A tradicional classe política está sentindo na pele, ou melhor, pelos ouvidos, a mudança que começa a ter início no povo brasileiro.

A tradicional classe política brasileira está sentindo na pele, ou melhor, pelos ouvidos, a mudança que começa a ter início no povo brasileiro. Recentemente, os tradicionais caciques, políticos que frequentam as grandes festas populares, estão sendo recebidos com uma sonora vaia.

Rogério Marinho (PSDB) esteve em Caicó, na feirinha de Sant’Ana, recebido por vaias e gritos de fora golpista.

Na última sexta-feira (4), em Martins, o senador José Agripino, mesmo estando sob a proteção da prefeita Olga, não escapou e foi vaiado por diversas vezes.

No dia de ontem (5), na cidade de Patos, o senador Cássio Cunha Lima teve de cancelar uma entrevista coletiva que seria concedida por ele por causa de protestos e vaias a sua pessoa.

Assim como José Agripino, Cássio andava sob a sombra do prefeito local Dinaldinho, o que não evitou as sonoras e volumosas vaias.

Compartilhe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*