30. Algumas urnas de difícil acesso em regiões da Amazônia, entretanto, costumam ter seus resultados divulgados um pouco mais tarde.


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Candidatos às Eleições 2014 podem fazer propaganda até às 22h de hoje (4)

Os 22.923 candidatos aptos a concorrer aos cargos de deputado estadual ou distrital, federal, senador, governador e presidente da Republica podem fazer propaganda até as 22h deste sábado (4). A propaganda, no entanto, restringe-se à distribuição de material gráfico e à promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som divulgando jingles ou mensagens dos candidatos, assim como o uso de alto-falantes ou amplificadores de som.

Já no dia 5 de outubro, dia do pleito, não será permitido nenhum tipo de propaganda, com exceção da manifestação silenciosa do eleitor, por meio de bandeiras, broches e adesivos. A propaganda paga na imprensa escrita só pôde ser divulgada até essa sexta-feira (3). A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão encerrou-se na quinta-feira (2).


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Leve a colinha com o número dos candidatos para agilizar a votação

CEDULA ELEITORAL-LEMBRETE-ELEICOES-2010

Para facilitar o procedimento no dia da votação, a Justiça Eleitoral incentiva os eleitores a levarem o número de seus candidatos anotados em um papel, a chamada cola eleitoral. A utilização da cola no dia da eleição também tornará mais ágil a digitação dos números na urna eletrônica. No pleito, o eleitor deve votar em cinco candidatos para o preenchimento dos cargos em disputa. O votante terá de digitar 16 teclas para concluir a sua votação, número que pode ser ainda maior caso haja a necessidade de corrigir algum dígito.

Assim que entrar na cabine de votação, o primeiro candidato que o eleitor terá que escolher é o deputado estadual/distrital, identificado por cinco algarismos. O segundo voto é para deputado federal, composto de quatro dígitos, e, em seguida deve ser escolhido o candidato a senador, com três dígitos. O quarto voto é para governador e o último para presidente da República. Os candidatos a esses dois cargos são representados por dois dígitos que correspondem ao número do partido pelo qual concorrem.

Após digitar o número de cada um dos escolhidos e conferir a foto de seu candidato na tela, o eleitor terá de confirmar o seu voto. Caso digite algum número errado e a foto não corresponder ao seu escolhido, o eleitor terá de apertar a tecla corrige, digitar corretamente o número, conferir a foto e confirmar o voto. Depois de confirmar o voto em algum candidato, não existe possibilidade de voltar atrás: aquele voto já terá sido computado pela urna.


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Quem não votar nem justificar a ausência fica impedido de exercer vários direitos

O eleitor que não puder votar neste domingo (5) e não justificar sua ausência em um dos postos de justificativa, no mesmo dia do pleito, tem até 4 de dezembro para apresentar justificativa ao juiz do cartório eleitoral. Sem o comprovante de votação, ou de quitação de suas obrigações eleitorais, o eleitor fica impedido de exercer alguns direitos, tais como: inscrever-se em concurso público; ser empossado em cargo público; obter carteira de identidade ou passaporte; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial; obter empréstimos em bancos oficiais; e participar de concorrência pública ou administrativa.

Caso não votem nem justifiquem a ausência, os servidores públicos ficam sem receber seus vencimentos até regularizarem a situação junto à Justiça Eleitoral. Quem não votar em três eleições consecutivas – considerando cada turno uma eleição – e não justificar sua ausência terá sua inscrição eleitoral cancelada. Essa regra não se aplica aos eleitores para quem o voto é facultativo -analfabetos, os que têm 16 e 17 anos, e os maiores de 70 anos – e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Condutas proibidas neste domingo, que podem resultar em prisão e multa

Os eleitores devem ficar atentos neste domingo (5) a práticas que são especialmente vedadas pela Justiça Eleitoral, por causa das eleições. Os chamados crimes eleitorais podem resultar em prisão e multa. O mais conhecido deles é a prática de boca de urna. É proibida, na hora da votação, a reunião de pessoas com a finalidade de tentar convencer o eleitor a votar em determinado candidato. Por isso, os cidadãos até podem se dirigir para as seções eleitorais com botons, adesivos e camisetas de seus candidatos, mas não devem fazer isso em grupo.

Comícios, caminhadas, carreatas e distribuição de material de divulgação também estão proibidos neste domingo. Elas só poderão ser retomadas na segunda-feira (6), a partir das 17h, quando volta a ser permitido todo tipo de propaganda eleitoral para o segundo turno. Outros tipos de crimes eleitorais são a compra de votos, o transporte de eleitores, o pagamento de benefícios para os eleitores – como lanches e almoço – e a doação de brindes para os eleitores, como bonés e camisetas, entre outros. O eleitor também é proibido de tirar fotos dentro da cabine de votação, onde deverá entrar sozinho, a não ser que comprove a necessidade de acompanhante.

As autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem for encontrado em flagrante delito pela prática de infração eleitoral, salvo quando se tratar de crime de menor potencial ofensivo, comunicando imediatamente o fato ao juiz eleitoral, ao Ministério Público Eleitoral e à família do preso ou à pessoa por ele indicada. A partir daí, caberá ao juiz eleitoral decidir se irá relaxar a prisão por considerá-la ilegal, conceder liberdade provisória com ou sem fiança, ou ainda converter a prisão em flagrante para preventiva, se considerar que há riscos relacionados à soltura do preso.


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Jucurutu

Ministério Público de Jucurutu/RN orienta eleitores

eleicoes2014

A Juíza da 27ª Zona Eleitoral recomenda aos eleitores de Jucurutu/RN, no dia da votação:

Trazer o título eleitoral e documento oficial com foto,
Votar preferencialmente no turno da manhã e retornar para suas residências,
Observar o horário do último trajeto de eleitores para cada localidade.

Por Edilson Silva – Contatos (84) 9629 7591 – e – mail – edilson104@hotmail.com


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Jucurutu

Juíza Eleitoral de Jucurutu/RN e Promotoria faz recomendações aos eleitores

fausto-frança-e-marina-melo-10-941

A Drª. Marina Melo Martins de Almeida, Juíza da 27ª Zona Eleitoral e o Dr. Fausto França, Promotor local comunica aos eleitores de Jucurutu/RN que no dia da votação:

  1. Será proibida a distribuição de panfletos de candidatos e santinhos,
  2. Será proibida a aglomeração de pessoas/boca de urnas,
  3. Será proibida a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos no período compreendido entre 6:00h e 18:00h do dia 05/10/2014.
  4. Nos veículos particulares o motorista poderá trazer apenas os familiares, não podendo trazer amigos nem vizinhos,
  5. Caso o eleitor não possua veículo próprio, este só poderá utilizar os veículos cadastrados para cada rota.

Por Edilson Silva – Contatos (84) 9629 7591 – e – mail – edilson104@hotmail.com


04/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Lei Seca será das 6h às 18h durante dia das eleições

Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) definiu os horários em que será proibida a venda de bebidas alcoólicas no próximo domingo, dia 5, data do primeiro turno das eleições. Uma portaria publicada na edição de quinta-feira, dia 2, no Diário Oficial do Estado (DOE) estabeleceu que a chamada Lei Seca estará em vigor entre as 6h e 18h do dia do pleito.

Na portaria, a Sesed explica que a Lei Seca considera “a necessidade de adoção de medidas preventivas de conduta pessoal e de administração policial” para que as eleições ocorram com tranquilidade. A medida vale para locais públicos, bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos afins.

A secretaria determina ainda que as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) funcionem em regime de plantão. Os comandos e direções das corporações e órgãos deverão informar a Sesed sobre as ocorrências verificadas no estado e monitorar os locais que precisam de reforço no policiamento.

Durante as eleições, a Sesed reforça que o policiamento ostensivo deve ser intensificado nos locais de maior fluxo de eleitores, visando combater “o tráfico de entorpecentes, desarmamento geral, os crimes eleitorais e outras providências operacionais que venham inibir e controlar a criminalidade”, diz a portaria.


03/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Jucurutu

Comunicado da Justiça Eleitoral de Jucurutu/RN

img

A Justiça Eleitoral de Jucurutu/RN através da Juíza Eleitoral da 27.ª ZonaDrª. Marina Melo Martins de Almeida comunica aos eleitores que estão requisitados e a serviço do Poder Judiciário 30 (trinta) veículos fazendo as diversas rotas necessárias para atender ao eleitor que precise se deslocar da zona rural para a sede do Município e que não tenha veículo próprio para tanto.

Clique no link em azul para ver a íntegra da portaria, com rotas e horários de saída e retorno dos veículos. Portaria n 007 02.10.2014

Lembra que constitui crime eleitoral punido com até 06 (seis) anos de reclusão fazer transporte de eleitores em veículo não autorizado, na forma da Lei 6.091/74.

Por Edilson Silva – Contatos (84) 9629 7591 – e – mail – edilson104@hotmail.com


02/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Religião, RN

Bispos publicam nota por ocasião das Eleições 2014

O arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, juntamente com os bispos das Dioceses de Mossoró e Caicó, Dom Mariano Manzana e Dom Antônio Carlos Cruz, respectivamente, redigiram uma nota, por ocasião das Eleições Gerais 2014.

Confira o texto na íntegra:

Caríssimos irmãos e irmãs em Cristo,

Querido Povo de Deus,

Já se aproxima o dia 05 de outubro, quando somos convocados a escolher dentre os candidatos, pelo voto livre e soberano, o presidente da República, o Governador do Estado, um senador e deputados estaduais e federais, sobre os quais confiaremos os destinos do Brasil e do Estado pelos próximos quatro anos. Trata-se de um grave desafio que exige responsabilidade de cada eleitor. Neste instante, nos dirigimos aos cristãos, em especial, os católicos dos quais nos identificamos como irmãos e pastores.

Todos são chamados a assumir o seu lugar próprio no enfrentamento deste desafio cidadão. Assumi-lo com decisão, buscando amparo e luzes nos valores do Evangelho. À Luz desses valores temos a chance de fazer uma leitura mais adequada da realidade complexa na qual estamos inseridos.

Temos convicção de que atentos e fiéis aos valores que emanam do Evangelho, cada eleitor poderá agir e decidir, fazendo escolhas capazes de gerar novos rumos no mundo da política brasileira. Há um momento primeiro que não pode ficar fora da pauta do cidadão que se orienta pela indissociável relação entre fé e vida.

Trata-se de uma discussão ética, ampla e fundamentada, a respeito de candidaturas, programas de governo e representatividade. A sociedade espera de cada um de nós o testemunho da fé, que se traduz na vivência do cotidiano, que tem muito a contribuir para a transformação da vida, com incidências próprias no âmbito político e partidário.

Os partidos políticos, assim como as organizações da sociedade civil são indispensáveis à democracia. São as artérias pelas quais a cidadania constrói, oxigena e aperfeiçoa a democracia. Criminalizar os partidos políticos e as organizações da sociedade civil porque seus membros falham, é criminalizar o exercício da cidadania e, por consequência, mutilar a própria democracia. Deve-se punir, sim, aqueles indivíduos que se utilizando das instituições cometem crimes contra a democracia e as conquistas políticas, sociais, econômicas, dentre outras, da cidadania.

Então, ao fazer nossas escolhas, é preciso compreender que, ao fazê-las sem critérios, estaremos gerando um grande prejuízo que incide sobre décadas da história futura e, de modo ainda mais perverso, no presente, sobre a vida dos mais pobres.

Cada um é convidado a compreender a política, conforme ensina o Papa Francisco, como uma das formas mais altas da caridade, porque busca o bem comum. Essa é mais uma oportunidade de aperfeiçoar a democracia a partir de reflexões, reuniões, voto consciente contra a corrupção e a favor da honestidade.

Todo cidadão tem direito a ser governado e representado por agentes políticos probos, íntegros e honrados. Este é o momento certo que o processo democrático nos oferece para garantir à sociedade o seu direito de exercer democraticamente o poder político, melhorando a representação. Agora é hora privilegiada de cada cidadão contribuir para qualificar a gestão pública e o serviço à política. Não é tarefa fácil fazer a melhor escolha.

Por isso, torna-se indispensável analisar programas e propostas das coligações partidárias e ponderar elementos, especialmente aqueles de inegociável sensibilidade social, num momento em que o pobre e o excluído precisam ter prioridade de tratamento e destinações. Não se pode dispensar o compromisso dos que têm competência para gerar e garantir dinâmicas de crescimento econômico e a consequente inclusão social, alargando as conquistas sociais nas áreas da saúde, educação, assistência social, da agricultura familiar e convivência com o semiárido.

Por tais razões, já não é possível se deixar levar por apelos emotivos e falsas promessas dos candidatos que preferem enganar o eleitor a se comprometer com os graves problemas que a maioria dos brasileiros, no momento,  se encontra submergida. Basta lembrar como anda a saúde, a educação, a segurança pública e a situação hídrica que lhe aflige no município em que cada um reside.

Lembremo-nos que o ato de votar não encerra a nossa participação cidadã, mas requer ainda mais uma participação de todos na construção de um modelo de Estado republicano, fundado sob a cidadania, centrado na pessoa e na dignidade humana,onde a tônica principal do desenvolvimento não seja apenas o mercado e o lucro, mas, acima de tudo, a comunidade dos cidadãos, alicerçada na defesa e promoção da justiça, da fraternidade, da igualdade de direitos, da solidariedade, e cuja prática política esteja plasmada nos valores ética e da promoção e defesa da vida de cada pessoa, especialmente dos mais pobres e indefesos, as crianças e idosos.

Por fim, rogamos ao Senhor Deus que derrame sobre cada eleitor brasileiro e potiguar, o Dom do Espírito Santo: da sabedoria e da inteligência, do discernimento e da caridade, a fim de que possamos fazer nossas escolhas amparadas nos princípios do Bem Comum, da supremacia do interesse público, da justiça social e da paz entre os povos. Com especial bênção apostólica.

Dom Jaime Vieira Rocha

Arcebispo de Natal

Dom Mariano Manzana

Bispo de Mossoró

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC

Bispo de Caicó


02/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Não tente fazer selfie na urna: você pode ser preso

20735_1

Levar tablets, celulares, câmeras fotográficas ou qualquer equipamento que possa comprometer o sigilo do voto à cabine é crime. A pena pode chegar a dois anos de cadeia. Mesários foram treinados para tratar da situação.

Desde que os smartphones passaram a fazer parte da rotina da maioria dos brasileiros, as selfies viraram febre nas redes sociais. Seja em operação da Polícia Civil para resgatar refém de terrorista, seja na festa do Oscar ou em enterro de candidato à Presidência da República, elas ganham cada vez mais espaço. No próximo domingo, não é de se estranhar que muitas pessoas tenham a ideia de clicar o momento do voto, com uma fotografia da urna. Os exibicionistas, porém, devem ficar atentos: a prática é proibida e pode dar cadeia.

O artigo 312 da Lei nº 9.504/97 veda expressamente o uso de tablets, celulares, câmeras fotográficas ou de qualquer equipamento que possa comprometer o sigilo do voto. Os aparelhos devem ser entregues aos mesários antes de o eleitor se dirigir à cabine. Coordenador de Organização e Fiscalização da Propaganda Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do DF, Carlos Alberto Martins reforça a importância de o brasiliense seguir a norma. “A Justiça Eleitoral está muito atenta nesse sentido. As pessoas precisam entender que a hora de votar não é momento para fazer selfie.”

Tamanha preocupação se justifica. O voto é secreto e qualquer violação desse sigilo pode colocar em xeque a transparência do processo eleitoral. Caso a pessoa descumpra a determinação de entregar os equipamentos eletrônicos e faça imagens da urna, estará cometendo crime. Além de responder a processo, quem infringir a lei pode ficar preso por até dois anos.


02/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Política

Arcebispo de Natal proíbe manifestações políticas durante festa dos mártires

Dom-Jaime-Vieira-Rocha-WR-8

O arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, proibiu aos padres, diáconos e demais leigos engajados no trabalho pastoral manifestações políticas durante a festa em memórias dos mártires de Cunhaú e Uruaçu.

A medida atende recomendação da promotora eleitoral Rosane Cristina Pessoas Morena, implicando a “imposição de medidas extrajudiciais e judiciais graves para a Arquidiocese” caso haja o descumprimento do que foi acordado.


02/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

Eleitor poderá acompanhar apuração de votos por tablets e smartphones

urna-TN-250x166

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou uma novidade para as eleições deste ano. Trata-se do aplicativo Apuração 2014. Com ele, o eleitor poderá acompanhar a apuração dos votos de todo o país utilizando dispositivo móvel (tablets e smartphones). O aplicativo permite a visualização dos votos computados para cada candidato e indica os eleitos e os que foram ao segundo turno.

O Apuração 2014 também permite que o usuário selecione um candidato específico e acompanhe seu desempenho nas urnas. Além disso, é possível acompanhar a apuração dos votos em todo o país, ou por estado, com resultados atualizados automaticamente. Todos os cargos – presidente da República, governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital – são consultáveis. O aplicativo é gratuito e está disponível nas lojas virtuais Google Play e iOS App Store, para sistemas operacionais Android e IOS, respectivamente.

O Apuração 2014 aparece como mais uma opção de acompanhamento da apuração. O TSE já havia disponibilizado em eleições anteriores os sistemas Divulga e DivulgaWeb. O Divulga apresenta um grande leque de informações sobre a apuração, onde é possível, dentre outros recursos, selecionar quantos votos determinado candidato à Presidência da República está obtendo em um estado específico, bem como consultar apenas os votos realizados em trânsito e no exterior. O Divulga requer download do programa em um desktop (computador de mesa). O download pode ser feito no site do TSE.


02/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

TRE do RN recomenda que eleitor leve ‘cola’ com número dos candidatos

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) recomenda que os eleitores levem uma “cola” com o número dos candidatos para a votação neste domingo (5). De acordo com a diretora geral do TRE/RN, Ana Esmera, só não é permitido o uso de panfletos conhecidos como “santinhos” no dia da votação.

As eleições 2014 acontecem no dia 5 de outubro. Os eleitores vão escolher governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputados federais, estaduais e distrital. “São muitos números para o eleitor decorar por isso é importante que ele leve a cola. Isso ajuda, inclusive, a agilizar a votação”, afirmou a diretora do TRE/RN.


01/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições

TRE espera concluir apuração até às 21h do domingo

TRE-BA-urna-eleicoes-2012-250x127

O diretor de Informática do Tribunal Regional Eleitoral, Marco Maia, confirmou hoje que a expectativa é às 21h deste domingo estar próximo aos 100% da totalização dos votos. Ele ressaltou ainda que a totalização será iniciada apenas quando a votação for concluída em todas as seções do Rio Grande do Norte.

“Como esta será a primeira eleição onde teremos 50% dos eleitores votando com a biometria pode ser que tenhamos atraso na finalização da votação, com fila nas seções”, explicou o juiz do TRE.

Panorama Político


01/10/2014
Por Edilson Silva em Eleições, Jucurutu, Política

Na reta final da campanha, Nelter visitou num dia só onze comunidades rurais de Jucurutu

nelter-reta-final

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB), candidato à reeleição, fechou o mês de setembro visitando nesta terça-feira, 30, a zona rural de Jucurutu, sua terra natal. Nelter foi em 11 comunidades rurais: Saco Grande, Espinheiros, Soledade, Pedra Branca, Cacimbas, Mineiro, Adequê, Camilos, Santa Rita, Bernardos e Boi Selado.

Em todos os lugares que foi levou a certeza que é um parlamentar atuante e que atende às necessidades da população não só em época de eleição: “estou presente durante todo o meu mandato e vocês sabem que podem contar comigo”, afirmou. Nelter estava acompanhado do prefeito de Jucurutu George Queiroz; da vice-prefeita Paula Lopes; da presidente da Câmara Paula Torres; do ex-prefeito Saint-Clair Torres; do ex-vereador Juarez Garcia; dos vereadores Faguinho Brito, Alan Amaral, Nego do Detran, Junior de Dequinha, Pedro Figueiredo, Rubinho Batista, Gilson Brito, Juninho Queiroz e Edivan Fernandes, além de outras lideranças da região.


30/09/2014
Por Edilson Silva em Eleições

TRE prepara urnas eletrônicas para eleição do próximo domingo

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE) já está nos últimos preparativos para a realização do pleito do próximo, dia 5 de outubro. Em Mossoró, a votação acontecerá em 74 locais e 521 seções eleitorais.

Ao todo, são 160.057 eleitores na cidade. A 33ª Zona Eleitoral contempla 85.559 eleitores em 34 locais e a 34ª ZE atende 74.498 votantes em 40 locais.




Facebook


Twitter