10/12/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Salário mínimo de 2015 será arredondado para 790 reais

O relator do Orçamento de 2015, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta quarta-feira, 10, que o valor do salário mínimo previsto para vigorar no ano que vem será arredondado para R$ 790. O estabelecido na proposta orçamentária encaminhada pelo Executivo era de R$ 788,06. Esse incremento, disse Jucá, terá impacto de cerca de R$ 1,2 bilhão.

O mínimo é calculado a partir de uma forma que leva em conta a inflação do ano anterior e o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. “Se houver alguma mudança na questão da inflação ou do crescimento, o salário mínimo é o resultado dessa equação. Se houver um número surpresa, o salário (mínimo) poderá ser ajustado até o fim da votação (do Orçamento)“, concluiu.


08/11/2014
Por Edilson Silva em Economia

Inflação oficial cai e fica em 0,42% em outubro

e030a0k8m7c95bb1b2109sojn

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, ficou em 0,42% em outubro deste ano. IPCA de outubro é inferior aos de setembro deste ano e de outubro do ano passado, que haviam sido 0,57% nos dois períodos.

Taxa de juros: IGP-10 tem inflação de 0,31% em setembro

A taxa é inferior às de setembro deste ano e de outubro do ano passado, que haviam sido 0,57% em ambos os períodos.

O IPCA acumula taxa de 5,05% no ano. No acumulado de 12 meses, a inflação é 6,59%, acima do teto da meta de inflação do governo federal, que é 6,5%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


28/08/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Proposta orçamentária prevê salário mínimo de R$ 788,06 para 2015

A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015. Um reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito hoje (28) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.

A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas. Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.


28/08/2014
Por Edilson Silva em Economia, RN

Governo efetua pagamento de 91% dos servidores estaduais nesta sexta-feira

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) divulgaram o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de agosto, que será da seguinte forma:

Nesta sexta-feira (29), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Ainda ao meio dia da sexta-feira, recebem os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de setembro, quarta-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores no total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado. Os outros 9% (9.377 servidores) receberão no dia 10 de setembro.


24/08/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Previdência inicia nesta segunda pagamento do 13º salário

A Previdência Social inicia nesta segunda-feira (25) o pagamento da primeira parcela do 13º salário. Na mesma data tem inicio o depósito dos benefícios da folha de agosto para os segurados que recebem até um salário mínimo e têm cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito. Para quem recebe acima do mínimo, o pagamento começa a ser depositado no dia 1º de setembro. O calendário de pagamento de agosto segue até o dia 5 de setembro.

Na folha de agosto, a Previdência vai transferir para economia dos municípios mais de R$ 13,9 bilhões referentes apenas ao pagamento da primeira parcela da gratificação natalina, conhecida como 13º salário. Ao todo mais de 27 milhões de benefícios terão direito ao abono em todo o Brasil. Além disso, a folha de agosto vai pagar mais de 31 milhões de benefícios o que corresponde a cerca de R$ 29 bilhões. Essa diferença entre a quantidade de benefícios da folha e o número de benefícios do abono ocorre porque nem todos os segurados têm direito a receber 13º salário. O valor total da folha, considerando o pagamento da gratificação natalina ultrapassa R$ 43 bilhões.

Não haverá desconto de Imposto de Renda (IR) nesta primeira parcela. De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º salário só é cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina, informou o Ministério da Previdência Social. O extrato mensal de pagamento de benefícios estará disponível para consultas na página do ministério na internet a partir do dia 25 de agosto e também nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores.


08/08/2014
Por Edilson Silva em Economia

Empréstimo consignado terá liberação instantânea

Os empréstimos consignados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) serão liberados de forma instantânea pelos bancos a partir de junho do próximo ano. Hoje, aposentados e pensionistas levam de três a oito dias para ter o dinheiro em mãos.

Como parte do processo, em dezembro deste ano, os 26 milhões de segurados do INSS poderão conferir, nos terminais de autoatendimento dos bancos onde recebem os benefícios, o histórico de empréstimos realizados e o índice de comprometimento do benefício com o financiamento, a chamada margem consignável – o segurado não pode vincular mais de 30% da renda com o crédito consignado.


05/08/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Bolso vazio: conta de luz vai subir ao menos 14%

O bolso do consumidor ficará aina mais “vazio” – um documento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) indica que os R$ 17,7 bilhões de empréstimos as distribuidoras trarão impacto de 14% na conta de luz.

A informação na Folha de São Paulo é que a cada R$ 1 bilhão devido pelo setor, as tarifas de energia crescem 0,8%. Como os empréstimos totalizam R$ 17,7 bilhões, o impacto na tarifa será de exatos 14,16%.


01/08/2014
Por Edilson Silva em Economia

INSS inicia depósito acima do mínimo a partir desta sexta

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que possuem cartão com final 1 e 6, desconsiderando o dígito, receberão os depósitos de julho a partir desta sexta-feira (1). Os valores serão concedidos para quem recebe acima do salário mínimo mínimo. Além dos casos citados, quem recebe até um salário mínimo e conta com cartão final 6 também podem sacar o benefício na data.

A folha de julho vai pagar mais de 31 milhões de benefícios em todo o País, transferindo mais de R$ 29 bilhões para economias dos municípios brasileiros.


16/07/2014
Por Edilson Silva em Economia, RN

Governo do RN inicia pagamento do 13º salário amanhã

Boa notícia para os servidores estaduais. O Governo do Estado anunciou ontem (15) que deposita hoje (16) a primeira parcela (equivalente a 20%) do 13º salário de 2014.

O volume de recursos injetado na economia será de R$ 55 milhões. A 2ª parcela (equivalente a outros 20% do total) será depositada no dia 18 de agosto e a 3ª (60% restantes) no dia 20 de dezembro.

A informação foi divulgada em nota da Assessoria de Comunicação Social do Governo do Rio Grande do Norte. Desde setembro do ano passado, o governo vem apresentando dificuldades para pagar parte da folha dos servidores em dia. O atraso se verifica também na primeira parcela do 13º salário.

No minuto


15/07/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Abono do PIS/Pasep começa a ser pago nesta terça – feira (15) de Julho/2014

O abono salarial do PIS/Pasep, no valor de um salário mínimo (R$ 724,00), começa a ser pago nesta terça-feira (15). De acordo com as novas regras, o benefício será pago de acordo com o mês de nascimento do trabalhador.

Têm direito ao abono salarial todos os trabalhadores que ganharam, em média, até dois salários mínimos por mês em 2013. Para receber é preciso preencher os seguintes requisitos: ter cadastro no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, ter trabalhado com carteira assinado ou em cargo público por pelo menos 30 dias no ano passado para empresas ou instituições que contribuem com o PIS/Pasep.

Todos os pagamentos serão feitos até o dia 31 de outubro. O governo estima que pelo menos 23 milhões de brasileiros irão retirar o benefício até o prazo final, marcado para o dia 30 de junho de 2015. Devem ser pagos cerca de R$ 17 bilhões em abonos. O pagamento para os inscritos no PIS é feito em agências da Caixa. O valor também poderá ser retirado em lotérias, caixas de autoatendimento e postos do Caixa Aqui para quem tem o Cartão Cidadão com senha cadastrada.


11/07/2014
Por Edilson Silva em Economia

Gasolina no RN já é mais cara do que previsão após reajuste do Governo Federal

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) divulgou nova tabela de preços de referência dos combustíveis, prevendo reajustes nos valores para o consumidor final a partir da quarta-feira (16). De acordo com o documento do órgão, após a aplicação dos reajustes, o preço de referência da gasolina tipo “C” no Rio Grande do Norte passará a ser de R$ 3,0310, por litro, entretanto o valor médio praticado atualmente no estado já é superior. A média divulgada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é de R$ 3,0355, por cada litro do combustível.


06/06/2014
Por Edilson Silva em Economia

Governo espera aumento de turistas em até 10% após Copa

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, participou do programa Bom Dia, Ministro, nesta sexta-feira (6), em que falou sobre os gastos que os turistas devem deixar na economia da pasta, um total de R$ 6,7 bilhões ao longo dos jogos, segundo expectativa do ministério. Lages falou ainda sobre a expectativa de aumento de turistas no País após o fim do Mundial. O Brasil recebe seis milhões de turistas por ano atualmente.

Segundo ele, é nesse ponto que os países que sediam um megaevento como a Copa ganham. “Após a Copa de 2010, a África do Sul teve um aumento de 6% de turistas nos anos seguintes. Com os Jogos Olímpicos de Londres, o turismo aumentou 10% na região. No Brasil, é possível que tenhamos um aumento de turistas entre 5% e 10% após a Copa do Mundo, o que significa de 300 mil a 500 mil turistas a mais nos anos posteriores”, ressaltou o ministro.


04/06/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Brasileiros estão insatisfeitos com política econômica, diz pesquisa

pesquisa-economia

O pessimismo avançou consideravelmente entre os brasileiros no último ano, marcado por protestos generalizados, inflação em alta e baixo crescimento, deixando um legado de frustração sem precedentes nos anos recentes. Como resultado, contaminou negativamente a avaliação da população sobre os rumos do país, as condições da economia, o governo da presidente Dilma Rousseff e a realização da Copa do Mundo, revela levantamento feito, entre os dias 10 e 30 de abril, pelo Pew Research Center, um dos mais importantes institutos de pesquisa dos EUA. Segundo a sondagem, 72% dos brasileiros se dizem insatisfeitos com a situação do país e 85% apontam a escalada dos preços como preocupação central.


12/05/2014
Por Edilson Silva em Economia, RN

Copa do Mundo consome R$ 1,8 bilhão no Rio Grande do Norte

A Tribuna do Norte destaca que R$ 1,84 bilhão é o volume de investimentos feitos em Natal para a Copa do Mundo de 2014. A cifra é pouco mais da metade do que era previsto no início do planejamento para o Mundial, R$ 3 bilhões, e inclui os recursos do Governo Federal, Governo do Estado e Prefeitura Municipal aplicados em obras das mais diversas áreas de atuação que já foram executadas ou que estão sendo executadas até agora.

A um mês do evento, a cidade ainda continua um canteiro de obras e corre contra o tempo para entregar as mais importantes. Os principais setores da economia também estão intensificando o preparo para o Mundial. Mas a torcida é para que Natal faça muitos “gols” durante o evento e termine com um saldo positivo. O valor investido na esteira da Copa faz parte de um balanço feito pela Prefeitura do Natal, concluído na última sexta-feira (9), e cedido à Tribuna do Norte, a pedido da reportagem. Os números devem ser apresentados nos próximos dias ao Governo Federal.


19/04/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Entrega da declaração do IR passa para a reta final

Quem ainda não entregou a declaração do imposto de renda 2014, ano-base 2013, deve acelerar o passo para cumprir o prazo com tranquilidade e segurança. O envio pode ser feito até 30 de abril, às 23h59m59. Parece muito tempo, mas deixar a entrega para a última hora pode redundar em sérios transtornos aos quase 20 milhões de brasileiros que ainda não declararam o IR.

Especialistas lembram que nos últimos dias o site da Receita Federal fica sobrecarregado pelo grande número de pessoas que acessam o sistema, para fazer o download dos programas necessários, ou encaminhar a declaração. Apenas esse entrave já pode levar à entrega com atraso. Além disso, podem surgir imprevistos que tomem algum tempo, como uma dúvida ou a falta de um documento, e não haverá tempo hábil para pedir segunda via ou localizar informações complementares.


15/04/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Governo estima salário mínimo de R$ 779 para 2015

Com estimativa de crescimento da economia de 3% e inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5% para 2015, o governo encaminhou nesta terça-feira (15) ao Congresso Nacional, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015 (LDO-2015). Pelo projeto, o salário mínimo será reajustado em 7,71% e vai ficar em R$ 779,79 em 2015.

O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será de R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimento dos R$ 28,7 bilhões destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a meta do superávit primário fica em R$ 114,7 bilhões (ou 2% do PIB).


04/04/2014
Por Edilson Silva em Brasil, Economia

Brasil segue com o pior retorno do imposto pago em prol do bem estar

governorouba

Entre os 30 países com a maior carga tributária (arrecadação em relação ao PIB), o Brasil continua sendo o que proporciona o pior retorno dos valores arrecadados com impostos em prol do bem estar da sociedade, aponta estudo divulgado nesta quarta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

A lista foi feita com base na carga tributária de 2012, quando a arrecadação brasileira foi de R$ R$ 1,597 trilhão, 36,27% do Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 4,4 trilhões, diz o estudo. De acordo com a pesquisa, os Estados Unidos, Austrália, Coréia do Sul e Irlanda são os países que melhor fazem aplicação dos tributos arrecadados, em termos de melhoria da qualidade de vida de seus cidadãos.

A Bélgica é um destaque e subiu do 25º para o 8º lugar em relação ao ano anterior, diz o IBPT. O Brasil fica atrás de países da América do Sul, como Uruguai (13º) e Argentina (24º).


Página 8 de 8« Primeira...45678


Facebook


Twitter