01/12/2019
Por Edilson Silva em Economia

Empréstimo do Bolsa Família concede até R$ 15 mil para microempreendedores de baixa renda

O Bolsa Família possui uma modalidade de microcrédito chamado Progredir. O serviço concede empréstimos de até 15 mil reais para microempreendedores de baixa renda inscritos no Cadastro Único e beneficiários do programa.

O objetivo do benefício é garantir crédito a cidadãos que vivem em situação de vulnerabilidade. A justificativa é que por meio dos bancos e instituições essas pessoas dificilmente teriam acesso aos empréstimos, pois não possuem garantia de pagamento.

O serviço foi aberto a partir da liberação de R$ 4 bilhões para operações de microcrédito no Plano Progredir. O Ministério de Desenvolvimento Social acredita que o recurso irá beneficiar 1,5 milhão de pessoas.

Para que não ocorra inadimplência, caso o solicitante do empréstimo nesta modalidade não cumpra com suas obrigações, outras pessoas poderão ser usadas para cobrir o valor devido. Desta forma, a taxa de inadimplência fica para 1% das operações.

Como Solicitar o Empréstimo Microcrédito do Bolsa Família?

Para solicitar o benefício, o interessado deve estar regularmente inscrito no Cadastro Único. Deve acessar o portal do Ministério da Cidadania, em seguida, deverá se cadastrar preenchendo informações pessoais.

Em seguida será necessário escolher entre duas opções disponíveis que vão de acordo como o perfil do solicitante. As opções são para quem já é empreendedor ou quem pretende empreender.

Após preenchimento e conclusão da solicitação, bancos parceiros com o programa Bolsa Família irão avaliar as informações fornecidas. O pedido poderá ser ou não aprovado.

Juros

A maioria dos empréstimo cobram taxas de juros. Nesta situação, as taxas irão depender do banco que concede o empréstimo. Além disso, na modalidade é estipulado um prazo de pagamento entre 4 a 24 meses. O valor mínimo para empréstimo é de R$ 300 e o máximo R$ 15.000.

Dica bônus: pessoas com o CPF negativado podem ter empréstimo liberado, isso irá depender do banco aceitar ou não as restrições.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter