23/03/2020
Por Edilson Silva em Paraíba

Boqueirão chega perto de 60% e poderá sangrar este ano

O açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, Cariri do estado, registrou 57,94% de volume nesta segunda-feira (23), o que equivale a 270,32 milhões de metros cúbicos de água (m³). O reservatório é responsável pelo abastecimento de Campina Grande e cidades próximas.

Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), o reservatório recebeu grandes recargas de água após as chuvas dos últimos dias que chegaram até os mananciais localizados no Cariri paraibano e seguiram para o açude de Boqueirão.

A expectativa da população paraibana é de que o açude de Boqueirão chegue à capacidade total ainda em 2020, depois de nove anos. Segundo a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, as chuvas estão dentro do período esperado, de fevereiro a maio. “O importante é acompanhar a previsão do tempo, essa previsão vai indicar onde as chuvas caíram. Caindo na bacia de contribuidores o açude terá mais recarga de águas”, disse a meteorologista.

Em 2017, o açude atingiu 2% da sua capacidade total, situação que fez Campina Grande e outras 18 cidades entrarem em uma crise hídrica histórica e adotarem medidas rigorosas de racionamento. Com esse cenário, o açude começou a receber as águas da transposição do Rio São Francisco.

Previsão

De acordo com a previsão da Aesa, as condições de tempo continuam favoráveis à ocorrência de chuvas sobre o estado da Paraíba, principalmente na região compreendida entre o Cariri/Curimataú e Alto Sertão e adjacências. As pancadas de chuva são mais propícias de ocorrerem entre os períodos da tarde e noite.

O outono de 2020 começou no dia 20 de março e irá se estender até o dia 20 de junho. De forma geral, a principal característica da estação é a grande redução da frequência e do volume de chuva na maior parte do país. Porém, para muitas áreas do Nordeste, outono é sinônimo de aumento da chuva.

Na costa leste do Nordeste podem ocorrer os Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL), que trazem chuva forte e volumosa para a faixa leste, especialmente entre o Rio Grande do Norte e a região de Salvador.

Portal Correio



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter