09/05/2019
Por Edilson Silva em Política

Corrupção: Coronel Lima se apresenta na sede da Polícia Federal pouco antes do prazo

JOVEM PAN – Após o ex-presidente Michel Temer se apresentar na Superintendência da Polícia Federal nesta quinta-feira (9), às 15h, o coronel reformado João Baptista Lima fez o mesmo pouco antes de vencer o prazo estipulado pela juíza, que seria às 17h. Lima chegou na sede da PF por volta das 16h45min, acompanhado dos advogados e de carros dos agentes da PF.

Ele ficará preso em uma unidade militar na cidade de São Paulo, como havia sido solicitado pelos seus advogados, para ficar mais perto da família.

Lima é apontado como o operador financeiro de Temer e é investigado por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa por envolvimento no desvio de R$ 1,8 bilhão das obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear.

Nesta quarta-feira (8), a 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou que Temer e o coronel Lima voltem à prisão em outro caso, no qual são acusados de desvios nas obras da usina nuclear de Angra 3. Este processo corre na Justiça Federal do Rio de Janeiro, no âmbito da Operação Lava Jato.

A corte acolheu, por 2 votos a 1, o recurso apresentado pelo Ministério Público Federal. O ex-presidente e o Coronel Lima, foram presos no dia 21 de março, na Operação Descontaminação. Eles foram soltos quatro dias depois.

A força-tarefa da Lava Jato acusa Michel Temer de chefiar uma quadrilha que desvia dinheiro público há 40 anos. Segundo o MPF, o grupo de Temer já desviou R$ 1,8 bilhão dos cofres públicos.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter