11/09/2019
Por Edilson Silva em Santana dos Matos

Adolescente morre vítima de choque elétrico em Santana do Matos

Uma jovem residente no povoado Bom Jesus, município de Santana do Matos, morreu eletrocutada na tarde dessa terça-feira ( 10).

Vanessa Danielle, 17 anos, levava a louça de casa e ao pegar uma extensão para ligar um rádio terminou sofrendo uma descarga elétrica, indo a óbito.

Inicialmente cogitou-se um choque com o celular, o que foi desmentido pela família.

Os choques elétricos ocorrem sempre que uma determinada corrente elétrica percorre o corpo humano. Dependendo da situação, um choque pode causar apenas um pequeno formigamento, queimaduras de terceiro grau ou até mesmo levar a pessoa a óbito.

Por que ocorre o choque?

A corrente elétrica, quando percorre o corpo humano, interfere nas correntes internas carregadas pelos nervos, dando-nos a sensação de formigamento.

Para que o choque ocorra, deve haver uma diferença de potencial entre dois pontos distintos do corpo humano, ou seja, quanto maior for a diferença de potencial, maior será a corrente elétrica; como consequência, o choque também será maior. Geralmente, um desses pontos sãos os pés, que estão em contato com o solo, e o outro ponto é o que de fato entra em contato com algum aparelho elétrico ou fio elétrico.

O valor da corrente elétrica, ou melhor, a sua intensidade depende de alguns fatores relevantes, como a voltagem e a resistência elétrica do caminho percorrido pela corrente elétrica no corpo. A resistência do corpo humano sofre variação de uma pessoa para outra e também depende das condições da pele de cada um. Quando o corpo humano está molhado, sua resistência é bem menor que quando está seco. Molhado, a resistência cai, e a corrente que passa pelo corpo humano pode ser bastante alta, mesmo para uma tensão pequena.

Devemos perceber que os danos que são causados pelos choques são mais relacionados com a corrente elétrica do que com a voltagem. Podem ocorrer choques que levam a óbito mesmo com uma voltagem de apenas 20 V.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter