25/08/2019
Por Edilson Silva em Currais Novos, Política

Emendas Parlamentares liberadas para a Saúde de Currais Novos

Duas emendas parlamentares foram recentemente liberadas para Currais Novos. Uma emenda parlamentar do Custeio da Média e Alta Complexidade (MAC) no Valor de 200 mil reais de autoria da Senadora Zenaide que servirá para financiar a parte especializada da Saúde Municipal. A outra emenda parlamentar é para o Custeio da Atenção Básica na Saúde Municipal no valor de 200 mil reais de autoria da então Senadora Fátima Bezerra acompanhada agora pelo Senador Jean Paul Prates que trabalhou pela liberação.

Nesse momento de crise e dificuldades financeiras, esses recursos fazem grande diferença. Minha gratidão em nome do nosso povo a parceria da Senadora Zenaide, Fátima Bezerra e o Senador Jean Paul Prates com Currais Novos sempre priorizando a liberação de recursos para nosso município”, enfatizou o prefeito Odon Júnior.


25/08/2019
Por Edilson Silva em Cursos

Senac está com matrículas abertas para cursos técnicos a distância

As inscrições para os cursos técnicos a distância do Senac EAD continuam abertas até o próximo dia 30 de setembro. A matrícula deve ser realizada na página de cursos técnicos do Portal Senac EAD, na qual também é possível conferir o portfólio completo e detalhes sobre os cursos disponíveis.

São 11 diferentes opções de cursos nas áreas de comércio, design, gestão, informática, meio ambiente, segurança e turismo.

Neste ciclo, a novidade é o curso de Informática para Internet. Com carga horária de 1000 horas, o curso capacita o aluno para planejar, construir, publicar, testar e realizar a manutenção de aplicações web e mobile com acesso a banco de dados. Após formado, o profissional estará habilitado para desenvolver sites, aplicações web e mobile, de acordo com os padrões de codificação, usabilidade, acessibilidade e segurança da informação.

Com aprendizado em ambiente digital, o Senac EAD garante flexibilidade de tempo e espaço aos alunos, facilitando a conciliação entre os estudos e os compromissos do dia a dia. Todo o material didático é disponibilizado on-line, por meio de recursos multimídia, podcasts, vídeos, videoaulas, animações, objetos de aprendizagem e-books, webconferências, no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

A videoaula é o formato mais utilizado pelos cursos técnicos do Senac EAD, possibilitando que o aluno escolha onde e quando acessará o conteúdo disponível. Ainda há a possibilidade de selecionar uma data para interagir virtualmente com os tutores, em tempo real. Para atividades presenciais obrigatórias, a instituição conta com mais de 300 polos credenciados, distribuídos em todos os estados do país. No Rio Grande do Norte são seis polos disponíveis: Assu, Caicó, Macaíba, Mossoró e em Natal, nas unidades do Centro e Zona Norte.

Diploma

O diploma de Técnico de Ensino Médio tem validade nacional. A lei garante que os diplomas conferidos aos alunos de cursos a distância têm o mesmo valor que os conferidos aos alunos de cursos presenciais, sendo aceitos no mercado de trabalho sem distinção.


25/08/2019
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Marinha alerta para ventos fortes de até 60 km/h no litoral do RN

A Marinha do Brasil emitiu um alerta de ventos fortes que podem chegar até 60 km/h no litoral do Rio Grande do Norte. O comunicado vale a partir deste sábado (24) até às 21h da segunda-feira (26).

O alerta é para todo o litoral do Rio Grande do Norte até o litoral do Maranhão.

Por conta do mau tempo, a Capitania dos Portos do RN recomenda que embarcações de pequeno porte evitem navegar neste período e que as outras embarcações redobrem a atenção de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) mantém todos as informações sobre alertas de ressaca e mau tempo em vigor atualizadas em seu site. Por G1 RN


25/08/2019
Por Edilson Silva em Concursos

Processo Seletivo para Estagiário é ofertado pela DPE – RN

Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE – RN) anuncia novo Processo Seletivo referente à formação de cadastro reserva de Estagiários discentes do 3º ao 5º ano do curso de Bacharel em Direito

Quando admitidos, os estagiários atuarão nos Núcleos de Cerá-Mirim; Currais Novos; Macaíba; João Câmara; Nísia Floresta e Santa Cruz.

O valor da bolsa-auxílio ofertada equivale a um salário mínimo, mais auxílio-transporte e a carga horária a ser cumprida é de 30 horas semanais.

Interessados poderão se inscrever até o dia 31 de agosto de 2019, por meio de envio de documentação exigida, nos seguintes endereços de e-mail, a depender do Núcleo a que o candidato deseja concorrer:

  • cearamirim@dpe.rn.def.br;
  • curraisnovos@dpe.rn.def.br;
  • joaocamara@dpe.rn.def.br;
  • nisiafloresta@dpe.rn.def.br;
  • macaiba@dpe.rn.def.br;
  • santacruz@dpe.rn.def.br.

Como método de seleção, será realizada Avaliação de Notas dos candidatos constantes no histórico universitário, considerando o índice de rendimento acadêmico.

Este Processo Seletivo terá validade de seis meses, contados da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.


23/08/2019
Por Edilson Silva em Brasil, Religião

“Levante a voz pela Amazônia”, pede CNBB em nota

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) emitiu nota sobre a situação em que classifica de “absurdos incêndios” e outras criminosas depredações em curso na Amazônia. Estas atitudes, segundo o documento, requerem posicionamentos adequados. “É urgente que os governos dos países amazônicos, especialmente o Brasil, adotem medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta – a Amazônia. Não é hora de desvarios e descalabros em juízos e falas”, diz a nota.

No documento, a CNBB ressalta que Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia, convocado pelo papa Francisco para outubro próximo, no cumprimento de sua tarefa missionária e da evangelização, é sinal de esperança e fonte de indicações importantes no dever de preservar a vida, a partir do respeito ao meio ambiente.

Confira, abaixo, a íntegra o documento:

Nota da CNBB 

O povo brasileiro, seus representantes e servidores têm a maior responsabilidade na defesa e preservação de toda a região amazônica. O Brasil possui significativa extensão desse precioso território, com o rico tesouro de sua fauna, flora e recursos hidrominerais. Os absurdos incêndios e outras criminosas depredações requerem, agora, posicionamentos adequados e providências urgentes. O meio ambiente precisa ser tratado nos parâmetros da ecologia integral, em sintonia com o ensinamento do Papa Francisco, na sua Carta Encíclica Laudato Si’, sobre o cuidado com a casa comum.

“Levante a voz pela Amazônia” é um movimento, agora, indispensável, em contraposição aos entendimentos e escolhas equivocados. A gravidade da tragédia das queimadas, e outras situações irracionais e gananciosas, com impactos de grandes proporções, local e planetária, requerem que, construtivamente, sensibilizando e corrigindo rumos, se levante a voz.

É hora de falar, escolher e agir com equilíbrio e responsabilidade, para que todos assumam a nobre missão de proteger a Amazônia, respeitando o meio ambiente, os povos tradicionais, os indígenas, de quem somos irmãos. Sem assumir esse compromisso, todos sofrerão com perdas irreparáveis.

O Sínodo dos bispos sobre a Amazônia, em outubro próximo, em sintonia amorosa e profética com a convocação do Papa Francisco, no cumprimento da tarefa missionária e da evangelização, é sinal de esperança e fonte de indicações importantes no dever de preservar a vida, a partir do respeito ao meio ambiente.

“Levante a voz” para esclarecer, indicar e agir diferente, superar os descompassos vindos de uma prolongada e equivocada intervenção humana, em que predominam a “cultura do descarte” e a mentalidade extrativista. A Amazônia é uma região de rica biodiversidade, multiétnica, multicultural e multirreligiosa, espelho de toda a humanidade que, em defesa da vida, exige mudanças estruturais e pessoais de todos os seres humanos, Estados e da Igreja.

É urgente que os governos dos países amazônicos, especialmente o Brasil, adotem medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta – a Amazônia. Não é hora de desvarios e descalabros em juízos e falas. “Levante a voz” na voz profética do Papa Francisco ao pedir, a todos os que ocupam posições de responsabilidade no campo econômico, político e social: “Sejamos guardiões da criação”.

Vamos construir juntos uma nova ordem social e política, à luz dos valores do Evangelho de Jesus, para o bem da humanidade, da Panamazônia, da sociedade brasileira, particularmente dos pobres desta terra. É indispensável para promovermos e preservarmos a vida na Amazônia e em todos os outros lugares do Brasil. Em diálogos e entendimentos lúcidos, que se “levante a voz”!

Brasília-DF, 23 de agosto de 2019


Dom Walmor Oliveira de Azevedo

Arcebispo de Belo Horizonte – MG
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler, OFM
Arcebispo de Porto Alegre – RS
1º Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima – RR
2º Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo Auxiliar de S. Sebastião do Rio de Janeiro – RJ
Secretário-Geral da CNBB


23/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu

Jucurutu fica na 7ª posição no estado no Índice CFA de Governança Municipal

O Índice CFA de Governança Municipal – IGM-CFA consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho.

Foi elaborado a partir de dados secundários, e considera áreas como saúde, educação, planejamento urbano, articulação institucional, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, violência e outras.

Nesse sentido, o Índice CFA de Governança Municipal se destaca e se diferencia de todos os demais índices já utilizados no contexto brasileiro para mensuração da performance municipal uma vez que contempla uma visão mais ampliada sobre as dimensões da governança pública, e em especial, sobre a relação entre a dimensões fiscal, gestão e desempenho.

O Município de Jucurutu/RN fica na 7ª posição no estado, classificação esta que reafirma o comprometimento da gestão Valdir Medeiros com o bom uso dos recursos públicos disponíveis.


23/08/2019
Por Edilson Silva em Brasil

Justiça Federal determinou que empresa JRS Pesca Esportiva deixe de transitar nas terras indígenas

A Justiça Federal no Amazonas determinou que a empresa JRS Pesca Esportiva deixe de transitar nas terras indígenas Uneiuxi e Jurubaxi-Téa, localizadas na área do município de Santa Isabel do Rio Negro (a 630 quilômetros de Manaus) sem consentimento das comunidades indígenas, por meio de consulta, nos termos da Convenção nº 169 da OIT, e devida autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai), conforme Instrução Normativa nº 3/2015 da Funai. A empresa também deverá deixar de praticar pesca esportiva na Área de Proteção Ambiental Tapuruquara enquanto não realizar a consulta e obter o consentimento a que se refere o Decreto Municipal nº 75/2017, das comunidades indígenas afetadas direta e indiretamente pelas atividades.

Atuante na defesa dos direitos dos povos indígenas, o Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas participa da ação como fiscal da ordem jurídica e manifestou-se contra o pedido inicial contido na ação cível ajuizada pela JRS. A empresa pediu que a Federação das Organizações do Rio Negro (Foirn) e a Associação das Comunidades Indígenas do Médio Rio Negro (Acimrn) parassem de interromper a passagem pelo trecho do Rio Uneiuxi inserido nas terras indígenas Uneiuxi e Jurubaxi-Téa. O MPF alegou ser incabível o acatamento deste pedido, pois, para realização de trânsito turístico na Área de Proteção Ambiental Tapuruquara é necessário o consenso junto às organizações indígenas, sendo eles povos afetados com a pesca esportiva na região.

Em maio de 2018, a Funai, Foirn e a Acimrn deram início ao processo de seleção das empresas interessadas em estabelecer parceria para operar o turismo de pesca esportiva nas terras indígenas Uneiuxi e Jurubaxi-Téa, de Santa Isabel do Rio Negro. Como a JRS não foi a escolhida para operar em parceria com as comunidades do alto rio Uneuxi, apresentou recurso administrativo requerendo autorização para que pudesse trafegar por trecho do rio que faz parte de terras indígenas.

Após o recurso ter sido negado pelos órgãos competentes, a JRS ajuizou a ação, apontou ainda que o objetivo era passar por águas fluviais indígenas, para então chegar em área pertencente à União e praticar a atividade de pesca esportiva, tendo frisado que “há necessidade de se trafegar por parte do rio que pertence às terras indígenas, para se chegar na parte do rio que se encontra fora de área indígena e que pertence a União”.

Na sentença, a Justiça levou em consideração a Recomendação nº 13 do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, expedida em 2016, na qual há orientação para que empresas de pesca esportiva não entrem e não realizem qualquer atividade de exploração turística e pesca esportiva ou comercial nas terras Médio Rio Negro I, Médio Rio Negro II, Jurubaxi-Téa, Uneuixi e Yanomami, sem a devida autorização pelos povos indígenas envolvidos, mediante consulta livre, prévia e informada, e pelos órgãos públicos responsáveis pela proteção e promoção dos direitos indígenas e do meio ambiente. Orientou também que deixem de realizar a venda de pacotes turísticos relacionados à pesca esportiva em qualquer das áreas mencionadas e, ainda, que se abstenham de firmar novos acordos envolvendo exploração turística em terras indígenas sem o devido consentimento das comunidades indígenas e o acompanhamento de seus órgãos representativos e estatais.

Segundo a sentença judicial, embora não haja indicação de que as atividades serão realizadas em áreas demarcadas como indígenas, há nítida informação nos autos de que, para acessar a área onde a empresa deseja realizar suas atividades, haverá a necessidade de passar por áreas indígenas, o que, nos termos da recomendação do MPF, exigiria a autorização específica. Ainda segundo a sentença, “seria um contrassenso e totalmente temerário se permitir tais atividades na região, da forma como requerido pela parte autora, diante das informações já carreadas aos autos, o que seria inclusive ir de encontro aos termos da própria Recomendação do MPF nº 13/2016, sobretudo a fim de se garantir a própria segurança dos turistas, que eventualmente adentrariam em área pela qual não houve liberação dos povos indígenas para tal fim”.

Autorização dos órgãos competentes – Segundo a Instrução Normativa nº 3/2015 da Funai, o ingresso, trânsito e permanência de não índios em terras indígenas condicionam-se, primeiramente, ao consentimento dos próprios povos indígenas e, em segundo lugar, às determinações existentes nos regulamentos da Funai.

Recentemente, após articulação do MPF, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) alterou as condicionantes das licenças de pesca emitidas pelo órgão, incorporando a restrição de exercer a atividade em áreas de terras indígenas, unidades de conservação, assentamentos e áreas de uso tradicional de comunidades quilombolas, indígenas, ribeirinhas e extrativistas, salvo mediante consentimento das comunidades afetadas por meio de consulta livre, prévia e informada, nos termos da Convenção nº 169 da OIT, e respectiva autorização dos órgãos competentes.

A ação de procedimento comum cível segue tramitando na 3° Vara Federal no Amazonas sob o número 1003389-81.2018.4.01.3200.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Amazonas
(92) 2129-4734 / (92) 98415-5277
pram-ascom@mpf.mp.br
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_am


23/08/2019
Por Edilson Silva em Política, RN

Mais uma derrota para os velhos caciques da política do RN: Ministro do TSE nega recurso do PSDB-RN e mantém mandato da senadora Zenaide Maia

portal Justiça Potiguar destaca nesta sexta-feira(23) que o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi,  julgou improcedente o recurso impetrado pelo PSDB-RN com acusações de captação ilícita de recursos da senadora potiguar Zenaide Maia durante a campanha eleitoral, o que poderia leva-la a cassação. O ministro manteve a decisão do TER-RN que já havia decidido em favor da senadora.

Confira todos os detalhes aqui.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Política

Pesquisa mostra Bolsonaro como 3º líder mais mal avaliado da América Latina

Uma pesquisa feita pelo Instituto Ipsos mostra que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), é o terceiro líder mais mal avaliado da América Latina, ganhando apenas dos dirigentes de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e da Venezuela, Nicolás Maduro.

O instituto entrevistou 403 pessoas em levantamento feito entre os dias 27 de junho e 24 de julho deste ano. A pesquisa ouviu líderes de opinião e jornalistas reconhecidos de mídias latino-americanos.

Maduro registra a menor taxa de aprovação da região, com apenas 3% de apoio, enquanto Canel aparece com 18%, os dois considerados líderes ditatoriais. Enquanto isso, Bolsonaro aparece com 29%, menor aprovação entre os à frente de regimes democráticos.

O Chile ganha quando o assunto é aprovação: Sebastian Piñera aparece com 68% na pesquisa. O segundo lugar ficou com Tabaré Vásquez, presidente do Uruguai, com 65%. Em 2018, os dois já eram os melhores colocados na pesquisa, mas apareciam em ordem invertida.

O Ipsos realiza estudos em mais de 90 países e destaca que os resultados apresentados não são representativos das sociedades latino-americanas. O objetivo do instituto é expor a opinião de cidadãos considerados mais informados e influentes para a opinião pública.

Folha


22/08/2019
Por Edilson Silva em Educação

Prova do Encceja é neste domingo (25)

O Inep recomenda que os participantes levem impresso o cartão de confirmação de inscrição, disponível no site enccejanacional.inep.gov.br.

No canal do Inep, no Youtube, há um passo a passo, para que não haja dúvida em relação aos locais de provas, horários e demais informações importantes, sobre o exame.

O Encceja permite que os candidatos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada, tenham a chance de conquistar a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental ou médio.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Saúde

Vacinação contra Sarampo começa em todo país

A partir desta quinta-feira dia (22), as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação é preventiva e deve alcançar 1 milhão e 400 mil crianças, que não receberam a dose extra, chamada de dose zero, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses.

A pasta enviará 1,6 milhão de doses a mais para os estados. O objetivo é intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos. A medida é uma resposta imediata do ministério devido ao aumento de casos da doença.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Política

Zenaide defende trabalhadores e microempresas diante da votação da MP da liberdade econômica

Diante de muitas polêmicas, o Senado aprovou na noite desta quarta-feira (21) a MP da liberdade econômica, porém os senadores da oposição, entre eles a senadora potiguar Zenaide Maia (Pros/RN), conseguiram retirar trechos que prejudicavam microempresas e trabalhadores através de negociações. O artigo que definia regras para trabalho aos domingos e feriados – que previa, por exemplo, uma folga no intervalo máximo de quatro domingos trabalhados – foi retirado pelos senadores.

No início da noite, antes da aprovação pelo Senado da MP da liberdade econômica, a senadora Zenaide Maia fez algumas ponderações sobre a MP durante seu pronunciamento na sessão deliberativa ordinária no plenário. A senadora Zenaide fez questão de lembrar que a geração de emprego e renda é um clamor unânime dos parlamentares, porém a MP da liberdade econômica não poderia atropelar os direitos dos trabalhadores e muito menos determinar Estado Mínimo. “Todos pedem um Estado Mínimo, mas na hora H todos querem: segurança hídrica, segurança pública, ferrovias, rodovias, aeroportos, e isso é o estado que tem que suprir. Então essa história de Estado Mínimo não sou a favor”, declarou.

A parlamentar também declarou: “Sou a favor sim da diminuição da burocracia, mas o trabalhador deve ter seus direitos preservados. Devemos ter um olhar mais diferenciado para essas pessoas que trabalham duro e tem seus direitos tolhidos. Conseguimos pelo menos retirar parte da minirreforma trabalhista”, declarou Zenaide Maia.
Por ser uma medida provisória, o texto tem força de lei desde sua publicação no Diário Oficial, mas precisa ser aprovado pelo Congresso em até 120 dias.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu

Prefeitura realiza ‘Operação Tapa Buracos’ nas proximidades da Escola Estadual Antônio Batista

Nesta quinta-feira, 22 de agosto uma equipe da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos estão realizando os serviços de tapa buracos, para restaurar a via asfáltica nas proximidades da Escola Estadual Antônio Batista.

Os serviços seguirão até o Posto de Netinho nas proximidades do Bairro Novo Horizonte. Em breve o Bairro Freitas também será contemplado com esta ação.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Jardim do Seridó

RN: Fogo atingiu área grande de caatinga próximo de Jardim do Seridó

Populares registraram um incêndio de grandes proporções no mato, às margens da rodovia BR 427, próximo da cidade de Jardim do Seridó.

O fogo teve início no final da manhã desta quarta-feira (21) e com o vento forte e tempo seco, se alastrou por uma área muito grande.

Fogo no mato nas imediações de Jardim do Seridó – (Foto: Wilkerson Pereira) e informações de Sidney S.


22/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu

Ouça aqui o programa de rádio da Prefeitura de Jucurutu

O Direto do Gabinete é uma produção radiofônica que leva ao ar semanalmente as principais ações da Prefeitura de Jucurutu sob administração de Valdir Medeiros e José Pedro.

Na edição da última sexta, 16 de agosto o destaque foi para Assistência Social, Saúde, Obras e Serviços Urbanos e a participação do Chefe do Executivo Municipal.

Acompanhe todas as sextas sempre as 16he30min. pela Rádio Comunitária de Jucurutu – 104,9 FM.

Programa Direto do Gabinete – Edição de numero 19, 16 de Agosto de 2019

Publicado por Município de Jucurutu em Sexta-feira, 16 de agosto de 2019

 


22/08/2019
Por Edilson Silva em Concursos

Processo Seletivo é anunciado pela Prefeitura de Ipanguaçu – RN

A Prefeitura Municipal de Ipanguaçu – RN, anuncia a realização de um novo Processo Seletivo, que tem por objetivo, a contratação de Profissionais,

Há vagas disponíveis entre os seguintes cargos: Professor nas áreas de: Língua Portuguesa (3); Língua Inglesa (1); Matemática (4); Ciências (2); História (3); Geografia (2); Educação Física (2); Educação Infantil e 1º ao 5º ano (15); Professor de Libras (2); Nutricionista (1); Secretário Escolar (4); Fiscal de Vigilância Sanitária (1); Agente Comunitário de Saúde/ Ilha Grande (2); Agente Comunitário de Saúde/ Pedrinhas (2); Agente Comunitário de Saúde/ Pataxó (1); Agente Comunitário de Saúde/ Centro (2); Agente de Endemias (1); Digitador (2); Agente Administrativo (2); Técnico de Enfermagem (2); Farmacêutico (1); Assistente Social (1); Psicólogo (1); Cadastrador do Cadúnico (1); Digitador (1); Oficineiro de Dança (1); Oficineiro de Música (1); Oficineiro de Teatro (1); Oficineiro de Esporte (1); Orientador Social (3); Visitador Social (6); Engenheiro Civil (1); Agente Administrativo (1); Técnico de Informática (1); e Educador Físico (1).

Ao ser contratado, o candidato deve exercer funções em regime de 30 a 40 horas semanais, sendo remunerado mensalmente no valor entre R$ 998,00 a R$ 2.000,00.

Os interessados devem efetuar inscrições com taxa no valor entre R$ 60,00 a R$ 80,00, até a data de 28 de agosto de 2019, por meio do seguinte endereço eletrônico: www.funvapi.com.br.

Como forma de seleção, serão aplicadas Prova de Títulos de nível superior, médio e médio técnico, Prova Didática presencial, para funções de Professor.

A validade do Processo Seletivo é de um ano, prorrogável por igual período, a contar da data de homologação do resultado.


21/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu

Gestão Valdir Medeiros segue com operação tapa buraco em Jucurutu

A Prefeitura Municipal de Jucurutu através da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos segue a todo vapor com a operação tapa buracos na cidade.

A equipe continua com os trabalhos na RN 118 no trecho que corta a área urbana do município. Embora a RN seja de responsabilidade do Governo do Estado, o prefeito Valdir Medeiros com recursos próprios iniciou os serviços de tapa buraco.


21/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu

MP recebe primeiros dados do trabalho de fiscalização que recomendou em Jucurutu

O 3ºDPRE/CPRE entregou os primeiros dados da fiscalização que vem realizando na RN-118 (que corta o município de Jucurutu) por recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Sendo inicialmente constatado um grande número de pessoas conduzindo veículos sem Carteira Nacional de Habilitação ou até mesmo a Permissão para Dirigir.

Trabalho visa conscientizar a importância do uso do capacete e a boa condição de tráfego do veículo.

Outro grande ponto enxergado pelo 3ºDPRE/CPRE como problema e que consiste no aumento de acidentes nas rodovias e nos centros urbanos, é a questão do veículo sem condições de tráfego, seja por não possuir os sinais luminosos obrigatórios como o farol e as sinaleiras indicadoras de sentidos, ou da má conservação (ausência de revisão e de documentos – CRLV).

Outro dado importante que foi constatado durante fiscalização naquele município é que a maioria da frota veicular dos moradores da cidade e da zona rural estão em nome de terceiros, e em caso de cometimento de infrações ou crimes de trânsito, serão aqueles os responsáveis por estes atos, e não propriamente quem os cometeu.

Embora a recomendação do MPRN, o trabalho fiscalizatório nas rodoviais estaduais sempre foi feito pelo 3º Distrito de Polícia Rodoviária de Caicó, e segundo o comandante, major Henrique, apenas foi intensificado em Jucurutu devido à alta incidência de acidentes e pessoas pilotando sem capacete.

Via Jair Sampaio


21/08/2019
Por Edilson Silva em Jucurutu, Religião

Em Jucurutu coordenadores das Pastorais se reuniram para responder questionário do 1º Sínodo Diocesano

Convocado pelo Bispo Diocesano de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz Santos, o Conselho Pastoral Paroquial do município de Jucurutu se reuniu na noite desta terça-feira, 20 de agosto para responder o questionário do 1° Sínodo Diocesano da Diocese de Caicó.

O momento aconteceu no Centro de Pastoral da Paróquia de São Sebastião de Jucurutu e contou com participação de coordenadores de diversas Pastorais que atuam na Paróquia.

De forma democrática e espontânea os presentes responderam um questionário que tratou de vários temas e realidades da comunidade cristã local.

De acordo com a Diocese de Caicó realizar o Sínodo indica o desejo de nossa Igreja Diocesana de “caminhar todos juntos” como Povo de Deus dotado do carisma do “sensus fadei” e chamado a realizar, sob a guia do Bispo, escolhas proféticas no espírito do renovamento espiritual — pastoral — social -cultural para a construção de um caminho comum como Igreja, na obediência ao Evangelho e no discernimento dos sinais dos tempos.


21/08/2019
Por Edilson Silva em Brasil

A Amazônia tá em chamas e dá pra ver do espaço

No meio do dia na segunda-feira, o céu de São Paulo escureceu de repente. A capital, assim como outras partes do Mato Grosso e Paraná, ficou sob um cobertor de fumaça de incêndios florestais na Amazônia.

No começo do mês, o estado do Amazonas declarou estado de emergência com o aumento de queimadas. A temporada de incêndios na Amazônia está apenas começando – em geral vai de agosto até outubro, com o pico no meio de setembro, só que desta vez em particular tem muita gente empolgada, teve até Dia do Fogo — e a fumaça já é tanta que pode ser vista do espaço.

Semana passada, a NASA divulgou imagens de satélite mostrando a colcha de retalhos de incêndios e fumaça no Brasil. Citando a Global Fire Emissions Database, a NASA apontou que apesar dos níveis atuais de incêndio estarem um pouco abaixo da média comparado com os últimos 15 anos, eles são mais altos em alguns estados, como Amazonas e Rondônia.

“O estado do Amazonas, em particular, está bem acima da média de atividade diária de incêndios em agosto até agora”, disse Mark Parrington, um cientista trabalhando com emissões de incêndio florestal no European Center for Medium-Range Weather Forecasts.

Segundo Parrington, incêndios na Amazônia liberam em média de 500 a 600 toneladas de dióxido de carbono durante um ano típico. Em 2019 até agora, eles já liberaram 200 toneladas de gases-estufa. Segundo a Global Fire Emissions Database, 8.668 queimadas foram detectadas no Amazonas na segunda. Isso já excede os últimos anos, e fica um pouco atrás da alta de 2016 de 8.836.

Imagens de satélite estão rastreando o movimento da fumaça, que encheu completamente o ar em São Paulo. Gustavo Faleiros, editor do grupo de notícias ambientais InfoAmazonia, disse por e-mail que a qualidade do ar estava ainda pior no interior que na cidade.

“Moradores do interior começaram a reclamar da fumaça das queimadas, porque o ar costumava ser mais limpo lá, e agora as cidades estão cheias de fumaça e cinzas”, disse Alberto Shiguematsu, morador de São Paulo, que tuitou sobre a fumaça.

Segundo Shiguematsu, o céu ficou “muito escuro” por volta das 15h15 de ontem. Ele disse que em dez anos morando em São Paulo, ele nunca tinha visto fumaça de queimadas como essa. Ele tinha lido sobre os incêndios florestais na Amazônia, mas não achou que seria afetado.

“A fumaça chegando aqui, em São Paulo, milhares de quilômetros de distância? Foi uma surpresa”, ele disse.

A notícia das queimadas vem entre relatos de cada vez mais desmatamento sob a administração do presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro, o que já vinha gerando protestos no país e preocupaçõesinternacionais. Enquanto a fumaça das queimadas ameaça a saúde daqueles que moram perto do fogo, mais incêndios colocam ainda mais pressão na Floresta Amazônica como um todo.

A umidade na Amazônia tinha, no passado, protegido a floresta contra grandes incêndios, mas secas, desmatamento e agricultura podem tornar as queimadas tão comuns que elas vão alterar completamente a paisagem, alertava um estudo de 2014. Segundo uma postagem no blog da InfoAmazonia, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil prevê que as chuvas tropicais no centro e norte da Amazônica ficarão de 40 a 50% abaixo do normal nos próximos três meses. A Universidade de Oklahoma recentemente publicou um estudo afirmando que o desmatamento na Amazônia pode ser até o dobro do que foi registrado pelo Inpe.

“Há uma relação direta entre o aumento das queimadas e o crescimento do desmatamento”, Faleiros escreveu na postagem. “Entre os 10 municípios que registraram as maiores queimadas em 2019, sete deles também estão na lista de municípios com o maior número de alertas de desmatamento.”




Facebook


Twitter