22/03/2020
Por Edilson Silva em Mundo, Religião

Croácia atingida por um terremoto neste domingo

Um violento terremoto de magnitude 5,4 abalou a cidade de Zagreb na manhã deste domingo. Informações falam de feridos, incluindo um rapaz em estado grave, e danos consideráveis. Francisco no Angelus não se esquece de manifestar a sua proximidade para com a população que já bloqueada pelo coronavírus.

Cecilia Sepia, Silvonei José – Cidade do Vaticano

Eu exprimo a minha proximidade à população da Croácia atingida por um terremoto nesta manhã. Que o Senhor lhes dê a força e a solidariedade para enfrentar esta calamidade”.

Após a recitação da oração mariana do Angelus da Biblioteca do Palácio Apostólico, o Papa dirigiu o seu pensamento ao povo croata que ainda está nas ruas por causa do terremoto que atingiu a capital Zagreb ao amanhecer.

Feridos e Danos

Dois tremores, um de magnitude 5,4 e outro de 4,6, um às 5,24 horas locais, o outro meia hora depois, também sentidos na Itália, causaram grandes danos à cidade e alguns ferimentos, incluindo, um jovem de 15 anos em estado grave: em um primeiro momento dado como morto, sob os escombros de um edifício no centro. As imagens que circulam na mídia mostram edifícios seriamente danificados, carros destruídos por detritos e ruas cobertas de escombros. O jornal Vecernji também relata danos no hospital da Rebro.

Para além do terramoto, a epidemia

No país a situação é muito difícil, pois desde a noite deste sábado está em vigor o bloqueio destinado a limitar a propagação do coronavírus e há uma parada total dos trens e dos transportes públicos. O presidente da República, Zoran Milanovic, foi colocado em segurança. O Ministério do Interior apelou a todos para permanecerem nas ruas, mas mantendo uma distância segura. “Estamos enfrentando duas crises graves, o terremoto e a epidemia”, disse o ministro do Interior, Davor Bozinovic: nas últimas horas se contam mais 29 casos de coronavírus no país, com o total subindo para 235.

Nenhum dano à central nuclear

Não há nenhum problema na central nuclear Krsko em território esloveno e a cerca de 60 km de Zagreb, que continua a funcionar de modo seguro e fiável sem quaisquer problemas. A direcção da estrutura continua as inspeções preventivas dos sistemas e equipamentos, mas por enquanto não há necessidade de fechar a central.

Vatican News



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter