08/09/2019
Por Edilson Silva em Brasil, Política

Manifestações contra Bolsonaro ocupam ruas no ‘7 de setembro’

Os atos convocados em repúdio à política predatória de Jair Bolsonaro, que se traveste de um falso patriotismo, estão ganhando de diversas cidades do Brasil e do mundo neste sábado, 7 de setembro. No Twitter, a tag #Dia7DePretoNaRua ficou entre os principais assuntos pela manhã.

Os atos #Dia7DePretoNaRua, convocado pelos estudantes em repúdio à declaração de Bolsonaro para que os brasileiros vestissem verde e amarelo em apoio a seu governo, começaram logo cedo na capital paulista. Pelo menos 20 mil pessoas estão na região da Avenida Paulista na manifestação, que foi fortalecida por movimentos de moradia e por Lula livre.

“Nos chamamos as pessoas para virem de preto, as pessoas corresponderam, sem abandonar nossa bandeira, sem abandonar o verde e amarelo porque os verdadeiros patriotas estão aqui. Somos nós que queremos cuidar da nossa Amazônia para que os EUA não venha interferir em nossos assuntos. Somos nós que viemos lutar pela Educação, pelas nossas universidades, que podem não funcionar mais no próximo mês por causa dos cortes de verbas que esse governo fez”, disse o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Iago Montalvão, em vídeo publicado no Twitter.

Em Realeza, no Paraná, estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), se manifestaram pelo campus. A universidade é a primeira a sofrer com a nomeação de um reitor de extrema-direita por Jair Bolsonaro.

Em Fortaleza, no Ceará, estudantes também estão nas ruas de preto em protesto contra Bolsonaro. Há manifestações ainda em cidades como Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Brasília (DF), Aparecida (SP), Pedro II (PI), Cariacica (ES), entre outras – veja a lista de manifestações pelo Brasil.

No mundo

Pelo mundo, manifestantes também aproveitaram o 7 de Setembro para protesta contra a política de devastação da Amazônia promovida por Bolsonaro. Em Estrasburgo, no nordeste da França, um grupo de ativistas realizou uma performance na Praça Kleber, em defesa da Amazônia.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter