28/11/2019
Por Edilson Silva em Economia

Novembro termina com mais um aumento no preço do gás de cozinha

Quem achava que o ano iria terminar sem mais um aumento no preço do gás de cozinha, se enganou. A Petrobras, antes mesmo de completar três meses do último reajuste, anunciou para esta quarta-feira (27) novo valor do botijão GLP 13 kg.

Dessa vez, o percentual de 4,0 %, está baseado nos cálculos do Preço Médio Ponderante Fiscal (PMPF) que é resultado de uma pesquisa de mercado que identifica a diferença dos valores praticados no comércio e sobre ela aplicada a alíquota do Imposto sobre a Circulação de mercadorias e serviços (ICMS).

Na prática, isso significa dizer que o botijão de gás GLP de 13 kg, que atualmente está sendo comercializado entre R$ 70 e R$ 75 a vista, terá um aumento de aproximadamente R$ 3. O preço da unidade pode variar de um estabelecimento para outro, em virtude da livre concorrência.

A direção do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba (Sinregás-PB) explica que, nos últimos 30 dias, foram registrados dois reajustes que não foram repassados e que agora foram incorporados a essa nova tabela que atinge o consumidor final. “Não temos como absorver aos custos das revendas esse novo aumento, já que é o terceiro dentro de um curto período de apenas um mês”, disse Marcos Antônio Bezerra, presidente Sinregás-PB.

O novo valor que havia sido anunciado oficialmente desde a última segunda-feira (24) para todo o Brasil, passa a valer a partir desta quarta-feira (27) no estado da Paraíba.

Na área da grande João Pessoa, o número de pontos de venda chega a 500 estabelecimentos comercias autorizados, sendo quase 300 postos de revenda estão distribuídos somente na capital.

A Petrobras também decidiu alterar o preço do GLP industrial e comercial. Mas, nesses dois segmentos, o percentual foi de apenas 0,6%. Com a alteração, os preços dos dois produtos foram igualados.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter